Você está na página 1de 15

1

CURSO COMPLETO DE PROJETO DE MÓVEIS

MÓDULO 01
Leitura e Interpretação de Projetos

Módulo 01 – Leitura e Interpretação de Projetos


CURSO COMPaLETO DE PROJETO DE MÓVEIS 2

MÓDULO 01
Aula 03

Assuntos a serem abordados

09. Escala

Atenção: O material está disponível apenas para este curso. É proibida cópia total ou parcial,
apresentação ou qualquer forma de comercialização de seu conteúdo. São respeitados os
Direitos Autorais de toda a bibliografia consultada, com a respectiva indicação dos créditos.

EAD
Ensino à Distância
amcursosonline.com.br

Módulo 01 – Leitura e Interpretação de Projetos


3

Prezado Aluno,

Seja bem vindo ao material da aula 03 do módulo 01 referente a Leitura e


Interpretação de Projeto do curso Completo de Projeto de Móveis.

Até a aula anterior os conteúdos eram introdutórios, a partir de agora


começamos de fato a estudar a leitura de projeto. No conteúdo desta aula você vai
aprender a ler e interpretar um escalímetro, também chamado de escala.

Tenha em mente que deverá aprender com perfeição pois é através desta
aula que você poderá observar as medidas corretas do desenho para poder analisar
e fazer seus trabalhos. Dedique-se ao máximo e reveja quantas vezes forem
necessárias para a total compreensão do estudo.

Seguindo o mesmo principio desde o início de nosso estudo, o curso será


apresentado com diversas metodologias e didáticas para tornar-se ainda mais
atrativo ao aprendizado. Para memorizar melhor o conteúdo, as apostila foram
escritas em formato de manual, com vocabulário simples e que vai direto ao tema,
além de ilustrações e imagens exemplificando toda a matéria ministrada. Estude este
material em conjunto com os vídeos e aplicações de exercícios assim, poderá
concluí-lo com a melhor eficiência possível. Bons estudos!

Prof. Arq Amanda Marques

Módulo 01 – Leitura e Interpretação de Projetos


4

09. ESCALAS

As escalas são classificadas em dois tipos:

DE REDUÇÃO
NÚMERICA
ESCALA DE AMPLIAÇÃO
GRÁFICA

09.1. ESCALA NUMÉRICA:

A escala numérica pode ser de redução ou de ampliação.


 É chamada de ampliação quando a representação gráfica é maior do que o
tamanho real do objeto. Exemplo: 3:1, 5:1, 10:1

Observe que na escala de ampliação o número de referencia de ampliação fica


posicionado a direita na escala. Isto quês dizer que o desenho é tantas vezes maior
que o objeto real.

 A escala de redução é mais utilizada em arquitetura. Quando o desenho é


sempre realizado em tamanho inferior ao que o objeto real. Exemplo: 1:25,
1:50, 1:100

Isto e, tantas vezes menor que o objeto real. Observe que o fator de referencia de
redução fica sempre do lado esquerdo.

 Então, concluímos que sempre que o fator de referencia for do lado direito é
uma ampliação e quando estiver do lado esquerdo teremos uma redução.
Vamos entender melhor a escala de redução que é a que iremos utilizar em
projetos arquitetônicos.

Ex. Escala 1:5 – cada 1 cm do desenho representa 5cm da peça. Para desenhar
nesta escala divide-se por 5 a verdadeira grandeza das medidas.

Módulo 01 – Leitura e Interpretação de Projetos


5

Conforme vimos anteriormente, é através do Desenho Arquitetônico que o


arquiteto gera os documentos necessários para as construções. Eles são
reproduzidos nas pranchas, onde o espaço utilizável é delimitado por linhas
chamadas de margens.

Uma prancha "A4", por exemplo, tem 21cm de largura por 29,7cm de altura e
espaço utilizável de 17,5 cm de largura por 27,7 cm de altura. Se tivermos que
desenhar a planta, o corte e a fachada de uma edificação deverão estar em
ESCALA. Deixando claro que a escola da prancha depende da escala adotada e
tamanho do projeto.

