Você está na página 1de 192

Não Materna

Português Língua

LÚCIA MASCARENHAS
ANA SOFIA SANTOS

Livro do Professor
Nível A 1 QECR e QuaREPE
2.º e 3.º ciclos e ensino secu
ndário

A cópia ilegal viola os direitos dos autores.


Os prejudicados somos todos nós.
Oo
Índice

1. Introdução……………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………… 4
Objetivos…………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………… 5
Opções metodológicas – a importância da inclusão na diversidade…………………… 6
Componentes do projeto………………………………………………………………………………………………………………………………………… 7
Estrutura do manual…………………………………………………………………………………………………………………………………………………… 7
Estrutura do Livro do Professor…………………………………………………………………………………………………………………… 9

2. Roteiro A1……………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………… 10
Sugestões de trabalho e soluções……………………………………………………………………………………………………………… 11
Testes de avaliação……………………………………………………………………………………………………………………………………………………… 78
Teste intermédio A1 e soluções…………………………………………………………………………………………………………………… 103

3. Materiais adicionais…………………………………………………………………………………………………………………………………… 116


À escuta! …………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………… 117
• Transcrições e resolução de exercícios……………………………………………………………………………………………………… 133

4. Apêndice gramatical A1 e A2…………………………………………………………………………………………………… 141


Conteúdos gramaticais níveis A1 e A2 e exercícios de aplicação ………………………… 142
Soluções dos exercícios de aplicação……………………………………………………………………………………………………… 188

5. Anexo……………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………… 192
Dado dos verbos ……………………………………………………………………………………………………………………………………………………………… 192
CEPE-TC1LP © Porto Editora

3
CEPE-TC1LP © Porto Editora
1 Introdução
Introdução

INTRODUÇÃO
O domínio e a aprendizagem de uma língua segunda e/ou estrangeira têm vindo a tornar-se
ferramentas indispensáveis e um imperativo social para qualquer cidadão do século XXI. Estimulam
e facilitam a mobilidade, a comunicação entre diferentes culturas, o acesso à informação global e
as relações e interações multiculturais, promovendo o conhecimento do mundo envolvente e o
enriquecimento mútuo.

O Novo Tu cá Tu lá! é um projeto inovador destinado ao Português Língua Não Materna. Criado a
pensar nas características e necessidades específicas deste público-alvo, o projeto aborda temas do
quotidiano dos jovens, fazendo a ponte entre variadas culturas. Estes instrumentos pedagógicos são
promotores de uma abordagem comunicativa e propõem um percurso de aprendizagem que
familiariza os aprendentes com a língua portuguesa, proporcionando-lhes um itinerário de
aprendizagem estruturado, dinâmico, lúdico e adaptado à sua faixa etária.

Ob jet ivo s

O projeto Novo Tu cá Tu lá! tem os seguintes objetivos:


· fomentar um olhar (inter)cultural, criando um diálogo entre o universo do aluno e o da cultura da
língua de aprendizagem;
· incutir um espírito cooperativo e colaborativo;
· desenvolver a responsabilidade e a autonomia dos alunos, respeitando os seus ritmos de
aprendizagem e as suas características individuais;
· gerir a heterogeneidade presente nas salas de aula, adequando exercícios concretos e com
diversos graus de dificuldade;
· promover o paralelismo pedagógico, possibilitando o trabalho simultâneo entre os dois níveis de
proficiência, no caso de adotar também o Novo Tu cá Tu lá! A2;
· reconhecer e identificar mensagens orais e escritas e levantar uma série de hipóteses sobre o
seu conteúdo, apoiando-se em elementos linguísticos e extralinguísticos;
· abranger toda a comunidade educativa, promovendo uma interação extracurricular;
· proporcionar uma reflexão sobre as competências desenvolvidas e sobre as aquisições através de
uma avaliação diagnóstica, formativa e sumativa, assim como da autoavaliação,
corresponsabilizando os alunos pelo seu trabalho e pelas aprendizagens efetuadas.
CEPE-TC1LP © Porto Editora

5
CEPE-TC1LP © Porto Editora
Op çõ es me tod oló gic as
– A impor tância da inclusão na diversidade

A conceção do projeto Novo Tu cá Tu lá! tem como ponto de partida as recomendações do Quadro
Europeu Comum de Referência para as Línguas (QECRL) e o Quadro de Referência para o Ensino
Português no Estrangeiro (QuaREPE). Oferece um conjunto diversificado de atividades que colocam
o aluno no centro do processo de aprendizagem e que visam levar o público a atingir os perfis
linguísticos específicos e as competências propostas para os níveis de proficiência linguística iniciais
(A1 e A2).

Uma das grandes preocupações neste contexto de aprendizagem é a frequente heterogeneidade nas
turmas de PLNM em Portugal. Por isso, o Novo Tu cá Tu lá! aposta no paralelismo temático e
pedagógico entre os dois níveis. Esta estrutura permite ao/à professor/a trabalhar mais facilmente
os dois níveis com alunos diferentes do mesmo grupo, já que todos estarão a trabalhar o mesmo
tema. Considerando que os aprendentes podem dispor de patamares muito distintos de
desenvolvimento nas diversas competências, todas as atividades estão assinaladas de acordo com o
seu grau de dificuldade (verde – mais simples; vermelho – mais difícil) para que seja possível ao/à
professor/a ajustar ainda melhor as atividades de sala de aula às capacidades reais dos seus alunos.

Os manuais Novo Tu cá Tu lá! A1 e A2 apostam na aprendizagem da língua portuguesa no seu todo,


pelo que todas as competências linguísticas são sempre trabalhadas em cada unidade. A partir da
audição e repetição de diálogos, canções, versos e trava-línguas; de dramatizações; de jogos
pedagógicos; de atividades de expansão lexical; de trabalhos manuais; da escrita e do desenvolvimento
da consciência fonológica, pretende criar-se uma empatia pela aprendizagem da língua e da cultura
portuguesas.

As áreas temáticas selecionadas para o projeto tiveram em conta o quotidiano das crianças/
adolescentes desta faixa etária, as suas necessidades e os seus centros de interesse. O mesmo
acontece com o grupo de personagens escolhido para ilustrar esta viagem pela língua portuguesa.
Trata-se de um grupo culturalmente heterogéneo, com idades e vivências próximas das suas, e com
o qual conseguem facilmente estabelecer laços afetivos. A Mariana é uma jovem portuguesa que
acompanha a sua mãe, a professora Teresa, nas suas aulas de Português, convivendo com os alunos
(as diversas personagens), participantes num programa de intercâmbio linguístico e cultural de
aprendentes de Português. Assim, os protagonistas vão visitar locais emblemáticos e viver situações
do quotidiano com que qualquer jovem se poderá identificar.

Os elementos (inter)culturais presentes, implícita e explicitamente, promovem um olhar sobre si


próprios e os outros, estimulando uma reflexão sobre o mundo e uma abertura à diferença. Tal é
conseguido não só pelo facto de cada manual ter como base várias cidades portuguesas mas também
através dos traços distintivos de cada personagem e da rubrica É bom conhecer… a cultura!.

No foco da atenção deste projeto está também, naturalmente, o apoio ao trabalho do/a professor/a.
Neste sentido, o Livro do Professor inclui um Roteiro com sugestões de trabalho unidade a unidade;
sugestões de atividades complementares; fichas de trabalho de duas em duas unidades e testes de

6
Introdução

avaliação de final de nível. Além disso, o Livro do Professor oferece ainda um Apêndice Gramatical
com sínteses explicativas e exercícios relativos a todos os conteúdos gramaticais trabalhados. Para
auxiliar o trabalho do/a professor/a relativamente à avaliação, além destes testes e fichas de
avaliação, o projeto Novo Tu cá Tu lá! A1 e A2 inclui, nos manuais, propostas de trabalho de quatro em
quatro unidades, abordando todas as competências e os temas trabalhados nas respetivas unidades
(Atualiza-te!). O Livro do Professor apresenta ainda todas as transcrições e sugestões de resolução
dos exercícios, tanto dos manuais como das propostas apresentadas no Livro do Professor.

Co mp on en tes do pr oje to
No vo Tu cá Tu lá! A1

Materiais complementares:
· Novo Tu cá tu lá! A1 Livro do Professor · Cartas
· Flashcards

Es tru tura do ma nu al

O Novo Tu cá Tu lá! A1 propõe uma estrutura homogénea no conjunto das suas unidades, sendo
possível estabelecer um paralelismo temático entre os manuais que constituem os níveis A1 e A2,
respetivamente. Trata-se de uma estrutura que contém as fases indispensáveis para a aquisição
progressiva e efetiva da língua para crianças e adolescentes, ao privilegiar uma aprendizagem que
respeita os ritmos e as características específicas de cada aluno.

As atividades são diversificadas e dinâmicas, e apresentam uma forte componente lúdica, com jogos
e exercícios interativos, recorrendo frequentemente a materiais complementares, como flashcards e
faixas áudio com diálogos, músicas, poemas e textos diversos. As personagens e ilustrações que
acompanham o projeto são irreverentes e divertidas, e refletem o ambiente intercultural vivido em
diferentes áreas geográficas.

Abertura de unidade

Cada unidade começa com uma ilustração alusiva ao(s) tema(s) tratado(s) nessa unidade, incluindo
algum do vocabulário fundamental relacionado com o tema. O/A professor/a e os alunos poderão
explorar esta imagem como ponto de partida para o trabalho a desenvolver nas páginas seguintes.
CEPE-TC1LP © Porto Editora

À direita da imagem de abertura, encontram-se os objetivos da unidade bem como os campos lexicais
e conteúdos gramaticais a aprender.

7
CEPE-TC1LP © Porto Editora
Secções de cada unidade
Todas as unidades estão subdivididas nas seguintes secções:

– Vem connosco!
Esta secção começa com um diálogo, uma música ou outro texto que serve de mote para exercícios
de compreensão oral, escrita e de produção oral.

– Podes repetir?
Esta secção apresenta atividades de ortografia e pronúncia com exercícios de audição, compreensão
e repetição.

– Faz sentido!
Nesta secção, encontra atividades e sistematizações gramaticais aplicadas também ao tema
trabalhado na unidade.

– Palavra puxa palavra!


Esta secção é dedicada ao enriquecimento do vocabulário relacionado com o tema. Inclui atividades
diversificadas que permitem aplicar e alargar as expressões aprendidas nas secções anteriores.

Sistematizações e apontamentos culturais


Ao longo de todo o manual, encontram-se sistematizações e apontamentos culturais e linguísticos.
Na rubrica É bom conhecer… a língua!, sistematizam-se em contexto itens gramaticais, de pronúncia
e de estruturas da língua. Na rubrica É bom conhecer… a cultura! apresentam-se curiosidades da
cultura portuguesa relacionadas de alguma forma com o tema tratado.

Atividades regulares de sistematização


Apresentada de quatro em quatro unidades, a secção Atualiza-te! apresenta atividades suplementares
relativas às diferentes competências, organizadas da seguinte forma:
· Ainda te lembras? – incide sobre os campos lexicais trabalhados;
· Põe-te à prova! – consiste em atividades de compreensão escrita e sobre os conteúdos gramaticais
tratados;
· Palavras à solta! – propõe exercícios de expressão escrita que recorram aos conteúdos aprendidos
nas unidades a que o Atualiza-te! diz respeito.

Glossário
No final de cada nível encontra um Glossário organizado por unidades e por temas, incluindo todas as
palavras dos campos lexicais em português, inglês, espanhol e francês.

8
Introdução

ss or
Es tru tura do Liv ro do Pr ofe

Para melhor auxiliar o trabalho do/a professor/a, o Livro do Professor inclui:

Roteiro com:
– sugestões de trabalho, sugestões de resolução das atividades e transcrição das faixas áudio,
unidade a unidade;
– fichas de avaliação apresentadas de duas em duas unidades, com as respetivas sugestões de
resolução;
– testes intermédios e globais de nível, com as respetivas soluções.

Materiais adicionais que acompanham os temas e conteúdos de cada volume:


– À escuta! – atividades suplementares de compreensão e interação oral.

Apêndice gramatical, com sínteses explicativas e exercícios relativos a todos os conteúdos gramaticais
trabalhados.

Anexo, com materiais para manter e usar na sala de aula.

M ate ria is co mp lem en tares

O professor conta ainda com cartas e flashcards destacáveis para complementar a sua prática letiva.
CEPE-TC1LP © Porto Editora

9
CEPE-TC1LP © Porto Editora
2 Roteiro
A1
Roteiro A1  Sugestões de trabalho e soluções

ROTEIRO
Nesta secção do Livro do Professor, vai encontrar sugestões sobre como trabalhar com o Novo Tu cá Tu lá! A1.
Trata-se de propostas simples que visam facilitar o seu trabalho, não pretendendo substituir a sua prática
como professor(a). De igual modo, encontrará propostas de resolução de todos os exercícios práticos, assim
como as transcrições das faixas áudio presentes nas várias unidades do manual. Esperamos que lhe sejam
úteis!

  
Unidade
1
Aqui vamos nós!

Campos lexicais Conteúdos gramaticais


• identificação pessoal: nome, idade, nacionalidade • acentuação: sílabas tónicas e sílabas átonas
• as principais cores • estrutura frásica de frases simples
• os números até 10 • preposições: ser de / viver em
• países e nacionalidades • pronomes pessoais
• países e línguas
• a família: graus de parentesco
• caracterização física e psicológica

Atividade introdutória Nota: Esta atividade inicial poderá ser muito exigente para
Pág. 8 alunos que não tenham quaisquer conhecimentos prévios
Comece por explorar a imagem com os seus alunos. Esti- da língua. Nesses casos, poderá recorrer a uma língua de
mule a sua participação na descrição da imagem – con- comunicação, bem como a gestos e à imagem que ilustra
soante as capacidades de cada aluno, peça-lhes para refe- esta unidade, aprofundando menos as várias estruturas re-
rirem objetos ou cores presentes na imagem ou para feridas, fazendo-o posteriormente ao longo da unidade.
produzirem frases completas, que descrevam a imagem de
forma mais pormenorizada. Ajude-os com o vocabulário Vem connosco!
desconhecido, registando as palavras no quadro. Poderá Pág. 10
também estimular a imaginação, levando-o a considerar de
Se os seus alunos já tiverem alguns conhecimentos pré-
1. 
quem será o quarto, qual a relação entre os jovens, quais
vios de português, passe a gravação (um texto de cada
serão os seus interesses, etc.
vez) antes de lerem o texto, pedindo-lhes para ouvirem
Após esta primeira abordagem, leia com eles as apresen- atentamente e procurarem registar o máximo de infor-
tações das personagens e reative as estruturas vistas ini- mação. Depois, os alunos deverão ouvir novamente a
cialmente. gravação e acompanhar com a leitura dos textos, para
Exemplos: Quem é a Nicole? Qual é a cor preferida do rapaz comprovarem o que ouviram. Finalmente, peça aos alu-
ao computador? Quem é do Canadá? nos para lerem em voz alta os textos, verificando a en-
Após a repetição destas estruturas, estimule pequenos diá- toação e pronúncia.
CEPE-TC1LP © Porto Editora

logos em que os alunos utilizarão as estruturas e vocabulá- Caso os alunos não tenham quaisquer conhecimentos
rio introduzidos em relação a si mesmos. Para isso, siste- prévios de português, leia primeiro os textos com eles,
matize as principais estruturas no quadro: Eu sou o/a … ; Eu clarificando os significados e desfazendo quaisquer dú-
sou de … ; A minha cor preferida é… ; Eu tenho … anos. vidas que surjam. Num segundo momento, os alunos

11
deverão ouvir a gravação, acompanhando a audição com Exemplo: A cor preferida da Emma é o vermelho.

CEPE-TC1LP © Porto Editora


a leitura do texto. Finalmente, peça aos alunos para Resolução do exercício: Emma – vermelho; Noah –

lerem em voz alta os textos, verificando a entoação e verde; John – azul; Nicole – amarelo.
pronúncia.
Podes repetir?
Faixa 1
Pág. 12
Emma: Olá! Eu sou a Emma. Sou de Toronto, Canadá.
Este é o meu irmão, Noah. Eu tenho 12 (doze) anos e ele Passe a faixa áudio de forma a que os alunos ouçam as
1. 
tem 9 (nove) anos. palavras pronunciadas, reconhecendo a sílaba forte em
cada palavra. Ajude-os na distinção das sílabas, elevando
A minha cor preferida é o vermelho!
a voz ou batendo as mãos ao pronunciar a sílaba forte.
Noah: Olá! Eu sou o Noah. Sou o irmão da Emma. Os
nossos avós são portugueses, dos Açores! A minha cor Faixa 2
preferida é o verde. E tu, como te chamas?
nome – americano – França – chamo – olá – irmão –
John: Olá! Eu chamo-me John. Sou da Califórnia, nos Canadá – Portugal
Estados Unidos da América, e tenho 14 (catorze) anos. A
minha mãe é portuguesa e o meu pai é americano, por Em seguida, explicite as regras básicas de acentuação pre-
isso eu sou português e americano! A minha cor prefe- sentes na caixa "É bom conhecer… a língua!", fornecendo
rida é o azul. outros exemplos:
E tu, qual é o teu nome? Quantos anos tens? • palavras sem acentos em que a sílaba forte é a penúl-
Nicole: Olá! O meu nome é Nicole e tenho 10 (dez) anos. tima: aluno, verde, vermelho, escola, …
Sou australiana mas os meus pais são portugueses, da • palavras acentuadas graficamente: água, árvore, ana-
Madeira. A minha cor preferida é o amarelo! nás, possível, …
• palavras sem acentos em que a sílaba forte é a última
Pág. 11 (terminadas em -l, -r, -z, -i ou -u): azul, cantar, arroz,
Neste exercício de associação, os alunos deverão rela-
2.  ali, peru, …
cionar os nomes das personagens com os seus países
Ao exemplificar outras palavras, registe-as no quadro sub-
de origem. Durante a realização/correção do exercício,
linhando a sílaba forte de cada uma; incentive também os
encoraje a produção de frases completas, registando-as
alunos a procurarem palavras no livro e a identificarem as
no quadro.
suas sílabas fortes.
Exemplo: A Mariana é de Portugal.
Os alunos deverão identificar a sílaba forte de cada pa-
2. 
Resolução do exercício: Mariana – Portugal; Emma – lavra apresentada. Durante a resolução do exercício, re-
Canadá; Noah – Canadá; John – E.U.A.; Nicole – Austrália pita com os alunos as palavras para interiorizarem a
Neste exercício, os alunos deverão completar a tabela
3.  sua correta pronúncia.
com a idade das personagens. Durante a realização/ Caso os alunos identifiquem a sílaba errada, pronuncie
correção do exercício, encoraje a produção de frases a palavra da forma como seria pronunciada, caso essa
completas, repetindo-as oralmente e registando-as no fosse a sílaba forte, de forma a que eles reconheçam as
quadro. diferenças na acentuação.
Exemplo: O Noah tem 9 (nove) anos. Resolução do exercício: a. caneta b. rapaz c. papel

Resolução do exercício: Emma – 12 (doze) anos; Noah –
 d. computador e. limão f. livro g. borboleta h. avós
9 (nove) anos; John – 14 (catorze) anos; Nicole – 10 (dez) Os alunos deverão acentuar corretamente as palavras.
3. 
anos. Para os orientar na atividade, pronuncie claramente as
Antes de iniciar o exercício, explore as cores e respetivas
4.  palavras apresentadas, justificando o motivo pelo qual
legendas. Para tal, poderá recorrer às roupas e objetos umas são acentuadas e outras não.
existentes na sala de aula, perguntando aos alunos “De 
Resolução do exercício:
que cor é isto?”. Uma vez que as respostas são mais es- a. jornal – palavra terminada em –l, logo, naturalmente
pontâneas, poderá então passar ao exercício, pedindo aos acentuada na última sílaba.
alunos para completar a tabela com as cores preferidas b. escola – palavra naturalmente acentuada na penúltima
de cada personagem. Encoraje-os a formar frases com- sílaba.
pletas. Em seguida, pergunte a cada aluno qual a sua cor  c. América – acento agudo na letra e para abrir a vogal e para
preferida, registando as respostas no quadro. que a sílaba forte seja a antepenúltima e não a penúltima.

12
Roteiro A1  Sugestões de trabalho e soluções

d. irmão – til na última sílaba, para tornar o ditongo nasal e 


Resolução do exercício:
para que a sílaba forte não seja a penúltima. a. – Como te chamas? Chamo-me Miguel.
e. professor – palavra terminada em –r, logo, natural- b. – Quantos anos tens? Tenho 11 (onze) anos.
mente acentuada na última sílaba. c. – De onde és? Sou de Lisboa, Portugal.
f. Canadá – acento agudo na letra a para abrir a vogal e d. – Qual é a tua cor preferida? A minha cor preferida
para que a sílaba forte seja a última e não a penúltima. é o cor de laranja.
g. capaz – palavra terminada em –z, logo, naturalmente Este exercício destina-se a colocar em prática as estrutu-
4. 
acentuada na última sílaba. ras aprendidas anteriormente, relacionando as pergun-
tas do exercício anterior com as respostas apresentadas.
Faz sentido! 
Resolução do exercício:
Pág. 13 a. Como te chamas?
Neste exercício, os alunos deverão ordenar corretamente
1.  b. De onde és?
as palavras para formar frases com sentido. Propomos c. Quantos anos tens?
que o exercício seja realizado em conjunto, caso a maio- d. Qual é a tua cor preferida?
ria dos alunos demonstre dificuldades relativamente à Os alunos deverão escrever um pequeno texto com os
5. 
estrutura frásica, ou individualmente, caso a maioria dos seus dados pessoais: nome, idade, cidade/país de ori-
alunos sinta mais facilidade a nível estrutural. gem e cor preferida. Em seguida, deverão apresentar os
Durante a realização/correção do exercício, poderá sa- textos à turma.
lientar as regras básicas de construção frásica em por- Para tornar a atividade mais estimulante, os alunos po-
tuguês (por exemplo: “Primeiro, o sujeito…”; “Antes do derão fazer os seus textos em folhas coloridas, colando
nome vem o pronome…”, etc.). uma fotografia sua ou ilustrando-o. No final, poderá
Em seguida, poderá aproveitar as frases do exercício para expor todas as fichas de identificação na sala.
construir frases semelhantes em que alterne os países, 
Uma vez que as competências de produção são, na
de forma a variar as contrações de preposições com arti- maioria das vezes, mais fracas que as de compreensão,
gos. Recorra aos exemplos apresentados em "É bom co- este exercício apresenta um grau de dificuldade supe-
nhecer… a língua!" e encoraje a participação dos alunos. rior aos anteriores.

Resolução do exercício: Dê particular apoio a alunos cuja produção oral e/ou es-
a. Eu sou a Joana. crita seja mais incipiente ou que, devido à sua persona-
b. O meu nome é Tomás. lidade, apresentem mais insegurança neste tipo de
c. Eu vivo no Canadá. competência.
d. O meu irmão chama-se Noah. Resolução do exercício: O aluno deverá referir o respe-

Na continuação da atividade anterior, incite os alunos a
2.  tivo nome e a sua idade, mencionando igualmente o local
preencherem os espaços em branco com as palavras de nascimento (de residência ou ambos) e a sua cor favo-
adequadas. Os alunos terão de escolher os verbos ade- rita (podendo ou não explicitar o motivo da escolha).
quados e conjugá-los.

Resolução do exercício: Palavra puxa palavra
a. Eu sou da África do Sul. Pág. 15
b. Eu sou do México.
Antes de passar a canção, utilize as ilustrações dos nú-
1. 
c. Ele vive no Brasil.
meros para os rever com os alunos. Leia com eles a letra
d. O Noah vive no Canadá.
da canção e esclareça quaisquer dúvidas que surjam. Em
e. A Nicole é da Austrália.
seguida, passe a canção uma vez para os alunos ouvirem
f. Eu vivo nos Estados Unidos da América.
e acompanharem. Volte a passar a canção novamente, as
Pág. 14 vezes necessárias: todos devem cantar!
Esta atividade tem por objetivo consolidar as estruturas
3. 
que têm sido trabalhadas nos últimos objetivos. Tal
como anteriormente, poderá optar por resolvê-lo em
CEPE-TC1LP © Porto Editora

conjunto com toda a turma ou pedir para que os alunos


o resolvam individualmente, procedendo depois a uma
correção coletiva.

13
falo espanhol. f. Eu sou dos Estados Unidos da América. Eu

CEPE-TC1LP © Porto Editora


Faixa 3 falo inglês. g. Eu sou do Egito. Eu falo árabe. h. Eu sou da
Um, dois, três, quatro, cinco, seis, sete… Índia, Eu falo híndi e inglês.
Com os meus amigos ninguém se mete!
Pág. 17
Sete, seis, cinco, quatro, três, dois, um…
Como os meus amigos não há nenhum! Esta e as próximas atividades são dedicadas, a nível es-
5. 
trutural, aos pronomes possessivos, e a nível lexical, ao
Cinco, seis, sete, oito, nove e dez… tema da família, permitindo simultaneamente fazer
Levanta as duas mãos e bate os pés uma revisão das estruturas e vocabulário aprendidos
Dez, nove, oito, sete, seis e cinco… nas atividades anteriores.
Cantamos, outra vez, com mais afinco!
Os alunos deverão ler os balões de fala da Mariana e, à
medida que forem lendo, oriente-os na compreensão
Consoante os conhecimentos da maioria dos alunos,
2. 
dos mesmos, estabelecendo uma relação com a ima-
poderá optar por realizar este exercício antes ou depois
gem e conteúdos aprendidos anteriormente.
da sistematização presente no final da página. Caso vá-
rios alunos ainda não tenham interiorizado as variações Antes de passar ao próximo exercício, trabalhe com os
de género e número, é aconselhável começar pela siste- alunos um pouco mais sobre a apresentação da família
matização, explicitando as correspondências entre os da Mariana. Faça perguntas sobre as informações pre-
pronomes pessoais e as nacionalidades: sentes no texto e ajude-os a explorar as imagens (Como
se chama a tia da Mariana? De que raça é o cão dela? Que
Exemplo: Ela é canadiana. / Eles são portugueses.
idade têm os gémeos?).
Resolução do exercício: a. Os canadianos são do Ca-
nadá. b. Os americanos são dos Estados Unido da Amé- Pág. 18
rica. c. Os mexicanos são do México. d. Os portugueses 5.1 Feita a atividade anterior, continue a exploração do lé-
são de Portugal. e. Os brasileiros são do Brasil. f. Os ingle- xico relativo aos graus de parentesco, pedindo aos alu-
ses são de Inglaterra. g. Os italianos são de Itália. h. Os nos para preencherem os espaços com as palavras ade-
egípcios são do Egito. quadas. Antes de iniciar o exercício, confirme com os
alunos os significados dos graus de parentesco a preen-
Pág. 16
cher. Depois, os alunos deverão resolver o exercício con-
Na sequência do exercício anterior, incite os alunos a
3.  juntamente, de forma a promover a interação e partici-
preencher os espaços com as línguas em falta. Alerte pação de todos.
para o facto de as línguas serem, regra geral, iguais às
Resolução do exercício:
nacionalidades, mas no masculino.
a. O Sr. Carlos é tio da Teresa e do Miguel. Então, eles são
Resolução do exercício: sobrinhos do Sr. Carlos.
a. Mariana: Eu falo português! b. A D. Alice é avó da Mariana, do Dylan e do Ethan. Por
b. John: Eu falo inglês! isso, eles são netos da D. Alice.
c. Nicole: Eu também falo inglês! c. A Linda é tia da Mariana. Então, ela é sobrinha da Linda.
d. Emma e Noah: Nós falamos inglês e francês! d. O Dylan e o Ethan são sobrinhos da Teresa e do Rui.
No seguimento dos exercícios sobre línguas, países e
4.  Então, eles são tios dos gémeos.
nacionalidades, peça aos alunos para fazer correspon- e. O Miguel e a Linda são pais do Dylan e do Ethan. Então,
der as línguas aos países respetivos. Este exercício eles são filhos do Miguel e da Linda.
apresenta particular dificuldade nas línguas que não 5.2 Este exercício tem o objetivo de sistematizar a informa-
têm relação evidente com os países onde são faladas, ção da unidade, estimulando a participação dos alunos
exigindo um conhecimento cultural prévio – como é o através de uma componente lúdica e de partilha de ex-
caso do hindi, do árabe e do mandarim. Pode ser neces- periências próprias. Para isso, incentive os alunos a de-
sário dar um apoio suplementar com estas palavras. senhar a sua família e, depois dessa atividade, a conver-
Poderá também prolongar o exercício recorrendo aos di- sar livremente sobre o desenho que fizeram, descrevendo
ferentes pronomes pessoais apresentados no final da pá- as várias pessoas desenhadas com o máximo de porme-
gina (Ela fala português; Tu falas inglês; Nós falamos árabe.). nor. Procure estimular a participação de cada aluno de
Resolução do exercício: acordo com as suas capacidades – ora de forma mais

a. Eu sou da Alemanha. Eu falo alemão. b. Eu sou da China. aprofundada e fluente, com frases completas, ora de
Eu falo mandarim. c. Eu sou do Brasil. Eu falo português. forma mais sucinta, repetindo as estruturas aprendidas
d. Eu sou da Rússia. Eu falo russo. e. Eu sou do México. Eu e respondendo a questões simples e diretas sobre o

14
Roteiro A1  Sugestões de trabalho e soluções

desenho. Poderá também orientar a produção de frases 6.2 Em seguida, ajude os alunos a comentar as diferenças
semelhantes ao exercício anterior (Exemplo: O David é encontradas, primeiro oralmente, depois por escrito.
filho dos teus tios. Então, o David é teu…. ? ) Resolução do exercício:
Os desenhos poderão ser feitos numa folha à parte, co- O cabelo da tia Linda não é ruivo. O cabelo da tia Linda é
locando a devida legenda (nome, idade, grau de paren- louro!
tesco) em cada pessoa desenhada, e expostos na sala. O cabelo do Dylan e do Ethan não é castanho. O cabelo dos
Resolução do exercício: ilustração livre que deverá obri- gémeos é louro!
gatoriamente incluir os elementos da família nuclear. Pode- O tio Miguel está sem óculos. O tio Miguel usa sempre ócu-
rão também surgir outros membros da família que o aluno los!
considere relevantes, bem como animais de estimação. A mãe Teresa não tem cabelo ondulado. O cabelo da mãe
Teresa é liso!
Pág. 19 O pai Rui não tem cabelo louro. O cabelo do pai é castanho!
As próximas atividades dedicam-se ao tema da caracteri-
6.  A avó Alice não tem cabelo comprido. A avó tem cabelo
zação física e psicológica. Comece por ler com os alunos curto.
o texto apresentado, ajudando sempre que necessário na O avô António não é alto nem tem cabelo. O avô é baixo e
sua compreensão. Depois, passe a faixa, permitindo que careca!
os alunos acompanhem a audição com a leitura do texto.
Pág. 20
Caso os alunos já possuam bons conhecimentos pré-
Neste exercício, pretende-se que os alunos, com a ajuda
7. 
vios, poderá optar por passar a faixa antes da leitura e
das imagens, consigam estabelecer relações entre os
compreensão do texto, de forma a estimular a compe-
opostos. O exercício poderá ser resolvido em conjunto,
tência de compreensão oral. Passe a faixa as vezes ne-
estimulando a participação de todos.
cessárias para que os alunos a compreendam. Estimule
a participação oral de todos os alunos num comentário Poderá pedir, oralmente, para que os alunos definam
ao texto, reproduzindo a informação principal. Poderá cada adjetivo (por exemplo: O que é alguém estudioso? É
conduzir esta participação através de perguntas mais alguém que estuda muito.). Este tipo de atividade tem um
abertas (Como é o avô da Mariana?) ou mais dirigidas (O grau de dificuldade relativamente elevado, sobretudo nas
avô da Mariana é bem-disposto ou mal-disposto?), con- primeiras definições, pelo que deverá contar com alunos
soante o nível de participação dos alunos. mais confiantes ou de bases mais sólidas para começar,
levando a que alunos mais inseguros ou com menos
Faixa 4 bases consigam, depois, participar por imitação.
Eu adoro a minha família! São todos muito queridos. Poderá também utilizar esta atividade para desenvolver
um jogo de mímica ou roleplay, em que os alunos pode-
O meu avô é baixo, careca e está sempre bem-disposto.
rão mimetizar um dos adjetivos e os outros terão de adi-
A minha avó tem o cabelo curto, ondulado e grisalho e é
vinhar qual é, ou em que, em pares, um aluno deverá
muito carinhosa!
fazer de Ethan e outro de Dylan, sendo que os restantes
O meu pai é alto, moreno e tem o cabelo curto. Ele é muito alunos deverão adivinhar quem é quem.
corajoso! A minha mãe é baixa, tem o cabelo liso, com-
Resolução do exercício:
prido, os olhos castanhos e é muito bonita e inteligente.
O Ethan é estudioso, mas o Dylan é preguiçoso.
A tia Linda é muito faladora e engraçada! É loura e tem O Ethan é tímido, mas o Dylan é extrovertido.
os olhos azuis. O tio Miguel é parecido com a minha mãe O Ethan é inseguro, mas o Dylan é confiante.
mas usa óculos. Ele é muito tímido! Os meus primos têm O Ethan é medroso, mas o Dylan é corajoso.
o cabelo louro, são um bocadinho gordos e têm os olhos O Ethan é maldisposto, mas o Dylan é bem-disposto.
castanhos. Eles são gémeos mas têm personalidades O Ethan é calado, mas o Dylan é falador.
muito diferentes!
Pág. 21
6.1 Após a exploração do texto, os alunos deverão observar Neste exercício, os alunos deverão, individualmente, es-
9. 
as imagens e assinalar as diferenças. Este exercício po- crever um texto onde se autocaracterizem, recorrendo
derá ser feito individualmente ou em grupo(s). às estruturas e vocabulário aprendidos anteriormente.
CEPE-TC1LP © Porto Editora

Faça a correção individual dos textos e, caso verifique


existirem erros recorrentes ou comuns a diversos alu-
nos, explicite-os no quadro.

15
Os textos e “autorretratos” dos alunos poderão ser fei- descrever a pessoa em questão ou seguir as regras ex-

CEPE-TC1LP © Porto Editora


tos numa folha à parte e expostos na sala de aula. plicitadas. Verifique a correção da produção dos alunos,
Resolução do exercício: O aluno deverá produzir um corrigindo-os sempre que necessário.
texto em que mencione as suas características físicas e Resolução do exercício:
psicológicas, ilustrando o mesmo com a imagem que tem 
O jogo consiste em fazer a correta descrição da pessoa
de si. que figura na casa em que o jogador se encontra. Vencerá
10. Para este jogo terá de recorrer a um dado e peões ou, quem primeiro chegar ao fim, tendo caracterizado corre-
por exemplo, a pequenos cartões com o nome de cada tamente todas as figuras patentes nas casas por onde
jogador. Ao cair numa determinada casa, o aluno deverá passou.

  
Unidade
2
As aulas vão começar!

Campos lexicais Conteúdos gramaticais


• a escola • possessivos
• comportamento em sala de aula • demonstrativos: este, esta, estes, estas
• o material escolar
• as disciplinas escolares
• os meses do ano e os dias da semana
• os espaços escolares
• horário escolar

Atividade introdutória professora fala com os alunos.”, “Os alunos ouvem a profes-
Pág. 22 sora.”, “A Nicole tem um livro”, etc.
Comece por explorar o título da unidade com os alunos.
Passe, em seguida, à observação da imagem. Peça aos alu-
Vem connosco!
nos para tentarem descrevê-la de forma mais ou menos Pág. 24
pormenorizada, consoante as suas capacidades. Ajude-os Passe a música “A professora”, pedindo aos alunos para
1. 
com o vocabulário desconhecido, registando as palavras no a ouvirem atentamente. Pergunte-lhes se reconhece-
quadro. ram alguma palavra. Caso o tenham feito corretamente,
Exemplos: a escola, a sala de aula, os alunos, a professora, a registe-a(s) no quadro.
aula, as cadeiras, o livro, as mesas. Passe a música uma vez mais e verifique se a com-
Pode alargar a atividade à sala de aula onde se encontra, preensão melhorou, registando novas palavras que pos-
pedindo aos alunos para olharem em volta e procurarem sam entretanto ter sido compreendidas.
outros objetos não existentes na imagem e ajudando-os Peça agora aos alunos para lerem a transcrição da mú-
com o vocabulário desconhecido. sica e verifique se existem palavras ou expressões que-
Exemplos: o quadro, o marcador, o apagador, o caderno, o não compreendam. Peça-lhes para lerem em voz alta,
lápis, a caneta, a borracha, o papel, a janela, etc. em conjunto, corrigindo a pronúncia.
Após esta primeira abordagem, incentive os alunos a apli- Por fim, coloque novamente a faixa e incite todos a can-
car este vocabulário em frases simples. Caso a participação tar. Poderá, por exemplo, dividir a turma em dois gru-
dos alunos seja reduzida, exemplifique uma ou duas frases pos, atribuindo os primeiros quatro versos a um grupo e
para estimular a sua participação. os quatro últimos versos a outro. Depois de algumas
Exemplos: “A professora Teresa e os alunos estão na sala de vezes, poderá trocar os versos atribuídos a cada grupo
aula.”, “A sala de aula tem muitas mesas e cadeiras.”, “A ou pedir para que todos os alunos cantem toda a letra.

16
Roteiro A1  Sugestões de trabalho e soluções

que eles não conheçam.


Faixa 5
Os alunos deverão, em seguida, proceder à descrição da
Professora, professora escola. Acompanhe-os individualmente na realização do
Podemos entrar? exercício e incite-os a fazer uma descrição o mais por-
Já estão prontos os alunos menorizada possível. Alunos com mais dificuldades po-
Para a aula começar! derão utilizar o dicionário ou mesmo recorrer ao livro do
Professora, professora aluno para esclarecer eventuais dúvidas.
Podemos sair?
Resolução do exercício:
A lição está estudada.
Por agora podem ir! 
Os alunos deverão produzir um breve texto em que descre-
vam a escola onde estudam. Para tal, poderão recorrer ao
“A professora”, Sónia e as Profissões, Universal Music, 2013
vocabulário que lhes é fornecido, assim como expandir o
Neste exercício, os alunos deverão completar o cruci-
2.  mesmo com outros vocábulos relevantes para o contexto.
grama com palavras existentes na canção da atividade A tarefa deverá igualmente incluir uma ilustração da es-
anterior. O exercício poderá ser resolvido por todos, em cola, que os alunos poderão comparar e/ou eleger a mais
conjunto, ou individualmente. Durante a resolução con- completa.
junta ou correção procure ir relembrando os significa-
dos de cada palavra. No final, poderá mesmo pedir aos Podes repetir?
alunos que escrevam uma frase (diferente das da can-
Pág. 26
ção) para cada uma das palavras do crucigrama.
Comece por explorar a imagem e respetivos balões de
1. 
A P fala, ajudando os alunos a compreender o significado de
U R
cada um deles. Pelo menos numa primeira fase, evite re-
A L U N O S
correr à tradução, mas tente explicar as palavras através
A F
E L das imagens e de gestos/exemplificação das ações.
S A I R Em seguida, passe a faixa e peça aos alunos para repeti-
S Ç rem as expressões, verificando a sua pronúncia.
O Ã
R O
C O M E Ç A R Faixa 6
N Vem ao quadro! / Senta-te! / Está certo! / Ouve! / Não...
T
Tenta de novo! / Repete, por favor. / Abre o livro na pá-
R
gina… / Fecha a porta, por favor. / Abre a janela, se fazes
A
R o favor. / Lê o diálogo.

Pág. 25 Esta atividade tem por objetivo ativar as estruturas


2. 
Este exercício de associação tem por objetivo sistemati-
3.  aprendidas no exercício anterior. Explique as regras do
zar vocabulário essencial da unidade. jogo e sorteie os papéis de “rei” e “súbditos” aos alu-
Os alunos deverão associar as palavras às respetivas nos. Durante a realização do exercício, ajude, quando
imagens. Feito o exercício, poderá ir um pouco mais necessário, e verifique a correção da pronúncia e estru-
longe e perguntar aos alunos outras palavras relaciona- turas utilizadas.
das com a escola de que se lembrem e registá-las no Exemplo: A Mariana é de Portugal.
quadro. Resolução do exercício:
Resolução do exercício: 
Dever-se-á proceder ao sorteio do aluno que será o “rei”.
a. os alunos Este terá como função dar ordens que deverão ser obede-
b. a escola cidas por todos os “súbditos”. Este jogo poderá ser feito
c. o recreio com todos os elementos da turma, ou em pequenos gru-
d. a professora pos, consoante a vontade do professor.
CEPE-TC1LP © Porto Editora

e. a sala de aula
Os papéis de “rei” e súbditos poderão ser trocados ao longo
Antes de começar a realização do exercício, explore com
4.  do jogo para uma maior dinâmica.
os alunos o vocabulário apresentado sobre a escola. Re-
lembre com eles as palavras conhecidas e explique as

CEPE-TC1LP-2 17
Palavra puxa palavra Faz sentido!

CEPE-TC1LP © Porto Editora


Pág. 27 Pág. 28
Apresente o exercício aos alunos explicando que deverão
1.  Passe a faixa 7 do CD e peça aos alunos para acompanha-
1. 
sublinhar o material escolar e exemplifique com a pala- rem a audição com a leitura do texto. Esclareça quaisquer
vra régua, já sublinhada. À medida que os alunos forem dúvidas relativas a vocabulário ou estruturas. Volte a pas-
detetando as palavras, peça-lhes para indicarem a ima- sar a faixa e peça aos alunos para lerem o texto em pares,
gem correspondente na ilustração do exercício. Chame a em voz alta. Todos os alunos deverão ler. Verifique a pro-
atenção para o género das palavras, registando-as no núncia e entoação, corrijindo-os, se necessário.
quadro com o respetivo artigo definido em duas colunas Feita a leitura do texto, chame a atenção dos alunos
distintas, uma para o masculino e outra para o feminino: para as palavras destacadas – os possessivos. Explique-
a caneta o lápis -lhes que, tal como noutras línguas, estas palavras ser-
a borracha o afia vem para indicar posse; no entanto, em português (tal
a mochila o estojo como em francês ou espanhol, mas ao contrário do in-
a régua o livro glês), estas palavras variam em género (masculino/fe-
a calculadora o caderno minino) e número (singular/pural). Exemplifique com
a lapiseira o dicionário expressões do texto:

Resolução do exercício: a tua mochila; os teus cadernos; o meu estojo; a minha


borracha; …

CANETATRLÁPISCABORRACHAERMOCHILATURÉGUAEDCALCULADORAPIAF
Após esta explicação, leia com os alunos a informação
IA
MNESTOJORLAPISEIRAXVLIVROOKCADERNOARDICIONÁRIO em É bom conhecer… a língua!, mostrando as diferentes
formas dos pronomes e lendo os exemplos dados. En-
quanto for lendo cada possessivo, peça a participação
1.1 Resolução do exercício:
dos alunos para dar outros exemplos e registe-os no
a. caneta
quadro (Exemplo: eu – o meu livro, a minha borracha, os
b. régua
meus cadernos, as minhas canetas).
c. lápis
d. lapiseira Verifique se existem dúvidas e, quando estiverem escla-
e. caderno recidas, passe para o exercício seguinte.
f. livro
g. borracha Faixa 7
h. afia – Olá, John! A tua mochila nova é muito bonita.
i. calculadora
– Obrigada! Os teus cadernos também são espetaculares.
j. mochila
Adoro os One Direction, são a minha banda preferida!
k. dicionário
– A sério?! O meu estojo, a minha borracha e os meus
l. estojo
lápis também têm imagens deles. Sou fã! Esta é mesmo
Esta atividade tem por objetivo sistematizar o vocabulá-
2. 
a nossa banda favorita!
rio relativo ao material escolar. Os alunos deverão re-
– Sim… E da Emma também! O quarto dela está cheio de
solver o crucigrama individualmente, podendo, no final,
posters da banda. Os nossos pais vão levar-nos ao pró-
ser corrigido em conjunto.
ximo concerto deles!
Caso alguns alunos terminem o exercício antes dos ou-
– Que espetáculo! Vou pedir aos meus pais para ir tam-
tros, peça-lhes para escreverem frases com cada uma
bém. Assim vamos todos juntos!
das palavras.
Resolução do exercício:
C A D E R N O
Pág. 29
L A P I S E I R A Neste exercício, os alunos deverão selecionar o posses-
2. 
M O C H I L A sivo adequado, escrevendo-o no espaço em branco. O
B O R R A C H A exercício poderá ser feito individualmente e depois corri-
L Á P I S
gido em grupo, salientando que a escolha depende da
C A N E T A
concordância em género e número (Ex. Caneta é mascu-
lino ou feminino? Qual destes possessivos é feminino, minha
ou teu?)

18
Roteiro A1  Sugestões de trabalho e soluções

Resolução do exercício: texto em pares, em voz alta. Todos os alunos deverão


Esta é a minha caneta. ler. Verifique a pronúncia e entoação, corrijindo-os, se
Este é o teu estojo? Tem o mesmo desenho dos meus ca- necessário.
dernos!
As nossas mochilas são iguais! Faixa 8
Os teus pais compraram a tua no mesmo sítio em que eu
– Emma, podes ajudar-me com este exercício de Mate-
comprei a minha.
mática?
Para resolver este exercício de associação, sugerimos
3. 
– Claro! É a minha disciplina favorita… As tuas são Fran-
que comece por perguntar aos alunos o nome de cada
cês e Inglês, não é?
um dos objetos representados na imagem (mochila, livro,
cadernos, canetas, cola), bem como o género e número – Sim! E também adoro aprender Português. Gosto
de cada um deles. muito de línguas e de desporto!


Resolução do exercício: – Eu não gosto muito de desporto, mas adoro esquiar.
a. cadernos; Este ano, em março, repetimos as corridas na neve?
b. cola; – Claro! E, desta vez, ganho eu!
c. canetas;
d. dicionário; Numa realização conjunta do exercício, peça aos alunos
2. 
e. mochilas para lerem cada alínea em voz alta e dizerem se a afir-
Neste exercício pretende-se consolidar as estruturas
4.  mação é verdadeira ou falsa. Peça-lhes para justifica-
aprendidas e aplicar também os demonstrativos: este/ rem a sua escolha lendo no diálogo a parte onde se en-
esta/estes/estas. Para isso, elucide primeiro a sua utili- contra a informação.
zação com base na explicação dada em É bom conhe- 
Resolução do exercício:
cer… a língua!. Exemplifique com objetos existentes na sua a. V; b. F; c. F; d. V; e. V; f. F.
sala de aula: esta mesa, este aluno, estas canetas, estes 2.1 Este exercício poderá ser realizado em simultâneo com
livros, … Em seguida, peça aos alunos para fazer o o exercício anterior – à medida que as afirmações falsas
mesmo. forem sendo detetadas, poderão ser logo corrigidas. Es-
Quando a distinção dos demonstrativos estiver mais au- creva a afirmação correta no quadro para não haver dú-
tomatizada, pode então passar ao exercício em si, pe- vidas relativamente à ortografia.
dindo aos alunos para fazerem frases mais completas 
Resolução do exercício:
de acordo com o exemplo: Estas são as tuas canetas. b. A Emma ajuda o irmão.
Caso a resolução do exercício decorra sem problemas, c. A Emma não gosta muito de desporto.
poderá praticar a estrutura alternativa “Estas canetas f. O Noah diz que vai ganhar.
são minhas.”, pedindo-lhes para transformarem as fra- * Estas respostas tratam-se de sugestões; as frases po-
ses que escreveram anteriormente de acordo com esta derão ser diferentes, desde que o conteúdo corres-
nova estrutura. ponda ao diálogo.

Resolução do exercício:
Pág. 31
Estas são as vossas mochilas. (Estas mochilas são vossas.)
Este é o seu livro. (Este livro é seu.) Promova uma resolução conjunta deste exercício. Para
3. 
Estes são os nossos cadernos. (Estes cadernos são nossos.) facilitar, aconselhe os alunos a partir do inglês ou fran-
Esta é a minha cola. (Esta cola é minha.) cês para descobrir as primeiras letras de cada mês,
ajudando-os a completar cada palavra.

*Os alunos deverão construir frases idênticas às apresen-
tadas na resolução, podendo optar por outro demonstra- No final do exercício, poderá estabelecer pequenos diá-
tivo, desde que concordem em género e número. logos que utilizem os meses do ano, perguntando, por
exemplo, a cada aluno, quando é o seu aniversário (para
esta atividade, escreva primeiro a pergunta no quadro e
Palavra puxa palavra
uma possível resposta – “Quando é o teu aniversário? /
Pág. 30 O meu aniversário é em janeiro.”). Caso os alunos te-
CEPE-TC1LP © Porto Editora

Passe a faixa 7 do CD e peça aos alunos para acompa-


1.  nham bons conhecimentos prévios dos números, po-
nharem a audição com a leitura do texto. Esclareça derá tornar esta atividade mais complexa, pedindo uma
quaisquer dúvidas relativas a vocabulário ou estruturas. resposta mais completa (Ex. O meu aniversário é a 1 de
Volte a passar a faixa e peça aos alunos para lerem o janeiro.).

19

Resolução do exercício: A última questão (alínea f) deverá ter uma extensão su-

CEPE-TC1LP © Porto Editora


a. janeiro; perior e referir concretamente quais as infraestruturas
b. fevereiro; e/ou materiais em falta na escola.
c. março; De forma a aplicar este vocabulário de forma lúdica, po-
d. abril: derá pedir a toda a turma em conjunto, ou dividida em
e. maio; pequenos grupos, para desenhar e ilustrar a planta da
f. junho; escola. Forneça o material necessário (cartolinas, mar-
g. julho; cadores, etc.) e pode mesmo organizar uma “excursão”
h. agosto; pela escola para que os alunos fotografem os diversos
i. setembro; espaços e colem as fotografias na planta.
j. outubro;
k. novembro; Pág. 33
l. dezembro O exercício poderá ser realizado individualmente e de-
6. 
Neste exercício, cada aluno deverá ordenar as sílabas
4.  pois corrigido em grupo. Após a correção, incite os alu-
para descobrir os dias da semana. Caso tenham dificul- nos a discutirem as suas preferências, utilizando as ex-
dades, promova uma realização conjunta entre todos os pressões indicadas no exercício 7 e outras que possam
elementos da turma. No final do exercício poderá pedir ser relevantes (fácil/difícil; interessante/desinteressante).
aos alunos para que repitam todos os dias da semana Poderá fazer perguntas diretas (“Gostas de matemá-
por ordem, em simultâneo, para facilitar a memorização tica?”) ou mais abrangentes (“Qual é a tua disciplina fa-
(segunda, terça, quarta, etc.) e, num segundo momento, vorita?”, “De que disciplina gostas menos?”, “Qual é a
dificultar a tarefa pedindo-lhes para fazerem o mesmo disciplina mais difícil para ti?”). Registe no quadro as
mas da frente para trás (domingo, sábado, sexta, etc.). respostas dos alunos corrigidas e, se necessário, apre-
sente formas mais corretas e/ou completas de respon-

Resolução do exercício:
der às questões (“A minha disciplina favorita é…”, “A
a. segunda;
disciplina de que gosto menos é…”, “Para mim, a disci-
b. terça;
plina mais difícil é…”).
c. quarta;
d. quinta; 
Resolução do exercício:
e. sexta; a. Artes;
f. sábado; b. Educação física;
g. domingo c. Português;
d. Inglês;
Pág. 32 e. Espanhol;
O exercício poderá ser resolvido conjuntamente. Depois
5.  f. Geografia;
de completadas as legendas, poderá fazer algumas per- g. História;
guntas como “O que fazemos no recreio?”, “O que faze- h. Matemática;
mos na biblioteca?”, “O que há na sala de aula?”, de i. Música;
forma a ativar vocabulário e estruturas aprendidos ao j. Ciências
longo da unidade. Após o diálogo sobre preferências, peça aos alunos para
7. 

