Você está na página 1de 25

TERMODINÂMICA

Substância Pura

Prof. Marcos Fábio de Jesus


TERMODINÂMICA
Introdução

O conhecimento do comportamento das substâncias, através de


suas propriedades, é essencial para a análise dos processos e sistemas
termodinâmicos.
TERMODINÂMICA
Introdução

É dita substância pura aquela cuja composição química é invariável


e homogênea, podendo inclusive existir em mais de uma fase, mantendo a
composição química igual em todas elas.

O AR, em alguns casos, apesar de ser uma mistura é considerado


como uma substância pura, desde que não ocorra mudança de fase.
TERMODINÂMICA
Equilíbrio de Fases Vapor-Líquido-Sólido

Mudança da Fase Líquida Para Vapor de uma Substância Pura a Pressão Constante.
TERMODINÂMICA
Equilíbrio de Fases Vapor-Líquido-Sólido

Curva de Pressão de Vapor Para uma Substância Pura
TERMODINÂMICA
Equilíbrio de Fases Vapor-Líquido-Sólido

Diagrama de Fases Para uma Substância Pura
TERMODINÂMICA
Equilíbrio de Fases Vapor-Líquido-Sólido

Líquido Saturado  Substância que existe como líquido na pressão e


temperatura de saturação. Caso a temperatura seja menor que a temperatura de
saturação para aquela pressão, o líquido é denominado Líquido Sub-Resfriado
(temperatura menor que a temperatura de saturação para uma dada pressão)
ou, caso a pressão seja maior que a pressão de saturação para aquela
temperatura, o líquido é denominado Líquido Comprimido (pressão maior que a
pressão de saturação para uma dada temperatura).
TERMODINÂMICA
Equilíbrio de Fases Vapor-Líquido-Sólido

Vapor Saturado  Substância que existe como vapor na pressão e


temperatura de saturação. Caso a temperatura seja maior que a temperatura de
saturação para aquela pressão, o vapor é denominado Vapor Superaquecido
(temperatura maior que a temperatura de saturação para uma dada pressão).
TERMODINÂMICA
Equilíbrio de Fases Vapor-Líquido-Sólido
TERMODINÂMICA
Propriedades Independentes de uma Substância Pura

O estado de uma substância pura pode ser definido por duas propriedades
intensivas independentes. Por exemplo, para um sistema constituído por água líquida
o conhecimento da pressão e da temperatura é suficiente para definir o estado
termodinâmico do sistema e conseqüentemente, as demais propriedades. O mesmo
pode ser observado para um sistema constituído por vapor D’água.

Regra das Fases de Gibbs: GL = 2 – F + N (Para sistemas não reativos)


TERMODINÂMICA
Propriedades Independentes de uma Substância Pura

Caso o sistema, constituído por água, esteja em sua temperatura e pressão


de saturação, teremos duas possibilidades. A primeira é a analisar o líquido saturado;
a segunda analisar o vapor saturado. Ambos possuem a mesma pressão e
temperatura de saturação, mas suas propriedades são bem diferentes. Assim, pode-
se concluir na condição de saturação pressão e temperatura não são independentes
entre si. Desta forma, para se fixar o estado termodinâmico do sistema em questão é
necessário o conhecimento de outra propriedade que seja independente em relação
ou a temperatura ou a pressão, como por exemplo o volume específico.
TERMODINÂMICA
Equilíbrio de Fases Vapor-Líquido-Sólido

Título (X): O Título é definido como a razão entre a massa de vapor e a


massa total do sistema. Assim, para um sistema que apresenta apenas uma única
fase tem-se que:
m
x 
vap

m to ta l

 Fase Líquida: Título igual a zero (0);


 Fase Vapor: Título igual a um (1);

Quanto o sistema apresenta a fase líquida e a fase vapor em equilíbrio o


título será maior que zero (0) e menor que um (1).
TERMODINÂMICA
Equilíbrio de Fases Vapor-Líquido-Sólido

Vtotal  Vliq  Vvap Vtotal  mliq vliq  mvap vvap

Vtotal mliq mvap


v  (1  x)vliq  xvvap  vliq  vvap
mtotal mtotal mtotal

vlv  vvap  vliq

v  vliq  xvlv
TERMODINÂMICA
Tabelas e Diagramas de Propriedades Termodinâmicas

 Tabelas de Vapor D’água;