A escala é a relação que indica a proporção entre cada medida do desenho e


a sua dimensão real no objeto, para facilitar a visualização e entendimento usamos
uma régua própria, chamadas de escalímetro.

Um dos fatores que determina a escala de um desenho é a necessidade de


detalhe da informação. Normalmente, na etapa do projeto executivo (projeto que vai
para a obra ou será executado), quando elementos menores e cheios de detalhes da
construção estão sendo desenhados para serem executados, como as esquadrias, o
desenho é feito em escalas mais próximas do tamanho real (1:20 ou 1:25).

Outro fator que influencia a escolha da escala é o tamanho do projeto. Prédios


muito longos ou com grandes extensões urbanizadas são desenhadas nas escalas
de 1:500 ou 1:1000. A escolha da escala também determina o tamanho da prancha
que se vai utilizar.

Módulo 01 – Leitura e Interpretação de Projetos


6

Com a prática do desenho, a escolha da escala certa se torna algo simples.


Primeira dica sobre o assunto: para se desenhar um prédio com 100 metros de
comprimento na escala de 1:100, é necessário 1 metro de espaço disponível na folha
de papel para ser desenhado. Na de 1:50, o dobro. Assim, você pode determinar a
prancha a ser utilizada. Mas fique tranqüilo, explicarei melhor na sequência.

Planta baixa escala originalmente 1/50 Planta baixa escala originalmente 1/25

Como ler e interpretar?

Trabalhamos com a escala de redução para desenhar em proporção o objeto


de estudo quando este é muito grande e não cabe em uma folha de papel se
desenhado em escala real. Em nosso caso, projeto arquitetônico, podendo ser este
desenho de mobiliário ou planta baixa do ambiente ou projeto completo como um
todo. As reduções mais comumente usadas em projeto arquitetônico são: 1/100,
1/50, 1/25, 1/20, 1/10, chegando ate 1/1, em casos onde necessitamos representar
um objeto em tamanho real.

Quando todos os objetos são reduzidos proporcionalmente, podemos


visualizar e obter a sensação exata das medidas como se elas estivessem no
tamanho real. Sendo assim, podemos sentir o espaço, áreas de deslocamento, áreas
de passagens, posicionamento adequadamente do mobiliário.

Módulo 01 – Leitura e Interpretação de Projetos


7

O escalímetro é bastante funcional para avaliar as medidas de um desenho.


Apresentado em uma régua graduada em metros segundo os fatores de redução
indicados ao lado de cada graduação.

Vamos entender melhor:

Perceba que na escala está escrito 1:100 em


algumas estará apenas 100. O que isso quer dizer? Quer
dizer que cada centímetro na régua comum (escala 1:1)
equivale a 1metro na escala 1:100. Cada milímetro da régua
comum (escala 1:1) representam 10 centímetros, então,
10cm X 10 partes = 100cm = 1m

“Mas se eu não quiser utilizar a escala 1:100 e quiser utilizar a escala 1:10,
como devo ler?”

É simples: a escala 1:1 representa a medida real do objeto, o tamanho exato dos
objetos. Por exemplo, se eu desenhar um lapiseira, ela terá 15cm de comprimento
por 1cm de largura. Eu tenho uma unidade de media para uma unidade de desenho
(1:1)

1cm

15cm
Esc: 1:1

“Mas se eu quisesse desenhar na escala 1:10?”

Então eu multiplico o 1cm por 10 e tenho 10cm, isto quer dizer que em uma
unidade de medida real eu terei representado 10cm.

Módulo 01 – Leitura e Interpretação de Projetos


8

No papel o tamanho do traço continua sendo de um centímetro mas minha leitura de


desenho interpreta como 10cm porque estou na escala 1:10. Minha lapiseira nesta
escala
1cm

15cm

Esc: 1:10

Então, na escala 1:1 eu tenho 1 unidade real por 1 unidade de desenho, se na


unidade 1: 10 eu tenho 1unidade real por 10 unidades de desenho então é só
multiplicar a medida da escala real por 10 e se for 1:100 eu multiplico por 100.

