Você está na página 1de 8

O AUTOR Para saber mais sobre Samuel Murgel Bran- SUGESTÕES PEDAGÓGICAS de cada um é condição importante para a A água

de cada um é condição importante para a A água é um dos principais recursos na- Os alunos são curiosos e gostam de situa-
co, consulte os sites www.moderna.com.br e formação integral do aluno, pois estimula a turais renováveis de que dispomos em nosso ções desafiadoras. Portanto, ao estruturar as
www.ismb.org.br. atitude crítica e responsável, preparando-o planeta, porém ela não se distribui de forma atividades oriente-os e apresente questões
Samuel Murgel Branco Formando o leitor para se tornar um cidadão ativo na socieda- igual em todas as regiões. Enquanto em de modo a construir situações problematiza-
de, membro integrante da comunidade e alguns países há abundância, em outros há doras que os incentivem a buscar respostas
Enquanto nos livros de ficção conta-se possível agente transformador. escassez. O Brasil é bastante privilegiado, e soluções.
Nasceu em São Paulo em 1930. Formou- A OBRA uma história, as obras de não ficção ou ex- Longe, porém, de imaginarmos uma aula pois é um dos países mais ricos em águas do- Bom trabalho!
-se em História Natural em 1956, especiali- positivas visam oferecer informação. Mesmo especial para “ensinar” valores aos alunos, ces superficiais. Além de uma extensa rede
zando-se em Ciências Biológicas e da Terra quando o autor se utiliza de uma pequena estamos propondo que, em cada disciplina, de rios, 90% do país contam com chuvas
na Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras
Qual a importância central de história – como neste livro – ela é sempre sejam discutidos os laços indissolúveis entre abundantes durante grande parte do ano.
da Universidade de São Paulo (USP). Mais Aventuras de uma gota d’água? pretexto para facilitar a compreensão do os conteúdos estudados, os valores huma-
assunto de determinada área. No entanto, o
Porém, há exceção, a zona do Semiárido, ATIVIDADES
tarde, como professor da USP, direcionou nos e as atitudes individuais e coletivas. formada por quase a metade dos estados
texto expositivo não se restringe à transmis- PARA ANTES DA LEITURA
aventuras de sua carreira de pesquisador para a área de A quantidade de água no planeta é Isso significa que os temas éticos, políticos do nordeste brasileiro, onde há poucos rios
praticamente constante e essa água se mo- são de informações. Isso porque, no mundo e estéticos devem ser realçados no processo
Saneamento Básico e Ambiental, tornando- temporários e a população sofre com longos
vimenta em um ciclo interminável. Neste atual, ocorreu uma incrível mudança com a de apropriação do saber com os temas trans- Leitura do texto
-se um grande sanitarista, reconhecido por crescente ampliação do campo do saber e o períodos de seca. Esse tema convoca uma

uma gota d’água


livro você vai conhecer os caminhos per- versais, isto é, com temas que atravessam os atuação mais séria de governos para buscar
seus estudos sobre a qualidade das águas avanço da tecnologia, sobretudo no setor
corridos pelas gotas d’água que se formam diferentes campos do conhecimento. É o que soluções para o problema e uma melhoria Antes de iniciar a leitura, peça aos alunos
continentais e costeiras, com forte enfoque das comunicações, o que tornou a informa-
nas nuvens e caem em forma de chuva. veremos a seguir, a propósito deste livro. na vida das pessoas nessa região. Uma ques- que folheiem o livro e observem as ilustra-
em saúde pública no Brasil e na América ção bastante acessível. Por isso mesmo, o lei-
Samuel Murgel Branco Latina. Orientou dezenas de mestrados e
Elas seguem caminhos diversos e variados, tor precisa ter condições de selecionar essas tão a ser mencionada é sobre a qualidade da ções; leiam a ficha catalográfica, identifi-
passando por plantas e outros seres vivos, informações e de lançar sobre elas um olhar água. Os processos de urbanização descon- cando o autor, o título e a editora e leiam a
doutorados, particularmente nas unidades Explorando o texto quarta capa.
pelo solo, rio e mar até se transformarem, crítico, o que só é possível pelo desenvolvi- trolada, industrialização e produção agro-
da USP de São Carlos e Saúde Pública em Proponha questões como: Sobre que as-
novamente, em nuvens e completarem seu mento da autonomia do pensar e do agir. pecuária, se por um lado requisitam cada
São Paulo. Apaixonado desde sempre pela ciclo na natureza. Como um recurso natural Neste livro o autor narra o percurso de vez mais água, por outro resultam em um sunto esse livro trata? De onde vem a água
A formação do leitor autônomo supõe
natureza, desenvolveu seu gosto pelo mar e renovável, a água tem sido, cada vez mais, que a informação seja contextualizada: que uma gota d’água, dando-nos a oportunidade aumento da poluição de rios e mananciais, que sai da torneira? Vocês consideram a
pelas exuberantes florestas da Mata Atlân- de conhecer os inúmeros caminhos por qual o que requer um trabalho em várias dimen- água um elemento importante para a vida?
Sugestões pedagógicas utilizada pelo homem: na obtenção de ali- parta do que é familiar ao aluno e, ao final,
tica, o que despertou sua curiosidade em mentos, na geração de eletricidade e como retorne à realidade vivida, para que não se ela passa, percorrendo diferentes ciclos da sões para a preservação do recurso. Para os Por quê? Para que se utiliza a água na sua
e de atividades elaboradAs por: natureza.
relação às particularidades dos diferentes meio para o despejo de vários tipos de resí- reduza a abstrações, mas adquira sentido especialistas, no século 21, já teremos uma escola e na sua casa?
Maria Augusta Cabral de Oliveira. Bacharel e licenciada em Ciências Biológicas ambientes vivos. A união da paixão e do duos. Tais ações, muitas vezes, acabam por vital. Assim, o conhecimento deixa de ser Desde tempos remotos, a água represen- grave crise de falta de água, inclusive com Considerando as questões acima, desen-
pela Universidade de São Paulo (USP). Mestre em Zoologia pelo Instituto de conhecimento científico, bem como sua fa- uma aventura apenas intelectual, porque ta vida: a água que brota da terra, as plantas conflitos entre nações, provocando preju- volva a atividade a seguir.
agredir severamente o ambiente e interfe-
Biociências da USP. Doutora em Saúde Pública, na área de Educação e Promoção cilidade em escrever histórias, estimulou-o a se encontra enriquecido por contornos afe- que nascem e crescem com a chuva e o oásis ízos para as populações urbanas e rurais.
rem na qualidade da água, colocando-os
da Saúde pela Faculdade de Saúde Pública da USP. Atuou como professora tivos e valorativos. que dá esperança de vida ao habitante do Esse fato exigirá uma mobilização para a re- 1. Água de todo dia
revelar para crianças e jovens as maravilhas em perigo não só para esta geração, mas
durante 25 anos na Universidade Presbiteriana Mackenzie, ministrando aulas Mais ainda, conhecer é um procedimento deserto. Na Grécia Antiga, o filósofo Tales
da natureza. Quando escrevia, buscava dar também para as futuras. dução drástica do consumo, soluções alter-
nos cursos de Ciências Biológicas e Pedagogia. Atuou como professora e que vai além do esforço solitário de reflexão, Discuta com os alunos a procedência
de Mileto (por volta de 624-556 a.C.) afirma- nativas de reúso e um cuidado sistemático e
coordenadora de Ciências em diversas escolas privadas de conta de todo o universo que o cercava, porque se faz também pelo diálogo, pelo va que a água era a essência de tudo. permanente para sua conservação. da água consumida na escola e em casa.
São Paulo. Participa de Programas de Formação Continuada de Professores organizando seus conhecimentos e apresen- confronto de opiniões, que mobiliza cada
voltados para professores de Ciências e Biologia, em escolas públicas e privadas Nosso corpo é constituído de cerca de Com base em uma figura (pode ser encon-
tando-os de maneira cativante aos leitores. um na busca de outras explicações possíveis
na capital e no interior de São Paulo. TEMAS ABORDADOS 70% de água, o que significa que precisa- trada na internet) que mostre a origem da
Assim, possui vários livros publicados nos ou na elaboração de novas indagações. Daí mos mantê-lo hidratado. Por isso, devemos SUGESTÕES DE ATIVIDADES água, o caminho de captação, tratamento,
quais narra com simplicidade os temas com- a importância de acrescentar às atividades
• Ciclo hidrológico diariamente beber muita água e comer armazenamento e a distribuição até a es-
plexos das ciências ambientais. individuais os trabalhos em equipe, os pro-
alimentos que contenham água, como: lei- Ao desenvolver as atividades sugeridas, cola e a casa, estabeleça um debate com os
Em 2004, foi criado o Instituto Samuel • Infiltração e evaporação da água jetos coletivos, as discussões em classe e
os debates. te, frutas, verduras, legumes e carne. Um é importante que o enfoque interdiscipli- alunos. Sugira que eles preparem um painel
Murgel Branco (ISMB), com a missão de • Enxurrada
adulto perde em torno de 2,5 litros de água nar seja buscado, para estabelecer relações coletivo usando recortes e desenhos que
disseminar a obra desse notável professor, • Erosão
por dia, em função das atividades exercidas. entre o que os alunos aprendem em sala de representem a síntese do processo.
estimular o conhecimento sobre as ciências • Desmatamento Preparando para a cidadania Na segunda etapa da atividade, discuta
Essa perda ocorre, principalmente, por meio aula e o que vivenciam em seu cotidiano.
ambientais e conscientizar crianças, jovens e • Lençol freático da urina, fezes, transpiração e respiração. sobre as questões: O que vocês acham que
Quando o aluno consegue identificar Explorar, observar e discutir promove a cons-
adultos no seu incrível papel de preservar a • Poluição dos rios e mares os problemas e conflitos do dia a dia, tudo A água no nosso organismo exerce papéis trução de conceitos, procedimentos, valores acontece com a água usada na escola e em
natureza em prol de um modelo de desen- • Tratamento da água o que aprende adquire sentido novo para vitais: transporta alimentos e gases, elimina e atitudes, permitindo assim aos alunos es- casa? Para onde ela vai? Há alguma central na
volvimento em que riqueza é sinônimo de • Características e qualidade da água a sua vida e para a comunidade. O saber resíduos, protege e mantém a temperatura tabelecerem relações e ampliarem o univer- cidade que trate a água usada antes de jogá-
qualidade de vida para todos. • Usina hidrelétrica teórico incorporado às experiências de vida corporal, entre outros. so de conhecimentos de modo significativo. -la em algum rio ou mar? Da mesma forma,

