Você está na página 1de 2

Substituição segura do GLP na sua cozinha

Quando o queimador apaga, é preciso trocar


o botijão. Nunca tente forçar a saída de um
resquício de gás, pois virar ou deitar o
botijão é um perigo. Se o gás escoar na fase líquida, algum componente pode
entupir e, consequentemente, explodir.

Como armazenar os vasilhames adequadamente?


Segundo a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), os
botijões (tanto em uso como na reserva) devem ser mantidos em local ventilado
e coberto, protegido do sol, da chuva e da umidade. Portanto, nada de deixá-los
fechados na dispensa ou dentro do gabinete da pia. Mas os cuidados vão além:
não os armazene próximos a tomadas e interruptores ou, tampouco,
eletroeletrônicos.

Por último, mantenha-os a, pelo menos, 5 m de distância de ralos, grelhas (para


o escoamento d’água), caixas de gordura e de esgoto. Como o gás liquefeito de
petróleo (GLP) é mais pesado que o ar, existe o risco de ele acumular nas
tubulações. Imagine o estrago que uma bituca de cigarro acesa poderia fazer se
caísse em um cano cheio de gás.

Como trocar o botijão de gás com segurança

Mantenha o ambiente ventilado e afaste qualquer fonte de calor. Não esqueça


de tirar o celular do bolso. Em seguida, siga o passo a passo.

Verifique se todos os botões do fogão estão desligados, pois quando o gás


acaba, corre-se o risco de esquecer algum queimador aberto.

1. Para mover os botijões (tanto o velho quanto o novo), transporte-os na vertical, nunca
rolando.
2. Leia e depois retire a etiqueta com as instruções de instalação e manuseio. Guarde-a para
o caso de haver necessidade de fazer consultas futuras ou entrar em contato com a
empresa responsável.
3. Remova o lacre de segurança com as mãos, pois o uso de ferramentas pode danificar a
válvula. Dica: não compre botijões com o lacre violado (ou pior: sem ele).
4. Retire o regulador de pressão de gás do botijão vazio e rosqueie na válvula do cheio.
Novamente, use as mãos — nada de alicates ou martelos.
5. Avalie se os componentes (mangueira, regulador de pressão de gás e braçadeiras) da
instalação estão em bom estado. Verifique a validade do conjunto, substitua-os se
necessário por similares, devidamente certificados pelo INMETRO.
6. Faça o teste de vazamento, passando uma esponja embebida em água e sabão no encontro
da válvula com o regulador de pressão. Se formarem bolhas de sabão, refaça a operação
de instalação;
7. Caso o vazamento persista, desconecte o regulador de pressão para ver se a origem do
problema está na válvula. Repita o teste com a espuma.
8. Se o vazamento ainda continuar, deixe o regulador de pressão desconectado e ligue para
a assistência técnica, cujo número consta na etiqueta.