ANEXO I CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS

CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS ALFABETIZADO ( REQUISITO: 4ª SÉRIE COMPLETA ) CARGOS: GARI,AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS,COZINHEIRA E COVEIRO CONHECIMENTOS GERAIS: conceito de cidadania, direitos e deveres de um cidadão, Estados, divisão regional do Brasil e suas características tipos de orientação, poluição, transportes e meios de comunicação, impactos ambientais, atualidades. MATEMÁTICA : (: 1 Conjuntos numéricos. 2 Números naturais, inteiros. 3 Sistemas de numeração decimal. 4 As quatro operações fundamentais (adição subtração, multiplicação e divisão). 5 Situações problema envolvendo as quatro operações. PORTUGUÊS : Interpretação de texto, separação de silabas, ortografia – principais dificuldades ortográficas. Sinais de pontuação.

O CONCEITO DE CIDADANIA

A cidadania é exercida pelos cidadãos. Cidadão é um indivíduo que tem consciência de seus direitos e deveres e participa ativamente de todas as questões da sociedade. A idéia de cidadania ativa é ser alguém que cobra, propõe e pressiona o tempo todo. Para o educador brasileiro Demerval Saviani, ser cidadão significa ser sujeito de direitos e deveres: “Cidadão é, pois, aquele que está capacitado a participar da vida da cidade e, extensivamente, da vida da sociedade”. É importante lembrar que as mudanças na economia e na sociedade beneficiaram mais algumas categorias sociais do que outras. Só determinadas parcelas da sociedade alcançarão, na prática, os direitos de cidadania em sua plenitude, como o de receber os serviços públicos de água encanada e tratada, rede de esgoto, luz elétrica, etc. Outro indicador de grau de cidadania de uma nação é o tratamento que se dá aos idosos. Crianças e idosos são os dois extremos frágeis de uma sociedade. Uma sociedade que não respeita suas crianças e seus idosos põe em risco a vida de cada pessoa em particular.

Cidadão brasileiro, Sociedade, Direitos e deveres. Palavras simples, mas que abrigam sentidos tão complexos. Todos os indivíduos têm direitos e deveres. Devemos lutar para que os direitos sejam respeitados, e ao mesmo tempo, ter consciência dos deveres e cumpri-los. Na constituição brasileira os artigos referentes a esse assunto podem ser encontrados no Capítulo I, Artigo 5º que trata Dos Direitos e Deveres Individuais e Coletivos. Cada um de nós tem o direito de viver, de ser livre, de ter sua casa, de ser respeitado como pessoa, de não ter medo, de não ser pisado por causa de seu sexo, de sua cor, de sua idade, de seu trabalho, da cidade de onde veio, da situação em que está, ou por causa de qualquer outra coisa. Qualquer ser humano é nosso companheiro porque tem os mesmos direitos que nós temos. Esses direitos são sagrados e não podem ser tirados de nós; se

forem desrespeitados, continuamos a ser gente e podemos e devemos lutar para que eles sejam reconhecidos. Às vezes cidadãos se vêem privados de usufruírem de seus direitos por que vivem cercados de preconceito e racismo; é incrível mas ainda nos dias de hoje encontramos pessoas que se sentem no direito de impedir os outros de viverem uma vida normal só porque não pertencem a mesma classe social, raça ou religião que a sua. Nós cidadãos brasileiros temos direitos e devemos fazer valer o mesmo independente do que temos ou somos, ainda bem que a cada dia que passa muitas pessoas estão se conscientizando e acabando com o preconceito e aquelas que acabam sofrendo por isso estão correndo atrás de seus direitos. Mas como cidadão brasileiro não temos apenas só direitos, mas deveres para com a nação, além de lutar pelos direitos iguais para todos, de defender a pátria, de preservar a natureza, de fazer cumprir as leis e muito mais. Ser cidadão é fazer valer seus direitos e deveres civis e políticos, é exercer a sua cidadania. Com o não cumprimento do dever o cidadão brasileiro pode ser processado juridicamente pelo país e até mesmo privado de sua liberdade. Por fim, se realmente queremos ser cidadãos plenos e conscientes de nossos deveres de cidadania, temos que lutar para que seja cumprida todas as leis!

Direitos e deveres individuais O que são os direitos e deveres do cidadão? Antes de qualquer coisa, o que é ser um cidadão? Cidadão é aquele que se identifica culturalmente como parte de um território, usufrui dos direitos e cumpre os deveres estabelecidos em lei. Ou seja, exercer a cidadania é ter consciência de suas obrigações e lutar para que o que é justo e correto seja colocado em prática. Os direitos e deveres não podem andar separados. Afinal, só quando cumprimos com nossas obrigações permitimos que os outros exercitem seus direitos.

Veja alguns exemplos dos direitos e deveres do cidadão Deveres
- Votar para escolher nossos governantes. - Cumprir as leis. - Respeitar os direitos sociais de outras pessoas. - Educar e proteger nossos semelhantes. - Proteger a natureza.

educação. Existem leis importantes que não podem deixar de ser conhecidas como o Estatuto da Criança e do Adolescente. . sendo vedado o anonimato. vestuário. segurança. Saiba mais sobre a Declaração Universal dos Direitos Humanos no Portal Brasil .A liberdade de consciência e de crença é inviolável. com várias categorias sobre os direitos individuais e coletivos. . alimentação e transporte são direitos dos cidadãos.A manifestação do pensamento é livre. moradia. sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida.. . Quer saber mais sobre seus Direitos e Deveres? Visite o site oficial da presidência e leia o texto da Constituição.Homens e mulheres são iguais em direitos e obrigações. .Proteger o patrimônio público e social do País.Colaborar com as autoridades.Saúde.Ninguém é obrigado a fazer ou deixar de fazer alguma coisa senão em virtude de lei. Direitos . A Constituição de 1988 reserva cinco capítulos aos direitos fundamentais do cidadão. lazer. na forma da lei. a proteção aos locais de culto. . .Ninguém deve ser submetido à tortura nem a tratamento desumano ou degradante. o Estatuto do Idoso.