Resolução do exercício: escreverem um texto sobre as mesmas. Os alunos po-
Aqui, é o recreio. derão recorrer ao dicionário ou ao livro do aluno. Apoie a
Aqui, é a sala de computadores. produção deste texto e, no final, corrija-os.
Aqui, é a biblioteca. 
Resolução do exercício:
Aqui, é a casa de banho. O/A aluno/a deverá produzir um breve texto no qual refira
Aqui, é a sala de aula. quais as suas disciplinas preferidas e aquelas de que
5.1 O/A aluno/a deverá responder brevemente às questões menos gosta, apresentando argumentos que sustentem a
de cada alínea de acordo com a situação da sua escola. sua opinião. Para tal, poderá recorrer às expressões de
agrado e desagrado fornecidas no próprio exercício.

20
Roteiro A1  Sugestões de trabalho e soluções

  
Unidade
3
Deitar cedo e cedo erguer…

Campos lexicais Conteúdos gramaticais


• rotina diária • as vogais
• as horas • verbos regulares e verbos irregulares
• os meios de transporte • verbos com pronomes de valor reflexo
• presente do indicativo dos verbos ser e estar
• as horas

Atividade introdutória alunos deverão ler o diálogo a pares, verificando a cor-


Pág. 34 reção da sua pronúncia e entoação.
Oriente os alunos na observação da imagem. Ajude-os a
identificar os vários momentos do dia questionando-os Faixa 9
sobre cada uma das imagens. Ajude-os com o vocabulário – Olá, Noah! Estás doente?
desconhecido, recorrendo a mímica ou, se necessário, à lín-
– Não… Estou cansado! Acordo todos os dias às 6h30,
gua materna dos alunos. Escreva as novas palavras/expres-
levanto-me, tomo duche, visto-me, tomo o pequeno-al-
sões no quadro.
moço e venho para as aulas… À tarde, chego a casa, faço
Incentive-os a formarem frases completas sobre a rotina os trabalhos de casa, falo com os meus primos pelo
diária, podendo até colocar-lhes algumas perguntas sobre computador e, de repente, já são horas de jantar e de
a mesma. dormir!
Exemplos: O que é que ele está a fazer? / E tu, a que horas – Pois… comigo é igual! À noite gosto de ver televisão e
acordas? / Onde tomas o pequeno-almoço? troco mensagens com amigos no telemóvel; depois, de
manhã, é tão difícil acordar!...
Vem connosco! – Olha, a minha avó diz sempre: Deitar cedo e cedo er-
Pág. 36 guer, dá saúde e faz crescer!
Comece por ler o diálogo com os alunos e questione-os
1.  – Penso que ela tem razão: temos de nos deitar mais
sobre as principais ideias do diálogo: quem são os inter- cedo!
venientes e sobre o que falam. Depois, passe a gravação
– os alunos deverão acompanhar a audição do diálogo Numa realização conjunta do exercício, peça aos alunos
2. 
com a leitura. para lerem cada alínea em voz alta e dizerem se a afir-
Em seguida, aprofunde a compreensão do diálogo escla- mação é verdadeira ou falsa. Peça-lhes para justificarem
recendo quaisquer dúvidas que tenham surgido ao nível a sua escolha lendo no diálogo a parte onde se encontra a
de conteúdo e colocando questões mais específicas informação.
sobre a informação presente no texto. Chame a atenção 
Resolução do exercício:
dos alunos para o provérbio presente no texto e remeta 
a) F; b) F; c) V; d) V; e) F.
para a explicação na caixa É bom conhecer… a língua!, no Pág. 37
fundo da página. Peça-lhes para darem exemplo de ou-
Os alunos deverão responder oralmente às questões
3. 
tros provérbios que conheçam em português ou, caso
colocadas no exercício. Questione alguns alunos aleato-
não conheçam nenhum, na sua própria língua, e mostre-
riamente ou peça voluntários. Caso o nível geral da
-lhes provérbios equivalentes em português.
turma seja baixo e considere este exercício demasiado
Em seguida, num trabalho conjunto entre os vários ele- difícil, poderá dividir os alunos em pequenos grupos,
CEPE-TC1LP © Porto Editora

mentos da turma, incentive o reconto do diálogo por pa- atribuindo a cada grupo a resposta a uma questão do
lavras próprias. exercício, apresentando-a, depois, oralmente, ao resto
Finalmente, passe novamente a faixa, pedindo aos alu- da turma.
nos para atentarem na pronúncia correta. Depois, os

21

Resolução do exercício: Faz sentido!

CEPE-TC1LP © Porto Editora


a. Não, o Noah não está doente. O Noah está cansado.
b. O Noah está cansado, porque acorda todos os dias Pág. 39
às6h30 e tem um dia muito preenchido / atarefado. Leia o texto em voz alta e, após esclarecer as eventuais
1. 
c. À noite, a Nicole gosta de ver televisão e trocar mensa- dúvidas sobre o texto, peça a alguns alunos para fazerem
gens com amigos no telemóvel o mesmo. Chame a atenção para as palavras destacadas,
d. A avó do Noah diz sempre: Deitar cedo e cedo erguer, explicando que se tratam de verbos regulares, e exempli-
dá saúde e faz crescer! fique a sua conjugação com o verbo acordar. Explique que
Incentive a participação oral de todos neste exercício,
4.  todos os verbos regulares terminados em –ar se conju-
questionando a turma e incentivando a interação. gam colocando as mesmas terminações e incentive os
alunos a conjugar os restantes verbos destacados no
Exemplo: Quem é que gosta de ver televisão, o Noah ou a
texto, escrevendo a sua conjugação no quadro.
Nicole?
1.1 Os alunos deverão realizar o exercício individualmente ou
Aproveite este exercício para interpelar alguns alunos

a pares selecionando a forma verbal correta para cada
colocando-lhes questões relativas a eles mesmos.
frase. Proceda, depois, à correção conjunta do exercício.
Exemplo: E tu, também gostas de ver televisão? / Costu-

Resolução do exercício:
mas falar com alguém pelo computador?
Nós chegamos a casa às 15h30.

Resolução do exercício: Tu acordas sempre muito cedo.

Noah – fazer os trabalhos de casa; falar com alguém pelo Vocês tomam duche de manhã?
computador. Eu acordo normalmente às 6h45.

Nicole – ver televisão; trocar mensagens no telemóvel. Eles chegam à escola às 8h30.
Ele toma o pequeno-almoço em casa.
Podes repetir?
Pág. 40
Pág. 38 Leia com os alunos a conjugação do verbo lavar-se, cha-
2. 
Esta atividade tem por objetivo consciencializar os alunos
1.  mando a sua atenção para a variação do pronome. Caso
para as diferentes vogais em português, estimulando as os alunos sejam falantes de francês, estabeleça a com-
suas capacidades de produção e compreensão oral. paração com os verbos reflexivos nesta língua; caso
Passe a gravação e peça aos alunos para acompanha- sejam falantes de inglês, poderá fazer alusão a myself,
rem, repetindo as vezes necessárias. Verifique a sua yourself, etc.
pronúncia. Em seguida, aborde as explicações em É bom conhecer... a
língua! ajudando os alunos a compreender o seu con-
Faixa 10 teúdo. Leia os exemplos com eles e clarifique-os, se ne-
A, E, I, O, U. cessário.
Que fácil é cantar. 2.1 Os alunos deverão relacionar os pronomes pessoais no
bis
A, E, I, O, U. início da frase com os reflexivos, na segunda parte. Leia
As vogais sem parar! com eles o exemplo e saliente esta relação (Eu lavo-me
com água quente.).
Passe a gravação. Os alunos deverão completar, indivi-
2.  Depois, o exercício poderá ser resolvido conjuntamente
dualmente, as palavras com as vogais em falta. Se neces- por toda a turma, em voz alta. Para praticar um pouco
sário, repita a gravação. mais, peça aos alunos para escreverem mais algumas
Caso os alunos não consigam completar todas as pala- frases usando os verbos reflexivos aprendidos.
vras, pronuncie-as o mais claramente possível. No final, 
Resolução do exercício:
verifique as respostas e peça a cada aluno para repetir as a. Eu lavo-me com água quente.
palavras, pronunciando-as corretamente. b. Tu penteias-te com o pente azul?
c. A avó lembra-se bem dos Açores?
d. A minha irmã maquilha-se todos os dias.
Faixa 11
e. Nós vestimo-nos muito depressa!
CASA, ESCOLA, IGREJA, TELEMÓVEL, URSO, ESTUDAR,
f. Vocês levantam-se sempre às 8h15?
BICICLETA
g. Eles chamam-se Noah e Emma.

22
Roteiro A1  Sugestões de trabalho e soluções

Pág. 41
Faixa 12
Continue a prática dos verbos regulares com o exercício
3. 
do crucigrama. Divida a turma em pequenos grupos para Está na hora, está na hora.
resolverem a atividade conjuntamente. No final, proceda Está na hora de acordar,
bis
à verificação oral da atividade e as respostas corretas no Lavar os dentes e a cara.
quadro. Que o dia vai começar!

Resolução do exercício:
Os alunos deverão estabelecer a associação entre as di-
2. 
1
6 2
ferentes ações e as imagens. O exercício poderá ser re-
A
L C D solvido conjuntamente por toda a turma. Para clarificar o
5 3 M A Q U I L H A S - T E significado de expressões desconhecidas, poderá incenti-
T O A I var o recurso ao dicionário, dividindo a turma em grupos
O Ç M T e atribuindo um determinado número de ações a cada
M A A O grupo. No final, deverão partilhar os resultados da pes-
4 L A V A M O S - -
quisa com os colegas dos restantes grupos.
S S M
E E 
Resolução do exercício:
1. Eles almoçam (almoçar) em casa. 
1. acordar
2. Eu deito-me (deitar-se) normalmente, às 21h30. 
7. sair da escola
3. Tu maquilhas-te (maquilhar-se deste os 14 anos? 
15. fazer os trabalhos de casa
4. Nós lavamos (lavar) sempre os dentes depois de comer. 
4. levantar-se
5. Tu tomas (tomar) o pequeno-almoço em casa ou na escola? 
10. vestir-se
6. Ela chama-se (chamar-se) Nicole. 
3. chegar a casa

12. ver televisão
Comece por ler a caixa É bom conhecer… a língua! com os
4. 

5. ir para a escola
alunos e explique a diferença entre ser e estar. Depois,

2. tomar o pequeno-almoço
peça aos alunos para darem outros exemplos, seguindo a

11. dormir
conjugação apresentada.

13. tomar duche
Em seguida, os alunos deverão resolver conjuntamente o 
8. lavar os dentes
exercício. Explique o motivo da escolha de um ou outro 
6. ter aulas
verbo (ser – características imutáveis, definição de perso- 
14. lavar a cara
nalidade, nacionalidade, graus de parentesco ou relações 
16. almoçar/jantar
sociais/afetivas; estar – condições mutáveis, como locali- 
9. jogar no computador
zação física de pessoas e objetos, estados físicos ou emo-
2.1 O/A aluno/a deverá retirar um cartão ao acaso e reprodu-
cionais, estados do tempo, …).
zir por gestos (sem recorrer a vocábulos) a ação presente

Resolução do exercício: no mesmo. Os restantes colegas deverão tentar adivinhar

1. sou e ganha aquele que mais respostas certas obtiver.

2. estás

3. estão Pág. 43

4. somos Se considerar necessário, antes da realização deste
3. 

5. é exercício proceda a uma revisão sobre os números (pelo
menos até 20). Em seguida, explique ou reveja as horas,
Palavra puxa palavra! dando exemplos não presentes no exercício. Poderá, por
exemplo, escrever os números no quadro e pedir aos
Pág. 42 alunos para os completarem (por exemplo: 05:00 – São
Nesta secção retoma-se e aprofunda-se o vocabulário
1.  …. horas. )
sobre rotina diária. Em seguida, oriente a resolução conjunta do exercício,
Passe a gravação – os alunos deverão acompanhar a au- associando as horas aos relógios correspondentes.
dição da música com a leitura da letra. Usando mímica e Terminado o exercício, chame a atenção para as diferen-
CEPE-TC1LP © Porto Editora

recorrendo às imagens, explique as palavras desconheci- tes formas usadas: “É” para meio-dia, meia-noite ou
das. Recorra à língua de comunicação apenas se neces- uma hora, “são” para as restantes; e ainda a possibili-
sário. Após a compreensão integral da letra, volte a pas- dade de utilizar “faltam … para as …” ou “são … menos
sar a gravação – todos deverão acompanhar, cantando!

23
…”. Dê vários exemplos para que os alunos interiorizem O/A aluno/a deverá legendar as imagens podendo recorrer
6. 

CEPE-TC1LP © Porto Editora


estas expressões. ao glossário no final do manual ou ao dicionário.
Depois, leia as explicações em É bom conhecer... a língua! Pág. 45
e explique a diferença entre as duas questões apresenta-
Selecione um/a aluno/a para ler a fala do Noah, corri-
7. 
das.
gindo a pronúncia e esclarecendo eventuais dúvidas. Em

Resolução do exercício: seguida, coloque-lhe as questões do exercício, para res-
O/A aluno/a deverá ligar as alíneas aos relógios correspon- ponder oralmente, abrindo a resposta aos restantes
dentes. alunos.
O/A aluno/a deverá desenhar nos respetivos relógios os
4.  Depois de vários alunos terem participado na atividade,
ponteiros que corresponderão ao horário a que habitual- peça a todos para que escrevam a resposta no livro ou
mente executa cada tarefa / ação mencionada. no caderno. No final, corrija os textos. Todos deverão ler
O exercício poderá ser também realizado a pares, ficando as suas respostas corrigidas para a turma.
cada aluno/a encarregue de registar as respostas de um/ 
Resolução do exercício:
uma colega e depois de as apresentar à turma. O/A aluno/a deverá escrever um breve texto em que expli-
Exemplo: O/A … acorda normalmente às … . que o modo como vai para a escola, assim como qual é o
seu meio de transporte preferido.
Pág. 44
Esclareça a diferença entre transportes aquáticos, aé-
8. 
Comece por clarificar os nomes dos meios de transporte
5. 
reos e terrestres, chamando a atenção para a origem da
questionando os alunos.
palavra (água – aquático; ar – aéreo; terra – terrestre).
Exemplo: O que é isto? Isto é um carro.
Em seguida, numa resolução oral conjunta da atividade,
Em seguida, incite-os a estabelecer a ligação entre as questione os alunos sobre cada um dos transportes
imagens apresentadas e as frases, completando-as cor- apresentados e o grupo em que se inserem.
retamente. Chame a atenção para a utilização da prepo-

Resolução do exercício:
sição “de” com meios de transporte, em geral, mas de
Transportes aquáticos – barco à vela; navio; barco a remos
“a” para “a pé”.
Transportes aéreos – avião; helicóptero

Resolução do exercício: Transportes terrestres – comboio; moto; carro; metro; bi-

a. A Emma e o Noah vão para a escola de carro (com os cicleta
pais).

b. O John vai para a escola no autocarro escolar.

c. A Nicole vai para a escola de bicicleta.

d. A Mariana vai para a escola a pé. 

24
Roteiro A1  Sugestões de trabalho e soluções

  Que
Unidade divertido! 4
Campos lexicais Conteúdos gramaticais
• gostos e preferências • distinção entre verbos e ações
• atividades de tempos livres • os valores de X :/z/
• desportos • presente do indicativo dos verbos regulares em -er e -ir
• conjugações de verbos regulares
• contração das preposições a, de, em e por com os artigos
definidos
• exprimir gostos e preferências

Atividade introdutória
Pág. 46 Faixa 13
Lá vou, lá vou eu
Oriente os alunos na observação da imagem. Ajude-os a
1. 
ligar o meu Facebook.
identificar as diferentes atividades de lazer questio-
Lá vou, lá vou eu
nando-os sobre cada uma das imagens. Auxilie-os com
ligar o meu Facebook.
o vocabulário desconhecido, recorrendo a mímica ou, se
Olha aqui o meu amigo,
necessário, à língua materna dos alunos. Escreva as
ele tem um novo look!
novas palavras/expressões no quadro.
Olha aqui o meu amigo,

Incentive-os a formarem frases completas sobre as
ele tem um novo look!
imagens, podendo até colocar-lhes algumas perguntas
Ora, gosto, gosto, gosto,
sobre a mesma.
ora comentar…
Exemplo: Eles estão a jogar voleibol. / Tu gostas de jogar Ora, gosto, gosto, gosto,
voleibol? / Preferes nadar ou correr? ora comentar…
Ora agora um novo post
Vem connosco! Para ler e partilhar!
Ora agora um novo post
Pág. 48
Para ler e partilhar!
Passe a música, pedindo aos alunos para a ouvirem
1. 
atentamente. Pergunte-lhes se reconheceram alguma
Explore cada imagem com os/as alunos/as. Incentive-os
2. 
palavra. Caso o tenham feito corretamente, registe-a(s)
a descrever cada uma delas, distinguido qual não se re-
no quadro.
laciona com as restantes. Várias ações poderão ser no-
Passe a música uma vez mais e verifique se a com- meadas, como escrever no computador, trabalhar no
preensão melhorou, registando novas palavras que pos- computador, navegar na Internet, falar com os amigos,
sam entretanto ter sido compreendidas. jogar computador…
Peça agora aos alunos para lerem a transcrição da mú- 
Resolução do exercício:
sica e verifique se existem palavras ou expressões que A – o intruso é a segunda imagem (correr)
não compreendam. Peça-lhes para lerem em voz alta, B – o intruso é a terceira imagem (jogar basebol)
em conjunto, corrigindo a pronúncia. B – o intruso é a primeira imagem (dançar)
Por fim, coloque novamente a faixa e incite todos a cantar.
Pág. 49
Após a audição e compreensão da música, incentive
Antes da resolução do exercício, chame a atenção para
3. 
uma partilha de ideias entre todos os alunos sobre a sua
CEPE-TC1LP © Porto Editora

as diferenças entre os verbos jogar, tocar e brincar (É


utilização do Facebook ou outras redes sociais.
bom conhecer… a língua!), que, em inglês, correspondem
Exemplo: Também usas o Facebook? Tens muitos amigos a to play e, em francês, a jouer.
no teu perfil? O que gostas de fazer no Facebook?

25
Em seguida, questione oralmente alguns alunos sobre o outros. Durante a realização da atividade oriente os alu-

CEPE-TC1LP © Porto Editora


que gostam de fazer na Internet. Esta atividade inicial nos e corrija-os, se necessário.
irá ativar as estruturas necessárias para a realização da a. ténis; b. esqui; c. golfe; d. futebol; e. basquetebol;
tarefa. f. nadar; g. correr; h. saltar
Os textos deverão ser escritos individualmente e, de-
pois, corrigidos em grupo, escrevendo as principais es- Pág. 51
truturas no quadro. Recorde a pronúncia correta das palavras “exercício” e
3. 

Resolução do exercício: “exercitar”, destacadas na canção aprendida anterior-
O/A aluno/a deverá escrever um breve texto em que men- mente, explicando que, quando o X se encontra entre
ciona as várias atividades que faz na Internet (ex. jogar; duas vogais, se lê como Z.
pesquisar informações; falar no chat; falar no Skype…). Em seguida, passe a faixa 15 e peça aos alunos para ou-
Comece por incentivar a observação e comentário das
4.  virem atentamente a correta pronúncia de cada palavra.
imagens legendadas das diferentes atividades de lazer, Depois, todos os alunos deverão pronunciar as mesmas
perguntando aos alunos o que representam e qual a sua palavras. Corrija a sua pronúncia, dando particular
opinião sobre essa atividade. atenção ao som Z.

Em seguida, peça-lhes para observarem o perfil da Ma-


Faixa 15
riana e nomearem as suas atividades favoritas, locali-
exercício
zando-as à direita. Poderá orientar a realização do exer-
exemplo
cício colocando questões diretas como “A Mariana joga
exame
hóquei?” ou “Ela toca guitarra?”.
exato

Resolução do exercício: existir
A Mariana gosta de… ler, jogar ténis, conversar com ami-
gos, tocar guitarra, ouvir música. Antes de ouvirem a gravação, os alunos deverão ler,
4. 
para si mesmos, todas as palavras do exercício, para se
Podes repetir? familiarizarem com as mesmas.
Pág. 50 Passe, em seguida, a faixa, pedindo aos alunos para as-
Comece por explorar as imagens, incentivando os alu-
1.  sinalarem as palavras em que o X se pronuncia como Z.
nos a descrever as atividades em português. No final, corrija o exercício coletivamente e peça aos
Em seguida, leia com os alunos a letra da canção “Baile alunos para repetirem cada uma das palavras.
Olímpico”, esclarecendo eventuais dúvidas quer ao nível
de conteúdo quer de pronúncia. Faixa 16
Passe, finalmente, a música, as vezes que considerar explicar táxi exército X enxame
necessárias. Todos os alunos devem acompanhar, can- xilofone exercício X exemplar X extremo
tando! exigente X texto xadrez exótico X

A atividade poderá ser realizada primeiro coletivamente,


5. 
Faixa 14 ao estilo de trava-línguas, e, numa segunda fase em que
Vamos lá Caricas, os alunos já estejam mais familiarizados, individual-
Está na hora de fazer exercício físico mente. Poderá ser realizada com algum humor, vendo
Crianças, juntem-se a nós por exemplo quem consegue dizê-la corretamente mais
Fazer exercício é saudável! rápido.
Escolham o vosso desporto preferido Corrija a pronúncia sempre que necessário, evitando
E vamos exercitar! que os alunos pronunciem o X como “GZ”.
Ténis, esqui, golfe, futebol, basquete, nadar, correr, saltar…

Resolução do exercício:
“Baile Olímpico”, Panda e os Caricas, Universal Music, 2012 O/A aluno/a deverá ler em voz alta a frase: Existem exa-
mes com exercícios muito exigentes!
A tarefa deverá ser desempenhada individualmente,
2. 
ainda que os alunos possam, a par ou em pequenos gru-
pos, trocar ideias e esclarecer dúvidas uns com os

26
Roteiro A1  Sugestões de trabalho e soluções

Faz sentido! Em seguida, acompanhe-os na leitura e compreensão


das informações em É bom conhecer... a língua!, expli-
Pág. 52 cando as contrações das preposições com os artigos. Es-
Selecione um ou dois alunos para ler o texto em voz alta.
1.  clareça eventuais dúvidas e passe à resolução, conjunta
Após o esclarecimento de possíveis dúvidas de vocabulá- ou individual, do exercício 3.
rio, chame a atenção para as formas destacadas e peça 
Resolução do exercício:
aos alunos para tentarem identificar o infinitivo das mes- 
a) nos; b) à; c) do; d) pelas; e) na; f) das
mas. Escreva-os no quadro (correr, pertencer, ter, torcer,
3.1 Este exercício poderá ser feito individualmente. No final,
aplaudir, vencer), destacando as terminações –er e –ir.
todas as frases deverão ser lidas, corrigidas e escritas
Em seguida, leia com os alunos as conjugações dos ver-
no quadro – e no caderno diário por todos os alunos.
bos correr e aplaudir; peça-lhes para conjugarem os
restantes verbos, colocando as mesmas terminações. 
Resolução do exercício:
O/A aluno/a deverá produzir duas frases em que utilize as
1.1 Feita esta atividade, os alunos deverão resolver, indivi-
preposições contraídas patentes no exercício anterior.
dualmente, o exercício 1.1. No final, corrija coletiva-
mente a tarefa, questionando os alunos e registando as Exemplo: Eu vou à praia. / Eu chego pelas 20 horas. / Eles
respostas corretas no quadro. brincam na rua. / Eu gosto do bolo de chocolate.

Resolução do exercício:

a. corremos Palavra puxa palavra!

b. partes Pág. 54

c. aplaudem Nesta secção são abordadas formas de exprimir gostos
1. 

d. agradeço e preferências.

e. torce
Selecione alguns alunos para lerem a conversa entre as

f. corre
personagens. Verifique a correção da pronúncia e, no
Pág. 53 final, esclareça eventuais dúvidas a nível de conteúdo.
Antes de iniciarem a tarefa, reveja com os alunos as re-
2.  Poderá, depois, pedir a outros alunos para lerem nova-
gras de conjugação dos verbos regulares explicitadas mente as diferentes falas, para praticarem e para auxi-
em É bom conhecer... a língua!. Depois, numa atividade liar a interiorização das estruturas presentes no diálogo.
coletiva, os alunos deverão completar a tabela com as Finalmente, peça aos alunos para comentarem as dife-
terminações corretas. rentes preferências presentes no diálogo.

Resolução do exercício: Exemplo: Tu também adoras ouvir música? Preferes ver
televisão ou dançar? Gostas de jogar computador?
ar er ir
1.1 Os alunos deverão resolver esta tarefa individualmente.
pintar, brincar, correr, vencer, partir, aplaudir, No final, verifique as suas respostas e escreva as frases
nadar, jogar, torcer, escrever, decidir, competir, ordenadas no quadro.
ganhar adormecer assistir

Resolução do exercício:
eu pinto corro parto

1. O Noah e a Emma adoram ouvir música.
tu brincas vences aplaudes

2. A Nicole não gosta muito de ver televisão.
você
ele nada torce decide

3. O John gosta de jogar futebol, mas prefere correr.
ela
Pág. 55
nós jogamos escrevemos competímos
Esta tarefa poderá ser resolvida individual ou coletiva-
2. 
vocês
eles ganham adormecem assistem
mente. Poderá optar pela resolução individual e pela
elas correção inicial por um/uma colega, dando origem a
possível troca de ideias entre alunos, e terminar a ativi-
Peça aos alunos para relerem o texto da página 50. Fina-
3. 
dade com uma correção coletiva e esclarecimento das
lizada a leitura, escreva no quadro a frase retirada do
dúvidas.
texto: “Pertenço à equipa de atletismo da escola!”, subli-
Feito isto, aborde com os alunos as diferentes formas de
CEPE-TC1LP © Porto Editora

nhando as preposições.
exprimir gostos e preferências presentes em É bom co-
nhecer… a língua!. Peça-lhes para, oralmente, darem
exemplos dos seus gostos pessoais utilizando cada uma
destas estruturas.

27

Resolução do exercício: bom conhecer… a cultura! e mesmo dinamizar e promo-

CEPE-TC1LP © Porto Editora



a) Eu gosto muito de praticar desporto. ver um dia dedicado aos jogos tradicionais na sua escola

b) Eu detesto boxe, porque é muito violento. ou associação.

c) O John adora correr. Por fim, peça a cada aluno/a para partilhar com os/as co-

d) A Emma detesta desporto, mas gota muito de esquiar. legas os seus jogos preferidos e explicar as suas regras.

e) A Nicole gosta de basquetebol, mas prefere nadar.
O exercício poderá ser resolvido individualmente ou em
3.  Faixa 17
pequenos grupos, a quem poderá atribuir cada uma das
Eu tenho um pião,
alíneas (grupo 1 – Emma e Noah; grupo 2 – John; grupo
Um pião que dança
3 – Mariana).
Eu tenho um pião
Após a correção da atividade, incentive os alunos a, no Bem na minha mão
caderno diário, elaborar uma tabela semelhante com Gira que gira o meu pião,
os gostos de cada elemento do seu grupo de trabalho. Mas não te o dou nem por um tostão!
Em seguida, os grupos poderão trocar as tabelas entre
“O Pião”, As Músicas da Carochinha, vol. 3, Vidisco, 2014
si e apresentar, para a turma, as preferências dos seus
colegas.
O exercício tem por objetivo sintetizar o nome de al-
5. 

Resolução do exercício: guns desportos mencionados na unidade. Os alunos
O/A aluno deverá redigir frases idênticas às dos exemplos, deverão resolvê-lo individualmente e, posteriormente,
tendo por base as informações fornecidas no quadro. partilharem as suas respostas com a turma. Certifi-
Exemplo: que-se de que todas as palavras estão escritas corre-
A Emma e o Noah não gostam nada de correr e detestam tamente.
jogar ténis. Ambos adoram nadar e esquiar. 
Resolução do exercício:
O John adora correr e gosta muito de esquiar. Porém não
D
gosta de nadar nem gosta nada de jogar ténis.
T É N I S
A Mariana adora jogar ténis, gosta de esquiar e gosta muito V
de correr. Por seu lado, detesta nadar. E S Q U I
R
Faz sentido! B S
N A T A Ç Ã O F
Pág. 56 S O U
Leia com os alunos a letra da música e esclareça even-
4.  H Ó Q U E I T
U E
tuais dúvidas. Passe a faixa e incentive todos a acompa-
E B
nhar, cantando.
A T L E T I S M O
Pergunte-lhes se conhecem o jogo do pião ou algum E L
outro jogo tradicional. Poderá, nesta conversa, introdu-
zir os jogos tradicionais portugueses presentes em É

28
Roteiro A1  Sugestões de trabalho e soluções

Atualiza-te 1
As atividades presentes nesta secção deverão ser realiza- Hobbies e desportos
das individualmente, como forma de sistematização das
2. a. dançar; b. nadar; c. correr; d. pintar; e. andar de bici-
unidades anteriores. Poderão servir como sugestões de
cleta; f. ouvir música; g. jogar computador; h. jogar xadrez
trabalho autónomo e corrigidas, depois, na aula, ou usadas
em aula servindo a função de revisão geral. Caso opte por Pág. 59
esta última, antes da realização de cada exercício explique o
Os meses
enunciado e clarifique quaisquer dúvidas e, depois, deixe os
alunos trabalharem individualmente, ajudando-os apenas janeiro; abril; agosto; outubro
1. 
quando necessário. Desta forma, terão não só um instru- Inverno: janeiro
2. 
mento de revisão mas também de autoavaliação. Primavera: abril
Tendo em conta que os alunos têm diferentes ritmos de Verão: agosto
realização das tarefas, lembre-se de preparar algumas ati- Outono: outubro
vidades extra para manter ocupados aqueles que termina-
Os dias da semana
rem primeiro! Poderá, por exemplo, pedir-lhes para ilustrar
O/A aluno/a deverá preencher o seu horário, escrevendo
2. 
uma folha A4 ou cartolina com aquele que consideram ser o
obrigatoriamente e de forma correta os dias da semana
vocabulário mais importante das últimas unidades, devida-
em falta pela seguinte ordem: Terça, Quarta, Quinta,
mente legendado! Estas ilustrações poderão ser expostas
Sexta, Domingo
na sala, servindo também de auxiliar de memória nas aulas
posteriores. Pág. 60

Ainda te lembras? Os objetos da escola


a) folha; b) mochila; c) livro; d) estojo
2. 
Pág. 57
A casa
Os números
a. quarto de casal; b. cozinha; c. janela; d. jardim; e. casa
2. 
a) cinco canetas esferográficas;
2. 
de banho; f. quarto; g. sala de jantar; h. sala
b) três cadernos;
a. casa de banho;
3. 
c) doze lápis de cor b. cozinha;
1. um
3.  6. seis 11. onze 16. dezasseis c. janela;
2. dois 7. sete 12. doze 17. dezassete d. jardim.

3. três 8. oito 13. treze 18. dezoito


Põe-te à prova!
4. quatro 9. nove 14. catorze 19. dezanove
5. cinco 10. dez 15. quinze 20. vinte
Pág. 61
Nome: Thomas Dubois
1. 
As cores Idade: 15 (quinze) anos
a) preto; b) cor de laranja; c) vermelho; d) branco;
2.  Nacionalidade: francês
e) amarelo; f) cor-de-rosa; g) verde Cidade onde mora: Paris
Cor preferida: vermelho
Pág. 58
a. Como (é que) te chamas?
2. 
A família b. De onde és?
a. avô; b. avó; c. pai; d. tia; e. filha
2.  c. Quantos anos tens?
d. Qual a tua cor preferida?
CEPE-TC1LP © Porto Editora

29
Pág. 62 Pág. 64

CEPE-TC1LP © Porto Editora


a. tua
3.  a. sou
7.  f. estão
b. minha b. são g. está
c. dele c. estás h. são
d. vosso d. é i. é
e. tua e. estamos
f. nossos 8. a. na e. pela; da
a. dela
4.  b. do f. a
b. deles
c. no g. à
c. nosso
d. tua d. da h. de; a
e. nossa
f. deles Palavras à solta
Pág. 63 Pág. 65
a) acordo
5.  O/A aluno/a deverá descrever física e psicologicamente
1. 
b) levanto-me a personagem Blue, podendo, para tal, recorrer às ex-
c) tomo pressões fornecidas.
d) como O/A aluno/a deverá descrever a escola perfeita para si,
2. 
e) bebo idealizando como seria a escola dos seus sonhos. Para
f) vamos tal, poderá recorrer às expressões que são fornecidas.
g) começam
Pág. 66
h) acabam
i) voltamos Num breve texto, o/a aluno/a deverá descrever a rotina
3. 
j) divertimo-nos diária da bruxa Brunilda ou do vampiro Virgílio, recor-
rendo às expressões que são fornecidas.
O Jason acorda às 6h30. Ele toma o pequeno almoço às
6. 
7h00 e apanha o autocarro escolar às 7h00. Às 8h00 co- Pág. 67
meça as aulas e regressa a casa às 15h30. Às 16h30 faz Num breve texto, o/a aluno/a deverá imaginar o que o
4. 
os trabalhos de casa e às 17h30 joga basquetebol com o Pavlo ou a Jessica gostam ou não de fazer nos seus
irmão. Janta às 19h30 e vê televisão com a família a tempos livre. Para tal, poderá recorrer às expressões
partir das 20h15. Às 21h00 deita-se. que são fornecidas.

O Ethan e o Dylan acordam às 6h15 e preparam-se para
a escola. Às 7h00 comem panquecas com doce ou ce-
reais e às 7h30 vão de carro para a escola com a mãe.
Têm aulas das 8h15 até às 16h00 e às 12h30 almoçam
na cantina. Às 17h00 aprendem espanhol e às 19h00
jantam com a família. Deitam-se às 21h30…

30
Roteiro A1  Sugestões de trabalho e soluções

  
Unidade
5
Queres provar uma francesinha?

Campos lexicais Conteúdos gramaticais


• alimentação • dígrafos ch, lh e nh
• orientação na cidade • expressões de lugar
• serviços • preposições
• os alimentos • verbos estar e ficar

Atividade introdutória Em seguida, passe novamente a faixa, pedindo aos alu-
Pág. 68 nos para atentarem na pronúncia correta. Depois, os
Comece por explorar o título da unidade com os alunos. alunos deverão ler o diálogo a pares, verificando a cor-
Clarifique o significado do verbo provar e explique também reção da sua pronúncia e entoação.
o que é uma francesinha.
Faixa 18
Convide os alunos a observar a imagem e a antever os
temas tratados na unidade. Ouça as várias hipóteses colo- – Que dia espetacular! Adoro o Porto!
cadas pelos alunos e registe-as no quadro. – Eu também! É uma cidade linda! Adoro a zona da Ri-
beira!
Em seguida, peça aos alunos para descrever os vários ele-
– Sim, é muito fixe! E gosto muito também da Baixa, da
mentos da imagem de forma mais ou menos pormenori-
Torre dos Clérigos… e a professora disse que à tarde
zada, consoante as suas capacidades. Incentive-os a apro-
vamos à Casa da Música!
fundar a imagem colocando questões como “O que podemos
– Pois é! Deve ser muito giro! Mas agora estou cheia de
comprar na papelaria?”, “Na imagem há uma farmácia?”,
fome… Vou pedir à minha mãe para irmos provar uma
“Onde estão estas pessoas? O que estão a fazer?”.
francesinha!
Ajude-os com o vocabulário desconhecido, registando as
– Francesinha? O que é isso?!
palavras no quadro.
– É um prato típico do Porto, com fiambre, salsicha,
carne de vaca ou porco, queijo… Muitas vezes é acompa-
Vem connosco! nhado de batatas fritas e ovo estrelado!
Pág. 70 – Hum… parece deliciosa! Vamos comer!
Comece por ler o diálogo com os alunos e questione-os
1. 
A tarefa de identificação dos alimentos mencionados no
2. 
sobre as principais ideias do diálogo: quem são os inter-
diálogo poderá ser realizada individualmente ou a pares
venientes e sobre o que falam. Depois, passe a gravação
e, depois, corrigida em conjunto. Durante a correção,
– os alunos deverão acompanhar a audição do diálogo
promova um diálogo em que recupere as estruturas
com a leitura.
aprendidas na unidade anterior, questionando os alunos
Em seguida, aprofunde a compreensão do diálogo es- sobre as suas preferências relativamente aos alimentos
clarecendo quaisquer dúvidas que tenham surgido ao apresentados.
nível do conteúdo e colocando questões mais específi-
Exemplo: “Tu gostas de hambúrguer?”, “Preferes fruta ou
cas sobre a informação presente no texto.
queijo?”
Caso tenha alunos de origem portuguesa e/ou que já te-

Resolução do exercício:
nham visitado Portugal, pergunte-lhes se conhecem
O/A aluno/a deverá selecionar os seguintes alimentos: sal-
algum dos locais referidos no texto ou de que outras lo-
sicha, queijo, batatas fritas e ovo estrelado.
calidades portuguesas já ouviram falar.
CEPE-TC1LP © Porto Editora

Recorde os alunos da referência à francesinha na ativi- Pág. 71


dade anterior e leia com eles a informação em “É bom Uma vez que se trata de vocabulário novo, o exercício
3. 
conhecer… a cultura!”, questionando-os sobre os seus poderá ser resolvido coletivamente, dando também
conhecimentos sobre gastronomia portuguesa. oportunidade para os alunos expressarem gostos e pre-
ferências.

31

Resolução do exercício:

CEPE-TC1LP © Porto Editora



a. ovo i. cebola Faixa 19

b. tomate j. bolacha Sou cheché por chocolates

c. leite k. maçã Oh-lá-lá, melhor que chicha

d. laranja l. banana Ovinhos, línguas de gato

e. peixe m. alface Barras de 20 quilates

f. carne n. feijão Viro logo cachalote

g. arroz o. sopa Nunca chega uma tablete

h. batata p. bife Para laricas de chocolate
Os alunos deverão resolver o exercício individualmente.
4.  Choc, choc, chocolate...
Depois, proceda à correção, registando as respostas “Chocolatando”, Disco Voador, Clã, Parlophone, 2011
corretas no quadro.
Fale também um pouco sobre cada um dos locais referi- Em primeiro lugar, escreva os dígrafos CH, LH e NH no
2. 
dos no exercício. Poderá mencionar que todos se encon- quadro e pronuncie-os, primeiro isoladamente e de-
tram na cidade do Porto e incitar os alunos a fazerem pois nas palavras dadas como exemplo no exercício. Os
uma breve pesquisa sobre um destes locais ou outro à alunos deverão repetir tanto os dígrafos como os
escolha (por exemplo, caso tenham familiares portu- exemplos.
gueses, fazer uma pesquisa e apresentação sobre a re- Em seguida, passe a faixa áudio e peça aos alunos para
gião de onde esses familiares são originários). completarem as palavras com as letras em falta. Passe
4.1 Resolução do exercício: a faixa as vezes que forem necessárias.

John – Torre dos Clérigos. / O John está na Torre dos Cléri- No final, todos os alunos deverão pronunciar cada uma
gos. das palavras do exercício.

Nicole – Caves do Vinho do Porto. / A Nicole está nas Caves
do Vinho do Porto. Faixa 20

Noah – Casa da Música. / O Noah está na Casa da Música. o milho a chávena a ovelha

Emma – Ribeira. / A Emma está na Ribeira. a chave o ninho a minhoca

Mariana – Livraria Lello. / A Mariana está na Livraria Lello o tacho a abelha o caminho

Podes repetir?
Faz sentido!
Pág. 72
Pág. 73
Esta atividade tem por objetivo consciencializar os alu-
1. 
Comece por explorar a imagem com os alunos, inci-
1. 
nos para a pronúncia do som CH em português, ao
tando-os a nomear os objetos presentes na imagem.
mesmo tempo que permite alargar o vocabulário rela-
Sempre que houver dúvidas, recorra às imagens e le-
tivo à alimentação.
gendas abaixo. Para ativar a utilização deste vocabulá-
Comece por ler a letra da música com os alunos, expli-
rio, pode perguntar aos alunos “Onde estão os óculos?”,
cando as palavras desconhecidas (poderá recorrer, para
“Onde está o computador?”, etc., que poderão apontar a
isso, às imagens que ilustram a canção e também ao
imagem e responder simplesmente “aqui”.
pequeno glossário que a acompanha). Destaque tam-
Em seguida, aborde a informação presente em É bom
bém as palavras com CH, explicitando a sua pronúncia.
conhecer... a língua!, podendo exemplificar as diferentes
Peça aos alunos para lerem a letra em voz alta antes de
expressões com objetos na sala de aula.
ouvirem a música.
Passe, finalmente, à resolução conjunta do exercício.
Por fim, passe a gravação e peça aos alunos para acom-
panharem, repetindo as vezes necessárias. Verifique a 
Resolução do exercício:
sua pronúncia. O telemóvel está em cima da cama.
O estojo está fora da mochila.
A escova de dentes está debaixo da secretária.
Os ténis estão dentro do cesto da roupa suja.
A cadeira está à frente da porta.

32
Roteiro A1  Sugestões de trabalho e soluções

Pág. 74 presentes nesta página e na seguinte, ou à língua de co-


Neste exercício, os alunos ficam a conhecer mais algu-
2.  municação, se necessário. Após a compreensão integral
mas expressões para indicar a localização de pessoas, da letra, volte a passar a gravação – todos deverão
objetos e edifícios. Leia com eles a informação em É acompanhar, cantando
bom conhecer... a língua! e exemplifique, uma vez mais,
as expressões apresentadas. Recorde, depois, as con- Faixa 21
trações das preposições com os artigos e, em seguida, Eu como pastel de nata e ela tarte de maçã
passe à resolução conjunta do exercício, pedindo aos Nós comemos ovos logo pela manhã!
alunos para localizar os edifícios na cidade e escrevendo Eu como pão com queijo, tu comes cereais
as respostas corretas no quadro. Nós somos tão diferentes, mas ao mesmo tempo tão iguais!
2.1 Resolução do exercício: Eu como panquecas, tu preferes croissant

a. A biblioteca fica atrás do centro comercial. Uns bebem sumo, outros chá de hortelã…

b. O parque fica à frente da esquadra da polícia. Nós comemos feijão, eles comem peru

c. A paragem de autocarro fica perto da escola. Agora diz-nos: o que comes tu?!

d. O centro comercial fica entre a escola e a biblioteca.
1.1 Esta atividade deverá ser resolvida individualmente. Os
Pág. 75 alunos deverão localizar as palavras na letra da canção
Comece por clarificar a distinção entre estar e ficar, re-
3.  e completar corretamente com as letras em falta.
correndo, para isso, à informação presente em “É bom Durante a correção coletiva do exercício, poderá incen-
conhecer a língua!”. Dê, se necessário, outros exemplos. tivar a partilha, por parte dos alunos, dos seus gostos
Passe, em seguida, à resolução conjunta do exercício, relativamente a cada um dos alimentos mencionados.
esclarecendo possíveis dúvidas. 
Resolução do exercício:

Resolução do exercício: 
a. o chá

a. ficam e. está 
b. o feijão

b. estão f. está 
c. os ovos

c. estão g. fica 
d. os cereais

d. fica h. fica 
e. o pão
Antes da realização do exercício, esclareça com os alunos
4.  
f. as panquecas
o vocabulário necessário. Numa atividade conjunta, pro- 
g. o pastel de nata
cure que sejam os alunos a referir o nome dos alimentos 
h. o queijo
e restantes figuras presentes na imagem, e ajude-os com 
i. o peru
as palavras desconhecidas. Escreva todo o vocabulário 
j. a tarte de maçã
no quadro e, em seguida, peça aos alunos para resolve- 
k. o croissant
rem individualmente o exercício utilizando o vocabulário 
l. o sumo de laranja
dado e as expressões de lugar aprendidas. Pág. 77
No final, passe à correção conjunta do mesmo, escre- Esta tarefa poderá ser desempenhada coletivamente.
2. 
vendo as respostas corretas no quadro. Selecione um/uma aluno/a para ler um dos testemu-

Resolução do exercício: nhos em voz alta e fazer a corresponder à imagem cor-
O/A aluno/a deverá produzir um pequeno texto no local reta. Faça o mesmo para cada um dos testemunhos.
descreva pormenorizadamente a imagem apresentada. No final, incentive-os a partilhar, tal como as persona-
Para tal, tem que utilizar as expressões de localização for- gens, a sua comida preferida.
necidas.

Resolução do exercício:
Noah: tarte de mação;
Palavra puxa palavra! Nicole: hambúrguer com batatas fritas;
Pág. 76 Emma: poutine;
Nesta secção vamos aprofundar o vocabulário relativo à
1.  John: asas de frango fritas com batas fritas
CEPE-TC1LP © Porto Editora

alimentação. Um/a aluno/a deverá pensar num alimento ao acaso e


3. 
Passe a gravação – os alunos deverão acompanhar a escrevê-lo num papel sem que ninguém veja. De se-
audição da música com a leitura da letra. Explique as guida, os colegas colocar-lhe-ão questões sobre o
palavras desconhecidas recorrendo às imagens mesmo, as quais deverão ser respondidas com precisão

CEPE-TC1LP-3 33
e correção. O objetivo será adivinhar o alimento e o ven- Após a partilha anterior, os/as alunos/as deverão produ-
5. 

CEPE-TC1LP © Porto Editora


cedor será o jogador que mais alimentos corretamente zir um breve texto em que especifiquem quais os alimen-
identificar. tos que habitualmente ingerem ao pequeno-almoço e ao
O jogo poderá ser feito em pequenos grupos de 4 ou 5 jantar, fazendo ainda referência à comida de eleição.
elementos, sendo também possível de o efetuar com a Proceda, depois, à correção coletiva dos textos e compa-
colaboração de toda a turma em conjunto. ração dos hábitos alimentares dos alunos.
Pág. 78 Pág. 79
A atividade poderá iniciar-se com a identificação dos
4.  A realização desta atividade poderá também ser coletiva,
6. 
nomes corretos de cada um dos alimentos, coletiva- contando com a colaboração de todos os alunos. Além da
mente. Depois, poder-se-á contrastar os hábitos alimen- identificação dos alimentos, poderá também haver lugar
tares de diferentes culturas, nomeadamente a portu- a partilha de preferências entre todos.
guesa com a norte-americana. 
Resolução do exercício:

Resolução do exercício: 
1. peixe; 2. iogurtes; 3. bife/carne; 4. compota/doce; 5. pão;

a. sumo; b. pão; c. iogurte; d. leite; e. café; f. cereais; 6. tomate; 7. leite; 8. vinho; 9. sumo de laranja; 10. bana-
g. bolo; h. peixe cozido com batas e legumes cozidos; nas; 11. cenoura; 12. queijo; 13. laranja; 14. uvas; 15. ovos
i. bife com batas fritas; j. gelado; k. sopa; l. fruta.


Unidade
6
  Posso assinar o teu gesso?

Campos lexicais Conteúdos gramaticais


• o corpo humano • os valores de X: /s/
• sintomas e estados físicos • verbos: poder, ter de, dever
• hábitos de higiene • verbos: doer / pronomes pessoais

Atividade introdutória Incentive os alunos a formar frases completas para descre-


Pág. 80 ver a imagem e também a partilhar as suas experiências
Comece por explorar o título da unidade com os alunos. relativamente a saúde e atendimento médico.
Clarifique o significado da palavra gesso e incentive uma
conversação sobre o tópico, questionando os alunos se já Vem connosco!
usaram ou conhecem alguém que tenha tido de usar gesso, Pág. 82
qual foi a situação, etc. Ajude-os com o vocabulário em falta
Passe a faixa relativa ao diálogo e peça aos alunos para,
1. 
e registe-o no quadro.
antes de lerem o diálogo, tentarem compreender o que
Em seguida, convide os alunos a observar e descrever a é dito. Questione-os sobre o que possam ter compreen-
imagem, e os seus vários elementos, de forma mais ou dido: quem são os intervenientes, sobre o que falam ou
menos pormenorizada, consoante as suas capacidades. Ex- apenas palavras soltas. Reforce as ideias que estejam
plore o vocabulário presente nas imagens, questionando os de acordo com o diálogo, escrevendo-as no quadro. De-
alunos e revelando-o sempre que este for desconhecido. pois, passe novamente a gravação – os alunos deverão
Registe também estas palavras no quadro. Algum desse vo- acompanhar a audição do diálogo com a leitura.
cabulário poderá ser: o hospital; a sala de espera; a médica; a
Em seguida, aprofunde a compreensão do diálogo es-
enfermeira; estar doente; ter dores… de garganta / de cabeça /
clarecendo quaisquer dúvidas que tenham surgido ao
de ouvido / de barriga; estar constipado; magoar a perna; ter
nível do conteúdo e colocando questões mais específi-
borbulhas.
cas sobre a informação presente no texto.

34
Roteiro A1  Sugestões de trabalho e soluções


Em seguida, atribua cada interveniente do diálogo a um/ Pág. 84
uma aluna e peça-lhes para representarem a situação. Neste exercício, os alunos deverão relacionar cada frase
5. 
Poderá repetir a atividade com outro(s) grupo(s) de alunos. com a imagem respetiva, identificando o problema de
saúde retratado. Em seguida, deverão completar as fra-
Faixa 22 ses com o pronome pessoal adequado e o verbo ter.
Noah: Ai!! Resolução do exercício:
Todos: Noah, estás bem? a) Ele tem febre.
Noah: Ai, o meu braço!! b) Ele tem tosse.
Emma: Dói-te muito, mano? Vamos pedir ajuda! c) Ela tem gripe.
Mais tarde, no hospital… Comece a resolução do exercício por explorar as imagens
6. 
Médica: És muito corajoso, Noah! Tens o braço partido… e sintomas de cada personagem, questionando os alunos
Vamos pôr-te gesso porque não podes mexer o braço. sobre possíveis causas para esse mal-estar. Depois
Tens de ter muito cuidado! Deves também tomar estes disso, peça-lhes então para seguirem as linhas até ao
comprimidos para as dores. diagnóstico correto.
Já em casa… Finalmente, aproveite a atividade para questionar os alu-
Emma: Estás melhor, Noah? Ainda dói muito? nos sobre se alguma vez tiveram estas ou outras doenças
Noah: Dói um bocadinho, mas estou melhor! e o que sentiram.
Emma: Olha, tenho uma ideia: posso assinar o teu gesso? Resolução do exercício:
Noah: Boa! E também podes fazer desenhos!  u tenho febre, dor de garganta e dores no corpo todo! –
E
gripe
Após a leitura e/ou dramatização do diálogo, os alunos
2.  Eu tenho borbulhas, dor de cabeça e estou muito cansada!
deverão identificar, numa partilha coletiva, os três mo- – varicela
mentos relevantes do diálogo. Em seguida, peça-lhes Eu tenho dores de barriga, vómitos e diarreia… – intoxica-
para, individualmente, os desenharem. Os desenhos po- ção alimentar
derão, inclusivamente, ser legendados com as ideias
principais de cada momento. Esta tarefa poderá ser rea- Podes repetir?
lizada no livro, no espaço para isso designado, no ca-
derno diário ou mesmo em folhas que poderão ser ex- Pág. 85
postas na sala de aula. Passe a faixa e peça aos alunos para acompanharem a
1. 
 Resolução do exercício: O/A aluno/a deverá ilustrar os audição com a leitura. Incentive-os a resumirem, por pa-
três momentos da ação: 1 – o Noah na escola a magoar-se lavras próprias, o conteúdo da letra. Clarifique os termos
e a queixar-se do braço perante a presença de todos os que eles não conheçam. Em seguida, destaque a pronún-
colegas; 2 – O Noah no hospital com a médica a colocar o cia da letra X nas palavras “auxiliar” e “máximo”, expli-
gesso no seu braço; 3 – O Noah em casa a conversar com a cando que se pronunciam da mesma forma que “ss”,
irmã que desenha e assina no gesso. como “professor”. Volte a passar a faixa, desta vez pe-
dindo a todos os alunos que acompanhem, cantando, e
Pág. 83 tendo especial atenção à pronúncia.
Explore a imagem com os alunos de forma a identificar
3. 
todas as partes do corpo mencionadas. Poderá promo-
Faixa 23
ver uma atividade de cariz mais físico em que nomeia
uma parte do corpo e rapidamente os alunos terão de Quando cais ou estás doente
tocar na mesma, promovendo desta forma a ativação do Com uma ferida ou uma dor
vocabulário aprendido. (acontece a toda a gente!)
Chama os pais, o professor
Em seguida, passados alguns minutos desta atividade, os
4. 
E diz-lhes que é urgente…
alunos deverão, individualmente, ordenar as letras, for-
Eles vão logo a correr
mando palavras referentes a partes do corpo humano.
Para te auxiliar…
Depois, proceda à correção coletiva, relembrando, em si-
Ter amigos a valer
CEPE-TC1LP © Porto Editora

multâneo, o significado das palavras encontradas.


