Você está na página 1de 25

Web Fólio das atividades do projeto “O lúdico: jogos, brinquedos e brincadeiras

na construção do processo de aprendizagem na educação infantil”


Título do Trabalho: O lúdico: jogos, brinquedos e brincadeiras na construção do
processo de aprendizagem na educação infantil

Simone Helen Drumond Ischkanian¹

Resumo

A introdução de jogos, brinquedos e atividades lúdicas no cotidiano escolar das redes municipais
de Educação SEMED Manaus, estão fundamentadas em aspectos experimentais do DCNEI, nas
nomenclaturas do Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE) e na Proposta Pedagógica
Curricular da SEMED Manaus, tais perspectivas em nossa Educação Infantil são muito
importantes devido à influência que os mesmos exercem frente ao desenvolvimento de
habilidades infantis, pois, quando eles estão envolvidos emocionalmente na ação, torna-se mais
fácil e dinâmico o processo de ensino-aprendizagem. “O lúdico: jogos, brinquedos e brincadeiras
na construção do processo de aprendizagem na educação infantil”, é a maneira como a
educadora dirige o brincar desenvolvendo coesamente nas crianças os aspectos: psicológico,
intelectual, emocional, físico-motora e social. Além disso, as aulas tornam-se mais atraentes
elevando a frequencia escolar e permitindo que evazão escolar seja quase nula. O foco é
demonstrar a inserção do lúdico: jogos, brinquedos e brincadeiras na construção do processo de
aprendizagem na educação infantil, evidenciado que esta é uma proposta educacional prática,
de vivência escolar transformadora dentro de nossas escolas municipais de Manaus. O lúdico na
educação infantil é o exercício do aprender, dentro das perspectivas biopsicosociotranscendental
da criança dita normal e da criança no contexto da inclusão. Brincar com caixas, revistas e
diversos materiais reutilizáveis, revela na maneira como a educadora planeja “o brincar”, que as
aulas tornam-se mais atraentes. O desenvolvimento e formação da criança na educação infantil
e seu conseqüente aprendizado, por meio do lúdico: jogos, brinquedos e brincadeiras na
construção do processo de aprendizagem, ocorrem quando a criança participa ativamente de
sua aprendizagem, seja debatendo as regras do jogo ou propondo soluções para resolvê-los. É
de extrema importância que todos nós educadores estimulemos desafios e incentivemos a
participação coletiva infantil em todas as atividades. A proposta fortalece o vinculo entre escola e
família, uma vez que o diálogo familiar estabelece segurança e bem estar entre pais e filhos, em
todas as fases da vida. As crianças que aprendem brincando estão melhores preparadas para
descobrir em si mesmas suas potencialidades para agarrar e pegar com suas próprias mãos,
andar com seus próprios pés, observar e encontrar com os seus próprios olhos as possibilidades
para desenvolver a autoconfiança para novos conhecimentos.

Palavras – chaves: Desenvolvimento infantil, lúdico, contribuição para aprendizagem, jogos,


brinquedos, brincadeiras, família; escola.

Formada em pedagogia pela UFAM, pós-graduada em Educação Infantil pela UFAM, professora e pedagoga
concursada da SEMED Manaus, trabalha como professora na UEA no curso de pós graduação, formadora EAD em
plataformas educacionais para inclusão escolar. Autora do para Método de Portfólios: Inclusão, Autismo e Educação
(Registrado do MEC PY e Ministério das Relações Exteriores), mestra em Ciências da Educação pela Universidade
São Carlos e Doutoranda pela Universidade San Lorenzo- e-mail: simone_drumond@hotmail.com – WhatsApp (92)
98813-9525 – 98808-2372

