Você está na página 1de 49

Revista da ASBRAP nº 17 159

GENEALOGIA DA FAMÍLIA “BATISTA” DE MARIA DA FÉ


E CRISTINA NO SUL DE MINAS

José Elias Braga Vilas Boas

Resumo: Descrição da genealogia de João Batista da Silva, revendo sua ascendên-


cia em Portugal, a formação de seu grupo familiar em Jacareí e a descendência
deixada por seus filhos que se fixaram no Sul de Minas Gerais, em especial nas
cidades de Maria da Fé e Cristina, constituindo os troncos da família “Batista”
daquela região.

Abstract: Description of the genealogy of João Batista da Silva, reviewing his an-
cestry in Portugal, the formation of his family group in Jacarei and offspring left by
his sons who settled in the Southern Minas Gerais, specially in the cities of Maria da
Fé and Cristina, constituting the trunks of the family “Batista” from that region.

Raízes em Portugal
Iniciamos a descrição da ascendência portuguesa de João Batista da Sil-
va, que se casando em Jacareí, deixou filhos que se fixaram no Sul de Minas.

§ 1º
I- ALEXANDRE DA SILVA, nascido por volta de 1708, natural da Fre-
guesia de Santa Maria do Rosém, Marco dos Canavezes, Arcebispado do
Porto, Portugal era filho de Thomé do Couto e de Bernarda da Silva, mo-
radores na referida Freguesia do Rosém. Na Freguesia de São João do
Souto, Arcebispado de Braga, em 12-DEZ-1731, C.c. ISABEL DA
ROCHA, natural desta mesma freguesia, nascida em 30-OUT-1715, filha
de Thomé Gonçalves, já falecido em 1731, e de Luiza da Rocha, morado-
res nos Chãos de Baixo, da mesma Freguesia.
Thomé Gonçalves e Luiza da Rocha casaram-se na Freguesia de
São João do Souto, em 04-SET-1709. Ele era filho de Antônio Gonçalves
e Ana Fernandes, já falecida em 1709, da Freguesia de Fonte Arcada,
Concelho de Lanhoso, Arcebispado de Braga, onde estes se casaram em
160 Genealogia da família “Batista” de Maria da Fé e Cristina no Sul de Minas

13-AGO-1672; ela era filha de Ventura da Rocha e de Maria Francisca, já


falecidos em 1709, naturais da Freguesia da Santa Sé, da mesma cidade de
Braga.
Filhos de Alexandre da Silva e Isabel da Rocha, ambos naturais da
Freguesia de São João do Souto, nascidos na Rua de São Marcos:
1 (II)- THEREZA MARIA, nascida em 11-ABR-1735.
2 (II)- JOÃO BATISTA DA SILVA, que segue.
3 (II)- ANTÔNIA DA APRESENTAÇÃO, nascida em 29-ABR-1740.
Na mesma Freguesia de São João do Souto, em 9-AGO-1761,
C.c. BENTO JOSÉ TEIXEIRA, natural da Freguesia de Sé, filho
de Alexandre de Oliveira e Maria Thereza.
4 (II)- LUIZ ANTÔNIO, nascido em 26-AGO-1742.
5 (II)- AGOSTINHO LUIZ, nascido em 28-AGO-1743.
6 (II)- ANTÔNIO JOSÉ, gêmeo de Gaspar, nascido em 29-DEZ-1745.
7 (II)- GASPAR, gêmeo do precedente, nascido na mesma data.

Igreja de São João do Souto, Braga, Braga, Portugal.

Raízes no Vale do Paraíba


II- JOÃO BATISTA DA SILVA, natural da Freguesia de São João do Souto,
Arcebispado de Braga, Portugal, bat. em 13-OUT-1737 com 4 dias. Na
Matriz de Nossa da Senhora da Conceição de Jacareí-SP, em 15-SET-
1767, C.c. MARIA JOSÉ DE JESUS, natural da Vila de Mogi das Cruzes-
SP, nascida por volta de 1745, filha de Diogo de Araújo Ferraz, natural da
mesma vila e Antônia da Silva Reis, natural de Jacareí (SL 6º, 91); n.p. de
Diogo de Araújo Ferraz, natural também de Mogi das Cruzes e Joana Ri-
Revista da ASBRAP nº 17 161

beira, natural de Jacareí-SP; n.m. de Gaspar Reis Pedroso, natural de Tau-


baté-SP e de Isabel da Silva, natural da supracitada Jacareí-SP. Relação
dos filhos do casal, todos naturais de Jacareí:
1 (III)- JOÃO BATISTA DA SILVA, que segue no § 2º
2 (III)- DIOGO BATISTA DA SILVA, que segue.
3 (III)- ALEXANDRE BATISTA DA SILVA, que segue no § 16º.
4 (III)- LINA MARIA DE JESUS, nascida em 1773, aparece última vez
com 6 anos no recenseamento de 1782, já não sendo mais citada
em 1791, podendo estar casada ou já falecida nesta última data.
5 (III)- DANIEL BATISTA DA SILVA, nascido em 1775, citado última
vez no recenseamento de 1791 com 18 anos, como único filho
em companhia da mãe Maria José de Jesus. Não sabemos se con-
traiu matrimônio nem se teve posteridade.
6 (III)- MARIA MADALENA, com 8 meses no recenseamento em
1781, mas já falecida em 1782.
Conforme informações obtidas no livro de Luiz Barcelos de Tole-
do, sobre a história de Cristina, confirmadas por depoimentos orais, estes
três irmãos naturais de Jacareí devem ter cometido algum crime grave e
para fugir das penalidades acabaram migrando para a região de Itajubá-
MG (na época Delfim Moreira-MG) e Cristina-MG (na época pertencente
a Pouso Alto-MG), onde contraíram matrimônio e constituíram famílias.
João e Alexandre deixaram grande descendência, sendo os troncos da fa-
mília “Batista da Silva” das cidades sul mineiras de Cristina, Maria da Fé e
região. Nada mais sabemos sobre a posteridade de Diogo Batista da Silva
além dos batizados de suas duas filhas.

Troncos no Sul de Minas


III- DIOGO BATISTA DA SILVA, bat. em 8-AGO-1770. Na Matriz de Nos-
sa Senhora da Soledade de Itajubá, em 27-MAIO-1805, C.c. MARIA
JOAQUINA DE SÃO JOSÉ, nat. de Itajubá, nascida em 1788, filha de Jo-
sé da Costa Miranda, nat. de Pouso Alto e Rosa Maria de Santana, nat. de
Santa Ana do Sapucaí (hoje Silvianópolis-MG); n.p. de José da Costa Mi-
randa e de Josefa Maria da Silva; n.m. de Antônio Rodrigues de Sá, natu-
ral da Freguesia de Santa Marta de Bornes, Bispado de Miranda, Portugal
e de Helena Severina da Silva, natural de Santo Antônio do Rio das Ve-
lhas Acima, Comarca de Sabará-MG. Rosa Maria de Santa Ana era irmã
de Maria da Fé de São Bernardo. Só localizamos duas filhas do casal Dio-
go e Maria Joaquina, ambas naturais de Itajubá:
1 (IV)- MARIA, bat. em 24-JUN-1806, com dois meses, na Matriz da
Soledade, Itajubá (atual Delfim Moreira-MG)
162 Genealogia da família “Batista” de Maria da Fé e Cristina no Sul de Minas

2 (IV) MARIA JOSÉ, bat. em 27-OUT-1807, com 30 dias, na Capela


do Senhor Bom Jesus do Mandu (atual Pouso Alegre-MG).

§ 2º
III- JOÃO BATISTA DA SILVA (filho de João Batista da Silva, do § 1º nº
II), nascido em Jacareí em 1769, bat. em 7-FEV-1769. Na Matriz de Nossa
Senhora da Soledade de Itajubá, em 4-FEV-1799, C.c. ANA FELÍCIA DO
AMOR DE DEUS, natural de Itajubá, bat. em 1º-OUT-1780, filha de José
Rodrigues Braga, natural de Pindamonhangaba-SP e de Maria da Fé de
São Bernardo, natural de Aiuruoca-MG; n.p. de José Rodrigues Barbosa e
de Maria Bicuda do Rosário, naturais de Pindamonhangaba e falecidos em
Itajubá ele em 30-JUN-1753 e ela em 19-JUL-1797; n.m. de Antônio Ro-
drigues de Sá, natural da Freguesia de Santa Marta de Bornes, Bispado de
Miranda, Portugal e de Helena Severina da Silva, natural de Santo Antônio
do Rio das Velhas Acima, Comarca de Sabará-MG.
João Batista da Silva, ao se casar com Ana Felícia, uma das mais
relevantes filhas da proprietária da Sesmaria dos Campos, dona Maria da
Fé de São Bernardo, tornou-se um importante proprietário e um dos tron-
cos da família Batista da Silva, este ramo mais ligado a cidade de Maria da
Fé. Em documentos de processo matrimonial, nota-se a importância que
teve Ana Felícia, algumas vezes apelidada de “A Velha dos Campos” ou
“Ana Felícia da Fé”. Segundo relato de Luiz Barcelos de Toledo, João Ba-
tista e Ana Felícia se estabeleceram na fazenda das Posses. Posteriormente
somente seu filho caçula Manuel Batista da Silva permaneceu nessa fa-
zenda e outro filho, Joaquim Batista da Silva, erradicou-se na sede urbana
da fazenda que havia sido propriedade de sua avó Maria da Fé. Os outros
filhos de Maria da Fé não ficaram na cidade com exceção de dois: Antônio
Rodrigues Braga, proprietário da fazenda dos Cochos, que não deixou
herdeiros e João Rodrigues Braga, com terras na Ilha e São João, deixando
este último uma vasta descendência.
Além dos filhos já relatados no trabalho original de José Guima-
rães, acrescentamos os outros que encontramos, atualizando a descendên-
cia de João Batista da Silva e Ana Felícia, todos naturais de Itajubá.
1 (IV)- MARIA JOSÉ DE JESUS, que segue.
2 (IV)- ANA SILVÉRIA DE JESUS, que segue no § 3º.
3 (IV)- GERTRUDES MARIA DO ESPÍRITO SANTO, que segue no §
8º.
4 (IV)- JOÃO BATISTA DA SILVA BRAGA, que segue no § 10º.
5 (IV)- JOSÉ BATISTA DA SILVA, bat. em Itajubá, nascido em 12-
DEZ-1809. Em Cristina C.c. JOAQUINA FERNANDES DA
Revista da ASBRAP nº 17 163

SILVA, nascida por volta de 1815 em Pouso Alto-MG, filha de


Pedro José de Souza e Ana Fernandes da Silva. José Batista se
desquitou de sua esposa por motivo de adultério; não teve des-
cendentes, deixando, em testamento, sua herança para os irmãos,
conforme inventário datado de 1856.
6 (IV)- ESCOLÁSTICA MARIA DE JESUS, que segue no § 12º.
7 (IV)- JOAQUIM BATISTA DA SILVA, que segue no § 13º.
8 (IV)- ANTÔNIO BATISTA DA SILVA, que segue no § 14º.
9 (IV)- MANUEL BATISTA DA SILVA, que segue no § 15º.

IV- MARIA JOSÉ DE JESUS, bat. em Itajubá 7-MAR-1800, com um mês. Aí


mesmo, em 8-MAIO-1815, C.c. JOÃO PEREIRA GOULART JÚNIOR,
nat. de Pouso Alto, nascido por volta de 1794, filho de João Pereira Gou-
lart, bat. em Aiuruoca-MG em 1760 e de Francisca de Oliveira, natural de
Lorena-SP; n.p. de Antônio Pereira Goulart e de Felícia Maria da Costa;
n.m. de Miguel Rodrigues e de Luiza Inácia. Moraram na sede da fazenda
das Posses, Maria da Fé; depois se mudaram para o Pedrão, Pedralva-MG,
onde faleceram, sendo ambos sepultados em Natércia-MG: ele, em 17-
JUL-1862 e ela em 1º-JUN-1870. Tiveram 5 filhos:
1 (V)- LINA MARIA DE JESUS, bat. em Itajubá em 27-DEZ-1816
com um mês. Aí mesmo, em 28-JAN-1833, C.c. JOSÉ
ANTÔNIO DA SILVA BRAGA, nat. de Aiuruoca, filho do Te-
nente José da Silva Braga, português, natural de Braga e de Ma-
ria Luiza das Neves, natural de Aiuruoca, residentes na Fazenda
da Cachoeira Alta da Boa Vista, Cristina; n.m. de Thomaz Soares
da Cunha, um dos troncos da família “Soares” de Cristina, natu-
ral de Aiuruoca e de Leonarda Maria dos Santos, natural de Ala-
goa, filial de Aiuruoca. Residiram em Natércia, onde faleceram:
ela em 02-FEV-1870 e ele em 5-SET-1871. Parte de seus filhos
ficaram em Natércia, outros vieram para Maria da Fé para os
bairros Baixadão (Antônio Rafael e Francisca) e Mata do Isidoro
(Helena). Tiveram 13 filhos.
2 (V)- ANTÔNIO PEREIRA GOULART, bat. em Itajubá em 2-ABR-
1818. Cerca de 1840, C.c. ALEXANDRINA MARIA DO
AMOR DIVINO, nat. de Itajubá, filha de seu tio paterno Thomaz
Pereira Goulart e Claudina Maria do Amor Divino; n.m. de José
da Costa Miranda e de Rosa Maria de Santa Ana, já citados. Ti-
veram 5 filhos nascidos em Itajubá, dos quais não temos infor-
mações posteriores.
164 Genealogia da família “Batista” de Maria da Fé e Cristina no Sul de Minas

3 (V)- JOÃO PEREIRA GOULART JÚNIOR, bat. no Oratório do Ano


Bom, filial da Matriz de Itajubá, em 29-JUN-1819 com quinze
dias. C.c. MARIA GERTRUDES DA CONCEIÇÃO. O casal
teve 4 filhos, três destes batizados em Cristina.
4 (V)- MANOEL PEREIRA GOULART, que segue.
5 (V)- JOAQUIM PEREIRA GOULART, nascido por volta de 1834.
Por volta de 1866 C.c. MARIA FRANCISCA DE JESUS, natu-
ral de Pedralva, nascida cerca de 1850, filha de Francisco Valério
Fernandes, nascido em Aiuruoca em 1816 e sua primeira esposa
Ana Flausina de Jesus, nat. de Pedralva, residentes no Bairro Pe-
drão; n.p. de Valério Fernandes de Oliveira e Maria Vitória Car-
neiro, moradores na Fazenda do Coito, Itajubá, falecidos ele em
28 jan 1848 e ela em 1854; n.m. de José Vicente de Oliveira e
Esméria Policena de Jesus, naturais de Pedralva. Ele faleceu em
22-JUL-1908 no Bairro Mata do Isidoro, Maria da Fé. Tiveram
pelo menos 6 filhos.

V- MANOEL PEREIRA GOULART, nascido por volta de 1832. Por volta de


1858, C.c. MARIA FLAUSINA DE JESUS, irmã de Maria Francisca de
Jesus, nat. de Pedralva-MG, filha de Francisco Valério Fernandes e de sua
primeira esposa Ana Flausina de Jesus. Ele faleceu em 6-OUT-1919. Fi-
lhos do casal, naturais do Bairro Pedrão, município de Pedralva:
1 (VI)- JOSÉ PEREIRA GOULART, bat. em 12-OUT-1862. Em Pe-
dralva, em processo matrimonial de 4-DEZ-1891, pediu licença
para C.c. MARIA FLORA DE JESUS, nat. da mesma cidade, fi-
lha de Joaquim da Cunha Guedes e Joaquina Flora de Jesus; n.p.
de Antônio da Cunha Guedes Júnior e Ana Faustina de Jesus.
Maria Flora faleceu no Bairro Pedrão em 9-MAIO-1938.
2 (VI)- JOÃO PEREIRA GOULART, nascido por volta de 1866. Em
Pedralva, em 21-SET-1877, C.c. MARIA ANTÔNIA DE
JESUS, nascida aí mesmo, filha de Antônio Veloso da Silva e
Francisca Maria de Jesus; n.m. de Francisco Valério Fernandes e
Ana Flausina de Jesus. Ela faleceu no Bairro Pedrão em 9-
MAIO-1914.
3 (VI)- MANOEL PEREIRA GOULART JÚNIOR, nascido por volta de
1868. Em Cristina, em 23-ABR-1888, C.c. GERTRUDES
MARIA DO ESPÍRITO SANTO, bat. em Cristina em 17-DEZ-
1865, filha de Antônio Luiz de Almeida e Maria Vitória das Ne-
ves; n.p. DE Barnabé José de Almeida e Maria Luiza de Jesus,
residentes em Itajubá; n.m. de Henrique João Ribeiro e Genoveva
Revista da ASBRAP nº 17 165

Maria dos Santos, residentes na Fazenda Cachoeira Alta, Cristi-


na. Ela faleceu no Bairro Pedrão em 11-JUN-1941.
4 (VI)- OLÍMPIO PEREIRA GOULART, bat. em 17-AGO-1869, com 2
meses. Em Pedralva, em 8-FEV-1901, C.c. MARIA
FELICIDADE DA SILVA, nascida em Cristina em 8-JUL-1880,
filha de José Paulino da Silva e Rita Maria de Jesus, residentes
no Bairro Pedrão e posteriormente em Maria da Fé; n.p. de Joa-
quim da Silva Braga e Antônia Ribeiro da Silva; n.m. de Antônio
Luiz de Almeida e Maria Vitória das Neves, já citados. Residi-
ram no Pedrão. Ele faleceu em Pedralva em 8-FEV-1933 e ela,
em Maria da Fé, em 10-JUN-1964.
5 (VI)- MARIA FLAUSINA DAS DORES, nascida por volta de 1872.
Em Pedralva, em 4-FEV-1891, C.c. PORFÍRIO BATISTA DA
SILVA, nascido em Cristina em 23-FEV-1866, filho de Vicente
Batista Braga e Ana Rosa do Espírito Santo, que serão referidos
no § 11º nº V. O casal se mudou para Tomazina-PR onde fale-
ceu, ela em 1909 e ele em 1911.
6 (VI)- FRANCISCO PEREIRA GOULART, nascido cerca de 1874.
Em Pedralva, em 7-NOV-1894, C.c. ANA FLORA DE SOUZA,
nat. da mesma cidade, filha de Francisco José de Souza e Maria
Emerenciana de Jesus.
7 (VI)- SILVINO PEREIRA GOULART, nascido em 24-OUT-1876.
Em Natércia, em 3-OUT-1904, C.c. MARIA INÁCIA DOS
REIS, nat. de Natércia, filha de Antônio Fernandes dos Reis Jú-
nior e Maria Francisca Nogueira.
8 (VI)- ANA FLAUSINA DE JESUS, nascida em 1882. Em Pedralva,
em 6-NOV-1901, C.c. JOSÉ PAULINO DA SILVA JÚNIOR,
nascido aí mesmo em 6-OUT-1884, filho de José Paulino da Sil-
va e Rita Maria de Jesus. Moravam no Bairro Pedrão, onde fale-
ceram, ela cerca de 1950 e ele em 10-OUT-1959.