O Brasil é uma República Federativa formada por 26 estados e pelo Distrito Federal. AP e TO. Centro-oeste: GO. SE. PA. Nordeste: MA. Desses 26 Estados. que compreende quase a metade do continente sul-americano. AL. RO. PE. RR. Região Norte: .5 Km2. RN. CE. SC e RS. AC.547.403. RJ. MG e ES. Divisão regional: De acordo com o IBGE. PI. o território brasileiro está dividido em cinco regiões constituídas por extensos blocos territoriais. e estão divididos em municípios que têm como sede a cidade. e os municípios estão divididos em distritos que têm como sede as vilas. MT. São elas: Norte: AM. BA. PB. Sudeste: SP. Sul: PR. onde está situada a capital do país. O território brasileiro possui uma extensa área de 5. 17 são litorâneos e 9 são interioranos. Brasília. MS e DF.

É a menor região brasileira. Região Sudeste: A Região Sudeste possui quatro Estados. porém a menos populosa. Região Sul: A Região Sul possui três Estados. morte por asfixia. por substâncias não biodegradáveis. som): os chamados poluentes. sendo tropical atlântico no litoral.A região Norte possui sete Estados muito. devido ao grande desenvolvimento econômico. alterações drásticas nas taxas de natalidade e mortalidade de populações. É a maior das regiões. É a segunda região que possui o maior número de habitantes. o incentivo à produção e acúmulo de riquezas. POLUIÇÃO O termo “poluição” refere-se à degradação do ambiente por um ou mais fatores prejudiciais à saúde deste. a grande produção de lixo gerado por esta forma de consumo ligada ao desperdício e descarte. por elementos radioativos. Com a consolidação do capitalismo. Região Nordeste: A região nordeste possui nove Estados. sendo úmido nas partes oriental e ocidental. são apenas algumas das consequências da poluição. trazendo consigo a urbanização e a industrialização. industrial e agrícola. inversão térmica. que apresenta grande influência européia. propiciado por este momento histórico. além do Distrito Federal. e também de energia (luz. Ela pode ser causada pela liberação de matéria. faz com que tenhamos consequências sérias. O marco desse problema foi a Revolução Industrial. O clima predominante é o sub-tropical. O clima predominante da região é equatorial. aliada à necessidade aparente de se adquirir produtos novos a todo o momento. O clima predominante é o tropical. porém a menos povoada. especialmente italiana e germânica. atmosférica. térmica. Poluição sonora. O clima varia de acordo com a localização. A principal atividade econômica da região é a agropecuária. além de ser a mais populosa e povoada. onde podemos localizar a Bacia Amazônica e a Floresta Amazônica. A fome e a má qualidade de vida de alguns. destruição da camada de ozônio. gerando impactos na cadeia trófica. por derramamento de petróleo e por eutrofização. são alguns exemplos. Problemas neuropsíquicos e surdez. Região Centro-Oeste: A Região Centro-Oeste possui três Estados. necrose de tecidos. Como se não bastasse este fato. efeito estufa. mutações genéticas. calor. mostra que . dentre outras. propagação de doenças infecciosas. e semi-árido no centro. É a região brasileira mais evoluída. É a segunda região mais extensa do Brasil. em detrimento da riqueza de outros. morte de rios e lagos. O clima varia de acordo com a localização. e tropical de altitude nos planaltos. chuvas ácidas e destruição de monumentos e acidificação do solo e da água. fez com que a ideia de progresso surgisse ligada à exploração e destruição de recursos naturais.

estão os que defendem que o excesso de propagandas e informações causa inúmeros problemas (como stress. Segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde) o limite máximo tolerável para a saúde humana é de 65dB. Outro agravante é que praticamente toda forma de poluição atmosférica e do solo acaba indo parar na água quando ocorrem as chuvas. com certeza. ainda muito controverso. como única fonte de alimento. acabou se acostumando (o que na signifique que não seja prejudicial). óxidos de enxofre e materiais particulados. mas ainda são muitos os locais onde isso acontece devido. muitas pessoas têm. o uso excessivo destes recursos pode ser considerado poluição. evitarmos sacolas e materiais descartáveis feitos de plástico. * Poluição visual: outra grande fonte de poluição. Estes gases podem causar diversos danos à saúde humana como doenças respiratórias e alergias que são especialmente graves para crianças e idosos.) é talvez a mais comum de todas as poluições. com ruídos do nível de 85dB. bastante comuns nos grandes centros urbanos e aos quais o homem. Por exemplo uma pessoa que trabalhe 8 horas por dia. locais para onde eram levados os resíduos produzidos em uma . devemos repensar nossa forma de nos relacionarmos com o mundo. Suas principais fontes são as indústrias e os automóveis que lançam diversos tipos de gases na atmosfera como o dióxido de carbono. por exemplo) caracteriza um tipo de poluição. lagos. principalmente nos meios urbanos é a poluição visual. desconforto visual. * Poluição do solo: todo resíduo que é despejado no solo sem cuidado algum (o que não é o caso de aterros sanitários. O simples fato de. talvez por isso. entretanto. Os conhecidos “lixões”. podemos identificar diversos tipos de poluições que interferem em um ou mais dos aspectos citados acima: * Poluição sonora: a poluição sonora é aquela causada pelo excesso de ruídos como aqueles causados pelos carros. às gerações de populações vindouras. e toda sorte de empreendimentos. e diversos outros meios de comunicação servem para transmitir informações. Assim. Uma forma de amenizar a poluição sonora é a utilização de equipamentos de segurança (fones de ouvido por exemplo) e a aplicação de tecnologias menos ruidosas ou que abafem os ruídos. contudo. dentre outras coisas. Durante toda a sua historia o homem sempre procurou locais próximos a cursos d’água para se estabelecer e acabou comprometendo a qualidade das águas ao lançar esgotos de indústrias. Assim. à fiscalização deficiente. para que consigamos garantir um futuro digno ao nosso planeta e. cartazes. . todos os dias. por exemplo. de certa forma.) e de outro estão aqueles que acreditam que isso tudo não passa de um “policiamento estético” do meio urbano. problemas auditivos causados pela poluição sonora. máquinas e etc.nosso planeta realmente não está bem. O tema “poluição visual” é algo ainda bastante novo e. As imagens de outdoors. do nível de ruído e do tempo de exposição. etc. * Poluição da água: a poluição dos corpos hídricos (rios. O efeito sobre a saúde humana dependerá. De um lado. * Poluição atmosférica: a poluição atmosférica é aquele que afeta as condições do ar que respiramos. residências. após dois anos. consequentemente. Atualmente existem leis que proíbem este tipo de destinação para os esgotos. distração para os motoristas. apresentará. etc. Em um mundo onde a maior parte de lixo produzido é de origem orgânica. poderia ter impedido a formação da camada flutuante de 1000 km com 10 metros de profundidade que compromete a vida de organismos que têm o Oceano Pacífico como habitat. aquele oriundo de lixões a céu aberto.