Medida na Representa na escala de Representa na escala Representa na escala de


régua comum desenho Escala 1:1 de desenho Escala 1:10 desenho Escala 1:100
1cm 1cm (1x10=) 10cm (1x100=) 100cm
10cm 10cm (10x10=) 100cm (10x100=) 1000cm
20cm 20cm (20x10=) 200cm (20x100=) 2000cm

Na escala 1:20 aonde está representado o numeral 1


representa 1metro. Então cada risco menor representa
10centímetros e cada risquinho ainda menor representa
1centímetro. Se na escala 1:20 eu tenho um metro se eu for
trabalhar com a escala 1:2 estou dividindo por 10 ou retirando o zero do final da
unidade 1:20. Então, devo retirar um zero também da medida. Se antes eu tinha
1metro que é igual a 100cm, tirando um 0 teremos 10 centímetros. Fazendo o
cálculo, 100cm dividido por 10 = 10cm. E se fosse na 1:200 eu estaria multiplicando
por 10 ou acrescentando um zero a mais, então 100cm vezes 10 = 1000cm =10m ou
100cm mais um zero, 1000cm ou 10m.

Medida na Representa na escala de Representa na escala Representa na escala de


régua comum desenho Escala 1:1 de desenho Escala 1:2 desenho Escala 1:20
1cm 1cm (1x2=) 2cm (1x20=) 20cm
10cm 10cm (10x2=) 20cm (10x20=) 200cm = 2m
20cm 20cm (20x2=) 40cm (20x20=) 400cm = 4m
5cm 5cm (5x2=) 10cm (5x20 =) 100cm = 1m

Na escala 1:50 aonde está representado o numeral 1 representa 1metro.


Então cada risco menor representa 10centímetros e cada risquinho ainda menor

Módulo 01 – Leitura e Interpretação de Projetos


9

representa 1centímetro. Se na escala 1:50 eu tenho um


metro se eu for trabalhar com a escala 1:5 estou dividindo
por 10 ou retirando o zero do final da unidade 1:50.

Então, devo retirar um zero também da medida. Se


antes eu tinha 1metro que é igual a 100cm, tirando um 0 teremos 10 centímetros.
Fazendo o cálculo, 100cm dividido por 10 = 10cm. E se fosse na 1:500 eu estaria
multiplicando por 10 ou acrescentando um zero a mais, então 100cm vezes 10 =
1000cm =10m ou 100cm mais um zero 1000cm. A lógica é sempre a mesma, repare
que o texto é igual da escala 1:20 só mudei a escala.

Medida na Representa na escala de Representa na escala Representa na escala de


régua comum desenho Escala 1:1 de desenho Escala 1:5 desenho Escala 1:50
1cm 1cm (1x5=) 5cm (1x50=) 50cm
10cm 10cm (10x5=) 50cm (10x50=) 500cm
20cm 20cm (20x5=) 100cm = 1m (20x50=) 1000cm = 10m
2cm 2cm (2x5=) 10cm (2x 50 =) 100cm = 1m

Na escala 1:25 aonde está representado o numeral 1


representa 1metro. Então cada risco menor representa
10centímetros e cada risquinho ainda menor representa
1centímetro. Se na escala 1:25 eu tenho um metro se eu for
trabalhar com a escala 1:2,5 estou dividindo por 10 ou retirando o zero do final da
unidade 1:25. Então, devo retirar um zero também da medida. Se antes eu tinha
1metro que é igual a 100cm, tirando um 0 teremos 10 centímetros. Fazendo o
cálculo, 100cm dividido por 10 = 10cm. E se fosse na 1:250 eu estaria multiplicando
por 10 ou acrescentando um zero a mais, então 100cm vezes 10 = 1000cm =10m ou
100cm mais um zero 1000cm.

