Você está na página 1de 56

UFCD Organização de Laboratórios

Tema
No (opcional)
Laboratório

o Normas de segurança no laboratório de química


o Água para uso no laboratório
o Material corrente no laboratório
o Técnicas e operações unitárias em química laboratorial e
respetivo material.

Doc014/5 16-10-2015
Tema
No (opcional)
Laboratório

Um laboratório é um espaço físico normalmente equipado com


diversos instrumentos de medição e que oferece condições para
se realizar experiências de investigação, análises químicas ou
biológicas e medições físicas.

Doc014/5 16-10-2015
Tema
No (opcional)
Laboratório

Perigos no Laboratório

Os laboratórios são locais seguros para trabalhar


desde que os seus utilizadores sejam responsáveis
e conscientes dos perigos envolvidos.

Doc014/5 16-10-2015
Tema
No (opcional)
Laboratório

Perigos no Laboratório
Acidentes mais comuns em laboratório:
Intoxicação:
- Por inalação
- Por ingestão
Envenenamento:
- Por ingestão
- Por absorção cutânea
Doc014/5 16-10-2015
Tema
No (opcional)
Laboratório

Queimaduras:
Acidente provocado por agentes químicos, físicos, ou por fatores
elétricos, que lesam a pele em extensão e profundidade.

Doc014/5 16-10-2015
Tema
No (opcional)
Laboratório

Queimaduras:

Térmicas - por calor (fogo, vapor quente, objetos quentes) e por


frio (gelo, etc.)
Elétricas - materiais energizados, descargas.
Químicas - inclui substâncias cáusticas, tais como ácido ou
álcalis.

Doc014/5 16-10-2015
Tema
No (opcional)
Laboratório

Acidentes oculares:
- Salpicos de substancias agressivas
- Vapores
- Manuseamento negligente de material de
vidro

Doc014/5 16-10-2015
Tema
No (opcional)
Laboratório

Cortes, perfurações e feridas:


- Agulhas
- Laminas e lamelas de microscopia
- Material de vidro diverso
- Bisturis e outros objectos cortantes

Doc014/5 16-10-2015
Tema
No (opcional)
Laboratório

- Explosão de produtos inflamáveis;

- Incêndios;

- Derrames de líquidos ou sólidos;

-Exposição e contaminação por


agentes infecciosos;

Doc014/5 16-10-2015
Tema
No (opcional)
Laboratório

Como minimizar o risco de acidente?

- Utilizar sempre os equipamentos de


protecção individual.

- Cumprir rigorosamente das regras de


segurança.

Doc014/5 16-10-2015
Tema
No (opcional)
Laboratório

Doc014/5 16-10-2015
Tema
No (opcional)
Laboratório

Os EPI são dispositivos destinados a proteger


contra riscos que ponham em causa a saúde e a
integridade física de quem trabalha em laboratório.

Doc014/5 16-10-2015
Tema
No (opcional)
Laboratório

Óculos de protecção

Protege os olhos de:

-Salpicos reagente/partículas

-Exposição a lâmpadas U.V.

-Explosões

Doc014/5 16-10-2015
Tema
No (opcional)
Laboratório

Óculos de protecção

Portadores de lentes de contacto devem ter uma atenção


redobrada quanto ao uso de óculos de proteção!!!

Doc014/5 16-10-2015
Tema
No (opcional)
Laboratório

Bata de laboratório

Tem como objectivo proteger contra salpicos ou


derrames de produtos químicos, sangue, corantes
etc.

O seu uso é
obrigatório.

Doc014/5 16-10-2015
Tema
No (opcional)
Laboratório

Máscaras

Protege as vias respiratórias em trabalhos onde se


libertem gases, vapores ou poeiras prejudiciais à
saúde.

Doc014/5 16-10-2015
Tema
No (opcional)
Laboratório

Luvas

Tem como finalidade proteger as


mãos contra a ação de agentes
tóxicos, irritantes ou corrosivos,
bem como de agentes biológicos
potencialmente patogénicos.

Doc014/5 16-10-2015
Tema
No (opcional)
Laboratório

Proteção Pessoal – Tipos de Luvas

- Látex – luvas de uso geral em laboratórios, fornecem uma resistência química mínima.
- PVC – ácidos e bases não indicadas para solventes.
- PVA – Adequado para solventes aromáticos e halogenados – não para soluções aquosas.
- Nytek – Luvas de nitrilo, são resistentes a solventes.
- Butilo – fornecem proteção contra cetonas, ésteres, e outros solventes hidrocarbonados.
- Nitrilo N-DEX – resistência química principalmente a ácidos, bases, aldeídos e álcoois, e
fornecem maior resistência a rasgos e abrasivos que as luvas de PVC/vinilo ou de
polietileno.