 CATT3

 EES;
TERMODINÂMICA
Tabelas e Diagramas de Propriedades Termodinâmicas

Superfícies Termodinâmicas
TERMODINÂMICA
Tabelas e Diagramas de Propriedades Termodinâmicas

Comportamento P-V-T
TERMODINÂMICA
Tabelas e Diagramas de Propriedades Termodinâmicas

Diagrama Generalizado
TERMODINÂMICA
Exercícios

(3.9 – 6ª Edição) Um vaso contém água a 100kPa e com título igual a 10%.
Determine a fração em volume do vaso que é ocupada por vapor d’água.
TERMODINÂMICA
Exercícios

(3.10 – 6ª Edição) Construa um diagrama T – v para a água que apresente as


curvas de pressão constante referentes as pressões de 500kPa e 30MPa.
Utilize as tabelas termodinâmicas correspondentes para posicionar os
pontos das curvas.
TERMODINÂMICA
Exercícios

(3.43 – 6ª Edição) Um conjunto cilindro – pistão contém inicialmente, vapor


d’água saturado a 200kPa. Neste estado, a distância entre o pistão e o fundo
do cilindro é 0,1m. Determine esta distância se a temperatura for alterada para
200oC. Repita o problema admitindo que a temperatura final foi alterada para
100oC. Admita que o processo ocorre a pressão constante.
TERMODINÂMICA
Exercícios

(3.49 – 6ª Edição) Considere os dois tanques, A e B, e a tubulação com válvula


mostrada na figura abaixo. Os dois tanques contêm água. O volume do
tanque A é igual a 1m3 e a água armazenada neste tanque apresenta pressão
igual a 200kPa e v = 0,5m3/kg. O tanque B contém 3,5kg de água a 0,5MPa e
400oC. A válvula que liga os tanques é então aberta e espera-se até que a
condição de equilíbrio seja atingida. Determine o volume específico no estado
final do processo.

A B
TERMODINÂMICA
Exercícios

(3.64 – 6ª Edição) Um conjunto cilindro-pistão contém butano a 25ºC e


500kPa. O modelo de gás perfeito é adequado para simular o
comportamento do butano contido no conjunto cilindro-pistão?

(3.81 – 6ª Edição) Qual o erro percentual se for adotado o modelo de gás


perfeito para representar o comportamento do vapor superaquecido de
amônia a 40oC e 500kPa ? Qual será o erro percentual se for utilizado o
diagrama generalizado de compressibilidade?
TERMODINÂMICA
Exercícios

(3.101 – 6ª Edição) A figura abaixo mostra um cilindro conjunto pistão.


Inicialmente, o conjunto contém 0,1m3 de água a 5MPa e 400ºC. Se o pistão
está encostado no fundo do cilindro, a mola exerce uma força tal que é
necessária uma pressão de 200kPa para movimentar o pistão. O sistema é,
então, resfriado até que a pressão atinja 1200kPa. Calcule a massa d’água
contida no conjunto e também a temperatura e o volume específico no
estado final. Mostre o processo num diagrama p-v. Admita que a mola se
comporta de modo linear.
TERMODINÂMICA
Exercícios

(3.105 – 6ª Edição) Inicialmente, o conjunto cilindro pistão mostrado acima


contém 1 litro de água a 105ºC e com título de 0,85. O conjunto é aquecido e
o pistão se movimenta. O volume interno do conjunto é 1,5 litros no instante
em que o pistão toca a mola linear. O aquecimento continua até que a
pressão atinja 200kPa. Sabendo que o diâmetro do pistão é 150mm e que a
constante da mola é 100N/m, calcule a temperatura na água no final do
processo.
TERMODINÂMICA
Exercícios

(3.79 – 6ª Edição) Um balão murcho está conectado, através de uma válvula, a um


taque que contém o gás hélio a 2MPa e 20ºC. O volume interno do tanque é igual a
12m3. A temperatura do ambiente também é igual a 20ºC. A válvula é então aberta e o
balão é inflado a pressão constante de 100kPa (pressão ambiente) até que ele se torna
esférico com D1=1m. Acima desse tamanho, a elasticidade do material do balão é tal
que a pressão interna passa a ser dada por:
 D1  D1
p  p0  C 1   .
 D D
Esse balão é inflado vagarosamente até que o diâmetro atinja 4m. Nesta condição a
pressão interna é igual a 400kPa. Admitindo que o processo seja isotérmico,
determine a pressão interna máxima no balão durante o processo de enchimento.
Qual é a pressão no tanque quando a pressão interna no balão atinge o valor
máximo?