É o máximo, podes crer!
Resolução do exercício:

a) braço; b) perna; c) boca; d) pescoço; e) joelho; f) orelha;
g) nariz; h) barriga; i) cabeça.

35
Resolução do exercício: Resolução do exercício:

CEPE-TC1LP © Porto Editora



O/A aluno/a deverá assinalar as seguintes palavras: 
O/A aluno/a deverá ler em voz alta, e de forma correta-
próximo √ axila anexo lixo aproximar √ coxa auxílio √ mente pronunciada, a frase: “Dançar, saltar e assobiar é o
máximo… Consegues?”
2.

Faixa 24 Faz sentido!


Depois do exercício anterior, os/as alunos/as já deverão Pág. 87
estar sensibilizados para a pronúncia de X como SS. Nesta secção aprofunda-se o tema da saúde, alargando o
1. 
Assim sendo, peça-lhes para ouvirem a faixa e identifica- vocabulário a hábitos de higiene.
rem todas as palavras que se pronunciam dessa forma.
Passe a gravação – os alunos deverão acompanhar a au-
Se necessário, passe a faixa mais do que uma vez.
dição da música com a leitura da letra. Usando mímica e
Feito o exercício, aborde com os/as alunos/as a informa- recorrendo às imagens, explique as palavras desconheci-
ção apresentada em É bom conhecer… a língua!, refe- das. Recorra à língua de comunicação apenas se neces-
rindo os exemplos dados e outros para os diferentes sário. Após a compreensão integral da letra, volte a pas-
sons de X. Os alunos deverão repetir os diferentes sons, sar a gravação – todos deverão acompanhar, cantando!
pronunciando-os o mais corretamente possível.
Faixa 25
Pág. 86 Lava as mãos, lava as mãos
Esta atividade tem por objetivo sensibilizar os/as alu-
3. 
Lava-as bem, lava-as bem
nos/as para as diferentes formas de representação grá- Lava-as com sabão
fica do som S. Numa atividade coletiva, os/as alunos/as Lava-as com sabão
deverão completar as palavras dadas com as letras cor- E com água também
retas; em seguida, individualmente, deverão resolver o E com água também!
crucigrama. “Lava as mãos”, Panda e os Caricas,
Universal Music Portugal, 2012
Resolução do exercício:
A
Antes de iniciar o exercício, questione os alunos sobre a
2. 
S I M T C P
importância de lavar as mãos e em que momentos é es-
A A P R O F E S S O R A
L I Ç Ã O S D O C sencial fazê-lo. Ajude-os a formular respostas recor-
A A S S O M Á X I M O rendo às imagens que ilustram o exercício e às respetivas
S E I M legendas.
I M E Em seguida, recorde, se necessário, a conjugação do
V A Ç
verbo dever, pedindo a participação dos alunos e regis-
C A B E Ç A R A
I L R
tando as diferentes formas no quadro.
Ê 
Depois, peça aos alunos para, individualmente ou a
N pares, completarem as frases dadas, utilizando o verbo
C dever. Proceda à correção coletiva do exercício e registe
I
as frases corretas no quadro.
A
S Resolução do exercício:
máximo professora a) Todas as pessoas devem lavar as mãos depois de ir à
sim ciências casa de banho.
começar cedo b) Tu deves lavar as mãos depois de ir brincar.
cabeça sala c) Quando uma pessoa está constipada, deve lavar as mãos
possível lição depois de assoar o nariz.
aproximar maçã
tosse Pág. 88
Para concluir esta sequência de atividades com um tom
4.  Comece por diferenciar os verbos poder, ter e dever, re-
3. 
lúdico, encoraje os/as alunos/as a pronunciarem a frase correndo à informação presente na rubrica É bom conhe-
dada, em jeito de trava-línguas. Esteja particularmente cer... a língua!. Confirme que todos/as compreenderam
atento/a à correção da pronúncia do som S. esta diferenciação, pedindo-lhes para exemplificarem
com frases diferentes das apresentadas.
36
Roteiro A1  Sugestões de trabalho e soluções

Em seguida, recorde a conjugação dos verbos pedindo a o exercício individualmente e, no final, proceda à corre-
participação dos/as alunos/as para o fazer e registe as ção coletiva do mesmo.
formas verbais no quadro. 
Resolução do exercício:
Finalmente, peça aos alunos para resolverem individual- a) Dói -me o braço.
mente o exercício e, terminada a tarefa, proceda à corre- b) Doem-te as costas?
ção coletiva. c) Doem-lhe os dentes?

Resolução do exercício: d) Dói-vos a garganta?
A. Poder e) Doem-lhes os ouvidos…
a) O Joshua não pode comer chocolate porque tem dores Neste exercício, os alunos deverão reescrever as frases
7. 
de barriga. utilizando o verbo doer. Consoante as dificuldades reve-
b) Mãe, posso tomar um rebuçado para a tosse? ladas no exercício anterior, poderá optar pela realização
c) Vocês não podem ir para a rua com o cabelo molhado individual ou coletiva do exercício.
porque ficam doentes. 
Resolução do exercício:
B. Ter de a) Tenho dor de ouvidos.
a) Eu tenho de tomar antibiótico durante oito dias. – Doem-me os ouvidos.
b) Se tens febre tens de ir ao médico! b) Nós temos dor de barriga.
c) Nós temos de cumprir as indicações do médico. – Dói-nos a barriga.
C. Dever c) Eles têm dor de dentes.
a) As pessoas devem tomar duche todos os dias? – Doem-lhes os dentes.
b) Não me sinto bem… Devo estar doente.
d) Vocês têm dores nas costas?
c) Quando te sentes mal, deves pedir ajuda.
– Doem-vos as costas?
Este exercício pretende aplicar o conhecimento adqui-
4. 
rido na atividade anterior e possibilita, também, a parti- Palavra puxa palavra
lha de experiências entre os/as alunos/as. Assim sendo,
estimule, após a realização individual do exercício, uma Pág. 90
conversa entre todos/as onde cada um/a exponha pro- Antes da resolução do exercício, os alunos deverão ob-
1. 
blemas semelhantes que tenha vivido ou esteja a viver e servar atentamente as imagens e o nome de cada objeto
os/as outros/as os/as aconselham. ou ação em português. Para auxiliar a ativação do voca-
Por ser uma atividade com um grau de dificuldade rela- bulário, poderá recorrer à língua de comunicação para
tivamente elevado, poderá optar por não a concretizar. referir uma das ações ou objetos e pedir aos alunos
para dizerem, o mais rapidamente possível, o seu equi-

Resolução do exercício:
valente em português.
O/A aluno/a deverá criar frases semelhantes a estas:
Em seguida, proceda à resolução coletiva do exercício,
a. Tu deves telefonar-lhe!
pedindo aos alunos para completarem as frases com as
b. Tu tens de estudar muito!
expressões adequadas.
c. Tu podes fazer-lhe uma surpresa e dar-lhe muitos beiji-
nhos! 
Resolução do exercício:
a. e scova de dentes, pasta de dentes
Pág. 89 b. champô, sabão, secador
Este exercício pretende estimular as competências de
5.  c. s abão, toalha
interação oral. Poderá ser realizado em pequenos gru- d. escova, pente
pos, atribuindo a cada um dos grupos uma questão. e. cortar as unhas e lavar as mãos.
Permita que os grupos pensem em diferentes possibili- Com mímica e recorrendo apenas a gestos, um aluno
2. 
dades de resolução dos problemas. deverá simular uma ação de higiene, a qual deverá ser

Resolução do exercício: identificada pelos seus pares. É possível jogar em pe-
 s/As alunos/as deverão simular um diálogo em que res-
O quenos grupos ou recorrendo a todos os elementos da
pondam às questões patentes no exercício, sendo possível turma. Vencerá o/a aluno/a que mais ações correta-
criarem outras semelhantes. mente identificar.
CEPE-TC1LP © Porto Editora

Leia, com os alunos, a informação presente em É bom


6.  Pág. 91
conhecer... a língua!, tornando-os conscientes da varia-
Passe a gravação, pedindo aos alunos para tentarem
3 
ção dói/doem. Em seguida, peças-lhes para realizarem
compreender o máximo de informação possível, sem

37
lerem a respetiva letra. Registe as palavras ou ideias Recorde o diálogo inicial da unidade e peça aos/às alu-
4. 

CEPE-TC1LP © Porto Editora


corretas no quadro. nos/as para escreverem um cartão de melhoras ao
Volte a passar a música e peça aos alunos para acompa- Noah, utilizando algumas das expressões indicadas.
nharem com a leitura. Esclareça eventuais dúvidas. Caso algum/a colega ou professor/a esteja doente, po-
Após a compreensão integral da letra, peça aos alunos derá sugerir que o cartão de melhoras lhe seja dedicado
para associarem gestos a cada ação referida na música; – e entregue!
volte a passar a gravação – todos deverão acompanhar, 
Resolução do exercício:
cantando e fazendo os respetivos gestos! Os/As alunos/as deverão escrever um bilhete a desejar as
melhoras ao Noah e ilustrá-lo. Para tal, poderão recorrer
Faixa 26 às expressões fornecidas.
Bem cedo pela manhã ou antes de ir deitar
Abre a torneira, salta para a banheira.
E debaixo do chuveiro lava o corpo inteiro!
A cara, os braços e a barriga lava bem
As pernas, os joelhos e os pés também!
Antes do almoço, do lanche ou do jantar
Já sabes o que fazer: as tuas mãos tens de lavar!

  
Unidade
7
Olha ali os golfinhos!

Campos lexicais Conteúdos gramaticais


• o meio ambiente • palavras com o som ão
• geografia de Portugal: regiões e relevo • nomes coletivos
• animais domésticos e animais selvagens • estar a + infinitivo
• proteção ambiental • o verbo haver no presente do indicativo

Atividade introdutória Vem connosco!


Pág. 92
Pág. 94
Comece por promover a observação da imagem, pedindo
Comece por passar a faixa pedindo aos alunos para ten-
1. 
aos alunos para tentarem descrevê-la de forma mais ou
tarem compreender o máximo de informação possível.
menos pormenorizada, consoante as suas capacidades.
Verifique a sua compreensão e volte a passar a faixa.
Ajude-os com o vocabulário desconhecido, registando as
Questione-os sobre as principais ideias do diálogo:
palavras no quadro.
quem são os intervenientes e sobre o que falam. Depois,
Exemplo: o barco, o mar, os golfinhos, a baleia, a tartaruga, a peça-lhes para lerem o diálogo silenciosamente e es-
paisagem, as vacas, o sol, a lagoa, … clareça quaisquer dúvidas que surjam.
Pode perguntar aos alunos se conhecem as paisagens re- Num trabalho conjunto entre os vários elementos da
presentadas nas fotografias e, caso algum reconheça os turma, incentive o reconto do diálogo por palavras pró-
Açores, peça-lhe para partilhar o que conhece sobre este prias. Em seguida, passe novamente a gravação, pe-
arquipélago. Caso nenhum aluno conheça, poderá partilhar dindo aos alunos para atentarem na pronúncia e entoa-
alguma informação de carácter geral (localização geográ- ção corretas. Nomeie alguns/algumas alunos/as para
fica, características básicas) antes de iniciar o trabalho da fazerem a leitura, em voz alta, do diálogo. Poderá depois
unidade. repetir esta atividade com outro grupo de alunos/as.

38
Roteiro A1  Sugestões de trabalho e soluções

Pág. 96
Faixa 27 Divida os/as alunos/as em pequenos grupos e atribua a
4. 
Os cinco amigos estão numa visita de estudo aos Açores. cada um alguns dos adjetivos do quadro apresentado.
Eles estão a fazer um passeio para ver os golfinhos e as Os/As alunos/as deverão clarificar o seu significado (re-
baleias. correndo, por exemplo, ao dicionário) e, em seguida,
Mariana: Olha ali os golfinhos!! associá-los aos respetivos animais.
Emma: Oh, que lindo!... Olha, estão a saltar mesmo ao No final, proceda à correção coletiva da atividade, tendo
pé de nós! em conta que a cada animal poderão corresponder mais
Professora: Os golfinhos são animais muito sociáveis: do que um adjetivo e que o mesmo adjetivo poderá qua-
andam sempre em grupo e também gostam muito de lificar diferentes animais.
pessoas! Estão habituados a estas visitas! Ali ao fundo 
Resolução do exercício:
está uma baleia… Conseguem ver a cauda? O/A aluno/a deverá criar frases em que utilize adjetivos
Noah: Que giro! Também há tubarões?! que descrevam de forma coerente os animais representa-
Professora: Sim, há! No arquipélago dos Açores há mais dos. Para tal, poderá recorrer à lista de adjetivos fornecida
de 20 espécies de golfinhos e baleias, algumas espécies ou utilizar outros que se adequem ao contexto.
de tubarões e também muitos peixes diferentes.
Antes da realização da tarefa escrita, os alunos deverão
5. 
responder oralmente à questão, desenvolvendo o mais
Após o trabalho anterior sobre o diálogo, peça aos/às
2.  possível e argumentando a sua escolha. Durante esta
alunos/as para resolverem individualmente o exercício, atividade, registe no quadro possíveis expressões úteis.
classificando as afirmações de verdadeiras ou falsas e
Só depois de todos partilharem a sua preferência, dever-
corrigindo as falsas.
-se-á passar à escrita e ilustração do texto (que poderá
Proceda à correção coletiva do exercício, questionando ser feito numa folha à parte para permitir a exposição
os alunos e escrevendo as respostas corretas no quadro. dos trabalhos na sala de aula).

Resolução do exercício: 
Resolução do exercício:

a. V; b. F; c. F; d. V; e. F. O/A aluno/a deverá produzir um breve texto em que diga

b.A Emma acha lindo os golfinhos a saltar junto dela. qual o seu animal preferido e aponte as razões que justifi-

c. Os golfinhos são animais muito sociáveis: andam sem- cam a sua escolha.
pre em grupo e também gostam muito de pessoas!

e. No arquipélago dos Açores há mais de 20 espécies de Podes repetir?
golfinhos e baleias, algumas espécies de tubarões e tam-
bém muitos peixes diferentes.
Pág. 97
Passe a gravação e peça aos/às alunos/as para repeti-
1. 
Pág. 95 rem as rimas, com especial atenção à pronúncia das pa-
Convide os/as alunos/as a observar o mapa de Portugal
3.  lavras destacadas. Se necessário, passe novamente a
e as imagens associadas a cada região. Questione os/as faixa. Dê tempo a que todos/as se familiarizem com o
alunos/as sobre os seus conhecimentos acerca de Por- som nasal –ão e o repitam as vezes necessárias.
tugal e possíveis laços familiares com o País.
Em seguida, promova a resolução conjunta do exercício, Faixa 28
ajudando os/as alunos/as a compreender o vocabulário O cão brincalhão
presente e a associar cada aspeto à respetiva região. E o leão valentão

Resolução do exercício: Dizem não, não, não

a. golfinhos e baleias. Ao pavão fanfarrão!

b. ir à praia.

c. esqui. Leia cada uma das palavras apresentadas e peça aos/às
2. 

d. a Ponte 25 de Abril ou Ponte sobre o Tejo. alunos/as para repetirem, procedendo à clara distinção

e. as caves de Vinho do Porto. entre os sons –au e –ão.

f. touros e campinos.
CEPE-TC1LP © Porto Editora


Resolução do exercício:

g. muitas flores. O/A aluno/a deverá repetir as palavras apresentadas, de

h. pão, vinhos e queijos regionais. modo a ter noção da forma como se pronunciam.
Passe a faixa e peça aos/às alunos/as para a ouvirem
3. 
atentamente, assinalando as palavras em que está

39
presente o som –ão. Passe novamente a faixa para que eles/elas o exemplo e, numa atividade conjunta, incen-

CEPE-TC1LP © Porto Editora


os alunos possam confirmar as suas respostas. tive-os a formar as restantes frases utilizando a mesma
No final, proceda à resolução coletiva do exercício. estrutura. Feitas todas as frases, leia com os alunos a
informação presente em “É bom conhecer... a língua!” e
Faixa 29 esclareça quaisquer dúvidas que subsistam.
pão; pau; mau; mão; não; nau. 
Resolução do exercício:

b. O cão está a ladrar.

Resolução do exercício: 
c. Os golfinhos estão a saltar.

a. pão √ b. pau c. mau d. mão √ e. não √ f. nau 
d. Os coelhos estão a roer uma cenoura.

e. O gato está a brincar com a bola.
Faz sentido! 
f. O lobo está a uivar.
Os alunos deverão identificar a conjugação do verbo
4. 
Pág. 98
estar e, desta forma, associar as duas colunas de ma-
Comece por explorar as imagens, colocando questões
1.  neira a formar frases com sentido usando a estrutura
que levem os/as alunos/as a relacioná-las com a ideia “estar a + infinitivo”. A atividade poderá ser realizada
de “um grupo de…” ou “um conjunto de…” (exemplo: O individualmente ou em conjunto.
que é uma manada? O que é um rebanho?).

Resolução do exercício:

Em seguida, leia com os alunos a letra da canção 
a. passamos férias nos Açores.
“Nomes coletivos”, esclarecendo eventuais dúvidas 
b. estou a passear no zoo.
quer ao nível de conteúdo quer de pronúncia. 
c. estão a brincar com o gatinho.
Passe, finalmente, a música, as vezes que considerar ne- 
d. convives com animais?
cessárias. Todos os alunos devem acompanhar, cantando! 
e. levam o cão à rua?

f. estamos a passear no campo.
Faixa 30 Pág. 100
Um rebanho de ovelhas, as cabras numa cabrada Neste exercício, os alunos deverão compreender e apli-
5. 
Búfalos, bois ou elefantes juntos formam a manada. car as formas há e não há. Comece por ler a informação
Peixes nadam em cardume, lobos uivam na alcateia, presente em É bom conhecer... a língua! e, se necessário,
Um enxame de abelhas enche os favos da colmeia! recorra a exemplos práticos para esclarecer a utilização
Diz-se uma vara de porcos e uma cáfila de camelos desta expressão (Exemplo: Nesta sala há muitas cadei-
Uma ninhada de pintos, de gatinhos ou de coelhos. ras. / Nesta escola não há um escorrega.).
As montanhas de uma serra, os sinos num carrilhão
Em seguida, os alunos deverão ler os vários elementos,
As serras da cordilheira, as estrelas da constelação!
esclarecendo o seu significado e formando frases corre-
Somos muitos mais que um e podemos agrupar tas e verdadeiras sobre cada um deles.
aquilo que é semelhante num só nome singular:

Resolução do exercício:
são os nomes coletivos, tantos para decorar…
Na selva há papagaios, macacos, leões e girafas. Na selva
Resolvi fazer uns versos, é mais fácil a rimar!
não há ovelhas, coelhos, nem cães.
“Nomes coletivos”, As Canções da Maria, Arthouse, 2012 Na floresta há esquilos, veados, ursos e formigas. Na flo-
resta não há búfalos, tigres, nem gatos.
O exercício poderá ser executado individualmente, per-
2.  Na quinta há vacas, bois, porcos, galinhas e ovelhas. Na
mitindo a assimilação do vocabulário da atividade ante- quinta não há ursos nem lobos.
rior. No final, proceda à correção conjunta do exercício. Leia o texto com os alunos (poderá atribuir cada pará-
6. 

Resolução do exercício: grafo a um/uma aluno/a para que este/a o leia) e escla-
O/A aluno/a deverá completar as frases e ilustrar as mes- reça as expressões desconhecidas. Peça aos alunos
mas no espaço destinado ao efeito. para, conjuntamente, fazerem uma síntese oral do texto.
a. ovelhas. b. serras/montanhas. c. búfalos, bois ou elefan- Em seguida, convide os alunos a escrever um pequeno
tes. d. estrelas. e. abelhas. texto sobre um animal. Procure que os textos incidam
Pág. 99 sobre diferentes animais e ajude na sua elaboração.
Este exercício tem por objetivo familiarizar os/as alu-
3.  No final, todos deverão apresentar os textos e respeti-
nos/as com a estrutura “estar a + infinitivo”. Leia com vas ilustrações para a turma.

40
Roteiro A1  Sugestões de trabalho e soluções


Resolução do exercício:
O/A aluno/a deverá produzir um breve texto sobre um animal Não deitar lixo no mar
que exista no seu país e ilustrar o mesmo com um exemplo. Nem deixar água a pingar
A luz sempre apagar
Palavra puxa palavra! E não encher de fumo o ar!
Vamos todos reciclar
Pág. 101
Podemos mudar o mundo
Numa atividade conjunta, ajude os/as alunos/as a escla-
1.  Para o planeta ajudar
recer os nomes dos animais representados nas ima- Basta um gesto, um segundo!
gens. Depois, peça-lhes para, individualmente, encon-
trarem os respetivos animais na sopa de letras. Poderá Numa resolução conjunta, os alunos deverão assinalar
4. 
tornar a atividade mais estimulante dando um tempo li- cada atividade como a favor ou contra o meio ambiente.
mite ou premiando o/a aluno/a que encontrar todas as Esta atividade permite incentivar a discussão sobre bons
palavras primeiro! e maus hábitos; incentive a partilha de rotinas e expe-

O/A aluno/a deverá encontrar os seguintes animais: riências por parte dos/as alunos/as relativamente a cada
golfinho; orca; baleia-azul; jaguar; orangotango; leo- uma destas ações.
pardo; elefante; tigre; chimpanzé; panda. 
Resolução do exercício:

a. X
G L J A G U L R C A T C

b. √
G O L F I N H O D F I H

c. √
O P A F R U O P G B G I

d. X
R A E H L C S O R A R M

e. √
C N I E L E F A N T E P

f. X
A D L E O P A R D O H A
B A L E I A - A Z U L N

g. √
M N U J A G U A R F B Z

h. X
O R A N G O T A N G O É Pág. 103
Esta atividade pretende estimular a interação oral entre
2.  Os/As alunos/as deverão estabelecer um diálogo /debate
5. 
os/as alunos/as. Ajude cada um/a a selecionar um ani- onde abordem formas de proteger o meio ambiente e sal-
mal e características que o distingam de outros. Es- var o planeta. Poderão ter como base as estratégias for-
tando todos preparados, poder-se-á então proceder à necidas no exercício e extrapolar outras estratégias.
realização do exercício. Esta atividade de cariz lúdico permite sistematizar o vo-
6. 

Resolução do exercício: cabulário sobre animais. A realização poderá ser indivi-
O/A aluno/a deverá escolher um animal e fazer uma breve dual mas a correção coletiva, com a participação de
descrição oral do mesmo. De seguida, os colegas irão colo- todos/as os/as alunos/as. Poderá aproveitar esta ativi-
car questões que deverão ser corretamente respondidas. O dade para rever as expressões de lugar na descrição da
objetivo é adivinhar qual o animal em questão. imagem (Exemplo: O panda está em cima da árvore).

Pág. 102
Esta atividade tem por objetivo consciencializar os alu-
3.  6 13

nos para a proteção ambiental. 7


Comece por ler a letra da música com os alunos, expli-
cando as palavras desconhecidas. Por fim, passe a gra- 15
2
vação e peça aos alunos para acompanharem, repetindo 3
8
5
as vezes necessárias. Verifique a sua pronúncia.

10
11 9
Faixa 31 4
CEPE-TC1LP © Porto Editora

Com tanto lixo, poluição, 14


1
O planeta está doente 12
Vamos todos dizer não:
Salvar a Terra é urgente!

41
8

CEPE-TC1LP © Porto Editora


  
Unidade Foi tão giro!

Campos lexicais Conteúdos gramaticais


• comunicação escrita: a carta, o postal, o correio • expressões de escrita – estrutura
eletrónico, a mensagem escrita • a letra r: os sons /r/ e /R/
• falar sobre o passado • pretérito perfeito simples
• pretérito perfeito simples: verbos regulares
• pretérito perfeito simples: verbos irregulares

Atividade introdutória Finalmente, chame a atenção dos alunos para as pala-


Pág. 104 vras sublinhadas no texto, explicando que se tratam de
Comece por promover a observação da imagem, questio- formas verbais no passado (Pretérito Perfeito Simples),
nando os/as alunos/as sobre o que o John está a fazer e a remetendo para a leitura da caixa É bom conhecer... a lín-
relação dessa ação com as diferentes fotos apresentadas – gua!.
após esta partilha, poderá registar algumas expressões bá-
sicas no quadro. Faixa 32
Exemplo: escrever um postal; viajar; as fotografias; a paisa- Queridos pais,
gem. Como estão? Estão todos bem?
Em seguida, aborde cada uma das imagens questionando- Estas últimas semanas em Portugal foram espetacula-
-os sobre o que está representado em cada uma delas res! Eu e os meus amigos passeámos muito e conhece-
(Serra da Estrela, Templo de Diana em Évora, região viní- mos sítios lindos. Começámos por Lisboa, a capital: visi-
cola do Douro, as praias algarvias e da costa alentejana, as támos a Torre de Belém e o Mosteiro dos Jerónimos e
lagoas dos Açores, a Casa da Música e os Clérigos no Porto, provámos os famosos pastéis de Belém; percorremos os
a Torre de Belém e o Oceanário de Lisboa, etc.). Pergunte- bairros tradicionais lisboetas, subimos ao Castelo de São
-lhes se já visitaram algum desses locais ou outro seme- Jorge e ainda visitámos Sintra, uma vila muito perto de
lhante e incentive-os a partilhar experiências de passeios. Lisboa que tem dois palácios lindíssimos – o Palácio da
Pergunte-lhes também se têm o hábito ou se alguma vez Pena e o Palácio da Vila!
escreveram ou receberam um postal, ou se utilizam mais o De Lisboa fomos para norte e passámos um fim de se-
correio eletrónico e mensagens escritas para comunicar mana na Serra da Estrela. Esquiei e diverti-me imenso!
com os amigos. Depois, seguimos para o Porto, uma cidade linda e cheia
de história. A paisagem da zona ribeirinha é muito gira e
gostei muito de subir à Torre dos Clérigos. Do Porto voá-
Vem connosco!
mos para os Açores. Adorei e lembrei-me das histórias
Pág. 106 que já ouvi tantas vezes! As lagoas são lindas e o cozido
Comece por passar a faixa pedindo aos alunos para ten-
1.  das Furnas é delicioso!
tarem compreender o máximo de informação possível. Estou a adorar estas férias! Em breve, escrevo outra vez
Questione-os sobre o conteúdo do texto: trata-se de para contar mais novidades.
uma conversa entre várias pessoas? Trata-se de uma Beijinhos para todos,
história? Ou será uma carta ou um e-mail? Nicole
Verifique a sua compreensão e volte a passar a faixa,
podendo, desta vez, acompanhar com a leitura. Escla- Numa atividade coletiva, os/as alunos/as deverão ler as
2. 
reça eventuais dúvidas e trabalhe a informação presente afirmações e considerá-las verdadeiras ou falsas, corri-
em “É bom conhecer… a cultura!”. gindo as falsas. Escreva a correção das frases no quadro.

Num trabalho conjunto entre os vários elementos da 


Resolução do exercício:
turma, incentive o resumo do conteúdo do texto por pa- 
a. F
lavras próprias. 
b. V

42
Roteiro A1  Sugestões de trabalho e soluções


c. V Após o exercício anterior, os alunos deverão estar pre-
5. 

d. F parados para partilhar as suas preferências por escrito.

e. V A tarefa deverá ser realizada individualmente.

Correção das frases: 
Resolução do exercício:

a. A Nicole está de férias com os amigos. O/A aluno/a deverá produzir um breve texto em que identi-

d. Ela provou os famosos pastéis de Belém. fique qual destes meios de comunicação utiliza com maior
frequência, enunciando o(s) motivo(s) por que o faz.
Pág. 107
Esta atividade deverá ser realizada, preferencialmente,
3.  Pág. 108
de forma individual, em que cada aluno/a completará o Comece por pedir a um ou dois alunos para lerem o
6. 
início das frases de acordo com o texto. Depois, durante texto, enquanto os outros acompanham, silenciosa-
a correção coletiva, verifique se as frases feitas corres- mente, a leitura. Em seguida, numa resolução coletiva
pondem ao conteúdo do texto e também se são estrutu- do exercício, os alunos deverão tentar completar o pos-
ral e gramaticalmente corretas. tal com palavras que façam sentido. Caso tenham difi-
Dado o nível de dificuldade do exercício, poderá optar culdades, dê-lhes algumas pistas, até chegarem às pa-
pela resolução conjunta, pedindo aos alunos para com- lavras corretas.
pletarem as frases oralmente enquanto regista as res- No final, aborde com eles a informação em É bom conhe-
postas já corrigidas no quadro, explicando possíveis cer... a língua!.
erros dados pelos/as alunos/as. 
Sugestão de resolução do exercício:

Resolução do exercício: 
a. Queridos

a. A Nicole está… de férias com os amigos. 
b. ótimo/bem

b. A Nicole e os amigos conheceram sítios muito bonitos, 
c. amigos
como… a Torre de Belém e o Mosteiro dos Jerónimos, 
d. Porto, Lisboa
bairros tradicionais lisboetas, o Castelo de São Jorge e 
e. Évora*
Sintra, uma vila muito perto de Lisboa que tem dois pa- 
f. Beijinhos/Abraços
lácios lindíssimos – o Palácio da Pena e o Palácio da *Os alunos poderão enunciar quaisquer cidades / sítios
Vila! Conheceram ainda a Serra da Estrela e o Porto, localizados em Portugal
nomeadamente a Torre dos Clérigos, assim como os
A tarefa deverá ser realizada individualmente. Corrija
7. 
Açores.
também cada um dos postais escritos (por exemplo, os

c. Nos Açores, ela… lembrou-se das histórias que já ouviu
alunos poderão escrever primeiro no caderno diário e,
tantas vezes, visitou as lagoas que achou lindas e expe-
após a correção, escrever corretamente no postal).
rimentou o delicioso cozido das Furnas!

d. Conhecer a serra da Estrela foi… muito divertido. 
Poderá ser interessante organizar trocas de postais

e. Em breve, a Nicole… escreve outra vez para contar mais entre os/as alunos/as da turma, que deverão ceder a
novidades. sua morada ao par correspondente. Escritos os postais,
poderão ser enviados por correio!
Este exercício tem como principal objetivo familiarizar
4. 
os alunos com os diferentes tipos de texto usados para 
Resolução do exercício:
comunicar. O/A aluno/a deverá escrever um postal a familiares ou
amigos a partir de uma cidade à escolha. O destinatário de-
Antes de pedir aos/às alunos/as para os ordenarem al-
verá estar expresso, assim como a morada do mesmo.
fabeticamente, incentive-os a partilhar as suas prefe-
rências relativamente a cada um dos meios referidos.
Registe no quadro as expressões mais importantes.
Podes repetir?
Exemplos: Eu utilizo mais …. / Eu prefiro… / Normal- Pág. 109
mente… Passe a gravação e peça aos alunos para acompanha-
1. 

Resolução do exercício: rem com a leitura das rimas. Questione-os sobre o con-

1. a carta teúdo das mesmas, esclarecendo quaisquer significados

2. o e-mail que desconheçam. Em seguida, chame a atenção para
CEPE-TC1LP © Porto Editora


3. a mensagem escrita (SMS) os diferentes sons da letra r. Leia as rimas, lentamente,

4. o postal e peça aos alunos para repetirem consigo. Passe nova-

5. o recado mente a faixa. Todos os alunos deverão repetir e praticar
os sons de r.

43
gado a outras palavras de que os alunos se lembrem.

CEPE-TC1LP © Porto Editora


Faixa 33 
Resolução do exercício:
Corre, corre, rapidinho 
a. relógios
Leva ao meu namorado 
b. remos
Este simples recadinho 
c. roupa
Num papel amarrotado! 
d. ratos

e. renas
1.1 Aborde a informação presente em É bom conhecer... a lín- 
f. raquetes
gua! e no balão de fala da Mariana. Incentive os alunos a
pronunciar as palavras dos exemplos até se sentirem Faz sentido!
confortáveis a pronunciá-las. Pág. 111
Em seguida, passe a faixa e peça-lhes para escreverem Passe a faixa áudio para os alunos ouvirem enquanto
1. 
no local correto, de acordo com a pronúncia, as palavras acompanham com a leitura silenciosa. Após a primeira
enunciadas. audição, verifique a compreensão geral do poema. Es-
Finalmente, numa correção coletiva, recorra às regras clareça eventuais dúvidas.
explicitadas anteriormente para explicar o motivo de se Volte a passar a faixa e selecione três alunos/as para
pronunciar a letra r de uma ou outra forma em cada uma lerem uma das partes do poema; poderá fazer o mesmo
das palavras do exercício. com outro grupo de três alunos/as e assim sucessiva-
mente, dando a todos/as a oportunidade de ler em voz
Faixa 34 alta.

careta, burro, parecido, carroça, repente, cantar, melro,


triângulo Faixa 33
O bosque encantado

Resolução do exercício: Tive um sonho lindo:
caro – careta, parecido, cantar, triângulo Num bosque encantado
carro – burro, carroça, repente, melro Corremos e rimos,
Conversámos, sorrimos…
Pág. 110
Vimos o céu estrelado!
Os alunos deverão, individualmente, encontrar as pala-
2. 
Cantámos canções
vras listadas na sopa de letras. Durante a correção,
À volta da fogueira,
peça-lhes para pronunciarem cada uma das palavras e
Dormimos ao relento
refletirem sobre a pronúncia da letra r em cada uma
Sentimos o vento…
delas.
Nadámos na ribeira!
S U D G R E S T A U R A N T E Depois, acordei…
E F Q V I R A Q U E T A L A Ç E por todo o lado
R C O R R I D A O P L J M R B
Vi ervas e flores
R A R Q R T C A N T A R V T A
De todas as cores
A R T A A M O R O I J I B A F
Do bosque encantado!
A E U D J L R G O R R O H R V
L T J M E L R O I F E P I U C
Neste exercício, os alunos deverão identificar o infinitivo
2. 
M A L G A Ç I L B D R Q O G X
dos verbos listados, retirados do poema.
E D Ç T I U D T R E R S E A F

a. acordar
T C N U O P A A E R A X J S I

b. dormir
O/A aluno/a deverá escolher três das palavras do exer-
3.  
c. ter
cício anterior e produzir frases com as mesmas. Deverá 
d. conversar
lê-las em voz alta aos colegas de turma. 
e. ver
Todos/as deverão escrever as suas frases, corrigidas, 
f. cantar
no quadro (e as frases feitas pelos/as colegas). 
g. sentir

h. correr
Os alunos deverão identificar, nas imagens, as diferen-
4. 

i. ver
tes palavras começadas por r. O jogo poderá ser alar-

44
Roteiro A1  Sugestões de trabalho e soluções


j. nadar 
k. abri

k. rir 
l. tive

l. sorrir 
m. vi
Pág. 112 Os/As alunos/as deverão produzir um breve texto no
6. 
qual contemplem as ações presentes nas imagens, re-
3.1 Após o reconhecimento das formas verbais no exercício
correndo igualmente ao vocabulário fornecido.
anterior, os alunos deverão ler o quadro apresentado,
com a conjugação dos verbos regulares, e aplicar esse Poderá dividir a turma em grupos de 2 ou 3 elementos
conhecimento para completar o quadro com os verbos para, juntos, elaborarem o texto. Preste a ajuda necessá-
sonhar, adormecer e sentir. O exercício poderá ser reali- ria. No final, todos/as deverão partilhar os seus textos!
zado individualmente e corrigido coletivamente. 
Cenário de resposta:
Após o preenchimento do quadro, explique brevemente No fim de semana, o Noah e a Emma andaram de patins e
a utilização do P.P.S., recorrendo, para isso, à informa- almoçaram fora com os seus pais. Depois, estudaram e fi-
ção presente em É bom conhecer... a língua!. zeram os trabalhos de casa. No dia seguinte, foram ao ci-
nema com alguns amigos e jogaram computador.

Resolução do exercício:
Cada aluno/a deverá falar sobre o que fez no último fim
7. 
sonhar adormecer sentir de semana, respondendo também às questões que os
eu sonhei a. adormeci b. senti colegas lhe forem colocando sobre esse tema.
tu c. sonhaste adormeceste d. sentiste Vá registando as questões colocadas no quadro e tam-
você bém as diferentes atividades praticadas.
ele e. sonhou f. adormeceu sentiu
ela Palavra puxa palavra!
nós sonhámos g. adormecemos h. sentimos
Pág. 114
vocês
Passe a faixa relativa ao e-mail da Nicole e peça aos/às
1. 
eles i. sonharam j. adormeceram sentiram
alunos/as para, antes de o lerem, tentarem compreen-
elas
der o que é dito. Questione-os sobre o que possam ter
Neste exercício, de dificuldade superior, os/as alunos/as
4.  compreendido. Reforce as ideias que estejam de acordo
deverão colocar as frases no P.P.S. Consoante o nível com o diálogo, escrevendo-as no quadro. Depois, passe
geral da turma, poderá optar por uma resolução indivi- novamente a gravação e peça-lhes para assinalarem
dual, a pares ou coletiva. cada uma das afirmações com V (verdadeiro) ou F

Resolução do exercício: (falso).

a. tomou o pequeno-almoço com a família. Passe novamente a faixa e vá pausando a gravação en-

b. levaram os filhos à escola. quanto todos confirmam, coletivamente, as suas res-

c. passeou com o cão depois das aulas. postas.

d. jantaram às 18h30.
Pág. 113 Faixa 36
5.1 Após a reflexão sobre a conjugação dos verbos irregula- Querida Mariana,
res presente na tabela e em É bom conhecer... a língua!, Está tudo bem contigo e com a tua mãe? Espero que
os alunos deverão completar o texto com as formas cor- sim! Já tenho muitas saudades vossas!
retas. O exercício poderá ser feito coletivamente, sendo Adorei conhecer o teu país. Foi tão giro aprender o que
as respostas adequadas registadas no quadro. os portugueses gostam de fazer, o que comem, como

a. tive vivem… Já contei aos meus pais tudo o que vivemos!

b. acordaram Contei-lhes que fomos aos Açores, que passeámos de

c. estranhei barco e que vimos os golfinhos; falei com eles sobre a

d. percebi visita ao Porto e sobre todos os sítios tão interessantes

e. tomei que eu conheci!

f. vesti Eles ficaram muito contentes por mim e prometeram
CEPE-TC1LP © Porto Editora


g. perguntei que no próximo ano eu posso participar no curso nova-

h. contaram mente. Espero mesmo que sim!

i. pediram

j. ir

45

Resolução do exercício:

CEPE-TC1LP © Porto Editora


Ontem vi todas as fotografias que tirámos e telefonei à 
a. Querida
Emma – ela também tem muitas saudades! 
b. mãe
Espero ter notícias tuas em breve. 
c. país
Muitos beijinhos, 
d. fomos
Nicole 
e. barco

f. visita

Resolução do exercício: 
g. próximo

a. F – A Nicole gostou muito de conhecer Portugal. 
h. vi

b. V 
i. saudades

c. F – A Nicole falou aos pais na viagem aos Açores, no ter 
j. beijinhos
andado de barco e visto os golfinhos.
Pág. 115

d. F – A Nicole tirou várias fotografias em Portugal.
Em pequenos grupos, os/as alunos/as jogarão entre si
3. 

e. F – Os pais da Nicole prometeram que ela vai participar
um jogo de tabuleiro cujas tarefas têm que ser cumpri-
no próximo curso.
das com correção. Ganha quem primeiro chegar ao final

f. V
com as tarefas bem executadas… Atenção à máquina do
Passe novamente a faixa e peça aos alunos para preen-
2. 
tempo!
cherem os espaços em branco. Se houver algum espaço
por preencher, passe a faixa mais uma ou duas vezes.
Depois, corrija o exercício coletivamente, escrevendo as
respostas corretas no quadro, e esclareça eventuais dú-
vidas que persistam relativamente ao texto.

46
Roteiro A1  Sugestões de trabalho e soluções

Atualiza-te 2
As atividades presentes nesta secção deverão ser realiza- e. mão
das individualmente, como forma de sistematização das f. perna
unidades anteriores. Poderão servir como sugestões de g. cabelo
trabalho autónomo e corrigidas, depois, na aula, ou usadas h. olho
em aula servindo a função de revisão geral. Caso opte por i. boca
esta última, antes da realização de cada exercício explique o j. barriga
enunciado e clarifique quaisquer dúvidas e, depois, deixe os k. dedo
alunos trabalharem individualmente, ajudando-os apenas l. joelho
quando necessário. Desta forma, terão não só um instru- m. pé
mento de revisão mas também de autoavaliação.
Pág. 117
Tendo em conta que os alunos têm diferentes ritmos de
realização das tarefas, lembre-se de preparar algumas ati- Os locais de interesse
vidades extra para manter ocupados aqueles que termina- a. centro comercial
2. 
rem primeiro! b. hospital
Poderá, por exemplo, pedir-lhes para ilustrar uma folha A4 c. escola
ou cartolina com aquele que consideram ser o vocabulário d. biblioteca
mais importante das últimas unidades, devidamente le- e. restaurante
gendado! f. farmácia
Estas ilustrações poderão ser expostas na sala, servindo g. cinema
também de auxiliar de memória nas aulas posteriores. Hábitos de higiene
a. lavar as mãos
2.  d. cortar as unhas
Ainda te lembras? b. pentear o cabelo e. tomar banho/duche
Pág. 116 c. lavar os dentes f. lavar o cabelo

A alimentação Pág. 118


2. Os animais marinhos
1. tubarão
2.  4. tartaruga
2. cardume 5. golfinho
3. baleia 6. peixe

Os animais terrestres
1. rena
2.  5. pássaro
4 2. cavalo 6. coelho
5
2 3. gato 7. esquilo
6
3
1 4. abelha 8. cão
8
Pág. 119
7 9
Os meios de comunicação
a. email
2.  f. telefone
b. telemóvel g. videoconferência
O corpo humano c. recado escrito h. televisão
CEPE-TC1LP © Porto Editora

1. a. cabeça d. carta i. rádio


b. nariz e. postal
c. cara
d. braço

47
Põe-te à prova! Pág. 123

CEPE-TC1LP © Porto Editora


a. estão a estudar.
7. 
Pág. 120
b. estamos a ver televisão.
a. atrás da
1.  d. em cima
c. estás a jogar computador.
b. debaixo da e. em frente
d. estão a jogar basebol.
c. dentro da
e. estou a pentear-me.
a. … fica…
2.  d. fica f. está a dormir.
b. … está… e. fica g. estão a conversar.
c. … estão… f. estamos
a. está a jogar
8. 
Pág. 121 b. estou a tomar
a. Doem-me
3.  c. estão a ver
b. Dói-te d. estamos a ver
c. Doem-lhe e. estão a comer
d. Doem-vos f. está a ser
e. Dói-nos
f. Dói-lhes Palavras à solta!
a. tem dores de dentes.
4.  Pág. 124
b. tem o braço partido. O/A aluno/a deverá descrever o que o Glutão está a
1. 
c. tem febre. comer e imaginar qual a sua refeição preferida, po-
d. têm dores de barriga. dendo, para tal, recorrer às expressões fornecidas.
e. está constipado.
O/A aluno/a deverá escrever um dálogo entre o Noah,
2. 
Pág. 122 que se encontra doente, e os seus pais. Para tal, poderá
a. a junta
5.  recorrer às expressões que são fornecidas.
b. o cardume Pág. 125
c. o bando
Num breve texto, o/a aluno/a deverá indicar o seu animal
3. 
d. o rebanho
preferido, podendo recorrer às expressões que são for-
e. a alcateia
necidas.
a. constelação
6. 
Num breve texto, o/a aluno/a deverá recordar o pri-
4. 
b. cordilheira
meiro dia de escola, descrevendo-o e explicando o que
c. alcateia
sentiu. Para tal, poderá recorrer às expressões que são
d. vara
fornecidas.

48
Roteiro A1  Sugestões de trabalho e soluções

  Porto-me
Unidade bem! 9
Campos lexicais Conteúdos gramaticais
• regras de segurança na cidade • os sons de G
• expressões de cortesia • pretérito perfeito: verbos regulares (revisão)
• regras de convivência social • verbos irregulares
• já / ainda não

Atividade introdutória b. pode-se comprar sumos naturais.


Pág. 126 não se pode comprar hambúrgueres.
Comece por explorar a imagem com os/as seus/suas alu- c. pode-se utilizar a Internet.
nos/as, chamando a atenção para a representação das di- não se pode usar o telemóvel.
versas situações da vida em sociedade, nomeadamente a Pág. 129
nível de regras de segurança na cidade (atravessar na pas- Individualmente ou em pares, os/as alunos/as deverão
3. 
sadeira), de convivência social (esperar na fila pela sua vez selecionar a legenda adequada a cada imagem.
e utilizar expressões de cortesia, como agradecer ou pedir

Resolução do exercício:
desculpa).
a. Até logo!
Ajude os/as alunos/as com o vocabulário desconhecido, re- b. Oh, que pena!
gistando as palavras no quadro. c. Que querido!
d. Santinho!
Vem connosco! e. Com licença!
Pág. 128 f. Não faz mal!
Individualmente, os/as alunos/as deverão seguir as li-
1.  Esta atividade poderá ser resolvida em pequenos gru-
4. 
nhas para encontrar as legendas correspondentes aos pos, que imaginarão situações relacionadas com cada
sinais representados. uma das expressões. No final, todos/as devem partilhar
as situações imaginadas com a turma.
Em seguida, proceda à correção coletiva do exercício.
Durante a correção, poderá pedir aos/às alunos/as para Registe as situações no quadro. Poderá também propor
formarem frases completas sobre cada um dos sinais uma pequena dramatização de cada uma das situações
(Exemplo: Este sinal significa que não podemos utilizar criadas pelos/as alunos/as.
o telemóvel). 
Resolução do exercício:

Resolução do exercício:  /A aluno/a deverá imaginar as situações em que pode/
O
a. Saída deve utilizar cada uma das expressões e explicá-las oral-
b. Não utilizar telemóvel mente aos colegas.
c. Casa de banho
d. Não atravessar Podes repetir?
e. Proibido fumar Pág. 130
f. Perigo de circular na via
Comece por passar a faixa pedindo aos alunos para ten-
1. 
Numa atividade coletiva, os/as alunos/as deverão cons-
2.  tarem compreender o máximo de informação possível.
truir frases com pode-se e não se pode, recorrendo à Verifique a sua compreensão e volte a passar a faixa, cha-
informação das imagens para as legendar. Durante a mando a atenção para a pronúncia das palavras com g.
resolução da atividade, recorde a utilização do se im-
Aborde, depois, a informação presente em É bom conhe-
CEPE-TC1LP © Porto Editora

pessoal (pode-se / não se pode), estabelecendo a com-


cer... a língua!. Volte a passar a faixa e, em seguida, todos
paração com one, em inglês, e/ou on, em francês.
deverão ler o texto, à vez, verificando a correção da sua

Resolução do exercício: pronúncia e entoação.
a. pode-se lavar as mãos.
não se pode beber água da torneira.
CEPE-TC1LP-4 49

Resolução do exercício:

CEPE-TC1LP © Porto Editora


Faixa 37 • Não atirámos lixo para o chão;
Obrigado, que gentil! • Não comemos nem bebemos no autocarro;
De nada! É um prazer • Não empurrámos ninguém e falámos em voz baixa;
Agir assim para agradar • Não atirámos objetos nem colocámos qualquer parte do
E alguém agradecer. corpo fora da janela.

De acordo com as regras aprendidas, os/as alunos/as


2.  Pág. 132
deverão colocar as palavras no local correto, de acordo Passe a faixa e peça aos/às alunos/as para acompanha-
2. 
com a pronúncia de g. rem a audição com a visualização das imagens.

Resolução do exercício:
Giro – gesso, agitar, agenda, girassol. Faixa 39
Galinha – gorro, manga, guitarra, guarda, cegueira, seguro. No fim de semana passado, os pais do John foram muito
Passe a faixa de forma a que os/as alunos/as possam
3.  simpáticos e convidaram-nos a todos para jantar. Nós
distinguir os sons de g e completar com g ou gu. chegámos cedo e pusemos a mesa com o John.
Os pais do John cozinharam muito! Fizeram milho as-
Faixa 38 sado com manteiga e frango frito com puré de batata.
Eles também trouxeram para a mesa salada de couve
a. girafa
branca com maionese. No final, deram-nos uma tarte de
b. agora
maçã deliciosa!
c. agitar
d. agarrar
2.1 Passe novamente a faixa e peça aos/às alunos/as para
e. morango
assinalarem as frases com V ou F, corrigindo as falsas no
f. regador
caderno. Em seguida, verifique as respostas e escreva-as
g. seguinte
no quadro.
h. língua
i. gelo 
Resolução do exercício:
j. reguila 
a. F
k. alugar 
b. F
l. águia 
c. F

d. V

e. V
Faz sentido! 
Correção das afirmações falsas:
Pág. 131 
a. A Mariana e os amigos jantaram na casa do John e dos
1.1 Leia, com os/as alunos/as, o texto do ponto 1 e esclareça
pais.
eventuais dúvidas. 
b. Todos puseram a mesa com o John.

c. O jantar foi milho assado com manteiga e frango frito
Em seguida, recorde a formação do PPS (verbos regula-
com puré de batata.
res) recorrendo à informação presente em É bom conhe-
cer... a língua!. Passe novamente a faixa, para que os/as alunos/as pos-
3. 
sam acompanhar a leitura com a audição do texto. Eles/
Numa resolução conjunta do exercício, os/as alunos/as
Elas deverão concentrar-se nas formas sublinhadas e,
deverão completar o texto com os verbos no PPS. Registe
em seguida, relacioná-las com os infinitivos correspon-
as respostas corretas no quadro.
dentes. A atividade poderá ser resolvida em conjunto.

Resolução do exercício:

Resolução do exercício:

a. entrou b. esperou c. levantou-se d. atirou e. bebeu

a. ser
f. comeu g. respeitou h. obedeceu

b. pôr
1.2 Agora individualmente, os/as alunos/as deverão fazer o 
c. fazer
mesmo que no exercício anterior mas com as formas 
d. trazer
correspondentes a “nós”. 
e. dar
No final, proceda à resolução conjunta do exercício e es-
Pág. 133
creva as respostas corretas no quadro.
3.1 Primeiro individualmente, depois em conjunto, durante a
correção coletiva, os/as alunos/as deverão completar o

50
Roteiro A1  Sugestões de trabalho e soluções

quadro dos verbos irregulares no PPS com as formas 


Resolução do exercício:
apresentadas. a.  Tu viste um filme português. / Tu ainda não viste um

Resolução do exercício: filme português.
b. Nós já fizemos planos para amanhã. / Nós ainda não fi-
trazer dizer fazer pôr ver vir dar zemos planos para amanhã.
c. Eu já disse o que penso sobre isso. / Eu ainda não disse o
eu trouxe disse fiz pus vi vim dei que penso sobre isso.
tu trouxeste disseste fizeste ouseste viste vieste deste d. Vocês já trouxeram os livros da biblioteca. / Vocês ainda
você não trouxeram os livros da biblioteca.
ele trouxe disse fez pôs viu veio deu
ela Com base nas imagens do exercício, o/a aluno/a deverá
7. 
nós trouxemos dissemos fizemos pusemos vimos viemos demos imaginar o que as personagens terão feito no fim de se-
vocês
mana e elaborar frases/um pequeno texto sobre o as-
eles trouxeram disseram fizeram puseram viram vieram deram sunto.
elas
O exercício poderá ser resolvido individualmente ou em
Antes de iniciar a resolução do exercício, explique aos/
4.  pequenos grupos.
às alunos/as que, em português, muitas vezes respon- Corrija cada um dos textos e peça aos/às alunos/as para
demos a perguntas apenas com a forma verbal. Exem- partilharem com o resto da turma.
plifique (Exemplo: Gostas de ouvir música? – Gosto.) e
peça-lhes, então, para responderem às perguntas colo- Palavra puxa palavra!
cadas desta forma.
Pág. 135
Proceda, depois, à correção coletiva do exercício.
Peça a um/a aluno/a para ler a fala da Professora Teresa
1. 