Doc014/5 16-10-2015
Tema
No (opcional)
Laboratório

Manipulando sangue ou agentes biológicos, as


luvas devem ser rejeitadas no recipiente
apropriado.

Doc014/5 16-10-2015
Tema
No (opcional)
Laboratório

Luvas: Riscos

Trabalhar à chama com luvas


pode ter graves consequências.

Doc014/5 16-10-2015
Tema
No (opcional)
Laboratório

Máscaras

- As máscaras podem ser de proteção total (boca, nariz e olhos) ou proteção facial (boca
e nariz).
- Devem estar preparadas para se adaptarem perfeitamente à cara do utilizados.
- Devem ser cuidadosamente limpas, higienizadas, secas e guardadas em armários fora
da ação de gases contaminantes.
- Os filtros que estejam fora da duração ou que estejam saturados devem ser substituídos
por novos.
- É de considerar que uma máscara de filtro só deve ser utilizada quando se sabe que a
concentração do poluente na atmosfera não excede 2% em volume e o oxigénio do ar
tem concentração superior a 15% em volume.

Doc014/5 16-10-2015
Tema
No (opcional)
Laboratório

Deve ser do conhecimento de todos, quais os


equipamentos de emergência disponíveis nos
laboratórios, bem como a sua localização.

Doc014/5 16-10-2015
Tema
No (opcional)
Laboratório

Extintores

Para extinguir pequenos fogo

Nunca deve ser usado em pessoas

EXTINTOR DE CO2

Um por laboratório e dois no corredor

Doc014/5 16-10-2015
Tema
No (opcional)
Laboratório

Manta anti-fogo

Ideal para pequenos fogos e


roupas incendiadas.

MANTA ANTI-FOGO
Uma por laboratório

Doc014/5 16-10-2015
Tema
No (opcional)
Laboratório

Lava - olhos

Em caso de lesão ocular

provocada por salpico


de reagentes

Um por laboratório

Doc014/5 16-10-2015
Tema
No (opcional)
Laboratório

Chuveiro de emergência

Ideal para roupas incendiadas.

Neste caso nunca se deve usar


extintor.

Dois no corredor e um no LTF

Doc014/5 16-10-2015
Tema
No (opcional)
Laboratório

Kit de primeiros socorros

Destinado apenas no caso de primeiros socorros.

Doc014/5 16-10-2015
Tema
No (opcional)
Laboratório

A sua localização está devidamente


assinalada nas plantas dos laboratórios, e
nos respectivos armários.
Sempre que usado, os responsáveis do
piso devem ser notificados.

Um por laboratório
IDENTIFICAÇÃO

Doc014/5 16-10-2015
Tema
No (opcional)
Laboratório

Balde de areia

Para apagar pequenos


incêndios

Um por laboratório

Doc014/5 16-10-2015
Tema
No (opcional)
Laboratório

Telefone para emergências

Ligação directa aos vários


serviços de emergência

Dois no corredor e um no LTF

Doc014/5 16-10-2015
Tema
No (opcional)
Laboratório

Botoneira de alarme

Acciona o alarme de
emergência

Doc014/5 16-10-2015
Tema
No (opcional)
Laboratório

Sinalética

Garante a visibilidade de todos os equipamentos de


segurança distribuídos pelos laboratórios e
corredores de acesso.
O seu reconhecimento é fundamental em caso de
emergência.

Doc014/5 16-10-2015
Tema
No (opcional)
Laboratório

- A armazenagem descuidada, planeamento prévio ou qualquer tipo de controlo, convida


aos acidentes, que podem envolver não só danos materiais como também pessoais.
- Planeamento prévio dos locais de armazenagem, para que se possam assegurar
condições de segurança a todos os que aí trabalham.
- As quantidades de reagentes mantidas no laboratório devem ser reduzidas ao Mínimo
Indispensável.

Doc014/5 16-10-2015
Tema
No (opcional)
Laboratório

- Estar devidamente identificadas e em condições de segurança;


- Só terem acesso pessoas devidamente autorizadas;
- Estar devidamente iluminados e ventilados;
- Serem providos de sistema de arrefecimento de ar;
- Não ser permitido fumar nem fazer lume;
- Não ser permitido usar aquecimentos;
- As vias de evacuação estarem desimpedidas.

Doc014/5 16-10-2015
Tema
No (opcional)
Laboratório

Existirem armários de segurança para produtos químicos (ácidos – bases e


outros) segundo a Norma EN 61010-1, e de armários de segurança para o
armazenamento de produtos inflamáveis segundo a Norma DIN 12925-1.

Doc014/5 16-10-2015
Segurança no Laboratório
Tema (opcional)

A Segurança é, na sua mais ampla aceção, um conceito


substancialmente unido ao ser humano, individual ou socialmente
considerado.