Medida na Representa na escala de Representa na escala de Representa na escala de


régua comum desenho Escala 1:1 desenho Escala 1:2,5 desenho Escala 1:25
1cm 1cm (1x2,5=) 2,5cm (1x25=) 25cm
10cm 10cm (10x2,5=) 25cm (10x25=) 250cm
20cm 20cm (20x2,5=) 50cm (20x25=) 500cm = 5m
4cm 4cm (4x2,5=) 10cm (4x 25 =) 100cm = 1m

Em resumo, pense que o número 1 na escala sempre será um metro estando


na escala 1:20, 1:25, 1:50, 1:75, 1:100 e 1:125. Estas são as referências da escala
do tipo 1

Módulo 01 – Leitura e Interpretação de Projetos


10

Para fixar o conteúdo um resumão:

1. No exemplo acima, 1 unidade no escalímetro = 1 metro na realidade.


2. Pega a medida em metro e divide pela escala. Por exemplo: Você quer desenhar
uma linha que tem 5 metros na escala 1:20. Divida 5 metros por 20 e pronto. A linha
no desenho vai ter 0,25m (25cm). Do contrario, uma linha que tenha 25 cm no
desenho em 1:20 e você quer saber quanto mede na realidade.

Ou usa o escalímetro no desenho, ou pega a medida da linha no desenho em


centímetros e multiplica pela escala. Sendo assim uma linha que mede no desenho
0,25m ou 25cm x20 = 5,00m ou 500cm na realidade.

O escalímetro pode ser usado para outras escalas além das nominais, para isto,
basta usar um artifício simples:

escala 1/10 – usa-se a escala 1/100 dividindo os valores por 10, como:
1 metro (dist. De 0 a 1) passa a valer 1m / 10 = 0.10m (10cm).

Lembretes:
- A escala diz respeito apenas ao tamanho do desenho, é na contagem que
colocaremos suas medidas reais.
- Não existe escala nas medidas angulares, apenas nas lineares.
- Deve-se indicar a escala do desenho na legenda. Tendo na folha desenhos com
escalas diferentes, estas devem ser indicadas tanto na legenda como junto aos
desenhos que correspondem.

Módulo 01 – Leitura e Interpretação de Projetos


11

09.2. ESCALAS RECOMENDADAS:

 Escala 1:1, 1:2, 1:5 e 1:10 - Detalhamentos em geral, peças em que o grau de
riqueza deve estar bem exemplificado;
Lê-se: 1:1 um por um, isto é, uma unidade de desenho é igual a uma unidade
real do objeto. Desenho e objeto de mesmo tamanho.
Lê-se: 1:2 um por dois, isto é, uma unidade de desenho é duas vezes menor
que a uma unidade real do objeto.
Lê-se: 1:5 um por cinco, isto é, uma unidade de desenho é cinco vezes menor
que a uma unidade real do objeto.
Lê-se: 1:10 um por dez, isto é, uma unidade de desenho é dez vezes menor
que a uma unidade real do objeto.

 Escala 1:20 e 1:25 - Ampliações de banheiros, cozinhas ou outros


compartimentos;
Lê-se: 1:20 um por vinte, isto é, uma unidade de desenho é vinte vezes menor
que a uma unidade real do objeto.
Lê-se: 1:25 um por vinte e cinco, isto é, uma unidade de desenho é vinte e
cinco vezes menor que a uma unidade real do objeto.
 Escala 1:50 - É a escala mais indicada e usada para desenhos de plantas,
cortes e fachadas de projetos arquitetônicos;
Lê-se: 1:50 um por cinquenta, isto é, uma unidade de desenho é cinquenta
vezes menor que a uma unidade real do objeto.
 Escala 1:75 - Juntamente com a de 1:25, é utilizada apenas em desenhos de
apresentação que não necessitem ir para a obra – maior dificuldade de
proporção.
Lê-se: 1:75 um por setenta e cinco, isto é, uma unidade de desenho é setenta
e cinco vezes menor que a uma unidade real do objeto.
 Escala 1:100 - Opção para plantas, cortes e fachadas quando é inviável o uso
de 1:50; plantas de situação e paisagismo; também para desenhos de estudos
que não necessitem de muitos detalhes;
Lê-se: 1:100 um por cem, isto é, uma unidade de desenho é cem vezes menor
que a uma unidade real do objeto.