Resolução do exercício:
e aborde a informação presente em “É bom conhecer… a
a. Fiz.
cultura!”, estimulando os/as alunos/as a recordar pro-
b. Vi.
vérbios semelhantes na sua língua.
c. Trouxeram.
d. Vim. Em seguida, numa resolução conjunta do exercício, os/as
e. Pusemos. alunos/as deverão estabelecer a correspondência entre
f. Disseste. as duas colunas para formar frases com sentido.
g. Deu. 
Resolução do exercício:
*Caso o/a aluno/a opte por responder negativamente a a. Quando chegamos a um sítio, devemos cumprimentar
uma das questões, basta colocar “não” antes do verbo. as pessoas presentes.
b. Quando nos vamos embora, devemos despedir-nos das
Divida a turma em pequenos grupos. Dentro de cada
5. 
pessoas presentes.
um, os/as alunos/as deverão efetuar questões entre
c. Q uando alguém nos faz um favor, devemos agradecer.
eles/as, utilizando o PPS, primeiro oralmente e depois
d. Quando magoamos ou ofendemos alguém, devemos
por escrito. As respostas que derem terão que usar o
pedir desculpa.
mesmo tempo verbal.
e. Quando temos algo de que outra pessoa precisa, deve-
Depois de todos/as terem resolvido o exercício, proceda mos partilhar.
à correção coletiva, registando as perguntas e respostas f. Quando alguém nos empresta algo de que necessitamos,
no quadro. devemos agradecer e devolver o mais depressa possível.
Pág. 134 Em pequenos grupos, os alunos deverão recriar uma das
2. 
Os/As alunos/as deverão seguir o exemplo para construir
6.  situações do exercício anterior. Terão que encenar um
frases no PPS usando “já” e “ainda não”. O exercício po- pequeno teatro e apresentá-lo ao resto da turma.
derá ser resolvido, primeiro, individualmente, e, em se-
guida, corrigido coletivamente.
CEPE-TC1LP © Porto Editora

51
10

CEPE-TC1LP © Porto Editora


  
Unidade Como vai estar o tempo amanhã?

Campos lexicais Conteúdos gramaticais


• condições atmosféricas e estados do tempo • os sons de C
• previsões meteorológicas • o uso de Ç
• comparar estados do tempo em diferentes regiões • ideia de futuro: ir + infinitivo
• meses e estações do ano • adjetivos: grau comparativo

Atividade introdutória seguida, deverão associar os elementos das frases de


Pág. 136 forma a que a informação seja verdadeira, de acordo com
Comece por explorar a imagem com os/as alunos/as, cha- a imagem.
mando a atenção para a representação das diversas esta- 
Resolução do exercício:
ções do ano, meses e estados do tempo. a. Na Guarda estão 11 graus.
Ajude os/as alunos/as com o vocabulário desconhecido, re- b. Em Faro estão 23 graus.
gistando as palavras mais importantes no quadro. c. Em Viana do Castelo o céu está muito nublado.
d. Em Lisboa está sol.
e. No Porto está a chover.
Vem connosco!
O/A aluno/a deverá ilustrar o tempo descrito em cada
3. 
Pág. 138 uma das legendas.
1.1 Promova a observação das imagens e a leitura da sua
descrição. Em seguida, passe a faixa as vezes necessá- Podes repetir?
rias para que os/as alunos/as consigam assinalar as vá-
rias frases com V ou F. Pág. 140
Comece por passar a faixa pedindo aos alunos para ten-
1. 
Faixa 40 tarem compreender o máximo de informação possível.
Amanhã em Toronto o céu vai estar muito nublado. O Verifique a sua compreensão e volte a passar a faixa, cha-
vento vai estar forte e as temperaturas vão descer. A mando a atenção para a pronúncia das palavras com c.
temperatura máxima vai ser de 10 graus e a mínima de 7 Aborde, depois, a informação presente em É bom conhe-
graus. cer... a língua!. Volte a passar a faixa e, em seguida, todos
deverão ler o texto, à vez, verificando a correção da sua

Resolução do exercício: pronúncia e entoação.
a. F: Amanhã em Toronto o céu vai estar muito nublado.
b. F: As temperaturas vão descer. Faixa 41
c. V
Primavera
d. V
Gota a gota
e. F: O vento vai estar forte.
A chuva cai
1.2 Peça aos/às alunos/as para observarem e descreverem,
O céu parece chorar
oralmente, cada uma das imagens. Em seguida, deve-
Triste e cinzento…
rão identificar a que corresponde à previsão de tempo
Desde cedo
em Toronto, justificando a sua escolha.
A chuva cai

Resolução do exercício:
Mil flores a despontar
Os alunos deverão selecionar a imagem b.
nos canteiros de cimento...
Pág. 139 No campo
Promova a observação da imagem e do estado do tempo
2.  A chuva cai
nas diferentes regiões, incentivando os/as alunos/as a É a primavera a chegar…
produzirem frases completas sobre os mesmos. Em Tempo de renascimento!

52
Roteiro A1  Sugestões de trabalho e soluções

De acordo com as regras aprendidas, os/as alunos/as de-


2.  as frases, individualmente. Completada a tarefa, pro-
verão colocar as palavras no local correto, de acordo com ceda à correção coletiva, registando as repostas corre-
a pronúncia de c. tas no quadro.

Resolução do exercício: 
Resolução do exercício:
Cai – canteiros, campo. 
a. vai entregar b. vamos conhecer c. vêm d. vou aprender
Céu – parece, cinzento, cedo, cimento, renascimento. e. vamos; vamos passear
Pág. 141 Pág. 143
Os/As alunos/as deverão localizar, na sopa de letras, as
3.  Estabeleça agora o contraste com a estrutura estar a +
2. 
palavras listadas. Durante a correção coletiva do exercí- infinitivo, utilizada para ações que decorrem no preciso
cio, todos/as deverão pronunciar corretamente cada momento de enunciação. Peça aos alunos para forma-
uma delas. rem frases que descrevam as imagens, utilizando o vo-

Resolução do exercício: cabulário dado. Corrija, depois, o exercício, registando
as respostas corretas no quadro.
O C A G C P B H R E V M P C F T L P J
I T N L U I L G U S D A G F M O C O R 
Resolução do exercício:
A H L T M O M E S C O L A S O J P T I 1. Ela está a comprar pão.
M S C F B I N V D O L H U E S C U R O 2. Eles estão a entrar numa sapataria.
D C I N T U R A R R A C A V O A S G U 3. Eles estão a almoçar no restaurante.
F L N G C S P T M R J E T C G B B A O 4. Ela está a experimentar umas calças.
C J T I U S B Ç P E P D B R S E D C R
T S O R C R T L N G M O A T N L R H I Os/As alunos/as deverão optar por utilizar as estruturas
3. 
P O B G A O B O C A D O O R U O M C P estar a + infinitivo ou ir + infinitivo para completar as fra-
C R L R U R R J V U C L A R O C G O T ses. O exercício poderá ser realizado em conjunto de
forma a clarificar, frase a frase, a utilização de cada uma
Antes de passar a faixa, aborde com os/as alunos/as a
4. 
das estruturas e expressões indicativas das mesmas
informação presente em “É bom conhecer a língua!”, re-
(neste momento, amanhã, nunca, na próxima semana).
lativa à utilização da cedilha.

Resolução do exercício:
Passe, em seguida, a faixa, pedindo aos/às alunos/as
a. estamos a terminar
para, consoante o som de c e as regras aprendidas,
b. vão pintar
acrescentarem ou não a cedilha.
c. Vai estar
Proceda, em seguida, à correção do exercício. d. vou faltar
e. Estás a ouvir; estou a falar
Faixa 42 f. vai melhorar
palácio, descalçar, cesta, balança, açúcar, palhaço, es- Em pares, os/as alunos/as deverão descrever as ima-
4. 
quecer, coçar, acento, precisar, preço, lenço gens utilizando a estrutura ir + infinitivo. Durante a cor-
reção coletiva, registe as frases corretas no quadro.

Resolução do exercício:
Poderá sugerir uma atividade suplementar em que os/
 s/As alunos/as deverão colocar cedilha nas seguintes pa-
O
as alunos/as deverão imaginar que uma personagem à
lavras: palhaço, coçar, açúcar, descalçar, balança, preço,
sua escolha vai passar o fim de semana na praia e es-
lenço.
crever algumas frases sobre o que vai fazer.
Os/As alunos/as deverão ler em voz alta as palavras do
5. 

Resolução do exercício:
exercício, pronunciando-as com correção fonética. Cor-
2. No próximo fim de semana, a Nicole vai atirar bolas de
rija-os/as sempre que necessário.
neve.
3. No próximo fim de semana, a Nicole vai desenhar anjos
Faz sentido! na neve.
Pág. 142 4. No próximo fim de semana, a Nicole vai fazer um boneco
Selecione dois/duas alunos/as para lerem o diálogo.
1.  de neve.
Chame a atenção para as expressões assinaladas e re- 5. No próximo fim de semana, a Nicole vai esquiar.
CEPE-TC1LP © Porto Editora

meta para a informação presente em 1.1 e em É bom 6. No próximo fim de semana, a Nicole vai aquecer-se
conhecer... a língua!. junto à lareira.
7. No próximo fim de semana, a Nicole vai beber um choco-
1.2 Após esclarecer as eventuais dúvidas sobre a estrutura
late quente.
ir + infinitivo, peça aos/às alunos/as para completarem

53
Pág. 144 tempo habitual nessa estação e de legendar os elemen-

CEPE-TC1LP © Porto Editora


Incentive os/as alunos/ a observar as imagens das pre-
5.  tos mais importantes (por exemplo, : sol, neve, chuva,
visões do estado do tempo e a completar as frases, es- vento, …). Depois, deverá mostrar o desenho aos seus co-
tabelecendo as comparações pedidas. Registe as res- legas, que terão de adivinhar que estação foi escolhida!
postas corretas no quadro. Pág. 146

Resolução do exercício: Os/As alunos/as deverão resolver o crucigrama indivi-
3. 
a. tão (baixa) como dualmente ou a pares. Proceda, depois, à resolução
b. mais (alta) do que conjunta, esclarecendo as dúvidas que subsistirem.
c. mais (baixa) do que

Resolução do exercício:
d. menos (frio) do que

1. primavera; 2. nuvem; 3. nevoeiro; 4. vento; 5. frio; 6. ou-
e. tão (alta) como
tono; 7. verão; 8. neve; 9. chuva; 10. sol; 10. calor.
Oralmente, com base nas imagens apresentadas, os/as
6. 
O/A aluno/a poderá escolher várias palavras ou expres-
4. 
alunos/as deverão comparar os estados de tempo em
sões para ilustrar o exercício. Algumas hipóteses são:
Istambul e São Miguel. Terão que descrever o que nelas

inverno – neve, boneco de neve, frio, luvas, gorro, ca-
se ilustra e contrastar os estados de tempo patentes.
checol, chuva, guarda-chuva, lareira, etc.
Todos devem participar!

primavera – flores, cor, arco-íris, campo florido, verde,
Comece por colocar a questão aos/às alunos/as, pe-
7. 
etc.
dindo a opinião de todos/as. Em seguida, individual-
mente, eles/elas deverão escrever as suas respostas. 
verão – calor, praia, mar, chapéu, chinelos, guarda-sol,
Corrija-as e detete os erros mais frequentes, esclare- areia, etc.
cendo-os. 
outono – árvores despidas, folhas castanhas, casaco,

Resolução do exercício: nevoeiro, vento, etc.
 /A aluno/a deverá escrever uma frase em que indique
O Pág. 147
qual a sua estação do ano preferida e justifique a sua posi-
O exercício poderá ser resolvido conjuntamente. Os/As
5. 
ção comparando a estação do ano preferida com as restan-
alunos/as deverão identificar o elemento que não se ade-
tes estações.
qua à frase, seja gramaticalmente, seja por questões de
sentido.
Palavra puxa palavra!

Resolução do exercício:
Pág. 145 a. quente / frio / chuva.
Numa atividade coletiva, questione os/as alunos/as sobre
1.  b. calor / sol / quente.
a estação a que cada mês pertence, incentivando-os a c. limpo / nublado / com nuvens.
responder com frases completas (exemplo: Maio pertence d. altas / baixas / negativas.
à primavera.). Em simultâneo, eles/elas deverão ir escre- e. trovões / relâmpagos / neve.
vendo o nome de cada mês na estação do ano correta. f. os lagos gelam / neva / as pessoas vestem roupa fresca.

Resolução do exercício: O/A aluno/a deverá selecionar uma das situações que
6. 
primavera – março, abril, maio. surge ilustrada nas imagens, pesquisar informações
verão – junho, julho, agosto. sobre a mesma (causas, perigos, o que fazer, …) e apre-
outono – setembro, outubro, novembro. sentá-la aos colegas.
inverno – dezembro, janeiro, fevereiro. O trabalho poderá ser realizado individualmente ou a
O/A aluno/a deverá escolher uma estação do ano e fazer
2.  pares.
um desenho sobre ela. Terá que representar o estado do

54
Roteiro A1  Sugestões de trabalho e soluções

  Vou
Unidade
11
experimentar!

Campos lexicais Conteúdos gramaticais


• peças de vestuário e acessórios • ortografia e pronúncia: qu e c
• qualificar objetos • demonstrativos variáveis e invariáveis
• atendimento em lojas e serviços

Atividade introdutória
Pág. 148 …
Nicole: Uau! Estás mesmo gira!
Comece por explorar a imagem com os/as alunos/as, ques-
Leva-o!
tionando-os sobre o local onde as personagens se encon-
Mariana: Obrigada!! Também acho que me fica bem. Vou
tram, o que estão a fazer, o nome dos objetos expostos…
levar!
Pode também incentivar a partilha de experiências pes-
soais perguntando-lhes se gostam de ir às compras e com 1.1 Após a leitura e compreensão do diálogo, os alunos de-
quem costumam fazê-lo. verão, em conjunto, assinalar as afirmações como ver-
Ajude os/as alunos/as com o vocabulário desconhecido, re- dadeiras ou falsas e corrigir as falsas. Escreva as corre-
gistando as palavras mais importantes no quadro. ções no quadro.

Resolução do exercício:
Vem connosco! a. F : A Mariana e a Nicole estão numa loja de roupa.
Pág. 150 b. V
c. F: A Mariana pede ao empregado que lhe traga um ves-
Comece por passar a faixa pedindo aos/às alunos/as
1. 
tido maior.
para tentarem compreender o máximo de informação
d. V
possível. Verifique a sua compreensão e volte a passar a
e. V
faixa, permitindo que, desta vez, os/as alunos/as acom-
f. V
panhem a audição da mesma com a leitura do diálogo.
Esclareça as eventuais dúvidas. Selecione três alunos/ Pág. 151
as para lerem o diálogo e verifique a sua correta entoa- Incentive os/as alunos/as a observar e descrever a ima-
2. 
ção e pronúncia. Selecione outros/as três alunos/as e gem da forma mais completa possível. Em seguida, de-
assim sucessivamente até que todos tenham lido. verão associar os elementos dados para formar frases
verdadeiras. Poderão fazê-lo individualmente e, depois,
partilhar com os/as colegas as suas respostas, numa
Faixa 43
atividade de correção coletiva.
Nicole: Olha, Mariana! Que vestido tão giro!

Resolução do exercício:
Mariana: Qual vestido? Aquele ali?
a. O vestido verde custa 60 euros (3).
Nicole: Não, este aqui! Esta cor fica-te mesmo bem!
b. O cachecol amarelo e verde custa 25 euros. (1).
Mariana: Achas? Eu vou experimentar! Desculpe, por
c. As calças de ganga estão em promoção (6).
favor, podia dizer-me onde é o provador?
d. Há cinco pessoas na fila (2).
Empregado: Com certeza! É ali ao fundo.
e. Há dois provadores (4).
Mariana: Obrigada!
f. Os calções têm 30% de desconto (5).

Em pares ou em pequenos grupos, os/as alunos/as de-
3. 
Mariana: Este vestido está pequeno… tem o tamanho
verão ler as afirmações e, seguindo a lógica, colocar as
acima?
CEPE-TC1LP © Porto Editora

etiquetas no local correto.


Empregado: Qual é esse tamanho?
Mariana: É o S… Podia trazer-me o M? Corrija, depois, o exercício, incentivando-os/as a formar
Empregado: Com certeza! Aqui tem. frases completas nas quais enunciem quer o nome das
peças de roupa quer os preços.

55

Resolução do exercício: Os/As alunos/as deverão ouvir a faixa e completar corre-
4. 

CEPE-TC1LP © Porto Editora


a. Gorro – 12,00 € tamente as palavras. Passe a faixa as vezes necessárias e
b. Cachecol – 15,25 € proceda, depois, à correção coletiva no quadro.
c. Vestido – 50,00 €
d. Calças – 28,90 € Faixa 45
e. Luvas – 7,50 € encanto / enquanto
cinto / quinto
Podes repetir? quarta / carta
quem / cem
Pág. 152
Passe a faixa, pedindo aos/às alunos/as para ouvirem
1.  Individualmente ou em pares, os/as alunos/as deverão
5. 
atentamente e acompanharem com a leitura da letra. encontrar na sopa de letras as palavras correspondentes
Passe novamente, incentivando todos/as a cantar! às imagens e legendá-las.

Resolução do exercício:
Faixa 44 
a. quente; b. esqui; c. pescar; d. coala; e. quadro; f. es-
Biquíni pequenino às bolinhas amarelas quina; g. cinema; h. centro; i. questão.

É um biquíni pequenino
Às bolinhas amarelas que eu vi
Faz sentido!
Numa loja ao pé do liceu… Pág. 154
Biquíni pequenino 1.1 Comece por abordar com os/as alunos a informação pre-
Às bolinhas amarelas que eu vi sente no ponto 1, bem como as explicações em É bom co-
Numa loja e agora é meu... nhecer... a língua!.
“Biquíni pequenino às bolinhas amarelas”, Docemania, Passe, então, à aplicação dos conhecimentos com o exer-
Universal Music Portugal, S.A., 2008
cício 1.1, pedindo aos/às alunos/as para completarem as
frases com as palavras adequadas. Proceda, depois, à
2.1 Aborde com os/as alunos a informação presente no correção conjunta do exercício.
ponto 2 e leia cuidadosamente as várias palavras apre-

Resolução do exercício:
sentadas, pedindo-lhes para repetir.

a. Aqueles; b. estas; c. aquela; d. essa; e. Aquele; f. Essas;
Em seguida, complete com a informação presente em É g. Aquela; h. Este; i. aquele.
bom conhecer... a língua!.
Pág. 155
Passe, então, à aplicação dos conhecimentos com o
exercício 2.1, pedindo aos/às alunos/as para lerem cada Incentive os/as alunos/as a observar e descrever a ima-
2. 
uma das palavras e assinalarem aquelas em que o u não gem da forma mais completa possível. Em seguida, deve-
se lê. rão associar os elementos dados para formar frases ver-
dadeiras. Poderão fazê-lo individualmente e, depois,

Resolução do exercício:
partilhar com os/as colegas as suas respostas. Proceda,
O/A aluno deverá assinalar as seguintes palavras: quente,
finalmente, à correção coletiva do exercício, destacando a
aquecer, aqui, esquilo, arquipélago.
utilização dos demonstrativos nas frases e relacionando-
Pág. 153 -os com a imagem.
Os/As alunos/as deverão, inicialmente, completar com
3.  
Resolução do exercício:
as palavras da imagem e/ou outras de que se lembrem. 
a. Esta secção aqui tem roupa desportiva.
Depois, conjuntamente, registe todas as palavras men- 
b. Aquele homem ali tem um blusão preto.
cionadas corretamente no quadro. Todos/as deverão, fi- 
c. Aquelas pessoas ali estão na fila para pagar.
nalmente, lê-las em voz alta. 
d. Esses ténis aí estão em promoção.

Resolução do exercício: 
e. Este rapaz aqui tem um boné vermelho.
O/A aluno/a poderá escolher várias palavras, entre as 
f. Essas escadas aí vão para o 2.° piso.
quais: Individualmente ou em pares, os/as alunos/as deverão
3. 
esquadro – quadro, quarto, quatro, quarteto, quando, completar as frases com os demonstrativos adequados.
quanto (…). 
Resolução do exercício:
requinte – esquilo, leque, queijo, esquina, esqui, aqui (…). 
a. isso; b. Essa esta; c. aqueles; d. Este; e. aquilo; f. essa;
g. aqueles; h. Isto

56
Roteiro A1  Sugestões de trabalho e soluções

Pág. 156 individualmente, completar a tabela e, durante a corre-


Aborde a informação em É bom conhecer... a língua! sobre
4.  ção coletiva do exercício, formar frases completas (exem-
a contração dos demonstrativos com as preposições, pro- plo: O Noah deve levar ao o gorro mas não deve levar o
cedendo em seguida à resolução conjunta do exercício. boné).


Resolução do exercício: Levar √ Não levar X

a. daquelas; b. àquela; c. nesta aquele; d. nesse; e. daquilo. o gorro o boné
as pantufas a T-shirt
Com base no diálogo travado entre as personagens, os/
5. 
as calças de ganga os chinelos
as alunos/as deverão fazer uma ilustração que explique o as luvas os óculos de sol
mesmo, respeitando a localização dos objetos de acordo as meias os calções
as botas as toalhas de praia
com os demonstrativos utilizados.
a camisola de gola alta
o cachecol
Palavra puxa palavra! o pijama

Pág. 157 O/A aluno/a deverá criar frases em que aconselhe ou de-
6. 
Selecione dois/duas alunos/as para lerem o diálogo, veri-
1.  saconselhe o Noah a levar peças de vestuário. Como
ficando a correção da sua pronúncia. Poderá fazer o exemplo, apresentam-se as seguintes frases:
mesmo com outros pares de alunos/as até que todos/as Noah, acho que deves levar o gorro.
tenham tido oportunidade de ler. Noah, acho que deves levar as pantufas.
Proceda à correção coletiva do exercício, pedindo aos/às
2.  Noah, acho que deves levar as calças de ganga.
alunos/as para retirarem do textos as expressões que in- Noah, acho que deves levar as luvas, o cachecol e as meias.
dicam as ações referidas e registe as respostas corretas Noah, acho que deves levar as botas.
no quadro. Noah, acho que deves levar a camisola de gola alta.
Noah, acho que deves levar o pijama.

Resolução do exercício:
Noah, acho que não deves levar o boné.

a. Olá! Bom dia!
Noah, acho que não deves levar a t-shirt e os chinelos.

b. Queria um galão e um queque de chocolate, por favor.
Noah, acho que não deves levar os óculos de sol, os calções
Para a minha filha é um chocolate quente e uma fatia de
e as toalhas de praia.
tarte de maçã.

c. São 12,35 € (doze euros e trinta e cinco cêntimos). Pág. 159

d. Aqui está o seu troco. Individualmente ou a pares, os/as alunos/as deverão es-
7. 
Individualmente, os/as alunos/as deverão completar as
3.  crever peças de vestuário que se associem a cada uma
situações com as expressões dadas. Proceda, depois, à das estações do ano (é possível que algumas vigorem em
correção coletiva do exercício. duas estações).

Resolução do exercício: 
Sugestão de resolução do exercício:

a. Queria inverno – casaco, cachecol, gorro, gabardina, luvas, cami-

b. É tudo? sola de lã, botas, etc.

c. Quanto é? verão – chinelos, fato de banho, óculos de sol, t-shirt, cal-

d. Posso ajudar? ções, saia, etc.

e. para oferta outono – meias, casaco, pullover, camisa, camisola, botas,

f. Desculpe etc.

g. tamanho? primavera – vestido, calções, saia, t-shirt, etc.

h. experimentar Os/As alunos/as deverão, individualmente, resolver o la-
8. 
Pág. 158 birinto. Depois, durante a correção, deverão nomear as
peças de roupa encontradas ao longo do percurso.
Em pares, os alunos deverão simular (recorrendo a diálo-
4. 
gos coerentes) uma das situações apresentadas e repre- 
Resolução do exercício:
sentá-la perante os/as restantes colegas. O/A aluno/a deverá enumerar as seguintes peças de roupa:
vestido, saia, calções, camisa (de manga curta), casaco.
Seguindo as indicações dadas, os/as alunos/as deverão,
5. 
CEPE-TC1LP © Porto Editora

57
12

CEPE-TC1LP © Porto Editora


  
Unidade Vamos ao cinema!

Campos lexicais Conteúdos gramaticais


• no cinema: comprar bilhetes; tipos de filme; escolher o • ortografia e pronúncia: h mudo
horário • pretérito imperfeito: verbos regulares
• fazer planos, convidar e responder a convites
• fazer descrições no passado
• atividades culturais: cinema, teatro, concertos

Atividade introdutória
John: Deve ser interessante… Quando é?
Pág. 160
Mariana: Há sessões na quinta e na sexta à tarde. No
Comece por explorar a imagem com os/as alunos/as, ques- sábado a sessão é da parte da manhã e depois há uma
tionando-os sobre o local onde as personagens se encon- conversa com convidados-surpresa!
tram e o que estão a fazer. John: Que fixe! Então podíamos ir no sábado… O que
Pode também incentivar a partilha de experiências pes- achas?
soais perguntando-lhes se gostam de ir ao cinema e se cos- Mariana: Acho uma ótima ideia!
tumam fazê-lo. John: E vamos a que horas?
Incentive os/as alunos/as a descrever a imagem o mais Mariana: A primeira sessão começa às 11 horas. Pode-
completamente possível e ajude-os/as com o vocabulário mos encontrar-nos no café português ao lado da asso-
desconhecido, registando as palavras mais importantes no ciação às 10 horas. Pode ser?
quadro. John: Perfeito! Fica combinado.
Mariana: Boa! Então até sábado!
Vem connosco! John: Até sábado!

Pág. 162 Em pares, os/as alunos/as deverão completar as frases


2. 
Comece por passar a faixa pedindo aos/às alunos/as
1.  com a informação correta de acordo com o texto.
para tentarem compreender o máximo de informação 
Resolução do exercício:
possível. Verifique a sua compreensão e volte a passar a a. ir a um ciclo de cinema na associação portuguesa.
faixa, permitindo que, desta vez, os/as alunos/as acom- b. quinta e sexta à tarde.
panhem a audição da mesma com a leitura do diálogo. c. a sessão é da parte da manhã e depois há uma conversa
Faça perguntas sobre o diálogo a diferentes alunos/as com convidados-surpresa.
para verificar a compreensão geral do diálogo. d. no sábado.
Esclareça as eventuais dúvidas. Selecione dois/duas alu- e. no café português ao lado da associação às 10 horas.
nos/as para lerem o diálogo e verifique a sua correta en- Pág. 163
toação e pronúncia. Selecione outros/as dois/duas alunos/
3.1 Em pares, os alunos deverão simular uma situação idên-
as e assim sucessivamente até que todos tenham lido.
tica à do diálogo do exercício 1. Para tal, um dos alunos
terá que convidar um/a dos/as colegas para ver um dos
Faixa 46
filmes anunciados. Ele/a deverá recusar e propor um
Mariana: Estou, John?
outro dia. Têm que combinar também a hora e o local do
John: Olá, Mariana! Tudo bem?
encontro.
Mariana: Tudo, e contigo?
3.2 O/A aluno/a deverá escolher um dos filmes anunciados
John: Também!
Mariana: Olha, a minha mãe falou-me num ciclo de ci- e fazer uma pesquisa sobre ele, indagando quando foi
nema lá na associação portuguesa. Pensei que era giro realizado, quem é o realizador e quais são os atores
irmos todos… Queres vir? principais, bem como qual o tema do filme. Por último,
John: Deve ser interessante… Quando é? deverá apresentar o resultado da pesquisa aos colegas.

58
Roteiro A1  Sugestões de trabalho e soluções

Podes repetir? 
b. estavas

c. dormiam
Pág. 164 
d. partilhávamos
Passe a faixa, pedindo aos/às alunos/as para lerem e ou-
1.  
e. podia
virem atentamente o texto, prestando particular atenção 
f. podíamos; íamos
às palavras começadas por h.
Pág. 166
Passe novamente a faixa e, em seguida, todos/as deverão
Selecione um/uma ou dois/duas alunos/as para lerem o
3. 
ler, pronunciando corretamente o h mudo!
texto. Chame a atenção para as formas verbais destaca-
das, lembrando que se encontram no presente. Peça aos/
Faixa 47 às alunos/as para reescreverem o texto colocando estas
– Hoje no cinema há um filme de terror! formas verbais no Imperfeito. Corrija o exercício e registe
– Tenho medo… Prefiro uma história de amor! as respostas corretas no quadro.

Resolução do exercício:
2.1 Antes de iniciar a resolução do exercício, aborde com os/ Nas férias de Natal, o John e os primos reuniam-se na
as alunos/as a informação presente no ponto 2 e em É casa da avó Alice.
bom conhecer... a língua!. Peça-lhes para lerem as pala- A avó gostava de preparar fritos típicos portugueses, como
vras destacadas na música, bem como as apresentadas filhoses, sonhos e rabanadas. Todos os netos ficavam com
no ponto 2. ela na cozinha e divertiam-se a fazer bolachas em forma
Em seguida, proceda à resolução conjunta do exercício, de estrela! Depois, todos comiam as bolachas e os fritos e
pedindo aos/às alunos/as para ordenarem as sílabas e bebiam chá ou leite.
lerem cada uma delas em voz alta, pronunciando-as cor- O Nick adorava estas férias em família e sabia que eram
retamente. momentos preciosos…

Resolução do exercício: Estimule os/as alunos/as a partilharem oralmente uma
4. 
O/A aluno/a deverá ordenar as sílabas das palavras e pro- festa ou momento marcante da sua infância. Registe as
nunciá-las corretamente. expressões mais úteis no quadro. Depois, todos deverão
a. história escrever um pequeno texto sobre o tema, utilizando o Im-
b. hotel perfeito.
c. hospital 
Resolução do exercício:
d. haver Num breve texto, o/a aluno/a deverá recordar uma festa ou
e. humano momento marcante de quando era mais pequeno/a, di-
Individualmente ou em pares, os/as alunos/as deverão
3.  zendo com quem estava, o que fazia e descrevendo porme-
diferenciar as palavras, colocando o h nos locais corretos. norizadamente esses momentos. Para tal, deverá usar os
Corrija coletivamente o exercício e escreva as respostas verbos no imperfeito.
no quadro. Peça aos/às alunos/as para lerem, em voz Pág. 167
alta, cada uma delas.
Os/As alunos/as deverão observar a imagem e, em se-
5. 

Resolução do exercício: guida, estabelecer a ligação entre os elementos para for-

a. historiador; b. amigo; c. umbigo; d. habitual; e. hóspede; mar frases que descrevam de forma verdadeira a imagem.
f. alterar; g. humano.
Proceda à correção coletiva do exercício, pedindo aos/às
alunos/as para identificarem, na imagem, cada uma das
Faz sentido! situações descritas.
Pág. 165 
Resolução do exercício:
Selecione um/uma ou dois/duas alunos/as para lerem o
1.  
a. O ecrã passava anúncios.
texto. Chame a atenção para as formas verbais destacadas 
b. Várias pessoas comiam pipocas e bebiam refrigerantes.
e aborde a informação em É bom conhecer... a língua!. 
c. Um senhor dormia.
Cada aluno/a deverá completar as frases com a ajuda do
2.  
d. Um bebé chorava.

e. Um telemóvel tocava.
CEPE-TC1LP © Porto Editora

quadro de conjugação em É bom conhecer... a língua!.


Proceda, depois, à correção conjunta, registando as res- 
f. Uma criança conversava com as amigas.
postas corretas no quadro. 
g. Um rapaz ria-se muito alto.

h. Uma rapariga subia e descia os degraus.

Resolução do exercício:

i. Uma senhora pedia silêncio!

a. queria

59
Com base na ilustração, os/as alunos/as deverão criar
6.  Palavra puxa palavra!

CEPE-TC1LP © Porto Editora


frases coerentes, utilizando os verbos no Imperfeito, pri-
meiro oralmente, depois por escrito. Por exemplo: Pág. 170
Quando a Nicole chegou à escola, Incentive os/as alunos/as a observarem atentamente os
1. 
a. bebiam refrigerantes / sumos. bilhetes e a responder oralmente às questões. Depois,
b. tocava. registe as respostas corretas no quadro.
c. olhava para o relógio / via as horas no relógio. 
Resolução do exercício:
d. esperavam à porta da sala / cumprimentavam-na. a. Qual é o nome da peça que a Mariana e a mãe viram?
e. despediam-se dele / faziam-lhe adeus. ‘Como fazer as coisas com palavras’.
b. Quanto custou o bilhete da mãe? Custou €12. E o da Ma-
Pág. 168
riana? Custou €5.
O/A aluno/a deverá colocar os verbos no imperfeito e, em
7.  c. A que teatro foram elas? Ao Teatro São Luiz.
seguida, ilustrar e pintar o que é descrito em cada desejo. d. Em que lugar ficaram? No camarote.
Corrija a atividade registando as respostas corretas no e. A que horas começou a sessão? Às 22 horas.
quadro.
Em pares ou pequenos grupos, os/as alunos/as deverão
2. 

Resolução do exercício: observar a imagem e associar as legendas aos locais cor-

a. adorava; b. aprendia; c. viajava; d. Descobria; e. encon- retos. Poderão, para isso, recorrer ao dicionário.
trava; f. queria; g. Conhecia; h. falava; i. escrevia; j. gostá-
No final, proceda à correção coletiva do exercício.
vamos; k. Acordávamos; l. íamos; m. Tomávamos; n. apa-
nhávamos; o. saíamos; p. queria; q. Ensaiava; r. vestia; s. a peça a bilheteira o cartaz
o bilhete
dançava; t. aplaudiam.
O/A aluno/a deverá escrever um breve texto narrando
8. 
qual o seu sonho. Num mundo em que tudo pode aconte-
cer, terá que imaginar o que gostaria de fazer…

Depois de corrigidos, os textos poderão ser escritos
numa folha à parte, ilustrados e afixados na sala de aula.
Pág. 169
Os/As alunos/as deverão ler o poema uma primeira vez,
9. 
o ator
clarificando aquilo que eventualmente gerar dificuldades os espectadores
o empregado
de compreensão. Em seguida, deverão completá-lo com
os verbos adequados, conjugados no Imperfeito.

Resolução do exercício: Pág. 171

(a) vestiam, (b) vestia, (c) queixava, (d) fazia, (e) querias, Em pares ou pequenos grupos, os/as alunos/as deverão
3. 
9.1 Usando a sua imaginação, o/a aluno/a deverá escrever completar o crucigrama de acordo com as indicações
um breve texto em que responda à questão colocada no dadas. Terminado o exercício, corrija-o. Poderá ainda
final do poema: “… não querias viver como antiga- pedir aos/às alunos/as para escreverem uma frase para
mente?”. cada uma das palavras.
9.2 O poema refere duas personagens históricas da cultura 
Resolução do exercício:
portuguesa: Dom Afonso Henriques e Vasco da Gama. 1. palco
Cada aluno/a deverá fazer uma pesquisa sobre uma 2. pipocas
delas (ou outra à sua escolha) e apresentá-la aos/às 3. filme
seus/suas colegas. 4. andava
5. bilhete
6. cinema
7. ator
8. fazíamos
O/A aluno/a deverá observar os anúncios referentes a ati-
4. 
vidades culturais, escolher uma delas e convidar um/a
colega. Na encenação não se poderá esquecer de combi-
nar a hora e o local do encontro!

60
Roteiro A1  Sugestões de trabalho e soluções

Atualiza-te 3
As atividades presentes nesta secção deverão ser realiza- f. calções
das individualmente, como forma de sistematização das g. boné
unidades anteriores. Poderão servir como sugestões de h. ténis
trabalho autónomo e corrigidas, depois, na aula, ou usadas i. meias
em aula servindo a função de revisão geral. Caso opte por j. camisa
esta última, antes da realização de cada exercício explique o
enunciado e clarifique quaisquer dúvidas e, depois, deixe os Na loja de roupa
alunos trabalharem individualmente, ajudando-os apenas 5 – a empregada
2. 
quando necessário. Desta forma, terão não só um instru- 3 – os clientes
mento de revisão mas também de autoavaliação. 2 – a caixa
Tendo em conta que os alunos têm diferentes ritmos de 4 – o cabide
realização das tarefas, lembre-se de preparar algumas ati- 6 – promoções
vidades extra para manter ocupados aqueles que termina- 1 – escadas
rem primeiro! Poderá, por exemplo, pedir-lhes para ilustrar Pág. 175
uma folha A4 ou cartolina com aquele que consideram ser o
vocabulário mais importante das últimas unidades, devida- Atividades culturais e de lazer
mente legendado! Estas ilustrações poderão ser expostas a. bilhete
2. 
na sala, servindo também de auxiliar de memória nas aulas b. cinema
posteriores. c. bilheteira
d. cartaz
Ainda te lembras? e. teatro
f. espectador
Pág. 172
No cinema
Expressões de cortesia
1 – os bilhetes
2. 
e vida em sociedade 2 – a bilheteira
1. d; 2. h; 3. f; 4. a; 5. c; 6. g; 7. b; 8. e;
1.  3 – o refrigerante
4 – as pipocas
Regras sociais
5 – a sala de cinema
a. saída; b. proibido fumar; c. proibido usar o telemóvel;
2.  6 – silêncio
d. silêncio 7 – não utilizar o telemóvel
Pág. 173 8 – os espectadores
9 – a porta
Estações do ano e estados do tempo 10 – o ecrã
1. a. verão; b. outono; c. primavera; d. inverno. 11 – o filme
12 – a cadeira
Os meses do ano
2. a. fevereiro; b. maio; c. junho; d. agosto; e. setembro; Põe-te à prova!
f. novembro; g. dezembro.
Pág. 176
Pág. 174
a. fui b. saímos c. fomos d. passámos e. Visitámos
1. 
O vestuário f. apreciámos g. passeámos h. saboreámos i. alugaram
j. fomos. k. Brinquei l. conversei m. ajudei n. Foram
a. vestido
2. 
CEPE-TC1LP © Porto Editora

b. camisola a. Sim, já experimentei. Não, ainda não experimentei.


2. 
c. calças (de ganga) b. Sim, já andei. Não, ainda não andei.
d. saia c. Sim, já conheci. Não, ainda não conheci.
e. sandálias d. Sim, já ganhei. Não, ainda não ganhei.

61
Pág. 177 Palavras à solta

CEPE-TC1LP © Porto Editora


a. vai comprar a prenda de anos da Megan.
3. 
Pág. 180
b. vai festejar o (vai à festa do) 20.° Aniversário da Asso-
O/A aluno/a deverá imaginar que um extraterrestre apa-
1. 
ciação Tu cá, Tu lá.
rece de repente na sua cidade. Terá que lhe explicar como
c. ela vai jantar em casa dos tios.
é viver na sua cidade, o que significam os sinais que exis-
d. a Emma vai praticar natação (vai nadar / vai à natação).
tem na rua e o que ele precisa de fazer para se integrar.
e. vai festejar o aniversário da Megan (vai à festa de anos
Para tal, deverá recorrer às expressões fornecidas.
da Megan).
O/A aluno/a deverá imaginar que vai passar umas fé-
2. 
a. A laranja é mais doce do que o limão.
4. 
rias ao Pólo Norte. Terá que mencionar como está o
b. Nadar é tão saudável como correr.
tempo, o que faz para se divertir, que roupas tem de
c. Portugal é mais pequeno do que o Brasil.
vestir… Para tal, poderá recorrer às expressões que são
d. O menino é menos novo do que o bebé.
fornecidas.
e. Cantar é tão divertido como dançar.
f. Andar de mota é mais perigoso do que andar de bici- Pág. 181
cleta. Num breve texto, o/a aluno/a deverá imaginar que vai
3. 
Pág. 178 passar umas férias de sonho. Necessitará de escolher
um destino e descrever toda a roupa e calçado que leva
a. Este; b. Essa; c. Este; d. Aquele; e. dessas; f. este.
5. 
na mala, bem como as razões que estão na base da sua
a. Aquela menina é a nova aluna.
6. 
opção. Para tal, poderá recorrer às expressões que são
b. Este é o livro de português.
fornecidas.
c. Esta música chama-se Saudade.
Num breve texto, o/a aluno/a deverá imaginar a história
4. 
d. Esse caderno é do João.
de um filme ou peça de teatro. Terá que inventar as per-
e. Esse gatinho chama-se Bichano.
sonagens e as aventuras que vão viver, devendo, para
Pág. 179 tal, recorrer às expressões que são fornecidas.
a. pertencia b. divertia-se c. memorizavam
7. 
d. costuravam e. usavam
f. distribuíam g. ficava h. subia
i. passava j. aplaudia k. cumprimentava l. adorava
a. sabia b. dormia c. comia d. bebia
8. 
e. gostava f. tirava g. chorava

62
Roteiro A1  Sugestões de trabalho e soluções

  
Unidade
13
Ajudar não custa!

Campos lexicais Conteúdos gramaticais


• voluntariado jovem • palavras agudas
• falar sobre o passado (continuação) • pretérito imperfeito: verbos irregulares
• ações de solidariedade social

Atividade introdutória Passe novamente a faixa e, durante esta audição, os/as


2. 
Pág. 182 alunos/as deverão assinalar as alternativas corretas.
Comece por explorar a imagem com os/as alunos/as, sele- 
Resolução do exercício:
cionando um/uma para ler um dos balões de fala. Peça- a. Os três amigos conversam sobre cartazes espalhados
-lhes para, com base nas falas e nas imagens, tentarem na escola.
antecipar o tema da unidade. b. Os cartazes publicitam voluntariado.
Pode também incentivar a partilha de experiências pes- c. A Emma dá como exemplo de voluntariado distribuir co-
soais perguntando-lhes se alguma vez fizeram algo do gé- mida e roupa aos sem-abrigo.
nero das ações representadas ou se gostariam de o fazer. d. A Nicole tem uma prima que é voluntária.

Ajude os/as alunos/as com o vocabulário desconhecido, re- Pág. 185


gistando as palavras mais importantes no quadro. O/A aluno/a deverá preencher com os seus dados a
3. 
ficha de inscrição enquanto voluntário/a, respondendo
Vem connosco! igualmente às questões que lhe são colocadas.
Pág. 184 Com base nos folhetos patentes no exercício, o/a
4. 
aluno/a deverá escolher qual a forma de solidariedade
Antes de passar a faixa, peça aos/às alunos/as para ob-
1. 
que mais lhe agrada e justificar a sua opção de modo
servarem e comentarem a imagem. Passe, em seguida,
coerente e concordante com a escolha feita.
a faixa, indicando-lhes que deverão tentar compreender
o máximo de informação possível. Verifique a com-
preensão. Podes repetir?
Pág. 186
Faixa 48 Os/As alunos/as deverão ouvir a faixa, acompanhando a
1. 
Nicole: Já viram aquele cartaz? audição da música com a letra. Esclareça as dúvidas que
possam existir.
Emma: Já! Está por toda a escola: na cantina, nos corre-
dores, nas salas… faz parte de uma campanha para pro-
Faixa 49
mover o voluntariado entre os jovens!
O amor vencerá
Noah: Voluntariado? Como assim?
Um lugar melhor vamos construir
Emma: Então… várias associações precisam de jovens
juntos vamos estar, unidos a sorrir
para as ajudar, por exemplo, a distribuir comida e roupa
e da confusão, vamos nós fugir
aos sem-abrigo, a visitar outros jovens em hospitais ou a
que felicidade, agora eu sei
limpar os parques da cidade.
amar-te é a minha lei!
Nicole: Pois! Olha, tenho uma prima que é voluntária
Eu sei o amor vencerá
numa associação de proteção dos animais. Ela alimenta
seja onde for, eu sei
cães e gatos abandonados, brinca com eles e procura
pois eu vou estar contigo
CEPE-TC1LP © Porto Editora

novas famílias para cada um deles!


feliz ao amanhecer
Noah: Que giro! Eu também gostava de ser voluntário… vamos nós crescer
Emma: Eu também! Vamos preencher a ficha de inscrição? com todo o meu ser
o amor vencerá!

63
CEPE-TC1LP © Porto Editora
Foi na solidão Faixa 50 e resolução
que eu chorei em vão a. sabiá / sabia;
mas depois eu vi a luz na escuridão b. papa / papá;
no teu belo olhar vejo o amor brilhar. c. filhos / filhós;
Mergulhamos na felicidade d. avó / avô;
o mundo na cumplicidade e. ate / até;
e amor, o amor vencerá f. cantará / cantara.
seja onde for
eu sei, unidos para sempre
que luz ao amanhecer Faz sentido!
vamos nós crescer Pág. 188
com todo o meu ser Selecione um/uma ou dois/duas alunos/as para ler o
1. 
o amor vencerá texto e peça a todos/as para sublinharem as formas ver-
eu sei lá, o amor vencerá! bais. Em seguida, remeta para a informação em É bom
“O amor vencerá”, O Rei Leão II, OST-Disney conhecer... a língua! e, numa atividade coletiva, peça-lhes
para completarem a tabela com as formas verbais ade-
Aborde os conteúdos da caixa É bom conhecer... a língua!.
2. 
quadas. Registe as respostas corretas no quadro.
Depois, numa resolução conjunta da atividade, os/as
alunos/as deverão localizar no texto palavras cuja sílaba ser ter pôr vir
forte é a última e, recorrendo às regras explicitadas, ex- eu era tinha punha vinha
plicar o motivo da sua escolha (exemplo: lugar – termina tu eras tinhas punhas vinhas
em –r).
você

Resolução do exercício: ele era tinha punha vinha
 ompletar o quadro com as seguintes palavras: lugar,
C ela

construir, estar, sorrir, fugir, eu, sei, é, lei, amor, ven- nós éramos tínhamos púnhamos vínhamos
cerá, for, amanhecer, nós, crescer, meu, ser, solidão, vocês
eles eram tinham punham vinham
que, chorei, em, vão, mas, depois, vi, luz, escuridão, teu,
elas
olhar, brilhar.
Individualmente, cada aluno/a deverá completar o texto
2. 
Pág. 187
com as formas verbais no Imperfeito, podendo, para isso,
Individualmente, os/as alunos/as deverão assinalar as
3.  consultar o quadro de conjugação do ponto 1.
palavras agudas. Durante a correção coletiva, deverão

Resolução do exercício:
justificar a sua escolha, recorrendo às regras aprendidas.
 uatro irmãos viviam (vivem) numa casa pobre. Não ti-
Q

Resolução do exercício: nham (têm) um quarto só para eles nem tinham (têm) brin-
O/A aluno/a deverá assinalar as seguintes palavras: tam- quedos. Todos os dias os pais vinham (vêm) do trabalho
bém, computador, albatroz, avó, corrimão, senão, funil, cansados mas tinham (têm) tempo para conversar com
corredor, avião. eles e para brincar. À noite, punham (põem) o jantar na
A pares ou em pequenos grupos, os/as alunos/as deve-
4.  mesa e comiam (comem) todos juntos. Quando alguém
rão discutir, entre si, que palavras deverão levar acento e perguntava (pergunta) aos irmãos se eram (são) felizes, a
porquê, recorrendo às regras aprendidas. resposta era (é) sempre a mesma: sim, pois apesar de tudo
Proceda depois à correção conjunta do exercício, regis- eram (são) felizes, porque se tinham (têm) uns aos outros.
tando as palavras no quadro. Pág. 189

Resolução do exercício: Individualmente ou em pares, os/as alunos/as deverão
3. 
O/A aluno/a deverá colocar acentos nas seguintes pala- completar livremente as frases seguintes, colocando os
vras: a. ananás; d. limão; h. guaraná; i. porém; j. puré; verbos no Imperfeito.
k. amanhã; m. serão.

Resolução do exercício:
Passe a faixa as vezes necessárias de forma a os/as alu-
5.  
a. éramos
nos/as ouvirem a pronúncia de cada palavra atentamente 
b. punham
e a identificar qual delas, em cada par, é acentuada. 
c. tinha
Durante a correção, escreva todas as palavras correta- 
d. vinhas
mente no quadro. 
e. entretinha

64
Roteiro A1  Sugestões de trabalho e soluções

Os/as alunos/as deverão conjugar os verbos indicados,


4. 
estabelecendo a comparação entre a Nicole quando era Faixa 51
mais pequena e na atualidade. Saber Viver
Proceda à correção coletiva, registando as respostas cor- Não sei… Se a vida é curta
retas no quadro. Ou longa demais p’ra nós,

Resolução do exercício: Mas sei que nada do que vivemos
a. Quando era pequena, a Nicole não punha batom, mas Tem sentido, se não tocamos o
agora põe. coração das pessoas.
b. Quando era pequena, a Nicole não usava óculos, mas Muitas vezes basta ser:
agora usa. Colo que acolhe,
c. Quando era pequena, a Nicole não tinha o cabelo com- Braço que envolve,
prido, mas agora tem. Palavra que conforta,
d. Quando era pequena, a Nicole não era gulosa, mas Silêncio que respeita,
agora é. Alegria que contagia,
e. Quando era pequena, a Nicole brincava com bonecas, Lágrima que corre,
mas agora não brinca. Olhar que acaricia,
Desejo que sacia,
Pág. 190
Amor que promove.
Cada aluno/a deverá trazer uma fotografia sua da infân-
5. 
E isso não é coisa de outro mundo,
cia e compará-la com uma atual, estabelecendo contras-
É o que dá sentido à vida.
tes sobre o seu aspeto físico mas também a nível de gos-
É o que faz com que ela
tos e personalidade. Estimule uma interação entre
Não seja nem curta,
colegas, que poderão mesmo comentar as fotos uns dos
Nem longa demais,
outros, recorrendo, para isso, ao imperfeito.
Mas que seja intensa,
Após esta interação oral, cada aluno/a poderá ainda pro- Verdadeira, pura… Enquanto dura.
duzir um breve texto no qual diga como era quando era
“Saber Viver”, Cora Coralina
mais pequeno/a, assim como em que é diferente hoje. As
fotografias trazidas poderão acompanhar os textos, que
Questione os/as alunos/as sobre as palavras que consi-
2. 
serão, uma vez prontos, afixados na sala de aula!
deram relacionadas com o poema, justificando as suas
Individualmente, os alunos deverão completar o texto
6.  opções. Poderá questionar a turma em geral palavra a
com as formas verbais adequadas. Corrija-as, depois, palavra, de forma a comentarem cada uma delas.
escrevendo as respostas corretas no quadro.