2 3 4

Encarte Aventuras de uma gota d’água2.indd 1 6/7/11 10:10 AM


O AUTOR Para saber mais sobre Samuel Murgel Bran- SUGESTÕES PEDAGÓGICAS de cada um é condição importante para a A água é um dos principais recursos na- Os alunos são curiosos e gostam de situa-
co, consulte os sites www.moderna.com.br e formação integral do aluno, pois estimula a turais renováveis de que dispomos em nosso ções desafiadoras. Portanto, ao estruturar as
www.ismb.org.br. atitude crítica e responsável, preparando-o planeta, porém ela não se distribui de forma atividades oriente-os e apresente questões
Samuel Murgel Branco Formando o leitor para se tornar um cidadão ativo na socieda- igual em todas as regiões. Enquanto em de modo a construir situações problematiza-
de, membro integrante da comunidade e alguns países há abundância, em outros há doras que os incentivem a buscar respostas
Enquanto nos livros de ficção conta-se possível agente transformador. escassez. O Brasil é bastante privilegiado, e soluções.
Nasceu em São Paulo em 1930. Formou- A OBRA uma história, as obras de não ficção ou ex- Longe, porém, de imaginarmos uma aula pois é um dos países mais ricos em águas do- Bom trabalho!
-se em História Natural em 1956, especiali- positivas visam oferecer informação. Mesmo especial para “ensinar” valores aos alunos, ces superficiais. Além de uma extensa rede
zando-se em Ciências Biológicas e da Terra quando o autor se utiliza de uma pequena estamos propondo que, em cada disciplina, de rios, 90% do país contam com chuvas
na Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras
Qual a importância central de história – como neste livro – ela é sempre sejam discutidos os laços indissolúveis entre abundantes durante grande parte do ano.
da Universidade de São Paulo (USP). Mais Aventuras de uma gota d’água? pretexto para facilitar a compreensão do os conteúdos estudados, os valores huma-
assunto de determinada área. No entanto, o
Porém, há exceção, a zona do Semiárido, ATIVIDADES
tarde, como professor da USP, direcionou nos e as atitudes individuais e coletivas. formada por quase a metade dos estados
texto expositivo não se restringe à transmis- PARA ANTES DA LEITURA
aventuras de sua carreira de pesquisador para a área de A quantidade de água no planeta é Isso significa que os temas éticos, políticos do nordeste brasileiro, onde há poucos rios
praticamente constante e essa água se mo- são de informações. Isso porque, no mundo e estéticos devem ser realçados no processo
Saneamento Básico e Ambiental, tornando- temporários e a população sofre com longos
vimenta em um ciclo interminável. Neste atual, ocorreu uma incrível mudança com a de apropriação do saber com os temas trans- Leitura do texto
-se um grande sanitarista, reconhecido por crescente ampliação do campo do saber e o períodos de seca. Esse tema convoca uma

uma gota d’água


livro você vai conhecer os caminhos per- versais, isto é, com temas que atravessam os atuação mais séria de governos para buscar
seus estudos sobre a qualidade das águas avanço da tecnologia, sobretudo no setor
corridos pelas gotas d’água que se formam diferentes campos do conhecimento. É o que soluções para o problema e uma melhoria Antes de iniciar a leitura, peça aos alunos
continentais e costeiras, com forte enfoque das comunicações, o que tornou a informa-
nas nuvens e caem em forma de chuva. veremos a seguir, a propósito deste livro. na vida das pessoas nessa região. Uma ques- que folheiem o livro e observem as ilustra-
em saúde pública no Brasil e na América ção bastante acessível. Por isso mesmo, o lei-
Samuel Murgel Branco Latina. Orientou dezenas de mestrados e
Elas seguem caminhos diversos e variados, tor precisa ter condições de selecionar essas tão a ser mencionada é sobre a qualidade da ções; leiam a ficha catalográfica, identifi-
passando por plantas e outros seres vivos, informações e de lançar sobre elas um olhar água. Os processos de urbanização descon- cando o autor, o título e a editora e leiam a
doutorados, particularmente nas unidades Explorando o texto quarta capa.
pelo solo, rio e mar até se transformarem, crítico, o que só é possível pelo desenvolvi- trolada, industrialização e produção agro-
da USP de São Carlos e Saúde Pública em Proponha questões como: Sobre que as-
novamente, em nuvens e completarem seu mento da autonomia do pensar e do agir. pecuária, se por um lado requisitam cada
São Paulo. Apaixonado desde sempre pela ciclo na natureza. Como um recurso natural Neste livro o autor narra o percurso de vez mais água, por outro resultam em um sunto esse livro trata? De onde vem a água
A formação do leitor autônomo supõe
natureza, desenvolveu seu gosto pelo mar e renovável, a água tem sido, cada vez mais, que a informação seja contextualizada: que uma gota d’água, dando-nos a oportunidade aumento da poluição de rios e mananciais, que sai da torneira? Vocês consideram a
pelas exuberantes florestas da Mata Atlân- de conhecer os inúmeros caminhos por qual o que requer um trabalho em várias dimen- água um elemento importante para a vida?
Sugestões pedagógicas utilizada pelo homem: na obtenção de ali- parta do que é familiar ao aluno e, ao final,
tica, o que despertou sua curiosidade em mentos, na geração de eletricidade e como retorne à realidade vivida, para que não se ela passa, percorrendo diferentes ciclos da sões para a preservação do recurso. Para os Por quê? Para que se utiliza a água na sua
e de atividades elaboradAs por: natureza.
relação às particularidades dos diferentes meio para o despejo de vários tipos de resí- reduza a abstrações, mas adquira sentido especialistas, no século 21, já teremos uma escola e na sua casa?
Maria Augusta Cabral de Oliveira. Bacharel e licenciada em Ciências Biológicas ambientes vivos. A união da paixão e do duos. Tais ações, muitas vezes, acabam por vital. Assim, o conhecimento deixa de ser Desde tempos remotos, a água represen- grave crise de falta de água, inclusive com Considerando as questões acima, desen-
pela Universidade de São Paulo (USP). Mestre em Zoologia pelo Instituto de conhecimento científico, bem como sua fa- uma aventura apenas intelectual, porque ta vida: a água que brota da terra, as plantas conflitos entre nações, provocando preju- volva a atividade a seguir.
agredir severamente o ambiente e interfe-
Biociências da USP. Doutora em Saúde Pública, na área de Educação e Promoção cilidade em escrever histórias, estimulou-o a se encontra enriquecido por contornos afe- que nascem e crescem com a chuva e o oásis ízos para as populações urbanas e rurais.
rem na qualidade da água, colocando-os
da Saúde pela Faculdade de Saúde Pública da USP. Atuou como professora tivos e valorativos. que dá esperança de vida ao habitante do Esse fato exigirá uma mobilização para a re- 1. Água de todo dia
revelar para crianças e jovens as maravilhas em perigo não só para esta geração, mas
durante 25 anos na Universidade Presbiteriana Mackenzie, ministrando aulas Mais ainda, conhecer é um procedimento deserto. Na Grécia Antiga, o filósofo Tales
da natureza. Quando escrevia, buscava dar também para as futuras. dução drástica do consumo, soluções alter-
nos cursos de Ciências Biológicas e Pedagogia. Atuou como professora e que vai além do esforço solitário de reflexão, Discuta com os alunos a procedência
de Mileto (por volta de 624-556 a.C.) afirma- nativas de reúso e um cuidado sistemático e
coordenadora de Ciências em diversas escolas privadas de conta de todo o universo que o cercava, porque se faz também pelo diálogo, pelo va que a água era a essência de tudo. permanente para sua conservação. da água consumida na escola e em casa.
São Paulo. Participa de Programas de Formação Continuada de Professores organizando seus conhecimentos e apresen- confronto de opiniões, que mobiliza cada
voltados para professores de Ciências e Biologia, em escolas públicas e privadas Nosso corpo é constituído de cerca de Com base em uma figura (pode ser encon-
tando-os de maneira cativante aos leitores. um na busca de outras explicações possíveis
na capital e no interior de São Paulo. TEMAS ABORDADOS 70% de água, o que significa que precisa- trada na internet) que mostre a origem da
Assim, possui vários livros publicados nos ou na elaboração de novas indagações. Daí mos mantê-lo hidratado. Por isso, devemos SUGESTÕES DE ATIVIDADES água, o caminho de captação, tratamento,
quais narra com simplicidade os temas com- a importância de acrescentar às atividades
• Ciclo hidrológico diariamente beber muita água e comer armazenamento e a distribuição até a es-
plexos das ciências ambientais. individuais os trabalhos em equipe, os pro-
alimentos que contenham água, como: lei- Ao desenvolver as atividades sugeridas, cola e a casa, estabeleça um debate com os
Em 2004, foi criado o Instituto Samuel • Infiltração e evaporação da água jetos coletivos, as discussões em classe e
os debates. te, frutas, verduras, legumes e carne. Um é importante que o enfoque interdiscipli- alunos. Sugira que eles preparem um painel
Murgel Branco (ISMB), com a missão de • Enxurrada
adulto perde em torno de 2,5 litros de água nar seja buscado, para estabelecer relações coletivo usando recortes e desenhos que
disseminar a obra desse notável professor, • Erosão
por dia, em função das atividades exercidas. entre o que os alunos aprendem em sala de representem a síntese do processo.
estimular o conhecimento sobre as ciências • Desmatamento Preparando para a cidadania Na segunda etapa da atividade, discuta
Essa perda ocorre, principalmente, por meio aula e o que vivenciam em seu cotidiano.
ambientais e conscientizar crianças, jovens e • Lençol freático da urina, fezes, transpiração e respiração. sobre as questões: O que vocês acham que
Quando o aluno consegue identificar Explorar, observar e discutir promove a cons-
adultos no seu incrível papel de preservar a • Poluição dos rios e mares os problemas e conflitos do dia a dia, tudo A água no nosso organismo exerce papéis trução de conceitos, procedimentos, valores acontece com a água usada na escola e em
natureza em prol de um modelo de desen- • Tratamento da água o que aprende adquire sentido novo para vitais: transporta alimentos e gases, elimina e atitudes, permitindo assim aos alunos es- casa? Para onde ela vai? Há alguma central na
volvimento em que riqueza é sinônimo de • Características e qualidade da água a sua vida e para a comunidade. O saber resíduos, protege e mantém a temperatura tabelecerem relações e ampliarem o univer- cidade que trate a água usada antes de jogá-
qualidade de vida para todos. • Usina hidrelétrica teórico incorporado às experiências de vida corporal, entre outros. so de conhecimentos de modo significativo. -la em algum rio ou mar? Da mesma forma,