Historicamente, a Segurança como sinónimo de Prevenção de


Acidentes evoluiu de uma forma crescente, englobando um número cada
vez maior de fatores e atividades, desde as primeiras ações de reparação
de danos (lesões) até um conceito mais amplo onde se buscou a
prevenção de todas as situações geradoras de efeitos indesejados para o
trabalho.

Doc014/5 16-10-2015
Segurança no Laboratório
Tema (opcional)

A prevenção de acidentes de trabalho surge, enfim, como um


imperativo de consciência face à eventualidade de danos físicos,
psíquicos e morais para a vítima, que perderia a sua capacidade de
ganho e a possibilidade de desfrutar de uma vida ativa normal.

Esta preocupação começou, todavia, por se centrar na proteção de


terceiros (vizinhança) contra riscos derivados da instalação e
funcionamento de estabelecimentos industriais.

Doc014/5 16-10-2015
Segurança no Laboratório – Enquadramento Legal
Tema (opcional)

Doc014/5 16-10-2015
Segurança no Laboratório – Enquadramento Legal
Tema (opcional)

Doc014/5 16-10-2015
Segurança no Laboratório – Enquadramento Legal
Tema (opcional)

Doc014/5 16-10-2015
Segurança no Laboratório – Enquadramento Legal
Tema (opcional)

Doc014/5 16-10-2015
Segurança no Laboratório – A Importância da Avaliação
Tema (opcional)
de Riscos

A Avaliação de riscos profissionais é a ferramenta de suporte à decisão que está


na base do processo de gestão do risco, encontrando-se a montante da definição
de medidas preventivas.

Uma adequada avaliação dos riscos profissionais constitui a base de uma efetiva
gestão em saúde e segurança no trabalho, sendo uma ferramenta fundamental
para a prevenção dos riscos profissionais e, consequentemente, para a redução
dos acidentes de trabalho, das doenças profissionais e de outras doenças
relacionadas com o trabalho.

Doc014/5 16-10-2015
Segurança no Laboratório – A Importância da Avaliação
Tema (opcional)
de Riscos

Este processo desenvolve-se em três principais vertentes: análise do risco,


avaliação do risco e gestão do risco, propriamente dita.

A avaliação de riscos deve incluir a análise da probabilidade de ocorrência de


acidentes de trabalho, relacionada com a gravidade dos mesmos (estimada com
base nas consequências possíveis) a fim de auxiliar a planificação da prevenção,
definindo prioridades.

A avaliação de riscos centra-se nas atividades de trabalho executadas pelos


trabalhadores. Assim, a avaliação de um risco específico terá necessariamente em
conta a estimativa do risco à qual o trabalhador está exposto e sua valoração

Doc014/5 16-10-2015
A Tema
Importância
(opcional) da Avaliação de Riscos

Na fase da gestão do risco a implementação de ações de controlo apropriadas


para eliminação/redução dos riscos que lhe estão associados promove a
poupança de tempo e reduz os custos em reparações, contribuindo ainda para a
diminuição do absentismo e para o aumento da produtividade e competitividade.

Doc014/5 16-10-2015
Segurança no Laboratório – Legislação REACH
Tema (opcional)

Pretende assegurar um elevado nível de proteção da saúde humana


através de :

- Substituição de substâncias ou tecnologias problemáticas por outras


substâncias ou tecnologias mais seguras.

- Disponibilização de informação sobre a toxicidade de produtos.

Doc014/5 16-10-2015
Segurança no Laboratório – Legislação REACH
Tema (opcional)

Para a sua operacionalização o Regulamento REACH apresenta vários


processos: Registo, Autorização, Avaliação e Restrições de substâncias químicas.

A possibilidade de isenção relativamente aos processos de registo, autorização e


restrição constam do Regulamento REACH.

Doc014/5 16-10-2015
Segurança no Laboratório – Legislação REACH
Tema (opcional)

- REGISTO

Consiste na submissão, de um dossiê técnico com informação relativa às


substâncias que fabricam ou importam em quantidades iguais ou superiores a
uma tonelada por ano, que contém características, propriedades físico-químicas
toxicológicas e ecotoxicológicas e, quando relevante, um relatório de segurança
química, que resume os resultados de uma avaliação de segurança química.

O relatório de segurança química só é exigido se o registante fabricar ou importar


a substância em quantidades iguais ou superiores a 10 toneladas por ano

Doc014/5 16-10-2015
Segurança no Laboratório – Legislação REACH
Tema (opcional)

- PRÉ-REGISTO
Pode aceder-se ao Pré-Registo na página eletrónica da ECHA.

- AUTORIZAÇÃO

Processo que visa assegurar que os riscos associados às substâncias de elevada


preocupação (SVHC), são devidamente controlados, ficando sujeitas a
autorização para utilização e a possíveis alternativas, introduzidas de forma
gradual.