impactos ambientais.br/meimei/historias/historia91.techs.htm http://pt. como por exemplo. a madeira derrubada servia para construir abrigos mais confortáveis e obtenção de lenha. pode ser considerado sinônimo de mídia. TV digital e internet. motos. A partir desse momento.com. mas o impacto gerado por este era irrelevante para a natureza. Audiovisual: televisão. carros. Hipermídia: NTICs. surgiu a partir da evolução humana. . na ocorrência de chuva. Multimídia: diversos meios simultaneamente. ou seja. Sonoro: telefone. se usados indiscriminadamente podem provocar a contaminação do solo e. trem. CD-ROM. rádio. é o transporte que pertence ao indivíduo. Entretanto. por exemplo. E o coletivo é o meio de transporte usado por mais de uma pessoa. constituem uma fonte de poluição do solo assim como os agrotóxicos e defensivos agrícolas que. Nos primórdios da humanidade o homem mantinha uma relação de submissão com o meio ambiente. como escrita e audiovisual) em conjunto com a hipertextualidade (caminhos não-lineares de leitura do texto). diários e revistas. O individual ou particular. cinema. no momento em que o homem começou a evoluir em seu modo de vida. O termo "meio de comunicação" refere-se ao instrumento ou à forma de conteúdo utilizados para a realização do processo comunicacional. impacto ambiental é um desequilíbrio provocado pelo choque da relação do homem com o meio ambiente. com isso o impacto ambiental começou a aumentar gradativamente. como ônibus. metrô. dos corpos hídricos (quando a água da chuva arrasta para os rios e lençóis freáticos toda a poluição que estava no solo). depois passaram a cultivar alimentos e criar animais. como o telefone. outros meios de comunicação. e que hoje em dia são ilegais. não são massivos e sim individuais (ou interpessoais).scribd. a alteração em certas cadeias alimentares. começou a se tornar mais visível os impactos ambientais causados pelo homem como. Quando referido a comunicação de massa.cidade. Pois para plantar e para o gado pastar era necessário derrubar árvores de determinados lugares. além do mais.com/doc/3793109/MEIOS-DE-TRANSPORTE-ETELECOMUNICACOES-2 Meio de Transporte é o movimento de pessoas e mercadorias entre localidades. que aplica a multimédia (diversos meios simultaneamente. Os meios de transportes também podem ser classificados como coletivo ou individual. Com o passar do tempo o homem descobriu o fogo. * Poluição Nuclear MEIOS DE COMUNICAÇÃO E TRANSPORTE VEJA SITES: http://www. Escrita: jornais.

• Conscientizar as gerações futuras sobre a preservação ambiental. Um dos fatores mais preocupantes é o que diz respeito aos recursos hídricos. • Efeito Estufa. determinando novos comportamentos e exigindo novas providências na gestão de recursos do meio ambiente. Atualmente o planeta Terra enfrenta fortes sinais de transição. • Erosão. etc. Impactos Ambientais A sua consciência pode ajudar o ambiente. e para isso é importante sabermos alguns conceitos relacionados ao assunto. É preciso que tomemos partido nesta luta contra os impactos ambientais. etc. • Mudanças climáticas. • Ilha de calor. Como já era previsto. etc. ela gera resíduos que podem ser eliminados de três formas: Na água: essa opção de descarte de dejetos é mais barata e mais cômoda. O que fazer para diminuir os impactos ambientais: • Reflorestar as áreas desmatadas. • A aplicação do desenvolvimento sustentável.Alguns impactos ambientais: • Diminuição da biodiversidade. • Evitar qualquer tipo de poluição. • Criar lei que garantam essa preservação. Problemas como a escassez e o uso indiscriminado da água estão sendo considerados como as questões mais graves do século XXI. e o agente causador desse problema é denominado de poluente. . o homem está revendo seus conceitos sobre natureza. Poluição é qualquer alteração físico-química ou biológica que venha a desequilibrar um ecossistema. • Criar um processo de despoluição dos nossos rios. Esta conscientização da humanidade está gerando novos paradigmas. os principais poluentes têm origem na atividade humana. infelizmente os resíduos são lançados geralmente em recursos hídricos utilizados como fonte de água para abastecimento público. córregos. • As chuvas Ácidas. A Indústria é a principal fonte. • Inversão térmica. Impacto ambiental é a alteração no meio ambiente por determinada ação ou atividade. • Destruição da camada de ozônio. • Uso consciente dos recursos naturais.

Resíduos atômicos: esse tipo de poluente contém isótopos radioativos. Em áreas isoladas: essas áreas são previamente escolhidas. indústrias de papel e borracha. Resíduos mistos: possuem características químicas associadas às de natureza biológica. deve-se colocar um * ao lado do N: . chumbo e fenóis.br/atualidades/ :MATEMATICA VEJA SITE: http://pessoal.com. Resíduos orgânicos: as principais fontes desses poluentes são os esgotos domésticos. é um lixo atômico capaz de emitir radiações ionizantes e altamente nocivas à saúde humana. em geral são aterros sanitários. elas alteram as condições físico-químicas e biológicas do meio ambiente. os frigoríficos. Classificação dos resíduos: Resíduos tóxicos: são os mais perigosos e podem provocar a morte conforme a concentração. Exemplos de geradores desses poluentes: indústrias produtoras de resíduos de cianetos. são rapidamente identificados por provocar diversas reações maléficas no organismo. Resíduos minerais: são relativamente estáveis. Atualidades ACESSAR SITES http://www. É representado pela letra maiúscula N. lavanderias. refinarias de petróleo. Caso queira representar o conjunto dos números naturais não-nulos (excluindo o zero). metalúrgicas.sercomtel.algosobre. que entra em decomposição ao ser lançada no meio ambiente.com. cromo. Esses resíduos correspondem à matéria orgânica potencialmente ativa. As indústrias têxteis. Exemplos de indústrias: mineradoras. laticínios. correspondem às substâncias químicas minerais. são responsáveis por esse tipo de resíduo lançado na natureza. etc.br/matematica/fundam/fundam. incluindo o zero.htm Conjunto dos Números Naturais São todos os números inteiros positivos.Na atmosfera: a eliminação de poluentes desta forma só é possível quando os resíduos estão no estado gasoso.

