Você está na página 1de 8

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO

ESPÍRITO SANTO

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM REDES DE COMPUTADORES

Comunicação de Dados

DIEGO TESCH GRAMELICH

LÚCIO PELIÇÃO DIAS

COLATINA

2011
Claude Elwood Shannon
1. Onde Nasceu

Claude Elwood Shannon Nasceu na cidade de Gaylord no Estado de


Michigan nos Estados Unidos, no dia 30 de abril de 1916, filho do Juiz da
cidade de Gaylord com o mesmo nome e sua mãe Wolf Mabel, Apesar de
nunca ter trabalhado no campo da matemática, Shannon ser matematicamente
precoce. Shannon recebeu o incentivo científico de seu avô, que era um
inventor e um fazendeiro cujas invenções incluem a máquina de lavar e
máquinas agrícolas.

2. Sua Formação

Shannon sempre demonstrou afinidade para a engenharia e


matemática, e graduou-se na Universidade de Michigan com graus em
engenharia elétrica e matemática no ano de 1936. Embora não tenha sido
Excepcional em matemática, ele então foi para o Instituto de Tecnologia de
Massachusetts onde obteve um mestrado em engenharia elétrica e seu Ph. D.
em Matemática no ano de 1940. Shannon estudou o funcionamento dos
circuitos do analisador de relé como sua tese de mestrado, por sugestão de
Vannevar Bush, sua tese de doutorado foi sobre a genética da população.

Durante sua estada no Instituto de Tecnologia de Massachusetts,


Shannon também trabalhou no analisador diferencial, um tipo antigo de
computador mecânico desenvolvido por Vannevar Bush, o mesmo era utilizado
para a obtenção de soluções numéricas para ordinárias equações diferenciais.

3. Prêmios Obtidos

Dr. Shannon possui títulos honoríficos de mais de uma dúzia de


Universidades. Ele é um membro Fellow do Institute of Eletrical and Electrinics
Engineers, da American Academy of Arts and Science, da National Academy of
Sciences e da American Mathematical Society. Dentre a longa lista de prêmios
destacam-se os de Alfred Nobel do Instituto Americano de Engenheiros
American Award em 1940, a Medalha Nacional de Ciência em 1966, a Medalha
de ouro da Sociedade de Engenharia no ano de 1985, e o Prêmio Kyoto
também em 1985, foi também premiado com o Marconi Lifetime Achievemente
Award pelo Guglielmo Marconi International Fellowship Fundation no ano 2000,
sendo o primeiro a receber este premio especial pela organização, conhecida
pelo seu anual Prêmio Fellowship.

Os prêmios e títulos mais importantes de Dr. Claude Elwood Shannon


são:

• The National Medal of Science

• The Medal of Honor of the IEEE

• The Harvey prize

• The Mervin J. Kelly Award

• The Morris Liebmann Memorial Award

• The Stuart Balantine Medal (of the Franklin Institute)

• The Jacquard Award

• The Harold Pender Award

• The research Coorporation of Rice University

• John Fritz Medal

• Golden plate Award

• Kyoto prize – Premio de Kyoto.

4. A relação de Shannon com a Teoria Matemática da


Comunicação

No ano de 1948 Shannon publicou a Teoria Matemática da


Comunicação no Bell System Technical Journal, este mesmo artigo fundou o
tema da teria da informação e propôs um esquema modelo linear de um
sistema de comunicações. Shannon abriu uma área inédita na matemática.
Esta área surgiu essencialmente completa, com as definições e conceitos
básicos formulados, com os teoremas e resultados fundamentais já
estabelecidos e espantosamente sem precedentes visíveis na literatura
existente na época. Raramente isso acontece, pois os avanços da ciência,
mesmo que geniais, podem habitualmente se referir a problemas há muito
discutido ou a teorias em gestação. Shannon desenvolve a teoria da
informação e transmissão de sinais digitais, baseados em seqüências de zeros
e uns.

Shannon considerou uma fonte de informação que gera palavras


compostas por um numero finito de símbolos. Estes são transmitidos através
de um canal, com cada símbolo passando por um tempo finito no canal. O
problema envolveu estatísticas com o pressuposto de que, se x n é o n º
símbolo produzido pela fonte do processo x n, então este é um processo
estocástico estacionário. Ele apresentou um método para analisar uma
seqüência de termos de erros em um sinal para encontrar suas variedades
inerentes. Em sua teoria matemática da comunicação foi introduzida pela
primeira vez a palavra bit.

Com o conceito de entropia pode-se definir a quantidade de informação


transmitida e os limites ótimos de compressão dessa informação. Em 1948,
quando Shannon anunciou a sua nova teoria matemática, o cabo elétrico de
"banda mais larga" então existente podia transmitir 1800 conversas telefônicas
simultâneas. 25 anos mais tarde, um cabo telefônico podia transmitir 230 mil
conversas simultâneas. Hoje, uma nova fibra ótica da Lucent (Bell Labs), com a
espessura de um cabelo humano, pode comportar 6,4 milhões de conversas.
No entanto, mesmo com esta largura de banda, os limites teóricos de
capacidade de canal determinados por Shannon estão muito além dos
praticados.

Embora seja muito técnica, a fórmula de Shannon é derivada de decidir


a capacidade do canal, considerando a largura de banda e da relação sinal /
ruído do canal. Podemos calcular o número de bits que são transmitidos por
segundo, sem um erro no canal de largura de banda W.