Resolução do exercício:

Resolução do exercício:  /A aluno/a deverá selecionar as palavras: amizade, ale-
O

a. estava b. sabia c. ia d. tinha e. pensava f. era g. queriam gria, amor, solidariedade, sentimento, verdade, família,
h. estava bondade e referir que as escolheu por serem aquelas que
Consoante as características da turma, a atividade po-
7.  mais sentido dão à vida, estando de acordo com aquilo que
derá ser desempenhada individualmente ou em peque- o poema expressa.
nos grupos. Cada aluno/a deverá retirar um papel à
Pág. 192
sorte e completar a história, recorrendo à sua imagina-
ção. De seguida, terá que ilustrar o conto que imaginou O/A aluno/a deverá referir que o que dá sentido à vida é o
3. 
e mostrá-lo aos restantes colegas de turma. amor, os sentimentos verdadeiros. Em seguida deverá
mostrar concordância ou discordância perante a afirma-
ção do poema e referir as razões que estão na base da
Palavra puxa palavra!
sua resposta.
Pág. 191 Individualmente ou em pequenos grupos, os/as alunos/
4. 
Passe a faixa, pedindo aos/às alunos/as para ouvirem
1.  as deverão referir o que é para eles ser solidário e ilus-
atentamente e acompanharem a audição do poema com trar, num pequeno cartaz, a sua visão. De seguida o
a leitura do mesmo.
CEPE-TC1LP © Porto Editora

mesmo será exposto na sala de aula, juntamente com o


Passe novamente, incentivando todos/as a cantar! dos restantes colegas.
Selecione dois/duas ou três alunos/as para lerem o texto.
5. 
Esclareça eventuais dúvidas e selecione outros/as alu-
nos/as para lerem também, até que todos tenham lido.

CEPE-TC1LP-5 65
Numa atividade coletiva, os/as alunos/as deverão res-
6.  c. 40 jovens desfavorecidos cuidam da horta.

CEPE-TC1LP © Porto Editora


ponder oralmente às questões sobre o texto. Depois, po- d. Os jovens plantam os seus vegetais e, depois, fazem pro-
derão escrever as respostas às questões – registe as cor- dutos alimentares para vender em restaurantes e mer-
reções no quadro. cados.

Resolução do exercício: e. Cada aluno deverá responder de forma livre e coerente a
a. Consiste em utilizar um terreno abandonado para plan- esta questão, justificando aquilo que diz.
tar frutas e legumes para ajudar a população da comuni- Pág. 193
dade a ter uma melhor alimentação. Assim, 40 jovens
Os/As alunos/as jogarão o Jogo da Solidariedade, de-
7. 
desfavorecidos plantam os seus vegetais e, depois,
vendo lançar o dado à vez e andar o n.° de casas corres-
fazem produtos alimentares para vender em restauran-
pondentes. Em seguida, deverão responder às questões
tes e mercados.
colocadas, executar as ações indicadas ou seguir as re-
b. Surgiu em Halifax, no Canadá.
gras impostas pela casa onde calharem.

66
Roteiro A1  Sugestões de trabalho e soluções

  
Unidade
14
Conheces esta música?

Campos lexicais Conteúdos gramaticais


• estilos musicais • sons nasais: o –m no final da palavra
• música: artistas portugueses • pretérito perfeito simples vs. pretérito imperfeito
• gostos e preferências

Atividade introdutória Passe a faixa, pedindo aos/às alunos/as para ouvirem


3. 
Pág. 194 atentamente e acompanharem com a leitura da letra.
Comece por explorar a imagem com os/as alunos/as, ques- Esclareça as eventuais dúvidas e passe novamente a
tionando-os sobre o local onde as personagens se encon- música, incentivando todos/as a cantar!
tram e o que estão a fazer.
Faixa 53
Pode também incentivar a partilha de experiências pes-
Fon–Fon-Fon
soais perguntando-lhes se gostam de ouvir música e que
tipo de estilos musicais preferem. Olha a banda filarmónica
a tocar na minha rua.
Ajude os/as alunos/as com o vocabulário desconhecido, re-
Vai na banda o meu amor
gistando as palavras mais importantes no quadro.
a soprar a sua tuba.
Ele já tocou trombone,
Vem connosco! clarinete e ferrinhos,
Pág. 196 só lhe falta o meu nome
1.1 Comece por passar a faixa pedindo aos/às alunos/as suspirado aos meus ouvidos.
para tentarem compreender o máximo de informação Toda a gente fon-fon-fon-fon
possível. Verifique a sua compreensão e volte a passar a só desdizem o que eu digo:
faixa, permitindo que, desta vez, os/as alunos/as acom- "... Que a tuba fon-fon-fon-fon
panhem a audição da mesma com a leitura do diálogo. tem tão pouco romantismo..."
Esclareça as eventuais dúvidas. Selecione três alunos/ Mas ele toca fon-fon-fon-fon
as para lerem o diálogo e verifique a sua correta entoa- e o meu coração rendido
ção e pronúncia. Selecione outros/as três alunos/as e só responde fon-fon-fon-fon
assim sucessivamente até que todos tenham lido. com ternura e carinho.
“Fon-fon-fon”, Canção ao Lado, Deolinda, Fantasy Day, 2008
Faixa 52
John: Mariana, que música é que costumavas ouvir em Pág. 197
Portugal? Ouvias sempre fado? Individualmente ou em pares, os/as alunos/as deverão
4. 
Mariana: Não! (risos) O fado é uma música tradicional, ordenar as sílabas para encontrar os nomes dos instru-
mas existem muitos outros estilos musicais. Atualmente mentos musicais. Em seguida, deverão assinalar aqueles
até existem muitos grupos que se inspiram no fado para que são mencionados na música.
fazer música mais moderna, como pop ou eletrónica… 
Resolução do exercício:
Emma: A sério? E não fica muito estranho? 
a. tuba; b. trombone; c. guitarra; d. piano; e. clarinete; f.
flauta; g. bateria; h. ferrinhos.
Mariana: Não, é giro! Ouve lá esta música!
Individualmente ou em pares, os/as alunos/as deverão
5. 
Numa atividade coletiva, os/as alunos/as deverão orde-
2.  encontrar os estilos musicais na sopa de letras. Durante
CEPE-TC1LP © Porto Editora

nar os momentos do diálogo. Peça-lhes para relacio- a correção coletiva e numa partilha conjunta, peça-lhes
narem os referidos momentos com excertos do diálogo. para darem a sua opinião sobre cada um dos estilos.

Resolução do exercício:
5, 2, 4, 3, 1

67

Resolução do exercício: deverão identificar a forma verbal correta, de acordo

CEPE-TC1LP © Porto Editora


E U B M O E - A D I C H E N U D O P G com o contexto de cada frase.
O M F A B U I N U T H U I P L A C S U 
Resolução do exercício:
U U A I N U J I L C L Á S S I C A D O a. visitámos
I L D M O D I C O M A D I P E G U D H
b. encontraste
S R O T B C - F O L C L O R E I H I Z
c. vivia / tinha
P O P U L A R V U D H N O M T O J I H
R C E B D Á U H C E E A S B U N I P O d. andavam
J K C J E S H A H J P U H I P - H O P e. chegámos
- O N U C N O D R A L I X J M C N L M f. era / colecionava
U C P T A N G O N Z J V O J A V E U D g. tinha / aprendi
O P E P L N L P U Z V D Z L O T G A M h. queria
i. eram / chegaram
Podes repetir? j. lia / fumava
k. mudei / fiz
Pág. 198
Os/As alunos/as deverão completar os espaços com as
2. 
Os/As alunos/as deverão ouvir a faixa e acompanhar com
1. 
formas verbais adequadas, escolhendo entre o PPS e o
a letra, dando particular atenção às palavras destacadas.
Imperfeito. O exercício poderá ser feito individual ou co-
Remeta para a informação presente em É bom conhecer...
letivamente.
a língua!. Passe a faixa as vezes necessárias para que
todos possam acompanhar e cantar, pronunciando corre- 
Resolução do exercício:
tamente as músicas! 
a. tinha b. frequentava c. tinha d. chamava-se e. vivia f. era
g. íamos h. conversávamos i. regressávamos j. fazíamos
k. brincávamos l. fiz m. organizou –me n. Foi o. convidá-
Faixa 54
mos p. jogámos q. conversámos r. rimos s. comemos t. Foi
João
Pág. 200
Eu saio da escola sempre à mesma hora
Vejo o João que sai também Coletivamente, os/as alunos/as deverão identificar as
3. 
Já me fiz de distraída, sorri meio atrevida frases erradas e corrigi-las. Escreva a correção no qua-
Mas o João da C finge que não me vê… dro para que todos/as possam escrever as frases sem
erros no caderno.
Todas na escola gostam do João
Propõem namorar num papel com sim ou não 
Resolução do exercício:
Sei que é difícil com tanta escolha assim Frases erradas: a, d, e, f, j, l
Que vai fazer o João gostar de mim? a. Q uando era bebé, o Noah chorava muito.
d. Hoje ao almoço comi hambúrguer com batatas fritas.
“João”, Lu-Pi-I-Pi-Sa-Pa, Luísa Sobral, Universal Music, 2014
e. Quando a avó nasceu já havia computadores?
f. A Joana era loura quando era pequena mas depois o ca-
O/A aluno/a deverá pronunciar as palavras apresenta-
2. 
belo ficou mais escuro.
das de forma correta, acentuando a pronúncia nasal.
j. Há duas semanas fomos todos jantar fora.
Numa atividade coletiva, os/as alunos deverão ler cada
3.  l. O computador avariou no fim de semana passado.
uma das palavras e identificar se o som de m é seme-
Individualmente, os/as alunos deverão completar o cru-
4. 
lhante ao das palavras anteriores. No final, todos deverão
cigrama conjugando as formas verbais no PPS ou im-
ler cada uma das palavras, pronunciando corretamente
perfeito, consoante as frases. Proceda, depois, à corre-
os sons de m.
ção conjunta do exercício, explicando a escolha do

Resolução do exercício: tempo verbal em cada caso.
 /A aluno/a deverá selecionar as seguintes palavras:
O

Resolução do exercício:
campo, ambiente, computador, selvagem e viagem.

1. pesava; 2. adorei; 3. estava; 4. chorou; 5. visitaste;
6. vivíamos; 7. cortaram; 8. tomava;
Faz sentido!
Pág. 201
Pág. 199
O/A aluno/a deverá escrever frases de forma livre e coe-
5. 
Recorde as utilizações do PPS e imperfeito, recorrendo
1. 
rente, colocando os verbos no tempo correto.
à informação presente em É bom conhecer... a língua!.

O exercício poderá ser feito individualmente ou em
Em seguida, numa atividade coletiva, os/as alunos/as
pares, no caso de alunos/as que apresentem maiores
dificuldades.
68
Roteiro A1  Sugestões de trabalho e soluções


Resolução do exercício:
a. Antigamente, vocês costumavam…  d elas, utilizando, por exemplo, a guitarra portuguesa
b. Ontem, eu fiz… ou poemas de autores nacionais.
c. Em bebé, o John era… Os Moonspell são, atualmente, uma das bandas portu-
d. Na segunda-feira, elas foram… guesas de maior reconhecimento internacional e já
e. No fim de semana passado, nós visitámos… têm mais de 20 anos de carreira!
f. Quando eu vivia… 4. O grupo de música popular Deolinda inspira-se no
g. Na noite passada, tu viste… fado e nas suas origens tradicionais para criar música
h. Na última aula, a professora explicou… contemporânea, ritmada e divertida, adequada aos
i. Quando eu era pequeno, adorava… tempos de hoje!
j. Nós nunca fazíamos / fizemos… Em 2014 foram nomeados para os World Music Awards
k. Quando a minha mãe era / foi… nas categorias de Best Live Act e Best Group.
l. Eu já fui… 5.  Boss AC é considerado um dos pioneiros do hip-hop
português. Este rapper português de origem cabo-
Cada aluno/a deverá escolher uma das palavras indica-
6. 
-verdiana iniciou a sua carreira no final dos anos 80;
das e formular uma questão utilizando a mesma no
em 1997 partiu para os EUA para gravar o álbum
tempo verbal indicado. Outro/a colega terá que respon-
Manda Chuva, em Nova Iorque.
der, usando adequadamente o verbo.
O single Sexta-Feira (Emprego Bom Já), lançado a
11/11/2011 às 11:11 na sua página do Facebook foi
Palavra puxa palavra! um enorme sucesso.
Pág. 202
Comece por passar a faixa pedindo aos/às alunos/as
1.  Pág. 203
para tentarem compreender o máximo de informação Após lerem os textos, os/as alunos/as deverão associar
2. 
possível. Após cada um dos textos, pare a gravação e ve- os nomes dos grupos ou artistas às respetivas fotos, ar-
rifique a compreensão do mesmo. Continue com o gumentando as suas escolhas.
mesmo processo até percorrer todos os textos. Final-

Resolução do exercício:
mente, volte a passar a faixa, permitindo que, desta vez,

a. Luísa Sobral; b. Clã; c. Deolinda; d. Boss AC; e. Moonspell.
os/as alunos/as acompanhem a audição da mesma com
Cada aluno/a deverá efetuar uma pesquisa sobre um/a
3. 
a leitura dos textos.
artista ou grupo musical português à sua escolha. Em
Esclareça as eventuais dúvidas. Divida os textos por vá-
seguida, terá que preparar uma apresentação na qual
rios/as alunos/as para que todos/as possam lê-los em
inclua o estilo musical, discografia e motivo da sua es-
voz alta.
colha. Por fim, deverá mostrar uma música do/a artista
ou grupo musical aos seus colegas.
Faixa 55
1. Os Clã são um grupo de música pop rock formado em Pág. 204
1992 e são, até ao presente, um dos grupos de maior O/A aluno/a deverá escrever um breve texto sobre o seu
4. 
sucesso em Portugal. “Problema de Expressão”, grupo musical ou artista preferido/a, enumerando as
“Sopro do Coração” e “Na corda bamba” são alguns razões que estão na base da sua escolha. Em seguida,
dos seus maiores êxitos. O álbum Disco Voador, de deverá conversar com um/a colega sobre as suas prefe-
2011, dedicado aos mais novos, foi considerado um rências.
dos melhores do ano! Cada aluno/a deverá escolher uma das suas músicas
5. 
2. Depois de ficar em 3.° lugar no programa Ídolos, com preferidas numa língua que não o português. Depois, terá
apenas 16 anos, a cantora Luísa Sobral foi estudar que inventar uma letra em português para o refrão e en-
para os EUA, na Berklee College of Music. Atuou no siná-lo aos/às colegas.
programa Jools Holland e foi nomeada para vários pré-
Cada aluno/a deverá fazer uma pesquisa sobre um/uma
6. 
mios internacionais na área da música jazz. O seu
fadista à sua escolha e apresentar os resultados ao resto
mais recente álbum (2014), Lu-Pu-I-Pi-Sa-Pa, é dedi-
da turma, mostrando também os seus conhecimentos
cado ao público mais jovem.
sobre o fado – o mais importante estilo musical português!
CEPE-TC1LP © Porto Editora

3. Os Moonspell são uma banda portuguesa de heavy


metal de grande reconhecimento internacional. pesar Pág. 205
de as suas músicas serem maioritariamente em in- O jogo consiste na realização de diversas provas, cuja su-
7. 
glês, a cultura portuguesa está presente em muitas peração atribui 5 pontos ao jogador. Sairá vencedor
aquele que mais pontos conseguir arrecadar.
69
15

CEPE-TC1LP © Porto Editora


  
Unidade Que revista tão gira!

Campos lexicais Conteúdos gramaticais


• meios de comunicação social: a imprensa, a televisão, a • os dígrafos br, cr, dr, fr, gr, pr e tr
Internet • imperativo: verbos regulares
• aconselhar / sugerir
• expressões habituais em conversas telefónicas

Atividade introdutória Com base no diálogo, os/as alunos/as deverão, indivi-


2. 
Pág. 206 dualmente, associar cada uma das personagens a uma
Comece por explorar a imagem com os/as alunos/as, ques- atividade.
tionando-os sobre o local onde as personagens se encon- 
Resolução do exercício:
tram, o que estão a fazer, o nome dos objetos expostos…  ariana: ver televisão na Internet; Noah: ler banda dese-
M
Pode também incentivar a partilha de experiências pes- nhada na Internet; John: ler o jornal desportivo; Nicole: ler
soais perguntando-lhes se costumam ler jornais ou revis- a sua revista favorita
tas, ver televisão, utilizar a Internet… 2.1 Coletivamente, os/as alunos/as deverão formar frases
Ajude os/as alunos/as com o vocabulário desconhecido, re- que reflitam as preferências de cada personagem. Es-
gistando as palavras mais importantes no quadro. creva-as, corrigidas, no quadro.

Resolução do exercício:
Vem connosco! A Mariana gosta de ver televisão na Internet.
O Noah gosta de fazer pesquisas na Internet.
Pág. 208 O John gosta de ler o jornal desportivo para saber os resul-
Comece por passar a faixa pedindo aos/às alunos/as
1.  tados dos jogos da sua equipa preferida…
para tentarem compreender o máximo de informação A Nicole gosta de ler a sua revista preferida que tem arti-
possível. Verifique a sua compreensão e volte a passar a gos sobre música, filmes e moda.
faixa, esclarecendo eventuais dúvidas.
Pág. 209
Faixa 56 Passe novamente a faixa e peça aos/às alunos/as para
3. 
Mariana: O que estás a ler? completarem a transcrição do diálogo com as palavras
Nicole: É a minha revista preferida! Tem artigos sobre em falta. Passe a faixa as vezes necessárias e proceda,
música, filmes e moda. Adoro ler a parte sobre moda depois, à correção conjunta do exercício.
para me ajudar a escolher a minha roupa! 
Resolução do exercício:
John: Que seca! Eu só leio o jornal desportivo para saber a. revista; b. roupa, c. jornal; d. Internet; e. vídeos; f. tele-
os resultados dos jogos da minha equipa preferida… visão.
Noah: A sério? Eu não gosto muito de ler jornais nem
revistas… Prefiro fazer pesquisas na Internet. Podes repetir?
Nicole: O que é que pesquisas normalmente?
Pág. 210
Noah: Depende… às vezes procuro músicas novas, às
vezes vejo vídeos engraçados… mas adoro ler bandas Comece por passar a faixa pedindo aos alunos para ten-
1. 
desenhadas online! tarem compreender o máximo de informação possível.
Mariana: Que giro! Eu também gosto de navegar na In- Verifique a sua compreensão e volte a passar a faixa,
ternet, mas para ver os canais de televisão portugueses chamando a atenção para a pronúncia das palavras com
e matar saudades de Portugal! as letras destacadas.
Volte a passar a faixa e, em seguida, todos deverão ler o
texto, à vez, verificando a correção da sua pronúncia e
entoação.

70
Roteiro A1  Sugestões de trabalho e soluções

Faz sentido!
Faixa 57
Somos iguais, diferentes Pág. 212
Vou-vos contar uma história Comece por abordar a informação presente em É bom co-
1. 
de um pequeno trevo que nasceu diferente nhecer... a língua!, explicando aos/às alunos/as a utiliza-
ção e conjugação do Imperativo.
Em vez de três folhas
Tinha quatro e um coração carente Em seguida, de forma a poderem aplicar os conhecimen-
Toda a gente olhava com desprezo tos, os/as alunos/as deverão completar as frases, conju-
Nem coragem para o encarar gando os verbos no Imperativo no plural (vocês).
Estava triste por não ter amigos 
Resolução do exercício:
Com quem brincar 
a. aproximem; b. Tirem; c. Apertem; d. percam; e. Vejam;
Somos iguais, diferentes f. Escrevam;
Não nos interessa, o aspeto Pág. 213
Queremos que o mundo inteiro Peça a um/a ou dois/duas alunos/as para lerem o texto.
2. 
dê ao trevo muito afeto! Em seguida, todos deverão, individualmente, colocar as
“Somos iguais, diferentes”, João Portugal, formas verbais sublinhadas na forma tu do imperativo.
DVD O Pequeno Trevo, Canal 6 – Pluricanal com a APPC Leiria
Proceda à correção coletiva do exercício registando as
respostas corretas no quadro.
Numa atividade conjunta, os/as alunos/as deverão pro-
2. 
nunciar corretamente todas as palavras apresentadas. 
Resolução do exercício:

Alimenta-te bem: bebe leite e come cereais ou pão com
Pág. 211 queijo. Não comas demasiadas bolachas! Depois, des-
O/A aluno/a deverá encontrar as palavras na sopa de le-
3.  cansa ou vê televisão, lê uma revista… Se te apetecer, tele-
tras e escrever uma frase coerente utilizando cada uma fona aos teus amigos mas não fales durante horas!
delas. Ouça todas as frases, corrija-as e registe-as no Incentive os/as alunos/as a, num primeiro momento, ler
3. 
quadro. as indicações à direita, esclarecendo eventuais dúvidas;

Resolução do exercício: num segundo momento, deverão ler as situações à es-
querda e associá-las aos conselhos dados, estabele-
A F C I M J O H Ê I P R S
N J B B R I N C A L H Ã O cendo uma correspondência entre cada um deles.
P A D R I N H O F I C L B 
Resolução do exercício:
M L H F I G N O D V H Ê O 
a. Come qualquer coisa!
F R A N C Ê S L P R G F P

b. Então, dorme!
P H B G F I B T R O C A R

c. Perguntem o caminho!
C Q Ã M A O F Q E S M J O
I D R G D C P J T Ê J P B

d. Ajudem-no!
P A T R A S A D O T S O R 
e. Divirtam-se!
I F T Ã Ê N G I N B V U A 
f. Consulta o médico!
U O Z O S R Ã Q D R I Z V
Pág. 214
Um/a aluno/a deverá ditar uma palavra escrita com br,
4.  Em pares ou pequenos grupos, os/as alunos/as deverão
4. 
cr, dr, fr, gr, pr, tr ou vr e verificar se o/a colega a escre- escrever frases no imperativo, aconselhando positiva-
veu corretamente. mente (anjinho) ou negativamente (diabinho) a Nicole a

Durante a resolução do exercício, preste particular agir mediante as situações presentes. Em seguida, deve-
atenção à pronúncia correta das palavras. rão debater as opções dadas no grupo-turma.
Transcrição: Um tigre, dois tigres, três tigres… Trinta e
5.  
Sugestão de resolução do exercício:
três tigres num trigal! 
a. fica com ele!
Os/As alunos/as deverão ouvir o trava-línguas e, em se- 
b. devolve-o!
guida, pronunciá-lo corretamente. Poderá aumentar a 
c. diz que estás doente!

d. faz um esforço e levanta-te!
CEPE-TC1LP © Porto Editora

componente lúdica da atividade aumentando a velocidade


com que o trava-línguas é dito… aquele/a que o disser 
e. bate-lhe!
mais rapidamente sem se enganar é o vencedor! 
f. tenta compreendê-lo/la!
Em pares, os/as alunos/as deverão dialogar sobre as
5. 
ações presentes no exercício, usando o imperativo para tal.

71
Palavra puxa palavra! 
Resolução do exercício:

CEPE-TC1LP © Porto Editora



a. O tema principal desta revista é como aprender melhor.
Pág. 215 
b. Esta revista destina-se a jovens.
Antes de começar o exercício propriamente dito, aborde
1.  
c. Os/As alunos/as deverão dar a sua opinião sobre esta
com os/as alunos/as as diferentes expressões com as revista, justificando a sua resposta.
quais terão de completar o texto. Em seguida, numa ativi-
Pág. 217
dade coletiva, todos/as deverão selecionar as expressões
em falta em cada espaço. Os/As alunos/as deverão encontrar as palavras na sopa
5. 
de letras e, em seguida, criar frases usando cada uma

Resolução do exercício:
delas.

a. Estou

b. é a própria Corrija as frases e registe-as no quadro, para que todos/

c. Quem fala as possam escrevê-las no caderno.

d. Daqui fala 
Resolução do exercício:

e. Com licença!
B M A E Ã R C Q D F Ç E H E R Q I S Á
Em pares, os/as alunos/as deverão simular oralmente
2.  S A R T T O L M N A G S E C Ç Ã O M J
uma chamada telefónica, recorrendo às expressões for- F N T Í T U L O M F B H D L J Ç E L L
necidas no exercício para desenvolver o diálogo. Á G I S D U O D D R E P O R T Q G E M
U I G Q Z M B A V O V E Ç B P N A Z L
Pág. 216 V H O Ã F B S I Á R A O S C Á I N V O
Promova a observação das revistas por parte dos/as alu-
3.  A Q O L R N E F E M G A F E G M H Ã V
H R E Ç M Ú S I C A J E A I I F R M L
nos/as, pedindo-lhes para relacionar cada uma delas
C A Ã M E J C E B O R U E B N G A E B
com os temas respetivos.
J I O Q F E N T R E V I S T A V F Z R

Resolução do exercício: D E S P O R T O U N L Ã N H U I O C O

a. moda
Em pequenos grupos, os/as alunos/as deverão imaginar
6. 

b. música
uma revista. Para tal, terão que escolher o tema e dese-

c. desporto
nhar a primeira página, com o título e os vários desta-

d. automobilismo
ques e imagens. Poderão usar recortes de revistas verda-
Os/As alunos/as deverão responder, por escrito, às
4.  deiras ou desenhar…
questões colocadas e, depois, partilhá-las com o resto
Preste-lhes o apoio necessário e corrija o rascunho antes
da turma.
de fazerem a versão final. Prontas as revistas, todos/as
deverão partilhar com os/as colegas!

72
Roteiro A1  Sugestões de trabalho e soluções

  
Unidade
16
Do outro lado do mundo!

Campos lexicais Conteúdos gramaticais


• comunidades portuguesas no mundo • regras de acentuação gráfica (revisão)
• países e continentes • modo imperativo: verbos irregulares (ser, estar, ir,
• ícones culturais querer, dar, saber)
• verbos com preposições: gostar de, ir a/para, estar em,
morar em, ansiar por, sonhar com

Atividade introdutória
Mariana: Pois, faz sentido! Os portugueses abriram res-
Pág. 218
taurantes, pastelarias, ourivesarias… e também associa-
Comece por explorar a imagem com os/as alunos/as, cha- ções para celebrar e recordar a cultura portuguesa.
mando a atenção para a representação dos diferentes locais Assim, sentem-se mais em casa!
de interesse turístico. Incentive-os/as a descrever da forma John: E sabes se existem comunidades portuguesas
mais pormenorizada possível cada uma das imagens, pro- noutros pontos do mundo?
curando nomeá-las (Estátua da Liberdade, Corcovado, Mariana: Olha, acho que sim, mas vamos tentar descobrir!
Torre Eiffel, Big Ben, Torre de Piza, Pirâmides do Egito, etc.).
Ajude-os/as com o vocabulário desconhecido, registando as 1.1 Proceda à resolução oral conjunta do exercício. Registe
palavras no quadro. as correções no quadro.
Poderá estimular uma conversação sobre destinos turísticos 
Resolução do exercício:
e aquela que cada um considera ser uma viagem de sonho. a. Os dois amigos falam sobre a existência de muitos por-
tugueses no Canadá.
Vem connosco! b. A maioria dos portugueses que foram para o Canadá e
para os EUA são dos Açores.
Pág. 220 c. Para se sentirem mais em casa, os portugueses abriram
Passe a faixa áudio e peça aos/às alunos/as para ouvi-
1.  restaurantes, pastelarias, ourivesarias e também asso-
rem atentamente. ciações para celebrar e recordar a cultura portuguesa.
Questione-os sobre o conteúdo da faixa e peça-lhes
Pág. 221
para resumirem, oralmente, o conteúdo do diálogo.
2.1 Com base no mapa que ilustra a localização das princi-
Depois, os/as alunos poderão ouvir a faixa mais uma
pais comunidades portuguesas no mundo, o/a aluno/a
vez, acompanhando com a leitura silenciosa do texto.
deverá pesquisar informações sobre um desses países e
Esclareça eventual vocabulário desconhecido. Depois,
apresentá-lo aos/às colegas.
atribua as personagens a dois/duas alunos/as para
Numa atividade oral conjunta, os/as alunos/as deverão
3. 
lerem o diálogo em voz alta. Repita, até todos/as terem
localizar o continente em que cada um dos países se
oportunidade de ler.
situa. Incentive-os/as a formar frases completas (Exem-
Faixa 59 plo: Portugal fica na Europa.).

Resolução do exercício:
John: Mariana, porque é que há tantos portugueses aqui
no Canadá? a. Brasil – América do Sul
Mariana: Não sei bem, John… A minha mãe disse-me b. EUA – América do Norte
que nos anos 50 e 60 do século XX muitos portugueses, c. França – Europa
sobretudo dos Açores, vieram para o Canadá e também d. África do Sul – África
CEPE-TC1LP © Porto Editora

para os Estados Unidos. e. China – Ásia


f. Venezuela – América do Sul
John: Que interessante! E desde então provavelmente
g. Suíça – Europa
muitos outros escolheram vir para cá e não para outros
h. Nepal – Ásia
sítios onde ainda não conheciam ninguém, não é?
i. Alemanha – Europa

73
Podes repetir? Faz sentido!

CEPE-TC1LP © Porto Editora


Pág. 222 Pág. 224
Passe a faixa uma vez, pedindo aos/às alunos/as para ou-
1.  Antes de iniciar a atividade, aborde a conjugação dos
1. 
virem atentamente. Em seguida, passe a faixa nova- verbos ser, estar, ir, querer, saber e dar no imperativo.
mente. Cada aluno/a deverá ouvir e repetir de forma Passe, depois, à aplicação destes conteúdos, através da
clara e correta as palavras. resolução conjunta do exercício.

Resolução do exercício:
Faixa 60 
a. Tenta b. dá c. sejas d. Mostra e. Sabes f. Dá g. vai h. Faz
Água, ananás, parabéns, fácil, amável, canção, física, co- Os/As alunos deverão, individualmente, fazer corres-
2. 
mércio, palácio, atrás, açúcar, amêndoa, também, limão, ponder os elementos das frases de forma adequada.
língua, paraíso, país. Proceda, depois, à correção do exercício.

Resolução do exercício:
Individualmente ou em pares, os/as alunos/as deverão
2. 

a. … simpáticos para os nossos vizinhos!
agrupar as palavras do exercício anterior de acordo com

b. … prendas muito caras aos teus amigos.
a sílaba acentuada. Caso seja necessário, poderá passar

c. … saber a vida privada das outras pessoas!
novamente a faixa e pedir aos/às alunos/as para assina-

d. … na escola antes das 8h30!
larem a sílaba forte em cada uma delas, facilitando assim

e. … a casa da Mariana sem ela vos convidar!
a resolução do exercício.

f. … importância a isso!

Resolução do exercício: 
g. … em casa antes do jantar!

física – água, comércio, palácio, amêndoa, língua 
h. … tão exigente com a sua neta.
amável – fácil, açúcar, paraíso 
i. … o recado aos teus pais.
atrás – ananás, parabéns, canção, também, limão, país 
j. … distraído nas aulas!
Pág. 223 Pág. 225
Peça aos/às alunos/as para lerem as palavras em voz
3.  Individualmente, cada aluno/a deverá preencher o aviso
3. 
alta e detetarem onde deverão constar os acentos. com as formas verbais indicadas no modo Imperativo

Resolução do exercício: (vocês). Corrija, depois, o exercício, registando as res-

a. música; b. agradável; c. perú; d. fogão; e. oxalá; f. prín- postas corretas no quadro.
cipe; g. coração; h. comestível; i. irmã; j. inglês; k. história; 
Resolução do exercício:
l. último; m. casarão; n. América; 
a. Estejam; b. Sejam; c. vão; d. deem.
Passe a faixa as vezes necessárias de forma a os/as alu-
4.  Individualmente, cada aluno/a deverá reescrever o aviso
4. 
nos/as ouvirem a pronúncia de cada palavra atentamente com a forma tu. Corrija, depois, o exercício, registando as
e a identificar qual delas, em cada par, é acentuada. respostas corretas no quadro.
Durante a correção, escreva todas as palavras correta- 
Resolução do exercício:
mente no quadro. 
a. estejas; b. Sê; c. vás; d. dês.
Individualmente ou em pares, os/as alunos/as deverão
5. 
Faixa 61 e resolução completar o crucigrama com as formas verbais adequadas.
a. bebe /bebé; 
Resolução do exercício:
b. pôr / por; 
1. Vão; 2. Sejas; 3. Sabe; 4. Queiram; 5. Sejam; 6. Vás;
c. esta / está; 7. Saibam; 8. Esteja.
d. e / é;
e. Roma / romã; Pág. 226
f. medico / médico; Numa atividade coletiva, os/as alunos/as deverão asso-
6. 
g. secretaria / secretária; ciar os elementos dados para formar frases com sen-
h. dá / da tido. Chame a atenção para a regência preposicional dos
verbos (gostar de, ir a/para, estar em, morar em, ansiar
por, sonhar com).

Resolução do exercício:

a. E u gostava de conhecer muitos países!

b. Vocês já foram ao Japão?

c. Eles vieram para Portugal em 1957.

74
Roteiro A1  Sugestões de trabalho e soluções


d. O Chen está de férias no México? Pág. 228

e. O meu irmão mais velho viaja por todo o mundo! Numa atividade coletiva, os/as alunos/as deverão corri-
3. 

f. Eu anseio por regressar ao meu país… gir as legendas das imagens, colocando os nomes cor-

g. Nós sonhamos com uma viagem à volta do mundo! retos dos monumentos sob as respetivas imagens. Os/
Os/As alunos/as terão de selecionar o verbo correto para
7.  As alunos/as poderão recorrer à Internet para descobri-
cada frase, de acordo com o sentido da mesma e também rem o nome de monumentos que não conheçam.
com a preposição utilizada e, se necessário, conjugá-lo. 
Resolução do exercício:
O exercício poderá ser realizado individualmente ou em 
a. T orre de Belém; b. Corcovado; c. Torre CN; d. Taj Mahal
pares, no caso de alunos/as que revelem maiores difi- 
e. Pirâmides de Gizé; f. Torre Eiffel; g. Estátua da Liber-
culdades. dade; h. Grande Muralha

Resolução do exercício: Em pares ou pequenos grupos, recorrendo à sua cultura
4. 

a. viajar; b. ansiamos; c. gostas; d. vão; e. sonho; f. estão. geral ou a pesquisas em livros ou na Internet, os/as alu-
Numa atividade coletiva, os/as alunos/as deverão detetar
8.  nos/as deverão associar cada um dos pontos de inte-
os erros nas frases e corrigi-las. Os erros estão sempre resse turístico ao país onde estão situados.
relacionados com as regências preposicionais dos verbos. Na sequência desta atividade, poderá ainda atribuir a

Resolução do exercício: cada grupo um dos pontos turísticos e incentivar os/as

a. Eu prefiro ficar em casa. alunos/as a fazer uma pesquisa mais aprofundada

b. Nós sonhamos ir à praia! sobre o mesmo, partilhando, depois, com os/as colegas.

c. Eles vão ao Porto amanhã. 
Resolução do exercício:

d. Vocês viajam de avião? 
a. n
 os E.U.A. b. em França. c. no Egito. d. no Canadá.

e. Tu estás em Xangai? 
e. na China. f. na Índia. g. no Brasil. h. em Portugal.

f. Ela gosta de imaginar viagens exóticas.
Pág. 229
Em pares ou pequenos grupos, recorrendo à sua cultura
5. 
Palavra puxa palavra!
geral ou a pesquisas em livros ou na Internet, os/as alu-
Pág. 227 nos/as deverão associar cada um dos países ao conti-
Numa atividade coletiva, os/as alunos/as deverão, oral-
1.  nente onde estão situados, formando depois frases
mente, associar as imagens às respetivas atividades. completas para comunicar as suas respostas (Exemplo:
Ajude-os com as possíveis dificuldades de vocabulário, O Canadá fica na América).
registando novas expressões no quadro. 
Resolução do exercício:

Resolução do exercício: América – Argentina, Brasil, Canadá, Estados Unidos da

a. fazer um sáfari América, México.

b. conhecer novas cidades Europa – França, Portugal, Reino Unido.

c. fazer uma expedição na neve África – África do Sul, Egito, Moçambique.

d. apanhar banhos de sol Ásia – China, Índia, Japão.
1.1 O/A aluno/a deverá criar frases semelhantes a estas, alu- Oceânia – Austrália, Nova Zelândia.
dindo às atividades que se podem praticar em cada local: O/A aluno/a deverá encontrar as palavras: viajar, passa-
6. 
Na savana podemos fazer um sáfari. porte, país, cidade, capital, monumento, turismo, re-
Na neve podemos fazer uma expedição. gresso, partida, aeroporto.
Numa ilha podemos apanhar banhos de sol.  
Caso tenham dificuldades em encontrá-las, poderá
Numa viagem (pelo mundo/pela Europa) podemos conhe- ajudá-los indicando-lhes as palavras a encontrar. Resol-
cer novas cidades. vido o exercício, poderá pedir-lhes para criarem frases
Numa atividade coletiva, os/as alunos/as deverão parti-
2.  com as palavras encontradas, corrigindo-as no final.
lhar as suas preferências, explicitando qual das viagens E M A E R O P O R T O G Í U A D U
R T
mencionadas no exercício anterior preferiria fazer e os A E E G A V M E I C A P I T A L U P P
motivos da sua escolha. No caso de terem dificuldades R G Í G O I M O N U M E N T O I R A M
na produção oral, poderão primeiro delinear uma res-
CEPE-TC1LP © Porto Editora

U R F U P A S S A P O R T E S U I R Í
posta por escrito, sendo conveniente, no momento de M E R M L J L A U A P O P E D P S T I
partilha com a turma, não lerem a resposta mas sim F S I D E A P O S Í A E D G O Í M I D
U S G Í L R T M R S T G R E S S O D U
tentar recriá-la oralmente.
T O R C I D A D E T P O S H O T L A J

75
4

CEPE-TC1LP © Porto Editora


Atualiza-te

Ainda te lembras? Pág. 235


a. choveu
3. 
Pág. 230
b. costumávamos
Voluntariado e solidariedade c. era, tinha
2. O/A aluno/a deverá legendar corretamente as imagens. d. estavam, bateu
a. limpar a floresta e. li, tinha
b. ajudar os sem-abrigo f. devias
c. animar crianças doentes g. começou
d. apoiar idosos h. desligaste
e. distribuir comida a. estava; começou
4. 
f. cuidar de animais abandonados b. ouviam; falava
c. chegámos; dormia
Pág. 231
d. terminou se levantaram
Música e. soprava abanavam
f. estava; encontrei
O/A aluno/a deverá legendar corretamente as imagens.
2. 
g. era foi
a. guitarra f. rock
h. foi; viu
b. cantor/músico g. hip-hop
c. piano h. música clássica Pág. 236
d. Bateria i. fado a. te preocupes b. faz c. sejas d. Põe e. Dobra f. te es-
5. 
e. jazz j. saxofone queças g. Escolhe h. deixa i. confere j. garante
Pág. 232 a. Não dês comida aos animais!
6. 
b. Não utilizes o telemóvel!
Meios de comunicação c. Não pises a relva!
O/A aluno/a deverá legendar corretamente a imagem.
2.  d. Não ouças música alto!
Pág. 233 e. Não faças fogueiras!
Pág. 237
Países e continentes
a. Muitos jovens anseiam pelo baile de finalistas.
7. 
a. Estados Unidos
2.  e. Canadá
b. Nós estamos a pensar ir àquela loja perto de tua
da América f. Nigéria casa.
b. Lisboa g. Índia c. A minha irmã gostava de passar as férias numa ilha
c. França h. China no Pacífico.
d. Alemanha d. Depois das aulas, o Victor volta sempre para casa de
autocarro.
Põe-te à prova! e. Os meus pais sonham com uma casa com piscina.
f. Eles estão em exames desde a semana passada.
Pág. 234 g. Vocês vão morar num apartamento ou numa vivenda?
a. Era b. eram c.tinham d. tinha e. gostava f. era
1.  a. Tu gostas mais da saia verde ou do vestido azul?
8. 
g. punha-se h. vinham i. escolhia j. preferia k. dizia b. Nós estamos ansiosos pelas férias de verão!
l. tinha m. era c. Amanhã eles vão ao teatro com a escola.
a. Nós punhamos a mesa enquanto eles faziam o jantar.
2.  d. A camisola que procuras está na gaveta da cómoda.
b. Vocês vinham para a escola de autocarro ou de carro? e. A família do Zayn mora em Laore.
c. A Emily era sempre muito atenciosa. f. Eu sonho com o dia do meu casamento!
d. Eu tinha muitos amigos! g. Vocês têm de ir já para casa ou ainda podem ficar
e. Os teus pais opunham-se a isso? mais uma hora?
f. O bebé entretinha-se com os seus brinquedos. h. Eu moro no 18.° andar.

76
Roteiro A1  Sugestões de trabalho e soluções

Palavras à solta Pág. 239


Num breve texto, o/a aluno/a deverá dizer se gosta de
3. 
Pág. 238
ler revistas, quais os temas que lhe interessam mais e o
O/A aluno/a deverá imaginar que é voluntário numa orga-
1. 
que prefere ler. Necessitará de falar sobre a sua revista
nização. Terá de explicar em que área gostava de traba-
preferida e justificar a sua escolha, enumerando as ra-
lhar, o que gostava de fazer e quem gostava de ajudar.
zões que estão na base da sua opção. Para tal, poderá
Para tal, deverá recorrer às expressões fornecidas.
recorrer às expressões que lhe são fornecidas.
O/A aluno/a deverá imaginar que foi ao concerto do seu
2. 
Num breve texto, o/a aluno/a deverá imaginar uma via-
4. 
cantor/da sua cantora ou grupo preferido. Terá de con-
gem de sonho… Terá de enumerar a que partes do
tar tudo sobre esse dia, devendo, para tal, recorrer às
mundo iria, o que gostaria de visitar, assim como com
expressões que lhe são fornecidas.
quem iria, devendo, para tal, recorrer às expressões que
são fornecidas.
CEPE-TC1LP © Porto Editora

77
1 2

CEPE-TC1LP © Porto Editora


Unidades e Teste de Avaliação

Nome: Turma: N.°:


Data: - - Enc. Educação:
Professor/a: Avaliação:

1. Coloca as palavras na coluna correta.

Países Nacionalidades Cores Números Portugal • amarelo


doze • francesa • belga
Portugal
americana • vinte • azul
verde • Austrália • bran
co
Espanha • canadiana
dez • Alemanha • quatr
o

2. Estabelece a ligação correta entre bandeiras, países e línguas.

a.
México português

b. Estados Unidos
francês e inglês
da América

c.
Portugal espanhol

d.
China francês

e.
Canadá inglês

f.
França mandarim

78
3. Risca a hipótese errada em cada par de palavras.
a. Ela é sueca / sueco.
b. Eles são americanos / americanas.
c. Tu falas francesa / francês.
d. Nós falamos português / portuguesa.
e. Ela vive na Canadá / no Canadá.
f. Eu sou no Portugal / de Portugal.
g. Ele vive em Paris / no Paris.
h. Elas são nos Estados Unidos / dos Estados Unidos.

4. Coloca as palavras na ordem correta e forma frases com sentido!

Sofia Ela chama-se

a. .

Como que chamas te é

b. ?

anos Ele treze tem

c. .

vivemos em Nós Portugal

d) .

5. Circunda o intruso presente em cada alínea.


a. azul • amarelo • caneta • vermelho
b. Portugal • francês • Canadá • Estados Unidos da América
c. lápis • irmão • pai • sobrinho
d. treze • vinte • dois • filha

6. No teu caderno, faz a descrição física e psicológica da Sofia.


CEPE-TC1LP © Porto Editora

79
7. Descobre o material escolar que o Daniel leva na mochila.

CEPE-TC1LP © Porto Editora


CADERNO a. L b. CH

c. A d. T e. É

8. 
A Margarida adora estudar! Encontra na sopa de letras as suas disciplinas preferidas.

A Q U Í M I C A C C P 1
M P J O G N T M I I O 2
L Ê A N M G R F Ê Ê R
3
R P F Í S L N O C N T
F R A N C Ê S M I C U 4

H L O P H S H P A I G 5
Ê T H I S T Ó R I A U 6
L Í N G M Í S E S S Ê
7
M A T E M Á T I C A S
G E O G R A F I A H Ê 8

9. Completa o calendário semanal da Beatriz e descobre o que faz em cada dia.

SEGUNDA T Q QUINTA S S DOMINGO

GINÁSTICA ESTUDAR NATAÇÃO GINÁSTICA ESTUDAR NATAÇÃO ESTUDAR

80
a.
10. Associa cada imagem à estação do ano correspondente.

Primavera b.

Verão

c.

Outono
d.

Inverno

10.1. Qual a tua estação do ano preferida? Porquê?

11. O John e o Noah adoram desporto, por isso, o espaço preferido deles no recinto escolar
é o campo de jogos.
E tu? Qual é o espaço que preferes na tua escola? Porquê?


CEPE-TC1LP © Porto Editora

CEPE-TC1LP-6 81
3 4

CEPE-TC1LP © Porto Editora


Unidades e Teste de Avaliação

Nome: Turma: N.°:


Data: - - Enc. Educação:
Professor/a: Avaliação:

1. O que é que o Noah fez na semana passada? Constrói frases como no exemplo.

segunda-feira terça-feira quarta-feira quinta-feira sexta-feira sábado domingo

dormir em ir ao ouvir a
ir com o gato andar de andar de
jogar futebol casa da cinema com história do
ao veterinário bicicleta baloiço
Nicole amigos avô

a. Na segunda-feira, o Noah foi com o gato ao veterinário.


b. Na terça-feira,
c.

d.
e.
f.

g.

2. E tu? O que fizeste no fim de semana passado?










82
3. Completa de modo a obteres afirmações corretas.

Sabias que…?
• O dia tem horas.

• Uma hora tem minutos.

• Um minuto tem segundos.

4. Que horas são? Estabelece a ligação correta.

a. São dez da noite.

b.
É meio-dia e quarenta
e cinco.

c.
São dez da manhã.

d.

São sete e meia.

e.
São nove e um quarto.
CEPE-TC1LP © Porto Editora

f.
São vinte para as seis
da tarde.

83
5. 
Quais são as vogais que faltam? Completa as palavras e descobre os desportos / as

CEPE-TC1LP © Porto Editora


atividades de tempos livres aqui presentes.

a. B SQ T B L b. F T B L c. T N S

d. H Q e. N T Ç f. P T N G M

6. 
Estabelece a ligação entre a atividade representada e o seu respetivo nome.

b jogar voleibol

andar de skate

fazer mergulho

jogar golfe
e
d
CEPE-TC1LP © Porto Editora

praticar surf

84
Unidades 5 6 e Teste de Avaliação

Nome: Turma: N.°:


Data: - - Enc. Educação:
Professor/a: Avaliação:

1. Identifica os alimentos apresentados.

a. b. c.

d. e. f.

2. Ordena as sílabas e descobre as comidas escondidas.

a. PA – SO b. ME – TE – O – LE

c. VO – ES – O – LA – TRE – DO d. SI – SAL – CHA e. QUE – TO – BI


CEPE-TC1LP © Porto Editora

f. LHAU – CA – BA g. GO – FRI – TO – FRAN

85
3. Qual é o teu prato preferido? Porquê?

CEPE-TC1LP © Porto Editora





4. Observa atentamente as partes do corpo humano destacadas.

olho
orelha

nariz

pescoço

braço
cotovelo

mão

barriga
dedo

perna joelho

4.1. Indica os elementos que fazem parte da cara.

4.2. Onde podemos encontrar o cotovelo?

4.3. Quantos dedos tem um pé?

86
5. 
Estabelece a ligação correta entre os estados de espírito e a sua definição.
a. b. c. d.

Triste Zangado/a Cansado/a Contente

6. 
Descobre o que têm os pacientes! Presta atenção aos sintomas...

b
a

Tem a temperatura elevada. Tem dores no apêndice.


Está com F B E. Está com uma APE D CI E.

c
d
Tem muitas borbulhas no corpo.
Tem dores de cabeça, espirros e muito frio.
Está com V R C L . Está com uma C ST P ÇÃ .

7. 
Indica quais são os hábitos de higiene representados nas imagens.

a. b.
CEPE-TC1LP © Porto Editora

c. d.

87
7 8

CEPE-TC1LP © Porto Editora


Unidades e Teste de Avaliação

Nome: Turma: N.°:


Data: - - Enc. Educação:
Professor/a: Avaliação:

1. Estabelece a ligação correta entre as imagens e os nomes dos animais.


a cavalo

gato

c
águia
d

vaca

e
leão

coelho

ovelha

cão

2. Qual é o teu animal preferido? Explica porquê.





88
3. Agrupa os animais de acordo com as suas características.

• Tartaruga
Leopardo • Cão • Periquito • Leão • Águia • Gato • Zebra • Girafa

Animais selvagens Animais domésticos

4. Lê o texto com atenção.

Se tens um animal em casa, tens de tratar muito bem dele. Tens de lhe dar
comida e água, manter o teu animal sempre limpo e confortável.
Não deves alimentar o cão ou o gato com restos da tua comida, porque os
animais podem ficar doentes. Os animais de estimação devem comer só comida
especialmente feita para eles.
Os gatos e os cães devem ser vacinados todos os anos. Se o animal está doente,
tens de o levar ao veterinário. Tu és responsável pelo teu animal! Ele confia em ti!

4.1. Indica, de acordo com o texto, se as seguintes afirmações são verdadeiras (V) ou falsas
(F). Corrige as falsas.
a) O
 cão pode comer a nossa comida.

b) O
 s cães e os gatos devem ser vacinados todos os anos.

c) D
 eve levar-se o animal ao veterinário se está doente.

d) N
 inguém é responsável por um animal de estimação.


CEPE-TC1LP © Porto Editora

4.2. Tens algum animal doméstico? Como é que ele se chama? O que é que ele come?

89
5. 
Temos de ter cuidado com o meio ambiente! Das seguintes ações indica as que devemos

CEPE-TC1LP © Porto Editora


praticar (√) e as que não devemos fazer (x).

a b

c d

6. 
Na escola, houve uma formação sobre os problemas ambientais e as várias formas de
proteger o meio ambiente. Imagina a carta que o Noah escreveu ao primo a contar tudo
aquilo que aprendeu.

90
Unidades 9 10 Teste de Avaliação
e

Nome: Turma: N.°:


Data: - - Enc. Educação:
Professor/a: Avaliação:

1. Lê o texto com atenção.

O Miguel é um menino muito simpático que mora numa cidade pequena. Esta
cidade tem muitas casas, uma escola, um cinema, um restaurante e um jardim,
onde o Miguel gosta de brincar com os seus amigos.
A casa do Miguel fica na Rua das Camélias, perto da escola e do jardim, por
isso ele vai a pé para esses locais.
Quando vai visitar os avós, que moram noutra cidade, o Miguel senta-se no
banco de trás do carro dos pais e coloca o cinto de segurança. O pai é um bom
condutor e respeita sempre todas as regras de trânsito.

1.1. De acordo com o texto, completa as frases com as palavras do quadro.

pai • casas • a pé • carro • rapaz • mora • banco • escola


cidade • regras • cinema • avós • cinto • condutor

a. O
 Miguel é um muito simpático.
b. E
 le mora numa pequena.
c. A
 cidade tem muitas , uma escola, um , um restaurante e
um jardim.
d. O
 Miguel na Rua das Camélias, perto da , por isso vai
para lá.
e. O
 s moram noutra cidade, então o Miguel vai de com os
pais: senta-se no de trás e coloca sempre o de segurança.
f. O
 do Miguel é um bom e respeita sempre as
de trânsito.
CEPE-TC1LP © Porto Editora

1.2. E tu, onde moras? Como é esse local? O que existe lá?

91
2. Faz corresponder as imagens à ação descrita.

CEPE-TC1LP © Porto Editora


1
A
O sinal está vermelho.
Não pode atravessar.

2
B

Ela vai em frente.

3
C
Eles atravessam a rua na
passadeira.

4
D
O sinal está verde.
Pode atravessar.

5
E

Ela vira à esquerda.

6
F

Ela vira à direita.

92
3. 
Para lá das regras no trânsito, existem também regras e normas de educação.
Indica em que situações poderás usar as seguintes expressões:

Boa sorte! Até amanhã!


Posso entrar?

Muito prazer! As melhoras…

4. 
Repara na lengalenga e responde às questões.

30 dias têm novembro, abril, junho e setembro.


Com 28 ou 29 há só um.
Os outros têm 31.