-1.4. -1} Números Inteiros .1. É representado por Z+: Z+ = {0.2.Inteiros não positivos São todos os números inteiros que não são positivos.9.2.8. -2. 5.7. Representa-se esse subconjunto por Z*+: Z*+ = {1.3. -3. …} N* = {1.6.3. -3. 0} .2.10. -3. 2. 1. 4. eles são: .10.Inteiros não positivos e não nulos São todos os números do conjunto Z. 3.3. …} .6. São representados pela letra Z: Z = {… -4.Inteiros não negativos São todos os números inteiros que não são negativos.= {…. -1. 4. …} O conjunto dos inteiros possui alguns subconjuntos.5.9.4. Z*. -4. Logo percebemos que este conjunto é igual ao conjunto dos números naturais.5. -2.4. 6.7.8.1. -2.N = {0.6. 3. Representa-se por Z*-. …} Z*+ = N* .excluindo o zero. 7. 0. …} Conjunto dos Números Inteiros São todos os números que pertencem ao conjunto dos Naturais mais os seus respectivos opostos (negativos).Inteiros não negativos e não-nulos É o conjunto Z+ excluindo o zero.= {… -4. -5.5. É representado por Z-: Z.11. 2.

-3..Interseção do conjunto dos naturais e dos inteiros. . por exemplo: ♦ Exemplo 1: Um termômetro em certa cidade que marcou 10°C acima de zero durante o dia. } Z = { .00 e fica com R$100..4. à noite e na manhã seguinte o termômetro passou a marcar 3°C abaixo de zero.1.00 depositados num banco e faça sucessivas retiradas: • dos R$500.00 • dos R$100.00 retira R$200.1.5.4.00 e fica com R$300.00 retira R$200. ►Os números inteiros são encontrados com freqüência em nosso cotidiano. os números positivos e o zero. Fazendo uma comparação entre os números naturais e os inteiros percebemos que o conjunto dos naturais está contido no conjunto dos inteiros.. Assim: A última retirada fez com que a pessoa ficasse .10° C acima de zero . Pertencem ao conjunto dos números inteiros os números negativos. já os números negativos são representados com o sinal de negativo (-) na sua frente (-2).3° C abaixo de zero ♦ Exemplo 2: Vamos imaginar agora que uma pessoa tem R$500.. } N Z O conjunto dos números inteiros é representado pela letra Z maiúscula. .3.2.2.6. .00 • dos R$300.00 devendo dinheiro ao banco. Os números positivos são representados com o sinal de (+) positivo na frente ou com sinal nenhum (+2 ou 2).0.00 e fica devendo R$ 100.. Qual a relação dessas temperaturas com os números inteiros? Quando falamos acima de zero.-1..00 retira R$200.-2. +10° C ------------.3. N = { 0.3° C --------------. estamos nos referindo aos números positivos e quando falamos dos números abaixo de zero estamos referindo aos números negativos.

-2. Z + = { 0..} .ao lado do Z.. 1.3. A palavra decimal tem origem na palavra latina decem.00 significa ter R$100. 2. Z*_ = {. Daí o nome indo-arábico. 2.Inteiros não – nulos São os números inteiros.00 menos que zero.com.. -3.. 0} .2 . Z* = {.Dever R$100.. Na sua representação devemos colocar o + ao lado do Z. -1. -2. 3. Z_ = {.html . Ele foi inventado pelos hindus. Essa dívida pode ser representada por – R$100.. O sistema de numeração que usamos é um sistema decimal. Na sua representação devemos colocar * ao lado do Z.} O Conjunto Z* + é igual ao Conjunto N* Por Danielle de Miranda Graduada em Matemática Equipe Brasil Escola Veja mais! Sistemas de numeração decimal http://www. -3. -3..Inteiros não positivos e não – nulos São os números inteiros do conjunto do Z_ excluindo o zero. 3.. Na sua representação deve ser colocado .1 . ..... 4.} O Conjunto Z + é igual ao Conjunto dos N . menos o zero.. -1} .. pois contamos em grupos de 10. o oposto de -3 é +3. -2.colegioweb. Esse sistema de numeração apresenta algumas características: Utiliza apenas os algarismos indo-arábicos 0-1-2-3-4-5-6-7-8-9 para representar qualquer quantidade.br/matematica-infantil/sistema-de-numeracao-decimal. Z* + = {1.Inteiros não negativos São os números positivos incluindo o zero.00. Por exemplo: o oposto de +2 é -2.Inteiros não negativos e não ... Na sua representação devemos colocar o + e o * ao lado do Z. excluindo o zero. aperfeiçoado e levado para a Europa pelos árabes. ►Oposto de um número inteiro O oposto de um número positivo é um número negativo simétrico.nulos São os números do conjunto Z+. ►O conjunto dos números inteiros possui alguns subconjuntos: .. que significa 10. -1.Inteiros não positivos São os números negativos incluindo o zero.. Na sua representação devemos colocar o _ e o * ao lado do Z. 4.

