Você está na página 1de 7

Personalidade e Comportamento -

Como Entender as Diferenças? - JRM


Coaching

Personalidade e Comportamento –
Como Entender as Diferenças?
Por: José Roberto Marques |
Blog
Home (https://www.jrmcoaching.com.br/) > Blog
(https://www.jrmcoaching.com.br/blog/) > Personalidade e
Comportamento – Como Entender as Diferenças?
Saber diferenciar os conceitos de personalidade e
comportamento é muito importante para que consiga
identificá-los em si e, também, nas outras pessoas.
Basicamente, personalidade é aquilo que você é, formada
principalmente pelos seus valores e sua visão de mundo,
enquanto comportamento é o que você faz, ou seja, como a
sua essência impacta em suas ações. Nesse sentido, não se
pode mudar quem se é, mas é possível alterar a forma com a
qual se comporta.

Saiba Mais a Respeito das Diferenças Entre


Personalidade e Comportamento

A personalidade é formada pelos aspectos relativamente


estáveis ​e duradouros dos indivíduos, são as características
que os distinguem das outras pessoas. Ela é a responsável
por determinar, principalmente, a cognição, os padrões de
comportamento e a emoção
(https://www.jrmcoaching.com.br/blog/emocoes-primarias-e-
secundarias/). Apesar de haver algumas divergências entre
as teorias que envolvem o assunto, a maioria dos
pesquisadores considera a infância como uma fase decisiva
para formar a personalidade de um indivíduo.
Em se tratando de comportamento, pode-se dizer que ele é
um resultado de crenças e valores. Ocorre, principalmente,
em resposta a certos estímulos e pode vir do consciente ou
do subconsciente, ser voluntário ou involuntário. Além disso,
também pode ser afetado pelos sistemas nervoso e
endócrino. O comportamento é, muitas vezes, uma expressão
de si mesmo, uma manifestação da personalidade de um
indivíduo. No entanto, a forma com a qual uma pessoa se
comporta pode mudar de acordo com situações, contextos e,
também, devido à idade e maturidade.

As principais diferenças que se pode destacar entre


personalidade e comportamento são:

O comportamento tende a se transformar com a idade,


maturidade e sabedoria. Já a personalidade é, muitas vezes,
estável.

O comportamento é uma expressão da personalidade de


alguém. A personalidade pode ser avaliada pelo
comportamento.

Contudo, pode haver momentos em que o comportamento de


uma pessoa não se mostra de acordo com sua
personalidade. Como, por exemplo, quando alguém que tem
uma personalidade calma e exibe um comportamento
explosivo ao experimentar situações de estresse
(https://www.jrmcoaching.com.br/blog/entenda-o-que-e-
estresse-emocional/).

A Importância de Diferenciar Personalidade


e Comportamento

Buscar conhecer melhor o próprio comportamento e


personalidade é uma medida essencial para aqueles que
buscam evoluir tanto no âmbito pessoal quanto profissional.
Quanto mais uma pessoa consegue perceber a origem de
suas ações e emoções, melhor poderá lidar com elas. Isso irá
proporcionar relacionamentos mais positivos, a possibilidade
de resolver questões internas que estejam comprometendo o
desenvolvimento e uma sensação fantástica de se entender e
se sentir bem consigo mesmo.

O autoconhecimento
(https://www.jrmcoaching.com.br/blog/o-autoconhecimento-
e-o-poder-do-conhece-te-a-ti-mesmo/) e a autoconsciência
(https://www.jrmcoaching.com.br/blog/como-desenvolver-
autoconsciencia-emocional/) permitem que um indivíduo
assuma o controle sobre suas ações e possa adaptá-las
dependendo da situação e das pessoas com quem está
lidando. É importante ressaltar que isso não significa ser uma
pessoa do tipo “duas caras”, como costuma-se dizer
popularmente, mas sim agir com sabedoria e inteligência, de
acordo com as necessidades. Mas, claro, sempre respeitando
a própria essência e personalidade.

