Você está na página 1de 4

Campus Campo Grande – RJ

TEORIA DA EMPRESA E SOCIEDADES – TURMA – 3009 - 1

Preenchido pelo Aluno


Nome Matrícula:
Bruno Souza da Cunha 2021801021422

Assinatura Data
06/10/2021

Preenchido pelo Professor


Disciplina Curso Período Professor(a)
CCJ0235 Direito 2021.2 Ana Esch
Nota Nota por extenso Visto Nota revista Nota por Visto Professor (a)
Professor extenso
(a)
AV1 (X) AV2 ( ) AV3 ( )
INSTRUÇÕES – ATENÇÃO – IMPORTANTE
1. A prova será constituída de 8 questões – sendo 6 questões objetivas e 2 discursivas (1
relacionada a doutrina e outra de caso concreto).
2. Cada questão irá valer 1,0 ponto perfazendo o total de 8 pontos.
Boa prova!

QUESTÕES OBJETIVAS – Valendo 1,0 ponto cada questão


1. É correto afirmar sobre o direito de empresa:
A) Somente por meio de administrador com poderes especiais a sociedade adquire direitos,
obrigações e procede judicialmente.
B) Os bens particulares do sócio respondem, integral e solidariamente, pelas dívidas da
sociedade.
C) O lucro da sociedade não poderá ser objeto de execução por dívida do credor particular
de sócio.
D) Os herdeiros do cônjuge de sócio podem exigir, desde o falecimento, a parte que lhes
couber na quota social.
E) O sócio, admitido em sociedade já constituída, não se exime das dívidas sociais
anteriores a sua admissão.

2. Com relação a essa situação hipotética, julgue o item a seguir.


É cabível a aplicação.6
c da teoria da desconsideração da personalidade jurídica a fim de que o patrimônio pessoal
dos sócios seja alcançado para responder pelas dívidas da floricultura.
( ) Certo

1
( x ) Errado – Pois só se desconsidera a personalidade jurídica quando se caracteriza o
desvio de finalidade e ou confusão patrimonial, de acordo com o art. 50 do CC/02.

3. Com base nas normas aplicáveis às sociedades contratuais, é INCORRETO afirmar que:
A) A incapacidade superveniente é causa de exclusão de sócio, impondo-se a propositura
de ação judicial caso a maioria dos demais sócios assim delibere.
B) Não haverá mudança de nacionalidade de sociedade brasileira sem o consentimento
unânime dos sócios.
C) Admite-se aos cônjuges contratar sociedade, desde que casados pelo regime de
separação absoluta de bens, comunhão parcial e participação final nos aquestos.
D) O menor, absoluta ou relativamente incapaz, pode ser sócio, desde que não tenha poder
de administração.

4. No que se refere ao registro de empresas, assinale a alternativa correta, de acordo com a


legislação vigente.
A) O Registro Público de Empresas Mercantis e Atividades Afins será exercido em todo o
território nacional, de forma sistêmica, dando eficácia aos atos jurídicos das empresas
mercantis e atribuindo-lhes um Número de Identificação do Registro de Empresas (NIRE).

B) Não podem ser arquivados os atos constitutivos de empresas mercantis que não
designarem o respectivo capital, bem como a declaração precisa de seu objeto, cuja
indicação no nome empresarial é obrigatória.

C) Em nenhuma hipótese alterações contratuais sem deliberação unânime do capital social


podem ser arquivadas, com vistas à proteção das participações minoritárias.

D) A junta não dará andamento a qualquer documento de alteração de firmas individuais ou


de sociedades, sem que dos respectivos requerimentos e instrumentos conste o Número de
Identificação de Registro de Empresas (NIRE).

E) O registro dos atos constitutivos e de suas alterações e extinções ocorrerá


independentemente de autorização governamental prévia.

5. À luz da legislação aplicável ao caso, julgue o item a seguir, a respeito dessa situação
hipotética e de aspectos a ela relacionados.

O registro da atividade empresarial na junta comercial representa autorização estatal para a


constituição da empresa e a formação da pessoa jurídica.

