Você está na página 1de 7

Índice

Introdução......................................................................................................................1
Objectivos:.....................................................................................................................1
Actividade do campo.....................................................................................................2
Conclusão.......................................................................................................................5
Referência bibliográfica.................................................................................................6
Introdução
Neste presente trabalho ira-se abordar e aprofundar o género literário jornalístico e os
seus diferentes tipos de textos, especificamente a entrevista, conjugação pronominal
reflexa e reciproca, preposições, orações subordinadas e advérbios/ locuções advérbios.

Empregará adequadamente as formas verbais dos verbos pôr, querer e poder nas frases
da sua autoria. Esta lição é de extrema importância porque além de permitir distinguir o
verbo irregular do regular, permite identificar a que conjugação pertence cada verbo.
Quando, por contrário, temos uma oração com sentido próprio e independente mas a
outra não, dizemos que são orações subordinadas.

Todos os dias os jornais e as revistas são publicados cheios de textos e imagens que lhe
informam sobre o passado, o presente e o futuro. Esses textos chamados jornalísticos,
não possuem as mesmas características entre eles, havendo assim, vários tipos de textos
jornalísticos: a reportagem, o artigo de opinião, a crónica, a notícia, a entrevista e o
texto publicitário (publicidade).

Objectivos:
 Falar dos textos jornalísticos;
 Caracterizar a linguística da entrevista;
 Conhecer os verbos irregulares;
 Perceber a conjugação pronominal reflexa e reciproca;
 Abordar sobre orações subordinadas e proposições;
 Distinguir advérbios/ locuções adverbias.

1
Actividade do campo
1- Os textos jornalísticos são os textos veiculados pelos jornais, revistas, rádio e
televisão, os quais possuem o intuito de comunicar e informar sobre algo. Nos dias
atuais, o texto jornalístico é provavelmente o género textual mais lido, pois possui o
maior alcance nos diversos sectores da sociedade. Uma característica importante dos
textos jornalísticos é sua efemeridade, visto que favorecem o conhecimento de
informações atuais com o propósito de difundir o que acontece de novo.

A entrevista é técnica jornalística e género textual. Um dos tipos de texto do género


jornalístico.

Uma entrevista é um diálogo entre um jornalista (aquele que faz as perguntas) e o


entrevistado, ou seja alguém que tenha conhecimentos sobre determinado assunto.

As entrevistas podem aparecer nos jornais, nas revistas, na rádio ou na televisão.


Quando se trata de uma entrevista escrita, surge a descrição da personagem, do
ambiente em que se desenrola a entrevista e a indicação dos gestos, bem como das suas
reacções.

A Entrevista é um dos géneros textuais com função geralmente informativa veiculado,


sobretudo, pelos meios de comunicação: jornais, revistas, internet, televisão, rádio,
dentre outros.

Características linguísticas da entrevista: Linguagem dialógica e oral. Na entrevista usa-


se uma linguagem clara (compreensível a todos), objectiva e directa (predominância do
discurso directo).

2- Verbos irregulares são os verbos que modificam a sua raiz (ou radical) ao longo da
sua conjugação. Por outras palavras, aqueles verbos que alteram o seu radical quando
enunciado num determinado tempo, modo e pessoa.

Os verbos irregulares - são os verbos que não mantêm o radical em toda a sua
conjugação.

2
3- Conjugação pronominal reflexa e reciproca

Conjugação pronominal – chama-se conjugação pronominal quando os verbos estão


conjugados com os pronomes. Existem, no entanto, algumas diferenças que são
dependentes dos pronomes usados.

Com os pronomes pessoais: o, a, os, as, lo, la, los, las, nos, nas..

Exemplos: Sorriu para os filhos e acarinhou-os. (Aqui o pronome os está em vez do


nome filhos) Quis vê-la pela última vez. (o pronome la está em vez de um nome
feminino que nos remete ao pronome pessoal ela). Estes são os túmulos dos meus avós,
observem-nos bem. (o pronome nos está em vez do nome os túmulos).

Pronomes pessoais reflexos

São pronomes pessoais reflexos me, te, se, nos, vos.

Conjugação pronominal reflexa é a conjugação feita com os pronomes me, te, se, nos e
vos e chama-se reflexa porque o sujeito pratica e sofre ao mesmo tempo a acção que ele
próprio pratica. O pronome aparece como complemento direito.

Os pronomes reflexivos propriamente ditos São aqueles em que os pronomes pessoais


me, te, se, nos e vos indicam uma acção que recai ou se reflecte no agente, ou seja, uma
acção que é realizada e sofrida pelo sujeito.

Conjugação pronominal recíproca (pronomes pessoais Recíproco) É a conjugação feita


com os pronomes pessoais do plural (nos, vos e se), exprime uma relação de
reciprocidade na acção praticada.

4- Preposições são uma classe de palavras invariáveis cuja função consiste em


estabelecer relação entre dois termos de uma oração. Por outras palavras, as palavras
invariáveis que servem para ligar dois termos, de forma que o sentido de um é explicado
pelo sentido do outro, chamam-se preposições.

3
5-Oração subordinada: sozinha não tem sentido próprio e independente está ligadas
(subordinada) à outra para ter sentido.

Uma delas tem sentido próprio e independente (oração subordinante) mas a outra não
(oração subordinada) e são introduzidas por meio de uma conjunção ou locução
conjuncional subordinativa.

Dividem-se em: causais, condicionais, finais, temporais, integrantes, comparativas ,


concessivas e consecutivas.

6- Advérbios e locuções adverbiais

Os advérbios são palavras invariáveis que podem ser usadas para modificar o sentido
dos verbos, dos adjectivos, de outros advérbios ou de orações completas.

Locuções adverbiais é um grupo de palavras (geralmente preposição mais


nome/substantivo) com valor de advérbio, isto é, modificando um verbo, um adjectivo
ou advérbio.

Os advérbios são designados consoante a circunstância ou outra ideia que expressam e


podem destacar-se: tempo, lugar, modo, quantidade, dúvida, designação, ordem.

4
Conclusão
Concluiu-se que a linguagem jornalística deve ser clara, simples, imparcial e objectiva,
a fim de expor ao emissor as principais informações sobre o tema.

Quando, por contrário, temos uma oração com sentido próprio e independente mas a
outra não, dizemos que são orações subordinadas.

Os textos jornalísticos são aqueles veiculados pelos jornais, revistas, rádio e televisão,
com o objectivo de informar sobre algo e entreter. Dentro de um jornal existem várias
sessões que, por sua vez, são compostas por vários tipos de texto. Genericamente, os
textos que se apresentam são denominados “matérias” e possuem carácter informativo.
Existem algumas características que são comuns a todos os textos jornalísticos,
enquanto outras servem para diferenciá-las.

5
Referência bibliográfica
Programa do ensino secundário á distancia (PESD) 1º Ciclo Moçambique, modulo 5 de
português, Elaborador Salvador Uafeua, disponível em
http://ead.mined.gov.mz/site/wp-content/uploads/2020/03/Modulo-5-Portugues.pdf.
Acesso aos 19 de Set. de 2021.

Programa do ensino secundário á distancia (PESD) 1º Ciclo Moçambique, modulo 1 de


português, Elaborador Ivone Bento, disponível em http://ead.mined.gov.mz/site/wp-
content/uploads/2020/03/Modulo-1-Portugues.pdf. Acesso aos 19 de Set. de 2021.