Introdução:
Crianças da rede municipal de educação SEMED Manaus estão cada vez mais
almejando novas aprendizagens, não tendo pretensão de sair da aula, após seu término;
crianças querendo voltar à escola municipal, porque lá é um lugar bom para passar bons
momentos em coletividade. Esta é uma realidade desejada por muitos educadores e é o
que temos de fato no CMEI Elza Damasceno da Silva. O que será que os educadores
estão fazendo para proporcionar este prazer de aprender nas crianças? O segredo é
que “O lúdico: Jogos, brinquedos e brincadeiras na construção do processo de
aprendizagem na educação infantil”, de autoria da professora Simone Helen Drumond
Ischkanian, têm por objetivo focar na importância do aprender brincando, através dos
jogos, dos brinquedos e das brincadeiras. As formações continuadas da SEMED
Manaus são de grande relevância para a fundamentação deste projeto, uma vez que
sistematizar o brincar significa uma reorganização da prática pedagógica, para absorver
o lúdico através dos jogos como o instrumento principal para o desenvolvimento da
criança. O mundo do lúdico é um mundo onde a criança está em constante exercício. É
o mundo da fantasia, da imaginação, do faz-de-conta, do jogo e da brincadeira, que
podemos dizer que o lúdico é um grande laboratório que merece toda atenção dos pais,
escolas e educadores, pois é através dele que ocorrem experiências inteligentes e
reflexivas, praticadas com emoção, prazer e seriedade.
O lúdico: jogos, brinquedos e brincadeiras na construção do processo de
aprendizagem na educação infantil, no contexto das praticas cotidiana da sala de aula,
atende de forma coesa aos objetivos do Plano de Desenvolvimento da Educação – PDE,
uma vez que este é um conjunto de programas que visam melhorar a Educação, e o
CMEI Elza Damasceno da Silva, no cotidiano da autora do artigo, projeta perspectivas,
onde o jogo, o brinquedo e as brincadeiras, despertam a descoberta de si mesmo e do
outro, portanto, aprende-se. É no brincar que a criança está livre para criar e é através
da criatividade que o indivíduo descobre seu eu. Pode-se dizer que as brincadeiras e os
jogos são as principais atividades físicas da criança; além de propiciar o
desenvolvimento físico e intelectual, promove saúde e maior compreensão do esquema
corporal. É jogando que a criança aprende a respeitar regras, limites, esperar a vez e
aceitar resultados. O sucesso escolar da criança e a qualidade da aprendizagem, por
meio da proposta lúdica, são inegáveis e estão presentes no cotidiano das ações do
CMEI Elza Damasceno da Silva. A participação da família na experiência e o
envolvimento da comunidade, na qual a criança está inserida, evidencia que educar é
acima de tudo a inter-relação entre os sentimentos, os afetos e a construção do
conhecimento.
Este processo educativo e a afetividade ganham destaque na coesão pedagógica
de diversas escolas do Brasil e do mundo. E em nossa escola, acreditamos que a
interação afetiva ajuda a compreender e modificar o raciocínio da criança. Como
podemos perceber os jogos, os brinquedos e as brincadeiras são fontes inesgotáveis de
interação lúdica e afetiva. A inclusão educacional, social, racial e digital, na perspectiva
do lúdico, permite à criança, aos pais e aos educadores, o conhecimento do mundo
social e para dar maior riqueza, complexidade e qualidade às brincadeiras,
especialmente para nossos educandos de 4 e 5 anos, revelando que estas são ações
essenciais lúdicas que envolvam ações de falar ou gesticular, esconder e achar objetos.
O brincar com outras crianças garante a produção, conservação e recriação do
repertório lúdico infantil. Essa modalidade de cultura é conhecida como cultura infantil ou
cultura lúdica. Interação com os brinquedos e materiais recicláveis, é essencial para o
conhecimento do mundo dos objetos. A diversidade de formas, texturas, cores,
tamanhos, espessuras, cheiros e outras especificidades do objeto são importantes para
a criança compreender sua Interação com o ambiente, uma vez que a organização do
ambiente facilita a realização das brincadeiras e das interações entre as crianças e
adultos.
O ambiente físico do CMEI Elza Damasceno da Silva reflete as concepções que a
instituição assume para educar a criança, proporcionando Interações (relações) entre a
instituição, a família e a criança. A relação entre a instituição e a família possibilita o
conhecimento e a inclusão, no projeto pedagógico da cultura popular e dos brinquedos e
brincadeiras que a criança conhece. A formação ética, artística, cultural e cidadã das
crianças da Educação Infantil, por meio do lúdico, dos jogos e das brincadeiras, são
práticas pedagógicas que garantem experiências para o desenvolvimento de
habilidades.
O brincar e o jogar para a criança não são apenas um passatempo ou simples
diversão, mas um momento sério, pois está aprendendo o que ninguém pode lhe
ensinar, descobrindo o mundo e as pessoas que a cercam. E o que é o faz-de-conta? É
exercitar e promover o seu raciocínio abstrato. Por exemplo: uma criança ao amassar
uma folha de papel formará uma bola, que para ela poderá ser a bola de um famoso
time de futebol, ou de um famoso jogador de tênis. Enfim, estará fazendo uso da
abstração para construir através da imaginação o seu mundo. A intervenção dos
educadores é um fator primordial no processo do ensino e aprendizagem, além da
interação social.
O lúdico é um aspecto indispensável para desenvolver o conhecimento na
educação infantil. De acordo com o Referencial Curricular Nacional da Educação Infantil
(BRASIL, 1998, p. 23):
Educar significa, portanto, propiciar situações de cuidado,
brincadeiras e aprendizagem orientadas de forma integrada e que
possam contribuir para o desenvolvimento das capacidades infantis
de relação interpessoal de ser e estar com os outros em uma atitude
básica de aceitação, respeito e confiança, e o acesso, pelas
crianças aos conhecimentos mais amplos da realidade social e
cultural.