( ) Certo
( x ) Errado – De acordo com o art. 967 do CC/02 é obrigatório o registro, porém de acordo
com o art. 170, parágrafo único da CRFB/88, É assegurado a todos o livre exercício de
qualquer atividade econômica, independentemente de autorização de órgãos públicos, salvo
nos casos previstos em lei, então o fato de não ter registrado a empresa não significa que o
mesmo não poderá exercer a as função, só significa que o mesmo estará irregular, pois

2
como vimos na constituição, independente de autorização de órgãos públicos, desde que
não vedada por lei, qualquer empresa pode realizar a sua atividade econômica.

6. À luz da legislação aplicável ao caso, julgue o item a seguir, a respeito dessa situação
hipotética e de aspectos a ela relacionados.

Conclui-se que os documentos relativos à constituição da referida sociedade foram objeto de


matrícula no Registro Público de Empresas Mercantis e que os livros empresariais devem
ser submetidos à autenticação como requisito extrínseco de regularidade na escrituração.

( ) Certo
( x ) Errado – De acordo com a lei 8.934 de 1994, que dispõe sobre o registro público de
empresas mercantis e atividades afins, dispõe em seu art. 32, inciso II, que no caso em tela
se trata de um arquivamento e não de uma matricula.

7. Disserte um dos temas estudados entre as aulas 01 e 05, fundamentando a sua escolha
pelo tema, mínimo de 10 linhas, arial fonte 12.
Aqui irei tratar dos tipos de sociedades empresariais, em especial a Microempresa (ME) e a
Empresa de pequeno porte (EPP), pois tratam de empresas que são citadas na constituição
federal e no código civil brasileiro.
Vejamos; no art. 170 inciso IX da CRFB/88, e no ar. 970 do CC/02, trazem uma atenção
especial para estes empresários, pois são alavancadores da economia, porém por muitas
vezes, limitados na hora de desburocratizar, legalizar, regulamentar a sua empresa, assim
pensando nestes empresários, foi se criado um meio onde se reduz a carga tributária, e
facilita a regulamentação e registro nos órgãos competentes.
De acordo com os slides de aula, em seu slide 76 “A micro e a pequena empresa podem ser:
empresário individual, sociedade empresária, empresa individual de responsabilidade limitada (EIRELI) ou
sociedade simples (LC n. 123/2006, art. 3º, caput)”, Desta forma, o empresário poderá escolher qual
será a melhor forma a reger o seu empreendimento, porém com benefícios de uma ME ou
EPP, tais como o simples nacional, criado pela lei complementar nº 123/2006, que unifica o
sistema de arrecadação, deixando tudo mais simples para o empresário.
E por último, mas não menos importante, é que temos sempre que observar o faturamento
da empresa, que determina a regra para o enquadramento tributário e fiscal, para que não
seja desenquadrado como ME ou EPP, então observe sempre, que o faturamento de uma
ME tem que ser até R$ 360 mil/ano e a EPP o faturamento não poderá ultrapassar o um
importe de R$ 4,8 milhões/ano.
Posso concluir que são as formações empresariais mais vantajosas, a meu ver, no
momento, são as EPPs e as MEs.

8. O Código Civil prevê, expressamente, no seu artigo 50, a teoria da desconsideração da


personalidade jurídica (disregard doctrine). Sobre esta teoria é correto afirmar qual a
aplicabilidade dela no Direito Empresarial? Fundamente sua resposta.
De acordo com o art. 50 do CC/02, a desconsideração da personalidade jurídica se dá
quando se há confusão patrimonial e ou desvio de finalidade. Entende-se como desvio de
finalidade quando se utiliza a pessoa jurídica para lesar credores e ou cometer atos ilícitos e
a confusão patrimonial se entende quando não a separação de fato entre o patrimônio
empresarial e pessoal.

3
Agora, após expressamente elencados os itens da desconsideração da personalidade
jurídica, posso afirmar que a aplicabilidade no direito empresarial é para que não seja
utilizada a empresa para meios torpes e vedados por lei, o administrador, empresário que
conduzirem a sua empresa de forma coesa, e dentro da legislação, dificilmente terão os
seus bens pessoais atingidos pela a inadimplência de sua empresa.

Você também pode gostar