§ 3º
IV- ANA SILVÉRIA DE JESUS (filha de João Batista da Silva, do § 2º nº
III), nascida em 18-OUT-1801, bat. na Capela de Santa Catarina, filial da
Matriz de Campanha com um mês. Na Matriz de Itajubá, em 7-JAN-1823,
C.c. FRANCISCO BUENO DE AZEVEDO, bat. na Capela de Conceição
do Rio Verde, filial da Matriz de Campanha, nascido por volta de 1800, fi-
lho de Joaquim Bueno de Camargo, nat. de Atibaia-SP e Josefa Maria de
Alvarenga, nat. de Campanha-MG, os quais se casaram em Campanha em
25-OUT-1780. Francisco era n.p. de Catarina Corrêa Bueno, nat. de Ati-
166 Genealogia da família “Batista” de Maria da Fé e Cristina no Sul de Minas

baia e n.m. de Jerônimo Coelho, nat. de São Martinho, Porto, Portugal e


de Maria da Assumpção Pinta, nat. de Itabira-MG. O casal residiu em Na-
tércia. Ana Silvéria faleceu cerca de 1860. Em 22-ABR-1860, em Natér-
cia, o viúvo C.c. Ana Vitória de Jesus, filha de Domiciano Rodrigues de
Siqueira e Maria do Carmo da Silva. Francisco Bueno faleceu na Fazenda
Cachoeira, em Natércia em 20-JUN-1888. Ele teve uma numerosa descen-
dência, sendo tronco de grande parte dos “Bueno” de Natércia. Filhos do
primeiro consórcio de Francisco Bueno com Ana Silvéria:
1 (V)- CÂNDIDO BUENO DA SILVA, bat. em Itajubá em 2-FEV-
1827. Em Natércia, em 20-OUT-1848, C.c. EMERENCIANA
MARIA DE JESUS, bat. aí mesmo, em 24-OUT-1832, filha do
Tenente José Joaquim do Espírito Santo e de sua primeira esposa
Ana Pereira do Nascimento; n.m. de Simão Gonçalves Teixeira e
Ana Maria da Silva. O casal não teve filhos, vindo a falecer em
Natércia, ela em 23-FEV-1905 e ele em 28-JUN-1915.
2 (V)- FELICIDADE MARIA DE JESUS, que segue.
3 (V)- ROSÁRIA MARIA DE ALVARENGA, que segue no § 4º.
4 (V)- MOISÉS BUENO DA SILVA, que segue no § 5º.
5 (V)- JOSÉ BUENO DA SILVA, que segue no § 6º.
6 (V)- MARIA DA FÉ DO ESPÍRITO SANTO, que segue no § 7º.
7 (V)- ANA FRANCISCA DE JESUS, nascida em Natércia em 31-
MAIO-1841. Aí mesmo, em 15-FEV-1859, C.c. JOSÉ LINO
DOS REIS, nascido na mesma cidade em 8-JAN-1838, filho de
Lino José dos Reis e Maria Izabel de Jesus; n.p. de Joaquim José
Rabelo e Francisco de Paula Reis; n.m. do Cap. João Gonçalves
de Siqueira e Leonarda Maria de Jesus. Ele faleceu em 22-JUN-
1910 e ela em 10-MAIO-1920, ambos em Natércia. Deixaram
pelo menos 7 filhos.
8 (V)- FRANCISCA MARIA DE JESUS, nascida em Natércia em 3-
MAR-1844. Por volta de 1860, C.c. JOÃO LINO DOS REIS,
nascido na mesma cidade em 30-OUT-1839, irmão de José Lino
dos Reis, acima referido. Faleceram em Natércia, ele, por volta
de 1888 e ela, após esta data, deixando pelo menos 10 filhos.

V- FELICIDADE MARIA DE JESUS, bat. em Itajubá no Oratório do Ano


Bom, em JAN-1828. Em Natércia, em 15-FEV-1843, C.c. Tenente JOSÉ
JOAQUIM DO ESPÍRITO SANTO, natural de Natércia, nascido por volta
de 1806, viúvo de Ana Pereira do Nascimento, falecida em 30-MAIO-
1838, filho de Antônio Joaquim do Vale e Francisca de Paula Cubas; n.m.
do Alferes Francisco de Paula Cubas e de Elena Gonçalves de Oliveira,
Revista da ASBRAP nº 17 167

nat. de Pitangui-MG, falecida com testamento em 23-FEV-1828. Moravam


em Natércia, onde ele faleceu em 17-NOV-1885 e ela em 8-OUT-1889.
Filhos do casal, todos naturais de Natércia:
1 (VI)- ANA VITÓRIA DE JESUS, nascida em 6-JAN-1844. Em Na-
tércia, em 11-ABR-1860, C.c. seu tio paterno CÂNDIDO JOSÉ
PEREIRA, nat. da mesma cidade, nascido em 1823, filho de An-
tônio Joaquim do Vale e Francisco de Paula Cubas. Ficando viú-
va, aí mesmo, em 12-JAN-1863, C.c. FRANCISCO MARTINS
COELHO, nat. da mesma cidade, nascido em 1836, filho de An-
tônio Martins Coelho e Maria Rita Fernandes; n.p. Lourenço
Martins Coelho e Felícia Francisca de Jesus; n.m. Manoel Fer-
nandes Palmeira e Maria Caetana da Assunção. Ambos falece-
ram em Natércia, ela em 19-MAR-1918 e ele em 14-OUT-1921,
deixando 4 filhos.
2 (VI)- JOSÉ BUENO DA SILVA SOBRINHO (“Zé Bueno do Ale-
crim”), nascido em 28-OUT-1845. Em Natércia, em 9-NOV-
1867 C.c. com sua prima FELICIDADE MARIA DE JESUS,
nascida na mesma cidade em 12-AGO-1853, filha de Joaquim
Rodrigues de Siqueira e Rosária Maria de Alvarenga (irmã de
Felicidade, mãe do noivo). Ela faleceu por volta de 1888. O casal
morava no Bairro Alecrim, Pedralva e teve 6 filhos: Joaquim,
Moisés, Maria José, José, Francisco e Felicidade. Enviuvando-se,
José Bueno contraiu segunda união. Em Pedralva, em 2-FEV-
1885, C.c. ANA VIRGÍNIA DE JESUS, nat. de Pedralva, nasci-
da por volta de 1868, filha de Joaquim José Nogueira e Maria
Cândida do Espírito Santo. Ele faleceu em Pedralva em 29-JUN-
1927. Teve pelo menos 4 filhos do segundo consórcio: Maria
Cândida, Pedro Bueno, Rita Virgínia e Cecília.
3 (VI)- MARIA CÂNDIDA DO ESPÍRITO SANTO, nascida em 28-
AGO-1847. Por volta de 1864, C.c. JOÃO FERNANDES DA
SILVA, nat. de Natércia, nascido em 16-MAIO-1846, filho de
Domiciano Rodrigues de Siqueira e Maria do Carmo da Silva;
n.p. de Manoel Rodrigues de Siqueira e Maria Quitéria de Jesus;
n.m. de João Fernandes da Silva e de sua segunda esposa Inácia
Gonçalves da Silva. Faleceram em Natércia; ele, em 19-DEZ-
1915 e ela em 12-SET-1918, deixando pelo menos 11 filhos.
4 (VI)- CÂNDIDO JOSÉ PEREIRA, nascido em 19-OUT-1848. Em Na-
tércia, em 9-NOV-1867, C.c. sua prima MARIANA MARIA DE
JESUS, nascida na mesma cidade em 6-AGO-1853, filha de João
de Vilas Boas Simões e Maria da Fé do Espírito Santo (irmã de
168 Genealogia da família “Batista” de Maria da Fé e Cristina no Sul de Minas

Felicidade, mãe do noivo). Residiam em Natércia, onde ela fale-


ceu em 24-FEV-1912. Tiveram pelo menos 8 filhos: José Vilas
Boas, Joaquim, Avelino Pereira, Maria Cândida, Isaías Bueno,
Carmelinda, João Cândido, Felicidade.
5 (VI)- FRANCISCA CAROLINA DE JESUS, nascida em 31-MAIO-
1852. Por volta de 1868, C.c. seu primo JOÃO BATISTA DA
SILVA, bat. em Cristina em 1845, filho de Antônio Batista da
Silva (§ 14º nº IV) e Maria Vicência de Alvarenga. João Batista,
conhecido como “João da Beleza”, era proprietário da maior par-
te das terras deste Bairro na sua época, sendo um respeitado fa-
zendeiro. Ela faleceu em 21-JAN-1921 e ele em 10-SET-1922,
ambos no Bairro Beleza, Cristina. Deixaram 5 filhos.
6 (VI)- JOAQUIM TERTULIANO DA SILVA, nascido em 27-MAR-
1855. Em Cristina, em 17-ABR-1875, C.c. sua prima MARIA
VITÓRIA DO NASCIMENTO, nat. de Natércia, nascida em 4-
DEZ-1859, filha de Francisco de Paula Souza e Francisca Marce-
lina da Trindade; n.p. de José Albino de Souza e Felisbina Maria
de Jesus (irmã de José Joaquim do Espírito Santo); n.m. de Luiz
Antônio de Paula (irmão de José Joaquim do Espírito Santo) e de
Genoveva Maria do Espírito Santo, todos naturais de Natércia. O
casal deixou pelo menos 11 filhos e se mudou para Maria da Fé,
onde ele faleceu à Rua Paraná, em 18-AGO-1923.

§ 4º
V- ROSÁRIA MARIA DE ALVARENGA (filha de Ana Silvéria de Jesus, §
3º nº IV), nat. de Natércia, nascida cerca de 1830. Em Natércia, em 15-
NOV-1847, C.c. JOAQUIM RODRIGUES DE SIQUEIRA, nat. de Cris-
tina, nascido por volta de 1824, filho do Tenente Domingos Rodrigues de
Siqueira, bat. em Campanha em 16-OUT-1791 e de Mariana Francisca do
Nascimento, bat. em Baependi em 20-JAN-1800, proprietários da Fazenda
dos Três Pinheiros em Cristina. N.p. de Manoel Rodrigues de Siqueira,
bat. em Aiuruoca em 1743 e de Maria Francisca de Souza, nat. de Pouso
Alto; n.m. de Inácio Rodrigues Simões e de Maria Vilas Boas e Silva. Mo-
ravam no Bairro Alecrim, Pedralva. Aí faleceram: ela, em 23-SET-1889 e
ele, em 13-MAR-1894. Deixaram sete filhos:
1 (VI)- JOÃO CÂNDIDO DE SIQUEIRA, bat. em Natércia, em 25-
FEV-1848, com 17 dias. Aí mesmo, em 9-FEV-1867, C.c.
AMBROSINA AMÉLIA DOS REIS, nascida na mesma cidade
em 23-DEZ-1849, filha de José Roberto dos Reis e de Claudina
Honória de Paiva, naturais de Natércia; n.p. de Joaquim José Ra-
Revista da ASBRAP nº 17 169

bello e de Francisca de Paula Reis, naturais de Campanha; n.m.


de Faustino Pereira da Silva e de Policena Honória de Paiva, es-
tes de Natércia. João Cândido mudou-se com seus filhos para Ja-
boti-PR por volta de 1890, formando lá um núcleo da família
“Siqueira”. Lá faleceram ele e sua esposa, deixando 12 filhos.
2 (VI)- FRANCISCO RODRIGUES DE SIQUEIRA (“Chico Rodri-
gues”), nascido em Natércia em 31-DEZ-1850. Em Cristina, em
22-OUT-1872, C.c. sua prima TEODORA DE OLIVEIRA
MENDES, nat. de Cristina, nascida em 1853, filha de Francisco
de Oliveira Mendes e de Teodora Maria do Espírito Santo (esta
irmã de Joaquim Rodrigues, pai do noivo), nat. de Cristina. N.p.
de João Joaquim de Oliveira, nat. de Baependi e de Maria Men-
des da Conceição, nat. de Pouso Alto. O casal morou no Bairro
Rio Manso, Itajubá, onde ela faleceu em 15-MAIO-1933. Ele fa-
leceu no Bairro dos Batistas, Pedralva em 4-OUT-1936.
3 (VI)- FELICIDADE MARIA DE JESUS, C.c. JOSÉ BUENO DA
SILVA SOBRINHO (já citado § 3º nº IV), filho de José Joaquim
do Espírito Santo e Felicidade Maria de Jesus.
4 (VI)- DOMINGOS RODRIGUES DE SIQUEIRA, nascido em Natér-
cia em 15-SET-1855. Em Cristina, em 9-NOV-1875, C.c.
MARIA FRANCISCA DA SILVA, nascida aí mesmo em 1860,
filha de José Bueno da Silva (§ 3º nº V) e Antônia Carolina do
Espírito Santo. Ela faleceu em 11-AGO-1897, no Bairro Três Pi-
nheiros, Cristina, deixando uma filha a ser citada no § 6º nº VI.
Houve uma questão entre Joaquim Rodrigues, seu irmão e José
Bueno, seu cunhado, em que ambos estavam em disputa por uma
mesma mulher. Por isso, Domingos Rodrigues mudou-se com
seu cunhado José Bueno para o Distrito de São Sebastião da Vi-
tória, São João Del Rei-MG. Lá ele faleceu em 28-OUT-1921.
5 (VI)- JOAQUIM RODRIGUES DE SIQUEIRA JÚNIOR, nascido
cerca de 1860. Em Pedralva, em processo matrimonial de 5-
ABR-1885, pediu licença para C.c. BÁRBARA VIRGÍNIA DOS
SANTOS, nat. de Natércia, nascida em 11-JAN-1864, filha de
José Dias dos Santos e Maria Felícia do Espírito Santo; n.p. de
Antônio Dias Guerreiro e Ana Francisca do Espírito Santo; n.m.
de Manoel Joaquim de Souza e Ana Correa de Lacerda. Ele fale-
ceu no Bairro Alecrim, Pedralva por varicela por volta de 1928 e
ela em Maria da Fé em 8-ABR-1841.
6 (VI)- ANA SILVÉRIA DE JESUS, que segue.
170 Genealogia da família “Batista” de Maria da Fé e Cristina no Sul de Minas

7 (VI)- MARIANA FRANCISCA DO NASCIMENTO, nat. de Cristina,


nascida em 1871. Em Pedralva, em 9-NOV-1889 C.c. PEDRO
BATISTA DA SILVA (§ 13º nº V), nascido em Cristina em 3-
NOV-1866, filho de Joaquim Batista da Silva e Ana Vitória do
Espírito Santo. Eles residiam no Bairro do Mogiano, Delfim Mo-
reira. Ele faleceu em Virgínia em 29-MAR-1931 e ela, em 21-
JUN-1962, em Passa Quatro-MG. Tiveram 5 filhos, residentes
em Virgínia: Joaquim, Maria, Isalina, Agripina e Rosária.

VI- ANA SILVÉRIA DE JESUS, nat. de Natércia, nascida em 1865. Em Pe-


dralva, em processo matrimonial de 8-AGO-1882, pediu licença para C.c.
FRANCISCO DE OLIVEIRA MENDES, irmão de Teodora de Oliveira
Mendes, nascido em Cristina em 1858, filho de Francisco de Oliveira
Mendes e Teodora Maria do Espírito Santo. Ela faleceu por volta de 1888,
deixando duas filhas:
1 (VII)- ANA TEODORA DE OLIVEIRA, nascida por volta de 1884.
Faleceu solteira em 6-JUN-1918 em Conceição das Pedras-MG.
2 (VII)- MARIA ROSÁRIA DE OLIVEIRA, nascida em Pedralva em
1886. Em Natércia, em 29-NOV-1909, C.c. VICENTE XAVIER
DE MAGALHÃES, nat. de Natércia, filho de Joaquim Alves Vi-
eira de Magalhães e Maria Justina da Silveira. Ela faleceu em
Conceição das Pedras-MG em 22-JAN-1922. Deixou dois filhos.

§ 5º
V- MOISÉS BUENO DA SILVA (filho de Ana Silvéria de Jesus, § 3º nº IV),
nat. de Natércia, nascido por volta de 1832. Aí mesmo, em 19-FEV-1855,
C.c. MARIA CÂNDIDA DE PAIVA (Sá Quita), nascida na mesma cidade
em 28-AGO-1841, filha de José Roberto dos Reis e Claudina Honória de
Paiva. Moravam na sede da cidade de Natércia. Ele faleceu em 19-DEZ-
1882 e ela em 24-JUN-1917. Filhos do casal, todos naturais de Natércia:
1 (VI)- JOAQUIM MOISÉS DA SILVA, nascido em 25-DEZ-1855. Por
volta de 1878, C.c. AMÉLIA PLACIDINA DA CONCEIÇÃO,
nascida em 23-JAN-1862, filha de Inácio Eufrásio de Carvalho e
Francisca de Paula Reis; n.p. de João Eufrásio de Carvalho e
Carlota Placidina dos Reis; n.m. de Gabriel de Souza Magalhães
e Ana Joaquina dos Reis, todos nat. de Natércia. Tiveram 5 fi-
lhos.
2 (VI)- IZAÍAS BUENO DA SILVA, nascido em 19-AGO-1857. Por
volta de 1877, C.c. sua tia paterna MARIA JOSEFA DE
ALVARENGA, nat. de Natércia, filha de seu avô Francisco Bu-
Revista da ASBRAP nº 17 171

eno de Azevedo com a segunda esposa Ana Vitória de Jesus. Ela


faleceu em 13-DEZ-1866, deixando 4 filhos: Joaquim, José, Ana
Josefa e Maria. Aí mesmo, em 5-OUT-1877, o viúvo C.c. sua
prima ANA CLAUDINA DE SIQUEIRA, nascida em 1868, fi-
lha de João Cândido de Siqueira (§ 4º nº VI) e Ambrosina Amé-
lia dos Reis. Ele faleceu cerca de 1910, ela mudou-se para o Pa-
raná. Filhos deste segundo consórcio: Ermógeno, Eutalívio, Ma-
ria, Olívia, Pureza, Maria Ambrosina, Aurora, Maria do Carmo.
3 (VI)- ANA CÂNDIDA DO NASCIMENTO (“Sinhana Major”), nas-
cida em 12-JUN-1859. Em Natércia, em 14-SET-1872 C.c. Ma-
jor FAUSTINO PEREIRA DA SILVA, nascido na mesma cida-
de em 4-OUT-1853, filho de Claudina Honória de Paiva e seu
segundo esposo Joaquim José Rabelo Júnior. Ele faleceu em 21-
OUT-1921 e ela em 31-MAIO-1942, ambos em Natércia. Tive-
ram pelo menos 14 filhos: Joaquim, José, Avelino, Maria, Ana,
Claudina, Delminda, Deolinda, Alfredo, Oscar, Manoel, Sebasti-
ana, Pedro, Osvaldo.
4 (VI)- CLAUDINA MARIA DE JESUS, nascida em 3-JUL-1861.
5 (VI)- JOSÉ BUENO DA SILVA, nascido em 13-ABR-1863. Em Na-
tércia, em 19-SET-1887, C.c. FRANCISCA VILELA REIS, nat.
da mesma cidade, filha de José Inácio dos Reis e Maria Teodora
dos Reis; n.p. de Domingos Antônio Fernandes e Catarina Sene
dos Reis; n.m. de Francisco Borges Vilela e Maria Carolina dos
Reis. Nada sabemos sobre sua descendência.
6 (VI)- FRANCISCO BUENO DA SILVA, nascido em 1868. Em Na-
tércia, em 1-NOV-1899 C.c. sua sobrinha DEOLINDA
CÂNDIDA DA SILVA, nascida aí mesmo em 30-JAN-1884, fi-
lha de Faustino Pereira da Silva e Ana Cândida do Nascimento.
Ele faleceu em 17-NOV-1944 e ela em 22-DEZ-1970, ambos em
Natércia. Tiveram apenas um filho: Benedito Bueno dos Santos
7 (VI)- FAUSTINO BUENO DA SILVA, nascido em 1870. Em Natér-
cia, em 1º-DEZ-1894, C.c. CLAUDINA ROSALINA DE
SIQUEIRA, nascida aí mesmo em 27-JAN-1874, filha de João
Cândido de Siqueira e Ambrosina Amélia dos Reis. Tiveram
apenas dois filhos: José Claudino e Pedro Claudino da Silva. Ela
faleceu em 12-JUL-1899. Ele casou-se em segundas núpcias, na
mesma cidade, em 30-OUT-1917, com MARIANA CÂNDIDA
FERREIRA, da mesma cidade, filha de Augusto Vicente Ferreira
e Ana Custódia de Oliveira, n.p. Vicente Ferreira César e Clau-
dina Maria Tereza; n.m. Antônio Custódio de Oliveira (“Nico
172 Genealogia da família “Batista” de Maria da Fé e Cristina no Sul de Minas