Os significados do jogo e da brincadeira para a formação humana, o


desenvolvimento e a aprendizagem da criança são pontos fundamentais. A introdução
de jogos e atividades lúdicas no cotidiano escolar é muito importante devido à influência
que os mesmos exercem frente aos alunos, pois quando eles estão envolvidos
emocionalmente na ação, torna-se mais fácil e dinâmico o processo de ensino-
aprendizagem. O lúdico enquanto recurso pedagógico na aprendizagem deve ser
encarado de forma séria, competente e responsável. “Os jogos, as brincadeiras e os
brinquedos, quando usado de maneira correta, oportunizam ao educador e educando,
importantes momentos de aprendizagem em múltiplos aspectos”. ISCHKANIAN, (2013).
A formação humana, o desenvolvimento e a aprendizagem da criança, se tornam
relevantes, a partir do momento em que os jogos e as brincadeiras vão surgindo
gradativamente na vida da criança. Desde os mais funcionais até os de regra, os jogos e
as brincadeiras proporcionam experiências, possibilitando a conquista e a formação da
identidade infantil.
Na Educação Infantil, educar não se limita em repassar informações ou mostrar
apenas um caminho, mas mediar os saberes necessários para que a criança possa
tomar consciência de si mesmo e da sociedade. Educar também é oferecer diversas
possibilidades para que a criança possa escolher caminhos compatíveis com seus
valores, sua visão de mundo e com as circunstâncias adversas que cada um irá
encontrar. Nessa perspectiva, segundo o Referencial Curricular Nacional da Educação
Infantil (BRASIL, 1998, p. 30):

O professor é mediador entre as crianças e os objetos de


conhecimento, organizando e propiciando espaços e situações de
aprendizagens que articulem os recursos e capacidades afetivas,
emocionais, sociais e cognitivas de cada criança aos seus
conhecimentos prévios e aos conteúdos referentes aos diferentes
campos de conhecimento humano.

Metodologia:
Para uma aprendizagem eficaz é preciso que a criança construa o conhecimento
e assimile os conteúdos, neste sentido, o lúdico: jogos, brinquedos e brincadeiras na
construção do processo de aprendizagem na educação infantil, são excelentes recursos
para facilitar a aprendizagem. O Ensino Infantil nesta proposta é mediado para que a
criança adquira um aspecto significativo e afetivo no curso do desenvolvimento de sua
inteligência, já que ela se modifica de ato puramente transmissor ao ato transformador.
A aprendizagem infantil se torna efetiva se a atividade lúdica estiver ligada às
situações da vida real e do meio em que a criança vive. Baseando-se na importânciado
lúdico com crianças, este projeto proporciona uma boa recordação e aprendizagem
acerca dos jogos, brinquedos e brincadeiras, para a construção de uma aprendizagem
infantil coesa, e nos faz reportar ao tempo em que era mais valorizado o processo de
construção e reconstrução de brinquedos com sucatas e das brincadeiras folcloricas,
onde o mais importantenão era o produto final, ou seja, o resgate da cultura e prática do
lúdico na constituição de grupos.
Por que a criança necessita brincar na Educação Infantil de Manaus? Porque
brincar é uma oportunidade de desenvolvimento pessoal e social. Brincar leva a criança
a experimentar, descobrir, inventar, exercitar e conferir suas habilidades. Com a
brincadeira estimulamos a curiosidade, a iniciativa e a autoconfiança, proporcionando a
aprendizagem. “Brincar é indispensável à saúde física, emocional e intelectual da
criança. É uma arte, um dom natural que, quando bem cultivado, irá contribuir, no futuro,
para a eficiência e o equilíbrio do adulto” (CUNHA, 1994, p.9).
Vygotsky (1984) atribui relevante papel ao ato de brincar na constituição do
pensamento infantil. É brincando, jogando, que a criança revela seu estado cognitivo,
visual, auditivo, tátil, motor, seu modo de aprender e entrar em uma relação cognitiva
com o mundo de eventos, pessoas, coisas e símbolos.
O lúdico: jogos, brinquedos e brincadeiras na construção do processo de
aprendizagem na educação infantil, dão coesões às práticas metodológicas
educacionais da SEMED Manaus, uma vez que as crianças do CMEI Elza Damasceno
da Silva reproduzem muitas situações vividas em seu cotidiano, as quais, pela
imaginação e pelo faz-de-conta, são reelaboradas e projetadas em diversas situações
do cotidiano.
A criança, por meio da brincadeira, reproduz o discurso externo e o internaliza,
construindo seu próprio pensamento. A linguagem, segundo Vygotsky (1984), tem
importante papel no desenvolvimento cognitivo da criança à medida que sistematiza
suas experiências e ainda colabora na organização dos processos em andamento.

