Você está na página 1de 2

Universidade Estadual Vale do Acaraú-UVA

Centro de Filosofia, Letras e Educação-CENFLE

Curso de Pedagogia, Licenciatura, Noturno, 8° Período

Prof: Conceição Tavares

Acadêmico: Diego Oliveira Lira

O multiculturalismo e seus dilemas: Implicações na educação

O argumento que defendemos é que, se o multiculturalismo pretende contribuir para uma


educação valorizadora da diversidade cultural e questionadora das diferenças, deve superar
posturas dogmáticas, que tendem a congelar as identidades e desconhecer as diferenças no
interior das próprias diferenças.

A educação libertadora se remete ao auto descobrimento do indivíduo como ser humano e


seu papel social, por vivermos em uma sociedade totalmente machista e preconceituosa
acabamos usando máscaras para não sofrer com o preconceito e a indiferença. Os padrões nos
obrigam a seguir algo que não queremos e acabamos seguindo esse caminho e escondendo
nossas verdadeiras identidades.

O multiculturalismo é um termo que tem sido empregado com frequência, porém com
diferentes significados. Desta forma, críticos e defensores do mesmo travam, muitas vezes,
lutas e discussões em torno de um conceito que, na verdade, pode estar sendo entendido de
formas diferentes para os envolvidos em tais disputas. A começar pelo nome: alguns apontam
que o interculturalismo seria um termo mais apropriado, na medida em que o prefixo 'inter'
daria uma visão de culturas em relação, ao passo que o termo multiculturalismo estaria
significando o mero fato de uma sociedade ser composta de múltiplas culturas, sem
necessariamente trazer o dinamismo dos choques, relações e conflitos advindos de suas
interações.

“Numa sociedade  altamente multicultural a igualdade de oportunidades deixa de


existir integralmente para todos, ficando à sua margem os taxados de
homossexuais, negros, índios e pessoas de determinadas áreas ou regiões, cujos
níveis de escolarização é considerado baixo. “
Assim como a educação sendo instrumento para “abrir mentes” o multiculturalismo também
carrega esse mesmo sentido porque a sociedade precisa ser multicultural as diferenças
precisam existir e em vários meios, como as pessoas que vivem a margem da sociedade, as
pessoas especiais direcionando para inclusão em fim uma série de coisas que precisam de
atenção e isso os educadores tem que saber. Não adianta trabalharmos apenas para um grupo
específico todos tem que se englobar.

Ao lidar com o múltiplo, o diverso e o plural o multirulruralismo encara as identidades plurais


como a base de constituição das sociedades Leva em consideração a pluralidlde de raças,
gêneros, religiões, saberes, culturas., linguagens e outras características identitárias para
sugerir que a sociedade é múltipla e que tal multiplicidade deve ser incorporada em currículos
e práticas pedagógicas.
Por isso a importância do estudo da área e de como nós educadores somos o meio de acesso a
isso englobando as diferenças dentro dos espaços educacionais. Valorizando sempre os
conhecimentos prévios e entendendo o contexto de multiculturalismo e de como se dá no
meio social.

Você também pode gostar