Você está na página 1de 3

 Explicação sobre a origem do homem,

Conhecimentos fenômenos da realidade e princípios


morais.
 Os fenômenos acontecem pela vontade
de entidades ou sobrenaturais
 Crenças e tradições

Informações circuladas dentro da sociedade,


mas que não possuem necessariamente uma
evidência cientifica.
 Especulação sobre significado da
 Conhecimento adquirido (herança existência humana
cultural)  Dispensa comprovação científica, pois
 Aquilo que passa entre gerações mão consiste em coisas materiais (ideias,
 Conhecimento intuitivo (questão de conceitos e ideologias).
sobrevivência)
 Resoluções para problemas simples do
dia-a-dia
 Dedução da ação
Psicologia Científica
 Baseado em experiências vividas, sem
comprovações. Ciência é considerado um conjunto de
conhecimentos sobre fatos ou aspectos da
O senso comum pode se apropriar de termos realidade, que é expresso por meio de uma
científicos e utilizam esses termos de maneira linguagem precisa.
inadequada e pejorativa.
Esses conhecimentos denominados como ciência
são adquiridos de maneira programada,
sistemática e controlada.
A psicologia deve ser vista como ciência humana
 Relacionado com a lógica, pensamento que estuda o próprio ser humano, o qual está em
crítico e analítico constante mudança, o qual constrói, transforma e
 Inclui experimentações e análises que é transformado.
afetam ou refutam uma teoria
 Conhecimentos obtidos de maneira
programada, sistemática e controlada
para sua comprovação
 Relacionado com a objetividade, isenta de “Ora é processo, ora é estrutura, ora
emoção para que seja válida para todos manifestação, ora relação, ora é conteúdo, ora é
 Superação do senso comum distúrbio, oraexperiência. É interno, mas com
relação com o externo. É biológico, é psíquico e é
social; é agente e éresultado; é fenômeno
humano, relacionado ao que denominamos “eu””
(Definição do artigo: “perspectiva histórica da
subjetividade: uma exigência para la Psicologia
atual”:)
Podemos definir então, que o fenômeno Gerais do psicólogo, prevê que a ele é
psicológico é algo multidimensional, sendo vedado "induzir a convicções políticas,
biológico, psíquico e social e que ele varia de filosóficas, morais ou religiosas, quando do
acordo com o contexto, podendo ser processo, exercício de suas funções profissionais".
base, estrutura, distúrbio, etc..  Item "c" do Artigo 1º determina que o
profissional preste "serviços psicológicos
em condições de trabalho eficientes, de
acordo com os princípios e técnicas
reconhecidos pela ciência, pela prática e
Subjetividade é a síntese singular e individual pela ética profissional".
que cada um de nós adquire e constitui
conforme seu desenvolvimento na vida e nas É importante ressaltar que o profissional deve
relações sociais e culturais. É uma síntese que seguir os seguintes pontos em relação ao
nos individualiza por ser única, e também nos misticismo:
iguala, na medida em que os elementos que a  Não ter preconceitos.
constituem são experienciados no campo comum  Respeitar os direitos.
social.  Compreender que se refere a busca de
O mundo social e cultural é extremamente saberes para alcançar a felicidade
importante para a construção de um mundo  Não misturar psicologia com práticas
interior. O ser atribui sentido as experiências e adivinhatórias.
utiliza delas para sua construção pessoal, a  Cabe ao profissional colocar limites ao
subjetividade é a maneira de sentir, pensar, processo terapêutico.
fantasiar, sonhar, amar e fazer de cada um.  Não alimentar expectativas de que essas
práticas irão auxiliar o paciente.
 Não é inata
 Constante mudança e evolução Acupuntura e Hipnose são práticas reconhecidas
 Define nosso modo de ser, nossas como recursos complementares e auxiliares, ou
escolhas, pensamentos, comportamentos e seja, podem ser utilizados (se forem de alguma
afins. ajuda) durante o tratamento. Exigem uma
capacitação e comprovação.

Psicologia e Misticismo Existem também as Práticas Integrativas e


Complementares em Saúde, que são recursos
usados que buscam a prevenção de doenças e
Misticismo são práticas que andam com o recuperação da saúde.
homem desde a antiguidade, em que seu
conhecimento sobre o indivíduo era de domínio
religioso e os problemas patológicos eram Práticas complementares
levados a curandeiros, xamãs, bruxos, astrólogos
ou sacerdotes de diferentes crenças.
A psicologia não pode se relacionar com
e a psicologia
processos que envolvam ideias abstratas,
espiritualistas ou fantasiosas. As práticas complementarem visam potencializar
recursos para os processos terapêuticos, mas não
 Item "e" do Artigo 2º do Código de Ética, podem substituir os processos.
que dispõe sobre Responsabilidades
PICS (Práticas integrativas e complementares)
“Compreendem um conjunto de métodos e  Aprovar regimento eleitoral
técnicas terapêuticas que ainda não possuem o
reconhecimento do Conselho Federal de
Psicologia como práticas psicológicas.

Isto é, a (o) psicóloga (o) não pode fazer uso  Ocorre a cada três anos
dessas técnicas no exercício da Psicologia, exceto  Define diretrizes de atuação para o
em caráter experimental e gratuito. Sistema Conselhos, as políticas prioritárias
para o triênio subsequente, ou seja, para a
As Resoluções nº 10 e 11 do CFP, ambas de 1997, próxima gestão dos Conselhos Regionais e
apontam, respectivamente, as diretrizes éticas do Federal.
para o seu uso como recurso terapêutico e os
caminhos para o desenvolvimento de pesquisas e
estudos científicos nessa área.”

Algumas delas são: apiterapia aromaterapia,
biodança, bioenergética, constelação familiar,  Criado em 2006
hipnoterapia, reiki, terapia de florais, yoga,  Promover a qualificação da atuação do
meditação.. profissional que atua em políticas
públicas por meio de pesquisas e da

Órgãos Responsáveis sistematização e divulgação de


informações acerca da prática
profissional da categoria nestas políticas.

– Clara Rodrigues - UAM


 Órgão consultivo em matéria de
psicologia, é o principal órgão de
psicologia no país.
 Possui a função de orientar, disciplinar e
fiscalizar a profissão
 Funciona como um tribunal superior de
ética na psicologia.
 Responsável por elaborar e aprovar o
código de ética do psicólogo.

 Criada em 19996, realizada pelo menos 2X


ao ano.
 Aprovar o regimento interno e o
orçamento do CFP
 Fixar parâmetros para cobrança de
anuidades