De acordo com Vygotsky (1984, p. 97),

A brincadeira cria para as crianças uma “zona de desenvolvimento


proximal” que não é outra coisa senão a distância entre o nível atual
de desenvolvimento, determinado pela capacidade de resolver
independentemente um problema, e o nível atual de
desenvolvimento potencial, determinado através da resolução de
um problema sob a orientação de um adulto ou com a colaboração
de um companheiro mais capaz.

O lúdico: jogos, brinquedos e brincadeiras na construção do processo de


aprendizagem na educação infantil, é uma pedagogia holística por ser encarada do
ponto de vista físico, anímico e espiritual. Maria Montessori era médica e através da
experimentação percebeu que a criança aprende melhor quando é colocada em seu
mundo, onde ela tem a liberdadede escolha no que quer fazer, no fazer e na própria
avaliação dos seus resultados. Nossas crianças da rede municipal de educação –
SEMED Manaus, aprenderam a movimentarem-se entre as coisas sem esbarrar nelas, a
correr sem produzir ruído, tornando-se espertas e ágeis. E sentiam prazer pela própria
perfeição. “O que lhes interessava era descobrirem a si mesmas, as suas possibilidades,
e se exercitarem numa espécie de mundo oculto como é o da vida quese desenvolve”.
(Maria Montessori, 1987, p. 64). Para Piaget o processo de conhecimento se dá através
da percepção de que o sujeito faz do seu redor, em estágios, onde cada novo estágio
ocorre apenas quandohá o equilíbrio que é fruto das assimilações e acomodações feitas
no estágio anterior.
A contextualização, do lúdico: jogos, brinquedos e brincadeiras na construção do
processo de aprendizagem na educação infantil, no espaço escolar do CMEI Elza
Damasceno da Silva, situado na Zona Oeste de Manaus, permitem a criança construir o
conhecimento de si e do mundo por meio das experiências sensoriais, expressivas e
corporais para movimentação ampla, expressão da individualidade e respeito pelos
ritmos e desejos da criança, independente da realidade sociocultural e econômica. O
lúdico: jogos, brinquedos e brincadeiras na construção do processo de aprendizagem na
educação infantil, evidenciam que a criança aprende a respeitar regras, a ampliar o seu
relacionamento social e a respeitar a si mesmo e ao outro. No universo lúdico a criança
começa a expressar-se com maior facilidade, ouvir, respeitar e discordar de opiniões,
exercendo sua liderança, e sendo liderados e compartilhando sua alegria de brincar. Em
contrapartida, em um ambiente sério (que não é o caso do nosso CMEI) sem
motivações, as crianças acabam evitando expressar seus pensamentos e sentimentos e
realizar qualquer outra atitude com medo de serem constrangidos.
Podemos constatar por meio de uma holística pedagógica, que a criança brinca
daquilo que vive. Ela extrai sua imaginação lúdica de seu dia-a-dia, portanto, as
crianças, que tem a oportunidade de brincar e jogar, estão mais preparadas
emocionalmente para controlar suas atitudes dentro do contexto escolar e social,
obtendo assim melhores resultados gerais no desenrolar da sua vida.
Os potenciais de aplicabilidade da experiência em outras realidades
educacionais também revelam que o brincar é um potente veículo de aprendizagem
experiencial, visto que permite, através do lúdico, vivenciar a aprendizagem como
processo social. A proposta do lúdico: jogos, brinquedos e brincadeiras na construção do
processo de aprendizagem na educação infantil, é promover o letramento significativo na
prática educacional, é incorporar o conhecimento através das características do
conhecimento do mundo.
O lúdico, alavanca positivamente o rendimento escolar, além do conhecimento,
oralidade, pensamento e o sentido, entretanto, compreender a relevância do brincar
possibilita aos educadores, intervir de maneira apropriada, não interferindo e
descaracterizando o prazer que o lúdico proporciona. Portanto, o brincar utilizado como
recurso pedagógico não deve ser dissociado da atividade lúdica que compõe o projeto,
sob o risco de descaracterizar-se, afinal, a vida escolar regida por normas e tempos