2 3 4

Encarte Aventuras de uma gota d’água2.indd 1 6/7/11 10:10 AM


O AUTOR Para saber mais sobre Samuel Murgel Bran- SUGESTÕES PEDAGÓGICAS de cada um é condição importante para a A água é um dos principais recursos na- Os alunos são curiosos e gostam de situa-
co, consulte os sites www.moderna.com.br e formação integral do aluno, pois estimula a turais renováveis de que dispomos em nosso ções desafiadoras. Portanto, ao estruturar as
www.ismb.org.br. atitude crítica e responsável, preparando-o planeta, porém ela não se distribui de forma atividades oriente-os e apresente questões
Samuel Murgel Branco Formando o leitor para se tornar um cidadão ativo na socieda- igual em todas as regiões. Enquanto em de modo a construir situações problematiza-
de, membro integrante da comunidade e alguns países há abundância, em outros há doras que os incentivem a buscar respostas
Enquanto nos livros de ficção conta-se possível agente transformador. escassez. O Brasil é bastante privilegiado, e soluções.
Nasceu em São Paulo em 1930. Formou- A OBRA uma história, as obras de não ficção ou ex- Longe, porém, de imaginarmos uma aula pois é um dos países mais ricos em águas do- Bom trabalho!
-se em História Natural em 1956, especiali- positivas visam oferecer informação. Mesmo especial para “ensinar” valores aos alunos, ces superficiais. Além de uma extensa rede
zando-se em Ciências Biológicas e da Terra quando o autor se utiliza de uma pequena estamos propondo que, em cada disciplina, de rios, 90% do país contam com chuvas
na Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras
Qual a importância central de história – como neste livro – ela é sempre sejam discutidos os laços indissolúveis entre abundantes durante grande parte do ano.
da Universidade de São Paulo (USP). Mais Aventuras de uma gota d’água? pretexto para facilitar a compreensão do os conteúdos estudados, os valores huma-
assunto de determinada área. No entanto, o
Porém, há exceção, a zona do Semiárido, ATIVIDADES
tarde, como professor da USP, direcionou nos e as atitudes individuais e coletivas. formada por quase a metade dos estados
texto expositivo não se restringe à transmis- PARA ANTES DA LEITURA
aventuras de sua carreira de pesquisador para a área de A quantidade de água no planeta é Isso significa que os temas éticos, políticos do nordeste brasileiro, onde há poucos rios
praticamente constante e essa água se mo- são de informações. Isso porque, no mundo e estéticos devem ser realçados no processo
Saneamento Básico e Ambiental, tornando- temporários e a população sofre com longos
vimenta em um ciclo interminável. Neste atual, ocorreu uma incrível mudança com a de apropriação do saber com os temas trans- Leitura do texto
-se um grande sanitarista, reconhecido por crescente ampliação do campo do saber e o períodos de seca. Esse tema convoca uma

uma gota d’água


livro você vai conhecer os caminhos per- versais, isto é, com temas que atravessam os atuação mais séria de governos para buscar
seus estudos sobre a qualidade das águas avanço da tecnologia, sobretudo no setor
corridos pelas gotas d’água que se formam diferentes campos do conhecimento. É o que soluções para o problema e uma melhoria Antes de iniciar a leitura, peça aos alunos
continentais e costeiras, com forte enfoque das comunicações, o que tornou a informa-
nas nuvens e caem em forma de chuva. veremos a seguir, a propósito deste livro. na vida das pessoas nessa região. Uma ques- que folheiem o livro e observem as ilustra-
em saúde pública no Brasil e na América ção bastante acessível. Por isso mesmo, o lei-
Samuel Murgel Branco Latina. Orientou dezenas de mestrados e
Elas seguem caminhos diversos e variados, tor precisa ter condições de selecionar essas tão a ser mencionada é sobre a qualidade da ções; leiam a ficha catalográfica, identifi-
passando por plantas e outros seres vivos, informações e de lançar sobre elas um olhar água. Os processos de urbanização descon- cando o autor, o título e a editora e leiam a
doutorados, particularmente nas unidades Explorando o texto quarta capa.
pelo solo, rio e mar até se transformarem, crítico, o que só é possível pelo desenvolvi- trolada, industrialização e produção agro-
da USP de São Carlos e Saúde Pública em Proponha questões como: Sobre que as-
novamente, em nuvens e completarem seu mento da autonomia do pensar e do agir. pecuária, se por um lado requisitam cada
São Paulo. Apaixonado desde sempre pela ciclo na natureza. Como um recurso natural Neste livro o autor narra o percurso de vez mais água, por outro resultam em um sunto esse livro trata? De onde vem a água
A formação do leitor autônomo supõe
natureza, desenvolveu seu gosto pelo mar e renovável, a água tem sido, cada vez mais, que a informação seja contextualizada: que uma gota d’água, dando-nos a oportunidade aumento da poluição de rios e mananciais, que sai da torneira? Vocês consideram a
pelas exuberantes florestas da Mata Atlân- de conhecer os inúmeros caminhos por qual o que requer um trabalho em várias dimen- água um elemento importante para a vida?
Sugestões pedagógicas utilizada pelo homem: na obtenção de ali- parta do que é familiar ao aluno e, ao final,
tica, o que despertou sua curiosidade em mentos, na geração de eletricidade e como retorne à realidade vivida, para que não se ela passa, percorrendo diferentes ciclos da sões para a preservação do recurso. Para os Por quê? Para que se utiliza a água na sua
e de atividades elaboradAs por: natureza.
relação às particularidades dos diferentes meio para o despejo de vários tipos de resí- reduza a abstrações, mas adquira sentido especialistas, no século 21, já teremos uma escola e na sua casa?
Maria Augusta Cabral de Oliveira. Bacharel e licenciada em Ciências Biológicas ambientes vivos. A união da paixão e do duos. Tais ações, muitas vezes, acabam por vital. Assim, o conhecimento deixa de ser Desde tempos remotos, a água represen- grave crise de falta de água, inclusive com Considerando as questões acima, desen-
pela Universidade de São Paulo (USP). Mestre em Zoologia pelo Instituto de conhecimento científico, bem como sua fa- uma aventura apenas intelectual, porque ta vida: a água que brota da terra, as plantas conflitos entre nações, provocando preju- volva a atividade a seguir.
agredir severamente o ambiente e interfe-
Biociências da USP. Doutora em Saúde Pública, na área de Educação e Promoção cilidade em escrever histórias, estimulou-o a se encontra enriquecido por contornos afe- que nascem e crescem com a chuva e o oásis ízos para as populações urbanas e rurais.
rem na qualidade da água, colocando-os
da Saúde pela Faculdade de Saúde Pública da USP. Atuou como professora tivos e valorativos. que dá esperança de vida ao habitante do Esse fato exigirá uma mobilização para a re- 1. Água de todo dia
revelar para crianças e jovens as maravilhas em perigo não só para esta geração, mas
durante 25 anos na Universidade Presbiteriana Mackenzie, ministrando aulas Mais ainda, conhecer é um procedimento deserto. Na Grécia Antiga, o filósofo Tales
da natureza. Quando escrevia, buscava dar também para as futuras. dução drástica do consumo, soluções alter-
nos cursos de Ciências Biológicas e Pedagogia. Atuou como professora e que vai além do esforço solitário de reflexão, Discuta com os alunos a procedência
de Mileto (por volta de 624-556 a.C.) afirma- nativas de reúso e um cuidado sistemático e
coordenadora de Ciências em diversas escolas privadas de conta de todo o universo que o cercava, porque se faz também pelo diálogo, pelo va que a água era a essência de tudo. permanente para sua conservação. da água consumida na escola e em casa.
São Paulo. Participa de Programas de Formação Continuada de Professores organizando seus conhecimentos e apresen- confronto de opiniões, que mobiliza cada
voltados para professores de Ciências e Biologia, em escolas públicas e privadas Nosso corpo é constituído de cerca de Com base em uma figura (pode ser encon-
tando-os de maneira cativante aos leitores. um na busca de outras explicações possíveis
na capital e no interior de São Paulo. TEMAS ABORDADOS 70% de água, o que significa que precisa- trada na internet) que mostre a origem da
Assim, possui vários livros publicados nos ou na elaboração de novas indagações. Daí mos mantê-lo hidratado. Por isso, devemos SUGESTÕES DE ATIVIDADES água, o caminho de captação, tratamento,
quais narra com simplicidade os temas com- a importância de acrescentar às atividades
• Ciclo hidrológico diariamente beber muita água e comer armazenamento e a distribuição até a es-
plexos das ciências ambientais. individuais os trabalhos em equipe, os pro-
alimentos que contenham água, como: lei- Ao desenvolver as atividades sugeridas, cola e a casa, estabeleça um debate com os
Em 2004, foi criado o Instituto Samuel • Infiltração e evaporação da água jetos coletivos, as discussões em classe e
os debates. te, frutas, verduras, legumes e carne. Um é importante que o enfoque interdiscipli- alunos. Sugira que eles preparem um painel
Murgel Branco (ISMB), com a missão de • Enxurrada
adulto perde em torno de 2,5 litros de água nar seja buscado, para estabelecer relações coletivo usando recortes e desenhos que
disseminar a obra desse notável professor, • Erosão
por dia, em função das atividades exercidas. entre o que os alunos aprendem em sala de representem a síntese do processo.
estimular o conhecimento sobre as ciências • Desmatamento Preparando para a cidadania Na segunda etapa da atividade, discuta
Essa perda ocorre, principalmente, por meio aula e o que vivenciam em seu cotidiano.
ambientais e conscientizar crianças, jovens e • Lençol freático da urina, fezes, transpiração e respiração. sobre as questões: O que vocês acham que
Quando o aluno consegue identificar Explorar, observar e discutir promove a cons-
adultos no seu incrível papel de preservar a • Poluição dos rios e mares os problemas e conflitos do dia a dia, tudo A água no nosso organismo exerce papéis trução de conceitos, procedimentos, valores acontece com a água usada na escola e em
natureza em prol de um modelo de desen- • Tratamento da água o que aprende adquire sentido novo para vitais: transporta alimentos e gases, elimina e atitudes, permitindo assim aos alunos es- casa? Para onde ela vai? Há alguma central na
volvimento em que riqueza é sinônimo de • Características e qualidade da água a sua vida e para a comunidade. O saber resíduos, protege e mantém a temperatura tabelecerem relações e ampliarem o univer- cidade que trate a água usada antes de jogá-
qualidade de vida para todos. • Usina hidrelétrica teórico incorporado às experiências de vida corporal, entre outros. so de conhecimentos de modo significativo. -la em algum rio ou mar? Da mesma forma,

