Você está na página 1de 14

1

SOCIEDADE EDUCACIONAL DE SANTA CATARINA

ESCOLA TÉCNICA TUPY

TÉCNICO EM TELECOMUNICAÇÕES

SINALIZADOR DE ALARME ATIVADO

Carla Zimermann da Silva

Celso Picolli Filho

Luã Bezerra Hurczulack

Mariana Caroline Scholz

TL240

TEX - Lidomar Becker

TEX - Alexandre Martins Klostermann

TEX - Roberto do Amaral Sales

JOINVILLE

SET/2007
2

SUMÁRIO

RESUMO................................................................................................................................ ..3
INTRODUÇÃO.........................................................................................................................4
1 TECNOLOGIAS ENVOLVIDAS...................................................................................... ..5
1.1 ALARMES......................................................................................................................... ..5
1.2 TRANSMISSÃO POR FM...................................................................................................5
2 DESCRIÇÃO DO PROJETO............................................................................................ ..6
3 DIAGRAMA DE BLOCOS................................................................................................ ..8
4 CRONOGRAMA DAS ATIVIDADES..............................................................................10
5 PLANILHA DE PRECISÃO DE CUSTOS...................................................................... 12
CONCLUSÃO.........................................................................................................................14
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS .................................................................................15

RESUMO

O presente trabalho apresenta informações referentes à convergência tecnológica que abre portas para
as mais variadas idéias e inovações que possibilitam o surgimento de novos equipamentos. O mundo
tecnológico está em crescente ascensão e os seus produtos se tornaram parte significativa e eficaz de
nosso viver nessa época, com diferentes e inovadoras tecnologias, assim fazendo deste trabalho um
meio para a confecção e apresentação de um nova idéia. Dentre a abrangência do determinado tema,
este documento se refere a um projeto de sinalização de alarme ativado, onde expõe um circuito que
prove comodidade e praticidade numa cena tecnológica convergente e abrangente. Dentro da
realização do projeto está a confecção dos circuitos, a instalação de equipamentos, as utilidades e
resultados que se espera ao sistema fornecer.
3

INTRODUÇÃO

Na atualidade, o avanço e a convergência das mais diversas tecnologias são percebidos

e se tornaram algo muito valioso e requisitado. Com o crescimento eminente aparecem

lançamentos tecnológicos que mostram novas ideias, novos pontos de vista, trazendo consigo

ferramentas adequadas para o nosso dia-a-dia. Dos muitos equipamentos que dispomos, um

dos mais interessantes estão no ramo de transmissores e receptores de dados tais como

celulares, rádios, walk-talkies e demais que nos trazem uma comodidade perfeita para a

época, estes equipamentos e seus meios de funcionamento se transformaram em bases para

novos dispositivos que trazem inovação sendo incorporados em outros sistemas.

Diante da presente situação podemos ver que estas tecnologias, principalmente as

inovadoras como a apresentada nesse trabalho, trazem uma praticidade e utilidade que

somente tem o melhor a oferecer, assim facilitando e passando as informações das

oportunidades que tais tecnologias podem vir a oferecer.

Sabendo que o vasto tema tem muito a oferecer e sobre o que discutir, no presente

trabalho irá ser descrito e mostrado uma inovação no ramo de transmissão e recepção de

dados através da modulação FM de um sistema para a sinalizador do alarme ativado,

mostrando também o meio de produção e todo o processo para chegar até a realização do

projeto.

Para atingir os objetivos e propostas no presente trabalho irão ser divulgados os

presentes tópicos: Tecnologias envolvidas, descrição do projeto, diagrama de blocos,

cronograma das atividades, planilha de previsão de custos. As informações descritas nos

tópicos darão vastos e suficientes dados para a compreensão e observação do projeto.


4

1 TECNOLOGIAS ENVOLVIDAS

Neste tópico estarão sendo expostas as tecnologias envolvidas e que estão sendo

estudadas para a realização do projeto.

1.1 ALARMES

O alarme serve para o usuário como uma grande ferramenta de segurança nos dias

atuais, pois com o grande desenvolvimento e avanço da população, cresce também o

desemprego e os problemas nas cidades, sendo assim necessário sempre obter segurança em

casa ou em empresas, sendo ela através do alarme de segurança.

O alarme de segurança geralmente funciona através de um sensor de presença, quando

alguém tenta invadir um carro, que será o caso que vamos expor em nosso trabalho, o alarme

é ativado e a partir do momento em que a pessoa passa pelo sensor, o alarme dá avisos de

diversas maneiras, tais como, um alto ruído para chamar a atenção ou até mesmo em

chamadas no celular do dono do que está sendo roubado. Para se obter as diversas opções de

como o alarme vai ser ativado é preciso configurá-lo, se a opção desejada for para ligações ao

celular, é necessário que especifique os números dos telefones que desejam ser avisados.

1.2 TRANSMISSÃO POR FM

Para a execução do projeto, será utilizada a tecnologia de transmissão FM, ou seja, por

modulação de frequência. Modular uma frequência significa variar o valor de uma onda

senoidal de maneira linear, mantendo seu pico, por isso não existe transmissão por FM se não

houver variação na sua fase. Na figura que se segue (figura 1), tem-se um exemplo dessa

modulação na forma de ilustração.


5

Figura 1 – Modulação por FM

Uma grande vantagem dessa modulação é a sua qualidade de áudio e imunidade a

ruído. A maioria dos ruídos estáticos e elétricos são naturalmente AM, e um receptor FM não

capturará sinais AM. Os receptores FM também apresentam uma característica conhecida

como efeito de captura, ou seja, se dois ou mais sinais FM estiverem na mesma frequência, o

receptor irá responder somente ao sinal mais forte e ignorará o resto. A qualidade de áudio de

um sinal FM aumenta conforme seu desvio aumenta, isso é o porque das estações comerciais

de FM usarem tão largo desvio. A principal desvantagem do FM é a quantidade de espaço de

frequência que um sinal necessita.

A modulação por freqüência tem faixa pré-destinada de 88 até 108 MHz, a faixa

posterior é destinada a aeronáutica (110 até 130 MHz). Isso deterina a importância de ter

transmissores “fiéis”, ou seja, que transmitem sinais na faixa adequada pois caso esse sinal

seja transmitido em faixas mais altas pode acontecer danos irreparáveis na aviação que rodeia

o equipamento.

2 DESCRIÇÃO DO PROJETO

O sinalizador de alarme ativado é um projeto de pesquisa e prática que visa o

desenvolvimento de ferramentas com aprendizagem, tudo realizado em etapas, para a

construção de um sistema de transmissão de dados, em que seja possível a sinalização caso o


6

alarme de um carro dispare, comunicando assim o respectivo proprietário.

Primeiramente a realização de um levantamento das informações relevantes. As

análises e as pesquisas são os passos iniciais para se planejar e decidir o desenvolvimento do

projeto e saber quais as ferramentas, circuitos, instrumentos e ideias são necessários para o

desenvolvimento do mesmo.

Em seguida entra o desenvolvimento do sistema em si, onde já escolhidas as placas do

circuito, o meio de transmissão e os diferenciais necessários para o circuito, como a

codificação dos sinais para esses não sofrerem interferências. Nesta etapa a montagem das

placas tanto de recepção quanto de transmissão acontece, e após os testes para se assegurar do

funcionamento, o resto da construção continua. Montar um circuito codificador para o sinal,

instalá-lo junto ao sistema primeiramente no carro e em seguida no dispositivo receptor,

conectar um banco de bateria no circuito transmissor e garantir que o sistema seja alimentado

pelo alternador do carro, e alimentar com uma pequena pilha o sistema receptor que será

mantido em espera, tudo respectivamente.

Posteriormente à etapa construtiva, acontece a análise de dados, onde todo o circuito é

observado e testado assim dando os toques finais e conclusivos na finalização, garantindo que

nenhum problema possa vir a acontecer e reparando os problemas que a análise possa

mostrar.
Todo o projeto se divide nas três etapas acima referidas: A pesquisa e planejamento, a

montagem e testes juntamente com a análise de dados, para assim fazer um projeto seguro e

sucedido.
7

3 DIAGRAMA DE BLOCOS

O diagrama de blocos consiste em prover a visualização do projeto com todos os ítens

que o compõe, ou seja, uma ilustração detalhando o projeto em partes pequenas e de fácil

compreenção.

Figura 2 - Diagrama de Blocos Transmissão

Na figura acima está detalhado por diagrama de blocos todo o projeto do sinalizador

de alarme ativado, parte de transmissão. A seguir será descrito cada item indicado pelo seu

respectivo número:

1. Alternador: é o equipamento que recarrega as baterias, tanto do carro quanto do

sistema a ser implantado.

2. Banco de baterias: é a bateria que irá sustentar todo o sistema aparte ao carro, ou seja,

os números 5, 7 e 8.

3. Circuito Alarme: esse bloco refere-se ao circuito do alarme que está situado no

automóvel. Esse circuito não será feito, apenas se pegará o sinal que tem por destino o
8

buzzer.

4. Buzzer: buzina do alarme. O sinal que chegará ao buzzer é o sinal utilizado no circuito

a ser implantado.

5. Transmissor rádio: consiste num transmissor FM que tem a função de mandar o sinal

(já codificado) ao receptor.

6. Amplificador RF: Consiste em amplificar a tensão de pico do sinal resultante.

Figura 3 - Diagrama de Blocos Recepção

Na figura acima está detalhado por diagrama de blocos todo o projeto do sinalizador

de alarme ativado, parte de recepção. A seguir será descrito cada item indicado pelo seu

respectivo número:

7. Antena: Equipamento que capta a forma de onda da atmosférica.

8. Circuito receptor: esse circuito recebe o sinal que fora lançado pelo transmissor e

lança ao decodificador.
9

9. Circuito demodulador: esse é responsável por "separar" o sinal da informação do sinal

da portadora.

10. Destino: Ponto onde o sinal é utilizado.

4 CRONOGRAMA DAS ATIVIDADES

O cronograma identifica cada etapa da confecção do sinalizador de alarme ativado,

desde as pesquisas realizadas e projetos até a montagem final do projeto e apresentação final ao

cliente.

A seguir situa-se a tabela 1, que identifica ítens que foram previstos e de fato realizados

até o término do primeiro semestre de 2007. Dentre as atividades realizadas nesse período,

estão:

• Pesquisas: Aborda busca de informações para a realização das etapas posteriores;

• Projetos: Manufatura de como será o experimento na prática de forma teórica;

• Apresentação ao cliente: Primeiro contato com o cliente, visando à melhoria do

projeto identificando e aperfeiçoando itens que fora descrito pelo mesmo.

Tabela 1 – Cronograma das Atividades 2007/1


10

A próxima tabela (tabela 2) refere-se às atividades que foram ou irão ser

desenvolvidas na segunda parcela de ano de 2007.


Atividade

Semana
AGO SET OUT NOV
1ª 2ª 3ª 4ª 1ª 2ª 3ª 4ª 1ª 2ª 3ª 4ª 1ª 2ª 3ª 4ª

Montagem

Equip.
Realização

Power Point
Entrega 1°

Relatório
Prévia

Apresentação
Testes

Montagem

Relatório
Entrega

Relatório
Projeto Final

Apresentação

Final

Tabela 2 – Cronogramas das Atividades 2007/2


11

Segue-se a relação das atividades às quais citadas na tabela anteriormente:

• Montagem Equip.: Realização prática do projeto;

• Realização Power Point: Confecção dos slides da apresentação da prévia;

• Entrega primeiro relatório: Data prevista para a entrega do relatório da prévia;

• Prévia Apresentação: Data prevista para apresentação da prévia de TEX;

• Testes: Verificação para concluir se as etapas anteriores foram realmente

realizadas com sucesso;

• Montagem Relatório: Manufatura definitiva do relatório final;

• Entrega Relatório: Data prevista para entrega do relatório citado acima;

• Projeto Final: Últimos ajustes para a parte prática;

• Apresentação Final: Data prevista para a apresentação final do trabalho experimental.

Legenda (Tabelas 1 e 2)

Previsão

Realizalção

5 PLANILHA DE PREVISÃO DOS CUSTOS

A seguir (tabela 3) relacionam-se os preços previstos para a elaboração do projeto.

Nota-se que não se tem exatidão de valores nem maiores descrições de componentes e/ou

peças para o detalhamento, isso porque não se tem certeza de qual projeto de receptor será

escolhido.
12

Figura 4 – Transmissor FM

Ítem Preço

Transmissor (figura 4). estimado


R$62,00

Emissor de Sinais Sonoros ( gera pulsos que são levados ao transmissor). R$12,00

Receptor ( incluso led´s e outros componentes). R$30,00

Placa Reconhecimento ( placa a qual vai reconhecer o sinal recebido e ativar R$15,00

ou não os transtutores de saída).


Banco de baterias (alimentação do circuito). R$25,00

Conectores de energia (conectam à alimentação). R$15,00

Antena externa R$10,00

TOTAL=* R$169,00

Tabela 3 – Planilha de Previsão dos Custos


13

CONCLUSÃO

Com o desenvolvimento desse trabalho pode-se então concluir que os objetivos

propostos que eram de apresentar, com a clareza necessária, todo o projeto cujo foi escolhido

pela equipe para ser o trabalho de conclusão de curso, mais comumente chamado de TEX.

Os dados expostos no decorrer do trabalho foram de extrema importância para a

capacitação dos integrantes da equipe, bem como foi de grande valor para expor o projeto ao

colegas de classe e avaliadores.

Espera-se com este ganhar muita experiência e conhecimento para concluir supostas

indicações para trabalhos com êxito e visando a maior qualidade que o grupo possa

conquistar.
14

RFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

1 FM. Disponível em: <http://paginas.terra.com.br/lazer/py4zbz/teoria/fmpm.htm> Acesso

03.jun 2007.
2 Modulação. Disponível em: <http://paginas.terra.com.br/arte/sarmentocampos/Modulacao.h

tm> Acesso: 03.jun 2007.


3 Alarme carro. Disponível em: <http://www.sitengenharia.com.br/smart-call.htm> Accsso:

04.jul 2007.
4 Descrição projeto. Disponível em: <http://www.tidia.fapesp.br/portal/Lprojetos/ae/derp

oj> Acesso: 04.jul 2007.


5 NETO, Vicente Soares. Telecomunicações: Sistemas de Modulação.1ª Edição. São Paulo:

Érica, 2005.