determinados, por si só já favorece este mesmo processo, fazendo do brincar na escola
um brincar diferente das outras ocasiões. A incorporação de lúdico: jogos, brinquedos e
brincadeiras na construção do processo de aprendizagem na educação infantil, na
prática pedagógica desenvolve diferentes atividades que contribuem para inúmeras
aprendizagens e para a ampliação da rede de significados construtivos tanto para as
crianças.
É por meio do lúdico: jogos, brinquedos e brincadeiras na construção do
processo de aprendizagem na educação infantil, que a criança partilha com o outro, isso
auxilia na prevenção e diagnóstico de problemas de aprendizagem. Essa ludicidade
voltada ao ato do aprender e ensinar deve levar em conta as realidades interna e
externa da aprendizagem por meio do movimento, da linguagem, do desenvolvimento
cognitivo, da afetividade, da socialização e da corporeidade.
Dentro do termo corporeidade, o lúdico: jogos, brinquedos e brincadeiras na
construção do processo de aprendizagem na educação infantil, esta vinculado ao
desenvolvimento de diversas dimensões do sujeito, da criança, aos aspectos
emocionais, as manifestações culturais, a relação com o meio ambiente natural. Uma
criança indígena, por exemplo, poderá apresentar sua corporeidade bastante diferente
de uma criança urbana, em vista da própria vivencia cotidiana, nas relações com os
outros, com o espaço físico e natural, com a cultura.
Uma criança, indígena que vive numa comunidade terá um desenvolvimento
corporal que difere da criança que vive em meio a objetos, relações e espaços de uma
cidade, com ruas, casas e prédios.
A corporeidade lúdica, significa que as condições sociais, culturais e afetivas
impõem condições ao próprio desenvolvimento do corpo. O conceito de corporeidade
poderá contribuir para que “os educadores” compreendam o corpo além de uma
estrutura física, mecânica, motora, para compreendê-lo como expressão de diversas
dimensões de desenvolvimento do sujeito, inclusive da cultura local, relacionada aos
modos de relações que travamos na vida social. Para a educação infantil, essa noção é
bastante importante, podendo contribuir para o desdobramento das noções de Jogo, de
brincadeira e de brinquedo.
A criança joga e brinca, também com o corpo, desenvolvendo sua corporeidade.
Os meios, objetos, como os brinquedos também estão inseridos nesta relação. Uma
criança que corre nas florestas do Quênia na África trás as marcas da sua relação com o
ambiente, assim como uma criança que vive em casas flutuantes no Lago do Catalão ou
no município de Iranduba/Amazonas”.
Identificando e refletindo sobre as atividades trabalhadas no CMEI Elza
Damasceno da Silva, focando o lúdico: jogos, brinquedos e brincadeiras na construção
do processo de aprendizagem, são fatores explicadores do desenvolvimento Integral da
criança. As reflexões sobre a importância dos jogos, das brincadeiras e dos brinquedos
na Educação Infantil, são de extrema relevância para o desenvolvimento integral das
crianças nas escolas municipais de Manaus e são elementos indispensáveis ao
relacionamento com outras pessoas. A partir desse contexto do lúdico, a criança
estabelece uma relação natural e consegue extravasar suas tristezas, alegrias,
angústias, entusiasmos, passividades e agressividades.
O lúdico: jogos, brinquedos e brincadeiras na construção do processo de
aprendizagem na educação infantil, proporcionam mecanismo para desenvolver a
memória, a linguagem, a atenção, a percepção, a criatividade e habilidade para melhor
desenvolver a aprendizagem. Nessa perspectiva, as brincadeiras, os brinquedos e os
jogos vêm contribuir significativamente para o importante desenvolvimento das
estruturas psicológicas e cognitivas da criança.
Vemos que a ludicidade é uma necessidade do ser humano em qualquer idade,
mas principalmente na infância, na qual ela deve ser vivenciada, não apenas como
diversão, mas com objetivo de desenvolver as potencialidades da criança, visto que o
conhecimento é construído pelas relações interpessoais e trocas recíprocas que se
