Você está na página 1de 1

ND-3.4 10.

10 TABELAS

Tabela 1 - Características técnicas das lâmpadas a vapor de sódio (VS)


(1)
Corrente (A) Vida
Potência (W) Modelo do bulbo Fluxo luminoso (lm)
Nominal Partida Média (horas)
70 6.600 0,42 0,67 28.000
100 10.700 0,55 0,99
150 Tubular 17.500 0,81 1,24
250 33.200 1,23 2,04 32.000
400 55.000 2,24 3,58
Notas: 1) Valores referidos para tensão de 220 volts e alto fator de potência (ϕ ≥ 0,92).

Tabela 2 - Características técnicas das lâmpadas a vapor de mercúrio (VM)


(1)
Potência Corrente (A) Vida
Modelo do bulbo Fluxo luminoso (lm)
(W) Nominal Partida Média (horas)
80 3.800 0,45 0,63 10.000
125 6.300 0,69 0,97
Ovóide 12.000
250 13.000 1,33 1,86
400 22.000 2,10 2,94 15.000
Notas: 1) Valores referidos para tensão de 220 volts e alto fator de potência (ϕ ≥ 0,92).

Tabela 3 - Características técnicas das lâmpadas a vapor metálico (VMT)


(1)
Fluxo luminoso Intensidade (cd) Corrente (A) Vida Média
Potência (W) Modelo do bulbo (2) (2)
(lm) IMAX 0,5 IMAX Nominal Partida (horas)
0 (3)
35 - 10 44.000 22.000
0 (3) 0,53 0,8
35 - 30 (4) 7.400 3.700
0 (3) Refletora PAR 30 ---
70 - 10 68.000 3.400
0 (3) 0.97 1,4
70 - 40 10.000 5.000
(4)
70 T8 6.700 12.000
(4) 0,41 0,81
70 Tubular 6.300
(4)
150 Ovoide 13.000 ---
(4) 0,87 1,39
150 Tubular 15.000
400 Tubular 32.000 2,24 3,58
Notas: 1) Valores referidos para tensão de 220 volts e alto fator de potência (ϕ ≥ 0,92);
2) Valores de intensidade máxima (IMAX) e meia intensidade máxima (0,5 Imax) em candelas p/ 1.000 lm;
3) Ângulo de abertura do facho luminoso
4) Tubo de arco cerâmico com tratamento anti-UV.

Você também pode gostar