4.1. Qual é o mês que só tem 28 ou 29 dias?

4.2. Quais são os meses que faltam na lengalenga?

5. 
Escreve por baixo de cada imagem a estação que lhe corresponde.

a. b. c. d.
CEPE-TC1LP © Porto Editora

6. 
Qual é a estação do ano que tu preferes? Porquê?

93
11 12

CEPE-TC1LP © Porto Editora


Unidades e Teste de Avaliação

Nome: Turma: N.°:


Data: - - Enc. Educação:
Professor/a: Avaliação:

1. Lê o texto com atenção.

Quando o Roger fez anos recebeu algum dinheiro dos tios e dos avós.
O avô Henrique abriu-lhe uma conta no banco quando ele nasceu e todos os
anos, pelo seu aniversário, põe lá algum dinheiro.
Em casa, o Roger tem um mealheiro onde guarda a semanada que os pais lhe
dão. Ele está a poupar dinheiro para comprar um jogo de computador. Ele adora
jogar com os amigos!

1.1. Estabelece a ligação de modo a obteres afirmações verdadeiras.

dão.
a. Q
 uando o Roger fez anos…
s e m a n a d a q ue os pais lhe
• … onde gu
arda a
r.
b. A
 ssim que nasceu… ra r u m jo g o de computado
•… para com
p
o.
c. O
 Roger tem um mealheiro… •… recebeu
algum dinheir

•… jogar co
m os amigos.
d. O
 rapaz está a poupar dinheiro… banco.
u e a b ri u -l h e uma conta no
•… o avô He
nriq
e. O
 Roger adora…

1.2. E tu? Tens algum mealheiro onde poupes o teu dinheiro ou uma conta bancária aberta
por um familiar?

94
Gorro • Boné • Botas • Chinelos
2. 
Legenda as seguintes peças de vestuário. Vestido • Casaco • Cachecol
Usa o vocabulário que te é fornecido. Calções • Luvas • T-shirt

a. b. c.

d. e. f.

g. h. i. j.

2.1. Das peças de vestuário acima apresentadas, indica as que levarias para um passeio na
neve. Justifica a tua resposta.

3. 
A Cate tem de comprar algumas coisas. Preenche os espaços com as letras em falta e
descobre quais são os estabelecimentos onde deverá ir.

c. F A_ _ Á _ _ A
a. P D I
CEPE-TC1LP © Porto Editora

b. S_ P A_ _R I _

d. S PE ER _D_ e. P RF A I

95
4. 
Lê atentamente os diálogos e responde às questões que te são colocadas.

CEPE-TC1LP © Porto Editora


– Beatrice, amanhã queres ir ao cinema?
– Não sei, Sophie… Tenho de perguntar aos meus pais se me deixam e se me
emprestam dinheiro para o bilhete.
– Não te preocupes com o bilhete que a empresa onde o meu pai trabalha ofereceu
os bilhetes.
– Ah… que bom! Então vou perguntar aos meus pais se posso ir e já volto a
ligar-te, sim?
– Claro, fico à espera do teu telefonema.

– Mãe, pai!
– Diz, Beatrice. O que foi?
– A Sophie ligou a convidar-me para ir ao cinema amanhã. A empresa do pai dela
ofereceu bilhetes… Posso ir, posso?
– Hmmmm… como estás de férias e conhecemos bem a família da tua amiga,
podes ir, sim!
– Boa, boa, boa! Obrigada… Vou já ligar-lhe a confirmar.

4.1. Que convite é que a Sofia fez à Beatrice?

4.2. Qual foi a primeira resposta da Beatrice?

4.3. Quanto custam os bilhetes?

4.4. Com quem é que a Beatrice falou antes de dar uma resposta à amiga?

4.5. O que é que disseram os pais à Beatrice?

5. 
E tu? Costumas ir ao cinema? Lembras-te do último filme que viste? Escreve um breve
texto em que resumas o conteúdo do filme.

96
Unidades 13 14 e Teste de Avaliação

Nome: Turma: N.°:


Data: - - Enc. Educação:
Professor/a: Avaliação:

1. Lê com atenção a notícia e responde às questões colocadas.

AÇÃO SOLIDÁRIA DISTRIBUI


5 TONELADAS DE ALIMENTOS.
Iniciativa conjunta da Câmara de Lisboa e da Missão Continente.
Foi com a distribuição de cinco toneladas de alimentos por 2500 pessoas que
terminou a "Festa do Continente". A ação de solidariedade, uma iniciativa da Câmara
Municipal de Lisboa e da Missão Continente, partiu este domingo do Parque do
Moinho do Penedo, em Monsanto, Lisboa. Depois da festa de ontem no Parque
Eduardo VII, em Lisboa, que culminou com um concerto de Tony Carreira, este
domingo foi dia de ajudar as famílias mais carenciadas, uma iniciativa que contou
com a ajuda de dezenas de voluntários de 27 entidades, no ano em que a cidade de
Lisboa é a Capital Europeia do Voluntariado.
in http://www.cmjornal.xl.pt/nacional/sociedade/detalhe/acao_solidaria_distribui_5_toneladas_de_
alimentos.html

1.1. Quem foram os responsáveis por esta iniciativa?


1.2. Por quantas pessoas foram distribuídos os alimentos recolhidos?


1.3. Onde se realizou a festa solidária?


1.4. Quem foi o artista que atuou nesta festa?


CEPE-TC1LP © Porto Editora

1.5. Esta ação tornou-se ainda mais especial este ano. Porquê?

CEPE-TC1LP-7 97
2. 
Legenda os principais bens alimentares doados.

CEPE-TC1LP © Porto Editora


a. A b. F c. L d. Á

e. M f. O g. S h. G

3. 
Já fizeste parte de alguma ação de voluntariado ou já contribuíste para alguma? Conta
a tua experiência.

4. 
O John é um fã de música. Ajuda-o a estabelecer a ligação entre os instrumentos e o
seu nome.

a.  tambor

b.  piano

c.  saxofone

d.  violino

e.  bateria

98
5. 
Analisa o cartaz e indica se as afirmações são verdadeiras (V) ou falsas (F).
Corrige as falsas.

Noite de
Fados
MARIA DO CARMO E CARLOS RODRIGUES
Concerto Solidário

Local: Sede dos Bombeiros Voluntários


Horário: 22h
Bilhete: roupa usada; arroz; feijão; massa; leite.

a. O cartaz faz alusão a um concerto de rap.

b. Os artistas vão cantar fados.

c. O concerto tem um objetivo solidário.

d. O espetáculo terá lugar no Pavilhão Desportivo.

e. O concerto começa às 21 horas.

O bilhete tem um valor simbólico de doação de roupa e alimentos.


f. 

6. A tua escola vai fazer um concerto solidário com uma banda formada por alguns
alunos. Cria um cartaz em que publicites o evento, indiques local, dia e hora do mesmo,
assim como o valor do bilhete. Imagina um slogan apelativo.
CEPE-TC1LP © Porto Editora

99
15 16 Teste de Avaliação

CEPE-TC1LP © Porto Editora


Unidades e

Nome: Turma: N.°:


Data: - - Enc. Educação:
Professor/a: Avaliação:

1. Identifica os diferentes meios de comunicação presentes.

a. R b. T c. R

d. J e. I

1.1. Qual dos meios de comunicação anteriores mais usas para te manteres informado/a?

2. Preenche o texto com as palavras que se encontram na caixa.

informações • Internet • mundo • televisão • rapidez • veículos       


    rádio • acesso • meio de comunicação • cor • país 

Antigamente, as pessoas ouviam muito a. ou, como se dizia, a telefonia. Era


assim que sabiam b. sobre o seu c. e sobre o resto do d. .
Mais tarde, surgiu a e. ainda a preto e branco. Anos mais tarde, a mesma
ganhou f. e tornou-se no mais importante g. e informação.
Atualmente, a par destes dois grandes h. comunicativos surge também a
i. que conquista terreno pela sua j. e facilidade de k. .

100
3. Lê o texto sobre as redes sociais e responde às questões colocadas.

As redes sociais permitem partilhar informação com pessoas em todo o mundo.


A questão que se coloca é: como ajudar as crianças e os jovens a permanecerem
ligados de forma segura?
Com algumas dicas é possível proteger informações pessoais partilhadas nas
redes sociais. Saiba como.
Público ou privado
Por defeito, o perfil do utilizador nas redes sociais tem apenas definido um nível
mínimo de privacidade. Para aumentar a proteção do perfil de uma criança ou jovem
existem duas definições básicas que podem ser alteradas:
Público: “Tudo pode ser visto por toda a gente”.
Restrito ou privado: “Ninguém pode ver nada, a não ser que eu queira”.
O primeiro passo no sentido da proteção da privacidade é encorajar a criança ou o
jovem a escolher no seu perfil a definição “restrito” ou “privado”.
Bloquear
Em segundo lugar, é preciso decidir a quem será permitido ver o perfil da criança
ou jovem. O melhor é só aceitar como “amigos” pessoas conhecidas. Se surgirem
contactos indesejados entre os “amigos” é sempre possível bloquear esses intrusos.
in http://www.educare.pt/noticias/noticia/ver/?id=24103

3.1. O que permitem as redes sociais?


3.2. Como costuma estar definido o perfil do utilizador?


3.3. O que se pode fazer para aumentar a proteção do perfil?


3.4. No que consiste a ação de “bloquear”?


4. Tu costumas usar redes sociais? Quais as que mais utilizas e para que finalidade? Tens
cuidado com o teu perfil e as publicações que fazes? Num breve texto, responde às
questões colocadas.

CEPE-TC1LP © Porto Editora

101
5. Completa com as letras em falta e descobre alguns dos países onde se fala português.

CEPE-TC1LP © Porto Editora


b
a c
M Ç B Q U
G A G NÉ – IS
A

d e

P R GA B A L

5.1. Recordas-te de mais algum país onde também se fala português? Escreve o seu nome.

6. Analisa o gráfico sobre os principais destinos turísticos de sonho da turma do Ralph e


indica se as afirmações são verdadeiras (V) ou falsas (F). Corrige as falsas.

DESTINOS TURÍSTICOS DE SONHO


5

2 2

Espanha Brasil Egito Portugal Austrália

a. Apenas um aluno sonha ir a Espanha.

b. O principal destino escolhido é a Austrália.

c. Nenhum destino tem o mesmo número de adeptos.

d. São 5 os alunos que elegem o Brasil como destino turístico de sonho.

e. A turma tem um total de 17 alunos.

102
Teste Intermédio A1
Nome: Turma: N.°:
Data: - - Enc. Educação:
Professor/a: Avaliação:

1. Ouve o diálogo com atenção e seleciona a resposta correta. ➜ Faixa 1

a. Qual a nacionalidade da Marina?


inglesa portuguesa espanhola

b. De onde é o Luís?
Rio de Janeiro, Brasil Lisboa, Portugal São Paulo, Brasil

c. Como se chama o elemento porto-riquenho do grupo?


David Luís Javier

d. Qual a nacionalidade da Helen?


inglesa francesa americana

e. Que língua fala a Louise?


espanhol inglês francês

2. Presta atenção à música que se segue e descobre qual a profissão descrita. ➜ Faixa 2

Amassa a a. , junta o b.
Põe fermento e c. no final.
Amassa a farinha, d. o sal
Põe e. e água no final.
O f. faz o pão
Faz o g. para eu comer
O pão é um h. essencial para crescer!
Fazer pão é uma i. , que o padeiro inventou
Eis aqui uma j. que ele mesmo nos ensinou
Liga o k. bem quentinho
Quero o pão l. tostadinho
CEPE-TC1LP © Porto Editora

m. e cresce sem parar


Que fofinho, vou n. !

103
3. Assinala com X a resposta correta.

CEPE-TC1LP © Porto Editora


a) A Madalena foi à sapataria.
Nesse local, pode comprar:
canetas
sapatos
óculos
bolachas

b) A Catarina quer comprar um dicionário.


Onde se deve dirigir?
peixaria
sapataria
talho
livraria

c) O Rui está doente. Onde deve ir?


ao professor
ao cozinheiro
ao médico
ao sapateiro

d) A Maria quer ajudar a sua mãe a preparar o jantar.


Onde está?
na cozinha
no quarto
na casa de banho
no sótão

e) A Filipa está a preparar a mochila da escola.


O que deverá colocar?
anel
estojo
pente
moldura

104
4. Lê o texto com atenção. Assinala as afirmações com Verdadeiro (V) ou Falso (F).

ACAMPAMENTOS DE VERÃO
Os acampamentos de verão são uma tradição
americana que teve início no século XIX (19).
Rapazes e raparigas passam cerca de 6 semanas a
acampar debaixo de um céu estrelado e a cantar à
volta da fogueira. Mas eles não estão sozinhos:
existem monitores que criam atividades que lhes
permitem aumentar a confiança, a autonomia e
desenvolver novas capacidades.
Num lago perto da fronteira com o Canadá, o
Mike está a viver numa ilha com outros 85 jovens.
Não existe eletricidade, água corrente ou casa de
banho comum. Os barcos são o único meio de
ligação com o mundo moderno!

a) Os acampamentos são típicos do século XVII (17).

b) Rapazes e raparigas ficam cerca de 6 semanas a acampar.

c) Os jovens cantam em torno da fogueira e desenvolvem a autonomia.

d) Os adolescentes estão totalmente sozinhos.

e) O Mike está numa ilha sem eletricidade.

Não se existe qualquer ligação entre a ilha e o mundo moderno.


f) 

5. Completa o texto com as palavras que estão dentro do quadro.

des • Matemática
museus • rapaz • escola • seus • natação • catorze • sua • muito • ativida

O Ricardo é um a. com b. anos. Ele anda na c. ea


d. disciplina preferida é e. . Também gosta f. das
aulas de g. e de Ginástica, porque é fã de desporto!
CEPE-TC1LP © Porto Editora

Nos h. tempos livres pratica muitas i. culturais: desde visitar


j. a ir frequentemente ao teatro.

105
6. 
Vais à Biblioteca Municipal pela primeira vez e necessitas de fazer o teu registo para

CEPE-TC1LP © Porto Editora


poderes requisitar livros. Completa o formulário com os teus dados pessoais.

Ficha de Inscrição
• Nome

• Idade

• Data de nascimento

• Local de nascimento

• Ano de escolaridade

• Nome do pai

• Nome da mãe

• Morada

• Passatempos preferidos

• Livros preferidos

7. 
No regresso a casa, deixaste o teu livro de Português no autocarro.
Deixa uma pequena mensagem na secção de Perdidos e Achados do terminal de
autocarros a dizer que livro perdeste, a caracterizá-lo e a explicar por que é que
necessitas de o encontrar rapidamente. Deves deixar o teu contacto.

106
TESTE GLOBAL A1
Nome: Turma: N.°:
Data: - - Enc. Educação:
Professor/a: Avaliação:

1. Ouve o texto com atenção. Completa os espaços em branco. ➜ Faixa 3

O Daniel vive em a. em casa dos b. . Ele tem c.


anos e, como todos os rapazes da sua idade, anda na d. . O Daniel é
e. , moreno e tem os olhos f. . Todos os dias o Daniel lê e
escreve, pois quer ser g. quando for grande.
A irmã do Daniel chama-se h. e também vive com os pais, o Sr. Adriano e
a D. Júlia Cardoso. A Maria tem i. anos e vai sempre com o irmão para a
escola. Ela é j. , tem olhos k. , muito brilhantes e o cabelo
l. muito comprido.
O Daniel e a Maria têm um m. , o Bobby. Eles gostam muito de brincar com
o cão quando vêm da escola.

2. Presta atenção a cada um dos diálogos e descobre onde decorrem as ações. ➜ Faixa 4

sapataria • hospital • padaria • escola • biblioteca

2
1 3

– Ai, ai, ai!


– Boa tarde! Queria levar – João, não podes mexer o braço, – Professora, pode
este livro, por favor. voltar a explicar o
está partido… Vamos pôr gesso e
- Tens o teu cartão dar-te comprimidos para as dores. exercício 4?
de leitor? Vais ficar melhor! – Claro, Rita!
- Sim, está aqui! Meninos façam
silêncio…
4
5

– Boa tarde, o pão está quentinho?


CEPE-TC1LP © Porto Editora

38?
– Sim, sim… acabou de sair! – Tem este modelo de ténis número
– Então, quero 6 carcaças, por favor. – Só um momento. Vou verificar…

107
3. 
O John enviou várias mensagens através do telemóvel.

CEPE-TC1LP © Porto Editora


Lê as frases. A cada frase corresponde uma mensagem enviada pelo John. Identifica a
mensagem que corresponde a cada frase.

a) O John convida a Mariana para ir almoçar com ele.

1 2 3
Queres ir comer à Não posso, Queres ir comer à
hamburgueria? tenho de estudar. hamburgueria?

Mensagem número:

b) O John quer comprar um CD dos One Direction e pede um conselho a um amigo.

1 2 3
Já ouvi o último CD dos Vou comprar o CD dos Vou comprar o último
One Direction e adorei! One Direction. CD dos One Direction.
Achas bem?
Mensagem número:

c) O John está a arranjar-se para o baile de finalistas e pede uma gravata verde ao tio.

1 2 3
É preciso levar Posso levar a tua Não tenho uma
gravata verde? gravata verde? gravata verde.

Mensagem número:

d) O John não se recorda do nome da professora de Português.

1 2 3
A professora de Português Não conheço o nome da Como se chama a professora
chama-se Teresa? professora de Inglês. de Português
da Rute?
Mensagem número:

e) O John vai estudar para casa da Mariana.

1 2 3
Encontramo-nos na Às 11h em tua casa Queres vir estudar
biblioteca. para estudar! cá a casa?

Mensagem número:

108
4. De acordo com o texto, assinala se as afirmações são verdadeiras (V) ou falsas (F).

A escola da Sofia tem um Clube de Música. Podem fazer parte do clube todas
as pessoas que gostam de música, que cantam e que sabem ou querem aprender
a tocar um instrumento. Ela já se inscreveu e agora é membro de um grupo que
se chama “Musical”.
O Clube vai fazer uma festa na escola em junho: a Festa da Música. Vão
convidar muitas pessoas: os professores, os alunos de toda a escola e os pais. Vai
haver um concurso com músicas típicas de vários países. O Clube convidou
alguns cantores que vão ensinar canções em várias línguas.

a) Há um Clube de Línguas na escola da Sofia.


b) Quem gosta de música pode fazer parte do Clube.
c) A Sofia está inscrita no grupo “Musical”.
d) Vai ser feita uma festa em julho.
e) Toda a comunidade escolar está convidada para a Festa.
Só haverá música portuguesa na Festa da Música.
f) 

4.1. Corrige as afirmações que consideraste falsas.

5. Completa o texto com as palavras que se encontram no quadro.

mundo • Portugal • restaurantes • novo • celebrações • ano


foguetes • frio • badalada • doze • desejos • mar

A chegada de mais um a. é sempre motivo de festa. Em todo o b.


há c. que, na maior parte das vezes, inclui fogo-de-artifício e d. .
As pessoas juntam-se em e. , bares, salões ou em lugares públicos para
receberem o ano f. .
Há muitos que, esquecendo o g. que faz, vão para o h. dar o seu mergulho.
CEPE-TC1LP © Porto Editora

Em i. , quando tocam as j. badaladas, as pessoas formulam


k. para o ano que entra e comem passas ao som de cada l. .

109
6. 
Tu e a tua família tencionam reciclar muitas coisas este ano e querem que todos os

CEPE-TC1LP © Porto Editora


vossos vizinhos também participem.
Escreve um bilhete para colocar em todas as caixas de correio da tua rua. No teu
bilhete:
• diz quem tu és (o teu nome, morada) e quantas pessoas vivem na tua casa;
• indica uma coisa que já reciclas e duas coisas mais que pretendes reciclar;
• explica a razão por que queres reciclar mais;
• sugere uma ideia para ajudar a promover reciclagem no teu bairro.

7. 
Lê o seguinte postal:

Olá Denise,
Ainda não recebemos notícias
tuas e da tua família. Como foi a
viagem de regresso?
Já começaste as aulas? Os pais
já voltaram ao trabalho?
Temos saudades vossas e ainda
agora foram embora!
Gostaste de estar cá?
Divertiste-te? Queres voltar nas
próximas férias? Escreve!
Beijinhos,
Patrícia e restante família


Imagina que és a Denise e escreve à Patrícia e aos seus familiares, respondendo às
perguntas que eles fizeram no postal que te enviaram.

110
Roteiro A1  Sugestões de trabalho e soluções

Soluções Testes de avaliação


a.

10.
1 2
Primavera b.
Unidades e Teste de Avaliação
Verão
1. c.
Outono
Países Nacionalidades Cores Números d.
Portugal francesa verde doze Inverno
Espanha americana amarelo vinte
Alemanha canadiana branco dez 10.1 Num breve texto, bem estruturado, o aluno deve
Austrália belga azul quatro mencionar qual a sua estação do ano preferida e
apresentar argumentos que sustentem a sua opção.
2. 11. Num breve texto, bem estruturado, o aluno deve
a. México português referir qual o seu espaço preferido no recinto escolar e
apresentar as razões que estão na base da sua escolha.

Estados Unidos francês e


b. da América inglês

c. Portugal espanhol
Unidades 3 e 4 Teste de Avaliação

1. a. Na segunda-feira, o Noah foi com o gato ao


veterinário. b. Na terça-feira, o Noah andou de bicicleta.
d. China francês
c. Na quarta-feira, ele jogou futebol. d. Na quinta-feira,
andou de baloiço. e. Na sexta-feira, o Noah dormiu em
e. casa da Nicole. f. No sábado, ele foi ao cinema com os
Canadá inglês
amigos. g. No domingo, ouviu a história do avô.

f. 2. O aluno deverá produzir um breve texto em que


França mandarim descreva o que fez no fim de semana passado.

3. a) Ela é sueca / sueco. b) Eles são americanos / 3. O dia tem 24 (vinte e quatro) horas.
Uma hora tem 60 (sessenta) minutos.
americanas. c) Tu falas francesa / francês. d) Nós falamos
Um minuto tem 60 (sessenta) segundos.
português / portuguesa. e) Ela vive na Canadá / no Canadá.
f) Eu sou no Portugal / de Portugal. g) Ele vive em Paris / 4. 7:30 – são sete e meia
no Paris. h) Elas são nos Estados Unidos / dos Estados 22:00 – são dez da noite
Unidos. 9:15 – são nove e um quarto
4. a) Ela chama-se Sofia. b) Como é que te chamas? 12:45 – é meio-dia e quarenta e cinco
c) Ele tem treze anos. d) Nós vivemos no Canadá. 17:40 – são vinte para as seis da tarde
5. a) caneta b) francês c) lápis d) filha 10:00 – são dez da manhã

6. Num breve texto, bem estruturado, o aluno deve 5. a. basquetebol; b. futebol; c. ténis; d. hóquei;
mencionar o aspeto físico da personagem e indicar e. natação; f. patinagem
algumas possíveis características psicológicas da mesma. 6. a. andar de skate; b. fazer mergulho; c. praticar surf;
7. a. lápis; b. borracha; c. afia; d. tesoura; e. régua. d. jogar voleibol; e. jogar golfe.

8. O/A aluno/a deverá assinalar as seguintes disciplinas:


história; francês; português; inglês; matemática;
CEPE-TC1LP © Porto Editora

geografia; química; ciências


9. Segunda; Terça; Quarta; Quinta; Sexta; Sábado; Domingo

111
5 6 9 e 10

CEPE-TC1LP © Porto Editora


Unidades e Teste de Avaliação Unidades Teste de Avaliação

1. a. maçã; b. (pacote de) leite; c. sumo de laranja; 1.


d. pão; e. cenoura; f. iogurte. 1.1 a. O Miguel é um rapaz muito simpático.
2. a. sopa; b. omelete; c. ovo estrelado; d. salsicha; b. Ele mora numa cidade pequena.
e. bitoque; f. bacalhau; g. frango frito. c. A cidade tem muitas casas, uma escola, um cinema, um
3. O/A aluno/a deverá produzir um breve texto no qual restaurante e um jardim.
diga qual o seu prato favorito e o motivo da sua escolha. d. O Miguel mora na Rua das Camélias, perto da escola,
a. cansado; b. contente; c. triste; d. zangado. por isso vai a pé para lá.
e. Os avós moram noutra cidade, então o Miguel vai de
4. carro com os pais: senta-se no banco de trás e coloca
4.1 Os elementos são: olho / nariz / boca / orelha / pescoço. sempre o cinto de segurança.
4.2 Podemos encontrar o cotovelo no braço. f. O pai do Miguel é um bom condutor e respeita sempre
4.3 Um pé tem cinco dedos. as regras de trânsito.
5. 1.2 O/A aluno/a deverá produzir um breve texto no qual
descreva o local onde mora e indique as facilidades e os
6. a. febre; b. apendicite; c. varicela; d. constipação. estabelecimentos que lá existem.
7. a. tomar duche/banho; b. lavar os dentes; c. lavar a 2. 1. B; 2. C; 3. F; 4. E; 5. D; 6. A
cara; d. lavar as mãos.
3. O/A aluno deverá indicar em algumas frases as
situações em que utiliza as seguintes expressões: Boa
sorte! / Até amanhã! / Posso entrar? / Muito prazer! / As
Unidades 7 e 8 Teste de Avaliação melhoras…
4.
1. a. cão; b. ovelha; c. cavalo; d. coelho; e. gato; f. vaca; 4.1 Fevereiro.
g. leão; h. águia. 4.2 Os alunos deverão enumerar: janeiro, fevereiro, março,
maio, julho, agosto, outubro e dezembro.
2. O/A aluno/a deverá produzir um breve texto no qual
indique qual o seu animal preferido e enumere algumas 5. a. Inverno; b. Primavera; c. Verão; d. Outono.
razões para a sua escolha. 6. O/A aluno deverá indicar qual a sua estação do ano
3. Animais selvagens – leopardo, leão, águia, zebra, preferida e os motivos da sua escolha.
girafa
Animais domésticos – cão, periquito, gato, tartaruga
4.
4.1 a. F; b. V; c. V; d. F
Unidades 11 e 12 Teste de Avaliação

a. Não se deve alimentar o cão com restos da nossa 1.


comida, porque os animais podem ficar doentes. 1.1 a. … recebeu algum dinheiro.
d. Cada um de nós é responsável pelo seu animal de b. … o avô Henrique abriu-lhe uma conta no banco.
estimação.
c. … onde guarda a semanada que os pais lhe dão.
4.2 O/A aluno/a deverá indicar se tem algum animal de
d. … para comprar um jogo de computador.
estimação. Em caso afirmativo terá que indicar o seu nome
e a comida que ingere. e. … jogar com os amigos.
1.2 O/A aluno/a terá que produzir um breve texto no qual
5. a. x; b. √; c. x; d. √ indique se tem algum mealheiro onde poupe o seu dinheiro
6. O/A aluno/a deverá escrever uma carta como se fosse o ou uma conta bancária aberta por um familiar.
Noah e endereçá-la ao primo da personagem, contando 2. a. casaco; b. chinelos; c. calções; d. boné; e. luvas;
tudo o que sabe sobre problemas ambientais e várias
f. t-shirt; g. botas; h. vestido; i. gorro; j. cachecol.
formas de proteger o ambiente.
2.1 Das peças de vestuário acima apresentadas, o/a
aluno/a deverá indicar aquelas que levaria para um passeio
na neve (casaco, luvas, botas, gorro, cachecol),

112
Roteiro A1  Sugestões de trabalho e soluções

argumentando que são peças de vestuário que permitem o


aquecimento num clima frio.
3. a. padaria; b. sapataria; c. farmácia; d. supermercado;
Unidades 15 e 16 Teste de Avaliação

e. perfumaria 1. a. revista; b. televisão; c. rádio; d. jornal; e. Internet


4. 4.1 A Sophie convida a Beatrice para ir ao cinema. 1.1 O/A aluno/a deverá produzir um breve texto no qual
indique qual dos meios de comunicação anteriores mais
4.2 A Beatrice diz que tem que perguntar aos pais se a
usa para se manter informado/a.
deixam ir.
4.3 Os bilhetes foram oferecidos pela empresa do pai da 2. a. rádio
Sophie. b. informações
4.4 Antes de dar uma resposta à amiga, a Beatrice falou c. país
com os pais. d. mundo
4.5 Os pais disseram-lhe que como estava de férias e e. televisão
conheciam bem a família da amiga, ela poderia ir! f. cor
5. O/A aluno/a deverá escrever um breve texto no qual g. meio de comunicação
indique se costuma ir ao cinema e se se lembra do último h. veículos
filme que viu. Deverá igualmente resumir o conteúdo do i. Internet
mesmo.
j. rapidez
k. acesso
3.
Unidades 13 14 e Teste de Avaliação 3.1 As redes sociais permitem partilhar informação com
pessoas em todo o mundo.
1. 3.2 O perfil do utilizador nas redes sociais tem apenas
1.1 Esta foi uma iniciativa conjunta da Câmara Municipal definido um nível mínimo de privacidade.
de Lisboa e da Missão Continente. 3.3 Para aumentar a proteção do perfil de uma criança ou
1.2 Os alimentos foram distribuídos por 2500 pessoas. jovem, dever-se-á escolher a definição “restrito” ou
1.3 A festa realizou-se no Parque Eduardo VII, em Lisboa. “privado”.
1.4 O artista que atuou na festa foi o Tony Carreira. 3.4 Consiste em não permitir que contactos indesejados ou
1.5 Porque este ano a cidade de Lisboa é a Capital Europeia intrusos acedam ao perfil.
do Voluntariado. 4. O/A aluno/a deverá escrever um breve texto no qual
2. a. azeite; b. feijão; c. leite; d. água; e. massa; f. óleo; indique se costuma usar redes sociais e quais as que mais
g. salsichas; h. grão utiliza e para que finalidade. Deverá igualmente mencionar
se tem cuidado com o seu perfil e as publicações que faz.
3. O/A aluno/a deverá escrever um breve texto no qual
indique se já fez parte de alguma ação de voluntariado ou já 5. a. Angola; b. Moçambique; c. Guiné-Bissau;
contribuiu para alguma. Terá que contar a sua experiência. d. Portugal; e. Brasil
5.1 O/A aluno/a poderá indicar Timor-Leste, Guiné
4. a. piano; b. bateria; c. violino; d. saxofone; e. tambor Equatorial, Cabo Verde ou São Tomé e Príncipe
5. a. F; b. V; c. V; d. F; e. F; f. V. 6. a. V; b. F; c. F; d. V; 5. F
a. O cartaz faz alusão a um concerto de fados / uma noite de b. O principal destino escolhido é o Brasil.
fados.
c. Egito e Portugal são destinos que têm o mesmo número
d. O espetáculo terá lugar na Sede dos Bombeiros de adeptos (2).
Voluntários.
e. A turma tem um total de 14 alunos.
e. O concerto começa às 22 horas.
6. O/a aluno/a terá que criar um cartaz onde publicite um
concerto solidário com uma banda formada por alguns
alunos da escola. Terá que indicar o local, o dia e a hora do
mesmo, assim como o valor do bilhete. Por fim, deverá
CEPE-TC1LP © Porto Editora

imaginar um slogan apelativo.

CEPE-TC1LP-8 113
Soluções Teste intermédio A1

CEPE-TC1LP © Porto Editora


1. j. receita
k. forno
Faixa 1 l. bem
Marina: Olá, eu sou a Marina! m. Coze
Luís: Olá, eu sou o Luís. n. provar
Marina: Eu sou portuguesa. E tu?
3. a) A Madalena foi à sapataria. Nesse local pode
Luís: Sou brasileiro. Venho de São Paulo. comprar: sapatos
Marina: Eu sou de Lisboa. Sou lisboeta ou alfacinha.
b) A Catarina quer comprar um dicionário. Onde se deve
Luís: Alfacinha… que engraçado! Este é o Javier. dirigir? À livraria
Marina: Olá. Não és português, pois não?
c) O Rui está doente. Onde deve ir? Ao médico
Javier: Não. Sou de Porto-Rico.
d) A Maria quer ajudar a sua mãe a preparar o jantar. Onde
Marina: A sério? Que giro! Olha, aquela é a Helen. Ela é está? Na cozinha
americana.
e) A Filipa está a preparar a mochila da escola. O que
Helen: Olá a todos! Esta é a Louise! deverá colocar? estojo
Marina: Muito prazer em conhecer-te! És francesa?
Louise: Não. Sou canadiana, de Montreal. 4. a) F; b) V; c) V; d) F; e) V; f) F.
Marina: Ah… E falas francês? 5. a. rapaz
Louise: Falo. b. catorze
Marina: Está a tocar! Temos de ir para as aulas! c. escola
Luís: Até logo! d. sua
e. Matemática
a. portuguesa
f. muito
b. São Paulo, Brasil
g. natação
c. Javier
h. seus
d. americana
i. atividades
e. Francês
j. museus
2. a. farinha 6. O aluno deverá preencher o formulário com os seus
b. sal dados pessoais corretamente escritos, assim como
c. água mencionar quais os passatempos preferidos (ler, nadar,
d. junta dançar, ouvir música, jogar futebol…) e os livros favoritos.
e. fermento 7. O aluno deverá escrever uma breve mensagem a
f. padeiro informar que perdeu o livro de Português e descrevê-lo
g. pão com algum pormenor (nome, capa, cor…). Deverá
h. alimento igualmente enunciar as razões por que necessita de o
i. arte encontrar rapidamente, deixando o seu contacto pessoal
para eventual comunicação.

114
Roteiro A1  Testes de Avaliação – Soluções

Soluções Teste global A1


1. 3. a. 1;
b. 3;
Faixa 3 e resolução c. 2;
O Daniel vive em a. Lisboa, em casa dos b. pais. Ele tem
d. 1;
c. catorze anos e, como todos os rapazes da sua idade,
anda na d. escola. O Daniel é e. alto, moreno e tem os
e. 2.
olhos f. pretos. Todos os dias o Daniel lê e escreve, pois 4. a. F;
quer ser g. escritor quando for grande. b. V;
A irmã do Daniel chama-se h. Maria e também vive com c. V;
os pais, o Sr. Adriano e a D. Júlia Cardoso. A Maria tem
d. F;
i. oito anos e vai sempre com o irmão para a escola. Ela
e. V;
é j. magra, tem olhos k. azuis muito brilhantes e o
cabelo l. louro muito comprido. f. F.
O Daniel e a Maria têm um m. cão, o Bobby. Eles gostam 4.1.
muito de brincar com o cão quando vêm da escola. a) Há um Clube de Música na escola da Sofia.
d) Vai ser feita uma festa em junho.
2. f) Vai haver um concurso com músicas típicas de vários
países, pois o Clube convidou alguns cantores que vão
Faixa 4 ensinar canções em várias línguas.
Diálogo 1 5. a. ano
– Boa tarde! Queria levar este livro, por favor.
b. mundo
– Tens o teu cartão de leitor?
c. celebrações
– Sim, está aqui!
d. foguetes
Diálogo 2
e. restaurantes
– Ai, ai, ai!
f. novo
– João, não podes mexer o braço, está partido… Vamos
g. frio
pôr gesso e dar-te comprimidos para as dores. Vais ficar
h. mar
melhor!
i. Portugal
Diálogo 3
j. doze
– Professora, pode voltar a explicar o exercício 4?
k. desejos
– Claro, Rita! Meninos, façam silêncio…
l. badalada
Diálogo 4
– Boa tarde, o pão está quentinho? 6. O aluno deverá produzir um breve texto em que se
– Sim, sim… acabou de sair! apresente e fale no número de pessoas que consigo
habitam. Deverá, igualmente, indicar algo que já recicle,
– Então, quero seis carcaças, por favor.
bem como outros dois produtos que tencione começar a
Diálogo 5 reciclar, explicando o motivo que o leva a querer reciclar
– Tem este modelo de ténis número 38? mais. Por último, deverá sugerir uma ideia que ajude a
– Só um momento. Vou verificar… promover a reciclagem no bairro.

Diálogo 1 Na biblioteca
7. O aluno deverá produzir uma breve carta / um postal
em que relate como foi o regresso a casa e responda às
Diálogo 2 No hospital
questões colocadas pela amiga, nomeadamente referindo
Diálogo 3 Na escola se as aulas já começaram e os seus pais já voltaram a
Diálogo 4 Na padaria trabalhar. Do mesmo modo, deverá referir se gostou dos
Diálogo 5 Na sapataria dias passados na companhia da amiga e família e se se
CEPE-TC1LP © Porto Editora

divertiu, revelando ou não desejo de retornar nas próximas


férias.

115
CEPE-TC1LP © Porto Editora
adicionais
3 Materiais
Materiais adicionais  À escuta!

À escuta! A1 Unidade 1

1. Ouve as apresentações e completa o quadro com os dados pessoais. ➜ Faixa 9

Línguas Cidade Cor


Nome Idade Nacionalidade
que fala onde mora preferida

1.1. Faz perguntas a um/a colega sobre o quadro. Confirmem as informações que cada um
registou!
Exemplos: De onde é o Thomas?
Que idade tem a María?

2. Ouve as descrições físicas e, no teu caderno, desenha as pessoas ➜ Faixa 11


de acordo com a descrição!
2.1. Agora, descreve uma pessoa a um/a colega. Ele deve desenhá-la. Verifica se o desenho
corresponde à tua descrição. Depois, é a vez de ele/ela descrever uma pessoa e a tua
vez de fazer o desenho!

3. Completa a árvore familiar de acordo com as informações dadas. ➜ Faixa 13

avós paternos avós maternos

pai mãe

eu
CEPE-TC1LP © Porto Editora

3.1. Descreve a tua família a um/a colega. Ele deve desenhar a tua árvore familiar. Verifica se
a árvore corresponde à tua família. Depois, é a tua vez de desenhares a árvore familiar
do teu/tua colega!
CEPE-TC1LP © Porto Editora
À escuta! A1 Unidade 2

1. Ouve as indicações do professor e numera as imagens de acordo com ➜ Faixa 14


a ordem em que são ditas.

2. Ouve onde estão os alunos e escreve os seus nomes nos sítios corretos. ➜ Faixa 15

sala de
computadores
sala de aula sala de aula
biblioteca

corredor

sala de aula sala de aula casa


entrada de
cantina banho

3. Completa o horário escolar segundo a tua imaginação. Depois, em pares, tu e um/uma


colega devem fazer perguntas um ao outro para completar o seu horário. No final,
verifiquem as respostas!
Exemplos: A que horas começas as aulas à terça-feira? / Tens inglês à quinta-feira?
Materiais adicionais  À escuta!

À escuta! A1 Unidade 3

1. Ouve a música e completa as palavras em falta. ➜ Faixa 17

Estou muito cansada de tanto a. …


Estou esgotada – preciso de descansar!
Quando b. terei mais energia
porque ao dormir carregamos baterias!

Boa noite, até amanhã


É hora de ir c. , é hora de ir para a cama…
É hora de ir d. , é hora de ir para a cama…
Boa noite, vamos lá para a cama!

Boa noite!
"Até amanhã!", Panda e os Caricas 2, Universal Music Portugal S.A., 2013

2. Ouve a descrição da rotina diária da Sílvia e assinala as afirmações ➜ Faixa 19


verdadeiras.
a. A Sílvia acorda às 5h30.

b. Ela toma o pequeno-almoço às 6h15.

c. A Sílvia vai para a escola de carro.

d. A Sílvia chega à escola antes das sete e meia.

e. Ela faz os trabalhos de casa na escola.

À tarde, a Sílvia vê televisão com os amigos.


f. 

g. Normalmente ela janta com a família às 18h00.

h. À noite ela e a família veem televisão.

3. Como é a tua rotina diária? Entrevista um/uma colega e anota as suas


respostas. Depois, é a vez de ele/ela te fazer as perguntas. No fim,
partilhem a vossa rotina com o resto da turma!

• A que horas acordas?

• Onde tomas o pequeno-almoço?


CEPE-TC1LP © Porto Editora

• A que horas sais de casa?

• Como vais para a escola?

•…
CEPE-TC1LP © Porto Editora
À escuta! A1 Unidade 4

1. Ouve o diálogo e responde às questões. ➜ Faixa 21

a. A Ana gosta de jogar futebol?


b. Que desporto ela prefere?


c. E o Gabriel, gosta de jogar futebol?


d. Qual é o desporto preferido do Gabriel?

2. Quem prefere o quê? Ouve e associa. a.


➜ Faixa 23

Jim c.

b.
Natalie

Carolina d.

David

f.
e.
Melissa

Adam

3. Para ti, qual é a forma perfeita de passar o tempo livre?


Com um grupo de colegas, faz um programa para uma
semana de férias para jovens da tua idade. Desenhem
um cartaz publicitário e apresentem as
vossas atividades ao resto da turma!
Materiais adicionais  À escuta!

À escuta! A1 Unidade 5

1. Ouve a conversa e assinala os alimentos referidos. ➜ Faixa 25

2. Ouve as descrições da cidade e assinala-as com verdadeiro (V) ➜ Faixa 27


ou falso (F) de acordo com a imagem.

a. Verdadeiro / Falso c. Verdadeiro / Falso

b. Verdadeiro / Falso d. Verdadeiro / Falso

3. Ouve os testemunhos e completa os espaços com a comida preferida ➜ Faixa 29


de cada um.
– Olá! Eu sou a Rose e a minha comida preferida é… a.
 !
CEPE-TC1LP © Porto Editora

– Eu sou a Eva e sou muito gulosa. Adoro b.


 !
– O meu nome é Carlos e a minha comida preferida é a c.
 !
– Eu sou o Benjamin e gosto muito de asas de d.
 fritas.
CEPE-TC1LP © Porto Editora
À escuta! A1 Unidade 6

1. Ouve o diálogo e completa os espaços em branco. ➜ Faixa 31

– O que tens, Nicole?




– Não me sinto bem... Dói-me a a.


 , o corpo e b. frio...
– Hum... Deves ter c.
 ! Dói-te mais alguma coisa?
– Sim… Dói-me a d.
 !
– Vamos telefonar ao e.
 . Já vais ficar melhor!

2. Ouve as frases e assinala os hábitos de higiene mencionados no texto. ➜ Faixa 33

3. Segue as instruções e mexe o corpo! ➜ Faixa 35


Materiais adicionais  À escuta!

À escuta! A1 Unidade 7

1. Ouve o texto e ordena as frases. ➜ Faixa 37

  le nunca deita lixo para o chão, recicla o papel, o plástico e o vidro, e anda sempre
E
de bicicleta ou transportes públicos.
 O meu tio Phil preocupa-se muito com o ambiente.
 Ele também é voluntário numa associação que mantém as florestas limpas!

1.1. Ouve novamente o texto e responde às questões. ➜ Faixa 37

a. C
 om que tema se preocupa o tio Phil?


b. Q
 ue ações realiza ele a favor do ambiente?


c. O
 que faz a associação onde ele é voluntário?

2. Ouve os sons dos animais. Identifica-os e indica a ordem (1, 2, 3, ... ) ➜ Faixa 39
pela qual os ouviste!

lobo gato vaca

leão pássaro cão

3. Ouve e associa os animais da Anna aos seus nomes. ➜ Faixa 41

a. cão
• Shadow
b. gato
• Max
c. pássaro
• Bella e Co
co
d. coelhos
• Lucky
CEPE-TC1LP © Porto Editora
CEPE-TC1LP © Porto Editora
À escuta! A1 Unidade 8

1. Ouve o e-mail e assinala as frases com V (verdadeiro) ou F (falso). ➜ Faixa 43

a. O Joel é de Nova Iorque.

b. Ele viajou sozinho.

c. O Joel e a família adoraram conhecer a cidade.

d. A família do Joel gostou muito da Broadway.

e. O Joel preferiu visitar a Estátua da Liberdade.

2. Ouve o texto e completa com as palavras adequadas. Pensa bem se se ➜ Faixa 45


escrevem com r ou rr!

O Ricardo e a Rita são a. . Hoje, eles acordaram b. e saíram a


c. de casa! Quando voltaram, encontraram o seguinte d. da mãe:
Meninos, receberam e. do Canadá, dos vossos f. . A carta está
ao lado da g. verde.
Beijinhos,
Mãe

3. Quem fez o quê? Ouve e associa cada um dos amigos ao que fez no fim ➜ Faixa 47
de semana passado.

fazer jogos

almoçar com os avós


Paula

fazer bolachas

Rick fazer um piquenique

apanhar sol

visitar os avós
Materiais adicionais  À escuta!

À escuta! A1 Unidade 9

1. Numera as situações de acordo com a gravação, como no exemplo. ➜ Faixa 49

cumprimentar despedir-se de lamentar responder a alguém que


agradecer
alguém alguém alguma coisa nos pede desculpa
1

2. Ouve a canção e assinala as regras de segurança presentes na música! ➜ Faixa 50

andar com atenção olhar para os dois lados antes de atravessar

dar a mão para atravessar a estrada andar pelo meio da estrada


esperar pelo sinal vermelho atravessar na passadeira

2.1. Ouve novamente a canção e acompanha, cantando!

Segurança para todos


Trim! Trim! Trim! P’ra atravessar a estrada
São horas de levantar, Escolhem sempre a passadeira.
De ir cedo para a escola, Esperam pelo sinal verde,
P’ra ter tempo de chegar! E passam sem brincadeira!
Mas antes de passar
De mochilas às costas
Cumprem o acordado:
Vão a Vera e o João.
Olhar para os dois lados
Sozinhos e a pé,
Sempre com muito cuidado!
Mas com muita atenção!
"Segurança para Todos", Sound Station Studio

3. Ouve a gravação e escreve as expressões no sítio correto. ➜ Faixa 51

a. Não se pode utilizar


• nos objeto
s expostos.
b. Não se pode falar
• fumar, b eber e comer.
c. Não se pode mexer

d. É proibido • na fila.

• o telemóve
l.
CEPE-TC1LP © Porto Editora

e. Não se pode tirar

Deve-se esperar
f.  • alto.

• fotografia
s.
CEPE-TC1LP © Porto Editora
À escuta! A1 Unidade 10

1. Ouve a descrição do tempo e responde às questões. ➜ Faixa 52

a. Que temperatura está hoje?


b. O céu está limpo?

c. Como está o chão?

d. Na tua opinião, que estação do ano é descrita no texto? Justifica.

2. Ouve o testemunho da Marie e assinala com V (verdadeiro) ou F (falso). ➜ Faixa 54


Corrige as afirmações falsas.
a. A estação preferida da Marie é o outono.
b. Ela faz anos em setembro.
c. Ela gosta de ver as folhas verdes nas árvores.
d. A Marie gosta de ouvir o som da chuva.

2.1. Qual é a tua estação do ano preferida? Partilha com os teus colegas as razões da tua
preferência!

3. Ouve a notícia e seleciona o título que corresponde ao que ouviste. ➜ Faixa 55

Vaga de calor Cheias matam Nevão obriga


na Europa três pessoas no Ohio a cancelar voos

3.1. Já alguma vez presenciaste um nevão?


Um sismo, chuvas torrenciais ou um
furação? Partilha a tua experiência
com o resto da turma!
Materiais adicionais  À escuta!

À escuta! A1 Unidade 11

1. Ouve o diálogo e seleciona as hipóteses corretas. ➜ Faixa 57

a. O diálogo passa-se num café / num restaurante / num supermercado.

b. A senhora pediu um sumo e um bolo / um café e um bolo / um café e um pastel de


bacalhau.
c. O filho pediu um sumo de maçã / de laranja / de ananás.

d. Eles pagaram 8,85 € / 9,95 € / 8,65 €.

2. Ouve as descrições e associa as peças aos preços corretos. ➜ Faixa 58

a. b.
c.

25,00 €
12,00 € 37,40 €

9,50 € 54,99 €
3,50 €
f.
e.
d.

3. Ajuda a Mia a fazer a mala! Ouve a lista e assinala as peças de roupa ➜ Faixa 59
e calçado que ela vai levar.

pijama saia cachecol biquíni meias

vestido camisola calças de ganga casaco


CEPE-TC1LP © Porto Editora

t-shirts sandálias gorro chapéu para o sol calções


CEPE-TC1LP © Porto Editora
À escuta! A1 Unidade 12

1. Ouve o diálogo e assinala as frases com V (verdadeiro) ou F (falso). ➜ Faixa 61


Corrige as afirmações falsas.
a. A Ana não tem planos para o fim de semana.

b. O amigo quer ir a um concerto.

c. A Ana quer ir ver um filme de terror.

d. Os dois amigos decidem ir ao teatro.

2. Ouve a leitura da página do diário da Ana e completa com as palavras ➜ Faixa 62


em falta.

Querido diário,
Hoje fui ao a. com o Josh. Foi tão bom! Encontrámo-nos junto à b.
e o Josh ofereceu-me o bilhete. Também comprámos c. e refrigerantes. O
d. começava às 16h45 mas nós chegámos antes. Sentámo-nos nos nossos
lugares e, enquanto passavam os e. , conversámos sobre tantas coisas!...
Depois, o filme começou. Foi tão f. , rimos imenso!
Quando o filme terminou, fomos comer um g. e continuámos a conversar
até chegar a hora de voltar para casa… Foi uma h. perfeita!

3. Em pares, convida um/uma colega para uma das atividades do programa cultural da
Associação Tu Cá Tu Lá. Depois, é a vez de ele/ela escolher uma atividade e de te
convidar!

Sessão de cinema Concerto


Teatro amador
A Idade do Gelo 3 Cuca Roseta
Sáb. 15h30 Sempre a Abrir! Sábado 19h30
Domingo 16h00
Materiais adicionais  À escuta!

À escuta! A1 Unidade 13

1. Ouve o anúncio e completa com as palavras em falta. ➜ Faixa 64

a. ! Obrigado pelas 2100 toneladas de b. doados. Obrigado


pelo esforço e dedicação dos 42 mil c. que ao longo deste fim de semana
trabalharam incansavelmente nesta campanha. Obrigado por nos ajudar a dar uma
d. digna a 410 mil portugueses. Obrigado a todos aqueles que ao longo
deste fim de semana nos receberam de braços abertos e sorriso na cara. Obrigado por
continuar a e. esta causa… Obrigado!
Banco Alimentar contra a f. – Alimente esta ideia!

2. Ouve a notícia e assinala as afirmações com V (verdadeiro) ou F (falso). ➜ Faixa 65


Corrige as afirmações falsas!
a. A Associação REMAR distribuiu 200 refeições.

b. Participaram cerca de 50 voluntários.

c. A Associação distribuiu frango assado por dezenas de pessoas.

d. Vanessa Figueiredo tem 33 anos.

e. Ela é sem-abrigo e não tem família.

3. Ouve os testemunhos e assinala as razões citadas para ser voluntário. ➜ Faixa 67

Sou voluntário…
• … para ajudar a tornar o mundo melhor!

• … por amor!

• … porque tenho muito tempo livre!

• … porque sou solidário.

• … porque dar faz cada dia valer a pena-

• … porque dá sentido à vida!

• … porque é bom para mim e é bom para os outros!

• … porque é bom ao nível profissional.

• … porque é necessário.
CEPE-TC1LP © Porto Editora

• … para conhecer outras pessoas.

• … para ajudar quem precisa!

3.1. E tu, és ou gostavas de ser voluntário/a? Porquê?

CEPE-TC1LP-9
CEPE-TC1LP © Porto Editora
À escuta! A1 Unidade 14

1. Ouve a música e descobre os instrumentos referidos na mesma. ➜ Faixa 68

a. s x f n b. t o e e c. a er a d. a o d ã

e. la i t f. t m r g. b n o m h. v o no

2. Ouve o que cada amigo diz e estabelece a ligação correta. ➜ Faixa 69

Denis

• Muse
Charles

• One Direc
tion
Peter

• Lady Gaga
Kelly

• Metallica
e Scorpions
Daisy

• Taylor Sw
ift

3. Ouve a conversa entre os amigos e assinala as afirmações verdadeiras (V) ➜ Faixa 71


e as falsas (F).
a. No próximo sábado vai haver um concerto.

b. O concerto realiza-se no ginásio dos Bombeiros Voluntários.

c. O Jason questiona o género de música tocada pela banda.

d. A banda toca músicas antigas.

e. O Jason decide acompanhar o David e assistir ao concerto.