estabelecem durante toda a formação integral da criança.
A introdução de jogos e atividades lúdicas no cotidiano escolar são importantes,
devido a influencia que os mesmos exercem frente as crianças, pois quando eles estão
envolvidos emocionalmente na ação, torna-se mais fácil e dinâmico o processo de
ensino-aprendizagem.
O lúdico: jogos, brinquedos e brincadeiras na construção do processo de
aprendizagem na educação infantil, evidenciam na pratica real que a criança aprende a
ouvir e discernir valores escolares, familiares e sociais na tomada de decisões para
corresponder às expectativas das pessoas mais próximas e dos padrões adultos e dos
aspectos experimentais contidos no DCNEI.
Os resultados alcançados demonstram no decorre do ano letivo em nosso CMEI
Elza Damasceno da Silva, destaca que o lúdico, os jogos, os brinquedos e as
brincadeiras, enquanto recurso pedagógico, na aprendizagem, oportuniza ao coletivo
escolar, importantes momentos de aprendizagens fincados nos aspectos experimentais
da proposta pedagógica da SEMED Manaus. O que evidencia que nossa educação
municipal é dotada de propostas que reverenciam os documentos legais do MEC, ECA,
DCNEI, RCNEI, PDE entre outros, e que promovem a aprendizagem infantil
O lúdico, os jogos, os brinquedos e as brincadeiras na construção do processo
de aprendizagem são tão importantes, quanto à alimentação, higiene e saúde que são
vitais para o desenvolvimento do ser humano, pois estes constroem a base, que
auxiliará na tomada de decisões futuras. A ação do “jogar e do brincar” levam a criança
a experimentar, descobrir, inventar, aprender e desenvolver o pensamento e a
concentração, além da satisfação de brincar com objetos criados por elas próprias. “Só
brincando é que ela vai começar a perceber o objeto não da maneira que ele é, mas
como desejaria que fosse. BOM TEMPO, (2000, p.61)”.
O direito de brincar também está proposto pelo - ECA (Estatuto da Criança e do
adolescente), Lei n° 8.069 de 13 de julho de 1990, ao regulamentar o art. 227 da
Constituição Federal, garantindo à criança seus direitos, como sujeito que necessita de
condições e direitos peculiares. O ECA, em seu livro I, Parte Geral, égide I, em relação
às disposições preliminares no art. 4° que , afirma o seguinte: Art. 4° É dever da família,
da comunidade, da sociedade em geral e do poder público assegurar, com absoluta
prioridade, a efetivação dos direitos referentes à vida, à saúde, à alimentação, à
educação, ao esporte, ao lazer, à profissionalização, à cultura, à dignidade, ao respeito,
à liberdade e à convivência familiar e comunitária e diante deste contexto, nosso
contexto educacional da SEMED Manaus, por meio do lúdico: jogos, brinquedos e
brincadeiras.
O ECA (Estatuto da Criança e do adolescente) é totalmente abarcado dentro da
proposta que respeita a criança em sua totalidade, “Nas brincadeiras, as crianças
transformam os conhecimentos que já possuíam anteriormente em conceitos gerais com
os quais brincam” (RCNEI, 1998, p.27). Nesses momentos a criança tem suas
capacidades estimuladas, muitas vezes sem que haja sua própria percepção, o que
torna ainda mais significativo as brincadeiras e a própria aprendizagem.
A brincadeira é utilizada como instrumento para desenvolver o lúdico,
principalmente na Educação Infantil, busca propiciar situações novas, de dinâmicas,
momentos prazerosos, ampliando suas experiências, percepções, imaginações. Esses
momentos lúdicos, de brincadeiras, jogos e com utilização de brinquedos, além de
propiciar inúmeros momentos de aprendizado, são bem vistos pelas crianças,
apreciados de forma eficaz e de qualidade. O Referencial Curricular Nacional para a
Educação Infantil (RCNEI, 1998, p.27) afirma:
A brincadeira favorece a auto-estema das crianças, auxiliando-as a
superar progressivamente suas aquisições de forma criativa. Brincar
contribui, assim, para a interiorização de determinados modelos de
adulto, no âmbito de grupos sociais diversos. Essas significações
atribuídas ao brincar transformam-no em um espaço singular de
constituição infantil.