C W = log 2 (1 + ) Bits por segundo

C =W log 2 (1 +s) de Bits por segundo

Um exemplo numérico: o caso das linhas telefônicas analógicas são


construídas para passar voz humana, freqüência de ate 3400 hertz.
Conseqüentemente:

Para uma relação sinal/ruído s = 100 temos:

C = 3400 log2 (1+100) = 22600 bits/seg.

Para uma relação sinal/ruído s=1000 temos:

C =3400 log2 (1+100) = 33900 bits/seg.

Usando os conceitos da Teoria da Informação de Shannon e


conhecendo a capacidade do canal, pode-se melhorar a transferência de um
sinal e filtrar o ruído, alcançando uma confiabilidade maior. Shannon
demonstrou que, numa transmissão em que os erros acontecem com
determinada probabilidade, pode-se diminuir a probabilidade de erro até ao
ponto desejado, introduzindo redundância na informação.

5. Locais onde Trabalhou

Após se formar no Instituto de Tecnologia de Massachusetts, Shannon


passou um ano como bolsista no Instituto de Estudos Avançados da
Universidade de Princeton, onde trabalhou com o físico e matemático Hermann
Weyl. No ano de 1941, Shannon se juntou a Bell Telephone Laboratories, onde
se tornou membro de um grupo de cientistas encarregados de desenvolvimento
de métodos mais eficientes de transmitir a informação e a melhorar a
confiabilidade de telefonia de longa distância e de linhas telegráficas, onde
passou cerca de 15 anos. Retornando ao instituto de Tecnologia de
Massachusets como Professor de Emérito de Ciências.
6. Curiosidades

Claude Shannon tinha como passatempos andar de monociclo e


construir máquinas aparentemente inúteis. Construiu várias maquinas de jogar
xadrez, um autômato que procurava a saída num labirinto e aquela a que
chamou de “máquina final”. Nela via-se apenas um interruptor. Ligando-o, o
aparelho emitia um som zangado e dele emergia uma Mão mecânica que
desligava o interruptor, terminando com a brincadeira.

Os alunos de Shannon se lembram dele como sendo um espírito


matemático por excelência. No quadro negro escrevia poucas fórmulas e falava
muito. Shannon preocupava-se com os conceitos e simplificava ao máximo a
simbologia. Onde outros professores usariam símbolos e mais símbolos,
índices e mais índices, Shannon colocava duas ou três letras e incentivava os
alunos a perceber as relações matemáticas que essas letras traduziam.

Segundo John Horgan, que o entrevistou para o Scientific American,


disse que o matemático não conseguia fica parado, e que quando lhe
perguntou como tinha criado a teoria da informação, Shannon lhe respondeu:
“Não quer ver as minhas maquinas antes?”. Era como um espírito irrequieto,
como ele mesmo dia “Apenas gosto de ver como as coisas funcionam”.

7. Principais trabalhos desenvolvidos, Áreas de Estudo e


Trabalho.

Shannon provou os principais resultados e estabeleceu os limites que


se pode esperar sobre codificação de fontes, Codificação d canal e
Criptografia. Estabeleceu a moderna teoria das comunicações, e criou um novo
ramo da Matemática. Em um artigo de 1948 ele apresentou uma prova para o
Teorema da Amostragem, base para os Conversores A/D e D/A. Shannon foi
também um pioneiro no uso de Álgebra Booleana aplicada em Engenharia
Elétrica, isto é, com sua Tese de Mestrado pode ser considerado o criador da
Eletrônica Digital. Sua Tese de PhD abordou aspectos Matemáticos de
transmissão Genética, sendo um dos pioneiros em Engenharia Genética.
Shannon teve ainda várias contribuições relevantes e pioneiras em assuntos
como Inteligência Artificial, Cibernética e outros assuntos.
8. Outros Assuntos relacionados ao Shannon

Concluído o mestrado, Vannevar Bush sugeriu-lhe que continuasse os


estudos no departamento de matemática do MIT. Percebeu então que a
genética era um ramo científico com grande potencial de tratamento
matemático. Sempre interessado nas aplicações, concluiu uma tese de
doutoramento sobre Uma Álgebra da Genética Teórica. Apesar da sua notória
dificuldade com línguas estrangeiras, exigidas para a graduação, Shannon
consegue seus graus de mestre em Engenharia Eletrotécnica e de doutor em
Matemática em 1940.

Terminados os estudos, Dr. Shannon foi trabalhar para o Instituto de


Estudos Avançados de Princeton com o matemático Hermann Weyl (1885-
1955). Passou depois para o Bell Labs, em Nova Jersey, onde trabalhavam
muitos cientistas extraordinários, como John Pierce, um dos criadores da
comunicação por satélite, Harry Nyquist, pioneiro do tratamento de sinais, e os
inventores do transistor, Brattain, Bardeen e Shockley. Trabalhou em várias
áreas: sistemas automáticos de defesa aérea, sensores ópticos, criptografia e,
acima de tudo, teoria da informação.
9. Referências

http://www2.ee.ufpe.br/codec/ClaudeElwoodShannon.html

Acessado 10/04/2011 às 09h25min

http://www.apprendre-math.info/portugal/historyDetail.htm?id=Shannon

Acessado 10/04/2011 às 10h32min

http://www.numaboa.com/criptografia/historia/553-shannon

Acessado 10/04/2011 às 12h11min

http://brunoluizpaiva.blogspot.com/2009/03/claude-elwood-shannon-o-pai-do-
bit.html

Acessado 10/04/2011 às 13h12min

http://scienceworld.wolfram.com/biography/Shannon.html

Acessado 10/04/2011 às 13h37min

http://www-groups.dcs.st-and.ac.uk/~history/Biographies/Shannon.html

Acessado 104/2011 às 14h02min