Observe. 6 centenas. o seguinte quadro posicional (ou de ordens): 4º ordem 3º ordem 2º ordem 1º ordem unidade de milhar centena de unidades dezena de unidades unidades Observe: Neste número: 632 o algarismo 2 representa 2 unidades e vale 2 (1º ordem) . o algarismo 6 representa 6 centenas. Qual número é este? þÿ c) Este número tem 3 unidades de milhar.156 o algarismo 6 representa 6 unidades e vale 6 (1º ordem). Neste número: 7. o algarismo 5 representa 5 dezenas e vale 50 (2º ordem). o algarismo 3 representa 3 dezenas. 600 + 30 + 2 é igual a 632. isto é. 9 dezenas e 4 unidades. 6 grupos de 100 unidades e vale 600 (3º ordem). então. que lemos seiscentos e trinta e dois. 3 grupos de 10 unidades e vale 30 (2º ordem). Ou seja. Qual número é este? . ATIVIDADES: 1) Leia as charadas. e descubra qual é o número. o algarismo 1 representa 1 centena e vale 100 (3º ordem). cada algarismo tem um valor de acordo com a posição que ele ocupa na representação do numeral. ou seja. 3 dezenas e 8 unidades. Temos. o algarismo 7 representa 7 unidades de milhar e vale 7000 (4º ordem). 7 dezenas e 6 unidades. ou seja. Qual é este número? þÿ b) Este número tem 9 unidades de milhar. a) Este número tem 4 centena. 10 unidades = 1 dezena = 10 10 dezenas = 1 centena = 100 10 centenas = 1 unidade de milhar = 1000 Outra característica é que ele segue o principio do valor posicional do algarismo.Cada 10 unidades de uma ordem formam uma unidade da ordem seguinte. 1 centena.

Exemplo: a) 2234 . A soma de 2254 + 1258 = 3512. a soma da "casa" do milhar é igual a 3 (1+2=3). efetuamos a soma. Portanto.. total. O resultado da soma das dezenas (1+5+5 = 11) é igual a 1 centena e 1 dezena. dezenas. Reunião de todas as unidades ou frações de unidade de vários números. 5 centenas. Ato ou efeito de subtrair(se).qieducacao. quantia etc. soma. e 7 unidades.exatas.Tirar de outro número parcela. aumento. O resultado da soma das unidades (4+8 = 12) é igual a 1 dezena e 2 unidades. adiciona-se uma centena a sua respectiva "casa". adiciona-se 1 dezena a sua respectiva "casa". diminuir.1258 = 976 . A soma da "casa" das centenas (1+2+2 = 5). 3. Qual número é este? þÿ e) Este número tem 4 centenas. Portanto.mat. milhar.com/2010/09/as-quatro-operacoes-fundamentais-i.htm þÿ Operações fundamentais Adição: 1. 2. Arit. Acréscimo.html http://www. *Observação: as cores auxiliam a compreensão do processo. Notem que os números 2254 e 1258 foram agrupados para serem somados. 3 dezenas..þÿ d) Este número tem 1 dezena. Feito isso.br/opfundamentais. Qual número é este? VEJA SITE: http://www.. ou seja. 2. Ato ou efeito de adir. Finalmente. ordenamos os números em unidades. Subtração: 1. e 3 unidades. centenas. Exemplo: a) 2254 + 1258 = 3512 Milhar 2 1 3 Centenas 1 2 2 5 Dezenas 1 5 5 1 Unidades 4 8 2 _________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ Para o cálculo da adição.

2 = 9).2) das centenas sem pedir emprestado à casa do milhar. do milhar (1 . É preciso. vamos agrupar os números em unidades. Vamos "pedir emprestado" a nossa "vizinha" centena: Milhar 2 1 Centenas 2-1=1 2 Dezenas 10+2=12 5 7 Unidades 14 8 6 _________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ Vamos efetuar a subtração das centenas: Oras.. Feito isso. "pedir emprestado" à casa das dezenas: Milhar 2 1 Centenas 2 2 Dezenas 3-1 = 2 5 Unidades 4+10 = 14 8 6 _________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ Observamos que não é possível a subtração das dezenas (2 .8). . portanto. Milhar 2-1=1 1 0 Centenas 10+1=11 2 9 Dezenas 12 5 7 Unidades 14 8 6 _________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ Agora sim! Vamos efetuar o cálculo das centenas (11 .. não é possível efetuar o cálculo (1 ..1 = 0). também. E.Milhar 2 1 Centenas 2 2 Dezenas 3 5 Unidades 4 8 _________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ Primeiramente. dezenas. etc. milhar. observamos que não é possível a subtração das unidades (4 . centenas..5).1258 = 976. A subtração de 2234 .

4-1=3 4 Dec.7 .7 .732 = 109. . agrupe as algarismos de acordo com suas "casas" e "peça emprestado" à "casa" do vizinho quando não for possível efetuar a subtração.16 . 13 4 9 Dec. 5 4 Uni. 2 1 1 Dez. 4 3 1 Mil. 5-1=4 3 1 Mil. 5 5 0 Mil. 5-1=4 4 0 Uni. 1 3 4 Uni.4 Cent. 4 4 Dec.65 + 45. unidades..6 . 5 3 Mil.9 Cent.758 = 281. 10 2 8 _________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ Siga os mesmos passos do cálculo da subtração com números inteiros. . de agrupar os algarismos de acordo com suas "casas" (milhar. 2 1 Dez.9 Cent.6 .408 Cent. . dezena. não se esquecendo. porém. . 0 8 8 _________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ 2 8 Siga os mesmos passos do cálculo com números inteiros.144.65 . 2 Dez.918 Cent. b) 254.16 . 1 . 0 2 _________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ Cent..).Cálculo da adição e subtração envolvendo números não inteiros Exemplos: a) 235. 10 2 8 _________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ Cent. 2 1 Dez. centena. 1 5 5 1 Dec. 5 4 Uni.7 Cent..7 .

Operação aritmética. Exemplo: a) 236 x 25 = 5900 Milhar Centenas 2 Dezenas 3 2 Unidades 6 5 _________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ Vamos inicialmente multiplicar 236 por 5: Milhar Centenas 1 2 Dezenas 3 3 2 Unidades 6 5 0 _________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ 1 1 8 1) 6x5 = 30 (3 dezenas e 0 unidades) 2) 3x5 = 15 + 3 = 18 (1 centena e 8 dezenas) . tantas vezes quantas são as unidades de outro.Não se esqueça de somar as 3 a casa das dezenas. Estamos efetuando o cálculo da casa das dezenas. 2. para achar um terceiro que representa o produto dos dois. vamos colocar os resultados em sua respectiva casa. Após a multiplicação. portanto. Milhar Centenas 2 Dezenas 1 3 2 Unidades 6 5 0 + 0 _________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ 1 4 5 1 7 9 8 2 0 _________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ . 3) 2x5 = 10 + 1 = 11 Agora vamos multiplicar 236 por 2. chamado multiplicador. que consiste em repetir um número. 3.Repetir (um número) tantas vezes quantas são as unidades de (outro). some os resultados.Arit. Ato ou efeito de multiplicar.Multiplicação: 1. chamado multiplicando.