Módulo 01 – Leitura e Interpretação de Projetos


12

 Escala 1:175 - Para estudos ou desenhos que não vão para a obra;
Lê-se: 1:175 um por cento e setenta e cinco, isto é, uma unidade de desenho
é cento e setenta e cinco vezes menor que a uma unidade real do objeto.
 Escala 1:200 e 1:250 - Para plantas, cortes e fachadas de grandes projetos,
plantas de situação, localização, topografia, paisagismo e desenho urbano;
Lê-se: 1:200 um por duzentos, isto é, uma unidade de desenho é duzentas
vezes menor que a uma unidade real do objeto.
Lê-se: 1:250 um por duzentos e cinquenta, isto é, uma unidade de desenho é
duzentas e cinquenta vezes menor que a uma unidade real do objeto.
 Escala 1:500 e 1:1000 - Planta de localização, paisagismo, urbanismo e
topografia;
Lê-se: 1:500 um por quinhentos, isto é, uma unidade de desenho é quinhentas
vezes menor que a uma unidade real do objeto.
Lê-se: 1:1000 um por mil, isto é, uma unidade de desenho é mil vezes menor
que a uma unidade real do objeto.
 Escala 1:2000 e 1:5000 - Levantamentos aerofotogramétricos, projetos de
urbanismo e zoneamento.
Lê-se: 1:2000 um por dois mil, isto é, uma unidade de desenho é duas mil
vezes menor que a uma unidade real do objeto.
Lê-se: 1:5000 um por cinco mil, isto é, uma unidade de desenho é cinco mil
vezes menor que a uma unidade real do objeto.

09.3. ESCALA NUMÉRICA:

A escala numérica pode ser de redução ou de ampliação.

 É chamada de ampliação quando a representação gráfica é maior do que o


tamanho real do objeto. Exemplo: 3:1, 5:1, 10:1
Observe que na escala de ampliação o número de referencia fica posicionado a
direita na escala. Isto quer dizer que o desenho é tantas vezes maior que o objeto
real.
 A escala de redução é mais utilizada em arquitetura. Quando o desenho é
sempre realizado em tamanho inferior ao que o objeto real. Exemplo: 1:25,
1:50, 1:100

Módulo 01 – Leitura e Interpretação de Projetos


13

Como mostrado anteriormente, tantas vezes menor que o objeto real. Observe
que o fator de referencia fica sempre do lado esquerdo.
 Então concluímos que sempre que o fator de referencia for do lado direito é
uma ampliação e quando estiver do lado esquerdo teremos uma redução.

Vamos entender melhor a escala de redução que é a que iremos utilizar em


projetos arquitetônicos.

Ex. Escala 1:5 – cada 1 cm do desenho representa 5cm da peça. Para desenhar
nesta escala divide-se por 5 a verdadeira grandeza das medidas.

09.4. ESCALAS GRÁFICAS

É a representação através de um gráfico proporcional à escala utilizada. É


utilizada quando for necessário reduzir ou ampliar o desenho por processo
fotográfico. Assim, se o desenho for reduzido ou ampliado, a escala o acompanhará
em proporção. Para obter a dimensão real do desenho basta copiar a escala gráfica
numa tira de papel e aplicá-la sobre a figura.

Ex.: A escala gráfica correspondente a 1:50 é representada por segmentos iguais de


2cm, pois 1 metro/50= 0,02 = 2cm.

|| IMPORTANTE ||
Cada folha de desenho ou prancha deve ter indicada em seu título as escalas
utilizadas nos desenhos ficando em destaque a escala principal. Além disto,
cada desenho terá sua respectiva escala indicada junto dele.

Módulo 01 – Leitura e Interpretação de Projetos


14

Terminamos aqui nossa terceira aula de Leitura e Interpretação de Projeto. E


para fazer com que seu entendimento seja ainda mais completo, realize os
exercícios referentes a esta aula.

Não deixe de sanar suas dúvidas e caso não tenha alcançado todo
entendimento desta aula, assista novamente o vídeo e releia o material.

Abraços e até a próxima aula.

Prof. Amanda Marques

Módulo 01 – Leitura e Interpretação de Projetos


15

amcursosonline.com.br
facebook.com/amcursosonline

Módulo 01 – Leitura e Interpretação de Projetos

Você também pode gostar