2 3 4

Encarte Aventuras de uma gota d’água2.indd 1 6/7/11 10:10 AM


O AUTOR Para saber mais sobre Samuel Murgel Bran- SUGESTÕES PEDAGÓGICAS de cada um é condição importante para a A água é um dos principais recursos na- Os alunos são curiosos e gostam de situa-
co, consulte os sites www.moderna.com.br e formação integral do aluno, pois estimula a turais renováveis de que dispomos em nosso ções desafiadoras. Portanto, ao estruturar as
www.ismb.org.br. atitude crítica e responsável, preparando-o planeta, porém ela não se distribui de forma atividades oriente-os e apresente questões
Samuel Murgel Branco Formando o leitor para se tornar um cidadão ativo na socieda- igual em todas as regiões. Enquanto em de modo a construir situações problematiza-
de, membro integrante da comunidade e alguns países há abundância, em outros há doras que os incentivem a buscar respostas
Enquanto nos livros de ficção conta-se possível agente transformador. escassez. O Brasil é bastante privilegiado, e soluções.
Nasceu em São Paulo em 1930. Formou- A OBRA uma história, as obras de não ficção ou ex- Longe, porém, de imaginarmos uma aula pois é um dos países mais ricos em águas do- Bom trabalho!
-se em História Natural em 1956, especiali- positivas visam oferecer informação. Mesmo especial para “ensinar” valores aos alunos, ces superficiais. Além de uma extensa rede
zando-se em Ciências Biológicas e da Terra quando o autor se utiliza de uma pequena estamos propondo que, em cada disciplina, de rios, 90% do país contam com chuvas
na Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras
Qual a importância central de história – como neste livro – ela é sempre sejam discutidos os laços indissolúveis entre abundantes durante grande parte do ano.
da Universidade de São Paulo (USP). Mais Aventuras de uma gota d’água? pretexto para facilitar a compreensão do os conteúdos estudados, os valores huma-
assunto de determinada área. No entanto, o
Porém, há exceção, a zona do Semiárido, ATIVIDADES
tarde, como professor da USP, direcionou nos e as atitudes individuais e coletivas. formada por quase a metade dos estados
texto expositivo não se restringe à transmis- PARA ANTES DA LEITURA
aventuras de sua carreira de pesquisador para a área de A quantidade de água no planeta é Isso significa que os temas éticos, políticos do nordeste brasileiro, onde há poucos rios
praticamente constante e essa água se mo- são de informações. Isso porque, no mundo e estéticos devem ser realçados no processo
Saneamento Básico e Ambiental, tornando- temporários e a população sofre com longos
vimenta em um ciclo interminável. Neste atual, ocorreu uma incrível mudança com a de apropriação do saber com os temas trans- Leitura do texto
-se um grande sanitarista, reconhecido por crescente ampliação do campo do saber e o períodos de seca. Esse tema convoca uma

