Você está na página 1de 3

CONTABILIDADE SOCIETÁRIA

Discente: Carina Lopes Gama


Matrícula: 203000866
Docente: Rogério Cirilo

Setembro – 2021
Ilhéus - Bahia
Questão:
Na Unidade III, tratamos as provisões e as contingências passivas, seus
conceitos e relacionamentos. Na Unidade IV, foram tratados os conceitos de
insubsistências e as superveniências ativas e passivas. Baseado no que foi visto,
estabeleça relações conceituais, bem como as diferenças entre provisões,
contingências, insubsistências e superveniências e, a seguir, responda: os
modelos de gestão são capazes de articular esses elementos de forma a evitar
ou minimizar os impactos causados pelos fatos inesperados ou fortuitos?

Primeiro vamos aos conceitos: Contingência se trata de uma situação na qual o


resultado, seja ele favorável ou desfavorável, é dependente de eventos incertos
vindouros. Quando se trata de contabilidade, a contingência é restringida às
situações que existem até à data de demonstrações e informações contábeis,
cuja consequência financeira será determinado por eventos vindouros que
podem acontecer ou não. Já a provisão busca cobrir gastos já confirmados ou
que possuem grande chance de acontecer com valor e prazo ainda não
determinados.
A insubsistência é caracterizada pelo desaparecimento de algo. Na
contabilidade, de ativos ou passivos. No caso de desaparecimento de ativos
existirão insubsistências passivas (uma conta de despesa). Já no caso de
desaparecimento de dívidas, uma conta de receita.
Por fim, as superveniências são os surgimentos de ativos ou passivos. No caso
de surgirem ativos, existirão superveniências ativas, representando uma conta
de receita. No caso de surgimento de passivos ocasionais, existirão
superveniências passivas, representando uma conta de despesa.
Pode-se afirmar que os modelos de gestão dos riscos ajudam na prevenção dos
fatores de risco ou ameaças à empresa, visto que a mesma consiste em uma
série de processos e atividades especificas que tem o objetivo de ajustar falhas
e evitar o comprometimento da organização (além de gerar valor para a
empresa). Esse tipo de gerenciamento lida com a identificação de oportunidades
que valorizem o negócio como um todo, trazendo para a empresa uma imagem
de maior transparência.
A gestão de riscos constitui-se em criar estratégias que tragam equilíbrio entre
os objetivos a serem cumpridos e os perigos que os ameaçam, protegendo a
empresa de possíveis perdas financeiras.
Referências:
ROSA, Luciano. Contabilidade Receita Federal: Contas que a ESAF adora!
Publicado em 23/03/2018. Disponível em<
https://www.estrategiaconcursos.com.br/blog/contabilidade-receita-federal>.
Acesso em: 05/09/2021.
KUCERA, Marcos Vinícius. Contabilidade Societária, Rio de Janeiro: UVA, 2017.

Você também pode gostar