Você está na página 1de 7

EXAMES LABORATORIAIS & O ENIGMA DA

TIREOIDE

Aula 01: O Prisioneiro do Hipotireoidismo


Por: Laura de Sousa Godoy – Nutricionista

SEGREDO: Entender a linguagem das células PRECOCEMENTE.

MATRIZ DA NUTRIÇÃO FUNCIONAL


 Organização dos pensamentos
 HISTÓRICO DO PACIENTE
o Antecedentes = doenças que tivemos
o Gatilhos = o que levou ao desenvolvimento da doença.
o Mediadores e Perpetuadores = substâncias que fazem a
comunicação das células, o que chamamos de saúde e doença.
 FATORES DE ESTILO DE VIDA
o Sono e relaxamento
o Exercício e movimento
o Nutrição e hidratação
o Estresse
o Relações / equipe
 OUTROS
o Assimilação = GI e respiratório
o Defesa e reparo = imune, inflamações
o Energia = mitocôndrias
o Biotransformação = detoxificação do organismo
o Transporte = via sangue, linfática
o Comunicação = hormônios e neurotransmissores.
o Intregridade Estrutural = ossos, músculos, articulações e
membranas.

O VALOR DO EXAME ESTAR NORMAL/DENTRO DA REFERÊNCIA NÃO É


ESTAR IDEAL!!!!

POR QUE, MESMO COM A IODAÇÃO DO SAL, O BRASIL TEM MUITOS


CASOS DE DOENÇAS DA TIREOIDE?
FATORES DE RISCO HIPOTIREOIDISMO HIPERTIREOIDISMO
Sexo feminino* AUMENTA AUMENTA
Deficiência de iodo AUMENTA AUMENTA
Excesso de iodo AUMENTA AUMENTA
Deficiência de selênio AUMENTA AUMENTA
Medicamentos AUMENTA AUMENTA
Dçs autoimune AUMENTA AUMENTA
Genética AUMENTA AUMENTA
Fumo REDUZ AUMENTA
Álcool REDUZ -
Infecções - -
Condições sindrômicas AUMENTA -
*5 a 10% maior que os homens.

EIXO DE EQUILÍBRIO TIREOIDIANO

ATIVIDADES DOS METABÓLITOS DO T3


 Regulação de ptn do controle da homeostasia do cálcio.
 Estimula a oxidação de ácidos graxos
 Cardioproteção do T1AM
 Cérebro: desenvolvimento e função, mielinização.
 Pituitária: produção TSH, hormônio do crescimento.
 Coração: débito cardíaco, frequência cardíaca, hipertrofia.
 Músculo: catabolismo proteico, gasto de energia.
 Fígado: mitose, gliconeogênese, beta-oxidação, síntese de colesterol,
conversão de colesterol em ácido biliar, receptor HDL.
 Tecido adiposo: lipólise, termogênese adaptativa em tecidos adiposos
marrons.
 Sistema musculoesquelético: crescimento e maturação (crianças),
reabsorção ósses (osteoporose)
SINTOMAS DE HIPO E HIPERTIREOIDISMO ESTÃO RELACIONADOS A
FALTA OU AO EXCESSO DE T3!!!

SINAIS E SINTOMAS DO HIPOTIREOIDISMO


1. Fadiga 6. Depressão  enzima
2. Fraqueza tirosinahidroxilase + ferro =
3. Intolerância/sensibilidade ao dopamina (FALTA DE T3
frio TRAZ FALTA DE
4. Parestesia DOPAMINA)
5. Câimbra 7. Ganho de peso
8. Obstipação 21. Menstruação intensa e
9. Perda e afinamento de cabelo duração longa do ciclo (+ 35
10. Unhas fracas dias)
11. Pele seca 22. Manifestações alérgicas
12. Extremidades frias 23. Dores no corpo sem razão –
13. Constipação FIBROMIALGIA
14. Dificuldade de concentração 24. Doenças autoimunes que se
15. Memória ruim agravam
16. Pensamentos lentos 25. Apneia do sono
17. Cefaléia 26. Alterações no equilíbrio dos
18. Redução libido fluidos
19. Aumento colesterol 27. Alterações na temperatura
20. Infertilidade (ciclos corporal  intolerância ao
anovulatórios + endométrio frio. CONTROLE DEVE SER
fino) FEITO LONGE DA
OVULAÇÃO.