Beraldo”) e Ana Custódia de Oliveira. Ele faleceu em 3-JUL-


1948 em Natércia e teve filhos do segundo consórcio.
8 (VI)- FRANCISCA MARIA DA CONCEIÇÃO, nascida em 30-
MAIO-1872. Por volta de 1885, C.c. MILITÃO LINO DOS
REIS, nascido em Natércia em 10-MAR-1866, filho de Lino José
dos Reis Júnior e Possidônima Vilela dos Reis; n.p. de Lino José
dos Reis e Maria Izabel de Jesus. Ele faleceu em 27-OUT-1934 e
ela em 12-MAIO-1861, ambos em Natércia. Deixaram pelo me-
nos 7 filhos.
9 (VI)- CÂNDIDO BUENO DA SILVA, nascido em 24-FEV-1874. Em
Natércia, em 1º-NOV-1899, C.c. sua sobrinha MARIA
CÂNDIDA DO NASCIMENTO, nascida aí mesmo em 20-JAN-
1878, filha de Faustino Pereira da Silva e Ana Cândida do Nas-
cimento. Ela faleceu em 24-JAN-1949 ele, anos mais tarde, am-
bos em Natércia. Tiveram pelo menos 3 filhos.
10 (VI)- MARIA DAS DORES DE PAIVA, nascida em 26-MAR-1876.
Em Natércia, em 10-SET-1893, C.c. JOAQUIM FELIPE DE
SIQUEIRA (“Lete”), nascido aí mesmo em 24-MAIO-1872, fi-
lho de João Cândido de Siqueira e Ambrosina Amélia dos Reis.
Mudaram-se para o Paraná, tiveram pelo menos 6 filhos.
10 (VI)- MOISÉS BUENO DA SILVA, nascido em 12-ABR-1878. Em
Natércia, em 24-DEZ-1898, C.c. ANA JOSEFA DA SILVA,
nascida aí mesmo em 28-ABR-1883, filha de Izaías Bueno da
Silva e Maria Josefa de Alvarenga. Ela faleceu em 21-JUL-1947
e ele em 30-DEZ-1947, ambos em Natércia.
11 (VI)- ANTÔNIO BUENO DA SILVA (“Tonico Moisés”), nascido em
8-JAN-1880. Em Natércia, em 16-FEV-1904, C.c. MARIA DA
GLÓRIA E SILVA, aí nascida em 14-OUT-1886, filha de Izaías
Bueno da Silva e Maria Josefa de Alvarenga. Ele faleceu em 26-
SET-1972 em Natércia e ela em 18-JUN-1980 em Itajubá.

§ 6º
V- JOSÉ BUENO DA SILVA (filho de Ana Silvéria de Jesus, § 3º nº IV),
nat. de Natércia, nascido em 22-ABR-1838, gêmeo de Maria da Fé. Em
Cristina, na Fazenda dos Três Pinheiros, em 25-NOV-1856, C.c.
ANTÔNIA CAROLINA DO ESPÍRITO SANTO, nat. de Cristina, nasci-
da em 10-JAN-1837, filha do Tenente Domingos Rodrigues de Siqueira e
de Mariana Francisca do Nascimento. Ela faleceu nos Três Pinheiros em
6-JUN-1902 ele, depois desta data. Filhos do casal, todos naturais de Cris-
tina:
Revista da ASBRAP nº 17 173

1 (VI)- JOAQUIM BUENO DA SILVA, nascido em 1858. Em Cristina,


em 5-JUN-1882, C.c. sua prima ANA CAROLINA DE
OLIVEIRA, nascida aí mesmo em 1862, filha de Francisco de
Oliveira Mendes e Teodora Maria do Espírito Santo (esta irmã de
Antônia Carolina, mãe do noivo), já citados. Moravam no Bairro
Pedra dos Batistas, Pedralva. Eles falecerem no Bairro Três Pi-
nheiros, Cristina-MG; ele em 12-JAN-1917 e ela em 22-ABR-
1919. Tiveram 9 filhos, residentes no bairro supracitado: Ludge-
ro, Ana (solteira), Teodora, Maria José (Quita), Antônio (Tito
Bueno), Zulmira, Georgina e Francisco (Caçula).
2 (VI)- MARIA FRANCISCA DA SILVA, nascida em 1860. C.c.
DOMINGOS RODRIGUES DE SIQUEIRA, já referido no § 4º
nº VI, filho de Joaquim Rodrigues de Siqueira e Rosária Maria
de Alvarenga. A filha única do casal, Olívia Maria de Alvarenga,
nascida em Cristina, em 1893, se casou no Distrito de São Sebas-
tião da Vitória, São João Del Rei-MG em 31-JUL-1912 com Eu-
gênio José Bento, filho de Eugênio Ribeiro da Silva e Zulmira
Maria de Jesus, a serem adiante referidos. Ela faleceu no mesmo
distrito em 6-JAN-1966.
3 (VI)- JOSÉ BUENO DA SILVA JÚNIOR, que segue.

VI- JOSÉ BUENO DA SILVA JÚNIOR, nascido em 17-NOV-1861. O seu


envolvimento com Bárbara, pretendente de seu cunhado Joaquim Rodri-
gues de Siqueira Júnior, culminando com um tiro que atingiu de raspão es-
te último, resultou num processo policial, conforme registrado no Cartório
do Primeiro Ofício da Comarca de Cristina. Essas circunstâncias fizeram
com que José Bueno e seu cunhado Domingos Rodrigues se mudassem pa-
ra São João Del Rei. Por volta de 1892, no Distrito de São Sebastião da
Vitória, São João Del Rei-MG, C.c. MARIA JOSÉ BUENO (nome de ca-
sada), nascida aí mesmo, por volta de 1875, filha de Eugênio Ribeiro da
Silva e de Zeferina Maria de Jesus, naturais da mesma localidade, n.p. de
Procidônia Cândida de Jesus; n.m. de. Manoel Luiz do Nascimento e Se-
verina Maria de Jesus. O casal faleceu no referido distrito; ele em 13-
NOV-1928 e ela, em 15-SET-1930, deixando apenas uma filha:
1 (VII)- MARIA DA CONCEIÇÃO BRAZ (nome de casada), nascida
por volta de 1894, no referido Distrito de São Sebastião da Vitó-
ria. Aí mesmo, em 30-MAIO-1913, C.c. FRANCISCO BRAZ
DOS SANTOS, nat. da Itália, nascido por volta de 1887, filho de
Paulo Braz e Rosa Dulce. Ele faleceu em 22-MAIO-1943 e ela,
em 20-MAIO-1947 ambos no mesmo distrito.
174 Genealogia da família “Batista” de Maria da Fé e Cristina no Sul de Minas

§ 7º
V- MARIA DA FÉ DO ESPÍRITO SANTO (filha de Ana Silvéria de Jesus, §
3º nº IV), nat. de Natércia, nascida em 22-ABR-1838, gêmea de José Bue-
no. Em Natércia, em 29-ABR-1852, C.c. JOÃO DE VILAS BOAS
SIMÕES, nascido aí mesmo por volta de 1830, filho de Manoel Inácio de
Vilas Boas, nat. de Pouso Alto e de Rosária Maria de Alvarenga, nat. de
Campanha. N.p. de Inácio Rodrigues Simões e Maria Vilas Boas e Silva;
n.m. de Joaquim Bueno de Camargo e Josefa Maria de Alvarenga. Mora-
vam no Bairro Mato Dentro em Natércia. Ela faleceu em 13-FEV-1883.
Ele contraiu segundas núpcias. Por volta de 1884, C.c. Francisca Marceli-
na da Trindade, nascida em 5-ABR-1858, filha de Domiciano Rodrigues
de Siqueira e Maria do Carmo da Silva. Ele faleceu em 16-OUT-1887. Re-
sidiam na Fazenda do Turvo, em Natércia. O casal João e Maria da Fé teve
os seguintes filhos, todos naturais de Natércia:
1 (VI)- MARIANA MARIA DE JESUS, nascida em 06-AGO-1853, C.c.
CÂNDIDO JOSÉ PEREIRA (§ 3º nº VI), filho do Tenente José
Joaquim do Espírito Santo e Felicidade Maria de Jesus.
2 (VI)- MARIA TEODORA DE JESUS, nascida por volta de 1856. Em
Natércia, em 3-JUN-1878, C.c. seu primo MOISÉS BUENO DE
VILAS BOAS, nascido em Cristina em 1857, filho de Joaquim
Bueno de Vilas Boas (irmão de João de Vilas Boas Simões, pai
da noiva) e de Maria Vilas Boas da Silva (filha de José Inácio
Simões, irmão de Manoel Inácio Vilas Boas, avô paterno da noi-
va). Ela faleceu em Natércia em 24-NOV-1904, deixando pelo
menos 5 filhos.
3 (VI)- HONÓRIO BUENO DE VILAS BOAS, nascido em 30-SET-
1862. Em Natércia, em 13-JUN-1884, C.c. EMERENCIANA
TEODORA DOS REIS, nascida aí em 1867, filha de João Lino
dos Reis e Francisca Maria de Jesus (§ 3º nº V). Deixaram ao
menos 3 filhos. Alguns de seus descendentes residem em Ouro
Fino-MG.
4 (VI)- ANA SEBASTIANA DO ESPÍRITO SANTO, nascida em 1867.
Em Natércia, em processo matrimonial de 7-DEZ-1883, pediu li-
cença para C.c. JOSÉ INÁCIO DE VILAS BOAS, nascido aí
mesmo por volta de 1861, filho de Antônio Alves Moreira e de
Ana Maria do Rosário (irmã de João de Vilas Boas Simões, pai
da noiva). Ela faleceu em 01-AGO-1898. Ele faleceu por volta de
1937, ambos em Natércia. Tiveram pelo menos 5 filhos: João
Inácio, Joaquim Inácio, Ana, América e Moisés Inácio. Alguns
Revista da ASBRAP nº 17 175

de seus descendentes se mudaram para Mogi Guaçu-SP e Ampa-


ro-SP.
5 (VI)- MOISÉS BATISTA DE VILAS BOAS, nascido em 1869. Em
Pedralva, em processo matrimonial de 1892, pediu licença para
C.c. GENOVEVA MARIA DE JESUS, nat. de Pedralva, filha de
José Sabino de Siqueira, nat. de Natércia, nascido em 29-DEZ-
1850 e de Francisca Maria de Vilas Boas, nat. de Pedralva; n.p.
de Domiciano Rodrigues de Siqueira e Maria do Carmo da Silva;
n.m. de Manoel de Vilas Boas Pereira, nascido em Carmo de Mi-
nas em 1810 e Genoveva Maria de Jesus, nat. de Natércia. O ca-
sal residia em São José do Alegre-MG e teve pelo menos 4 fi-
lhos.
6 (VI)- ROSÁRIA MARIA DE ALVARENGA, nascida em 1871. Em
Natércia, em 4-OUT-1887, C.c. JOSÉ FERNANDES DA
SILVA, nascido aí mesmo em 24-MAR-1866, filho de João Fer-
nandes da Silva e Maria Cândida do Espírito Santo (esta já citada
em § 3º nº VI). Ela faleceu em 27-AGO-1920 em Natércia, dei-
xando pelo menos 3 filhos. O viúvo contraiu segundas núpcias.
7 (VI)- JOÃO DE VILAS BOAS SIMÕES, nascido em 18-OUT-1876.
Faleceu solteiro em Natércia em 29-OUT-1896.
8 (VI)- JOSÉ MARIA DE VILAS BOAS, nascido em 2-SET-1878. Em
Natércia, em 11-SET-1897, C.c. MINERVINA MARIA DE
JESUS, nascida em Cristina em 25-JUN-1881, filha de Manoel
Rodrigues de Siqueira e Maria Inácia de Jesus; n.p. do Tenente
Domingos Rodrigues de Siqueira e Mariana Francisca do Nasci-
mento; n.m. de Domiciano Rodrigues de Siqueira e Maria do
Carmo da Silva. Eles se mudaram para Poço Fundo-MG, onde
faleceram; ela, por volta de 1945 e ele, por volta de 1955.

§ 8º
IV- GERTRUDES MARIA DO ESPÍRITO SANTO (filha de João Batista da
Silva, § 2º nº III), bat. em Itajubá em 18-NOV-1803, com um mês. Por vol-
ta de 1822, C.c. JOSÉ INÁCIO SIMÕES, nat. de Baependi, nascido por
volta de 1796, filho de Inácio Rodrigues Simões, nat. de Baependi, nasci-
do em 1762 e de Maria de Vilas Boas e Silva, bat. em 1766, em Lorena-
SP. N.p. de Domingos Rodrigues Simões, bat. em 7-SET-1710, na Fregue-
sia de Vila Nova de Muia, Viana do Castelo, Arcebispado de Braga, Por-
tugal e de Inês Monteiro de Alvarenga, bat. em 12-ABR-1727 em Baepen-
di; n.m. de João de Vilas Boas Pereira, nat. do Arcebispado do Porto, Por-
tugal (filho de Francisco de Vilas Boas Pereira) e de Maria da Silva de Je-
176 Genealogia da família “Batista” de Maria da Fé e Cristina no Sul de Minas

sus, nat. de Lorena (filha de André Lopes da Lavra e Maria da Graça de


Jesus). Moravam na Fazenda dos Campos (atual Maria da Fé), no Bairro
Campo Redondo, onde Gertrudes faleceu em 23-NOV-1856, conforme
consta em seu inventário. Filhos do casal:
1 (V)- MARIA VILAS BOAS E SILVA, nascida por volta de 1824.
Aproximadamente em 1848, C.c. seu primo JOAQUIM BUENO
DE VILAS BOAS, nascido em Cristina, por volta de 1828, filho
de Manoel Inácio de Vilas Boas e de Rosária Maria de Alvaren-
ga. Ela faleceu em 14-OUT-1864 em Cristina, conforme seu in-
ventário. Ele faleceu em 9-OUT-1898 em Natércia. Tiveram 6 fi-
lhos, todos naturais de Cristina: Ana Guilhermina, José Guilher-
mino, Rosária, Moisés, Joaquim e Antônio Bueno de Vilas Boas.
2 (V)- ANA INÁCIA DE VILAS BOAS, nascida em Itajubá em 1830.
Por volta de 1847, C.c. seu primo MANOEL ANTÔNIO DOS
SANTOS, nat. de Pouso Alto, filho de Antônio dos Santos Silva
e Ângela Maria de Jesus; n.m. de Manoel Antônio Simões (irmão
de Inácio Rodrigues Simões, avô paterno de Ana) e Maria da
Graça de Jesus. Ela faleceu em Itajubá em 15-OUT-1849, dei-
xando apenas uma filha: Maria Inácia dos Santos, nascida em
Cristina em 15-SET-1848, que em Itajubá em 1868, C.c. seu pri-
mo Antônio de Vilas Boas Simões, nat. de Cristina, nascido em
8-MAIO-1843, filho de Domingos de Vilas Boas Simões e Maria
da Graça de Jesus. Este casal, por sua vez, deixou apenas uma fi-
lha: Mariana Inácia de Vilas Boas, bat. em Itajubá em 1882, que
em Cristina, em 4-FEV-1899, C.c. João Ribeiro de Souza, nat. da
mesma cidade, filho do Cap. João Capistrano Ribeiro e de Maria
Teodora de Carvalho; a mesma veio a falecer em Maria da Fé em
10-OUT-1911, deixando sete filhos menores.
3 (V)- JOAQUIM INÁCIO DE VILAS BOAS, que segue.
4 (V)- INÁCIA MARIA DE VILAS BOAS, nascida em Cristina, em
14-JUL-1844. Por volta de 1857, C.c. seu primo ANTÔNIO
INÁCIO DE VILAS BOAS, nat. de Cristina, nascido em 1838,
filho de Manoel Inácio de Vilas Boas (irmão de José Inácio Si-
mões, pai da noiva) e de sua segunda esposa Altina Maria de Vi-
las Boas; n.m. de José de Vilas Boas Oliveira e Genoveva Cân-
dida de Vilas Boas. Ele faleceu em 20-JUN-1904 e ela em 12-
OUT-1916, ambos em Natércia. Tiveram pelo menos 3 filhos:
Joaquim Inácio, João Inácio e Maria Aquina de Vilas Boas (C.c.
Joaquim Francisco de Almeida).
5 (V)- JOSÉ INÁCIO DE VILAS BOAS, segue no § 9º.
Revista da ASBRAP nº 17 177

V- JOAQUIM INÁCIO DE VILAS BOAS (“Juquira”), nascido em Itajubá


em 1836. Em Cristina, no oratório privado da fazenda de Joaquim Batista
da Silva, em 15-OUT-1860, C.c. sua prima MARIA JOAQUINA DO
ESPÍRITO SANTO, nat. de Cristina, nascida em 1º-AGO-1843, filha de
Joaquim Batista da Silva (§ 2º nº IV) e de Ana Vitória do Espírito Santo.
Residiam no Bairro Campo Redondo, onde ela faleceu precocemente em
25-DEZ-1961, deixando apenas um filho. Enviuvando-se, Joaquim Inácio
teve um filho natural com HONÓRIA MARIA DO ESPÍRITO SANTO,
nat. de Cristina, nascida cerca de 1840, que veio a falecer em 1-JUN-1917.
Em Cristina, em 10-OUT-1874, ela C.c. Ezequiel Luiz Rodrigues, nat. da
mesma cidade, que passou a ser o pai adotivo da criança. Citamos o filho
legítimo de Juquira com Maria Joaquina, natural de Cristina:
1 (VI)- JOÃO INÁCIO DE VILAS BOAS (“Jico”), nascido em 3-AGO-
1861. No oratório de Manuel Batista da Silva, da Fazenda das
Posses, filial da Matriz de Cristina, em 7-FEV-1885, C.c. sua
prima ANA RIBEIRO DE JESUS, nat. de Cristina, nascida no
Bairro Campinho em 1868, filha de Gabriel Borges de Oliveira e
Maria Ribeiro da Silva, casal que será referido no § 15º nº V. O
casal morou no Bairro Retiro, onde faleceu ela em 21-MAIO-
1934 e ele em 21-NOV-1942. Deixaram 6 filhos: Joaquim Inácio,
Maria, José Inácio, Ana Inácia (Fia), Agripina (Quita) e Maria
Inácia (Miquita). O pai de João Inácio, Juquira, passou a morar
com o filho. Juquira faleceu neste mesmo Bairro em 6-AGO-
1910. Sendo bom carpinteiro, foi o responsável pelos firmes ali-
cerces de madeira da casa antiga, que ainda existem em seu po-
rão nos dias atuais.
Segue o filho natural de Juquira e Honória:
2 (VI)- AVELINO SIMÕES DE VILAS BOAS, nat. de Cristina, nascido
em 20-JUL-1866. Aí mesmo, em 9-OUT-1887, C.c. ANA
FLAUSINA DE JESUS, nat. também de Cristina, nascida em 19-
NOV-1872, filha de Joaquim Rodrigues da Silva e sua primeira
esposa Flausina Maria de Jesus, ambos nat. de Cristina; n.p. de
Vicente Rodrigues da Silva e Maria Joaquina de Jesus; n.m. de
Germano Antônio dos Santos e Maria Silvéria de Jesus. O casal
morou no Bairro Campo Redondo, na sede da cidade de Maria da
Fé e por fim, por alguns dos filhos casados residirem no Bairro
Beleza, Cristina, passaram a habitar nessa localidade, onde fale-
ceram; ele 21-NOV-1931 e ela em 19-MAR-1933. Deixaram 9
filhos: Maria Vitória, José (Zezico), Antônio (Totó), Benedito,
178 Genealogia da família “Batista” de Maria da Fé e Cristina no Sul de Minas

João, Joaquim, Mário e Maria Vitória (nascida depois do óbito


da irmã mais velha de mesmo nome).