4 Uni. O resultado terá. O resultado apresentará esse número de casas após a vírgula. efeito ou operação de dividir. 2. porém sabemos.1 _________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ O número 45. sem nos preocuparmos com as vírgulas o resultado seria 36855. A divisão é.5 5 Simples não? Mas vamos recapitular: Contamos e somamos a quantidade de casas após a vírgula dos números que iremos multiplicar. Vamos resolver alguns exercícios. Dez. Afinal. 4. Operação com que se procura achar quantas vezes um número se contém noutro. Mat. 5 8 Dec. Cent.55 Observe: Mil. 3.5 . então. a multiplicação e depois colocamos as vírgulas :) Divisão: 1. o principal problema dos estudantes. Resolvemos.1 = 368. Exemplo: a) 45. Fragmentação. Ato.1 também apresenta 1 casa após a vírgula. Parte de um todo que se dividiu. 2 (1+1) casas após a vírgula. que o número deve possuir 2 casas após a vírgula. Vamos colocar as vírgulas então! 3 6 8 . Vamos agora efetuar a multiplicação sem nos preocupar com a vírgula. sem dúvidas. portanto. . O número 8. observe as resoluções e os esquemas. 4 4 3 3 6 6 4 8 5 8 5 0 5 5 1 5 + 5 _________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ Bom. .Multiplicação de números não inteiros Vamos efetuar os mesmos cálculos dos com os números inteiros e tomar um pouco de cuidado com a vírgula.5 possui 1 casa após a vírgula. já sabemos que o produto terá 2 casas após a vírgula.5 x 8. como visto acima.

sessenta e três mil e quarenta e dois reais.006.com. sete amigos ganharam vinte e um milhões.Primeira fase: Num bolão.006.Exemplos: Por favor.4 : 3 = 5.50 (e) 3.009.50 (c) 3. Logo.4 c) 17. a) 756 : 21 = 36 b) 202 : 5 = 40.009.br Publicidade . em reais.090. espere e siga a resolução.006.090.00 (d) 3.50 Resposta: (a) PORTUGUÊS : Interpretação de texto Dicas de Interpretação sobre Redação Por Eraldo Cunegundes eraldocunegundes@terra.8 Vejam a questão da FUVEST 2003 .006.00 (b) 3. foi: (a) 3.060. O prêmio foi dividido em sete partes iguais.900. o que cada um recebeu.

Na realidade isto é para fugir a um problema que não é de difícil solução por meio de sofisma (=argumento aparentemente válido. mas a opção que melhor se enquadre no sentido do texto.. Voltar ao texto tantas quantas vezes precisar. 19. 13. sutileza. . ler bem. falsa. Cuidado com os vocábulos: destoa (=diferente de . procurar a mais exata ou a mais completa. errada. não interrompa a leitura.: Ele morreu de fome. exceto. 10.. parte) do texto correspondente. 06. ler o texto pelo menos umas três vezes. e outras. não. às vezes.). procurar um fundamento de lógica objetiva. com atenção e cuidado. determina a causa na realização do fato (= morte de "ele"). 16. devemos observar o seguinte: 01. 12. é o estado em que "ele" se encontrava quando morreu. Centralizar cada questão ao pedaço (parágrafo. Ler. Às vezes a etimologia ou a semelhança das palavras denuncia a resposta. correta. 04. Não se deve procurar a verdade exata dentro daquela resposta. 09. 14. 07. o enunciado de cada questão. O autor defende idéias e você deve percebê-las. verdadeira. tranquilamente. ou seja. procurando ter uma visão geral do assunto. 17. malícia nas entrelinhas. Não permitir que prevaleçam suas idéias sobre as do autor. Cuidado com as questões voltadas para dados superficiais. de fome: adjunto adverbial de causa. Quando duas alternativas lhe parecem corretas. 18. incorreta. 08. 11. ser bem-sucedidos numa interpretação de texto. Verificar. Ex. apenas as idéias estão coordenadas entre si. Os adjuntos adverbiais e os predicativos do sujeito são importantíssimos na interpretação do texto.. Procure estabelecer quais foram as opiniões expostas pelo autor. 05. Quando o autor apenas sugerir idéia. certa. Para isso. vá até o fim. Ex. mas. 03. As orações coordenadas não têm oração principal. ler profundamente. Ler com perspicácia. palavras que aparecem nas perguntas e que. Podemos. faminto: predicativo do sujeito.Não só os alunos afirmam gratuitamente que a interpretação depende de cada um. Ler todo o texto. não conclusivo. Partir o texto em pedaços (parágrafos. dificultam a entender o que se perguntou e o que se pediu. ininterruptamente.: Ele morreu faminto. definindo o tema e a mensagem. 15. partes) para melhor compreensão. na realidade. Se encontrar palavras desconhecidas. 02. e que supõe má fé por parte de quem o apresenta).

nh = dígrafos inseparáveis. A-güei / uei = tritongo oral. Qui-nhão / qu. Pi-a-da / ia = hiato Ca-ir / ai = hiato Ci-ú-me / iú = hiato Com-pre-en-der ou com-preen-der (sinérese) Não se separam os dígrafos ch.20. Os adjetivos ligados a um substantivo vão dar a ele maior clareza de expressão. lh = dígrafos inseparáveis. Separam-se os dígrafos rr." Separação Silábica A divisão silábica deve ser feita a partir da soletração. Usa-se o hífen para marcar a separação silábica. qu. e tritongo. com a sinérese ee e uu. Por exemplo: Ex. Cuidado. escrito está. Gui-sa-do / gu = dígrafo inseparável. dando o som total das letras que formam cada sílaba. obviamente as vogais se separam silabicamente. ss. porém. espero que você mude o modo de pensar. xc e xs: Ex. Por exemplo: Ex. sc. Normas para a divisão silábica: Não se separam os ditongos e tritongos: Como ditongo é o encontro de uma vogal com uma semivogal na mesma sílaba. sç. gu: Ex. "O que está escrito. pois a interpretação não depende de cada um. Ex-ces-so / xc. Flo-res-cer / sc = dígrafo separável. ou seja. Guar-da / ua = ditongo crescente oral. ss = dígrafos separáveis. lh. sim. Separam-se as vogais dos hiatos: Como hiato é o encontro de duas vogais em sílabas diferentes. Cho-ca-lho / ch. é evidente que eles não se separam silabicamente. cada uma de uma vez. Au-las / au = ditongo decrescente oral. mas. o encontro de uma vogal com duas semivogais também na mesma sílaba. Nota: Diante do que foi dito. conforme estudamos em encontros vocálicos. aumentando-lhe ou determinando-lhe o significado. do que está escrito. nh. .

Su-ben-ten-di-do Tran-sal-pi-no Hi-pe-ra-mi-go Su-bal-ter-no Translineação Translineação é a mudança. Des-te-mi-do Trans-pa-ren-te Hi-per-mer-ca-do Sub-ter-râ-neo Ligados a palavras iniciadas por vogal: A consoante do prefixo ligar-se-á à vogal da palavra. ficando parte da palavra no final da linha superior e parte no início da linha inferior. Ex. Ex. ou disjuntos. de uma linha para outra. Ca-a-tin-ga Re-es-tru-tu-rar Ni-i-lis-mo Vô-o Du-un-vi-ra-to Prefixos terminados em consoante: Ligados a palavras iniciadas por consoante: Cada consoante fica em uma sílaba. são consoantes em sílabas diferentes. Separam-se os encontros consonantais impuros: Encontros consonantais impuros. . Ex.Car-ro-ça / rr = dígrafo separável. pois haverá a formação de encontro consonantal impuro. aceitam como hiato ou como ditongo essas vogais idênticas. Ex. ou seja. Des-ço / sç = dígrafo separável. Es-co-la E-ner-gi-a Res-to Separam-se as vogais idênticas e os grupos consonantais cc e cç: Lembre-se de que há autores que classificam ee e uu como sinérese. na escrita.

nos sufixos -ês. "fa-lavam". burguês. Chinês. -esa e –isa. c) Na translineação de palavras com hífen. Passarinho.quando ele faz parte dos dígrafos ch. samambai-a". Algumas regras. deixar formar-se palavra estranha ao contexto. higiene. burguesa. exceto: . quanto ao seu emprego devem ser observadas: a) Emprega-se o h quando a etimologia ou a tradição escrita do nosso idioma assim determina. nh. "ortografi-a". usados na formação de palavras que indicam nacionalidade. em final ou início de linha. "quero-sene". estado social. lh. Por exemplo: em translineações são inadequadas as separações: "pesso-a". "e-tíope". títulos honoríficos. .Regras para a translineação: a) Não se deve deixar apenas uma letra pertencente a uma palavra no início ou no final de linha. chuva. "para-guaia". hoje. super-homem. não se deve repetir o hífen na linha seguinte. quando a separação for efetuada. Por exemplo: em translineações são inadequadas as separações: "presi-dente". chinesa. "a-í". herói. b) Não se deve. Emprego do s Emprega-se a letra s: . homem. b) Emprega-se o h no final de algumas interjeições. usados na formação de adjetivos.nos vocábulos compostos em que o segundo elemento com h se une por hífen ao primeiro. Por exemplo: pombocorreio e não pombo--correio Ortografia Emprego do h O h é uma letra que se mantém em algumas palavras em decorrência da etimologia ou da tradição escrito do nosso idioma.nos sufixos –oso e –osa (qua significa “cheio de”). pré-história. . profissão. palha. Oh! Ah! c) No interior dos vocábulos não se usa h. "a-meixa". poetisa. "samam-baia". . se a partição coincide com o fim de um dos elementos. honra.

xangô.delicioso. . deslizante.nas palavras derivadas de uma primitiva grafada com z. -égio.palavras de origem indígena e africana: xavante. Algumas formas dos verbos terminados em –air. mexilhão (exceção: mecha e seus derivados). enxaqueca (exceções: encher. refúgio.nas palavras derivadas de uma primitiva grafada com s.depois de me. maisena.nas terminações –agem. puser. Emprego do z Emprega-se a letra z nos seguintes casos: .depois de sílaba inicial en-: enxurrada. .verbos grafados com ced originam substantivos e adjetivos grafados com cess. jirau. caso contrário. Emprega-se a letra x nos seguintes casos: . -oer e –uir grafam-se com i. perdoem (perdoar). usados para formar substantivos abstratos derivados de adjetivos. repusesse. peixe. . . dói (doer). . quis.depois de ditongos. continue (continuar). analisado pesquisa: pesquisar.nas formas dos verbos pôr e querer e seus compostos. -ígio. Emprego do x e ch. deslize: deslizar. enchumaçar e seus derivados). atrai (atrair). emprega-se –izar. canjica. rigidez (rígido). Emprega-se a letra j em palavras de origem indígena e africana: pajé. análise: analisar. ç.nas terminações –ágio. gelatinosa. -igem. Algumas formas dos verbos terminados em –oar e –uar grafam-se com e. . possui (possuir). Emprego de s.inicial: mexer. Neusa. riqueza (rico). pesquisado. coisa. análise – analisar eterno – eternizar Emprego das letras e e i. cruzada. quisemos. Emprega-se o sufixo –ar nos verbos derivados de palavras cujo radical contém –s.depois de ditongo: caixa. . c. . -ógio. Emprego dos sufixos –ar e –izar. ferrugem. sc. -úgio: prestígio.nos sufixos -ez e -eza. . encharcar. -ugem: garagem. ss. Emprego do g ou j Emprega-se a letra g . trouxa. . cruz: cruzeiro.