Eles combinam avisar os restantes amigos.


f. 
Materiais adicionais  À escuta!

À escuta! A1 Unidade 15

1. Ouve a canção e completa-a com as palavras em falta. ➜ Faixa 72

Na minha a. eu vou escrever Da g. vou fazer um avião


Uma b. para te dizer Que lanço nesta linda h.
Estou de c. , mas hei de voltar, E voa e voa sem cair no chão
E as d. eu vou-te contar… Cartinha pousa na tua i. .

Plim Plim, Plam Plam Escrevo j. de todas as cores


São e. de lã Soltam perfumes que cheiram a flores
Plam Plam, Plim Plim Escrevo k. que falam de mim
Em f. de cetim Cartinha voa, voa p’ra ti.
(bis)
“Plim Plim Plam Plam”, Xana Toc Toc, Universal Music Portugal, S.A., 2014

2. Ouve o que cada pessoa diz e associa ao meio de comunicação que ➜ Faixa 73
mais utiliza. b.
d.
Sr. Joaquim


Catherine
 a.
c.
Jane
Mark

3. Presta atenção ao postal que o Fred escreveu aos pais e coloca as ➜ Faixa 75
palavras fornecidas no local certo.

breve
postal • férias • fria • pais • notícias • maravilhosas • areal •
aquecimento • praia • surf • sol • ondas • protetor

Queridos a. ,
As minhas b. na Costa de Caparica estão a ser c. . A d. é
muito boa, com um enorme e. e umas f. fantásticas para praticar g.
. A água é bastante h. , mas sabe bem depois de um i.
debaixo do j. abrasador. Não se preocupem que tenho posto o k. solar!
CEPE-TC1LP © Porto Editora

A imagem do l. mostra como isto é bonito. Vou dando m. !


Até n. ,
Fred
CEPE-TC1LP © Porto Editora
À escuta! A1 Unidade 16

1. Ouve a carta da Maria e seleciona as cidades que ela já visitou. ➜ Faixa 76

Londres Paris Lisboa Faro Rio de Janeiro São Paulo


Porto Madrid Brighton Montreal Roma Nova Iorque
Toronto Dresden Berlim Winnipeg Boston Évora Brasília

2. Ouve a canção e completa a sua letra com as palavras em falta. ➜ Faixa 77

Todo mundo pronto pra a. Quero passear na g.


Da janela é bom ver paisagem Convidar toda família
Vou levar meu cachorro Pra poder desfrutar
Meu b. Do sol tão gostoso
Pra não sentir c. É a brisa do h.
Imagine um veleiro
Todo mundo pronto pra d.
Ver o mar o i. inteiro
e. raiando dando boas vindas
Vou curtir todos os momentos O papai j. cada lugar
E vou guardá-los por toda f. Pra gente lembrar
É alegria na ida
É k. na volta
E com sol ou com l.
É bom m.
"É bom viajar", Ivete Sangalo, 2012

3. Estabelece a ligação correta entre os países e as suas capitais. ➜ Faixa 78

Portugal • Madrid
França • Atenas

Espanha • Lisboa

Alemanha • Moscovo

Grécia • Oslo

Itália • Paris

Rússia • Roma

Noruega • Berlim
Materiais adicionais  À escuta!

Transcrições e resolução de exercícios


Volume 1 A1 3. Resolução:
A1 Unidade 1 Dennis Louise Fátima Luís

1. Nate Michelle

Faixa 9
a. Olá! Eu chamo-me Thomas. Tenho 15 anos e falo Jake
francês e inglês. Sou canadiano e moro na cidade do
Quebeque. A minha cor preferida é o vermelho! A1 Unidade 2
b. O meu nome é María. Sou mexicana mas vivo em
Austin, no Texas. Tenho 14 anos e falo espanhol e inglês. 1.
Adoro cor de laranja e amarelo!
c. Olá! Eu sou a Susie e tenho 16 anos. Sou americana e Faixa 14
moro em Newark. A minha mãe é portuguesa, por isso, 1. Senta-te. 2. Abre o livro. 3. Repete. 4. Fecha a porta.
falo inglês e português! A minha cor preferida é o azul. 5. Vem ao quadro.

1. Resolução: 1. Resolução:
a – 3; b. – 5; c – 2; d. – 4; e – 1
Nacionali- Línguas Cidade Cor
Nome Idade
dade que fala onde mora preferida 2.
15 francês
Thomas
anos
canadiano
e inglês
Quebeque vermelho Faixa 15
O Noah está a fazer pesquisas da Internet. Ele gosta de
cor de
María
14
mexicana
espanhol
Austin laranja e passar o tempo livre na sala de computadores!
anos e inglês
amarelo A Emma está a acabar de almoçar com as amigas. Ela
16 inglês e almoça sempre na cantina.
Susie americana Newark azul
anos português A Nicole está a arrumar os livros no cacifo.
O John está na casa de banho.
2.
A Mariana está na biblioteca à procura de livros em
Faixa 11 português.
a. A Jane é loura. Tem cabelo ondulado e comprido e os
olhos azuis. Usa óculos e um vestido verde. 2. Resolução:
b. O Nick é moreno. Tem o cabelo preto encaracolado e Mariana: biblioteca;
os olhos também são pretos. Usa um boné vermelho, Noah: sala de computadores;
uma t-shirt azul e vermelha e calças de ganga. Nicole: cacifos;
Emma: cantina;
John: casa de banho
3.
3. Resolução:
Faixa 13 O professor/A professora deverá orientar a realização da
tarefa verificando que os alunos utilizam as estruturas
Eu sou o Jake. O meu pai chama-se Nate e a minha mãe
corretas no diálogo e, se necessário, ajudar com outros
chama-se Michelle. Eu não tenho tios nem irmãos. Os
exemplos de questões para completar a atividade.
meus avós maternos são portugueses: a minha avó
chama-se Fátima e o meu avô, Luís. Os meus avós
paternos são americanos. O meu avô chama-se Dennis
CEPE-TC1LP © Porto Editora

e a minha avó chama-se Louise.


3 4

CEPE-TC1LP © Porto Editora


A1 Unidade A1 Unidade
1. 1.
Faixa 17 e resolução: Faixa 21
Estou muito cansada de tanto a. brincar… – Ana, gostas de jogar futebol?
Estou esgotada – preciso de descansar! – Hum… não, não gosto muito. Prefiro jogar voleibol… e
Quando b. acordar terei mais energia tu, Gabriel?
porque ao dormir carregamos baterias! – Eu adoro jogar futebol, mas prefiro hóquei! É o meu
desporto preferido!
Boa noite, até amanhã
É hora de ir c. dormir, é hora de ir para a cama…
É hora de ir d. dormir, é hora de ir para a cama…
1. Resolução:
a. Não, ela não gosta muito de jogar futebol. b. Ela prefere
Boa noite, vamos lá para a cama!
jogar voleibol. c. Sim, ele adora jogar futebol. d. O desporto
Boa noite! preferido do Gabriel é o hóquei.
“Até amanhã!”, Panda e os Caricas 2,
Universal Music Portugal, S.A., 2013 2.
2. Faixa 23
– Olá! Eu sou o Jim. No meu tempo livre adoro ouvir
Faixa 19 música.
Eu acordo todos os dias às 5h30 (cinco e meia). – Eu sou a Natalie. Eu adoro ler, principalmente livros
Levanto-me, tomo duche, visto-me e tomo o pequeno- de aventuras!
almoço por volta das 6h15 (seis e um quarto). – O meu nome é Carolina. No meu tempo livre prefiro ir
Depois, vou para a escola. O autocarro escolar passa às ao cinema.
– O meu nome é Melissa. Eu adoro jogar ténis. Jogo
6h45 (seis e quarenta e cinco) e chega à escola às 7h20 –desde
Eu sou
os o7 David
anos! e gosto de passar o tempo
(sete e vinte). Volto para casa às 14h30, faço os trabalhos simplesmente a conversar com os meus amigos!
– Eu sou o Adam. No meu tempo livre adoro tocar
de casa, falo com os meus amigos no computador e às
guitarra. Ainda estou a aprender!
18h00 (seis da tarde) janto com a minha família. Vemos
um pouco de televisão e depois vou dormir!
2. Resolução:
Jim – ouvir música; Natalie – ler; Carolina – ir ao cinema;
2. Resolução: David – conversar com os amigos; Melissa – jogar ténis;
a. V; b. V; c. F; d. V; e. F; f. F; g. V; h. V. Adam – tocar guitarra
3. Resolução: 3. Resolução:
Os alunos deverão trabalhar a pares, conversando sobre a Os alunos deverão trabalhar em pequenos grupos,
sua rotina diária. Poderão utilizar as questões indicadas conversando sobre as suas preferências ao nível de
como exemplo e/ou outras. O/A professor/a deverá ocupação de tempos livres e delineando diversas
acompanhar a atividade, orientando os alunos e corrigindo atividades para um programa de férias de uma semana.
as estruturas e pronúncia. No final, cada aluno/a apresenta O/A professor/a deverá acompanhar a atividade, sugerindo,
a rotina diária do/a colega. por exemplo, a diversificação das propostas (atividades
desportivas, atividades culturais e atividades lúdicas) e
verificando a correção das estruturas. Cada grupo deverá
ilustrar e legendar as suas propostas e, depois, fazer uma
apresentação oral para o resto da turma.
Esta apresentação oral deverá ser, naturalmente, simples
e adequada às capacidades dos alunos.
Exemplo: No nosso campo de férias, podemos saltar à
corda, jogar futebol, ouvir música e tocar guitarra, aprender
línguas, ver cinema ao ar livre, …
Materiais adicionais  À escuta!

A1 Unidade 5 2.
1. Faixa 33
Para uma boa higiene, lembra-te: lava sempre os
Faixa 25 dentes depois de comer. Deves tomar duche todos os
– Mãe, precisas de ajuda? dias e lavar as mãos frequentemente. Também é
– Obrigada, Jake! Podes escrever a lista de compras… importante cortar as unhas sempre que necessário!
Vamos precisar de alface, tomate, cenoura, ovos, arroz e
queijo. 2. Resolução:
Hábitos a assinalar: lavar as mãos, lavar os dentes, tomar
1. Resolução: duche
Alimentos a assinalar: tomate, ovos 3.
2. Faixa 35
Faixa 27 Levanta a mão direita!
O centro comercial fica à frente da biblioteca. Toca no ombro esquerdo!
A esquadra da polícia fica atrás do parque. Toca nos joelhos!
A paragem de autocarro fica longe da escola. Bate os
Mexe pés!
a cabeça!
A escola fica atrás da biblioteca. Bate na barriga!

2. Resolução: 3. Resolução:
Os alunos deverão seguir as instruções ao ritmo da
a. Verdadeiro; b. Verdadeiro; c. Falso; d. Falso
gravação. O/A professor/a poderá continuar o exercício
3. dando outras instruções semelhantes, para os alunos
seguirem.
Faixa 29
– Olá! Eu sou a Rose e a minha comida preferida é…
chocolate!
A1 Unidade 7
– Eu sou a Eva e sou muito gulosa. Adoro panquecas! 1.
– O meu nome é Carlos e a minha comida preferida é a
francesinha! Faixa 37
– Eu sou o Benjamin e gosto muito de asas de frango O meu tio Phil preocupa-se muito com o ambiente.
fritas. Ele nunca deita lixo para o chão, recicla o papel, o
plástico e o vidro, e anda sempre de bicicleta ou
3. Resolução: transportes públicos.
Rose: a. chocolate; Eva: b. panquecas; Ele também é voluntário numa associação que mantém
Carlos: c. francesinha; Benjamin: d. frango as florestas limpas!

1.Resolução:
A1 Unidade 6 2. Ele nunca deita lixo para o chão, recicla o papel, o
1. plástico e o vidro, e anda sempre de bicicleta ou
transportes públicos. 1. O meu tio Phil preocupa-se muito
Faixa 31 e resolução: com o ambiente. 3. Ele também é voluntário numa
– O que tens, Nicole? associação que mantém as florestas limpas!
– Não me sinto bem... Dói-me a a. cabeça, o corpo e 1.1 Resolução:
b. tenho frio... a. O tio Phil preocupa-se com o ambiente. b. Ele nunca deita
– Hum... Deves ter c. febre! Dói-te mais alguma coisa? lixo para o chão, recicla o papel, o plástico e o vidro, e anda
– Sim… Dói-me a d. garganta! sempre de bicicleta ou transportes públicos. c. A associação
– Vamos telefonar ao e. médico. Já vais ficar melhor! onde ele é voluntário mantém as florestas limpas.
2.
CEPE-TC1LP © Porto Editora

Faixa 39
Sons de animais: miar, ladrar, chilrear, uivar, rugir, mugir.
2. Resolução: 3. Resolução:

CEPE-TC1LP © Porto Editora


lobo: 4; leão: 5; gato: 7; pássaro: 3; vaca: 6; cão: 2 Paula: visitar os avós, almoçar com os avós, fazer bolachas.
3. Rick: fazer um piquenique, fazer jogos, apanhar sol.

Faixa 41
Eu sou a Anna. Adoro animais! Eu e os meus pais temos
A1 Unidade 9
um cão, um gato, um pássaro e dois coelhos. O nosso 1.
cão chama-se Lucky, o gato chama-se Shadow, o
pássaro é o Max e os coelhos chamam-se Bella e Coco. Faixa 49
1. Muito obrigado! 2. Olá, bom dia! 3. Não faz mal!
3. Resolução: 4. Até logo! 5. Que pena!
cão – Lucky; gato – Shadow; pássaro – Max; coelhos –
Bella e Coco 1. Resolução:
a. 2; b. 4; c. 1; d. 5; e. 3.
A1 Unidade 8 2.
1. Faixa 50
Faixa 43 Segurança para todos
Querida Jéssica,
Trim! Trim! Trim!
A minha viagem a Nova Iorque foi espetacular! Nunca lá
São horas de levantar,
tinha ido. Eu e a minha família adorámos conhecer a
De ir cedo para a escola,
cidade. É muito movimentada e os prédios são altíssimos!
P’ra ter tempo de chegar!
Os meus pais gostaram muito da Broadway mas eu preferi
De mochilas às costas
subir ao Empire State Building! A vista é simplesmente
Vão a Vera e o João.
brutal!
Sozinhos e a pé,
E tu, já foste a Nova Iorque? O que fizeste nas férias? Mas com muita atenção!
Beijinhos,
P’ra atravessar a estrada
Joel
Escolhem sempre a passadeira.
1. Resolução: Esperam pelo sinal verde,
E passam sem brincadeira!
a. F; b. F; c. V; d. V; e. F; a. V
Mas antes de passar
2. Cumprem o acordado:
Olhar para os dois lados
Faixa 45 e resolução:
Sempre com muito cuidado!
O Ricardo e a Rita são a. irmãos. Hoje, eles acordaram
Segurança para Todos, Sound Station Studio
b. tarde e saíram a c. correr de casa! Quando voltaram,
encontraram o seguinte d. recado da mãe:
Meninos, receberam e. correio do Canadá, dos vossos 2. Resolução:
primos. A carta está ao lado da f. jarra verde. Deve ser Regras de segurança: andar com atenção; olhar para os
dois lados antes de atravessar; atravessar na passadeira.
dos vossos g. primos!
Beijinhos, 3.
Mãe
Faixa 51
3. Olá, meninos! Bem-vindos ao museu Tu Cá Tu Lá. Aqui
vão aprender coisas muito interessantes, mas antes,
Faixa 47 algumas regras: aqui não se pode utilizar o telemóvel
nem falar alto e não se pode mexer nos objetos
– Paula, o que fizeste no fim de semana?
expostos. Dentro do museu é proibido fumar, beber ou
– No fim de semana passado fui visitar os meus avós. comer. Também não podem tirar fotografias... Na loja de
Almocei com eles e depois eu e a minha avó fizemos recordações devem esperar na fila a vossa vez. E
bolachas para o lanche. E tu, Rick? agora... a visita vai começar!
– Eu e os meus irmãos fizemos um piquenique no
parque com amigos! Foi muito divertido: preparámos a
comida, fizemos jogos, apanhámos sol...
Materiais adicionais  À escuta!

3. Resolução: 3.
a. (Não se pode utilizar) o telemóvel. b. (Não se pode falar)
alto. c. (Não se pode mexer) nos objetos expostos. d. (É Faixa 55
proibido) fumar, beber e comer. e. (Não se pode tirar) A costa atlântica do Canadá foi atingida por uma forte
fotografias. f. (Deve-se esperar) na fila. tempestade de neve. A tempestade obrigou a fechar
escolas e a cancelar vários voos no aeroporto
Faixa 51 internacional de Halifax.
Olá, meninos! Bem-vindos ao museu Tu Cá Tu Lá. Aqui
vão aprender coisas muito interessantes, mas antes, 3. Resolução:
algumas regras: aqui não se pode utilizar o telemóvel Título correto: Nevão obriga a cancelar voos
nem falar alto e não se pode mexer nos objetos 3.1 Resolução:
expostos. Dentro do museu é proibido fumar, beber ou Cada aluno/a deverá partilhar uma situação em que
comer. Também não podem tirar fotografias... Na loja de vivenciou uma das situações referidas ou outro fenómeno
recordações devem esperar na fila a vossa vez. E natural potencialmente perigoso. Caso não o tenha
agora... a visita vai começar! experienciado, poderá usar a imaginação!

3. Resolução:
a. Eles estão no museu Tu Cá Tu Lá. b. Não, não se pode
A1 Unidade 11
utilizar o telemóvel. c. Não, não é permitido beber, comer 1.
ou fumar. d. Sim, existe uma loja de recordações.
Faixa 57
e. Deve-se esperar pela vez na fila.
Empregado – Bom dia!
Senhora – Bom dia! Queria um café e um pastel de nata,
A1 Unidade 10 por favor. E tu, filho, o que queres?
Rapaz – Eu também queria um pastel de nata e um
1. sumo de laranja natural.
Empregado – Com certeza! Aqui está.
Faixa 52 Senhora – Podia trazer a conta, por favor?
Hoje estão 15 graus negativos e, apesar de estar sol, o Empregado – Com certeza! São oito euros e oitenta e
chão está coberto de neve. Está vento e está muito, cinco cêntimos.
muito frio! Senhora – Aqui tem! Pode ficar com o troco.
Empregado – Muito obrigado! Bom dia!
1. Resolução:
a. Hoje estão 15 graus negativos. b. Sim, está. c. O chão 1. Resolução:
está coberto de neve. d. A estação do ano descrita é o a. num café b. um café e um bolo c. de laranja d. 8,85 €
inverno, porque neva e está muito frio.
2.
2.
Faixa 58
Faixa 52
O cachecol custa nove euros e cinquenta cêntimos.
A minha estação do ano preferida é o outono. Em
O vestido custa cinquenta e quatro euros e noventa e
primeiro lugar, gosto desta altura do ano porque o meu
nove cêntimos. As meias custam três euros e cinquenta
aniversário é em novembro! Depois, adoro ver as folhas
cêntimos. As calças de ganga custam trinta e sete euros
vermelhas, douradas e cor de laranja nas árvores. Além
e quarenta cêntimos. A camisola custa doze euros. As
disso, adoro ouvir a chuva lá fora enquanto como uma
sandálias custam vinte e cinco euros.
tarte de abóbora quentinha!

2. Resolução: 2. Resolução:
a. V b. F – Ela faz anos em novembro. c. F – Ela gosta de a. 54,99 €; b. 37,40 €; c. 3,50 €; d. 25,00 €; e. 12,00 €; f. 9,50 €
ver as folhas vermelhas, douradas e cor de laranja. d. V 3.
2.1 Resolução:
Cada aluno/a deverá partilhar com a turma qual a sua Faixa 59
CEPE-TC1LP © Porto Editora

estação preferida e as razões da sua escolha. Para o fim de semana na praia tenho de levar: uma saia, o
biquíni, o meu vestido às bolinhas, uma ou duas t-shirts, as
sandálias novas, um chapéu para o sol e os calções curtos!
Vai estar muito calor, por isso não preciso do casaco nem
de meias… Vai ser um fim de semana espetacular!
3. Resolução: 2.

CEPE-TC1LP © Porto Editora


Peças a assinalar: saia; biquíni; vestido; t-shirts;
sandálias; chapéu para o sol; calções. Faixa 65
A Associação REMAR distribuiu ontem 200 refeições no
A1 Unidade 12 Martim Moniz. Dezenas de voluntários dedicaram a
noite a ajudar os mais carenciados. O bacalhau chegou
1. a horas à mesa de dezenas de pessoas. Preparados
estavam cerca de 50 voluntários da REMAR, decididos a
Faixa 61 ajudar num dia que para muitos é só mais um do
– Ana, tens planos para este fim de semana? calendário. Vanessa
– Não, não tenho nada… Tens alguma ideia? Figueiredo tem 23 anos, é apenas um exemplo dos que
– Sim! Gostava de ir ao cinema ou ao teatro. Queres vir? passaram a noite a ajudar quem não conheciam.
– Boa ideia! Ouvi dizer que vai estrear um filme muito “O que me faz vir aqui é dar um bocadinho do calor
divertido… humano que eu sei que tenho sempre em casa e vir aqui
dar às pessoas que não têm”.
– Sim? Então, vamos ao cinema!

1. Resolução: 2. Resolução:
a. V b. F: Ele quer ir ao cinema ou ao teatro. c. F: Ela quer a. V b. V c. F: A Associação distribuiu bacalhau. d. F: Ela
ir ver uma comédia/um filme divertido. d. F: Eles decidem tem 23 anos. e. F: Ela é voluntária.
ir ao cinema. 3.
2. Faixa 67
Faixa 62 e resolução: – Eu sou voluntário para ajudar a tornar o mundo
Querido diário, melhor!
Hoje fui ao a. cinema com o Josh. Foi tão bom! - Sou voluntário porque sou solidário.
Encontrámo-nos junto à b. bilheteira e o Josh - Sou voluntária por amor!
ofereceu-me o bilhete. Também comprámos c. pipocas - Porque dar faz cada dia valer a pena…
e refrigerantes. O d. filme começava às 16h45 mas nós - Porque dá sentido à minha vida!
chegámos antes. Sentámo-nos nos nossos lugares e, - Porque é bom para mim e é bom para os outros!
enquanto passavam os e. anúncios, conversámos sobre - Sou voluntário porque sinto que é necessário.
tantas coisas!... Depois, o filme começou. Foi tão f. - Porque gosto de ajudar quem precisa!
divertido, rimos imenso!
Quando o filme terminou, fomos comer um g. gelado e 3. Resolução:
continuámos a conversar até chegar a hora de voltar Alíneas a assinalar: a.; b.; d.; e.; f.; g.; i.; k.
para casa… Foi uma h. tarde perfeita! 3.1 Resolução:
Oralmente, cada aluno/a deverá partilhar a sua visão e/ou
3. Resolução: experiência pessoal relativamente ao voluntariado.
Cada aluno/a deverá convidar um/uma colega para uma
das atividades propostas. O diálogo deverá ser o mais
completo possível, incluindo horas e ponto de encontro.
A1 Unidade 14
1.
A1 Unidade 13 Faixa 68
1. Vamos fazer uma orquestra!
Na nossa família, somos todos
Faixa 64 e resolução Músicos famosos
a. Obrigado! Obrigado pelas 2100 toneladas de b. E até temos uma orquestra
alimentos doados. Obrigado pelo esforço e dedicação Que nos deixa orgulhosos.
dos 42 mil c. voluntários que ao longo deste fim de
semana trabalharam incansavelmente nesta campanha. Se tu queres aprender
A tocar uma melodia
Obrigado por nos ajudar a dar uma d. alimentação digna
Tens de escolher
a 410 mil portugueses. Obrigado a todos aqueles que ao
Um instrumento
longo deste fim de semana nos receberam de braços
E praticar dia após dia.
abertos e sorriso na cara. Obrigado por continuar a
e. apoiar esta causa… Obrigado! Banco Alimentar contra
a f. Fome – Alimente esta ideia!
Materiais adicionais  À escuta!

Se tocas o trompete, tárá tárá táréte A1 Unidade 15


Se tocas clarinete, téré téré téréte
Se tocas violino, tiri tiri tirino 1.
Se tocas o tambor, ron ron ron
(bis)
Faixa 72 e resolução:
Na minha a. máquina eu vou escrever
A minha avó, a avó Ivone Uma b. cartinha para te dizer
Toca bem o saxofone Estou de c. viagem, mas hei de voltar,
E o meu avô, o avô Joaquim E as d. aventuras eu vou-te contar…
Sabe tocar bandolim.
O meu pai, Sebastião Plim Plim, Plam Plam
Toca bem o acordeão São e. letras de lã
E a minha mãe, a mãe Maria Plam Plam, Plim Plim
Sabe tocar bateria. Em f. papel de cetim
(bis)
Se tocas o trompete, tárá tárá táréte
Se tocas clarinete, téré téré téréte Da g. carta vou fazer um avião
Se tocas violino, tiri tiri tirino Que lanço nesta linda h. canção
Se tocas o tambor, ron ron ron E voa e voa sem cair no chão
(3x) Cartinha pousa na tua i. mão.
A minha Família, Panda e os Caricas 3, Escrevo j. palavras de todas as cores
Universal Music Portugal SA, 2015 Soltam perfumes que cheiram a flores
Escrevo k. segredos que falam de mim
1. Resolução: Cartinha voa, voa p’ra ti.
a. saxofone; b. trompete; c. bateria; d. acordeão;
Plim Plim Plam Plam, Xana Toc Toc,
e. clarinete; f. tambor; g. bandolim; h. violino. Universal Music Portugal, S.A., 2014
2.
Faixa 69
2.
Denis: Eu adoro Metallica e Scorpions! Podem ser Faixa 73 e resolução:
bandas antigas, mas as músicas são intemporais. Senhor Joaquim: Eu ainda escrevo cartas. Acho que são
Peter: Adoro os One Direction… formam um grupo único! mais pessoais e a pessoa que as recebe fica sempre feliz.
Kelly: Taylor Swift é a melhor cantora feminina que Catherine: Eu uso as SMS. Comunico muito mais
conheço. rapidamente e digo só o necessário.
Charles: Muse, sem dúvida! Jane: Para troca de informações, recorro ao e-mail, que
Daisy: Adoro Lady Gaga… muito irreverente me permite anexar todo o tipo de informação que desejo.
Mark: Eu falo sempre pelo Skype, porque a minha
2. Resolução: família está longe e é a forma que temos de nos vermos
Denis: Metallica e Scorpions; Charles: Muse; Peter: One quase diariamente.
Direction; Kelly: Taylor Swift; Daisy: Lady Gaga
2. Resolução:
3. Sr. Joaquim: carta; Catherine: SMS; Jane: e-mail; Mark: Skype
Faixa 71 3.
– Jason, no próximo sábado vai haver um concerto lá na
Faixa 75 e resolução:
escola. Queres ir assistir?
Queridos a. pais,
– Depende, David… Sabes que género de música tocam? As minhas b. férias na Costa de Caparica estão a ser
– O meu primo disse-me que fazem covers de músicas c. maravilhosas. A d. praia é muito boa, com um enorme
atuais. Deve ser giro! e. areal e umas f. ondas fantásticas para praticar
– Sendo assim, alinho! Avisamos o resto do pessoal?! g. surf. A água é bastante h. fria, mas sabe bem depois
de um i. aquecimento debaixo do j. sol abrasador. Não
3. Resolução: se preocupem que tenho posto o k. protetor solar!
CEPE-TC1LP © Porto Editora

a. V; b. F; c. V; d. F; e. V; f. V.
A imagem do l. postal mostra como isto é bonito. Vou
dando m. notícias!
Até n. breve,
Fred
3.
16

CEPE-TC1LP © Porto Editora


A1 Unidade
Faixa 78
1.
Vamos conhecer algumas capitais europeias. Ouçam
Faixa 76 com atenção…
Olá Roger, como estás? De Portugal é Lisboa, de França, Paris. Se formos para
Aqui em Londres está tudo magnífico, embora o tempo Espanha já é Madrid! Na Alemanha, Berlim, na Grécia,
esteja muito nublado. Como sabes, o sol não brilha tanto Atenas, por Itália já é Roma e Moscovo na Rússia. Para
como em Lisboa, Faro, São Paulo ou Rio de Janeiro! acabar, uma última vamos contar, Oslo na Noruega, não
Enquanto passeava em Brighton, lembrei-me de quando tem como enganar!
fui ter contigo e com os tios aí ao Canadá. Vocês
levaram-me a Montreal, Toronto e Winnipeg. Adorei! E a 3. Resolução:
visita a Nova Iorque e Boston?! Foi simplesmente a. Lisboa; b. Paris; c. Madrid; d. Berlim; e. Atenas;
inesquecível… Sou uma privilegiada por conhecer tantos f. Roma; g. Moscovo; h. Oslo
locais no mundo! E em breve vou viajar por alguns países
de expressão portuguesa em África: estou desejosa!
Beijinhos da prima,
Maria

1. Resolução:
Cidades a assinalar: Londres, Lisboa, Faro, Rio de Janeiro,
São Paulo, Brighton, Montreal, Nova Iorque, Toronto,
Winnipeg, Boston.
2.
Faixa 77 e resolução
Todo mundo pronto pra a. viagem
Da janela é bom ver paisagem
Vou levar meu cachorro
Meu b. papagaio
Pra não sentir c. saudade
Todo mundo pronto pra d. partida
e. Sol raiando dando boas vindas
Vou curtir todos os momentos
E vou guardá-los por toda f. vida
Quero passear na g. ilha
Convidar toda família
Pra poder desfrutar
Do sol tão gostoso
É a brisa do h. mar
Imagine um veleiro
Ver o mar o i. dia inteiro
O papai j. fotografa cada lugar
Pra gente lembrar
É alegria na ida
É k. alegria na volta
E com sol ou com l. chuva
É bom m. viajar
É bom viajar, Ivete Sangalo, 2012
4 Apêndice
gramatical
A1 e A2
CEPE-TC1LP © Porto Editora
Conteúdos gramaticais níveis A1 e A2

CEPE-TC1LP © Porto Editora


· Acentuação: sílabas tónicas e sílabas átonas
· Adjetivos: variação em grau
· Artigos definidos e indefinidos
· Campo lexical
· Conetores (e, mas e porque)
· Conjunções e locuções conjuncionais (conclusivas e explicativas)
· Derivação (prefixação, sufixação e parassíntese)
· Desde / há
· Discurso direto e discurso indireto
· Estruturação frásica
– frases simples
– tipos e formas de frase
· Interjeições
· Interrogativos
· Nomes
– subclasses: nomes próprios, comuns e coletivos
· Onomatopeias
· Porque, por que e porquê?
· Preposições
– Preposição contraída
– Preposições de e em (contrações com artigos definidos)
– Preposições com valor de tempo (dias da semana; partes do dia; horas)
– Preposições com valor de movimento (direção e meios de transporte)
· Pronomes e Determinantes
– Pronomes pessoais – sujeito
– Pronomes pessoais – complemento direto
– Pronomes pessoais – complemento indireto
– Pronomes pessoais – complemento direto e indireto
– Pronomes de valor reflexo e recíproco
– Demonstrativos invariáveis
– Demonstrativos variáveis
– Possessivos
· Relação fonética e gráfica entre as palavras
(Palavras homónimas/homógrafas/homófonas / parónimas)

142
Apêndice gramatical A1 e A2

· Sinonímia e antonímia
· Verbos
– verbos regulares (presente do indicativo)
– verbos irregulares (presente do indicativo)
– Verbos com pronomes de valor reflexo
– Verbos ser e estar (presente do indicativo)
– Verbo ficar
– Verbos dever, ter de e poder
– Ter versus estar com
– Verbo doer + pronomes pessoais (complemento indireto)
– Verbo estar a + infinitivo
– Verbo haver (presente do indicativo)
– Pretérito perfeito simples: verbos regulares e irregulares
– Pretérito imperfeito: verbos regulares e irregulares
– Pretérito perfeito simples versus pretérito imperfeito
– Pretérito mais-que-perfeito composto
– Particípios passados regulares e irregulares
– Particípios passados duplos
– Imperativo: verbos regulares e irregulares
– Infinitivo pessoal
– ideia de futuro: ir + infinitivo
– futuro imperfeito do indicativo
– será que…?
– gerúndio
– Voz passiva
– Haver / haver de + infinitivo
CEPE-TC1LP © Porto Editora

143
CEPE-TC1LP © Porto Editora
Ac en tua çã o

Todas as palavras são acentuadas numa sílaba. A essa sílaba forte, damos o nome de sílaba tónica.
As restantes são denominadas de sílabas átonas (fracas). Assim:

sílaba tónica sílaba tónica


caneta = ca – ne – ta lápis = lá – pis
sílabas átonas sílaba átona

Em português, a sílaba forte é, geralmente, a penúltima. É o caso de caneta, escola, estojo…


Quando as palavras têm acentos (`, ´, ^, ~), a sílaba tónica é aquela que leva acento: lápis, Canadá,
avião…
Se as palavras terminam em -l, -r ou -z a sílaba forte é a última. É o caso de estudar ou Portugal!
Consoante a localização da sílaba forte, assim são classificadas as palavras quanto à acentuação:
· Palavra aguda – acentuada na última sílaba: Canadá, estudar, Portugal.
· Palavra grave – acentuada na penúltima sílaba: lápis, caneta, escola.
· Palavra esdrúxula – acentuada na antepenúltima sílaba: helicóptero; ótimo.

Exercícios de aplicação

1. Pinta a sílaba forte de cada palavra.


a. d. g.
A MA RE LO A VÓ PAI

b. e. h.
RÁ PI DO PA CÍ FI CO ES CO LA

c. f. i.
ES TRE LA ÁR VO RE IR MÃO

2. Acentua corretamente as palavras e sublinha a sílaba forte.

a. Canada d. tres g. voces

b. irma e. Africa h. aquela

c. Atlantico f. a i. coraçao

144
Apêndice gramatical A1 e A2

Adje tivos

Os adjetivos são palavras que usamos para dar características a nomes.


O adjetivo concorda em género e número com o nome que caracteriza, isto é, pode ser masculino
ou feminino e singular ou plural.
Ex.: O James é alto. A Ashley é alta.
Podemos usar os adjetivos para fazer comparações (grau comparativo).
GRAU COMPARATIVO
Grau normal superioridade igualdade inferioridade
alto mais alto do que tão alto como menos alto do que
baixo mais baixo do que tão baixo como menos baixo do que
bom melhor do que tão bom como menos bom do que
grande maior do que tão grande como menos grande do que
mau pior do que tão mau como menos mau do que

Podemos usar os adjetivos nos seus graus superlativos.

Grau GRAU SUPERLATIVO RELATIVO Grau GRAU SUPERLATIVO ABSOLUTO


normal superioridade igualdade normal sintético analítico
baixo o mais baixo o menos baixo baixo baixíssimo muito baixo
alto o mais alto o menos alto alto altíssimo muito alto
cedo o mais cedo o menos cedo fácil facílimo muito fácil
bom o melhor o menos bom bom ótimo muito bom
grande o maior o menos grande mau péssimo muito mau
mau o pior o menos mau

Exercícios de aplicação

1. Completa os espaços com base nas 2. Completa a tabela.


indicações fornecidas.
SUPERLATIVO ABSOLUTO
a. O estojo do Peter é (+,
SINTÉTICO ANALÍTICO
novo) o da Jennifer.
rapidíssimo a.
b. A Nely é (-, velha) a Pati.
c. O Richard é (=, alto) o b. muito lento
Peter. dificílimo c.
d. A Jane é (+, baixa) a Nely.
ferocíssimo d.
e. A Rita é (+, magra) a
CEPE-TC1LP © Porto Editora

Denise, mas é (+, gorda) e. muito rico


que a Daisy. o pior o menos mau

CEPE-TC1LP-10 145
CEPE-TC1LP © Porto Editora
do s
Ar tig os de fin ido s e ind ef ini

Dá-se o nome de artigo às palavras que se antepõem aos nomes para indicar se esses têm um
sentido individual, já determinado pelo discurso ou pelas circunstâncias – artigos definidos – ou se
os nomes não são determinados, chamados artigos indefinidos. O artigo concorda sempre em
género e número com o nome que precede.

Artigos definidos
masculino feminino
Singular o a
Plural os as

Exemplos: O lápis A escola


Os alunos As alunas

Artigos indefinidos
masculino feminino
Singular um uma
Plural uns umas

Exemplos: Um gato Uma esponja


Uns rapazes Umas meninas

Exercícios de aplicação

1. Escolhe o artigo adequado para completar os espaços e tornar em frases corretas.


a. nossos colegas partiram a janela do carro.
b. nossas professoras são muito simpáticas.
c. Joana vive nos Açores.
d. teu tio é de Paris.
e. senhora que passava na rua tropeçou.
f. gato qualquer colocou-se debaixo do carro.
g. Eu comprei esponja amarela.
h. Ele ofereceu-me meu bolo preferido.
i. minha tia mora em Boston.
j. Diogo é rapaz muito simpático.

146
Apêndice gramatical A1 e A2

Cam po lexic al

Campo lexical é o conjunto de palavras ou expressões que se referem ao mesmo domínio da


realidade. Por exemplo, se quisermos construir o campo lexical de vestuário, poderemos usar
palavras como calças, camisola, meias, camisa, chapéu, sapatos, saia, vestido, etc.

Exercícios de aplicação

mar
futebol
escola

Con etores

Conetores E, MAS, PORQUE


Os Conetores são palavras que existem para ligar (conetar) palavras ou frases. Estes conetores
têm diferentes funções. Algumas delas são:
· Acrescentar ideias (adição) – e
· Opor ideias (oposição/contraste) – mas
· Explicar o motivo (causa) – porque

Exercícios de aplicação

1. Completa os espaços de modo a formar frases com sentido.


a. O João gosta de futebol, ontem não quis jogar.
b. A Kelly a Ashley são muito amigas.
c. Eles não foram à escola estavam doentes.
CEPE-TC1LP © Porto Editora

d. O Rui não foi à corrida magoou a perna.


e. A Mariana adora maçã laranja.
f. O Diogo toca piano, não sabe tocar guitarra.

147
nju nc ion ais

CEPE-TC1LP © Porto Editora


Co nju nç õe s e loc uç õe s co

As conjunções e locuções conjuncionais servem para ligar elementos da frase. São, portanto,
elementos imprescindíveis para a articulação das frases e sua ordenação lógica nos textos.

Principais conjunções
Características
ou locuções conjuncionais
Apresentam uma conclusão da ideia anterior.
portanto, então, logo, por isso Ex.: A Joana adora música, por isso, está a
aprender a tocar guitarra.

Apresentam uma explicação da ideia anterior.


pois, porque, que Ex.: O James não vai ao concerto, porque tem
teste no dia seguinte.

Exercícios de aplicação

1. Completa os espaços com a conjunção ou locução conjuncional adequada. Poderá


existir mais do que uma resposta correta!
a. Ele é o vocalista da banda, tem uma excelente voz.
b. Não acabei o trabalho, vou ter 0 valores.
c. Elas não vão à escola, estão doentes.
d. O Peter adora música, está a ter aulas de piano.
e. O James e a Kelly têm teste, estão a estudar juntos.
f. A Daisy é patinadora, sabe andar muito bem de patins.

148
Apêndice gramatical A1 e A2

Deri vaçã o

A derivação consiste em acrescentar um elemento (afixo) a uma palavra primitiva, dando-lhe um


novo significado.
As palavras podem ser derivadas por:
· prefixação: o afixo surge antes da palavra primitiva.
Ex.: in+feliz=infeliz; des+respeito=desrespeito
· sufixação: o afixo surge depois da palavra primitiva.
Ex.: formiga+eiro=formigueiro
· prefixação e sufixação: os afixos surgem antes e depois da palavra primitiva.
Ex.: in+feliz+mente=infelizmente
· parassíntese: adição em simultâneo de um prefixo e um sufixo; se retirarmos um deles, a palavra
deixa de fazer sentido.
Ex.: e+magro+cer=emagrecer; a+joelho+ar=ajoelhar

Exercícios de aplicação

1. Descobre a palavra primitiva que deu origem às seguintes palavras.


a. pereira f. envelhecer

b. folhagem g. arvoredo

c. bisavô h. impaciente

d. amarelado i. facilidade

e. dourado j. incolor

2. Estabelece a ligação entre a palavra primitiva e o respetivo afixo.

jornal
-ista
jardim

sapato -eiro

economia
CEPE-TC1LP © Porto Editora

-or
escrita

149
CEPE-TC1LP © Porto Editora
De sd e / Há

· desde e há com verbo no presente


Usa-se desde para indicar o começo de um Usa-se há para indicar o período de tempo
período de tempo. decorrido.

terça-feira dois dias


ontem cinco dias
as 8 horas uma hora
desde há
o dia 27 de janeiro uma semana
outubro três meses
2012 dez anos

· há com verbo no pretérito


Usa-se há para indicar um momento no passado. Nestes casos, o verbo está sempre no pretérito.
Ex.: A campanha terminou há dois dias.

Exercícios de aplicação

1. Responde às perguntas com desde e há.


a. Há quanto tempo não lês a revista? (ontem) .
b. Quando é que o João chegou? (5 minutos) .
c. Há quanto tempo estudas português? (2010) .
d. Há quanto tempo estás a estudar? (2 horas) .
e. Há quanto tempo não fazes um cruzeiro? (5 anos) .
f. Há quanto tempo não andas de avião? (os 15 anos) .

2 Completa os espaços com desde e há.


a. Os meus pais estão casados 1980. Estão casados mais de trinta
anos. Ontem reencontraram os padrinhos de casamento. Já não os viam
imenso tempo; os anos 80, quando emigraram para o Canadá.
b. Vou telefonar à minha melhor amiga. Já não falo com ela uns meses; mais
precisamente o Natal.

150
Apêndice gramatical A1 e A2

Disc urso direto e disc urso indireto

DISCURSO DIRETO
Os intervenientes falam em monólogo ou uns com os outros, em diálogo. Cada fala constitui um
parágrafo, introduzido por um travessão.
Ex.: O Peter diz à Kelly:
– Ontem não fui à escola, porque me doía a barriga.
Espero não ter perdido muita matéria!...
DISCURSO INDIRETO
A fala ou intervenção das personagens é relatada pelo narrador. No exemplo, a Kelly narra a
conversa que teve com o seu amigo.
Ex.: A Kelly contou à mãe que
discurso direto discurso indireto
na quarta-feira o Peter lhe
disse que não tinha ido à pretérito imperfeito
presente
simples
escola porque lhe doía a tempos verbais
pretérito perfeito pretérito mais-que-
barriga e que esperava não
simples -perfeito composto
ter perdido muita matéria.
aqui ali
Os principais verbos lugar
cá lá
introdutórios do discurso são:
advérbios / ontem no dia anterior
dizer, contar, perguntar,
expressões de hoje nesse dia / naquele dia
responder, comentar. tempo
amanhã no dia seguinte
Estas são as principais
alterações que ocorrem na na próxima semana na semana seguinte
passagem do discurso direto pessoais / possessivos 1.ª e 2.ª pessoa 3.ª pessoa
para o discurso indireto: este / esse aquele
demonstrativos
isto / isso aquilo

Exercícios de aplicação

1. Estabelece a ligação correta entre o discurso direto e discurso indireto.


• O Pedro afirmou que aquele livro era muito
a. – Queres ir ao cinema? interessante.
b. – Hoje não fui à escola, porque • A mãe lembrou à Rita que no dia seguinte ela
estive com febre. tinha exame de português.
c. – Este livro é muito interessante. • A Daisy perguntou se eu queria ir ao cinema.
d. – Amanhã tu tens exame de • A Ashley disse que aquilo era a mochila nova
CEPE-TC1LP © Porto Editora

português, Rita! dela.


e. – Isso é a minha mochila nova. • O John disse que ele nesse dia não tinha ido à
escola, porque tinha estado com febre.
151
Es trutu raçã o frási ca (fras e simp les)

CEPE-TC1LP © Porto Editora


As frases simples são constituídas por um único núcleo verbal. Elas podem estar na forma
afirmativa ou negativa, sendo classificadas em vários tipos consoante a intenção comunicativa das
mesmas. A sua estrutura é a seguinte:
· Tipo interrogativo – És americano? (forma afirmativa) / Não queres ir ao cinema? (forma negativa)
· Tipo exclamativo – Que lindo dia! (forma afirmativa) / Não posso crer! (forma negativa)
· Tipo declarativo – Gosto de ir à escola. (forma afirmativa) / Nunca fui ao teatro. (forma negativa)
· Tipo imperativo – Fala mais baixo. (forma afirmativa) / Não mintas! (forma negativa)

Exercícios de aplicação
1. Coloca os elementos da frase na ordem correta e escreve-a.

chama-se Ela Carolina

a. .

ele mora que Onde é

b. ?.

sou Eu português

c. .

vivem não Canadá Vocês no

d. .

2. Escreve as frases seguintes na negativa.


a. O Juan é espanhol. d. O Rui foi a Paris com os amigos.
. .
b. Queres ir ao cinema? e. Foste ao concerto dos One Direction?
? ?
c. A Maria vive em Montreal. f. O Dennis é da Noruega.
. .

152
Apêndice gramatical A1 e A2

Inter jeiçõ es

Interjeição é uma palavra invariável que exprime emoções, sensações, estados de espírito, ou que
procura agir sobre o interlocutor, levando-o a adotar certo comportamento sem que, para isso, seja
necessário fazer uso de estruturas linguísticas mais elaboradas.
Ex.: 
a. Bravo! Bis!
bravo e bis: interjeição
Significado: "Foi muito bom! Repitam!"
b. Ai! Ai! Ai! Magoei o meu pé...
ai: interjeição
Significado: "Isso está a doer!" ou "Estou com muita dor!"

Exercícios de aplicação

1. Associa as interjeições aos seus significados.

a. Iupi! admiração

b. Uau! lamento

c. Ohhh… alegria

d. Cuidado! alívio

e. Ufa! advertência
CEPE-TC1LP © Porto Editora

153
Inter roga tivos

CEPE-TC1LP © Porto Editora


Os interrogativos são empregues para formular uma pergunta direta ou indireta.
· Como…? · O quê?
Ex.: Como (é que) te chamas? Ex.: Ele vai para Macau.
O quê? Não acredito!
· Quem…? (pessoas)
Ex.: Quem é aquele senhor? · Que…?
Ex.: Que horas são?
· Onde…? (local)
Ex.: Onde está o meu lápis? · Porquê?
Ex.: Afinal não vou ao cinema.
· Quantos(s) / Quanta(s)…?
Porquê? Estás doente?
Ex.: Quanto é o bilhete?
· Qual/Quais…?
· Quando…? (tempo)
Ex.: Qual é a profissão dele?
Ex.: Quando (é que) chegaram?
· O que…?
Ex.: O que (é que) fizeste no verão passado?

Exercícios de aplicação

1. Completa os espaços com os interrogativos adequados.


a. – é aquela rapariga? f. – anos tem a Cathy?
– É a nossa colega nova. – A Cathy tem 15 anos.

b. – começam as aulas? g. – vezes tomas o xarope?


– As aulas começam em setembro. – Três vezes por dia.

c. – é a bandeira do Canadá? h. – foi a festa?


– É vermelha e branca. – Foi excelente!

d. – é que estás a ler? i. – é que moras?


– Estou a ler uma revista. – Moro em Boston.

e. – tempo demorou a visita? j. – voltamos para casa?


– Demorou a tarde inteira. – Voltamos de táxi.

154
Apêndice gramatical A1 e A2

Nom es

Os nomes são palavras que utilizamos para designar seres em geral. Estes podem ser pessoas,
objetos, sentimentos, ideias ou até grupos.
De acordo com isto, os nomes são agrupados em subclasses:
· Os nomes próprios são aqueles que individualizam o ser que designam, ou seja, estes nomes
fazem uma clara distinção entre esse determinado ser e todos os outros. Estes nomes aparecem
sempre com maiúscula inicial.
Ex.: Joana, Roma, Paris, Francisco, Júpiter.
· Os nomes comuns, embora também designem seres, não os individualizam, dando-lhes um
significado mais geral ou abrangente.
Ex.: menina, gato, chapéu, camisola, carro, cidade, homem.
· Os nomes coletivos designam um conjunto de seres vivos ou objetos da mesma espécie. Embora
tenham uma forma singular, eles designam um conjunto de seres.
Ex.: pomar, alcateia, equipa, multidão, arquipélago, manada.

Exercícios de aplicação

1. Agrupa as palavras, de acordo com a subclasse a que pertencem, no quadro respetivo.

lápis Toronto arquipélago folha enxame

escola constelação régua gato cardume

Catarina cão Mariana Portugal manada

vara Lisboa Boston

Nome próprio Nome comum Nome coletivo


CEPE-TC1LP © Porto Editora

155
Ono mato peia s

CEPE-TC1LP © Porto Editora


Onomatopeias são palavras que sugerem, pela escrita, sons, ruídos e movimentos.
Ex.: Tiquetaque • sugere o som de um relógio.
Atchim! • sugere o som de um espirro.
Trim • sugere o som de um telefone.
Miau • sugere o som de um gato a miar.

Exercícios de aplicação

1. Estabelece a ligação entre os nomes dos animais/objetos e o som que, na sua


linguagem, esses emitem.

a. galo au! au!

b. palmas tinoni, tinoni

c. cão clap, clap!

d. espirro cocorococó

e. ambulância atchim!

156
Apêndice gramatical A1 e A2

Porq ue, por que e porq uê

· porque
Emprega-se:
· para explicar uma causa.
· para fazer uma pergunta e quando a palavra seguinte é um verbo.
Ex.: – Porque faltaste à aula?
– Faltei à aula, porque estive doente.
· por que
Emprega-se:
· ligado a nomes, como razão ou motivo.
· sempre que se formula uma pergunta, seguida de um nome.
Ex.: Todas as dificuldades por que passámos ajudam-nos a crescer.
Por que ponte vieste hoje?
· porquê
Emprega-se:
· para substituir as palavras motivo e causa.
· numa pergunta, remetendo para a ideia de causa.
Ex.: Não sei o porquê dessa atitude.
Não entraste porquê?

Exercícios de aplicação

1. Completa os espaços com porque, por que e porquê.


a. – razão não foste à festa?
– Não fui fiquei com febre.

b. – Tens teste. Não estudas, ?


– já sei a matéria toda.

c. – motivo não falas com a Rita? Diz-me ...


– ela foi indelicada comigo.
CEPE-TC1LP © Porto Editora

157
Prep osiç ões

CEPE-TC1LP © Porto Editora


Uma preposição é uma palavra invariável que serve para ligar termos ou orações.

a com em por
ante conforme exceto salvo
após contra entre sem
até consoante mediante segundo
de para sob
desde perante sobre
durante trás

· Preposição contraída
Algumas preposições juntam-se ao artigo definido, Artigos
formando, assim, uma contração. Preposições
o a os as
Ex.: O parque fica em frente à escola.
a ao à aos às
A esquadra fica em frente ao centro comercial.
A paragem de autocarros fica perto da esquadra. de do da dos das

· Preposições de e em (contrações com artigos definidos)


As preposições podem sofrer transformações na sua
estrutura quando associadas a outras palavras. Artigos definidos
Assim, as preposições de e em, podem contrair-se
Preposições o a os as
com os artigos definidos:
Ex.: Ele vive em Lisboa. Ele é de Lisboa. Contrações
Elas vivem no Quebeque. Elas são do Quebeque. de do da dos das
Eu vivo na Alemanha. Ela é da Alemanha. em no na nos nas
Nós vivemos nos Alpes. Nós somos dos Alpes.

Exercícios de aplicação

1. Coloca a preposição (contraída ou não) adequada.


a. Ele é Estados Unidos da América. f. Nós somos Canadá.
b. A Rita vive Portugal. g. Vocês vivem República Dominicana.
c. O João é Açores. h. A Joana é Madeira.
d. Eles vivem Caraíbas. i. Elas vivem Paris.
e. O André vive Alemanha. j. A Andreia vive Bélgica.