uma gota d’água


livro você vai conhecer os caminhos per- versais, isto é, com temas que atravessam os atuação mais séria de governos para buscar
seus estudos sobre a qualidade das águas avanço da tecnologia, sobretudo no setor
corridos pelas gotas d’água que se formam diferentes campos do conhecimento. É o que soluções para o problema e uma melhoria Antes de iniciar a leitura, peça aos alunos
continentais e costeiras, com forte enfoque das comunicações, o que tornou a informa-
nas nuvens e caem em forma de chuva. veremos a seguir, a propósito deste livro. na vida das pessoas nessa região. Uma ques- que folheiem o livro e observem as ilustra-
em saúde pública no Brasil e na América ção bastante acessível. Por isso mesmo, o lei-
Samuel Murgel Branco Latina. Orientou dezenas de mestrados e
Elas seguem caminhos diversos e variados, tor precisa ter condições de selecionar essas tão a ser mencionada é sobre a qualidade da ções; leiam a ficha catalográfica, identifi-
passando por plantas e outros seres vivos, informações e de lançar sobre elas um olhar água. Os processos de urbanização descon- cando o autor, o título e a editora e leiam a
doutorados, particularmente nas unidades Explorando o texto quarta capa.
pelo solo, rio e mar até se transformarem, crítico, o que só é possível pelo desenvolvi- trolada, industrialização e produção agro-
da USP de São Carlos e Saúde Pública em Proponha questões como: Sobre que as-
novamente, em nuvens e completarem seu mento da autonomia do pensar e do agir. pecuária, se por um lado requisitam cada
São Paulo. Apaixonado desde sempre pela ciclo na natureza. Como um recurso natural Neste livro o autor narra o percurso de vez mais água, por outro resultam em um sunto esse livro trata? De onde vem a água
A formação do leitor autônomo supõe
natureza, desenvolveu seu gosto pelo mar e renovável, a água tem sido, cada vez mais, que a informação seja contextualizada: que uma gota d’água, dando-nos a oportunidade aumento da poluição de rios e mananciais, que sai da torneira? Vocês consideram a
pelas exuberantes florestas da Mata Atlân- de conhecer os inúmeros caminhos por qual o que requer um trabalho em várias dimen- água um elemento importante para a vida?
Sugestões pedagógicas utilizada pelo homem: na obtenção de ali- parta do que é familiar ao aluno e, ao final,
tica, o que despertou sua curiosidade em mentos, na geração de eletricidade e como retorne à realidade vivida, para que não se ela passa, percorrendo diferentes ciclos da sões para a preservação do recurso. Para os Por quê? Para que se utiliza a água na sua
e de atividades elaboradAs por: natureza.
relação às particularidades dos diferentes meio para o despejo de vários tipos de resí- reduza a abstrações, mas adquira sentido especialistas, no século 21, já teremos uma escola e na sua casa?
Maria Augusta Cabral de Oliveira. Bacharel e licenciada em Ciências Biológicas ambientes vivos. A união da paixão e do duos. Tais ações, muitas vezes, acabam por vital. Assim, o conhecimento deixa de ser Desde tempos remotos, a água represen- grave crise de falta de água, inclusive com Considerando as questões acima, desen-
pela Universidade de São Paulo (USP). Mestre em Zoologia pelo Instituto de conhecimento científico, bem como sua fa- uma aventura apenas intelectual, porque ta vida: a água que brota da terra, as plantas conflitos entre nações, provocando preju- volva a atividade a seguir.
agredir severamente o ambiente e interfe-
Biociências da USP. Doutora em Saúde Pública, na área de Educação e Promoção cilidade em escrever histórias, estimulou-o a se encontra enriquecido por contornos afe- que nascem e crescem com a chuva e o oásis ízos para as populações urbanas e rurais.
rem na qualidade da água, colocando-os
da Saúde pela Faculdade de Saúde Pública da USP. Atuou como professora tivos e valorativos. que dá esperança de vida ao habitante do Esse fato exigirá uma mobilização para a re- 1. Água de todo dia
revelar para crianças e jovens as maravilhas em perigo não só para esta geração, mas
durante 25 anos na Universidade Presbiteriana Mackenzie, ministrando aulas Mais ainda, conhecer é um procedimento deserto. Na Grécia Antiga, o filósofo Tales
da natureza. Quando escrevia, buscava dar também para as futuras. dução drástica do consumo, soluções alter-
nos cursos de Ciências Biológicas e Pedagogia. Atuou como professora e que vai além do esforço solitário de reflexão, Discuta com os alunos a procedência
de Mileto (por volta de 624-556 a.C.) afirma- nativas de reúso e um cuidado sistemático e
coordenadora de Ciências em diversas escolas privadas de conta de todo o universo que o cercava, porque se faz também pelo diálogo, pelo va que a água era a essência de tudo. permanente para sua conservação. da água consumida na escola e em casa.
São Paulo. Participa de Programas de Formação Continuada de Professores organizando seus conhecimentos e apresen- confronto de opiniões, que mobiliza cada
voltados para professores de Ciências e Biologia, em escolas públicas e privadas Nosso corpo é constituído de cerca de Com base em uma figura (pode ser encon-
tando-os de maneira cativante aos leitores. um na busca de outras explicações possíveis
na capital e no interior de São Paulo. TEMAS ABORDADOS 70% de água, o que significa que precisa- trada na internet) que mostre a origem da
Assim, possui vários livros publicados nos ou na elaboração de novas indagações. Daí mos mantê-lo hidratado. Por isso, devemos SUGESTÕES DE ATIVIDADES água, o caminho de captação, tratamento,
quais narra com simplicidade os temas com- a importância de acrescentar às atividades
• Ciclo hidrológico diariamente beber muita água e comer armazenamento e a distribuição até a es-
plexos das ciências ambientais. individuais os trabalhos em equipe, os pro-
alimentos que contenham água, como: lei- Ao desenvolver as atividades sugeridas, cola e a casa, estabeleça um debate com os
Em 2004, foi criado o Instituto Samuel • Infiltração e evaporação da água jetos coletivos, as discussões em classe e
os debates. te, frutas, verduras, legumes e carne. Um é importante que o enfoque interdiscipli- alunos. Sugira que eles preparem um painel
Murgel Branco (ISMB), com a missão de • Enxurrada
adulto perde em torno de 2,5 litros de água nar seja buscado, para estabelecer relações coletivo usando recortes e desenhos que
disseminar a obra desse notável professor, • Erosão
por dia, em função das atividades exercidas. entre o que os alunos aprendem em sala de representem a síntese do processo.
estimular o conhecimento sobre as ciências • Desmatamento Preparando para a cidadania Na segunda etapa da atividade, discuta
Essa perda ocorre, principalmente, por meio aula e o que vivenciam em seu cotidiano.
ambientais e conscientizar crianças, jovens e • Lençol freático da urina, fezes, transpiração e respiração. sobre as questões: O que vocês acham que
Quando o aluno consegue identificar Explorar, observar e discutir promove a cons-
adultos no seu incrível papel de preservar a • Poluição dos rios e mares os problemas e conflitos do dia a dia, tudo A água no nosso organismo exerce papéis trução de conceitos, procedimentos, valores acontece com a água usada na escola e em
natureza em prol de um modelo de desen- • Tratamento da água o que aprende adquire sentido novo para vitais: transporta alimentos e gases, elimina e atitudes, permitindo assim aos alunos es- casa? Para onde ela vai? Há alguma central na
volvimento em que riqueza é sinônimo de • Características e qualidade da água a sua vida e para a comunidade. O saber resíduos, protege e mantém a temperatura tabelecerem relações e ampliarem o univer- cidade que trate a água usada antes de jogá-
qualidade de vida para todos. • Usina hidrelétrica teórico incorporado às experiências de vida corporal, entre outros. so de conhecimentos de modo significativo. -la em algum rio ou mar? Da mesma forma,

2 3 4

Encarte Aventuras de uma gota d’água2.indd 1 6/7/11 10:10 AM


oriente a preparação de um painel coletivo, transparentes e colheres. Oriente-os para 3. Ciclo da água as gotas de água? Como se formam os rios? ocorre em alguns prédios, por isso, os alunos 4. As roupas do varal
mostrando o caminho da água que sai da usar sempre as mesmas quantidades (por Como eles se tornam poluídos? Como de- cujos pais recebem a conta podem levá-la
exemplo, 1 copo de água e 1 colher de café Prepare com os alunos um painel com de- vemos proceder com o lixo de nossa casa? à escola para dividir a informação com os Pergunte aos alunos: Como devem ser
escola e de casa em direção ao rio ou ao mar.
senhos e recortes, que mostre os caminhos demais colegas de classe. Quanto à relação penduradas no varal as roupas lavadas? Es-
da substância). Diga aos alunos que antes Que cuidados devemos tomar com a água?
percorridos por uma gota d’água desde que custo-consumo, será necessário explicar
de adicionar a substância na água, cada gru- O que aconteceria com a gotinha se Carolina tendidas ou dobradas? Por quê?
ATIVIDADES evapora do mar até que volte a ele. Divida detalhadamente esse procedimento aos
po deve discutir sobre o que pode acontecer não a tivesse devolvido ao mar? Depois do Prepare o experimento colocando duas
PARA DURANTE A LEITURA com essa substância. Incentive-os a preparar
a classe em grupos e peça aos alunos que
que vocês leram, que resposta dariam para a alunos, dando alguns exemplos de como é toalhas de rostos igualmente molhadas nas
criem um texto coletivo, relatando as etapas possível gastar menos água.
uma tabela, como a apresentada a seguir, do ciclo e o anexem ao painel. pergunta do vovô: “A água do mar é viva?”. formas estendida e dobrada, em um supor-
Durante a leitura, visando ao envolvi- Discuta com os alunos o que aconteceria te no pátio ou jardim da escola. Deixe-as
para registrar os resultados esperados an-
mento dos alunos, apresente questões e 1. Medindo o desperdício de água se não houvesse água na escola ou em casa secar por um determinado tempo, em um
tes de fazer o experimento (hipótese) e os 4. Simulação de chuva: demonstração
ofereça subsídios para facilitar a leitura e e organize com eles uma lista das coisas que dia quente ou com vento. Pergunte: Qual
resultados obtidos nas atividades.
contornar dificuldades, como por exemplo: Deixe uma torneira gotejando por apro- não poderiam ser feitas. toalha secou mais rápido? Por quê?
Prepare o seguinte experimento para
identificar a estrutura do texto, esclarecer ximadamente uma hora e recolha a água
Água observação dos alunos. Coloque uma cha-
dúvidas de vocabulários e compreensão, em uma bacia ou balde. Depois, despeje 3. Quantidade de água consumida em
leira com água para ferver e direcione o 5. Procurando notícias sobre a água
novos conceitos e concordância com o autor. Hipótese Resultado essa água em um recipiente de volume co- atividades do dia a dia
vapor que sai do bico para um prato fundo
Proponha questões como: nhecido, como por exemplo, uma garrafa
Sal com cubos de gelo. Peça às crianças que Proponha uma discussão sobre a quanti- Oriente os alunos a recortarem notícias
• No capítulo 1, a gotinha diz a Carolina observem as gotas que se formam na parte de refrigerante, para que as crianças possam sobre poluição, consumo e escassez de água
Farinha de trigo dade de água gasta para algumas atividades,
que a “união faz a força!”. O que ela debaixo do prato. Incentive-as a estabelecer associar o tempo que a torneira pingou à em diversas regiões do país. Discuta sobre
como: lavar as mãos, escovar os dentes e la-
quer dizer com isso? Açúcar relações entre o experimento e o fenômeno quantidade de água desperdiçada. Discuta as informações encontradas, trabalhando a
var um pé de alface. Oriente os alunos para
• Que perguntas gostariam de fazer à go- Óleo de cozinha que ocorre na natureza, no ciclo da água. com os alunos sobre as consequências do que recolham a água resultante em cada relação causa e efeito. Levante a questão:
tinha da história? desperdício e sobre a conservação e os cui- uma das atividades sugeridas e em outras Por que alguns jornais e revistas fazem refe-
Pó de café 5. Transpiração das plantas dados para evitá-lo.
• Como se forma a chuva? que possam ser realizadas em casa, como, rência ao problema da poluição e a escassez
• O que é neblina? Tinta por exemplo: tomar banho, lavar os cabelos de água? Oriente os alunos a preparar um
Em um dia ensolarado e quente, envolva 2. Medindo a quantidade texto coletivo sobre o principal problema da
• Como funcionam o monjolo e a roda- ou lavar a louça. Depois de recolhida a água,
com um saco plástico transparente e fe- de água consumida água em seu bairro ou em sua cidade. Você
Discuta as informações da tabela já preen- eles devem medi-la, utilizando garrafas de
-d’água? Para que servem? che com um elástico o ramo de uma planta
chida, comparando as hipóteses que foram refrigerante de 2 litros, como base e depois pode sugerir que eles escrevam, ainda em
• Como é construída e como funciona que está em um vaso ou no jardim. Oriente Localize o hidrômetro da escola com os
levantadas com os resultados obtidos. montar uma tabela para comparar os dados. grupo, uma carta para a prefeitura da cida-
uma usina hidrelétrica? os alunos para que observem o que deve alunos. Explique que esse aparelho permite
Discuta sobre o volume gasto em cada uma de, relatando os principais problemas rela-
acontecer após duas horas. Discuta sobre quantificar o volume de água que entra na
• Qual a origem de alguns dos resíduos 2. Separando substâncias das atividades e a melhor forma de reduzi-lo. cionados ao tratamento ou à falta de água.
o aparecimento das gotículas de água na edificação, o que auxilia na emissão da con-
que chegam aos rios?
Explique que os grupos irão preparar um parte interna do saco plástico, incentivan- ta de consumo ao final do mês. O aparelho
• Quais são as consequências de um der- permite também verificar se há vazamentos
novo experimento. Selecione o material: do-as a explicar o fenômeno. Relacione a
ramamento de óleo no mar pelos navios e desperdícios.
água, sal, copo transparente, prato fundo transpiração que ocorre nas plantas com a
transportadores? Faça leituras em diferentes momentos,
e colher. Oriente-os a dissolver duas colhe- transpiração humana.
res cheias de sal em meio copo com água. por exemplo, em dois dias consecutivos, e dis-
A seguir são apresentadas algumas ati- Coloque a questão: Como poderíamos se- cuta sobre os dados encontrados nas leituras.
vidades que podem ser realizadas com os ATIVIDADES
parar o sal da água? Deixe que os grupos Apresente à classe uma conta de água
alunos durante a leitura do livro. apresentem os possíveis resultados e façam
PARA DEPOIS DA LEITURA da escola ou de uma casa para verificar
um registro em cartolina sobre as coloca- quantos litros de água foram consumidos
1. Misturando substâncias Após a leitura verifique o que os alunos em um mês. Se possível, compare o consu-
ções feitas. Proponha que eles entornem a
solução de água e sal em um prato fundo aprenderam, se são capazes de contar o que mo de diferentes residências. Discuta sobre
Explique que os alunos irão fazer um e deixe-o em local com sol e calor durante leram, oralmente ou por escrito. Estabeleça as questões: Quantos litros de água foram
experimento para verificar como se com- uns dois dias. Peça aos grupos que observem relação entre o que foi estudado e a vida consumidos na escola? E em casa? Quanto
portam diferentes substâncias misturadas e interpretem os resultados. Pergunte aos cotidiana, propondo questões e atividades custou a água que foi consumida na escola?
à água. Se elas se dissolvem ou não. Faça o alunos para onde eles imaginam que foi a como as apresentadas a seguir. E em casa? Como seria possível diminuir os
trabalho com os alunos, em grupos, e pro- água que estava no prato? Quais são os caminhos que as gotas po- valores das contas?
videncie o seguinte material: água; subs- Sugira aos alunos que pesquisem sobre dem percorrer quando caem no solo? Se Peça aos alunos que tragam a conta de
tâncias como sal, farinha de trigo, açúcar, como se obtém o sal que usamos nos ali- vocês fossem a gotinha, que caminho gos- água da casa deles. Vale lembrar que nem
óleo de cozinha, pó de café e tinta; copos mentos. tariam de percorrer? Afinal, como nascem todas as casas recebem conta de água, como