§ 9º
V- JOSÉ INÁCIO DE VILAS BOAS (filho de Gertrudes Maria do Espírito
Santo, § 8º nº IV), nascido em Cristina, em 27-ABR-1845. Aí mesmo, em
1º-OUT-1866, no Oratório de Daniel Batista da Silva, C.c. MARIANA
FRANCISCA DO NASCIMENTO, nascida também em Cristina em 25-
FEV-1845, filha de Daniel Batista da Silva e Gertrudes Maria de Jesus, ca-
sal que será referido no § 21º nº IV. Ela faleceu por volta de 1882 e ele em
17-NOV-1906, ambos no Bairro Três Pinheiros, Cristina.
Baseado em informações de processos matrimoniais e de tradição oral, pu-
demos observar que Mariana Francisca do Nascimento não foi muito fiel
ao seu marido. Em seu inventário, aparecem três filhos que ela já tinha an-
tes de se casar com José Inácio: Joaquim Rodrigues da Silva, Maria e Eu-
gênio Batista da Silva. E dos presumidamente legítimos deve-se retificar as
paternidades de Izaías Inácio de Vilas Boas (filho de Antônio Inácio de
Vilas Boas, esposo de Inácia Maria de Vilas Boas, citada no § 8º nº V, se-
gundo informações de seu processo matrimonial) e de Joaquim Daniel So-
brinho (filho de José Bueno da Silva Sobrinho, citado no § 3º nº IV, con-
forme dados de tradição oral, que justificam seu apelido como “Joaquim
Bueno”). Relação dos filhos do casal, todos batizados em Cristina:
1 (VI)- IZAÍAS INÁCIO DE VILAS BOAS, nascido em 3-MAR-1867.
Em Pedralva, em 6-NOV-1900, na Fazenda da Pedra Branca,
C.c. TEODORA MARIA DE JESUS, nascida em Cristina em
24-ABR-1882, filha de José Batista da Silva Sobrinho (“Zequi-
nha Batista”) e de Francisca Carolina de Oliveira, ambos nat. de
Cristina, a serem referidos no §14º nº V. O casal morava em Ma-
ria da Fé, sendo proprietário da Fazenda do Bairro Goiabal, de-
pois na Fazenda da Lage, e por fim, mudou-se para Itajubá, onde
faleceu, ele em 4-JAN-1948 e ela, por volta de 1950. Tiveram
nove filhos: Maria (Filhinha), José (Nenê), Joaquim, Ana (Nini-
ca), Maria Albertina, Antônio, João, Júlia e Mariana. A maioria
de seus descendentes reside em Itajubá-MG.
2 (VI)- JOSÉ INÁCIO DE VILAS BOAS (“Juca”), nascido em 1870.
Em Cristina, em processo matrimonial de 26-AGO-1890 pediu
licença para C.c. sua prima MARIANA FLORA DO ESPÍRITO
SANTO, nascida em Natércia, em 24-SET-1872, filha de Do-
mingos Bueno de Camargo e de Alexandrina Flora do Espírito
Santo (irmã de Mariana Francisca, mãe do noivo). Ela faleceu em
Revista da ASBRAP nº 17 179

Pedralva, no Bairro das Contendas em 31-AGO-1940, ele faleceu


em Jaboti-PR cerca de 1960. Tiveram três filhos: José Inácio da
Silva, Antônia e Maria José, todos residentes naquela cidade.
3 (VI)- JOAQUIM DANIEL SOBRINHO (“Joaquim Bueno”), nascido
em 1873. Em Itajubá, em 25-OUT-1890, C.c. ALEXANDRINA
DA GRAÇA DE JESUS, nat. de Itajubá, filha de José Rodrigues
dos Santos e Maria da Graça de Jesus; n.p. de Antônio dos San-
tos Silva e de Ângela Maria de Jesus; n.m. de Domingos de Vilas
Boas Simões (irmão de Ângela Maria de Jesus) e de Maria da
Graça de Jesus. Eles residiram no Bairro Rio Manso, Itajubá, on-
de faleceram; ele em 15-SET-1943, ela após essa data. Deixaram
4 filhos: José Daniel, Ana Daniel, João Bueno, Joaquim Bueno.
4 (VI)- DOMINGOS INÁCIO DE VILAS BOAS (“Mingo Inácio”),
nascido em 1876. Em Virgínia, por volta de 1905, C.c. SABINA
MARIA DA CONCEIÇÃO, nascida aí mesmo por volta de
1882, filha de Joaquim Pinto de Souza e Purcina Maria da Con-
ceição, ambos falecidos em 1911, no Bairro São Francisco, Vir-
gínia; n.p. de Inácia de Siqueira; n.m. de Joaquim da Silva Cam-
pos, nat. de Pouso Alto e de Jesuína Carolina de Siqueira, nat. de
Cristina. O casal passou a residir no Bairro Rio Manso, onde fa-
leceu; ele, por volta de 1936 e ela, aproximadamente em 1934.
Eles tiveram 8 filhos, a maioria residindo no Estado do Paraná.
Domingos Inácio teve dois filhos adulterinos com
HENRIQUETA BERNARDINA DO ESPÍRITO SANTO, nat.
de Cristina, nascida cerca de 1880, falecida em 4-DEZ-1920, no
Bairro Jardim, Maria da Fé. São estes filhos: Antônio Domingos
de Vilas Boas, (“Antônio Henriqueta”), nascido em 22-SET-
1902, falecido em Wenceslau Braz-PR e Mariana Bernardina,
casada com João Orozimbo, residentes e falecidos no Bairro Rio
Manso.

§ 10º
IV- JOÃO BATISTA DA SILVA BRAGA (filho de João Batista da Silva, §
2º nº III), bat. em Itajubá em 27-ABR-1808, com três meses. Conhecido
como “João Batista Fanho”. Por volta de 1832, C.c. LUIZA MARIA DO
ESPIRITO SANTO, nat. de Cristina, nascida por volta de 1811, filha do
Tenente José da Silva Braga, natural de Braga, Portugal e de Maria Luiza
das Neves, nat. de Aiuruoca, já citados em § 2º nº V. Moravam no Sítio do
Monte, em Cristina, onde faleceram: ele em 4-MAR-1889 e ela em 15-
SET-1891. Filhos do casal, todos naturais de Cristina:
180 Genealogia da família “Batista” de Maria da Fé e Cristina no Sul de Minas

1 (V)- MARIA HONÓRIA DE JESUS, nascida em 1835. Por volta de


1852, C.c. FRANCISCO DA SILVA CAMPOS, nat. de Pouso
Alto, nascido por volta de 1832, filho de José da Silva Campos,
nascido em 7-JUN-1792 e de Ana Inácia da Conceição, nascida
cerca de 1800, naturais de São João Del Rei-MG, onde se casa-
ram em 12-FEV-1816. N.p. de José da Silva Campos, natural da
Freguesia de São Pedro dos Avintes, Comarca da Feira, Bispado
de Porto, Portugal e de Antônia Ribeiro da Silva, nascida em
Barbacena-MG em 1746; n.m. de Joaquim José Ribeiro e Rita
Vitória do Carmo. Eles residiam no Sítio do Monte, Cristina,
onde faleceram; ele, em 6-JUL-1901 e ela em 11-SET-1917.
Deixaram 10 filhos: Maria Inácia, José, Ana Inácia, Joaquim,
Francisca, João, Jovina, Umbelina, Clementino e Saturnina.
2 (V)- JOÃO BATISTA DA SILVA BRAGA, nascido cerca de 1838.
Em Cristina, no Oratório de Joaquim da Silva Campos, em 8-
JAN-1861, C.c. ANA FELICIDADE DE JESUS, nat. de Cristi-
na, nascida em 14-JUL-1843, filha de Joaquim da Silva Campos
e Jesuína Carolina de Siqueira; n.p. de José da Silva Campos e
Ana Inácia da Conceição; n.p. de Luiz Antônio Grilo e Silvéria
de Siqueira. Sua esposa faleceu em 1867, não deixando filhos
deste consórcio. Na mesma cidade, em 23-NOV-1869, o viúvo
C.c. MARIA GERTRUDES DO NASCIMENTO, nascida aí
mesmo em 1854, filha de Daniel Batista da Silva e Gertrudes
Cândida de Jesus (§ 21º nº IV). Deste matrimônio, ficou só um
filho: João Batista do Nascimento, nascido em Cristina em 1873,
que em Tomazina-PR aos 22-JUL-1899, C.c. Maria Inácia de
Jesus, nascida em Cristina em 24-FEV-1880, filha de Honório
Batista da Silva e Rosária Maria de Jesus. O casal João Batista e
Maria Gertrudes faleceu no Paraná, assim como seu filho.
3 (V)- JOAQUIM BATISTA BRAGA, que segue.
4 (V)- VICENTE BATISTA BRAGA, que segue no § 11º.
5 (V)- ROSÁRIA MARIA DE JESUS, nascida em 8-JAN-1850. Em
Cristina, no Oratório da Fazenda da Cachoeira Alta, em 20-JUL-
1866, C.c. HONÓRIO BATISTA DA SILVA, nascido em Cris-
tina, em 13-NOV-1849, filho de José Batista da Silva (§ 16º, nº
IV) e de Maria Inácia de Jesus. Eles residiam no Sítio do Monte,
Cristina. Por volta de 1899, se mudaram para Tomazina-PR. Lá
faleceram; ele, em 13-JUL-1914; ela, em 15-SET-1914. Tiveram
pelo menos 10 filhos: João, José, Delfino, Norberto, Moisés,
Guilhermino, Maria Inácia, Joaquim, Ana e Ovídio.
Revista da ASBRAP nº 17 181

V- JOAQUIM BATISTA BRAGA, nascido em 19-JUL-1842. Em Cristina,


no Oratório privado de Manuel Batista da Silva, em 22-JUN-1863, C.c.
JOAQUINA BATISTA DA SILVA, nascida em Cristina em 1846, filha
de Manuel Batista da Silva e Francelina Maria de Vilas Boas, que serão re-
feridos no § 19º nº IV. O casal residia no Sítio do Monte, onde ela faleceu
em 2-MAIO-1887 e ele em 13-JAN-1913. Filhos do casal, batizados em
Cristina, naturais do Sítio do Monte:
1 (VI)- BENEDITA MARIA DE JESUS, nascida em 23-MAR-1866.
Em Cristina, em 17-MAIO-1879, C.c. seu tio ANTÔNIO
BATISTA DA SILVA, nascido aí mesmo em 1860, filho de Ma-
nuel Batista da Silva e de Francelina Maria de Vilas Boas. O ca-
sal residiu em Itajubá, onde veio a falecer, deixando 6 filhos: Jo-
sé, João, Adolfina, Moisés, Florentina e Maria.
2 (VI)- MINERVINA MARIA DE JESUS, nascida em 6-FEV-1872. Em
Cristina, no Oratório de Joaquim Batista Braga, em 8-MAIO-
1888, C.c. JOAQUIM BORGES DA SILVA, nat. de Cristina,
nascido em 31-AGO-1865, filho de Antônio Borges de Oliveira e
Maria Teodora de Jesus; n.p. de Francisco Borges de Oliveira e
Mariana Perpétua do Espírito Santo; n.m. de Joaquim da Silva
Campos e Jesuína Carolina de Siqueira. O casal se mudou para
Tomazina-PR, onde faleceu, tendo 8 filhos: Egídio, Carmelinda,
José, Maria José, Benedito, Petronilha, Isabel e Antônio Borges
da Silva.
3 (VI)- AMÉLIA BATISTA BRAGA, nascida em 1877, faleceu solteira
no Sítio do Monte em 25-SET-1910.
4 (VI)- BENVINDA MARIA DO ESPÍRITO SANTO, nascida em 28-
DEZ-1881. Em Cristina, em 7-FEV-1903, C.c. VALENTIM
SOARES DA CUNHA, nascido aí mesmo em 1874, filho de Pe-
dro Soares da Cunha e Leonor Dias da Rosa; n.p. de Manoel So-
ares da Cunha e Maria Bernardes de Jesus; n.m. de João Soares
Guimarães (irmão de Manoel Soares da Cunha) e Maria Luiza de
Jesus. O casal viveu em Cristina, onde ele faleceu em 16-NOV-
1924 e ela, por volta de 1950. Tiveram 6 filhos: Benedito, Maria
Joaquina, Pedro, Sebastiana, Juvenal e Maria Madalena.
5 (VI)- MARIA JOAQUINA DO ESPÍRITO SANTO, nascida em 1884,
faleceu solteira em Cristina em 26-NOV-1903.

§ 11º
182 Genealogia da família “Batista” de Maria da Fé e Cristina no Sul de Minas

V- VICENTE BATISTA BRAGA (filho de João Batista da Silva Braga, §


10º nº IV), nascido em Cristina, em 1847. Em Cristina, no Oratório de
Manuel Batista da Silva, em 1º-MAIO-1865, C.c. ANA ROSA DO
ESPÍRITO SANTO, nascida na mesma cidade em 2-SET-1844, filha de
Manuel Batista da Silva e Francelina Maria de Vilas Boas (casal a ser refe-
rido no § 19º nº IV). Moravam no Sítio do Monte, onde ela faleceu, por
volta de 1870, deixando três filhos. Em Cristina, em 27-OUT-1872, o viú-
vo C.c. ANA INÁCIA DA CONCEIÇÃO, nascida aí mesmo em 1855, fi-
lha de Joaquim da Silva Braga e Antônia Ribeiro da Silva; n.p. do Tenente
José da Silva Braga e Maria Luiza das Neves; n.m. de José da Silva Cam-
pos e Ana Inácia da Conceição. O casal se mudou para Jaboti-PR, onde ela
faleceu em 12-JAN-1918 e ele, por volta de 1922, tendo um filho desta
união. Seguem os descendentes de Vicente Batista Braga, todos batizados
em Cristina. Do primeiro consórcio com Ana Rosa do Espírito Santo:
1 (VI)- PORFÍRIO BATISTA DA SILVA, nascido em 23-FEV-1866,
C.c. MARIA FLAUSINA DAS DORES, já referida no § 2º nº V,
filha de Manoel Pereira Goulart e Maria Flausina de Jesus.
2 (VI)- SEBASTIÃO BATISTA DA SILVA, nascido em 13-AGO-1868.
Em Cristina, em 7-FEV-1891, C.c. JÚLIA MARIA DO
ESPÍRITO SANTO, nascida aí mesmo em 22-JUN-1872, filha
de Juvêncio Batista da Silva e Ana Antônia do Espírito Santo;
n.p. de José Batista da Silva (§ 16º nº IV) e Maria Inácia de Je-
sus. Ela faleceu em 13-JUN-1892, sem deixar filhos. Em Cristi-
na, em 14-JUN-1894, ele C.c. ZULMIRA MARIA DO
ESPÍRITO SANTO, nascida aí mesmo em 1877, irmã da primei-
ra esposa. Eles se mudaram para Tomazina-PR por volta de
1897. Ela faleceu por volta de 1918, deixando 5 filhos. Em To-
mazina-PR, em 24-SET-1920, o viúvo C.c. PEDRA ALVES DE
OLIVEIRA, nat. de Barbosa-PR, nascida por em aproximada-
mente 1898, filha de Antônio de Almeida dos Santos e de Josefa
Tibúrcia de Oliveira. Ela faleceu em Tomazina-PR em 6-MAIO-
1936.
3 (VI)- MANOEL BATISTA DA SILVA, nascido cerca de 1870. Em
Cristina, em 30-JAN-1894, C.c. TEREZA ISABEL DE JESUS,
nascida aí mesmo em 1870, filha de Antônio Borges de Oliveira
e Maria Vitória do Espírito Santo (a ser referida no § 16º nº V).
O casal se mudou para Tomazina-PR, onde faleceu; ela, antes de
1929, ele depois deste ano. Tiveram pelo menos dois filhos: Ana
Inácia (C.c. João Jardim de Almeida) e José Batista da Silva.
Revista da ASBRAP nº 17 183

Do segundo consórcio com Ana Inácia da Conceição


4 (VI)- JOSÉ CLARO DA SILVA (“José Batista”), nascido em 12-
AGO-1878. Em Tomazina-PR, em 27-OUT-1900, C.c. SÍLVIA
MARIA BRIGIDA DE OLIVEIRA, nascida em 1885, nat. de
São José da Boa Vista-PR, filha de Francisco Inácio Mariano de
Oliveira e Salustiana Maria do Monte Carmelo. O casal residia
em Tomazina-PR, onde faleceu.

§ 12º
IV- ESCOLÁSTICA MARIA DE JESUS (filha de João Batista da Silva, § 2º
nº III), nat. de Itajubá. Aí mesmo, em 19-NOV-1827, C.c. VENÂNCIO
ANTÔNIO DIAS, nat. de Aiuruoca, filho natural de Maria Dias. Escolás-
tica faleceu antes de 1844, deixando três filhas, naturais de Itajubá:
1 (V)- MARIA ESCOLÁSTICA DE JESUS, que segue.
2 (V)- GERTRUDES BATISTA DE JESUS, nascida em 1832. Em
Cristina, em 2-JUN-1848, C.c. VICENTE ANTUNES DE
LIMA, nat. da mesma cidade, nascido por volta de 1823, filho de
Francisco Antunes de Lima e Hipólita Maria de Siqueira. Tive-
ram sete filhos, todos batizados em Cristina.
3 (V)- MARIANA ESCOLÁSTICA DE JESUS, nascida em 1833. Em
Cristina, em 26-MAIO-1849, C.c. ANTÔNIO FRANCISCO
DOS SANTOS, nat. de Cristina, filho de Francisco Albertano Pi-
res e de Maria da Conceição. Tiveram 8 filhos. Moravam em Ita-
jubá, onde faleceram; ele, em 13-FEV-1891 e ela, em 4-DEZ-
1892.