Desenvolver o lúdico na Educação Infantil é de fundamental importância, pois o


lúdico é um importante instrumento para a construção de conhecimentos significativos
nas crianças da DDZ Oeste, tal fundamentação coesa, se dá ao longo do ano letivo
quando a criança projeta perspectivas voltadas as diversas linguagens em sua formação
e desenvolvimento infantil.
O lúdico contempla os jogos, brinquedos e brincadeiras, de modo que a criança
sempre adquira novos conhecimentos, a partir das estratégias de ensino, planejadas
mensalmente e embasadas nos aspectos experienciais na Proposta Pedagógica
Curricular da Educação Infantil – SEMED Manaus. Tal embasamento permite a criança
se expressa de diferentes formas e se utiliza principalmente dos jogos, brinquedos e
brincadeiras para se expor, exteriorizando seu íntimo, suas ideias e conhecimentos
prévios. O lúdico, os jogos, brinquedos e brincadeiras, apesar da grande semelhança,
possuem especificidades próprias que merecem ser exaltadas, uma vez que, permitem a
criança galgar coesamente dentro do seu ritmo educacional, desenvolver suas
habilidades e projetar competências infantis em diversos contextos.
Considerações finais:

O lúdico: Jogos, brinquedos e brincadeiras na construção do processo de


aprendizagem na educação infantil, diante das evidências apresentadas, não pode ser
visto apenas como divertimento ou brincadeira para gastar energia. Uma vez que, este
favorece o desenvolvimento físico, cognitivo, afetivo, social e moral. Influi
significativamente na construção do conhecimento da criança, é uma fonte de prazer, de
descoberta. É uma atividade que faz parte do cotidiano infantil, um canal de
comunicação da criança com o mundo. O lúdico: Jogos, brinquedos e brincadeiras na
construção do processo deaprendizagem na educação infantil é a construção do
conhecimento coeso; principalmente nos períodos sensório motor e pré-operatório.
Agindo sobre os objetos, nossas crianças, estruturam seu espaço e o seu tempo,
desenvolvem a noção de causalidade, “chegando à representação e finalmente à lógica”
(PIAGET, 1978).
Ao querer brincar ou jogar, as crianças ficam mais motivadas, usam mais a
inteligência esforça-se para superar obstáculos cognitivos e emocionais. Estando
motivadas durante a brincadeira e o jogo, ficam mais ativas mentalmente. O lúdico
propicia experiências, auto-descoberta, assimilação e integração com o mundo por meio
de relações e vivências.
Nosso cuidado para não transformar uma atividade lúdica em uma atividade
mecânica, repetitiva, que visa a atingir objetivos é bastante cauteloso. Não visamos
apenas ao produto sem pensar no processo do jogo ou da brincadeira, pois é através da
busca, da descoberta e da apropriação do mundo que os seres humanos inventam e
reinventam palavras, ações, leis e normas.
Quando a criança relaciona a fala, os gestos corporais, com as ações dos jogos,
estarão construindo seu conhecimento e, também, aprendendo através da troca de
experiências, criatividade e relacionamento como outro. “O lúdico: Jogos, brinquedos e
brincadeiras na construção do processo deaprendizagem na educação infantil é um
convite ao brincar, porque facilita e enriquece a brincadeira, proporcionando desafio,
motivação” (Cunha, 1994, p.9).
Ao se deparar-se com o jogo, brincadeira ou brinquedo, nossas crianças são
tocadas pela sua proposta pedagógica, elas, reconhecem contextos educacionais,
experimentam e descobrem o mundo, reinventa, comparam, analisam e criam, para
desenvolver sua imaginação e habilidades, enriquecendo assim, seu mundo interior.
Neste sentido, o brinquedo traduz o real para a realidade cognitiva da criança de nosso
CMEI Elza Damasceno da Silva.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:

BOMTEMPO, Edda. KISHIMOTO, Tizuko Morchida (Organizadora). Jogo, Brinquedo,


Brincadeira e a Educação. 4ª. Edição. Editora Cortez. 2000. São Paulo. SP.

BRASIL. Ministério da Educação e do Desporto. Secretaria de Educação Fundamental.


Referencial curricular nacional para a educação infantil Ministério da Educação e do
Desporto, Secretaria de Educação Fundamental. - Brasília: MEC/SEF, 1998, volume: 1 e
2.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Diretrizes


Curriculares Nacionais para a Educação Infantil/Secretaria de Educação Básica-
Brasília: MEC, SEB, 2010.

BRASIL Constituição Federal de 1988. Promulgada em 5 de outubro de 1988.


_______. Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA, (1990). Diário Oficial da União.
Lei, n. 8069, 2010.

CHATEAU, Jean. O jogo e a criança. Tradução de Guido Almeida. Edição Summs.


1987. São Paulo. SP.

CUNHA, N. H. S. – Brinquedo, desafio e descoberta. RJ, FAE, 1994. p.9

ISCHKANIAN, Simone Helen Drumond. O Significado do Jogo, Brincadeira e do


Brinquedo no Desenvolvimento e Formação da criança na Educação Infantil.
(2013) Acesso em 25/09/2017. Disponível em.
www.google.com.br/SimoneHelenDrumondIschkanian

PIAGET, J. – A formação do símbolo na criança imitação, jogo e sonho. RJ, Zahar,


1978.

SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE MANAUS. Proposta pedagógico-


curricular da educação infantil. Manaus, 2016.

WALLON, Henry. A Evolução Psicológica da criança. Tradução Cláudia Berliner.


Revisão Técnica Izabel Galvão. Martins Fontes, 2007. São Paulo. SP.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS DOS TRABALHOS PUBLICADOS PELA


PROFESSORA SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN, SOBRE “O LÚDICO:
JOGOS, BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS NA CONSTRUÇÃO DO PROCESSO DE
APRENDIZAGEM NA EDUCAÇÃO INFANTIL”

1. REVISTA UFAM - O lúdico: jogos, brinquedos e brincadeiras na construção do


processo de aprendizagem na educação infantil. Simone Helen Drumond Ischkanian,
Ellis Regina de Souza Maciel. Disponível em:
http://www.periodicos.ufam.edu.br/relem/article/view/3592

2. O desenvolvimento das crianças na educação infantil através de atividades


lúdicas. Disponível em: http://www.trabalhosfeitos.com/ensaios/o-Desenvolvimento-Das-
Crian%C3%A7as-Na-Educa%C3%A7%C3%A3o/62047984.html

3. Prática Pedagógica: O Brincar com Simone Helen Drumond Ischkanian


Disponível em: http://www.novaconsultoriat.com/2013/04/o-brincar.html

4. Brincadeiras e Brinquedos na Educação Infantil com crianças de 4-5 anos.


Disponível em:
http://www.editorarealize.com.br/revistas/conedu/trabalhos/TRABALHO_EV056_MD1_S
A17_ID12465_19082016201330.pdf

5. 7 de Setembro: escolas aproveitam data cívica para criar oportunidades de


aprendizagem. Disponível em: http://www.brasilsolidario.com.br/wp-
content/uploads/blog-noticias-SET_2015_web.pdf