5 6 7

Encarte Aventuras de uma gota d’água2.indd 2 6/7/11 10:10 AM


oriente a preparação de um painel coletivo, transparentes e colheres. Oriente-os para 3. Ciclo da água as gotas de água? Como se formam os rios? ocorre em alguns prédios, por isso, os alunos 4. As roupas do varal
mostrando o caminho da água que sai da usar sempre as mesmas quantidades (por Como eles se tornam poluídos? Como de- cujos pais recebem a conta podem levá-la
exemplo, 1 copo de água e 1 colher de café Prepare com os alunos um painel com de- vemos proceder com o lixo de nossa casa? à escola para dividir a informação com os Pergunte aos alunos: Como devem ser
escola e de casa em direção ao rio ou ao mar.
senhos e recortes, que mostre os caminhos demais colegas de classe. Quanto à relação penduradas no varal as roupas lavadas? Es-
da substância). Diga aos alunos que antes Que cuidados devemos tomar com a água?
percorridos por uma gota d’água desde que custo-consumo, será necessário explicar
de adicionar a substância na água, cada gru- O que aconteceria com a gotinha se Carolina tendidas ou dobradas? Por quê?
ATIVIDADES evapora do mar até que volte a ele. Divida detalhadamente esse procedimento aos
po deve discutir sobre o que pode acontecer não a tivesse devolvido ao mar? Depois do Prepare o experimento colocando duas
PARA DURANTE A LEITURA com essa substância. Incentive-os a preparar
a classe em grupos e peça aos alunos que
que vocês leram, que resposta dariam para a alunos, dando alguns exemplos de como é toalhas de rostos igualmente molhadas nas
criem um texto coletivo, relatando as etapas possível gastar menos água.
uma tabela, como a apresentada a seguir, do ciclo e o anexem ao painel. pergunta do vovô: “A água do mar é viva?”. formas estendida e dobrada, em um supor-
Durante a leitura, visando ao envolvi- Discuta com os alunos o que aconteceria te no pátio ou jardim da escola. Deixe-as
para registrar os resultados esperados an-
mento dos alunos, apresente questões e 1. Medindo o desperdício de água se não houvesse água na escola ou em casa secar por um determinado tempo, em um
tes de fazer o experimento (hipótese) e os 4. Simulação de chuva: demonstração
ofereça subsídios para facilitar a leitura e e organize com eles uma lista das coisas que dia quente ou com vento. Pergunte: Qual
resultados obtidos nas atividades.
contornar dificuldades, como por exemplo: Deixe uma torneira gotejando por apro- não poderiam ser feitas. toalha secou mais rápido? Por quê?
Prepare o seguinte experimento para
identificar a estrutura do texto, esclarecer ximadamente uma hora e recolha a água
Água observação dos alunos. Coloque uma cha-
dúvidas de vocabulários e compreensão, em uma bacia ou balde. Depois, despeje 3. Quantidade de água consumida em
leira com água para ferver e direcione o 5. Procurando notícias sobre a água
novos conceitos e concordância com o autor. Hipótese Resultado essa água em um recipiente de volume co- atividades do dia a dia
vapor que sai do bico para um prato fundo
Proponha questões como: nhecido, como por exemplo, uma garrafa
Sal com cubos de gelo. Peça às crianças que Proponha uma discussão sobre a quanti- Oriente os alunos a recortarem notícias
• No capítulo 1, a gotinha diz a Carolina observem as gotas que se formam na parte de refrigerante, para que as crianças possam sobre poluição, consumo e escassez de água
Farinha de trigo dade de água gasta para algumas atividades,
que a “união faz a força!”. O que ela debaixo do prato. Incentive-as a estabelecer associar o tempo que a torneira pingou à em diversas regiões do país. Discuta sobre
como: lavar as mãos, escovar os dentes e la-
quer dizer com isso? Açúcar relações entre o experimento e o fenômeno quantidade de água desperdiçada. Discuta as informações encontradas, trabalhando a
var um pé de alface. Oriente os alunos para
• Que perguntas gostariam de fazer à go- Óleo de cozinha que ocorre na natureza, no ciclo da água. com os alunos sobre as consequências do que recolham a água resultante em cada relação causa e efeito. Levante a questão:
tinha da história? desperdício e sobre a conservação e os cui- uma das atividades sugeridas e em outras Por que alguns jornais e revistas fazem refe-
Pó de café 5. Transpiração das plantas dados para evitá-lo.
• Como se forma a chuva? que possam ser realizadas em casa, como, rência ao problema da poluição e a escassez
• O que é neblina? Tinta por exemplo: tomar banho, lavar os cabelos de água? Oriente os alunos a preparar um
Em um dia ensolarado e quente, envolva 2. Medindo a quantidade texto coletivo sobre o principal problema da
• Como funcionam o monjolo e a roda- ou lavar a louça. Depois de recolhida a água,
com um saco plástico transparente e fe- de água consumida água em seu bairro ou em sua cidade. Você
Discuta as informações da tabela já preen- eles devem medi-la, utilizando garrafas de
-d’água? Para que servem? che com um elástico o ramo de uma planta
chida, comparando as hipóteses que foram refrigerante de 2 litros, como base e depois pode sugerir que eles escrevam, ainda em
• Como é construída e como funciona que está em um vaso ou no jardim. Oriente Localize o hidrômetro da escola com os
levantadas com os resultados obtidos. montar uma tabela para comparar os dados. grupo, uma carta para a prefeitura da cida-
uma usina hidrelétrica? os alunos para que observem o que deve alunos. Explique que esse aparelho permite
Discuta sobre o volume gasto em cada uma de, relatando os principais problemas rela-
acontecer após duas horas. Discuta sobre quantificar o volume de água que entra na
• Qual a origem de alguns dos resíduos 2. Separando substâncias das atividades e a melhor forma de reduzi-lo. cionados ao tratamento ou à falta de água.
o aparecimento das gotículas de água na edificação, o que auxilia na emissão da con-
que chegam aos rios?
Explique que os grupos irão preparar um parte interna do saco plástico, incentivan- ta de consumo ao final do mês. O aparelho
• Quais são as consequências de um der- permite também verificar se há vazamentos
novo experimento. Selecione o material: do-as a explicar o fenômeno. Relacione a
ramamento de óleo no mar pelos navios e desperdícios.
água, sal, copo transparente, prato fundo transpiração que ocorre nas plantas com a
transportadores? Faça leituras em diferentes momentos,
e colher. Oriente-os a dissolver duas colhe- transpiração humana.
res cheias de sal em meio copo com água. por exemplo, em dois dias consecutivos, e dis-
A seguir são apresentadas algumas ati- Coloque a questão: Como poderíamos se- cuta sobre os dados encontrados nas leituras.
vidades que podem ser realizadas com os ATIVIDADES
parar o sal da água? Deixe que os grupos Apresente à classe uma conta de água
alunos durante a leitura do livro. apresentem os possíveis resultados e façam
PARA DEPOIS DA LEITURA da escola ou de uma casa para verificar
um registro em cartolina sobre as coloca- quantos litros de água foram consumidos
1. Misturando substâncias Após a leitura verifique o que os alunos em um mês. Se possível, compare o consu-
ções feitas. Proponha que eles entornem a
solução de água e sal em um prato fundo aprenderam, se são capazes de contar o que mo de diferentes residências. Discuta sobre
Explique que os alunos irão fazer um e deixe-o em local com sol e calor durante leram, oralmente ou por escrito. Estabeleça as questões: Quantos litros de água foram
experimento para verificar como se com- uns dois dias. Peça aos grupos que observem relação entre o que foi estudado e a vida consumidos na escola? E em casa? Quanto
portam diferentes substâncias misturadas e interpretem os resultados. Pergunte aos cotidiana, propondo questões e atividades custou a água que foi consumida na escola?
à água. Se elas se dissolvem ou não. Faça o alunos para onde eles imaginam que foi a como as apresentadas a seguir. E em casa? Como seria possível diminuir os
trabalho com os alunos, em grupos, e pro- água que estava no prato? Quais são os caminhos que as gotas po- valores das contas?
videncie o seguinte material: água; subs- Sugira aos alunos que pesquisem sobre dem percorrer quando caem no solo? Se Peça aos alunos que tragam a conta de
tâncias como sal, farinha de trigo, açúcar, como se obtém o sal que usamos nos ali- vocês fossem a gotinha, que caminho gos- água da casa deles. Vale lembrar que nem
óleo de cozinha, pó de café e tinta; copos mentos. tariam de percorrer? Afinal, como nascem todas as casas recebem conta de água, como