V- MARIA ESCOLÁSTICA DE JESUS, nascida em 1830. Em aproximada-


mente 1844, C.c. ANTÔNIO MOREIRA SIDE, nat. de Pouso Alto, nasci-
do por volta de 1823, filho de José Moreira Side, nat. de Baependi e de
Ana Brígida de Carvalho; n.p. de Antônio Moreira Side e Antônia Maria
de Jesus; n.m. de Antônio João de Carvalho e Brígida Maria, casados em
29-NOV-1792 em Aiuruoca. Ela faleceu por volta de 1867. Em Itajubá,
em 27-NOV-1870, o viúvo C.c. Maria Verônica Juliana, nat. daquela ci-
dade; não tendo filhos deste consórcio. Ele faleceu no Bairro Grota, Maria
da Fé, em 27-DEZ-1882. Teve 4 filhos do primeiro consórcio com Maria
Escolástica:
1 (VI)- MARIA JULIANA DE JESUS, que segue.
2 (VI)- JOAQUIM MOREIRA DA SILVA, nascido em Cristina, em
20-AGO-1846. Por volta de 1865, C.c. MARIANA CRISPINA
DE SOUZA, nat. de Cristina, filha de Domingos Crispim de
184 Genealogia da família “Batista” de Maria da Fé e Cristina no Sul de Minas

Souza e Mariana Crispina de Souza. Residiram no Bairro da


Grota, onde faleceram no Bairro Grota onde, ela, em 19-NOV-
1904; ele, em 23-JUL-1920. Deixaram 6 filhos: Maria Escolásti-
ca, José, João Moreira, Ana Ribeiro, Idalina e Maria Braz.
3 (VI)- JOSÉ MOREIRA DA SILVA, nascido em Itajubá, em 6-JAN-
1860, mentecapto.
4 (VI)- GALDINA MARIA DE JESUS, nascida em 1863, também
mentecapta.

VI- MARIA JULIANA DE JESUS, nascida em Cristina, em 9-JAN-1845. Por


volta de 1862, C.c. LINO VICENTE DE MELO, de filiação desconhecida.
Ela faleceu em Maria da Fé, em 1º-JUL-1911. Deixou um filho, natural de
Cristina:
1 (VII)- JOAQUIM LINO DE ALMEIDA, nascido em 12-MAIO-1864.
Por volta de 1885, C.c. MARIA LUIZA DO ESPÍRITO SANTO,
filha de Francisco Antônio de Almeida e Balbina Evarista da
Conceição; n.p. de Barnabé José de Almeida e de Maria Luiza de
Jesus; n.m. de João Vieira Ribeiro e Maria Inácia de Jesus. Ela
faleceu em Maria da Fé, em 27-JAN-1927 e ele no Bairro Cam-
pestre, Pedralva, em 8-ABR-1939. Deixaram sete filhos: José,
João, Antônio, Sebastião, Maria, Benedita e Olívia.

§ 13º
IV- JOAQUIM BATISTA DA SILVA (filho de João Batista da Silva, § 2º nº
III), nat. de Itajubá, bat. no Oratório da Glória, filial da Matriz de Pouso
Alto em 15-JAN-1812. Em Itajubá, em 6-NOV-1832, C.c. EMILIANA
CÂNDIDA DE JESUS, nat. de Pouso Alto, filha de Pedro Joaquim de
Lima e Branca Maria de São José, nat. também de Pouso Alto; n.p. Pedro
de Souza Lima, nat. de Barbacena e de Inácia Carvalho da Silva; n.m. de
Manoel José da Silva e Ana Vitória da Silva. Não teve filhos deste primei-
ro consórcio. Enviuvando-se, Joaquim Batista contraiu segundas núpcias.
Cerca de 1840, C.c. ANA VITÓRIA DO ESPÍRITO SANTO, nat. de
Cristina, nascida por volta de 1822, filha do Tenente Domingos Rodrigues
de Siqueira e de Mariana Francisca do Nascimento, já citados. Joaquim
Batista da Silva ficou residindo na sede da fazenda dos Campos de Maria
da Fé, onde ele faleceu em 3-ABR-1881. Sua esposa faleceu em 13-JAN-
1902, no Sítio do Monte, Cristina. Filhos do casal, todos naturais de Cris-
tina:
1 (V)- DOMINGOS BATISTA DA SILVA, que segue.
Revista da ASBRAP nº 17 185

2 (V)- MARIA JOAQUINA DO ESPÍRITO SANTO, nascida em 1º-


AGO-1843. C.c. JOAQUIM INÁCIO DE VILAS BOAS, já refe-
rido § 8º nº V, filho de José Inácio Simões e Gertrudes Maria do
Espírito Santo.
3 (V)- ANA JOAQUINA DO ESPÍRITO SANTO, nascida em 20-
MAR-1845. No ano de 1861, C.c. JOSÉ CUSTÓDIO DE
SIQUEIRA, nascido em 25-MAIO-1843, nat. de Cristina, filho
de Custódio de Siqueira Pinto e de Maria do Nascimento de Je-
sus, residentes no Bairro Campinho, Maria da Fé; n.p. de Isidoro
de Siqueira Pinto e de Antônia Maria de Jesus, residentes no
Bairro Beleza; n.p. de José da Silva Campos e Ana Inácia da
Conceição. José Custódio residiu com sua esposa na sede de sua
fazenda no Bairro das Posses, onde morou sua neta “Naninha”; aí
nasceram todos seus 9 filhos, batizados em Cristina. Sua esposa
faleceu em 6-MAIO-1889 e ele em 12-FEV-1915, ambos no
Bairro Posses.
4 (V)- JOSÉ BATISTA DA SILVA, nascido em 1847. Em Cristina, no
oratório privado de seu sogro, em 5-SET-1868, C.c. INÁCIA
TEODORA DE CARVALHO, nascida em Carmo de Minas em
20-NOV-1851, filha de Bernardo Teixeira de Carvalho Porto e
Maria Teodora de Carvalho. O casal morava no Bairro Tijuco
Preto. Ele era conhecido como “Zeca Batista do Tijuco Preto”.
Faleceram em Maria da Fé, ele, em 9-NOV-1911 e sua esposa em
30-JUN-1920. Tiveram 9 filhos: Maria Teodora, Bernardo, José
(Nhonhô), Pedro, Ana Teodora, Rita, Benedito e João.
5 (V)- JOÃO BATISTA DA SILVA, nascido cerca de 1849. Em Cristi-
na, no Oratório privado de Antônio Batista da Silva, 25-NOV-
1865, C.c. ROSÁRIA MARIA DE VILAS BOAS, nascida em
Cristina, em 1856, filha de Joaquim Bueno de Vilas Boas e Ma-
ria Vilas Boas da Silva (citados no § 8º nº V). Ela faleceu, dei-
xando pelo menos 2 filhos: José Batista da Silva (Zezinho) e Ma-
ria Rosária. Ficando viúvo, em Natércia, em 24-JUN-1879, C.c.
ALTINA MARIA DE JESUS, nascida aí mesmo em 5-MAR-
1864, filha de Francisco de Vilas Boas Simões e Maria Angélica
do Espírito Santo; n.p. de Manoel Inácio de Vilas Boas e Rosária
Maria de Alvarenga; n.m. de José Rodrigues Airão e Francisca
Maria de Jesus. Moraram em Conceição das Pedras-MG, onde
faleceram; ela, em 21-NOV-1912 e ele, em 1913. Deixaram deste
consórcio pelo menos 6 filhos, residentes na supracitada cidade:
186 Genealogia da família “Batista” de Maria da Fé e Cristina no Sul de Minas

Maria, Joaquim, Rosária Batista de Oliveira, Ana Batista de Vi-


las Boas, Benedito e João Batista da Silva.
6 (V)- MARIANA FRANCISCA DO ESPÍRITO SANTO, nascido cer-
ca de 1851. Em Cristina, no Oratório privado de Joaquim Batista
da Silva, em 3-OUT-1866, C.c. FELÍCIO AVELINO DA
SILVA, nascido na mesma cidade, por volta de 1849, filho de
Manoel Joaquim da Silva e Galdina Maria do Espírito Santo. Ela
faleceu em 11-MAR-1897, no Bairro Mata do Isidoro, Maria da
Fé. Não sabemos se teve posteridade. Supõe-se que seu esposo
tenha se mudado para o Paraná.
7 (V)- ANTÔNIO BATISTA DA SILVA SOBRINHO (“Nico Batis-
ta”), nascido em 1855. Em Cristina, no Oratório privado de José
Lino de Oliveira, em 9-MAIO-1874, C.c. ANA JOAQUINA DA
CONCEIÇÃO, nat. de Cristina, nascida em 1857, filha de Maria
do Nascimento de Jesus e seu segundo esposo José Lino de Oli-
veira, residentes no Bairro Campinho; n.p. de Francisco Borges
de Oliveira e Mariana Perpétua do Espírito Santo; n.m. de José
da Silva Campos e Ana Inácia da Conceição. Ela faleceu no Bair-
ro Posses, em 17-JUN-1896, deixando 8 filhos: Maria Olinda,
José Batista, Ana Joaquina, Joaquim Batista, Rosária Olinda, Jo-
ão Batista, Antônia Olinda e Benedito Batista. Ele contraiu se-
gundas núpcias com ANA CÂNDIDA DA CONCEIÇÃO, nat.
de Virgínia, viúva de Terebentino Pereira da Silva, que já tinha 2
filhas do primeiro casamento. Deste segundo consórcio, tiveram
3 filhas: Filomena, Isabel e Isalina (solteira). Ele faleceu em Cris-
tina em 8-ABR-1917 e sua segunda esposa em 5-JUN-1939 no
Bairro Tijuco Preto, Maria da Fé.
8 (V)- FELICIDADE PERPÉTUA DE JESUS, nascida em 1857. Em
Cristina, na Fazenda de Joaquim Batista da Silva, em 30-JUN-
1873, C.c. AMÉRICO DE OLIVEIRA MENDES, nat. de Cristi-
na, nascido em 10-MAIO-1846, filho de Francisco de Oliveira
Mendes e Teodora Maria do Espírito Santo. Residiam em Con-
ceição das Pedras, onde ele faleceu em 5-JAN-1924 e ela em 15-
AGO-1932. Deixaram 7 filhos.
9 (V)- FRANCISCO BATISTA DA SILVA (“Chico Batista”), nascido
em 1859. Por volta de 1880, C.c. MARIA CUSTÓDIA DO
ESPÍRITO SANTO (“Mariquita”), nascida em Cristina, em 16-
AGO-1865, filha de Gabriel Borges de Oliveira e sua primeira
esposa Ana Custódia do Nascimento. Moravam no Bairro Tijuco
Revista da ASBRAP nº 17 187

Preto e deixaram 10 filhos. Ele faleceu no Bairro Posses, em 12-


JAN-1910 e ela, no Bairro Lambari, Cristina, em 23-OUT-1932.
10 (V)- MANOEL BATISTA DA SILVA (“Maneco Batista”), nascido
em 2-NOV-1861. Em Delfim Moreira, em 1882, C.c.
UMBELINA MARIA DO ESPÍRITO SANTO, nascida em Cris-
tina, em 1865, filha de Francisco Borges de Oliveira Júnior e
Paula Geracina da Cruz, residentes no Bairro Mogiano, Delfim
Moreira; n.p. de Francisco Borges de Oliveira e de Mariana Per-
pétua do Espírito Santo; n.m. de João da Cruz e Silva e de Ana
Esméria de Jesus. O casal deixou 10 filhos e morava em Virgínia,
onde faleceu: ela, em 24-JUN-1912, no Bairro São Francisco e
ele por volta de 1940.
11 (V)- JOAQUIM BATISTA DA SILVA (“Joaquim Batista Peão”),
nascido em 30-MAR-1864. Por volta de 1882, C.c.
FRANCISCA MARIA DE JESUS, nascida em Cristina em 20-
OUT-1865, filha de Francisco da Silva Campos e Maria Honória
de Jesus, esta citada no § 10º nº V. O casal morava no Sítio do
Monte, Cristina, onde faleceu; ela em 6-JAN-1929 e ele, em
1933, deixando 4 filhas: Maria, Ana Inácia, Benedita e Elisa
12 (V)- PEDRO BATISTA DA SILVA, nascido em 3-NOV-1866. Em
Virgínia, em 14-OUT-1885, C.c. AGRIPINA MARIA DE
JESUS, nascida na mesma cidade em 12-DEZ-1865, filha de Jo-
aquim da Silva Campos e Jesuína Carolina de Siqueira, casal já
citado como pais de esposa de João Batista da Silva Braga Jú-
nior, referido no § 10º nº V. Ela faleceu em Cristina, em 29-JAN-
1889, deixando 2 filhos: José e Joaquim Batista Campos. Em Pe-
dralva, em 9-NOV-1899, ele C.c. MARIANA FRANCISCA DO
NASCIMENTO, já citada em § 4º nº IV, filha de Joaquim Ro-
drigues de Siqueira e Rosária Maria de Alvarenga.

V- DOMINGOS BATISTA DA SILVA, nascido em 14-JAN-1842. Em Cris-


tina, em 15-OUT-1860, C.c. MARIA INÁCIA DE VILAS BOAS, nascida
em Cristina, em 20-JUN-1843, filha de Antônio Batista da Silva (§ 2º nº
IV) e Maria Vicência de Alvarenga. Ela faleceu por volta de 1864, sem
deixar filhos. Em Cristina, em 25-MAIO-1864, ele C.c. FELICIDADE
MARIA DE VILAS BOAS, nascida em 1850 na mesma cidade, irmã da
primeira esposa. Ele faleceu em Itajubá em 27-JAN-1882 e ela, em 22-
JUN-1910, no Bairro Sabará, Itajubá. Tiveram deste segundo consórcio:
1 (VI)- MARIA INÁCIA DE VILAS BOAS, nascida em Cristina em 20-
FEV-1872. Aí mesmo, em processo matrimonial de 29-SET-
188 Genealogia da família “Batista” de Maria da Fé e Cristina no Sul de Minas

1888, pediu licença para C.c. JOAQUIM DE OLIVEIRA


MENDES, nascido em Cristina, em 1867, filho de Francisco de
Oliveira Mendes e Teodora Maria do Espírito Santo, já citados.
Ela faleceu em 17-JUN-1889, sem deixar filhos. Em Itajubá em
12-AGO-1891, o viúvo C.c. Maria Ribeiro da Luz, aí nascida em
1876, filha de Joaquim Ribeiro de Paiva Luz e Joaquina Ribeiro
de Santiago. Ele faleceu em 29-OUT-1918 em Maria da Fé.

§ 14º
IV- ANTÔNIO BATISTA DA SILVA (filho de João Batista da Silva, § 2º nº
III), nat. de Itajubá, nascido em 1º-SET-1815. Na Matriz de Santa Catari-
na, de Natércia, em 13-JAN-1840, C.c. MARIA VICÊNCIA DE
ALVARENGA, nat. de Cristina, nascida por volta de 1826, filha de Ma-
noel Inácio de Vilas Boas, nat. de Pouso Alto e de Rosária Maria de Alva-
renga, já referidos. O casal moravam no Bairro Lage, na Fazenda dos
Campos, onde veio a falecer em 1881, sendo ele em 31-MAIO-1881. Fi-
lhos do casal, todos naturais de Cristina:
1 (V)- ROSÁRIA MARIA DE ALVARENGA, nascida em 22-FEV-
1841. Por volta de 1855, C.c. FRANCISCO ANTÔNIO DE
CARVALHO (ou Francisco Corrêa de Carvalho), nat. de Cristi-
na, nascido em 1836, filho mais velho de José Corrêa de Carva-
lho e Ana Vitória da Conceição, residentes em Cristina; n.p. de
José Corrêa Simões, nat. de Baependi e Mariana Esméria de Je-
sus, nat. de Aiuruoca; n.m. de Manoel de Souza Portes, nat. de
Pouso Alto e Tomázia Maria de Mendonça, nat. de Aiuruoca. Ele
faleceu cerca de 1880. Tiveram 6 filhos: João José de Vilas Boas,
Maria, Marcolino Batista, Ana Vitória e Carolina Rosária. Já em
idade avançada C.c. OLÍMPIO DE PAULA VASCONCELOS.
2 (V)- MARIA INÁCIA DE VILAS BOAS, nascida em 20-JUN-1843.
C.c. com DOMINGOS BATISTA DA SILVA, (§ 13º nº V), fi-
lho de Joaquim Batista da Silva e Ana Vitória do Espírito Santo.
3 (V)- JOÃO BATISTA DA SILVA (“João da Beleza”), nascido em
1845. C.c. FRANCISCA CAROLINA DE JESUS, citada em §
3º nº VI, filha do Ten. José Joaquim do Espírito Santo e Felici-
dade Maria de Jesus.
4 (V)- FELICIDADE MARIA DE JESUS, nascida em 1850. Foi se-
gunda esposa de seu primo DOMINGOS BATISTA DA SILVA,
citado em § 13º nº V.
5 (V)- JOSÉ BATISTA DA SILVA SOBRINHO (“Zequinha Batista”),
nascido em 1854. Em Cristina, em 11-JUL-1876, C.c.
Revista da ASBRAP nº 17 189

FRANCISCA CAROLINA DE OLIVEIRA, nat. de Cristina,


nascida em 1855, filha de Francisco de Oliveira Mendes e de Te-
odora Maria do Espírito Santo. Eram os principais proprietários
do Bairro Pedra dos Batistas em Pedralva, onde faleceram; ele,
em 5-MAIO-1926 e ela, em 23-OUT-1935. Eles tiveram 9 filhos:
Maria Teodora, Joaquim, Ana Carolina (Nhana), Teodora, João,
José, Deolinda (Lica), Brasilina e Antônio.
6 (V)- MARIA INÁCIA DE JESUS (“Mariquinha”), nascida em 1857.
Por volta de 1875, C.c. JOSÉ RODRIGUES DE OLIVEIRA
(“Zeca Mendes”), nat. de Cristina, nascido em 12-JUN-1848, fi-
lho de Francisco de Oliveira Mendes e de Teodora Maria do Es-
pírito Santo. Moravam no Bairro Campo Redondo, Maria da Fé;
ele se tornou o maior proprietário deste Bairro, que passou a ser
conhecido também como “Bairro do Zé Mendes”. Ele faleceu em
1º-ABR-1922, tendo ainda hoje ilustre sepultura no cemitério da
cidade; e ela, em 9-MAIO-1936, ambos em Maria da Fé. Tiveram
5 filhos: Joaquim, Maria Inácia (Mulata), Ana, Teodora e José
(“Mendão”).