6. Outras fontes de pesquisa sobre o tema e a autora deste projeto, estão


disponíveis em nos sites de pesquisas do Brasil e do mundo:
https://www.google.com.br/search?q=o+ludico,+jogos,+brinquedos+e+brincadeiras++sim
one+helen+drumond+ischkanian&ei=NAnLWcqCOqW3jwTcqZ-
wAQ&start=10&sa=N&biw=1366&bih=659

WEB FÓLIO DO PROJETO:

PÁGINA DO FACEBOOK - MEU TRABALHO NA EDUCAÇÃO INFANTIL SEMED


https://www.facebook.com/groups/478056195652675/

ANEXOS
As imagens contidas nos vídeos e fotos (CDs em anexo) deste revelam que “O lúdico:
jogos, brinquedos e brincadeiras na construção do processo de aprendizagem na
educação infantil”. e a maneira como a educadora dirige o brincar desenvolverão nas
crianças os aspectos: psicológico, intelectual, emocional, físico-motora e social. Além
disso, as aulas tornam-se mais atraentes para as crianças, permitindo que a evazão
escolar e a infrequencia, sejam quase nulos.

CD DE FOTOS E VÍDEOS
O lúdico: jogos, brinquedos e brincadeiras na construção do processo de aprendizagem
na educação infantil, proporcionam mecanismo para desenvolver a memória, a
linguagem, a atenção, a percepção, a criatividade e habilidade para melhor desenvolver
a aprendizagem. Nessa perspectiva, as brincadeiras, os brinquedos e os jogos vêm
contribuir significativamente para o importante desenvolvimento das estruturas
psicológicas e cognitivas da criança.
Imagens de todo contexto das atividades disponiveis em: MEU TRABALHO NA EDUCAÇÃO INFANTIL
SEMED - https://www.facebook.com/groups/478056195652675/
O LÚDICO: JOGOS, BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS NA CONSTRUÇÃO DO
PROCESSO DE APRENDIZAGEM NA EDUCAÇÃO INFANTIL
Imagens de todo contexto das atividades disponiveis em: MEU TRABALHO NA EDUCAÇÃO INFANTIL
SEMED - https://www.facebook.com/groups/478056195652675/
O LÚDICO: JOGOS, BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS NA CONSTRUÇÃO DO
PROCESSO DE APRENDIZAGEM NA EDUCAÇÃO INFANTIL
Imagens de todo contexto das atividades disponiveis em: MEU TRABALHO NA EDUCAÇÃO INFANTIL
SEMED - https://www.facebook.com/groups/478056195652675/
O LÚDICO: JOGOS, BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS NA CONSTRUÇÃO DO
PROCESSO DE APRENDIZAGEM NA EDUCAÇÃO INFANTIL
Imagens de todo contexto das atividades disponiveis em: MEU TRABALHO NA EDUCAÇÃO INFANTIL
SEMED - https://www.facebook.com/groups/478056195652675/

O LÚDICO: JOGOS, BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS NA CONSTRUÇÃO DO


PROCESSO DE APRENDIZAGEM NA EDUCAÇÃO INFANTIL
Imagens de todo contexto das atividades disponiveis em: MEU TRABALHO NA EDUCAÇÃO INFANTIL
SEMED - https://www.facebook.com/groups/478056195652675/
O LÚDICO: JOGOS, BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS NA CONSTRUÇÃO DO
PROCESSO DE APRENDIZAGEM NA EDUCAÇÃO INFANTIL
Imagens de todo contexto das atividades disponiveis em: MEU TRABALHO NA EDUCAÇÃO INFANTIL
SEMED - https://www.facebook.com/groups/478056195652675/

O LÚDICO: JOGOS, BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS NA CONSTRUÇÃO DO


PROCESSO DE APRENDIZAGEM NA EDUCAÇÃO INFANTIL
Imagens de todo contexto das atividades disponiveis em: MEU TRABALHO NA EDUCAÇÃO INFANTIL
SEMED - https://www.facebook.com/groups/478056195652675/
O LÚDICO: JOGOS, BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS NA CONSTRUÇÃO DO
PROCESSO DE APRENDIZAGEM NA EDUCAÇÃO INFANTIL
Imagens de todo contexto das atividades disponiveis em: MEU TRABALHO NA EDUCAÇÃO INFANTIL
SEMED - https://www.facebook.com/groups/478056195652675/

O LÚDICO: JOGOS, BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS NA CONSTRUÇÃO DO


PROCESSO DE APRENDIZAGEM NA EDUCAÇÃO INFANTIL
Imagens de todo contexto das atividades disponiveis em: MEU TRABALHO NA EDUCAÇÃO INFANTIL
SEMED - https://www.facebook.com/groups/478056195652675/

Você também pode gostar