5 6 7

Encarte Aventuras de uma gota d’água2.indd 2 6/7/11 10:10 AM


oriente a preparação de um painel coletivo, transparentes e colheres. Oriente-os para 3. Ciclo da água as gotas de água? Como se formam os rios? ocorre em alguns prédios, por isso, os alunos 4. As roupas do varal
mostrando o caminho da água que sai da usar sempre as mesmas quantidades (por Como eles se tornam poluídos? Como de- cujos pais recebem a conta podem levá-la
exemplo, 1 copo de água e 1 colher de café Prepare com os alunos um painel com de- vemos proceder com o lixo de nossa casa? à escola para dividir a informação com os Pergunte aos alunos: Como devem ser
escola e de casa em direção ao rio ou ao mar.
senhos e recortes, que mostre os caminhos demais colegas de classe. Quanto à relação penduradas no varal as roupas lavadas? Es-
da substância). Diga aos alunos que antes Que cuidados devemos tomar com a água?
percorridos por uma gota d’água desde que custo-consumo, será necessário explicar
de adicionar a substância na água, cada gru- O que aconteceria com a gotinha se Carolina tendidas ou dobradas? Por quê?
ATIVIDADES evapora do mar até que volte a ele. Divida detalhadamente esse procedimento aos
po deve discutir sobre o que pode acontecer não a tivesse devolvido ao mar? Depois do Prepare o experimento colocando duas
PARA DURANTE A LEITURA com essa substância. Incentive-os a preparar
a classe em grupos e peça aos alunos que
que vocês leram, que resposta dariam para a alunos, dando alguns exemplos de como é toalhas de rostos igualmente molhadas nas
criem um texto coletivo, relatando as etapas possível gastar menos água.
uma tabela, como a apresentada a seguir, do ciclo e o anexem ao painel. pergunta do vovô: “A água do mar é viva?”. formas estendida e dobrada, em um supor-
Durante a leitura, visando ao envolvi- Discuta com os alunos o que aconteceria te no pátio ou jardim da escola. Deixe-as
para registrar os resultados esperados an-
mento dos alunos, apresente questões e 1. Medindo o desperdício de água se não houvesse água na escola ou em casa secar por um determinado tempo, em um
tes de fazer o experimento (hipótese) e os 4. Simulação de chuva: demonstração
ofereça subsídios para facilitar a leitura e e organize com eles uma lista das coisas que dia quente ou com vento. Pergunte: Qual
resultados obtidos nas atividades.
contornar dificuldades, como por exemplo: Deixe uma torneira gotejando por apro- não poderiam ser feitas. toalha secou mais rápido? Por quê?
Prepare o seguinte experimento para
identificar a estrutura do texto, esclarecer ximadamente uma hora e recolha a água
Água observação dos alunos. Coloque uma cha-
dúvidas de vocabulários e compreensão, em uma bacia ou balde. Depois, despeje 3. Quantidade de água consumida em
leira com água para ferver e direcione o 5. Procurando notícias sobre a água
novos conceitos e concordância com o autor. Hipótese Resultado essa água em um recipiente de volume co- atividades do dia a dia
vapor que sai do bico para um prato fundo
Proponha questões como: nhecido, como por exemplo, uma garrafa
Sal com cubos de gelo. Peça às crianças que Proponha uma discussão sobre a quanti- Oriente os alunos a recortarem notícias
• No capítulo 1, a gotinha diz a Carolina observem as gotas que se formam na parte de refrigerante, para que as crianças possam sobre poluição, consumo e escassez de água
Farinha de trigo dade de água gasta para algumas atividades,
que a “união faz a força!”. O que ela debaixo do prato. Incentive-as a estabelecer associar o tempo que a torneira pingou à em diversas regiões do país. Discuta sobre
como: lavar as mãos, escovar os dentes e la-
quer dizer com isso? Açúcar relações entre o experimento e o fenômeno quantidade de água desperdiçada. Discuta as informações encontradas, trabalhando a
var um pé de alface. Oriente os alunos para
• Que perguntas gostariam de fazer à go- Óleo de cozinha que ocorre na natureza, no ciclo da água. com os alunos sobre as consequências do que recolham a água resultante em cada relação causa e efeito. Levante a questão:
tinha da história? desperdício e sobre a conservação e os cui- uma das atividades sugeridas e em outras Por que alguns jornais e revistas fazem refe-
Pó de café 5. Transpiração das plantas dados para evitá-lo.
• Como se forma a chuva? que possam ser realizadas em casa, como, rência ao problema da poluição e a escassez
• O que é neblina? Tinta por exemplo: tomar banho, lavar os cabelos de água? Oriente os alunos a preparar um
Em um dia ensolarado e quente, envolva 2. Medindo a quantidade texto coletivo sobre o principal problema da
• Como funcionam o monjolo e a roda- ou lavar a louça. Depois de recolhida a água,
com um saco plástico transparente e fe- de água consumida água em seu bairro ou em sua cidade. Você
Discuta as informações da tabela já preen- eles devem medi-la, utilizando garrafas de
-d’água? Para que servem? che com um elástico o ramo de uma planta
chida, comparando as hipóteses que foram refrigerante de 2 litros, como base e depois pode sugerir que eles escrevam, ainda em
• Como é construída e como funciona que está em um vaso ou no jardim. Oriente Localize o hidrômetro da escola com os
levantadas com os resultados obtidos. montar uma tabela para comparar os dados. grupo, uma carta para a prefeitura da cida-
uma usina hidrelétrica? os alunos para que observem o que deve alunos. Explique que esse aparelho permite
Discuta sobre o volume gasto em cada uma de, relatando os principais problemas rela-
acontecer após duas horas. Discuta sobre quantificar o volume de água que entra na
• Qual a origem de alguns dos resíduos 2. Separando substâncias das atividades e a melhor forma de reduzi-lo. cionados ao tratamento ou à falta de água.
o aparecimento das gotículas de água na edificação, o que auxilia na emissão da con-
que chegam aos rios?
Explique que os grupos irão preparar um parte interna do saco plástico, incentivan- ta de consumo ao final do mês. O aparelho
• Quais são as consequências de um der- permite também verificar se há vazamentos
novo experimento. Selecione o material: do-as a explicar o fenômeno. Relacione a
ramamento de óleo no mar pelos navios e desperdícios.
água, sal, copo transparente, prato fundo transpiração que ocorre nas plantas com a
transportadores? Faça leituras em diferentes momentos,
e colher. Oriente-os a dissolver duas colhe- transpiração humana.
res cheias de sal em meio copo com água. por exemplo, em dois dias consecutivos, e dis-
A seguir são apresentadas algumas ati- Coloque a questão: Como poderíamos se- cuta sobre os dados encontrados nas leituras.
vidades que podem ser realizadas com os ATIVIDADES
parar o sal da água? Deixe que os grupos Apresente à classe uma conta de água
alunos durante a leitura do livro. apresentem os possíveis resultados e façam
PARA DEPOIS DA LEITURA da escola ou de uma casa para verificar
um registro em cartolina sobre as coloca- quantos litros de água foram consumidos
1. Misturando substâncias Após a leitura verifique o que os alunos em um mês. Se possível, compare o consu-
ções feitas. Proponha que eles entornem a
solução de água e sal em um prato fundo aprenderam, se são capazes de contar o que mo de diferentes residências. Discuta sobre
Explique que os alunos irão fazer um e deixe-o em local com sol e calor durante leram, oralmente ou por escrito. Estabeleça as questões: Quantos litros de água foram
experimento para verificar como se com- uns dois dias. Peça aos grupos que observem relação entre o que foi estudado e a vida consumidos na escola? E em casa? Quanto
portam diferentes substâncias misturadas e interpretem os resultados. Pergunte aos cotidiana, propondo questões e atividades custou a água que foi consumida na escola?
à água. Se elas se dissolvem ou não. Faça o alunos para onde eles imaginam que foi a como as apresentadas a seguir. E em casa? Como seria possível diminuir os
trabalho com os alunos, em grupos, e pro- água que estava no prato? Quais são os caminhos que as gotas po- valores das contas?
videncie o seguinte material: água; subs- Sugira aos alunos que pesquisem sobre dem percorrer quando caem no solo? Se Peça aos alunos que tragam a conta de
tâncias como sal, farinha de trigo, açúcar, como se obtém o sal que usamos nos ali- vocês fossem a gotinha, que caminho gos- água da casa deles. Vale lembrar que nem
óleo de cozinha, pó de café e tinta; copos mentos. tariam de percorrer? Afinal, como nascem todas as casas recebem conta de água, como