§ 15º
IV- MANUEL BATISTA DA SILVA (filho de João Batista da Silva, § 2º nº
III), bat. no Oratório do Ano Bom, filial da Matriz de Itajubá em 17-DEZ-
1820. Em Pouso Alto, em 1838, C.c. ANA RIBEIRO DA SILVA, nat. de
Pouso Alto, nascida por volta de 1825, filha de José da Silva Campos e
Ana Inácia da Conceição, nat. também de Pouso Alto, residentes na Fa-
zenda da Cachoeira Alta da Boa Vista, de Cristina, onde ela faleceu em
23-ABR-1867. Manuel Batista ficou residindo na propriedade de seus pais
na Fazenda das Posses, onde ele faleceu em 7-JAN-1888 e sua esposa em
29-AGO-1890. Filhos do casal, todos naturais de Cristina, da Fazenda
Posses:
1 (V)- JOAQUIM BATISTA CAMPOS, que segue.
2 (V)- JOSÉ BATISTA DA SILVA CAMPOS (“”Zeca Batista”), nas-
cido em 18-JUL-1846. Em Cristina, em 30-SET-1865, C.c.
MARIA JOAQUINA DE JESUS (“Marica Braga”), nat. de Cris-
tina, nascida por volta de 1849, filha de Joaquim da Silva Braga e
Antônia Ribeiro da Silva. O casal residia em fazenda no Bairro
Posses, depois se mudou para Maria da Fé, adquirindo uma casa
na atual Travessa Zeca Batista e depois na Av. João Pinheiro,
próximo à Igreja Matriz. Ele foi vereador e pessoa de grande in-
fluência na vida política de Maria da Fé. Sua esposa faleceu em
190 Genealogia da família “Batista” de Maria da Fé e Cristina no Sul de Minas

14-SET-1922 na referida casa. Ele faleceu na casa de seu genro


José Custódio, no Bairro Posses, em 14-MAR-1935. Tiveram 7
filhos: Maria Inácia, Joaquim Batista, Felicidade, José Batista,
Ana Inácia, Pedro Batista e Maria Arruda.
3 (V)- FRANCISCO BATISTA CAMPOS (“Chico Batista”), nascido
em 1849. Por volta de 1868 C.c. MARIANA OLINDA DE
OLIVEIRA (“Mariana Custódio”), nat. de Cristina, nascida em
1853, filha de José Lino de Oliveira e de Maria do Nascimento
de Jesus, residentes no Bairro Campinho. O casal foi proprietário
da fazenda do Bairro Retiro de Cima, Maria da Fé. Aí eles fale-
ceram; ele, em 23-FEV-1899; ela, em 1º-ABR-1915. Tiveram 6
filhos: Ana (Nana), Joaquim (Joaquim Chico), Maria (Mariqui-
ta), Felicidade, Rosária e José (Zeca Mariano).
4 (V)- MARIA RIBEIRO DA SILVA (“Maria Borges”), nascida em
12-JUN-1853. Em Cristina, na Fazenda de Manuel Batista da
Silva, em 1º-DEZ-1866, C.c. GABRIEL BORGES DE
OLIVEIRA, nat. de Cristina, nascido em 1836, viúvo de Ana
Custódia do Nascimento, falecida em 25-SET-1865, filho de
Francisco Borges de Oliveira e Mariana Perpétua do Espírito
Santo. Moraram no Bairro Campinho, onde faleceram; ele, em
29-ABR-1904 e ela, em 8-MAIO-1914. Tiveram 6 filhos desta
união: Ana, João, Francisco e José, Maria (“Mulata”) e Joaquim
(“Crioulo”). Este último se distanciou da família, passando a re-
sidir em local desconhecido.
5 (V)- MANUEL BATISTA CAMPOS, nascido em 1855. Na Matriz de
Virgínia, em 3-AGO-1875, C.c. MARIA LUIZA DO ESPÍRITO
SANTO, nat. de Cristina, nascida em 1856, filha de José da Silva
Campos e Maria Luiza do Espírito Santo. Residiram em Itajubá,
no Bairro Rio Manso, onde faleceram; ela, em 27-JUN-1918, ele,
em 5-JAN-1919, sepultados em Maria da Fé. Deixaram 8 filhos:
Pedro, José, Joaquim, Ana (solteira), Benedito, Antônio, Francis-
co, Maria Felicidade (C.c. José Henrique de Campos).
6 (V)- ANTÔNIA RIBEIRO DE JESUS, nascida em 1857. Em Cristi-
na, em 21-OUT-1873, C.c. JOAQUIM DELFINO DA SILVA
(“Quimquim Braga”), nat. de Cristina, nascido por volta de 1852,
filho de Joaquim da Silva Braga e de Antônia Ribeiro da Silva.
Moraram no “Córrego do Monjolo”, Bairro Reserva. Ela faleceu
em 26-OUT-1886, no Bairro Pedrão, Pedralva; tendo três filhas:
Maria, Rosária e Ana. Em Pedralva, em 11-OUT-1888, o viúvo
Revista da ASBRAP nº 17 191

C.c. Mariana Anselmo de Oliveira, filha de Joaquim José de Oli-


veira e Joaquina Pereira da Costa. Ele faleceu cerca de 1915.
7 (V)- GUILHERMINO BATISTA CAMPOS, nascido em 1858. Em
Oratório da fazenda das Posses, filial da Matriz de Cristina, em
19-SET-1893, C.c. ANA HONÓRIA DA SILVA, nat. de Cristi-
na, nascida em 1875, filha de José Guedes Ramos, nat. de Cristi-
na e Carolina Honória de Faria, nat. de Pouso Alto, residentes no
Bairro da Mata do Isidoro; n.p. de José Guedes Ramos e Genero-
sa Maria de Jesus, naturais de Cristina; n.m. de Domiciano Ribei-
ro da Silva e Maria Honória de Jesus, nat. de Pouso Alto. Residi-
ram na Fazenda das Posses, onde faleceram; ele, em 15-MAR-
1933 e ela, em 4-OUT-1955. Tiveram 7 filhos: Maria, José Gui-
lhermino, Ana (Donana), Cecília, Áurea, Joaquim Guilhermino e
Maria.
8 (V)- ANA RIBEIRO DE CAMPOS (“Sinhana do Cafundó”), nascida
em 1860. Na Matriz de Virgínia, em 3-AGO-1875, C.c. seu pri-
mo ANTÔNIO DA SILVA CAMPOS, nat. de Cristina, nascido
em 1854, filho de José da Silva Campos e Maria Luiza do Espíri-
to Santo. Residiram os primeiros anos de casados em Pouso Alto
e posteriormente em Maria da Fé, no Bairro Cafundó. Ele faleceu
em Virgínia em 31-JUL-1921; ela faleceu no Bairro Posses, Ma-
ria da Fé, em 18-NOV-1932. Tiveram 8 filhos: Maria, Rosária,
José, Antônio, Higina, Ernestina e Maria Alcina.
9 (V)- MOISÉS BATISTA CAMPOS, nascido cerca de 1862. Em Cris-
tina, em 4-JUL-1886, C.c. MARIA ESMÉRIA DE
GUIMARÃES, nat. de Cristina, nascida por volta de 1868, filha
de Amálio Justiniano Guimarães e Francisca Benícia de Maga-
lhães. Eles residiram no Bairro Posses, na sede da fazenda onde
morava Manuel Batista da Silva, atualmente residência de Idílio
Guilhermino de Campos. Faleceram no Bairro Posses; ela, em
30-MAR-1920, por queimadura (tentativa de suicídio); ele, em
1922. Não tiveram descendentes. Adotaram Pedro Ribeiro da
Luz (“Pedro Antônio”), sobrinho de Maria Esméria, filho de Al-
tina Cândida de Magalhães e José Ribeiro da Luz, que herdou as
terras dos pais adotivos. Pedro se mudou para o Paraná.
10 (V)- FELICIDADE MARIA RIBEIRO, nascida em 13-MAR-1864.
Em Cristina, em processo matrimonial de 4-JUL-1882 solicitou
licença para C.c. JOAQUIM CUSTÓDIO DE SIQUEIRA, nat.
de Cristina, nascido em 1862, filho de José Custódio de Siqueira
e Ana Joaquina do Espírito Santo (§ 13º nº V). Residiram no
192 Genealogia da família “Batista” de Maria da Fé e Cristina no Sul de Minas

Bairro Reserva, onde ela faleceu cerca de 1890, deixando um fi-


lho que faleceu em tenra idade. Em Cristina, em 27-FEV-1892, o
viúvo C.c. Maria das Dores de Siqueira, nat. de Cristina, nascida
em 1872, filha de Francisco Rodrigues de Siqueira e Teodora
Mendes de Oliveira. Ele faleceu no Bairro Reserva em 14-JAN-
1944 e sua segunda esposa aí mesmo em 16-OUT-1959.
11 (V)- JOÃO BATISTA CAMPOS (“Joãozinho Batista”), nascido em
3-AGO-1866. Em Cristina, em 25-ABR-1890, C.c. MARIA
TEODORA DAS DORES (“Mariazinha”), nat. de Cristina, nas-
cida em 1872, filha de José Batista da Silva (§ 13º nº V) e Inácia
Teodora da Silva. Moravam no Bairro Jardim, onde ela faleceu
em 6-OUT-1937. Ele faleceu em Wenceslau Braz-PR em 24-
JUN-1954. Não tiveram filhos. Adotaram Joaquim Batista Belo,
nascido em 29-SET-1909, sobrinho de Mariazinha, filho de Ber-
nardo Batista da Silva (“Belo”), que herdou as terras do casal.

V- JOAQUIM BATISTA CAMPOS (“Juquira Batista”), nascido por volta de


1842. Na fazenda de São Francisco, filial de Cristina, em 8-JAN-1867,
C.c. ANA INÁCIA DA CONCEIÇÃO, nat. de Cristina, filha de José da
Silva Campos e Maria Luiza do Espírito Santo; n.p. de José da Silva Cam-
pos e Ana Inácia da Conceição; n.m. de Luiz Antônio Grilo e Silvéria de
Siqueira. Residiam no Bairro do Jardim. Ele faleceu em 7-FEV-1892, no
Sítio do Monte, Cristina por infarto do miocárdio, em um baile realizado
após um mutirão, como era costume ser oferecido pelo beneficiário do ser-
viço para agradecer a seus colaboradores. Ela faleceu em 30-OUT-1920,
no Bairro Jardim. Eles tiveram apenas um filho, natural de Cristina:
1 (VI)- JOSÉ BATISTA DA SILVA SOBRINHO (“Zequinha Jardim”),
nascido em 19-SET-1868. Em Itajubá, em 7-FEV-1891, C.c.
ANA DELFINA DE JESUS, nat. de Itajubá, nascida por volta de
1874, filho de José Domingos Simões e Ana da Graça de Jesus,
residentes no Bairro Rio Manso; n.p. de Manoel Domingos Si-
mões e de Ana Clara de Mesquita; n.m. de José Rodrigues dos
Santos e de Maria da Graça de Jesus. O casal residia no Bairro
Jardim, onde veio a falecer; ela, em 16-SET-1928 e ele, em 17-
SET-1947. Zequinha Jardim era muito conhecido na região por
tratar os doentes com homeopatia.

§ 16º
III- ALEXANDRE BATISTA DA SILVA (filho de João Batista da Silva, do
§ 1º nº II), nascido em Jacareí em 1772, bat. em 11-ABR-1772. Na Matriz
Revista da ASBRAP nº 17 193

de Campanha, em 29-JUN-1799, C.c. FELIZARDA JOAQUINA DE


SOUZA, nat. de Barbacena-MG, bat. na Capela de Nossa Senhora da
Conceição, filial da Matriz de Barbacena, em 27-AGO-1775, filha de
Agostinho Teixeira da Fonseca, nat. da Freguesia de São Miguel do Sar-
zedo, Vila de Guimarães, Arcebispado de Braga, Portugal e de Ana de
Souza Lima, nat. de Barbacena, nascida em 1746, bat. na Capela de São
José do Ribeirão, filial da Matriz de Barbacena (MG), em 21-DEZ-1746.
Seus pais se casaram em 24-ABR-1770, na Capela de Nossa da Conceição
da Ibitipoca, filial da Matriz de Barbacena (MG), sendo ele, filho de Braz
Teixeira e Custódia da Fonseca e ela, filha de Pedro de Souza Lima e Isa-
bel de Siqueira Portes. Estes se casaram em 13-FEV-1741 na Matriz de
Nossa Senhora da Piedade da Borda do Campo, Barbacena (MG), sendo
ele nat. da Igreja de Nossa Senhora da Natividade, Santana do Parnaíba-
SP, filho de João Pereira e Alvarenga e de Maria de Souza Lima e ela, nat.
de Taubaté-SP, filha de Silvestre Diniz Pacheco e Ana Portes Del Rei.
Alexandre faleceu em Carmo de Minas em 04-ABR-1837, já em
estado de viúvo. Era dono da Sesmaria da Cachoeira Alta da Boa Vista em
Cristina. Segue a relação dos filhos, conforme seu inventário, todos natu-
rais de Pouso Alto:
1 (IV)- JOSÉ BATISTA DA SILVA, que segue.
2 (IV)- ANA MARIA DE JESUS, nascida cerca de 1806. Em Carmo de
Minas, em 22-MAIO-1835, C.c. JOAQUIM SILVÉRIO
BARBOSA, nat. de Pouso Alto, filho de João José Barbosa e
Francisca da Chagas. Tiveram pelo menos 7 filhos, todos naturais
de Cristina.
3 (IV)- JOÃO BATISTA DA SILVA, que segue no § 18º.
4 (IV)- MANOEL BATISTA DA SILVA, que segue no § 19º.
5 (IV)- JOAQUIM BATISTA DA SILVA, nascido cerca de 1812. Em 7-
JUN-1838, em Pouso Alegre-MG, C.c. VICÊNCIA MARIA DE
JESUS, nat. de Pouso Alegre, filha de João Ferreira dos Santos,
nat. de Baependi, nascido em 6-ABR-1792 e de Beralda Maria
do Espírito Santo, nat. Itajubá, nascida em 1788; n.p. do Cap.
Manuel Ferreira dos Santos e de Helena Maria de Jesus, ambos
nat. de Aiuruoca; n.m. de José Rodrigues Braga e de Maria da Fé
de São Bernardo. Moravam em Pouso Alegre. Tiveram 3 filhos:
João Batista da Silva Sobrinho, Francisco Batista da Silva e Ma-
ria Joaquina de Jesus. Ele faleceu antes do inventário de seu ir-
mão Antônio Batista, realizado em 1865.
6 (IV)- FRANCISCA MARIA DE JESUS, que segue no § 20º.
194 Genealogia da família “Batista” de Maria da Fé e Cristina no Sul de Minas

7 (IV)- MARIA JOSÉ DE JESUS, nascida por volta de 1816. Solteira,


ainda vivia no inventário de seu irmão Antônio Batista, de 1865.
Não teve filhos.
8 (IV)- ANTÔNIO BATISTA DA SILVA, nascido em 1820, bat. na
Ermida da Glória, em Cristina. Em Itajubá, em 25-FEV-1840,
C.c. MARIA FLAUSINA DO ESPÍRITO SANTO, nat. de Itaju-
bá, nascida em 1826, filha de João Rodrigues Braga, nat. de Ita-
jubá e de Maria Mendes da Silva, nat. de Baependi; n.p. de José
Rodrigues Braga, nat. de Pindamonhangaba e de Maria da Fé de
São Bernardo, nat. de Aiuruoca; n.m. de Antônio Dias Pereira,
nat. de Aiuruoca e de Rita Mendes da Silva, nat. de Baependi.
Ele faleceu em Itajubá em 24-OUT-1854, sem deixar filhos, dei-
xando sua herança para os irmãos. Sua viúva contraiu segundas
núpcias; em Itajubá, em 10-JUL-1855, C.c. José Domingos Si-
mões, nat. de Cristina, nascido por volta de 1831, filho de Do-
mingos de Vilas Boas Simões e Maria da Graça de Jesus; tiveram
desta união 3 filhos. Ela faleceu em Itajubá em 28-FEV-1866.
9 (IV)- DANIEL BATISTA DA SILVA, que segue no § 21º.
10 (IV)- ALEXANDRE BATISTA DA SILVA, que segue no § 22º.
11 (IV)- DIOGO BATISTA DA SILVA, que segue no § 23º.

VI- JOSÉ BATISTA DA SILVA, nascido em aproximadamente 1802. Por


volta de 1826, C.c. MARIA INÁCIA DE JESUS, que supomos ser filha
de Rafael Pereira do Lago e Escolástica Maria de Jesus (esta filha de José
Rodrigues Braga e Maria da Fé de São Bernardo), baseado em uma infor-
mação de processo matrimonial. Moravam na Fazenda da Cachoeira Alta.
Ele faleceu na Fazenda do Bom Sucesso, Cristina em 12-JUN-1863, con-
forme seu inventário; ela faleceu aí mesmo por volta de 1875. Tiveram
quatro filhos, naturais de Cristina-MG:
1 (V)- VITÓRIA MARIA DO ESPÍRITO SANTO, nascida por volta de
1828. C.c. CARLOS DA SILVA CAMPOS, nascido por volta de
1824 em Pouso Alto-MG, filho de José da Silva Campos e de
Ana Inácia da Conceição. Ela faleceu em 25-JAN-1863, na Fa-
zenda Cachoeira Alta da Boa Vista, Cristina (MG), deixando
dois filhos: José Carlos da Silva Campos e Maria Inácia de Jesus,
esposa de José Bernardino da Silva. O viúvo, em 2-NOV-1871,
em Natércia-MG, C.c. Mariana Bernarda de Jesus, não deixando
filhos deste consórcio.
2 (V)- MARIA VITÓRIA DO ESPÍRITO SANTO, nascida em 28-JUL-
1838. Na Matriz do Espírito Santo, Cristina-MG, em 15-JUL-
Revista da ASBRAP nº 17 195

1861, C.c. ANTÔNIO BORGES DE OLIVEIRA, natural da


Cristina, nascido em 1835, filho de Francisco Borges de Oliveira
e Mariana Perpétua do Espírito Santo, já referidos. Ele faleceu
por 1880 em Cristina-MG. Ela faleceu aos 14-MAIO-1915 em
Jaboti-PR. Deixou 5 filhos: José, Joaquim, Tereza (casada com
Manoel Batista da Silva), Vitor (falecido solteiro) e Francisco
Borges de Oliveira. A maioria dos seus descendentes mudou-se
com ela para o Paraná.
3 (V)- JUVÊNCIO BATISTA DA SILVA, que segue no § 17º.
4 (V)- HONÓRIO BATISTA DA SILVA, nascido em 13-NOV-1849.
C.c. ROSÁRIA MARIA DE JESUS, já referida no § 10º nº V, fi-
lha de João Batista da Silva Braga e Luiza Maria do Espírito San-
to.

§ 17º
V- JUVÊNCIO BATISTA DA SILVA (filho de José Batista da Silva, § 16 nº
IV), nascido em 12-DEZ-1841. Em Cristina, em 30-ABR-1861, no Orató-
rio privado de Francisco Borges, C.c. ANA ANTÔNIA DO ESPÍRITO
SANTO, natural de Cristina, nascida em 1847, também filha de Francisco
Borges de Oliveira e Mariana Perpétua do Espírito Santo. Ela faleceu em
Cristina em 1º-FEV-1886. Ele mudou-se para Paraná com a maioria dos
descendentes. Filhos do casal, naturais de Cristina:
1 (VI)- FRANCISCO BATISTA DA SILVA, nascido em 1863. Em
Cristina, em processo matrimonial de 6-NOV-1886, pediu licen-
ça para C.c. ANA IZABEL DO ESPÍRITO SANTO, nascida em
1863, em Cristina, filha de José Bernardino da Silva e Maria Iná-
cia de Jesus; n.p. de Bernardino da Silva Braga e Ana Fortunata
do Espírito Santo; n.m. de Carlos da Silva Campos e Vitória Ma-
ria do Espírito Santo (§ 16º nº V). Ele faleceu em Itajubá-MG em
28-FEV-1934. Tiveram ao menos 3 filhos: Maria (C.c. João Pe-
dro Dias), José Batista e José Higino Copertino.
2 (VI)- VITÓRIA GERACINA DO ESPÍRITO SANTO, nascida em
1865. Em Cristina, em processo matrimonial de 8-NOV-1883,
pediu dispensa para C.c. FRANCISCO BORGES DE
OLIVEIRA JÚNIOR, nascido em 17-AGO-1871, natural de
Cristina, filho de Francisco Borges de Oliveira e Paula Geracina
da Cruz. Ela faleceu em 29-OUT-1895, no Bairro Mogiano, Del-
fim Moreira-MG, deixando quatro filhos: Targino, Maria Vitória,
Maria Honória e José. O viúvo contraiu segundas e terceiras
núpcias e faleceu em 15-JUL-1930 em Virgínia.
196 Genealogia da família “Batista” de Maria da Fé e Cristina no Sul de Minas

3 (VI)- MARIA INÁCIA DO ESPÍRITO SANTO, nascida em 1867. Em


Cristina, em 16-NOV-1886, C.c. JOÃO BORGES DE
OLIVEIRA SOBRINHO, natural da mesma cidade, nascido em
1863, filho de Francisco Borges de Oliveira e Paula Geracina da
Cruz. Ele faleceu no Bairro Mogiano, Delfim Moreira, em 9-
ABR-1920. Ela faleceu em Virgínia em 29-DEZ-1926. Deixaram
pelo menos 3 filhos: Maria José, João Borges e Ana Antônia.
4 (VI)- JUVENCIO BATISTA DA SILVA JÚNIOR, nascido em 1869.
Em Cristina, aos 29-AGO-1891, C.c. MARIA MADALENA DO
ESPÍRITO SANTO, nascida em Cristina em 13-SET-1868, filha
de Manoel de Paula Fernandes da Silva e de sua segunda esposa
Tereza Maria de Jesus. Faleceram em Tomazina-PR, deixando ao
menos 3 filhos: Ana Antônia, Benedita e Moisés.
5 (VI)- ANA ANTÔNIA DO ESPÍRITO SANTO, nascida em 1870. Em
Cristina, aos 22-JAN-1890, C.c. JUVENTINO RODRIGUES
DE BARROS, nascido na mesma cidade em 1869, filho de José
Rodrigues de Barros (que será citado no § 20º nº V) e de Ana
Silvéria de Jesus. Ela faleceu em Tomazina-PR em 13-JUL-1922.
Tiveram pelo menos 6 filhos: Pedro, Virgílio, Virgínia, Olímpia,
Ana Antônia e Maria Edwirges.
6 (VI)- JÚLIA MARIA DO ESPÍRITO SANTO, nascida em 22-JUN-
1872. Em Cristina, aos 7-FEV-1891, C.c. SEBASTIÃO
BATISTA DA SILVA, já citado no § 11º nº IV, filho de Vicente
Batista Braga e Ana Rosa do Espírito Santo. Ela faleceu em Cris-
tina em 13-JUL-1892, sem deixar descendentes.
7 (VI)- EUGÊNIO BATISTA DA SILVA, nascido em 1874. Por volta
de 1895, C.c. MARIANA PERPÉTUA DE JESUS. Ele faleceu
em Cristina, em 18-ABR-1938. O casal teve pelo menos 5 filhos:
Joaquim Cândido, João, Ana Eugênia, José Eugênio e Eugênio.
8 (VI)- ZULMIRA MARIA DO ESPÍRITO SANTO, nascida em 1877.
Em Cristina, em 14-JUN-1894, C.c. SEBASTIÃO BATISTA
DA SILVA, supracitado, viúvo de sua irmã Júlia Maria. Ele fale-
ceu em 6-MAIO-1938 em Tomazina-PR. Tiveram pelo menos 3
filhos: José Carlos, Antônio e Benedita.
9 (VI)- HONÓRIA MARIA DE JESUS, nascida em 16-ABR-1879. Em
Cristina em 14-NOV-1894, C.c. NORBERTO BATISTA DA
SILVA, natural de Cristina, nascido por volta de 1874, filho de
Honório Batista da Silva (§ 16º nº VI) e de Rosária Maria de Je-
sus. Ela faleceu em Jaboti-PR em 12-FEV-1926. Tiveram 8 fi-
Revista da ASBRAP nº 17 197

lhos: João, Ana Maria, Maria Antônia, Antônio, Rosalina, Ozó-


rio, Juvêncio, Ovídio.
10 (VI)- OLÍMPIA MARIA DE JESUS, nascida em 22-AGO-1880. Na
Matriz de Tomazina-PR em 31-DEZ-1903, C.c.
GUILHERMINO BATISTA DA SILVA, nascido em Cristina
em 1878, filho de Honório Batista da Silva e Rosária Maria de
Jesus. Faleceram no Bairro Natureza, Wesceslau Braz-PR: ele,
em 14-MAR-1940; ela, em 5-MAIO-1940. Tiveram 8 filhos: Ma-
ria Edwirges, José, João, Ana Maria, Javert, Izalino, Altino e Se-
bastião.
11 (VI)- ROSÁRIA ANTÔNIA DE JESUS, nascida em 25-JUL-1882.
Em Tomazina-PR, em 31-DEZ-1903, C.c. JOSÉ BATISTA
BRAGA, nascido em Cristina em 1870, filho de Honório Batista
da Silva e Rosária Maria de Jesus. Tiveram pelo menos 4 filhos:
Maria Inácia, Anacleto, Sebastiana e Eugênio.
12 (VI)- MARIANA ANTÔNIA DE JESUS, nascida por volta de 1883.
Na Matriz de Tomazina, em 8-DEZ-1905, C.c. JOAQUIM
BATISTA DA SILVA, também conhecido como Joaquim Batis-
ta Nabor, nascido em Cristina em 12-JUL-1883, filho de Honório
Batista da Silva e Rosária Maria de Jesus. Ela faleceu em Toma-
zina em 15-JAN-1915. Tiveram pelo menos 2 filhas: Maria Eliza
e Zulmira. O viúvo contraiu segundas núpcias.
13 (VI)- MOISÉS BATISTA DA SILVA, nascido por volta de 1884.
14 (VI)- JOSÉ BATISTA DA SILVA SOBRINHO, nascido em 7-AGO-
1885. Na Matriz da Soledade, Delfim Moreira-MG, em 21-SET-
1907, C.c. sua sobrinha MARIA JOSÉ DO ESPÍRITO SANTO,
nascida aí mesmo em 30-SET-1886, filha de João Borges de Oli-
veira Sobrinho e Maria Inácia do Espírito Santo.

§ 18º
IV- JOÃO BATISTA DA SILVA (filho de Alexandre Batista da Silva, do §
16º nº III), nascido por volta de 1808. Em Itajubá, em 6-AGO-1836, C.c.
ANA FLAUSINA DE JESUS, nat. de Itajubá, nascida em 1823, irmã de
Maria Flausina do Espírito Santo, filha de João Rodrigues Braga e de Ma-
ria Mendes da Silva. O casal morava no Bairro do São João, Maria da Fé.
Ela faleceu em 24-NOV-1861 e ele, depois desta data. Eles tiveram 6 fi-
lhos, os dois primeiros batizados em Cristina; os demais em Itajubá:
1 (VI)- JOÃO BATISTA DA CRUZ, que segue.
2 (VI)- MANUEL BATISTA DA SILVA, nascido em 26-DEZ-1841.
3 (VI)- MARIA FLAUSINA DO ESPÍRITO SANTO, nascida em 1844.
198 Genealogia da família “Batista” de Maria da Fé e Cristina no Sul de Minas

4 (VI)- JOSÉ BATISTA DA SILVA, nascido por volta de 1845.


5 (VI)- ANA FLAUSINA DE SÃO JOSÉ, nascida por volta de 1847.
6 (VI)- RITA MARIA DE JESUS, nascida por volta de 1850.

VI- JOÃO BATISTA DA CRUZ, nascido em 24-NOV-1839. Por volta de


1858, C.c. TEREZA MARIA DA CRUZ. Faleceram no Bairro São João,
ele, 22-NOV-1910 e ela, em 12-JUL-1913. Filhos do casal, naturais do
Bairro São João:
1 (VII)- PEDRO BATISTA DA SILVA, nascido por volta de 1859. C.c.
MARIA RIBEIRO DA SILVA. Tiveram pelo menos 5 filhos:
Alvina, Isaltino, Pedro, Baldomiro e Judith.
2 (VII)- MARIA LEODORA DA SILVA, nascida por volta de 1860. Fa-
leceu solteira no Bairro São João em 27-JAN-1924.
3 (VII)- MARIA JOANA RIBEIRO, nascida por volta de 1864. Em Pe-
dralva, em 11-JAN-1880, C.c. MANOEL JOSÉ GOMES
RIBEIRO, filho de Joaquim Ribeiro dos Anjos Júnior e Francisca
Gomes Ribeiro. N.p. Joaquim Ribeiro dos Anjos, falecido em
Capivari em 9-MAIO-1959 e de Ana Cândida de Jesus. N.m. de
Francisco José Gomes e Ana Gomes Ribeiro Tavares.
4 (VII)- JOAQUIM BATISTA JÚNIOR, nascido por volta de 1868. C.c.
MARIA GOMES RIBEIRO, filha de Manoel Gomes Ribeiro e
Maria Ribeiro de São José. Faleceu em 27-MAR-1927 no Bairro
do São João, deixando nove filhos.
5 (VII)- ANA MARIA DA SILVA, nascida por volta de 1871. Faleceu
solteira em 28-AGO-1927, no mesmo bairro do São João.

§ 19º
IV- MANOEL BATISTA DA SILVA (filho de Alexandre Batista da Silva, do
§ 16º nº III), nascido cerca de 1810. Por volta de 1836, C.c.
FRANCELINA MARIA DE VILAS BOAS, nat. de Cristina, nascida cer-
ca de 1820, filha de José Luiz Ferreira, nat. de Lorena-SP e de Joaquina de
Vilas Boas e Silva, nat. de Baependi; n.p. José Luiz Ferreira e Escolástica
Maria de Jesus, ambos nat. de Lorena; n.m. de Antônio Rodrigues Simões,
nat. de Baependi e de Ana Vilas Boas e Silva, nat. de Lorena, estes propri-
etários da Sesmaria do Despropósito em Cristina. Residiram na Fazenda da
Cachoeira Alta em Cristina. Ambos faleceram em Cristina; ela, em 14-
FEV-1872 e ele, em 16-FEV-1872. Tiveram 5 filhos, naturais de Cristina:
1 (V)- MARIA AVELINA DO ESPIRITO SANTO, nascida por volta
de 1838. Em Cristina, aos 13-JUN-1866, C.c. MANOEL
CAETANO DE ANDRADE.
Revista da ASBRAP nº 17 199

2 (V)- JOSÉ LINO DA SILVA, que segue.


3 (V)- ANA ROSA DO ESPÍRITO SANTO, nascida em 2-SET-1844.
C.c. VICENTE BATISTA BRAGA, já referido (§ 11º nº V), fi-
lho de João Batista da Silva Braga (§ 10º nº IV) e de Luiza Maria
do Espírito Santo.
4 (V)- JOAQUINA BATISTA DA SILVA, nascida em 1846. C.c.
JOAQUIM BATISTA BRAGA, já referido (§ 10º nº IV), tam-
bém filho de João Batista da Silva Braga.
5 (V)- ANTÔNIO BATISTA DA SILVA, nascido em 1860. Em Cristi-
na, aos 17-MAIO-1879, C.c. sua sobrinha BENEDITA MARIA
DE JESUS, já referida (§ 10º nº IV), filha de Joaquim Batista
Braga e Joaquina Batista da Silva, acima citados. Na Matriz de
Itajubá, aos 18-JUL-1903, viúvo, ele C.c. MARIA PEREIRA DE
JESUS, natural de Itajubá, viúva de Bebiano dos Passos e Silva,
com 43 anos, filha Carlos dos Passos e Silva e Emerenciana Pe-
reira. Não teve filhos neste consórcio.

V- JOSÉ LINO DA SILVA, nascido em 11-DEZ-1839. Em Cristina, no ora-


tório particular de Valério Alonso de Aguiar, em 10-FEV-1858, C.c. sua
prima JOAQUINA MARIA DO ESPÍRITO SANTO, natural de Cristina,
nascida em 4-ABR-1843, filha de Francisco Martins Ferreira e Emerencia-
na Maria de Jesus; n.p. de Manoel Martins Ferreira e Tereza Maria de Je-
sus; n.m. de José Luiz Ferreira e Joaquina de Vilas Boas e Silva. Ele fale-
ceu em Cristina por volta de 1870. A viúva contraiu segundas núpcias. Fi-
lhos do casal, todos naturais de Cristina:
1 (VI)- MARIA JOSÉ DE JESUS, nascida em 1859. Em Cristina, aos
10-JUN-1874, C.c. JOÃO RODRIGUES DE BARROS, que será
descrito no § 20º nº V, filho de Manoel Rodrigues de Barros e
Francisca Maria de Jesus.
2 (VI)- ANA MARIA DE JESUS, nascida em 1862. Em Cristina, em
1877, solicitou dispensa em Processo Matrimonial para C.c.
ANTÔNIO RODRIGUES DE BARROS, irmão do anterior, que
será descrito posteriormente (§ 20º nº V).
3 (VI)- MANOELA MARIA DE JESUS, nascida em 21-ABR-1865. Em
Cristina, aos 24-DEZ-1881, C.c. JOSÉ DE PAULA
FERNANDES, também conhecido por JOSÉ FERNANDES DA
SILVA, nascido em Cristina aos 21-ABR-1865, filho de Manoel
de Paula Fernandes da Silva e de Maria Vitória do Espírito San-
to. N.p. de Benedito Fernandes da Silva (apelidado “Benedito
Bahia”) e de Miquelina Umbelina de Jesus; n.m. de Manoel Joa-
200 Genealogia da família “Batista” de Maria da Fé e Cristina no Sul de Minas

quim da Silva e Galdina Maria do Espírito Santo. O casal José de


Paula e Manoela mudou-se para o distrito de Ribeirão das Antas,
Tomazina-PR, onde faleceu, deixando pelo menos nove filhos:
José, Albertino, Manoel, Pedro, Lázaro e João, Maria, Maria Jo-
aquina (C.c. Pedro Rodrigues de Barros) e Ana Maria (C.c. João
Ferreira da Costa).
4 (VI)- MANOEL BATISTA DA SILVA, nascido em 1868. Em Cristi-
na, aos 2-MAR-1889, C.c. RITA ESTEVES DE JESUS, nascida
em 1872, na mesma cidade, filha de Francisco Isidoro do Nasci-
mento e Ana Maria de Jesus. Tiveram 7 filhos, naturais de To-
mazina-PR, onde Rita faleceu. Aos 12-JUN-1914, em Tomazina-
PR, ele C.c. MARIA JOSÉ, filha de João Vitorino da Cunha e
Maria Augusta de Jesus. Manoel faleceu em 19-NOV-1916 em
Jaboti-PR, não deixando filhos do segundo consórcio.

§ 20º
IV- FRANCISCA MARIA DE JESUS (filha de Alexandre Batista da Silva, do
§ 16º nº III), nascida por volta de 1814. Pelos anos de 1835, C.c.
MANOEL RODRIGUES DE BARROS, nat. de Itajubá, filho de Narciso
Pedroso de Barros, nascido em 1784 e de Isabel Maria do Rosário, nascida
em 16-DEZ-1793, ambos nat. de Itajubá; n.p. de Inácio Borges Pedroso,
nat. da Sé de São Paulo e de Mariana Leme do Prado, nat. de Pindamo-
nhangaba; n.m. de Antônio Rodrigues de Sá, nascido em 1756 e de Ana
Maria da Conceição, nascida em 1764, ambos nat. de Itajubá. Residiam na
já citada fazenda da Cachoeira Alta. Ela faleceu aí mesmo em 25-NOV-
1872, deixando deste consórcio 5 filhos. O viúvo contraiu segundas núp-
cias, em Cristina, em 8-JAN-1874, C.c. INÊS RIBEIRO DA COSTA, nat.
de Itajubá, nascida por volta de 1835, viúva de seu irmão João Antônio de
Barros, falecido em Itajubá em 16-FEV-1871. Tiveram apenas um filho do
segundo matrimônio. Filhos de Manoel e Francisca, naturais de Cristina:
1 (V)- JOSÉ RODRIGUES DE BARROS, nascido por 1836. Em Cris-
tina, em 6-FEV-1861, C.c. ANA SILVÉRIA DE JESUS, nascida
na mesma cidade cerca de 1840, filha de Antônio da Silva Braga,
nascido em Aiuruoca-MG em 1809 e de Rita Fausta Maria do
Rosário, natural de Natércia; n.p. de José da Silva Braga, portu-
guês e de Maria Luiza das Neves, natural de Aiuruoca; n.m. de
Felisberto José da Silva e Cândida Maria da Conceição. Ela fale-
ceu por volta de 1871, deixando 5 filhos: Virgínia, Umbelina,
Placidina, Juventino e Delfino. Em Cristina, em 4-MAIO-1872,
ele C.c. JOAQUINA MARIA DO ESPÍRITO SANTO, viúva de
Revista da ASBRAP nº 17 201

José Lino da Silva, citado no § 19º nº V. Ela faleceu no Ribeirão


das Antas, Tomazina-PR em 22-AGO-1901, deixando pelo me-
nos três filhos deste consórcio: Joaquina, Virgílio e Albertino.
Em terceiras núpcias, em Tomazina-PR, aos 7-JUL-1902, C.c.
SEBASTIANA MARIA DE JESUS, viúva de Manoel da Silva
Braga Júnior, natural de Carmo do Rio Verde-MG, filha de Fran-
cisco José de Palma e Ana Maria de Jesus.
2 (V)- JOAQUIM RODRIGUES DE BARROS, nascido em 23-JUL-
1839. Faleceu solteiro em 15-OUT-1887.
3 (V)- JOÃO RODRIGUES DE BARROS, nascido em 12-MAIO-
1842. Em Cristina, aos 10-JUN-1874, C.c. sua prima MARIA
JOSÉ DE JESUS, filha de José Lino da Silva e Joaquina Maria
do Espírito Santo. Enviuvando-se, em 1877, em Cristina, ele C.c.
BÁRBARA RIBEIRO DA COSTA, nascida em Itajubá em
1856, sua prima, filha de seu tio paterno João Antônio de Barros
e Inês Ribeiro da Costa. Tiveram pelo menos 3 filhos deste con-
sórcio: José, Maria e Antônio. Bárbara faleceu no Ribeirão das
Antas, Tomazina-PR em 17-AGO-1903.
4 (V)- ANTÔNIO RODRIGUES DE BARROS, nascido em 1852. Em
Cristina, em processo matrimonial de 1877, solicitou licença para
C.c. ANA MARIA DE JESUS, já citada, também filha de José
Lino da Silva e Joaquina Maria do Espírito Santo. Ficou viúvo.
Em Cristina, em 4-FEV-1882, C.c. MARIA CÂNDIDA
RIBEIRO, filha de Francisco Ribeiro de Assis e Cândida Olívia
da Pureza. Não temos informações sobre sua posteridade.
5 (V)- MARIA INÁCIA DE BARROS, nascida em 1854. Em Cristina,
em 9-JAN-1874, C.c. seu primo JOSÉ MENINO DA SILVA, a
ser citado no § 22 nº V, filho natural de Diogo Batista da Silva e
Sabina Pereira Guimarães. Ela faleceu em 18-ABR-1880, dei-
xando apenas um filho, natural de Cristina: José da Silva Júnior,
nascido em 23-MAIO-1878.

§ 21º
IV- DANIEL BATISTA DA SILVA (filho de Alexandre Batista da Silva, do §
16º nº III), nascido por 1822. Por volta de 1843, C.c. GERTRUDES
CÂNDIDA DE JESUS, nat. de Cristina, nascida por volta de 1828, filha
do Ten. Domingos Rodrigues de Siqueira e Mariana Francisca do Nasci-
mento. Morava nas terras de seu sogro, no Bairro São Domingos em Cris-
tina. Ela faleceu aí mesmo em 29-MAIO-1859 e ele, depois desta data. Ti-
veram 12 filhos, naturais de Cristina, originando a família dos “Daniel”.
202 Genealogia da família “Batista” de Maria da Fé e Cristina no Sul de Minas

1 (V)- MARIANA FRANCISCA DO NASCIMENTO, nascida em 25-


FEV-1845. C.c. JOSÉ INÁCIO DE VILAS BOAS (§ 9º nº V).
2 (V)- JOAQUIM DANIEL DA SILVA, nascido em 1847. Na Matriz
de Tomazina-PR, em 11-OUT-1893, C.c. MARIANA MARIA
DE JESUS, nascida na mesma cidade, em 11-JUN-1873, filha de
José Lopes da Silva e Luciana Maria de Jesus. Tiveram pelo me-
nos 5 filhos, todos residentes em Tomazina: José Francisco da
Silva, Maria Gertrudes, Francisca, Honória, Pedro Daniel.
3 (V)- DOMINGOS RODRIGUES DA SILVA (“Domingos Daniel”),
nascido em 1849. Por volta de 1876, C.c. MARIA JOAQUINA
DE VILAS BOAS, natural de Natércia, filha de Francisco de Vi-
las Boas Simões e Maria Angélica do Espírito Santo; n.p. de Ma-
noel Inácio de Vilas Boas e Rosária Maria de Alvarenga; n.m. de
José Rodrigues Airão e Francisca Maria de Jesus. Ela faleceu em
Pedralva-MG em 5-AGO-1927. Tiveram 8 filhos: Joaquim, Ma-
ria, Ana, Manoel, Francisco, José, Sebastiana e Francisca.
4 (V)- ALEXANDRINA FLORA DO ESPÍRITO SANTO, nascida em
1851. Em Cristina, no oratório particular de Daniel Batista, em
20-NOV-1866, C.c. DOMINGOS BUENO DE CAMARGO,
nascido em Natércia em 14-SET-1847, filho de José Bueno de
Camargo e Maria Joaquina de Jesus; n.p. de Joaquim Bueno de
Camargo e Josefa Maria de Alvarenga; n.m. de Joaquim Rodri-
gues de Souza e Anastácia Maria de Jesus. Ele faleceu em 27-
JUL-1921, no Bairro Mata do Isidoro, Maria da Fé-MG e ela, em
2-FEV-1928, no Bairro Rio Manso, Itajubá-MG. Tiveram 10 fi-
lhos: Maria Joaquina, Antônia Flora, Mariana Flora, Idalina, Fe-
licidade, Domingos Bueno da Silva, Joaquim Daniel, Ana Maria,
Avelino e Maria Gertrudes.
5 (V)- MARIA GERTRUDES DO NASCIMENTO, nascida em 1854.
Em Cristina, em 23-NOV-1869, C.c. JOÃO BATISTA DA
SILVA BRAGA, já citado no § 10º nº V, filho de João Batista da
Silva Braga e Luiza Maria do Espírito Santo.
6 (V)- FELICIDADE MARIA DE JESUS, nascida em 1855. Faleceu
solteira. Ela criou os irmãos caçulas Antônio e Ana, deixados ór-
fãos com 5 a 3 anos pela mãe Gertrudes, falecida em 1869.
7 (V)- DANIEL BATISTA DA SILVA, nascido em 1857. Em Cristina,
em 18-FEV-1888, C.c. MARIA VITORINA DO ESPÍRITO
SANTO, natural da mesma cidade, nascida em 20-NOV-1868, fi-
lha de José Joaquim de Oliveira e Felisbina Maria de Jesus; n.p.
de Joaquim Mendes de Oliveira e Mariana Eleodora de Jesus;
Revista da ASBRAP nº 17 203

n.m. de Antônio Dias Guerreiro e Ana Francisca do Espírito San-


to. Ele faleceu em 23-ABR-1904 no Bairro Três Pinheiros, Cris-
tina.
8 (V)- AVELINO ANDRÉ DA SILVA (“Avelino Daniel”), nascido em
1858. Em Pedralva, em 30-ABR-1892, C.c. MARIA DO
CARMO DE FARIA, natural de Pedralva, filha de Joaquim José
de Faria e Maria Bárbara de Jesus. Ele faleceu em 29-OUT-1934,
no Bairro Contendas, Pedralva-MG. Sua esposa faleceu na mes-
ma cidade em 13-FEV-1946. Tiveram 6 filhos: Antônio, Dorva-
lina, Sebastião, José, Ordália e Maria Rosária.
9 (V)- FRANCISCO RODRIGUES DA SILVA (“Chico Daniel”), nas-
cido em 1862. Em Pedralva, em 1º-DEZ-1894, C.c. AMÉLIA
INÁCIA DE VILAS BOAS, nat. da mesma cidade, filha de José
Carlos de Faria e Mariana Inácia de Vilas Boas; n.p. de Joaquim
Carlos de Faria; n.m. de Manoel Inácio de Vilas Boas e Altina
Maria de Vilas Boas. Moravam no Bairro São Domingos, Cristi-
na, onde ele faleceu em 15-JAN-1946 e ela, após esta data.
10 (V)- ANTÔNIO BATISTA DA SILVA, nascido em 8-MAIO-1864.
Em Pedralva, em 20-JUN-1896, C.c. JESUÍNA MARIA DE
JESUS, nascida em Cristina em 6-MAIO-1881, filha de Francis-
co de Paula e Silva e Placidina Maria da Conceição; n.p. de Lau-
riano Luiz Ferreira e Francisca de Paula de Silva; n.m. de Antô-
nio Teixeira de Mendonça e Francisca Maria da Conceição. Ela
faleceu em 8-MAIO-1945 em Natércia e ele, após desta data, em
Pedralva.
11 (V)- ANA GERTRUDES DO NASCIMENTO, nascida em 16-DEZ-
1866. Em Cristina, em 17-AGO-1889, C.c. MOISÉS DE
AZEVEDO E SILVA, nascido na mesma cidade em 23-OUT-
1865, filho de Lauriano Luiz Ferreira e Francisca de Paula e Sil-
va, já citados. O casal teve pelo menos 7 filhos: Maria Gertrudes,
José, Manoel, Ana Vitória, Avelino, Deolinda e Mariana. Ela fa-
leceu por volta de 1911; o viúvo contrai segundas núpcias. Em
Natércia, em 30-NOV-1912, C.c. Virgínia Maria da Conceição,
filha de Francisco de Paula e Silva e Placidina Maria da Concei-
ção. Ele faleceu em 11-MAR-1937 em Pedralva-MG.

§ 22º
IV- ALEXANDRE BATISTA DA SILVA (filho de Alexandre Batista da
Silva, do § 16º nº III), nascido por 1824. Em Pedralva, em 9-MAIO-1843,
C.c. ANA FLAUSINA DE JESUS, nat. de Pouso Alto, nascida por volta
204 Genealogia da família “Batista” de Maria da Fé e Cristina no Sul de Minas

de 1825, filha de Pedro Joaquim de Lima e Branca Maria de São José; n.p.
de Pedro de Souza Lima e Inácia Carvalho da Silva; n.m. de Manoel José
da Silva e Ana Vitória da Silva. Moravam em Pedralva. Ela faleceu em
Brasópolis-MG em 27-JUN-1897, já em estado de viúva. Tiveram 5 filhos:
1 (V)- EMILIANA FLAUSINA DE JESUS, nascida por volta de 1845.
Por volta de 1863, C.c. JOAQUIM SILVÉRIO DE TOLEDO.
Ela faleceu em Pedralva em 6-MAIO-1881. Tiveram 7 filhos:
Ana, José Tomaz, Carolina, Manoel, Deolinda, Maria e Mariana.
2 (V)- MARIA FLAUSINA DE JESUS, nascida em 3-JUL-1849 em
Cristina. Em Pedralva, em 2-SET-1866, C.c. JOAQUIM
BATISTA SOBRINHO, nascido em 19-JUL-1846, filho de Dio-
go Batista da Silva e Sabina Pereira Guimarães.
3 (V)- PEDRO BATISTA DA SILVA, nascido em 1859, em Pedralva.
Ele faleceu em 17-AGO-1912, em Natércia-MG, estando casado.
Não sabemos se deixou descendentes.
4 (V)- MANUEL BATISTA DA SILVA, nascido por volta de 1864.
Em 17-FEV-1890, em Natércia, C.c. INÁCIA MARIA DE
VILAS BOAS, nascida por volta de 1864, filha de Severino Ro-
drigues de Siqueira e Bárbara Maria de Jesus; n.p. de Domiciano
Rodrigues de Siqueira e Maria do Carmo da Silva; n.m. de Ma-
noel de Vilas Boas Pereira e Genoveva Maria de Jesus. Ele fale-
ceu em 5-OUT-1923 em Natércia-MG, não deixando descenden-
tes
5 (V)- ANA FLAUSINA DA ENCARNAÇÃO, nascida em 25-MAR-
1868 em Pedralva. Por volta de 1885, C.c. MARCOLINO
CORRÊA DE CARVALHO, nascido por volta de 1866, filho de
Joaquim Corrêa de Carvalho e de Josefa Maria de Jesus; n.p. de
José Corrêa de Carvalho e Ana Vitória da Conceição, naturais de
Pouso Alto; n.m. de João Rodrigues Braga e Maria Mendes da
Silva, residentes em Itajubá. O casal faleceu no Bairro Palha do
Rocha, Maria da Fé: ele em 13-JAN-1923, ela em 14-DEZ-1933.
Filhos do casal: Maria Flausina, José Flausino, Carolina, Joa-
quim, Maria da Conceição e Pedro.

§ 23º
IV- DIOGO BATISTA DA SILVA (filho de Alexandre Batista da Silva, do §
16º nº III), nascido cerca de 1826. Não se casou, mas teve vários filhos
com SABINA PEREIRA GUIMARÃES, nat. de Cristina, nascida cerca de
1830. Ele deixou testamento e faleceu em 11-OUT-1875 em Cristina, onde
residia. Teve 7 filhos, alguns batizados em Itajubá e outros em Cristina:
Revista da ASBRAP nº 17 205

1 (V)- JOAQUIM BATISTA SOBRINHO, nascido em Cristina, em 29-


JUL-1846. C.c. MARIA FLAUSINA DE JESUS, já citada no §
22º nº V, filha de Alexandre Batista da Silva e Ana Flausina de
Jesus.
2 (V)- PORFÍRIO BATISTA DA SILVA, nascido cerca de 1850. Em
Cristina, em 16-MAIO-1974, C.c. ANA MARIA DA SILVA, na-
tural da mesma cidade, filha de Manoel Vicente Lopes e Florinda
Maria de Jesus; n.p. de José Vicente da Silva e Maria Francisca
Lopes; n.m. de Antônio Marques de Araújo. Ambos faleceram no
Bairro Sabará, Itajubá: ele, em 4-MAR-1903; ela, em 14-NOV-
1906, sepultados em Maria da Fé. Tiveram pelo menos 8 filhos:
Saturnina, Alfredo, Maria do Carmo, Virgínia, Maria das Dores,
Maria José, José Porfírio e Joaquim Batista.
3 (V)- JOSÉ MENINO DA SILVA, também conhecido como “José Ba-
tista da Silva”, nascido em Cristina, em 1851. Aí mesmo, em 9-
JAN-1874, C.c. MARIA INÁCIA DE BARROS, já citada no §
20º nº V, filha de Manoel Rodrigues de Barros e Francisca Maria
de Jesus. Em Cristina, em 9-OUT-1891, C.c. ANA RIBEIRO
DA COSTA, nascida em 8-JUN-1860, em Itajubá, filha de João
Antônio de Barros e Inês Ribeiro da Costa. Mudaram-se para
Tomazina-PR, onde faleceram: ele, cerca de 1910, ela, por volta
de 1935. Tiveram 6 filhos: Antônio, Higino, Faustino, Rosária,
Guilhermino e Ana Maria.
4 (V)- FLAUSINA BATISTA DA SILVA, nascida por volta de 1858.
C.c. VICENTE, conforme dados do inventário de seu pai.
5 (V)- EVARISTA MARIA DE JESUS, nascida em 1859, bat. em Ita-
jubá em 10-JUL-1859. Em Cristina, em 8-FEV-1875, C.c. JOSÉ
JOAQUIM DA SILVA, natural de Cristina, filho de Manoel Jo-
aquim da Silva e Galdina Maria do Espírito Santo. Ele faleceu
em 22-OUT-1911 e ela, em 23-JUL-1918, no Bairro Mata do Isi-
doro, Maria da Fé, onde residiam. Tiveram 7 filhos: José Joa-
quim, Joaquim Manoel, Maria Vitória, Antônio Manoel, Ana
Maria, Mariana Evarista e Brasilina Evarista.
6 (V)- JOÃO BATISTA DA SILVA, nascido por volta de 1860. Em
Cristina, em 8-OUT-1881, C.c. MARIA GALDINA DO
ESPÍRITO SANTO, natural de Cristina, nascida em 1863, tam-
bém filha de Manoel Joaquim da Silva e Galdina Maria do Espí-
rito Santo. Residiam também no Bairro Mata do Isidoro, Maria
da Fé, onde faleceram: ele, em 28-FEV-1908 e ela, em 11-NOV-
206 Genealogia da família “Batista” de Maria da Fé e Cristina no Sul de Minas

1915. Tiveram 4 filhos: José, João, Sebastião e Benedito Diogo


da Silva.
7 (V)- ANA LUIZA DO ESPÍRITO SANTO, nascida por volta de
1862.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
CHF- Centro de História da Família da Igreja dos Santos dos Últimos Dias:
1. Igreja de São João do Souto, Arcebispado de Braga, Portugal. Microfilmes:
138.37.81, 138.50.06.
2. Igreja de Santa Eufêmia de Penela, Coimbra, Portugal. Microfilme: 146.13.39.
3. Igreja de Santa Maria,Vila Nova de Muia, Viana do Castelo, Arcebispado de Bra-
ga, Portugal. Microfilme: 135.49.88
4. Igreja de Nossa Senhora da Soledade, Itajubá-MG (Delfim Moreira-MG). Micro-
filmes: 128.53.04, 128.53.05, 128.52.93, 128.52.94
5. Igreja de São Caetano, Brasópolis-MG. Microfilme: 128.52.93.
6. Igreja de Nossa Senhora da Conceição, Aiuruoca-MG. Microfilme: 128.49.47
7. Igreja de Nossa Senhora da Conceição, Pouso Alto-MG. Microfilme: 128.49.79.
8. Igreja de Nossa Senhora da Piedade, Barbacena-MG. Microfilmes: 125.23.63,
125.23.64,125.23.68.
9. Igreja de Nossa Senhora Aparecida, Tomazina-PR. Microfilme: 125.22.57,
125.22.58, 140.77.65.
10. Registro Civil, Distrito de São Sebastião da Vitória, São João Del Rei-MG. Mi-
crofilme: 161.52.48.
11. Registro Civil, Tomazina-PR. Microfilmes: 140.77.65, 140.77.66, 140.77.67,
140.77.68,148.81.23, 184-81.24.
12. Registro Civil, Jaboti-PR. Microfilme: 140.77.60, 140.77.61, 184.81.21,
184.81.22.
13. Registro Civil, Wenceslau Braz-PR. Microfilme: 184.81.01, 184.81.02,
184.81.03.
14. Registro Civil, Maria da Fé-MG. Microfilmes: 161.49.40, 161.49.41.
15. Registro Civil. Pedralva-MG. Microfilme: 161.49.43.
16. Registro Civil. Virginia-MG. Microfilme: 161.50.26.
Arquivo da Cúria Diocesana de São José dos Campos-SP:
1. Registros Paroquiais de Jacareí-SP.
Arquivo da Cúria Diocesana de Campanha-MG:
1. Registros Paroquiais de: Campanha, Pouso Alto, Aiuruoca, Baependi, Natércia,
Virgínia, Cristina, Carmo de Minas.
2. Processos Matrimoniais de Pouso Alto, Cristina, Pedralva, Natércia, Baependi,
Carmo de Minas, Campanha.
3. Inventários de Campanha-MG.
Arquivo da Cúria Diocesana de Pouso Alegre-MG:
Revista da ASBRAP nº 17 207

1. Processos Matrimoniais de Pouso Alegre, Paraisópolis, Brasópolis e Itajubá.


DAESP – Divisão do Arquivo Oficial do Estado de São Paulo:
Rolos de Populações: Jacarei-SP 1765-1801. Rolos: 95-97.
Cartórios do Registro Civil:
Cartório do Registro Civil de: Maria da Fé-MG, Itajubá-MG, Cristina-MG, Natércia-
MG, Conceição das Pedras-MG, Pouso Alegre-MG, Brasópolis-MG.
Arquivos Paroquiais:
1. Registros Paroquiais de: Maria da Fé-MG, Natércia-MG, Cristina-MG, Itajubá-
MG, Cambuí-MG, Taubaté-SP, Lorena-SP, Barbacena-MG, Brasópolis-MG, Carmo
de Minas-MG.
Arquivos de Fóruns:
1. Cartórios do Primeiro e Segundo Ofício de Cristina, Pouso Alto e Itajubá-MG.
Arquivo Pessoal de José Guimarães:
Consulta do acervo gentilmente autorizada por D. Leyde Moraes Guimarães.
1. Transcrição sucinta realizada pelo autor dos Registros Paroquiais de: Itajubá,
Aiuruoca, Baependi, Campanha, Pouso Alto, Aiuruoca, Baependi, Natércia, Virgínia,
Cristina.
TOLEDO, Luiz Barcelos. O Sertão da Pedra Branca. Cristina-MG. Obra não publi-
cada.
GUIMARÃES, José. Maria da Fé – A Verdadeira Origem do Nome da Cidade. In:
Revista da Asbrap, 10ed. São Paulo, 2004.
SL – LEME, Luiz Gonzaga da Silva – Genealogia Paulistana. São Paulo, Dubrat e
Cia, 9 volumes.
Inventários de João Batista da Silva (1844) e Manuel Batista da Silva (1888):
pesquisa de Dr. Osvaldo Renó Campos.
AMATO, Marta – Acréscimos à Genealogia Paulistana – CD-ROM.
Arquivo Histórico da Igreja dos Santos dos Últimos Dias:
www.familysearch.org – Portugal Catholic Church Records – Braga, Póvoa de
Lanhoso, Fonte Arcada e Braga, Braga, São João do Souto.
PROJETO COMPARTILHAR: Disponível em
http://www.projetocompartilhar.org/Familia/cap05MartinhodeFariaMoreira.ht
m
Foto da Igreja de São João do Souto, Braga, Braga, Portugal
http://viajar.clix.pt/fotos.php?id=372&lg=pt.

Você também pode gostar