Os Principais Testes de Comportamento e


Personalidade

Com o intuito de conhecer melhor os indivíduos, especialistas


criaram vários tipos de teste de comportamento e
personalidade, que são utilizados por profissionais da área da
saúde mental nas mais diversas situações. Os mais
conhecidos são:

Você é feliz?
Teste de Rorschach: também conhecido como teste do
borrão de tinta, foi desenvolvido pelo psiquiatra e psicanalista
suíço Hermann Rorschach e, como o próprio nome sugere,
consiste em apresentar ao indivíduo figuras formadas a partir
de manchas. Então, ele deverá dizer o que vê em cada
desenho e, a partir dessas respostas, é possível obter
informações importantes sobre sua personalidade e os
comportamentos que podem ser gerados por ela.
Questionários de Autorrelato: neste caso, o próprio indivíduo
informa as características de seus traços de personalidade e
comportamento através do preenchimento de um
questionário. Existem vários formatos desse teste, criados
por especialistas diferentes, cada um com um objetivo
específico, como identificar transtornos psicológicos ou
mesmo conhecer melhor uma pessoa.

Teste de Apercepção Temática: foi desenvolvido pelo


psicólogo norte americano Henry Murray e, assim como o
teste de Rorschach, consiste em apresentar figuras para que
o indivíduo as interprete. A diferença está no conteúdo das
imagens, que mostram situações ambíguas. Assim, através
das percepções da pessoa, é possível identificar traços
importantes da sua personalidade.

Teste DISC: é baseado nas pesquisas do psicólogo William


Moulton Marston e tem como objetivo identificar
comportamentos e emoções que podem ser observadas de
acordo com o ambiente. Dessa forma, o teste não abrange a
personalidade. A sigla DISC é formada por: Dominância,
Influência, Estabilidade e Conformidade, que são os fatores
que podem resultar da combinação das dimensões externas e
internas de um indivíduo.

Dicas Para Se Conhecer Melhor e Ir Além

Uma frase que costumo utilizar muito em meus treinamentos


é que quanto mais você se conhece, mais pode se curar e se
potencializar. Para mim, ela tem um significado fantástico,
pois destaca o poder de transformação que cada um adquire
após descobrir sua essência. Aproveite e confira dicas que
irão te ajudar nesse processo extraordinário de evolução e
conexão consigo mesmo.
Questione-se: ao invés de simplesmente reagir aos
acontecimentos, procure se perguntar a razão para cada
emoção e atitude que possui. Transforme isso em um hábito
e irá assumir cada vez mais o controle sobre si.

Ouça Sua Voz Interior: quais são os seus sonhos? O que


gosta? O que não gosta? As respostas para essas e outras
perguntas estão dentro de você. Portanto, mantenha a
atenção em relação à sua voz interior e considere-a ao tomar
decisões.

Abra-se Para o Novo: permita-se dar chances para coisas


novas, evite dizer que não gosta de algo que mal conhece.
Quanto mais se abrir, mais oportunidades terá de se descobrir
e se surpreender.

Escreva um Diário: adote o hábito de escrever a respeito das


suas percepções sobre si. Quando se sentir feliz, triste,
desanimado, registre as motivações para tal, porque assim irá
criar praticamente uma enciclopédia que irá te ajudar a se
conhecer ainda mais.

Seja Grato: a mente tem uma característica natural de dar


maior ênfase para as coisas ruins. Uma forma de vencer isso
é se forçar a enxergar tudo de positivo que lhe cerca. Para
começar, pense todos os dias em três razões que tem para
agradecer. Lembre-se de considerar mesmo situações que
passariam despercebidas, como ter saúde, o sol que está
fazendo lá fora, o sorriso de alguém que você ama. Isso
também é se conhecer melhor e valorizar tudo de bom que
carrega dentro de si.

Reconhecer a sua personalidade e os comportamentos


gerados por ela é dar um grande salto rumo ao
desenvolvimento e à evolução. Entre em contato com a sua
essência e permita-se descobrir o potencial extraordinário
que possui. Faça isso e ouse ir além!
Copyright: 1028356621 –
https://www.shutterstock.com/pt/g/goodstudio

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em


Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de
um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de
atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC,
Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor
convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil
Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável
pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC -
Professional And Self Coaching, cujo os métodos são
comprovados cientificamente através de estudo publicado
pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros
publicados.

*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou


matérias para imprensa, para utilização ou referência por
favor entre em contato conosco
(https://www.jrmcoaching.com.br/contato/).
Deixe seu Comentário:
Compartilhe esse Artigo: