Você está na página 1de 4

UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA – UNEB

DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS HUMANAS E TECNOLOGIAS – DCHT


ESPECIALIZAÇÃO EM ESTUDOS LITERÁRIOS E LÍNGUISTICA APLICADA AO
ENSINO.

CLÁUDIA REJANE PEREIRA DOS SANTOS

Roxane Rojo in: O insucesso escolar no Brasil do século XX-


Um processo de exclusão social.

EUCLIDES DA CUNHA
2018
CLÁUDIA REJANE PEREIRA DOS SANTOS

Roxane Rojo in: O insucesso escolar no Brasil do século XX-


Um processo de exclusão social.

Analise Crítica solicitada pela docente Telma


Cruz, à título de avaliação parcial do
componente curricular: Letramento e Ensino,
do curso de Especialização em Estudos
Literários e Linguística Aplicada ao Ensino, da
Universidade do Estado da Bahia - UNEB.

EUCLIDES DA CUNHA
2018
A sociedade e a escola são parceiras de um conjunto de significados em
comum que sustentam a base no desenvolvimento do todo indivíduo, não se pode
pensar em sociedade sem unir a educação, as experiências, a natureza humana, o
coletivo e a vida social, que influi no todo que somos. A respeito disso, Roxane Roje
na obra: Letramentos múltiplos, escola e inclusão social, 2009, discorre sobre os
conceitos pertinentes à leitura e escrita, ponderando sobre as teses que levam ao
insucesso escolar, prejudicial na inserção social do indivíduo. Nesse contexto, há
uma urgência na resolução desses problemas e a respeito disso, Rojo traz como
objetivo básico da escola oferecer subsídios que permitam ao aluno, pelo domínio
da leitura e da escrita, inserir-se de maneira apropriada na sociedade.
No Brasil do século XXI, em sua essência, necessita tratar de questões
relacionadas à educação. Os Letramentos tem papel importante nesse processo,
pois ponderam conceitos de alfabetização e alfabetismo (funcional), promovendo
não só uma mera exposição de conceitos ao discuti-los numa perspectiva social do
processo ensino-aprendizagem, mais sim, tratando de uma reflexão sobre as
questões de inclusão (muitas vezes excludente) e exclusão, e importantes fatos
sobre o sucesso e o fracasso escolar, espelho de práticas em sala de aula.
No primeiro capítulo da obra, a autora traz , O insucesso escolar no Brasil
do século XX - Um processo de exclusão social;  relatando as questões que
envolvem índices de alfabetismo e a decadência da taxa de analfabetismo da nação
brasileira, causa da desproporcionalidade do aumento da população, tendo como
consequência a reprovação, causa determinante da evasão escolar e do baixo nível
de escolaridade ao longo dos anos.
A autora sugere como desafios para a educação brasileira: “evitar a
exclusão escolar e tornar a experiência na escola um percurso significativo em
termos de letramentos e de acesso ao conhecimento e à informação.” (ROJO,2009,
p.23). Indo além, o significado do letramento associa-se às diferentes culturas e
contextos sociais e temporais diferenciados, o que geram práticas sociais de
linguagem diversificadas que envolvem as práticas humanas. Por outro lado, é
importante frisar que mais do que garantir o acesso, é imprescindível a permanência
com sucesso dos estudantes na escola pública, sobretudo os das camadas mais
pobres, ou seja, é preciso adentrar, continuar e estudar, afim de garantir
aprendizados e conteúdos socialmente válidos.
Avaliar a essência da exclusão atuada na escola chama atenção para a
urgência de solucionar o problema com apenas políticas de inclusão ou pela
generalização do acesso à escola. Aponta-se que no espaço escolar as dialéticas
atuantes são adversas, a exemplo disso têm-se a lógica progressista, direcionada a
uma camada elevada da sociedade, e por outro lado a lógica que exclui a classe
desprivilegiada. Com tudo, é preciso analisar que a universalização do acesso à
escola, condição de extrema necessidade é insuficiente, pois não garante o direito à
educação.
Neste sentido, as reflexões de Rojo levam-nos a não dissociar as
dimensões culturais, sociais e políticas do processo reflexivo e no fazer a educação.
É imprescindível retratar o mau êxito da instituição escolar brasileira, a exclusão e o
fracasso entre a escola e a sociedade, para olhar para história com ânsia de
mudança, almejando e lutando para as transformações nas taxas de analfabetismo.
Um importante indicador que transpõe a prática escolar, partilhada de
maneira direta e indireta pelos professores e pela escola é considerar a situação de
fracasso escolar enraizado fora do âmbito escolar, e consequentemente, tal situação
vivida e experimentada por inúmeros alunos é correspondente a uma linearidade
decisiva e esmagadora dos potenciais destes alunos. No entanto, ainda que na
década passada o país tenha falhado nos objetivos em direção da mudança
referente ao quadro de exclusão escolar e dos impactos nos letramentos, tem-se
boa parte da população distante da realidade de uma escolaridade defasada, e do
percurso de insucessos e restrições.
Em suma, ajuíza-se como prioridade da geração atual, sobretudos os
profissionais da educação e políticas públicas do século XXI, evitar a exclusão
escolar e tornar a experiência na escola uma trajetória significativa e de benéfica em
termos de letramentos e de acesso a aprendizagens e à conhecimentos, o que quer
dizer, melhorar a qualidade do ensino.

Referências:

ROJO, Roxane. Letramentos múltiplos, escola e inclusão social.in: O insucesso


escolar no Brasil do século XX - Um processo de exclusão social. São Paulo:
Editorial, 2009.    

Você também pode gostar