Você está na página 1de 4

1.

A identificação simbólica que existe na cultura esportiva pode ser um fator


determinante nas ações potencialmente agressivas dos espectadores e torcedores de
futebol. Essa identificação em indivíduos que não têm uma identidade própria pode
levá-los a não perceber os limites entre a sua vida e a sua equipe, ou entre a sua vida e
a vida de um ídolo (jogador), e, dessa forma, passar a viver suas emoções basicamente
por meio de acontecimentos esportivos, do sucesso e da derrota de seu clube
predileto. Alguns dos torcedores organizados dedicam a vida à sua torcida. Vivem para
ela e, por ela, chegam a perder qualquer outra referência, pois é essa experiência
compensatória que lhes dá identidade. A probabilidade de um indivíduo se tornar um
torcedor fanático está diretamente relacionada com a construção da sua identidade.
Por isso, é imprescindível o desenvolvimento de relações e valores próprios que o
ajudarão a delinear o limite entre ele e a sua equipe, ou entre ele e um jogador de
futebol.
REIS, H. H. B. Futebol e violência. Campinas: Armazém do Ipê;

Autores Associados, 2006 (adaptado).

Partindo da discussão sobre as relações entre o torcedor e seu clube, observa-se que o
fanatismo futebolístico

A. Deriva da falta de referências para a construção de valores morais em crise na


sociedade.
B. Está relacionado à fragilidade indenitária, o que dificulta a dissociação entre sua vida e
a de seu clube ou ídolo.
C. Perde sustentação naqueles torcedores organizados que não conseguem separar as
esferas pública e privada.
D. Decorre do estabelecimento de uma identidade própria do indivíduo, forjada pela
tutela do clube e de seus ídolos.
E. É restrito às torcidas jovens, que corrompem a identidade individual de seus
torcedores em favor da identidade coletiva.

2. Não há dúvidas de que a violência no esporte advém de uma face da sociedade que
engloba a violência no cotidiano. O esporte que, teoricamente, deveria sublimar a
violência, passou a ser a própria forma de manifestação desse fenômeno.
Infelizmente, tem sido cada vez mais frequente a violência no esporte. Seja em qual
modalidade for, seja em que país for, o esporte tem ocupado um lugar de destaque
nos noticiários há muito tempo, muitas vezes, pelos motivos errados, violência e
agressividade, sejam elas pelos próprios esportistas, sejam pelos torcedores, sejam
pelos policiais ou autoridades que tentam acalmar os ânimos dos dois lados.

E a violência no esporte vai muito além dos estádios, ginásios ou arenas esportivas, elas
começam antes, nas ruas, nos bares, no trânsito, na internet. A violência no esporte existe em
todas as formas, seja violência verbal ou física. O Bullying no esporte tomou proporções
enormes, principalmente com o advento da internet, na qual manifestar-se contra ou a favor
de um determinado time é jogar-se aos leões. Sem falar no vandalismo que se aplica à quase
todas as situações de violência no esporte. [...]

No entanto, algumas providências já foram adotadas, como por exemplo o cadastramento de


torcedores, o incentivo da presença das famílias nos torneios, a proibição de identificação de
torcidas uniformizadas. São medidas enérgicas e responsáveis que podem ajudar o esporte a
livrar-se da violência.
FONTE: http://obviousmag.org/archives/2014/01/causas_e_consequencias_da_violencia_no_esporte.html#ixzz5TIXEdqC

Responda:

A. Cite medidas que já foram adotadas para evitar as violências nos estádios:

3. Observe a imagem abaixo:

Responda:

a. Escreva um pequeno texto expressando sua opinião pessoal sobre os episódios de


violências nos estádios.
b. Como você acha que poderiam ser evitados esses episódios de violências nos estádios?
4. Observe a charge abaixo.

Sobre a violência nos estádios, o autor da charge mostra a seguinte posição:

a. Mostra a violência como natural nos estádios.


b. Apoia a violência como parte do esporte.
c. Condena a violência nos jogos.
d. Demonstra compreensão pela violência.
e. Sente pena da bola.

5. O que significa fanatismo esportivo?


6. O que significa esporte espetáculo?
7. Defina e exemplifique:
a. Esporte coletivo:
b. Quando tem interação ao oponente:
c. Quando não tem interação ao oponente
8. Os esportes podem ser classificados levando em consideração critérios como a
quantidade de competidores e a interação com o adversário. Os chamados Esportes
individuais em interação com o oponente são aqueles em que os atletas se enfrentam
diretamente, tentando alcançar os objetivos do jogo e evitando, concomitantemente,
que o adversário o faça, porém sem a colaboração de um companheiro de equipe. Os
Esportes coletivos em interação com o oponente são aqueles nos quais os atletas,
colaborando com seus companheiros de equipe, de forma combinada, enfrentam-se
diretamente com a equipe adversária, tentando atingir os objetivos do jogo, evitando,
ao mesmo tempo, que os adversários o façam.
GONZALEZ, F.J. Sistema de classificação de esportes com base nos critérios: cooperação, interação com o adversário, ambiente,
desempenho comparado e objetivos táticos da ação. EFDeportes, n. 71, abr. 2004.

São exemplos de “esportes individuais em interação com o oponente” e “esportes coletivos


em interação com o oponente”, respectivamente,

a. Judô e futebol americano.


b. Lançamento de disco e polo aquático.
c. Remo e futebol.
d. Badminton e nado sincronizado.
e. Salto em distância e basquetebol.
9. O esporte pode ser conceituado como uma atividade ou prática competitiva,
institucionalizada, que envolve esforço físico vigoroso ou o uso de habilidades motoras
relativamente complexas, por indivíduos cuja participação é motivada pela combinação de
fatores intrínsecos e extrínsecos. Entre os diversos critérios para classificação dos esportes,
situam-se se a prática individual e coletiva se existe ou não relação com companheiros e se
existe ou não interação direta com o adversário. Desta forma, analise as afirmações acerca da
classificação dos esportes:

I. Esportes individuais em que não há interação com o oponente: são atividades que requerem
a colaboração de dois ou mais atletas, mas que não implicam a interferência do adversário na
atuação motora. É exemplo de esporte nesta classificação a Natação.

II. Esportes coletivos em que não há interação com o oponente: são atividades motoras em
que a atuação do sujeito não é condicionada diretamente pela necessidade de colaboração do
colega nem pela ação direta do oponente. É exemplo de esporte nesta classificação o Ginástica
rítmica desportiva coletiva.

III. Esportes individuais em que há interação com o oponente: são aqueles em que os sujeitos
se enfrentam diretamente, tentando em cada ato alcançar os objetivos do jogo evitando
concomitantemente que o adversário o faça, porém sem a colaboração de um companheiro. É
exemplo de esporte nesta classificação o Tênis.

IV. Esportes coletivos em que há interação com o oponente: são atividades nas quais os
sujeitos, colaborando com seus companheiros de equipe de forma combinada, se enfrentam
diretamente com a equipe adversária, tentando em cada ato atingir os objetivos do jogo,
evitando ao mesmo tempo que os adversários o façam. É exemplo de esporte nesta
classificação o Futebol.

De acordo com Ramirez (2007) estão corretas as afirmativas:

Somente I e II

Somente I e III

Somente II e III

Somente III e IV

Somente II e IV

Você também pode gostar