Doc014/5 16-10-2015
Segurança no Laboratório – Legislação REACH
Tema (opcional)

- AVALIAÇÃO

Processo que visa avaliar os dossiês de registo apresentados pelas empresas,


bem como as propostas de ensaios, com vista a verificar se determinada
substância oferece risco para a saúde humana ou para o ambiente.

- RESTRIÇÕES

Quando não seja possível assegurar que os riscos para a saúde humana ou para
o ambiente devidos à utilização de uma substância estreme, incorporada numa
mistura ou artigo, estão controlados de forma adequada, poderá ficar limitado o
uso da substância ou mesmo ser proibido o fabrico, a colocação no mercado ou a
utilização da substância.

Doc014/5 16-10-2015
Segurança no Laboratório
Tema (opcional)

Doc014/5 16-10-2015
Normas de Segurança no Laboratório
Tema (opcional)

- Ter sempre presente que o laboratório é um local de trabalho sério e de risco


potencial;

- Conhecer a localização das saídas de emergências, dos extintores, da caixa de


primeiro socorros e os restantes equipamentos de proteção;

- Conservar as bancas arrumadas e limpas, o chão limpo e seco;

- Não obstruir os locais destinados à livre circulação;

- Fazer uma verificação periódica do estado de conservação das condutas e das


tubagens de todo o material existente no laboratório;

- Usar óculos de proteção, (obrigatórios para quem usa lentes de


contacto), luvas apropriadas e máscaras sempre que as situações assim o
aconselhem;

Doc014/5 16-10-2015
Normas de Segurança no Laboratório
Tema (opcional)

- Não usar lentes de contactos, pois, em caso de necessidades, elas não poderão
ser retiradas com facilidade;

- Usar sempre batas limpas e justa, de preferência de algodão, não só


para proteger a roupa mas, sobretudo, para proteger a pele;

- Usar sempre calçado fechado e o cabelo quando comprido, devidamente


Amarrado;

- Antes de se manusear qualquer substância, deve se ler atentamente o


rótulo, tomar conhecimento dos riscos possíveis e cuidados a ter na sua
utilização;

- Antes do início de qualquer trabalho laboratorial deve-se ter o cuidado de fazer


uma preparação correta, lendo os produtos e assinalando todas as precauções
a tomar;

Doc014/5 16-10-2015
Normas de Segurança no Laboratório
Tema (opcional)

- Lavar as mãos, com frequências, durante e no fim do trabalho laboratorial;

- Proteger feridas expostas e evitar o manuseamento dos aparelhos elétricos


com as mãos húmidas;

- Usar pinças ou luvas apropriadas para manuseamento de material que foi


aquecido;

- Verificar sempre se não existem solventes inflamáveis na vizinhança antes de


acender qualquer chama e reciprocamente, não utilizar solvente inflamável
sem antes confirmar a inexistência de chamas nas proximidades;

- Evitar chamas desnecessárias. Apagar o bico de Busen quando não estiver a


ser utilizado;

- Em caso de incêndio nunca deita água sobre um solvente orgânico em chama.


Apagar o fogo com a manta ou com um extintor. Não se esqueça de desligar
sempre o quadro elétrico;

Doc014/5 16-10-2015
Normas de Segurança no Laboratório
Tema (opcional)

- Nunca pipetar com a boca: usar pompetes, macro controlador de pipetas, entre
outras;

- Nunca provar ou cheirar diretamente soluções ou produtos químicos e utilizar a


“Hotte” ou capela de proteção sempre que haja produção de gases ou
vapores nocivos;

- Não comer, nem beber ou fumar no laboratório;

- Nunca realizar experiências não autorizadas;

- Colocar as tampas ou rolhas em todos os frascos e garrafas imediatamente após


o seu uso;

-Limpar de imediata qualquer quantidade de reagente derramada, especialmente


derramada, especialmente próximo de balanças ou prateleiras de reagentes;

Doc014/5 16-10-2015
Normas de Segurança no Laboratório
Tema (opcional)

- Nunca deixar um recipiente com um reagente sem rótulo ou com o rótulo


danificado. Substitua-os sempre que for necessário;

- Nunca utilizar um solvente orgânico para limpar um reagente químico que


acidentalmente tenha caído na pele. Isso pode aumentar a velocidade de
absorção através da pele;

- No final do trabalho todos os equipamentos e reagentes utilizados devem ser


devidamente arrumados;

- Verificar no final do trabalho se as torneiras de abastecimento de água e de gás


encontram-se fechadas e os aparelhos elétricos desligados;

- Todos os acidentes devem ser comunicados de imediato e ser objeto de


relatório.

Doc014/5 16-10-2015

Você também pode gostar