5 6 7

Encarte Aventuras de uma gota d’água2.indd 2 6/7/11 10:10 AM


oriente a preparação de um painel coletivo, transparentes e colheres. Oriente-os para 3. Ciclo da água as gotas de água? Como se formam os rios? ocorre em alguns prédios, por isso, os alunos 4. As roupas do varal
mostrando o caminho da água que sai da usar sempre as mesmas quantidades (por Como eles se tornam poluídos? Como de- cujos pais recebem a conta podem levá-la
exemplo, 1 copo de água e 1 colher de café Prepare com os alunos um painel com de- vemos proceder com o lixo de nossa casa? à escola para dividir a informação com os Pergunte aos alunos: Como devem ser
escola e de casa em direção ao rio ou ao mar.
senhos e recortes, que mostre os caminhos demais colegas de classe. Quanto à relação penduradas no varal as roupas lavadas? Es-
da substância). Diga aos alunos que antes Que cuidados devemos tomar com a água?
percorridos por uma gota d’água desde que custo-consumo, será necessário explicar
de adicionar a substância na água, cada gru- O que aconteceria com a gotinha se Carolina tendidas ou dobradas? Por quê?
ATIVIDADES evapora do mar até que volte a ele. Divida detalhadamente esse procedimento aos
po deve discutir sobre o que pode acontecer não a tivesse devolvido ao mar? Depois do Prepare o experimento colocando duas
PARA DURANTE A LEITURA com essa substância. Incentive-os a preparar
a classe em grupos e peça aos alunos que
que vocês leram, que resposta dariam para a alunos, dando alguns exemplos de como é toalhas de rostos igualmente molhadas nas
criem um texto coletivo, relatando as etapas possível gastar menos água.
uma tabela, como a apresentada a seguir, do ciclo e o anexem ao painel. pergunta do vovô: “A água do mar é viva?”. formas estendida e dobrada, em um supor-
Durante a leitura, visando ao envolvi- Discuta com os alunos o que aconteceria te no pátio ou jardim da escola. Deixe-as
para registrar os resultados esperados an-
mento dos alunos, apresente questões e 1. Medindo o desperdício de água se não houvesse água na escola ou em casa secar por um determinado tempo, em um
tes de fazer o experimento (hipótese) e os 4. Simulação de chuva: demonstração
ofereça subsídios para facilitar a leitura e e organize com eles uma lista das coisas que dia quente ou com vento. Pergunte: Qual
resultados obtidos nas atividades.
contornar dificuldades, como por exemplo: Deixe uma torneira gotejando por apro- não poderiam ser feitas. toalha secou mais rápido? Por quê?
Prepare o seguinte experimento para
identificar a estrutura do texto, esclarecer ximadamente uma hora e recolha a água
Água observação dos alunos. Coloque uma cha-
dúvidas de vocabulários e compreensão, em uma bacia ou balde. Depois, despeje 3. Quantidade de água consumida em
leira com água para ferver e direcione o 5. Procurando notícias sobre a água
novos conceitos e concordância com o autor. Hipótese Resultado essa água em um recipiente de volume co- atividades do dia a dia
vapor que sai do bico para um prato fundo
Proponha questões como: nhecido, como por exemplo, uma garrafa
Sal com cubos de gelo. Peça às crianças que Proponha uma discussão sobre a quanti- Oriente os alunos a recortarem notícias
• No capítulo 1, a gotinha diz a Carolina observem as gotas que se formam na parte de refrigerante, para que as crianças possam sobre poluição, consumo e escassez de água
Farinha de trigo dade de água gasta para algumas atividades,
que a “união faz a força!”. O que ela debaixo do prato. Incentive-as a estabelecer associar o tempo que a torneira pingou à em diversas regiões do país. Discuta sobre
como: lavar as mãos, escovar os dentes e la-
quer dizer com isso? Açúcar relações entre o experimento e o fenômeno quantidade de água desperdiçada. Discuta as informações encontradas, trabalhando a
var um pé de alface. Oriente os alunos para
• Que perguntas gostariam de fazer à go- Óleo de cozinha que ocorre na natureza, no ciclo da água. com os alunos sobre as consequências do que recolham a água resultante em cada relação causa e efeito. Levante a questão:
tinha da história? desperdício e sobre a conservação e os cui- uma das atividades sugeridas e em outras Por que alguns jornais e revistas fazem refe-
Pó de café 5. Transpiração das plantas dados para evitá-lo.
• Como se forma a chuva? que possam ser realizadas em casa, como, rência ao problema da poluição e a escassez
• O que é neblina? Tinta por exemplo: tomar banho, lavar os cabelos de água? Oriente os alunos a preparar um
Em um dia ensolarado e quente, envolva 2. Medindo a quantidade texto coletivo sobre o principal problema da
• Como funcionam o monjolo e a roda- ou lavar a louça. Depois de recolhida a água,
com um saco plástico transparente e fe- de água consumida água em seu bairro ou em sua cidade. Você
Discuta as informações da tabela já preen- eles devem medi-la, utilizando garrafas de
-d’água? Para que servem? che com um elástico o ramo de uma planta
chida, comparando as hipóteses que foram refrigerante de 2 litros, como base e depois pode sugerir que eles escrevam, ainda em
• Como é construída e como funciona que está em um vaso ou no jardim. Oriente Localize o hidrômetro da escola com os
levantadas com os resultados obtidos. montar uma tabela para comparar os dados. grupo, uma carta para a prefeitura da cida-
uma usina hidrelétrica? os alunos para que observem o que deve alunos. Explique que esse aparelho permite
Discuta sobre o volume gasto em cada uma de, relatando os principais problemas rela-
acontecer após duas horas. Discuta sobre quantificar o volume de água que entra na
• Qual a origem de alguns dos resíduos 2. Separando substâncias das atividades e a melhor forma de reduzi-lo. cionados ao tratamento ou à falta de água.
o aparecimento das gotículas de água na edificação, o que auxilia na emissão da con-
que chegam aos rios?
Explique que os grupos irão preparar um parte interna do saco plástico, incentivan- ta de consumo ao final do mês. O aparelho
• Quais são as consequências de um der- permite também verificar se há vazamentos
novo experimento. Selecione o material: do-as a explicar o fenômeno. Relacione a
ramamento de óleo no mar pelos navios e desperdícios.
água, sal, copo transparente, prato fundo transpiração que ocorre nas plantas com a
transportadores? Faça leituras em diferentes momentos,
e colher. Oriente-os a dissolver duas colhe- transpiração humana.
res cheias de sal em meio copo com água. por exemplo, em dois dias consecutivos, e dis-
A seguir são apresentadas algumas ati- Coloque a questão: Como poderíamos se- cuta sobre os dados encontrados nas leituras.
vidades que podem ser realizadas com os ATIVIDADES
parar o sal da água? Deixe que os grupos Apresente à classe uma conta de água
alunos durante a leitura do livro. apresentem os possíveis resultados e façam
PARA DEPOIS DA LEITURA da escola ou de uma casa para verificar
um registro em cartolina sobre as coloca- quantos litros de água foram consumidos
1. Misturando substâncias Após a leitura verifique o que os alunos em um mês. Se possível, compare o consu-
ções feitas. Proponha que eles entornem a
solução de água e sal em um prato fundo aprenderam, se são capazes de contar o que mo de diferentes residências. Discuta sobre
Explique que os alunos irão fazer um e deixe-o em local com sol e calor durante leram, oralmente ou por escrito. Estabeleça as questões: Quantos litros de água foram
experimento para verificar como se com- uns dois dias. Peça aos grupos que observem relação entre o que foi estudado e a vida consumidos na escola? E em casa? Quanto
portam diferentes substâncias misturadas e interpretem os resultados. Pergunte aos cotidiana, propondo questões e atividades custou a água que foi consumida na escola?
à água. Se elas se dissolvem ou não. Faça o alunos para onde eles imaginam que foi a como as apresentadas a seguir. E em casa? Como seria possível diminuir os
trabalho com os alunos, em grupos, e pro- água que estava no prato? Quais são os caminhos que as gotas po- valores das contas?
videncie o seguinte material: água; subs- Sugira aos alunos que pesquisem sobre dem percorrer quando caem no solo? Se Peça aos alunos que tragam a conta de
tâncias como sal, farinha de trigo, açúcar, como se obtém o sal que usamos nos ali- vocês fossem a gotinha, que caminho gos- água da casa deles. Vale lembrar que nem
óleo de cozinha, pó de café e tinta; copos mentos. tariam de percorrer? Afinal, como nascem todas as casas recebem conta de água, como

5 6 7

Encarte Aventuras de uma gota d’água2.indd 2 6/7/11 10:10 AM

Você também pode gostar