158
Apêndice gramatical A1 e A2

· Preposições com valor de tempo


Algumas preposições juntam-se ao artigo definido, formando, assim, uma contração.

ao domingo (pontualmente) no domingo (pontualmente)


Dias da semana
à segunda-feira na segunda-feira
de manhã
Partes do dia de/à tarde
de/à noite
Horas à uma hora; à meia-noite; ao meio-dia; às duas horas

Exercícios de aplicação
1. Coloca a preposição com valor de tempo correta (contraída ou não).
a. A minha avó vai à missa domingo. f. noite vejo sempre a telenovela.
b. sábado tenho a festa da Cris. g. Tenho que almoçar meio-dia.
c. Tenho aulas manhã. h. quatro horas tenho aula de karaté.
d. segunda faço sempre ginástica. i. uma hora temos almoço na casa da avó.
e. Vamos ao cinema tarde. j. sábado vou sempre à natação.

· Preposições com valor de movimento

a (curta permanência) para (longa permanência)


Direção:
Ex.: Amanhã vou à praia. Ex.: Já é tarde. Vou para casa.
de (transporte indeterminado) em (transporte determinado)
Transportes:
Ex.: Vamos de autocarro. Ex.: Vamos no autocarro n..° 23.

Exercícios de aplicação

1. Coloca a preposição de movimento correta (contraída ou não).


a. Vou casa buscar o casaco. f. Fomos comboio e voltámos avião
b. Vais supermercado? da TAP.
g. Queres andar minha bicicleta nova?
c. Eles vão viver os Açores.
h. Os turistas gostam de passear elétrico 28.
d. Tens que ir padaria.
CEPE-TC1LP © Porto Editora

i. Voltámos Lisboa comboio das


e. A minha tia foi Porto visitar
uma amiga. 10:00.
j. Saiu autocarro das 19:00.
159
CEPE-TC1LP © Porto Editora
s
Pr on om es e de ter mi na nte

· Pronomes pessoais – quadro geral

Pronome Pronome Pronome


Pronome Pronome Pronome
pessoal pessoal pessoal com
pessoal pessoal com a pessoal
complemento complemento preposições
sujeito preposição com reflexo
direto indireto de, por, a…
eu me me mim comigo me
tu te te ti contigo te
você o/a lhe si / você consigo / com você se
ele / ela o/a lhe ele / ela /si com ele / com ela / consigo se
nós nos nos nós connosco nos
vós vos vos vós convosco vos
vocês* vos vos vocês* convosco / com vocês* se
eles / elas os / as lhes eles / elas com eles / com elas se

· Pronomes pessoais – sujeito


São aqueles que substituem os nomes, indicando diretamente as pessoas do discurso. Quem fala
ou escreve assume os pronomes eu ou nós, usa os pronomes tu, vós, você ou vocês para designar
a quem se dirige e ele, ela, eles ou elas para fazer referência à pessoa ou às pessoas de quem fala.

Pessoas do Discurso Pronomes Pessoais · Apesar de corresponderem à 2.ª


pessoa, com os pronomes você e
1.ª pessoa do singular eu vocês usamos as formas verbais
2.ª pessoa do singular (informal) tu relativas à 3.ª pessoa (você sabe /
2.ª pessoa do singular (formal) você* vocês sabem). O pronome vós tem
3.ª pessoa do singular ele / ela uma forma verbal particular
1.ª pessoa do plural nós associada (vós sabeis); esta forma
encontra-se em desuso em grande
2.ª pessoa do plural vocês / vós*
parte do país, mas ainda é
3.ª pessoa do plural eles / elas utilizada, sobretudo em algumas
regiões do Norte.

Exercícios de aplicação
1. Substitui os nomes sublinhados pelos pronomes corretos.
a. A Rita e o Miguel são primos. c. A Joana e a Filipa estudam em Nova Iorque.
. .
b. 
Eu e a Maria vamos acampar no d. O Peter é canadiano.
fim de semana. .
. e. Tu, o Rui e a Sara são os melhores alunos.
.
160
Apêndice gramatical A1 e A2

Pron ome s pess oais – com plem ento direto

O complemento direto designa a entidade sobre a qual, do ponto de vista semântico, recai a ação
enunciada pelo verbo. Tradicionalmente diz-se que é quem sofre a ação.
Ex.: Ontem comprei uma mala e ofereci-a à minha mãe.
Perdi o autocarro escolar, mas o meu pai levou-me de carro.
Nota:
Os pronomes pessoais com forma de complemento direto, tal como os de complemento indireto e
reflexos, ficam antes do verbo e após:
· interrogativos;
Ex.: Já tens o copo de água. Quem o trouxe?
· algum, nenhum, pouco, todo, tudo, nada, alguém, ninguém;
Ex.: Sim, tenho o copo. Alguém o trouxe há pouco.
· já, ainda, também, só, não, nunca, que, onde…
Ex.: Encontrei o casaco. Já o tenho desde ontem.
Regras:
· Os pronomes pessoais de complemento direto o, a, os, as são usados em verbos terminados em
vogal ou ditongo oral.
Ex.: Eu vi o espetáculo. / Eu vi-o.
· Quando o verbo termina em -m, -ão ou -õe, os pronomes pessoais de complemento direto o, a, os,
as transformam-se em no, na, nos, nas.
Ex.: As boas aulas trazem-nos muita alegria.
· Quando o verbo termina em -r, -s ou -z, estas terminações são retiradas e os pronomes de
complemento direto o, a, os, as mudam para lo, la, los, las.
Ex.: Um professor tenta convencer os alunos. / Um professor tenta convencê-los.
· Têm acento agudo ou circunflexo as formas verbais em -ar (convidá-la), -er (trá-la), -az (fá-la), -ez
(fê-lo), -air (subtraí-lo), -uir (construí-lo), -por (compô-lo).

Exercícios de aplicação

1. Estabelece a ligação correta entre as frases.


a. Limpei o quarto de manhã. 1. Tive-os na semana passada.
b. Leste a carta da Rita? 2. Apanhaste-as todas?
c. Tive exames na semana passada. 3. Leste-a?

d. Fiz as malas para a viagem. 4. O João levou-a de carro para casa.


CEPE-TC1LP © Porto Editora

e. Apanhaste as laranjas todas? 5. Limpei-o de manhã.


f. O João levou a Rita de carro para casa. 6. Fi-las para a viagem.

CEPE-TC1LP-11 161
CEPE-TC1LP © Porto Editora
lem en to ind ire to
Pr on om es pe ss oa is – co mp

O complemento indireto designa a entidade sobre a qual recai, indiretamente, a ação do sujeito.
Tradicionalmente, diz-se que é quem beneficia com a ação.

Sujeito C. Indireto
Eu me
Tu te
Você / Ela / Ele lhe
Nós nos
Vocês vos
Vocês / Elas / Eles lhes

Ex.: Não falo com a Rita há muito tempo.


Vou telefonar-lhe hoje à noite.

Pron ome s pess oais – com plem ento direto e indireto

No quadro seguinte apresentam-se as formas resultantes da contração dos pronomes pessoais de


complemento direto com os pronomes pessoais de complemento indireto.

Pronomes pessoais
Pronomes Pessoais de complemento direto
de complemento
indireto o a os as
me mo ma mos mas
te to ta tos tas
lhe lho lha lhos lhas
lhes lho lha lhos lhas

Regras:
Os pronomes pessoais de complemento direto, de complemento indireto e reflexivos colocam-se
depois do verbo e ligam-se por hífen.
Ex.: Eu visto-me a rigor quando vou ao cinema.
Colocam-se antes do verbo:
· em frases negativas, determinadas geralmente por não, nunca, nada, jamais
Ex.: Eu nunca encontro outros estudantes nos espetáculos / Eu nunca os encontro nos espetáculos.
· em frases interrogativas
Ex.: Quem te disse que a composição estava boa?
· em orações com pronomes pessoais
Ex.: Todos a viram no cinema.

162
Apêndice gramatical A1 e A2

· em frases com advérbios


Ex.: Talvez me deixe dormir durante o espetáculo, já o vi!

No condicional simples e no futuro simples, o pronome coloca-se no meio do verbo:


Ex.: Eles fá-lo-iam se estivessem motivados para isso, mas o Luís fá-lo-á sozinho, pois motivação
não lhe falta.

Pron ome s de valo r refle xo e recí proc o

Quando a ação expressa pelo verbo recai sobre o sujeito que a pratica (e este e o pronome se
encontram na mesma pessoa), estamos perante verbos com pronomes de valor reflexo, o qual se
obtém juntando os pronomes me, te, se, nos, vos, se. São exemplos de verbos reflexos: chamar-se,
lavar-se, vestir-se, lembrar-se, suicidar-se, queixar-se, arrepender-se, sentar-se, deitar-se, levantar-se.
Ex.: Eu sento-me sempre na primeira fila da sala.
O aluno lembrou-se de fazer o trabalho de casa.

Na estrutura composta por verbos com pronomes de valor recíproco a ação de um sujeito plural
recai sobre ambas as entidades que compõem o sujeito, utilizando-se os verbos apenas no plural
com os pronomes nos, vos e se.
Ex.: Eles magoaram-se uns aos outros.

Quando o verbo termina em -mos, seguido de -nos, retira-se sempre a terminação s:


Ex.: Nós encontramo-nos à porta do teatro.
Nós vimo-nos todos os dias.

Exercícios de aplicação

1. Reescreve as frases e substitui as partes sublinhadas pelos pronomes de complemento


indireto.
a. A Ashley está a escrever uma carta à Madalena.
.
b. No Natal, a Mariana vai oferecer muitos presentes aos pais.
.
c. Nas férias, vou telefonar para ti e para o Noah todos os dias.
.
d. Os professores explicam tudo muito bem a mim e aos meus colegas.
CEPE-TC1LP © Porto Editora

.
e. O James nunca quer responder em português aos professores.
.

163
CEPE-TC1LP © Porto Editora
2. Completa com as formas contraídas dos pronomes (complemento direto e indireto).
a. Esse livro é meu.
Dá- .
b. Essas canetas são minhas.
Dá- .
c. Aqueles óculos são dele.
Dá- .
d. Esse lápis é dela.
Dá- .
e. Essas chaves são minhas.
Dá- .
f. Já te emprestei o caderno.
Emprestei- .
g. Já te emprestei as revistas.
Emprestei- ontem.
h. Essa mala é minha.
Dá- .
i. Aquele estojo é dela.
Dá- .
j. Essas folhas são dela.
Dá- .

3. Completa recorrendo à estrutura: verbos com pronomes de valor reflexo e recíproco.


a. Deixei o livro em casa do Miguel. Vou lá após as aulas. (buscar)
b. A Ana adorou a salada. toda. (comer)
c. O computador avariou. O técnico vai . (arranjar)
d. Os alunos escreveram dois textos lindíssimos e vão (ler) em português.
e. O John recebeu uns novos ténis e pensa amanhã. (calçar)
f. Não deixes a mochila na sala. no quarto. (deixar)

164
Apêndice gramatical A1 e A2

Dem ons trati vos inva riáve is

Advérbios Demonstrativos
aqui (objeto perto do eu) isto
aí (objeto perto da pessoa com quem o eu fala) isso
ali (objeto afastado do eu e do tu) aquilo

Nota: Os demonstrativos invariáveis usam-se para pedir a identificação de objetos e/ou para os
identificar.
Ex.: O que é isto? Isso é um livro.
O que é isso? Isto é uma caneta.
O que é aquilo? Aquilo são lápis de cor.

Dem ons trati vos variá veis

Demonstrativos
Singular Plural
Advérbios masculino feminino masculino feminino
aqui (objeto perto do eu) este esta estes estas
aí (objeto perto da pessoa com quem o eu fala) esse essa esses essas
ali (objeto afastado do eu e do tu) aquele aquela aqueles aquelas

Nota: Os demonstrativos variáveis usam-se com os nomes ou substituem os nomes a que se


referem. Como tal, concordam em género e número com o nome.
Ex.: Este estojo é muito bonito. Aquele é mais barato e também é giro.
Aquelas raparigas são mais simpáticas que essas.

Exercícios de aplicação
1. 
Escreve as respostas usando isto, isso 2. 
Completa com os demonstrativos variáveis.
ou aquilo. Segue o exemplo. a. – De quem é este jornal?
Ex. – O que é isto? (caderno)
– jornal é meu.
– Isso é um caderno.
b. – Dás-me essa folha?
a. – O que é aquilo? (lapiseira)
– ? Toma.

c. – Aquelas canetas são tuas?
CEPE-TC1LP © Porto Editora

b. – O que é isto? (canetas)


– Sim, são minhas.

d. – Esses dicionários são da biblioteca?
c. – O que é isso? (mochila)
– Sim, dicionários são da biblioteca.

165
CEPE-TC1LP © Porto Editora
Po ss es siv os

Singular Plural
masculino feminino masculino feminino
eu o meu caderno a minha caneta os meus livros as minhas canetas
tu o teu estojo a tua lapiseira os teus cadernos as tuas folhas
você o seu lápis a sua companheira os seus lápis as suas colegas
ele o amigo dele a colega dele os amigos dele as amigas dele
ela o teste dela a amiga dela os casacos dela as flores dela
nós o nosso projeto a nossa cadela os nossos amigos as nossas réguas
vocês o vosso trabalho a vossa vizinha os vossos primos as vossas primas
eles o irmão deles a secretária deles os trabalhos deles as vizinhas deles
elas o primo delas a visita delas os bilhetes delas as malas delas

Nota: Os demonstrativos possessivos usam-se com os nomes ou substituem os nomes a que se


referem. Como tal, concordam em género e número com o nome.
Ex.: O teu estojo é muito bonito. O meu é mais barato e também é giro.

Exercícios de aplicação
1. Completa os espaços seguintes. Segue o exemplo.
Ex.: Vi o Henri com a mulher dele.

a. Vi a Madeleine com o marido . c. Vi o Tiago com as filhas .


b. Vi o Rui e o João com os primos . d. Vi a Ashley e a Madalena com as amigas .

2. Usa os vários possessivos e forma 3. Esxplica os vários possessivos. Segue o


novas frases. Segue o exemplo. exemplo.
Ex.: eu / azul / caderno / debaixo da cadeira Ex.: Nós temos uma casa.
O meu caderno azul está debaixo da cadeira. É a nossa casa.
a. ele / estojo / preto. a. Ele comprou uma mochila.

. É .
b. nós / carro / novo b. Vocês têm um carro.

. É .
c. tu /parede do quarto / pintada / amarelo c. Eu ando na escola.

. É .
d. eu / amigos portugueses / simpáticos d. Eles têm dois filhos.

. São .

166
Apêndice gramatical A1 e A2

Rela ção foné tica e gráf ica entre as pala vras

As palavras homónimas escrevem-se e pronunciam-se do mesmo modo, mas têm significado


diferente.
Ex.: O rio corre devagar (nome masculino singular). / Eu rio durante as aulas (presente do indicativo do
verbo rir).
As palavras homógrafas (mesma grafia) são palavras que se escrevem do mesmo modo, mas
pronunciam-se de modo diferente, tendo igualmente significado diferente.
Ex.: O molho desta massa está delicioso. / Traz o molho de chaves que está na gaveta.
As palavras homófonas (mesma fonia) pronunciam-se do mesmo modo, mas escrevem-se de
forma diferente, tendo igualmente significado diferente.
Ex.: Ouve o meu conselho. / Arranja um trabalho num concelho próximo deste.
As palavras parónimas têm um som e uma escrita parecida, mas significados diferentes.
Ex.: A vítima fez uma boa descrição do assaltante (ato de descrever, caracterizar, etc.). / É garantida
total discrição na entrega dos produtos (qualidade de quem é discreto, ou seja, não dá nas vistas,
atitude de reserva).

Exercícios de aplicação
1. Completa os espaços em branco com a palavra correta.
a. nós / noz b. comprimento / cumprimento
Gostas da tarte de ? O da lei é uma obrigação.
vamos ao cinema esta tarde. A mesa tem 2 metros de .

c. sede / sede d. canto / canto


Tens ? Bebe água. O do rouxinol é bonito.
A da instituição está em obras. A caneta está ali ao .

e. despensa / dispensa f. concelho / conselho


Traz os bolos da . Vou dar-te um bom .
Ela não um bom treino. Tu moras no do Seixal.
CEPE-TC1LP © Porto Editora

167
Sino ními a e anto ními a

CEPE-TC1LP © Porto Editora


Sinónimo é uma palavra que tem um significado igual ou muito parecido com outra(s).
Ex.: Acabar, concluir e terminar são sinónimos.

Antónimo é uma palavra que tem significado contrário ou oposto ao de outra(s).


Ex.: Acabar e começar são antónimos.

Exercícios de aplicação

1. Ordena as sílabas e encontra palavras sinónimas das palavras apresentadas. Escreve-as.


FELIZ VELHO

TEN CON TE DO I SO

a. c.

CURTO VELOZ

NO PE QUE PI DO RÁ

b. d.

2. Estabelece a ligação entre as palavras e os seus antónimos.

a. bonito velho

b. simpático triste

c. grande
comprido

d. novo
antipático
e. curto
feio
f. feliz

pequeno

168
Apêndice gramatical A1 e A2

V ERBOS

Verb os regu lares

Os verbos regulares mantêm o radical do verbo (falar, beber, partir), ao qual se junta a terminação
da pessoa:

eu falo francês
tu bebes chá.
você/ ele / ela parte o bolo.
nós andamos na escola.
vocês / eles / elas abrem a porta.

Os verbos regulares dividem-se em três tipos de conjugação: verbos terminados em -AR, verbos
terminados em -ER e verbos terminados em -IR.

-AR -ER -IR


eu falo como abro
tu falas comes abres
você/ ele / ela fala come abre
nós falamos comemos abrimos
vocês / eles/ elas falam comem abrem

EXCEÇÕES:
A) Casos de alternância vocálica:

· Nos verbos terminados em -ir, como preferir, sentir, seguir, conseguir, vestir, despir, o e passa a i
na primeira pessoa do singular.
Ex.: sentir – eu sinto
Sinto frio nesta casa.
· Nos verbos terminados em -ir, como dormir, tossir, engolir, descobrir, o o passa a u na primeira
pessoa do singular.
Ex.: dormir – eu durmo
Ao fim de semana durmo até tarde.
B) Verbos como conhecer, descer e esquecer não são irregulares mas mudam a grafia na primeira
pessoa.
Ex.: conhecer – eu conheço
Eu conheço muito bem a minha melhor amiga.
CEPE-TC1LP © Porto Editora

169
CEPE-TC1LP © Porto Editora
Exercícios de aplicação

1. Escreve os seguintes verbos na forma correta, de acordo com a pessoa.

a. você almoçar

b. nós trabalhar

c. ele brincar

d. eu jogar

e. tu fechar

f. vocês tomar

g. elas viver

h. nós correr

i. vocês escrever

j. ele aprender

k. eu esquecer

l. você beber

m. tu decidir

n. ela vestir

o. nós partir

p. eu sentir

q. eles dividir

r. eu preferir

170
Apêndice gramatical A1 e A2

Verb os irreg ulare s

VERBOS IRREGULARES TERMINADOS EM -AR / -ER


· Presente do indicativo

dar ter ver ler fazer dizer


eu dou tenho vejo leio faço digo
tu dás tens vês lês fazes dizes
você/ ele / ela dá tem vê lê faz diz
nós damos temos vemos lemos fazemos dizemos
vocês / eles/ elas dão têm veem leem fazem dizem

trazer saber poder querer pôr


eu trago sei posso quero ponho
tu trazes sabes podes queres pões
você/ ele / ela traz sabe pode quer põe
nós trazemos sabemos podemos queremos pomos
vocês / eles/ elas trazem sabem podem querem põem

VERBOS IRREGULARES TERMINADOS EM -IR

pedir ouvir subir ir vir cair sair


eu peço ouço/oiço subo vou venho caio saio
tu pedes ouves sobes vais vens cais sais
você/ ele / ela pede ouve sobe vai vem cai sai
nós pedimos ouvimos subimos vamos vimos caímos saímos
vocês / eles/ elas pedem ouvem sobem vão vêm caem saem

Exercícios de aplicação
1. Completa os espaços com o verbo na forma correta.
a. Não (ouvir/eu) o que a f. O senhor (querer) ajuda?
professora (dizer). g. Os meus tios não (ver) televisão.
b. Nós (subir) as escadas muito h. Eu (dar) um brinquedo ao bebé.
depressa e nunca (cair).
i. A Marta e o Rui (ir) ao jardim
c. Nunca (poder/eu) ficar na rua zoológico.
até tarde.
CEPE-TC1LP © Porto Editora

j. A minha avó (fazer) um bolo


d. O meu pai (pôr) sempre a de chocolate maravilhoso!
mesa para o jantar.
k. Eu já (saber) todos os verbos
e. Hoje (trazer/eu) lanche na irregulares.
mochila. 171
Verb os com pron ome s de valo r refle xo

CEPE-TC1LP © Porto Editora


Nos verbos com pronomes de valor reflexo (levantar-se, deitar-se, sentar-se, chamar-se,
lembrar-se, vestir-se, etc.) a ação recai sobre o próprio sujeito e usam-se os pronomes reflexos
(-me, -te, -se, -nos, -vos, -se).
Os pronomes reflexos colocam-se geralmente depois do verbo:

eu chamo-me Nota: Antes do pronome reflexo, o s da segunda


pessoa do plural cai: chamamo(s)-nos.
tu chamas-te
Os pronomes reflexos colocam-se antes do verbo
você/ ele / ela chama-se
quando este é precedido de palavras como não,
nós chamamo*-nos
nunca, também, como (é que), já, ainda não,
vocês / eles/ elas chamam-se enquanto, todos, ninguém.
Ex.: Ele também se chama João. / O bebé ainda não se
senta sozinho. / Todos se lembram da matéria.

Exercícios de aplicação

1. Coloca os elementos das frases na ordem correta. Escreve-as.


a. Como / cão / teu / o / chama / se c. mesma / nós / à / levantamo / hora /
sempre / nos
?
.
b. se / os / meu / nunca / meus / do /
aniversário / avós / esquecem.
.

Verb o ser e es tar Exercícios de aplicação


(pre sente do indic ativo )
1. Completa os espaços em branco com
ser ter os verbos ser ou estar.
eu sou estou a. Tu um perfecionista.
tu és estás Nunca contente com as
você/ ele / ela é está tuas notas.
nós somos estamos b. O filme que no cinema não
vocês / eles/ elas são estão para a tua idade.
c. Nós surfistas e
de férias na Califórnia.
d. O musical que neste
teatro extraordinário.

172
Apêndice gramatical A1 e A2

Verb o ficar (pre sente do indic ativo )

ficar
eu fico
tu ficas
você/ ele / ela fica
nós ficamos
vocês / eles/ elas ficam

· O verbo ficar:
· pode significar permanecer.
Ex.: Ele hoje fica todo o dia.
· pode também indicar um estado resultante de uma ação.
Ex.: Ficámos cansados de correr.
· também substitui o verbo ser em casos de localização geográfica ou fixa.
Ex.: Vancouver fica no Canadá. / Onde fica a tua casa?

Exercícios de aplicação

1. Completa os espaços em branco com os verbos ser, estar ou ficar.

O Mike a. americano e b. de férias nos Açores em


casa dos avós que c. portugueses.
Os Açores d. um arquipélago português que e. no
meio do oceano Atlântico. Felizmente, agora lá f. bom tempo. No
próximo ano ele vai estudar arquitetura para o Porto.
O Porto g. uma cidade que h. no norte de Portugal.
CEPE-TC1LP © Porto Editora

173
)
Verb os deve r , ter de e pode r (pre sente do indic ativo

CEPE-TC1LP © Porto Editora


VERBO DEVER
O verbo dever geralmente exprime uma dívida:
Ex.: Devo-te um gelado.
… mas também pode indicar probabilidade ou obrigação moral:
Ex.: Amanhã deve chover. / Nós devemos ajudar os nossos amigos.

TER DE
Usamos a expressão ter de para exprimir obrigação ou forte necessidade:
Ex.: Tenho de estudar mais este ano. / Tens de ser mais simpática com as pessoas.

VERBO PODER
Usamos o verbo poder para exprimir possibilidade/ oportunidade.
Ex.: Posso ir ao cinema convosco.
Também usamos este verbo para indicar proibição:
Ex.: Não se pode fazer barulho à noite.
… ou para pedir autorização:
Ex.: Posso levantar-me da mesa?

Exercícios de aplicação

1. Completa os espaços em branco com os verbos dever, ter de ou poder.


a. Ela nunca compra carne nem peixe. ser vegetariana.
b. Eu sou diabético. Não comer doces e de beber muita
água.
c. Vocês não fumar.

174
Apêndice gramatical A1 e A2

Ter vers us es tar com

As palavras destacadas são formas verbais distintas, usadas para expressar uma mesma ideia ou
um mesmo estado.
Ex.: Eu tenho dores de cabeça. (ter)
Eu estou com dores de cabeça. (estar com)

Exercícios de aplicação

1. Escreve frases recorrendo a ambas as construções.


a. tosse / .
b. dores de barriga / .
c. febre / .

eto)
Verb o doer + pron ome s pess oais (com plem ento indir

O verbo doer conjuga-se apenas na terceira pessoa (do plural e do singular), seguido de um
pronome pessoal complemento indireto. O sujeito encontra-se geralmente à sua direita.

dói -me a mão direita. (a mim)


doem -te os ouvidos. (a ti)
dói -lhe a garganta. (a ele/ela ou a você)
doem -nos os olhos. (a nós)
dói -vos a barriga. (a vocês)
doem -lhes as gengivas. (a eles/elas)

Exercícios de aplicação

1. Sublinha a forma verbal correta.


a. Hoje dói / doem -me o dente do siso.

b. Não vos dói / doem as costas?


c. À noite dói / doem -me sempre a cabeça.
CEPE-TC1LP © Porto Editora

d. Dói / doem -nos os músculos das pernas.

175
CEPE-TC1LP © Porto Editora
Ve rb o es tar a + inf ini tiv o

O verbo estar a + Infinitivo exprime uma ação que decorre no presente.

Exercícios de aplicação

1. Completa os espaços em branco com o verbo estar a + infinitivo.


Neste momento...

a. Eu lavar as janelas. d. Nós limpar a casa.


b. Tu fazer um bolo. e. Vocês fazer as malas.
c. O gato dormir no sofá. f. As crianças brincar na rua.

ind ica tiv o)


Ve rb o ha ve r (pres en te do

Usa-se há (3.ª pessoa do singular do presente do indicativo do verbo haver) para significar:

estar Há alguém em tua casa?


acontecer / passar-se Há um incêndio no prédio em frente.
ter Há sopa para o jantar.
existir Há um jardim na minha rua.
dar / ser transmitido Há um concerto lindo na rádio.
tempo decorrido Não vou ao cinema há muito tempo.

Exercícios de aplicação
1. Substitui o verbo destacado pelo verbo haver na forma correta. Reescreve as frases.
a. Acontecem coisas estranhas nesta cidade.
b. Não tenho nada neste frigorífico.

c. Dá agora um filme muito bom na televisão.


d. Existe um livro sobre isso.
e. O que é que se passa contigo hoje?
f. Não está nada preparado para a viagem.

176
Apêndice gramatical A1 e A2

Pretéri to per fei to simp les

PRETÉRITO PERFEITO SIMPLES: VERBOS REGULARES

-AR -ER -IR


eu falei comi abri
tu falaste comeste abriste
você / ele / ela falou comeu abriu
nós falámos comemos abrimos
vocês / eles / elas falaram comeram abriram

Verbos como começar, ficar e pagar não são irregulares, mas mudam a grafia na primeira pessoa
do singular.
· Começar – eu comecei
Ex.: Comecei a aprender a jogar xadrez.
· Ficar – eu fiquei
Ex.: Fiquei à tua espera no pátio.
· Pagar – eu paguei
Ex.: Ainda não paguei o bilhete.

PRETÉRITO PERFEITO SIMPLES: VERBOS IRREGULARES

ser/ir ter estar


eu fui tive estive
tu foste tiveste estiveste
você / ele / ela foi teve esteve
nós fomos tivemos estivemos
vocês / eles / elas foram tiveram estiveram

No pretérito perfeito simples, o verbo ser e ir coincidem nas formas, mas com significados
diferentes.
Ex.: Eu fui (ir) para a escola e fui (ser) o primeiro a chegar à sala.

trazer dizer fazer querer ver haver


eu trouxe disse fiz quis vi -
tu trouxeste disseste fizeste quiseste viste
você / ele / ela trouxe disse fez quis viu houve
nós trouxemos dissemos fizemos quisemos vimos -
vocês / eles / elas trouxeram disseram fizeram quiseram viram -
CEPE-TC1LP © Porto Editora

CEPE-TC1LP-12 177
CEPE-TC1LP © Porto Editora
vir saber dar pôr poder
eu vim soube dei pus pude
tu vieste soubeste deste puseste pudeste
você / ele / ela veio soube deu pôs pôde
nós viemos soubemos demos pusemos pudemos
vocês / eles / elas vieram souberam deram puseram puderam

cair sair
eu caí saí
tu caíste saíste
você / ele / ela caiu saiu
nós caímos saímos
vocês / eles / elas caíram saíram

Exercícios de aplicação

1. Completa os espaços com os verbos no Pretérito Perfeito Simples.

Ele a. (vir) a minha casa e b. (nós/estar) juntos a


tarde toda. c. (ele/ trazer) um presente do seu país: uma árvore
com asas! Eu d. (fazer) tarte de ananás para o lanche e
e. (pôr) a minha música favorita. f. (nós/ dançar)
durante muito tempo. Depois ele g. (querer) conhecer a minha
família. Eu h. – o (apresentar) aos meus pais. Ele i.
– lhes (dar) um abraço e j. (sair) a voar pela janela. Então eu
k. (cair) da cama e l. (acordar). Que sonho!

178
Apêndice gramatical A1 e A2

Pretéri to impe r fei to

PRETÉRITO IMPERFEITO SIMPLES: VERBOS REGULARES

-AR -ER -IR


eu falava comia abria
tu falavas comias abrias
você / ele / ela falava comia abria
nós falávamos comíamos abríamos
vocês / eles / elas falavam comiam abriam

VERBOS IRREGULARES

ser ter vir pôr


eu era tinha vinha punha
tu eras tinhas vinhas punhas
você / ele / ela era tinha vinha punha
nós éramos tínhamos vínhamos púnhamos
vocês / eles / elas eram tinham vinham punham

Exercícios de aplicação

1. Escreve frases completas, usando o Pretérito Imperfeito do Indicativo.


a. de bicicleta / eu / antigamente / muito / andar
.
b. passear / no parque / crianças / quando / nós / ser / com os nossos pais / quando
.
c. não ter / dantes / direito de voto / as mulheres
.
d. a minha avó / pôr / para o jantar / no ano passado / ainda / a mesa.
.
e. no campo / tu / comer / quando / viver / muita fruta.
.
f. por favor / horas / poder / dizer-me ?
CEPE-TC1LP © Porto Editora

179
to
Pretéri to per fei to simp les vers us preté ri to impe r fei

CEPE-TC1LP © Porto Editora


A Joana estava a jantar quando alguém bateu à porta.
O Pretérito Imperfeito (estava a) indica uma ação contínua no passado.
O Pretérito Perfeito Simples (bateu) indica uma ação pontual e terminada.

Exercícios de aplicação

1. 
Escreve frases completas, usando o pretérito imperfeito do indicativo e o pretérito
perfeito simples.
a. tu / cozinhar / o teu pai chegar. c. nós / jogar ténis / começar a chover.

b. ela dormir/ o ladrão entrar. d. eu / arrumar o quarto / o telefone tocar.

Pretéri to mais -que -per fei to com pos to

Usa-se para referir uma ação no passado anterior a outra.


Ex.: Quando eu cheguei ao cinema, o filme já tinha começado.

ter (pretérito imperfeito) particípio passado (do verbo principal)


eu tinha
tu tinhas falado
você / ele / ela tinha + comido
nós tínhamos partido
vocês / eles / elas tinham

Exercícios de aplicação

1. 
Completa os espaços, usando o pretérito perfeito simples ou o pretérito mais-que­
‑perfeito composto.
a. Quando nós (ir) comprar fruta, a mercearia já (fechar).
b. Quando os convidados (chegar), ela ainda não (pôr) a mesa.
c. Quando vocês me (convidar) para almoçar eu já (comer).
d. Quando te (nós/cantar) os parabéns já (tu/abrir) os presentes.
e. Quando nós os (conhecer), eles ainda não (vir) a Portugal.
180
Apêndice gramatical A1 e A2

Par ticíp ios Pass ados

PARTICÍPIOS PASSADOS REGULARES

Infinitivo Particípio Passado


falar + -ado falado
comer + -ido comido
partir + -ido partido

PARTICÍPIOS PASSADOS IRREGULARES

abrir aberto pôr posto


dizer dito ver visto
escrever escrito vir vindo
fazer feito  

Par ticíp ios pass ados dupl os

Alguns verbos têm dois particípios. São os particípios passados duplos.


om o verbo ter usa-se o particípio passado regular e com os verbos ser ou estar, o particípio
C
passado irregular.
Ex.: A luz da sala estava acesa. Alguém a tinha acendido.
particípio passado particípio passado
Infinitivo regular irregular
ter ser / estar
acender acendido aceso
aceitar aceitado aceite
entregar entregado entregue
ganhar ganhado ganho
gastar gastado gasto
matar matado morto
libertar libertado liberto
limpar limpado limpo
pagar pagado pago
prender prendido preso
salvar salvado salvo
CEPE-TC1LP © Porto Editora

181
CEPE-TC1LP © Porto Editora
Impe rativ o

VERBOS REGULARES

-AR -ER -IR


tu fala come abre
tu (negativa) não fales não comas não abras
você fale coma abra
você (negativa) não falem não comam não abram

O Imperativo forma-se a partir do presente do indicativo:

Presente do indicativo Imperativo


(ele) tu (forma afirmativa)
fala Fala!
come Come!
abre Abre!

Imperativo

Presente do indicativo Formação tu


você vocês
(eu) do imperativo (forma afirmativa)
falo +e não fales fale falem
como não comas coma comam
+a
abro não abras abra abram

VERBOS IRREGULARES

ser estar ir querer dar saber


tu sê está vai quer dá sabe
tu (negativa) não sejas não estejas não vás não queiras não dês não saibas
você seja esteja vá queira dê saiba
você (negativa) não sejam não estejam não vão não queiram não deem não saibam

Infin i tivo pess oal

-ar / -er / -ir


eu falar
tu comeres
você
abrir
ele/ela

182
Apêndice gramatical A1 e A2

Usamos o infinitivo pessoal depois de:


· Preposições (para, por, sem, até...)
Ex.: Danço até ficar cansado.
· Locuções prepositivas (antes de, depois de, em vez de, apesar de...)
Ex.: Em vez de irmos ao cinema, podíamos ir ao teatro.
· Expressões impessoais
Ex.: É importante fazerem exercício físico. / É preciso fazeres as malas.

Exercícios de aplicação
1. Completa os espaços com os verbos no imperativo ou infinitivo pessoal.
a. Não (tu/estar) triste. (sair) de casa e (ir) ter
com os teus amigos.
b. Não (tu/fazer) barulho. O bebé está a dormir.
c. O espetáculo vai começar! Por favor, (vocês/desligar) os telemóveis.
d.  (tu/lavar) os dentes, antes de (ir) para a cama.
e.  (vocês/deitar-se) cedo. É saudável (dormir) bem.
f. Não (você/querer) fazer tudo de uma vez. (você/ser) paciente...

Ideia de futur o: ir + infin i tivo

A construção ir (no presente do indicativo) + infinitivo usa-se para exprimir um futuro próximo e é
bastante usada em linguagem corrente.
Ex.: Vais ter teste de inglês amanhã?
No próximo fim de semana vamos dar uma festa em nossa casa.
Nota: Com os verbos ir e vir evita-se esta construção.
Ex.: Amanhã vou à praia. / *Amanhã vou ir à praia.
Amanhã os meus primos vêm visitar-me/ *Os meus primos vão vir visitar-me.

Exercícios de aplicação

1. 
Escreve frases com ir + infinitivo, sempre que possível.
a. Onde é que tu / jantar? c. Vocês / ir à piscina logo à tarde?
CEPE-TC1LP © Porto Editora


b. Amanhã nós / comprar bilhetes para o d. Nós / jogar futebol depois das aulas.
concerto.

183
Futu ro impe r fei to do indic ativo

CEPE-TC1LP © Porto Editora


VERBOS REGULARES

-ar / -er / -ir


eu falarei
tu comerás
você / ele / ela abrirá
nós teremos
vocês / eles / elas serão

VERBOS IRREGULARES

Dizer Fazer Trazer


eu direi farei trarei
tu dirás farás trarás
você / ele / ela dirá fará trará
nós diremos faremos traremos
vocês / eles / elas dirão farão trarão

Exercícios de aplicação

1. 
Muda a estrutura ir + infinitivo para o Futuro Imperfeito do Indicativo. Reescreve as
frases.
a. Hoje à noite vamos jantar a um restaurante perto do rio.

b. Amanhã vou visitar a minha avó.


c. O senhor vai dizer um poema na festa.


d. Eles vão comprar um carro novo.


e. O cão vai trazer alegria a esta casa.

184
Apêndice gramatical A1 e A2

Será que. ..?

Usamos Será que? para exprimir uma incerteza.


Ex.: Amanhã vamos à praia. Será que vai estar bom tempo?

Exercícios de aplicação

1. 
Completa os espaços para obteres frases interrogativas com o verbo no futuro.
a. Estão a bater à porta. (ser) que são já os meus primos?
b. É cedo. (ser) que ele ainda está a dormir?
c. Os alunos estão cansados. (ser) que vão entregar o trabalho a tempo?

Ger úndi o

Infinitivo Gerúndio
falar falando
comer comendo
abrir abrindo

Usa-se para:
· substituir uma oração coordenada:
Ex.: Eles saíram da biblioteca, levando livros.
· exprimir uma circunstância de tempo:
Ex.: Acabando de fazer os trabalhos de casa, vamos brincar.
· indicar um modo:
Ex.: Olhou a mãe sorrindo.

Exercícios de aplicação

1. 
Completa os espaços com o verbo no gerúndio.
a. Parti o dente, (cair) das escadas.
b. O gato roubou o bife, (saltar) para cima da mesa.
CEPE-TC1LP © Porto Editora

c. O Pedro ganha a vida (vender) quadros.


d. A minha vizinha contou a sua história (rir).
e. (chegar) à praia, vamos todos à água.

185
CEPE-TC1LP © Porto Editora
Voz pass iva

VOZ ATIVA

sujeito predicado complemento direto


O Pedro pintou aquele quadro.

VOZ PASSIVA

sujeito predicado complemento agente da passiva


Aquele quadro foi pintado pelo Pedro.

Transformações:
a. Verbo auxiliar ter no tempo da voz ativa, seguido do particípio passado do verbo principal (que
concorda em género e número com o sujeito);
b. O complemento direto da ativa passa a sujeito da passiva;
b. O sujeito da ativa passa a complemento agente da passiva;
b. A preposição por (ou a sua contração com o artigo definido: pelo, pela, pelos, pelas) surge antes do
complemento agente da passiva.
Omite-se o complemento agente da passiva quando o sujeito é desconhecido.
Ex.: Construíram novas escolas. Novas escolas foram construídas.
Também se usa -se quando o sujeito é desconhecido ou irrelevante.
Ex.: Em junho come-se muita sardinha em Portugal.

Exercícios de aplicação
1. 
Reescreve as frases, mudando-as para a voz passiva ou ativa.
a. Eles visitam o Mosteiro dos Jerónimos.

b. O bacalhau é apreciado por muitos turistas.

c. O Polícia já nos deu as indicações.

d. Os noivos abriram a pista de dança.

e. Tu dirás a verdade.

f. Veem-se muitos golfinhos nesta praia.

186
Apêndice gramatical A1 e A2

Haver / have r de + infin i tivo

Usa-se haver de + infinitivo para expressar uma intenção ou convicção em relação ao futuro.

eu hei de
tu hás de  rranjar outro emprego.
a
vencer o medo.
você/ ele / ela há de + viajar pelo mundo.
nós havemos de plantar muitas árvores
vocês / eles/ elas hão de

Exercícios de aplicação

1. Substitui o verbo destacado por haver de + infinitivo na forma correta. Reescreve as


frases.
a. Eu vou encontrar as minhas chaves de casa.


b. O Nuno falará com os pais dele.

c. Nós visitaremos o México no próximo Verão.


d. Vocês serão grandes bailarinos!


CEPE-TC1LP © Porto Editora

187
Soluções dos exercícios de aplicação

CEPE-TC1LP © Porto Editora


Acentuação 2. jornalista, jardineiro, sapateiro, economista, escritor.
1. a. A MA RE LO b. RÁ PI DO
Desde / há
c. ES TRE LA d. A VÓ
1. a. Desde ontem.
e. PA CÍ FI CO f. ÁR VO RE g. PAI b. Há 5 minutos.
c. Desde 2010.
h. ES CO LA i. IR MÃO
d. Há 2 horas.
2. a . Canadá; b. irmã; c. Atlântico; d. três; e. África; e. Há 5 anos.
f. à; g. vocês; h. àquela; i. coração. f. Desde os 15 anos.
2. a. Os meus pais estão casados desde 1980. Estão
Adjetivos casados há mais de trinta anos. Ontem
1. a. mais novo do que; reencontraram os padrinhos de casamento. Já não
b. menos velha; os viam há imenso tempo, desde os anos 80, quando
c. tão alto como; emigraram para o Canadá.
d. mais baixa do que; b. Vou telefonar à minha melhor amiga. Já não falo com
e. mais magra do que; mais gorda. ela há uns meses, mais precisamente desde o Natal.
2. a. muito rápido; Discurso direto e indireto
b. lentíssimo;
c. muito difícil; 1. a. A Daisy perguntou se eu queria ir ao cinema.
d. muito feroz; b. O John disse que ele nesse dia não tinha ido à
e. riquíssimo escola, porque tinha estado com febre.
c. O Pedro afirmou que aquele livro era muito
Artigos definidos e indefinidos interessante.
d. A mãe lembrou a Rita que no dia seguinte ela tinha
1. a . Os; b. As c. A; d. O; e. Uma; f. Um; g. uma; h. o; exame de português.
i. A; j. O, um.
e. A Ashley disse que aquilo era a mochila nova dela.
Campo lexical Estruturação frásica
1. futebol: estádio, jogador, bola, equipa, árbitro, golo, etc. 1. a. Ela chama-se Carolina.
mar: barco, areia, onda, marinheiro, etc.
b. Onde é que ele mora?
escola: biblioteca, quadro, livros, cadernos, disciplina, etc.
c. Eu sou português.
Conetores d. Vocês não vivem no Canadá.
1. a. mas; b. e; c. porque; d. porque; e. e; f. mas. 2. a. O Juan não é espanhol.
b. Não queres ir ao cinema?
Conjunções e locuções conjuncionais c. A Maria não vive em Montreal.
1. a. Ele é o vocalista da banda, pois tem uma excelente voz. d. O Rui nunca/não foi a Paris com os amigos.
b. Não acabei o trabalho, logo vou ter 0 valores. e. Não foste ao concerto dos One Direction?
c. Elas não vão à escola, porque estão doentes. f. O Dennis não é da Noruega.
d. O Peter adora música, portanto está a ter aulas de
piano. Interjeições
e. O James e a Kelly têm teste, por isso estão a estudar 1. a . alegria; b. admiração; c. lamento; d. advertência;
juntos. e. alívio.
f. A
 Daisy é patinadora, logo sabe andar muito bem de
patins. Interrogativos
Derivação 1. a . Quem; b. Quando; c. Como; d. O que; e. Quanto;
f. Quantos; g. Quantas; h. Como; i. Onde ; j. Como.
1. a . pêra; b. folha; c. avô; d. amarelo; e. ouro; f. velho;
g. árvore; h. paciente; i. fácil; j. cor.

188
Apêndice gramatical A1 e A2

Nomes 2. a . mo; b. mas; c. lhos; d. lho; e. mas; f. to; g. tas;


1. Nome próprio: Toronto; Lisboa; Catarina; Boston; h. ma; i. lho; j. lhas.
Mariana; Portugal. 3. a . buscá-lo; b. Comeu-a; c. arranjá-lo; d. lê-los;
Nome comum: lápis; régua; gato; folha; cão; escola. e. calçá-los; f. Deixa-a;
Nome coletivo: cardume; arquipélago; manada;
enxame; constelação; vara. Demonstrativos invariáveis e variáveis
Onomatopeias 1. a. Aquilo é uma lapiseira.
b. Isso são canetas.
1. a . cocorococó; b. clap, clap!; c. au! au!; d. atchim!; c. Isto é uma mochila.
e. tinoni, tinoni.
2. a. Esse; b. Esta; c. aquelas; d. estes.
Porque, por que e porquê
Possessivos
1. a . Por que; porque. 1. a. dela; b. deles; c. dele; d. delas.
b. porquê; Porque.
c. Por que; porquê; Porque. 2. a. O estojo preto dele.
b. O nosso carro novo.
Preposições c. A tua parede do quarto está pintada de amarelo.
d. Os meus amigos portugueses são simpáticos.
Preposição contraída
1. a . dos; b. em; c. dos; d. nas; e. na; f. do; g. na; h. da; 3. a. a mochila dele
b. vosso carro
i. em; j. na.
c. a minha escola
Preposições com valor de tempo d. os filhos deles

1. a . ao; b. No; c. de; d. À; e. à/de; f. À/De; g. ao; h. Às; Relação fonética e gráfica entre as
i. À; j. Ao.
palavras
Preposições com valor de movimento 1. a. Gostas da tarte de noz?
Nós vamos ao cinema esta tarde.
1. a . a; b. ao; c. para; d. à; e. ao; f. no; g. na; h. no;
b. O cumprimento da lei é uma obrigação.
i. para; no; j. no.
A mesa tem 2 metros de comprimento.
c. Tens sede? Bebe água.
Pronomes e determinantes
A sede da instituição está em obras.
Pronomes pessoais – sujeito d. O canto do rouxinol é bonito.
1. a. Eles são primos. A caneta está ali ao canto.
b. Nós vamos acampar no fim de semana. e. Traz os bolos da despensa.
c. Elas estudam em Nova Iorque. Ela não dispensa um bom treino.
d. Ele é canadiano. f. Vou dar-te um bom conselho.
e. Vocês são os melhores alunos. Tu moras no concelho do Seixal.

Pronomes pessoais – complemento Sinonímia e antonímia


direto 1. a. contente; b. pequeno; c. idoso; d. rápido.
1. a. 5; b. 3; c. 1; d. 6; e. 2; f. 4. 2. a . feio; b. antipático; c. pequeno; d. velho;
e. comprido; f. triste.
Pronomes pessoais – complemento
direto e indireto Verbos
Pronomes de valor reflexo e recíproco Verbos regulares
1. a. A Ashley está a escrever-lhe uma carta. 1. a . almoça; b. trabalhamos; c. brinca; d. jogo; e. fechas;
f. tomam; g. vivem; h. corremos; i. escrevem;
b. No Natal, a Mariana vai oferecer-lhes muitos
presentes. j. aprende; k. esqueço; l. bebe; m. decides; n. veste;
CEPE-TC1LP © Porto Editora

c. Nas férias, vou telefonar-vos todos os dias. o. partimos; p. sinto; q. dividem; r. prefiro.
d. Os professores explicam-nos tudo muito bem.
e. O James nunca quer responder-lhes em português.

189
Verbos irregulares Pretérito imperfeito

CEPE-TC1LP © Porto Editora


1. a . ouço; diz; b. subimos; caímos; c. pude; d. põe; 1. a. Antigamente, eu andava muito de bicicleta.
e. trago; f. quer; g. veem; h. dou; i. vão; j. faz; k. sei. b. Quando nós eramos crianças passeávamos no
parque com os nossos pais.
Verbos com pronomes de valor reflexo c. Dantes, as mulheres não tinham direito de voto.
1. a. Como se chama o teu cão? d. No ano passado, a minha avó ainda punha a mesa
b. Os meus avós nunca se esquecem do meu para o jantar.
aniversário. e. Quando tu vivias no campo, comias muita fruta.
c. Nós levantamo-nos sempre à mesma hora. f. Podia dizer-me as horas, por favor?

Verbo ser e estar Pretérito perfeito simples versus


(presente do indicativo) pretérito imperfeito
1. a. és; estás b. estás; é c. somos;estamos d. estás; é. 1. a. Tu estavas a cozinhar quando o teu pai chegou.
b. Ela estava a dormir quando o ladrão entrou.
Verbo ficar (presente do indicativo) c. Nós estávamos a jogar ténis quando começou a
chover.
1. a. é; b. está; c. são; d. são; e. fica; f. está; g. é; h. fica d. Eu estava a arrumar o quarto quando o telefone
tocou.
Verbos dever, ter de e poder
(presente do indicativo) Pretérito mais-que-perfeito composto
1. a. Deve 1. a. fomos; tinha fechado
b. posso; tenho b. chegaram; tinha posto
c. podem/devem c. convidaram; tinha comido
d. cantámos; tinhas aberto
Ter versos estar com e. conhecemos; tinham vindo
1. a. Eu tenho tosse. / Eu estou com tosse.
b. Eu tenho dores de barriga. / Eu estou com dores de Imperativo e infinitivo pessoal
barriga. 1. a. estejas; Sai; vai
c. Eu tenho febre. / Eu estou com febre. b. faças
c. desliguem
Verbo doer + pronomes pessoais d. Lava; ires
1. a. dói; b. doem; c. dói; d. doem e. Deitem-se; dormirem
f. queiras; Sê
Verbo estar a + infinitivo
1. a . estou a; b. estás a; c. está a; d. estamos a; e. estão Ideia de futuro: ir + infinitivo
a; f. estão a 1. a. Onde é que tu vais jantar?
b. Amanhã nós vamos comprar bilhetes para o
Verbo haver (presente do indicativo) concerto.
1. a. Há coisas estranhas nesta cidade. c. Vocês vão à piscina logo à tarde?
b. Não há nada neste frigorífico. d. Nós vamos jogar futebol depois das aulas.
c. Há agora um filme muito bom na televisão.
d. Há um livro sobre isto.
Futuro imperfeito do indicativo
e. O que é que há contigo hoje? 1. a. Hoje à noite jantaremos num restaurante perto
f. Não há nada preparado para a viagem. do rio.
b. Amanhã visitarei a minha avó.
Pretérito perfeito simples c. O senhor dirá um poema na festa.
d. Eles comprarão um carro novo.
1. a . veio; b. estivemos; c. trouxe; d. fiz; e. pus;
e. O cão trará alegria a esta casa.
f. dançámos; g. quis; h. apresentei-o; i. deu-lhes;
j. saiu; k. caí; l. acordei
Será que…?
1. a. Será; b. Será; c. Será.

190
Apêndice gramatical A1 e A2

Gerúndio
1. a. caindo; b. saltando; c. vendendo; d. rindo; e. Chegando
Voz passiva
1. a. O Mosteiro dos Jerónimos é visitado por eles.
b. Muitos turistas apreciam bacalhau.
c. As indicações já nos foram dadas pelo polícia.
d. A pista de dança foi aberta pelos noivos.
e. A verdade será dita por ti.
f. Nesta praia são vistos muitos golfinhos.

Haver / haver de + infinitivo


1. a. Eu hei de encontrar as chaves de casa.
b. O Nuno há de falar com os pais dele.
c. Nós havemos de visitar o México no próximo Verão.
d. Vocês hão de ser grandes bailarinos.
CEPE-TC1LP © Porto Editora

191
Anexo

CEPE-TC1LP © Porto Editora


Dado dos verbos

nós

você você
ele tu eles
ela elas

eu

recortar Bónus:
dobrar Escolhe o pronome!