Você está na página 1de 3

ATIVIDADE

NOME DO CURSO

Unidade Curricular: Data:


Comunicação e informação 03/06/2021
TST(TEC.012.041)

Instrutor (a): Lucas Lopes de Miranda

Aluno (a): Pedro Henrique Gonçalves de Macedo Santana

Introdução
Em 2020 o Brasil levou um susto com a pandemia gerada pela COVID-19. Hospitais
superlotados, escolas vazias, pessoas em quarentena e grande perda de vidas
humanas. Toda a rotina mundial se viu afetada devido o mal causado por tal vírus.
Ao passo que muitas empresas fecharam as portas devido ao baixo fluxo de
pessoas outras mantiveram seu funcionamento e até contrataram novos
trabalhadores pois a demanda de alguma forma foi aquecida naqueles setores
específicos, principalmente as indústrias as quais apresentaram um leve
crescimento nesse período.
Nesse trabalho vamos destacar a importância de implementações de normas de
segurança e prevenção de riscos de contaminação entre clientes e funcionários.

Melhores práticas para evitar contágio e disseminação.


“A segurança do trabalho é a ciência que visa contribuir com um conjunto de
medidas evitar e minimizar acidentes de trabalho, doenças ocupacionais bem como
proteger e integridade e a capacidade do trabalhador”. (certificacaoiso.com.br/e-
seguranca-trabalho/.)
E agora o que será dos trabalhadores em tempos de pandemia?
As empresas precisam demonstrar engajamento com o tema, principalmente se
alinhando ás normas sugeridas pela OMS (Organização Mundial da Saúde),
Ministério da saúde, secretárias de saúde. As nomas adotadas pelas empresas
devem ser alinhadas com a interação laboral e social de cada estabelecimento
aumentando a percepção de segurança por parte de todos os envolvidos.
Cada setor precisa investir de forma direta e segura nas áreas de prevenção que
mais estão incluídas no setor específico de sua economia. Como por exemplo,
supermercados, limpeza, setores bancários...
Aferição de temperatura à entrada de ambientes.
Especialistas informam que a aferição de temperatura não garante a detecção de
um possível contaminado. Eles alegam que existem uma muito alta de pessoas
contaminadas e que são assintomáticas, ou seja não apresentam alça térmica. É
sugerido então que exames periódicos sejam feitos juntamente com a medição de
temperatura para garantir a segurança de todos.
Monitoramento ostensivo.
Muitas empresas adotaram o modo de trabalho home office a onde os funcionários
não precisam deixar o conforto de sua casa para se deslocar até o local de trabalho.
Porém alguns fatores devem ser levados em consideração como: O contato do
trabalhador com outras pessoas que cercam seu dia a dia, a mobília usada que
talvez não seja adequada o que pode comprometer sua saúde.
A empresa deve elaborar questionários regulares para verificar a interação de seus
colaboradores com a mesma e garantir o cumprimento de algumas normas de
higiene e segurança. É fato que para as instituições esse monitoramento pode se
tornar um pouco complicado pois além de tudo a privacidade de seu contratado
precisa ser preservada para não incorrermos em outro erro.
Dentro desse quadro uma medida muito interessante seria a distribuição de kits
higienização (álcool 70% em pequenos frascos) para funcionários e pessoas que
compõe seus circulo de social
Conversas regulares e adaptação ao home office ou híbrido.
As empresas devem avaliar suas rotinas de trabalho e procuram incluir nas
atividades diárias períodos intercalados onde presença físico do funcionário não seja
obrigatórias. Existem programas gratuitos que podem ser adotados para essa
função sem prejuízos para ambos. É importante observar que nessas conversas
regulares sejam tratados temas principalmente voltados para a segurança e
promoção de saúde, incluindo coisas básicas como local de trabalho, mobílias
adequadas para realização de atividades.
Volta as atividades normais.
Alguns estados estão avançando para a fase verde diminuindo as restrições de
sociais. No entanto é válido lembrar que as medidas de higiene devem ser mantidas
principalmente em locais de convívio comum com banheiros, copas, vestiários,
refeitórios.
A medição de temperatura á entrada dos ambientes é muito importante para
detectar mudanças se existe caso de febre e apontar tal indicação, distribuição de
informativos sobre forma de contágio, prevenção, sintomas mais frequentas
Bibliografia:
https://www.nsctotal.com.br/noticias/medir-a-temperatura-nao-garante-seguranca-
contra-covid-19www.google.com
https://www.forbes.com.br/forbes-tech/2020/04/pesquisa-revela-os-setores-que-
estao-se-dando-bem-na-crise-causada-pela-pandemia/
https://revistahigiplus.com.br/seguranca-do-trabalho-x-pandemia/
https://www.forbes.com.br/forbes-tech/2020/04/pesquisa-revela-os-setores-que-
estao-se-dando-bem-na-crise-causada-pela-pandemia/