SINAIS E SINTOMAS DO HIPERTIREOIDISMO


1. Taquicardia 9. Irritabilidade
2. Fadiga 10. Dificuldade de dormir
3. Tremor 11. Emagrecimento
4. Nervosismos 12. Abortos no 1 trimestre de
5. Reflexos hiperativos gestação
6. Fraqueza 13. Infertilidade
7. Suor excessivo 14. Irregularidade menstrual –
8. Intolerância ao calor hipo e polimenorreia

ANTROPOMETRIA
 TSH X antropometria
o Dentro da referência: + IMC, CCint, RCE, RCQ
o Leptina estimula a secreção de TSH = obesos > magros.
o + 1 mUI/ml TSH: + 0,9kg em mulheres, + 0,8kg em homens.
o TSH no terço superior: + 1,9kg/m2
 Relação T3 livre/T4 livre: eficiência da conversão de T4 em T3 = IDEAL:
0,31.

HIPOTIREOIDISMO X DISLIPIDEMIA
 Reduz expressão do colesterol LDL.
 Reduz a captação do colesterol.
 Redução do turnover e excreção de colesterol.
 Aumenta apoB, colesterol total e colesterol LDL.
 Aumenta triglicérides.

HIPOTIREOIDISMO X SÍNDROME METABÓLICA


VARIAÇÕES DA FUNÇÃO TIREOIDIANA DENTRO DOS VALORES DE
REFERÊNCIA

 Ocorrência de eventos ruins (HAS, mortalidade cardíaca, doença renal


crônica, síndrome metabólica): TSH maior > TSH menor.
 AUMENTO dos hormônios tireoidianos, REDUÇÃO da incidência de
osteoporose.
 Mortalidade por doença coronariana = hipotireoidismo subclínico <
hipertireoidismo subclínico.

DOENÇAS REUMÁTICAS: FIBROMIALGIA E DOR CRÔNICA

SINTOMAS DE DOENÇA AUTOIMUNE TIREOIDIANA


 Osteoartrites
 Síndrome do túnel carpiano
 Capsulite no ombro
 Fenômeno de Raynoud
 Fibromialgia
 Degeneração dos discos da coluna vertebral

DOENÇA TIREOIDIANA X SISTEMA NERVOSO


 Depressão está mais associada a hipotireoidismo.
 Alterações tireoidianas no primeiro trimestre da gestação (principalmente:
hipotireoidismo e tireoidite autoimune)  + ocorrência de desordens
comportamentais e psiquiátricas: TDAH, autismo, problemas de
desenvolvimento generalizados, esquizofrenia, epilepsia e
convulsões, aumento de ansiedade e psicose na adolescência.
o PROBLEMAS NA GESTAÇÃO: TSH aumentado, T4 baixo.
o MULHERES COM INFERTILIDADE: TSH acima de 2  +
prevalência de resistência à insulina.
o MULHERES TENTANTES: manutenção do TSH abaixo de 2

HIPOTIREOIDISMO HIPERTIREOIDISMO
SUBCLÍNICO SUBCLÍNICO
T3 e T4 livres dentro da T3 e T4 livres dentro da
referência E TSH acima da referência E TSH abaixo da
referência. referência.

TSH
 LIMITE SUPERIOR: 4,5 – 5,0 (antiTPO + : 3,5 – 4,0).
 VALOR ÓTIMO: 0,8 – 2,5 (em pacientes com T4 livre
e ecografia tireoidiana normal).
 Crianças e adolescentes: conforme tabela da Soc.
Brasileira de Endocrinologia e Metabolismo (abaixo).

O VALOR DE REFERÊNCIA DO LABORATÓRIO EXCEDE MUITO IDEAL DE


VARIAÇÃO INDIVIDUAL!!!!
Este material é exclusivo para os alunos do Enigma da Tireoide
Se você ainda não é aluno,

Clique aqui e inscreva-se grátis


ou acesse
www.enigmadatireoide.com.br

Gostou do conteúdo?
Prepare-se para o próximo passo...

FORMAÇÃO EM

U M C U R S O O R I G I N A L G A B R I E L D E C A R VA L H O

Clique aqui
ou acesse
www.gabrieldecarvalho.com.br/exames

É importante que você entenda que após o Enigma da Tireoide serão


abertas as inscrições para a Formação em Exames Laboratoriais 2.0,
ministradas pelo professor Gabriel de Carvalho. Para garantir a sua
inscrição nessa formação, recomendamos que você fique atento às
notificações do WhatsApp e da nossa comunidade do Facebook.

O conteúdo programático da “ Formação em Exames Laboratoriais 2.0” do Professor Gabriel de Carvalho está sujeito a mudanças sem aviso prévio. Consulte nossa equipe.
CURSO REGISTRADO NA BIBLIOTECA NACIONAL RDA- CHAVE 03025BN. Este curso foi elaborado por Gabriel de Carvalho e Um Cursos Ltda. e é licenciado por Creative
Commons Atribuição-Não-Comercial-Sem-Derivações.Licença Internacional 4.0. Conforme a Lei 9.610/98, é proibida a reprodução total e parcial ou divulgação comercial
sem a autorização prévia e expressa do autor (artigo 29). ©2021 GABRIEL DE CARVALHO – TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

Você também pode gostar