Você está na página 1de 5

FACULDADE DE LETRAS E CIÊNCIAS SOCIAIS

Departamento de Linguística e Literatura

Curso: Licenciatura em Ensino de Inglês-Laboral

Disciplina: Introdução aos Estudos Linguísticos

Exercícios de Fonética e Fonologia

Ano: 1º - Semestre 1º

Discente: Gonçalves Dinis Dimbe

Docente: Pércida Langa

Maputo, Agosto de 2021


I. Nas afirmações abaixo, assinale com X a afirmação correcta

1. O traço que define os sons [ θ, ɮ, ɱ, ŋ, ʒ, ɛ, q, i, j, ɬ ] é:


R: d. [+lab ]

2. Na produção dos sons são ressonadores:


R: b. Lábios, fossas nasais, faringe, boca

3. Um falante que não tenha cordas vocais não pode produzir os seguintes sons:
R: d. Todas as alternativas estão correctas

4. Os parâmetros para a classificação das consoantes são:


R: c. O comportamento da glote, o lugar e o ponto de articulação, direcção da corrente de ar

6. O alfabeto fonético internacional:


R: d. Ajuda na classificação de fonemas

7. Descreva foneticamente os seguintes sons:


a. [ ʒ ] consoante, fricativa, pós-alveolar, vozeada, oral, cape.
b. [ ɮ ] consoante, fricativa lateral, alveolar, vozeada, oral, cape.
c. [ ɱ ] consoante, nasal, labiodental, cape.
d. [ i ] vogal, alta, anterior, fechada, não arredondada.
e. [ ɣ ] consoante, fricativa, velar, vozeada, oral, cape.

8. A fonética e a fonologia, embora abordem os sons da linguagem humana em


perspectivas diferentes, complementam-se. Em poucas palavras, explique em que
consiste essa complementaridade.
R: A fonética e a fonologia, embora abordem os sons da linguagem humana em perspectivas
diferentes, a sua complementaridade consiste no facto de a fonética estudar ou lidar com os
sons propriamente ditos e também como os mesmos sons são produzidos produzidos nesse
caso referindo o ponto de articulação e o modo de articulação e não deixar de lado a forma
como são percebidos pelo ouvido humano e que aspetos físicos são envolvidos, por sua vez a
fonologia toma em consideração a função dos mesmos sons em línguas particulares, tomando
em consideração o significado desses mesmos sons.
9. De acordo coma teria de traços, o par que constitui par suspeito é:
R: a. caminho/carinho

10. Tendo em conta a teoria segmental, os pares de palavras são?


a. [bala] / [pala] Par mínimo
b. [kumeɾ] / [kureɾ] Par mínimo
c. [meʃeɾ] / [teseɾ] Par suspeito
d. [kamiɲu] / [kaɾiɲu] Par mínimo

11. (i) De acordo com a teoria de traços os pares de palavras abaixo são:
a) Vaca/Pala: Par suspeito
b) Mansão/Canção: Par suspeito

(ii). Usando a teoria segmental, apresente dois pares de palavras (1 mínimo e 1 suspeito),
respectivamente.
R: a. bela/dela b. custar/cascar

12. Em cada conjunto abaixo há um seguimento que se exclui da classe. Identifique e


caracterize-o foneticamente.
a. [c, θ, s, t, m]
R: [m] consoante, nasal, bilabial, cape.
b. [m, f, ɡ, ɱ, ʋ]
R: [ f ] consoante, fricativa, labiodental, não vozeada, oral, cape.
c. [ɸ, ʃ, j, ꞵ, ꭓ ]
R: [ j ] consoante, aproximante, palatal, vozeada, oral, cape.
d. [i, e, ɮ, a, u]
R: [ ɮ ] consoante, fricativa lateral, alveolar, vozeada, oral, cape.

13. A fonética distingue-se da fonologia porque a fonética estuda:


R: b. O som, preocupando-se só com as suas propriedades físicas

14. A unidade mínima de análise da fonética é:


R: c. Fone
15. Na definição de classe natural:
R: c. O número de traços usados para a descrição de cada som é maior em relação ao número
de traços usados para definir a classe.

16. As regras fonológicas são importantes porque:


R: d. Facilitam na pronúncia das palavras

17. As regras de assimilação consistem na:


R: a. Assimilação de traços de segmentos vizinhos

18. Represente foneticamente e descreva os sons destacados:


a. Mesinha
/s/ → [ z ] consoante, fricativa, alveolar, vozeada, oral, cape.
b. Sensível
/s/ → [ s ] consoante, fricativa, alveolar, não vozeada, oral, cape.
c. Mesmo
/s/ → [ ʒ ] consoante, fricativa, pós-alveolar, vozeada, oral, cape.

d. Calções
/s/ → [ ʃ ] consoante, fricativa, pós-alveolar, não vozeada, oral, cape.

19. Qual das seguintes regras abaixo ilustra uma regra de assimilação

R: d. Nenhuma regra é de assimilação

20. Enuncie a seguinte regra: [+sil -nas]→ [+nas] / __ [-sil, +nas]


R: Um som vocálico mais silábico, menos nasal torna-se mais nasal no contexto em que
ocorre antes de um som menos silábico, mais nasal.

21. Leia com atenção as questões que se seguem e responda-as.


Em fonologia:
a) Quando dois sons não ocorrem no mesmo contexto fonético diz-se que estão em
distribuição complementar e a ocorrência de dois sons diferentes no
mesmo contexto fonético tem o nome de variação livre.
b) A teoria de traços classifica como par mínimo o par de palavras em que os sons que
destinguem os significados das palavras apresentam uma diferença mínima (em apenas um
traço).
c) O fonema é uma unidade distintiva que explica todas as diferenças que se verificam no
significado das palavras de línguas particulares, sendo o fone a sua parte material e visível.
d) As regras fonológicas facilitam a pronúncia dos sons de uma língua.

22. Sobre a trajectória do ar, preencha os espaços em branco:


Na produção da maior parte dos sons da fala o ar sai dos pulmões, passa pela traqueia e
encontra a glote, produzindo sons vozeados quando se encontra fechada e sons não vozeados
quando se encontra aberta. Os sons vozeados são determinados pela vibração das cordas
vocais .
Na produção dos sons da fala o ar parte da faringe para fora do organismo e encontra
obstrução em algum ponto do aparelho fonador.
Da glote o ar continua a sua trajectória pelo tracto vocal, passando pela laringe, subindo pela
faringe até encontrar úvula que se estiver levantada permite a passagem do ar pela cavidade
bucal, determinando a produção de sons orais. Se a úvula estiver abaixada o ar passará pela
cavidade nasal produzindo-se assim, sons nasais.
Os sons produzidos com ar faringal inspirado chamam-se implosivos.

Você também pode gostar