serão.Pronúncia de r R RR • entre vogais: ferro.Pronúncia de R -Quando usar E e I. . . -Quando usar R e RR • no início de palavras: roda. • Ditongos nasais ãe. morrer. • Prefixo anti (contra): antiaéreo. õe no final de palavras: mãe.ceder – cessão. substantivos: canhão. desarrumar. bilro .verbos grafados com ter originam substantivos grafados com tenção. E • Prefixo ante (antes): antepasto.exceção. • Presente dos verbos em air. em geral. canção. no presente e em outros tempos. Atenção: Alguns verbos irregulares também terminam em ão no presente: são. anteontem. morala . pesado . sai. mas nunca no futuro do presente da 3ª pessoa do plural: foram. atue. ascender – ascensão expandir – expansão pretender – pretensão. missa.Pronúncia de s depois de consoante: pensar.. I -Quando usar S e SS S SS • • • • no início de palavras: sapo.Pronúncia de R • entre vogais: ferida. . remói. Ver os exemplos. sairão. estão. • Verbos no futuro do presente do indicativo da 3ª pessoa do plural: estarão. disenteria.Pronúncia de z na palavra obséquio e no prefixo trans. ressoe. eram.Pronúncia de R • depois de consoante: honra. ÃO . estavam. Exceção: exceder . conceder . estaram. . põe. solidão . continue. Por Marina Cabral Especialista em Língua Portuguesa e Literatura Equipe Brasil Escola Principais dificuldades ortográficas 1 Uma mesma letra pode representar fonemas distintos e um mesmo fonema pode ser representado por várias letras.concessão. uir: cai. vão. • É quase sempre tônico e finaliza. rico. oer. deter – detenção conter – contenção.Pronúncia de s -Quando usar AM e ÃO AM • É átono e finaliza verbos no passado.Pronúncia de z • só é usado entre vogais: pêssego. • Prefixo des (ação contrária): despentear.nos verbos grafados com nd originam substantivos e adjetivos grafados com ns.retrocesso.Pronúncia de s entre vogais: casa. . retroceder . antinatural. • Formas do subjuntivo dos verbos terminados em oar e uar: perdoe. bolsa. • Prefixo dis (perturbação): disfunção. chegarão.

Alguns adjetivos e suas respectivas equivalências 6.-Quando usar M e N M N • Antes de p e b: campo.. e em consoantes — ali. a inicial em táxi e a final em mocotó. proparoxítonas) 3º . mas nem sempre terão acento gráfico. vatapá AS : ás. você notou que a sílaba tônica nem sempre recebe acento gráfico.Mau x Mal 9. pôr. los. Observe as sílabas tônicas das palavras arte. apresenta acento gráfico. Portanto. vendê-la. Para você acentuar uma palavra: 1º . hão de existir 4. puni-la. borderôs. Além disso.POR QUE . a final em gentil. vinténs. mocotó OS: nós. assim como outras línguas neolatinas. la.rubi. seguidos dos pronomes oblíquos lo.Falsos Amigos 11. caqui. compô-lo. cipó. pô-los etc.Classificação das palavras pela posição da sílaba tônica 10. mafuás E: fé. muda o sentido 5. paroxítonas.- Oxítonas São assinaladas com acento agudo as palavras oxítonas que terminam em a. todas as palavras com duas ou mais sílabas terão acento tônico. encaixe-a nos exemplos abaixo. também. e com acento circunflexo as que terminam em e e o fechados. propôs NOTA Incluem-se nesta regra os infinitivos seguidos dos pronomes oblíquos lo. parabéns. (b) os infinitivos em i. bordô.De acordo com sua terminação.Formação do imperativo 7. la. 2º . rebu.Ter. conténs. táxi e mocotó. A tonicidade está para a oralidade (fala) assim como o acento gráfico está para a escrita (grafia). e e o abertos. rombo.Expressões idiomáticas 8. pontapés O: pó. Dicas da Língua Setembro 2003 Dicas de meses anteriores 1. Você constatou que a tonicidade recai sobre a sílaba inicial em arte. Toda palavra da língua portuguesa de duas ou mais sílabas possui uma sílaba tônica. vir e ver 12. metrô OS: os bisavôs. retrós E: crê.Principais dificuldades ortográficas 1 Regras de acentuação gráfica O português. dendê.Função da palavra SE 13. los. lês O: avô. bambu. café. las: dá-lo. urubu.Divida-a em sílabas. vê ES: freguês. reduzi-los. feri-las. cajá. sós. • Antes de qualquer outra consoante: dente. ananás.PORQUÊ 2. las — fi-lo. clamor etc. seguidos ou não de s: A: já. inglês.fê-las. pajés. sutil.Regras de acentuação gráfica 3. matá-los. Acentuam-se sempre as oxítonas de duas ou mais sílabas terminadas em -em e -ens: alguém. 2.Há de haver. gentil.Muda o gênero. OBSERVAÇÃO: Nunca se acentuam: (a) as oxítonas terminadas em i e u. . jacaré ES: pés.Classifique-a quanto à tonicidade (oxítona. pinga. armazém.

Acentua-se com acento agudo o u tônico pronunciado precedido de g ou q e seguido de e ou i. túneis etc. heroína. Emprega-se o til para indicar a nasalização de vogais: afã. medo. do (preposição) pres. Clóvis ã/ãs ímã. órfã. extemporâneo. véu. Acentuam-se sempre os ditongos tônicos abertos éi. super-homem. mártir. idéia. vírus l amável. política. hífen. faísca. semi. lírios. ontem. álbuns n albúmen. inter-humano. éu. anti-séptico. obliqúe. não são acentuados graficamente: anti-rábico. relação etc. de parar) péla/pélas e péla pela/pelas (verbo pelar e subst. régua. sem o acento gráfico.ª pessoa do sing. super-requintado. baú. socorro. NOTAS a) O substantivo éden faz o plural edens. tríceps r César. saída. tênue.Paroxítonas Assinalam-se com acento agudo ou circunflexo as paroxítonas terminadas em: i dândi. desdêem. relêem. eixo em torno do (aglutinação da prep. semi-selvagem. sempre que for seguido de e ou i: agüentar. averigúe. fruto da pereira) (arcaísmo-prep. freqüente. quando estes formam sílabas sozinhas ou são seguidos de s: aí. eloqüência. dúvida. Acentuam-se sempre o i e o u tônicos dos hiatos. táxi is lápis. 5. semi-árido. b) Os prefixos anti-. coração.importância. lêem. dê.e super-. 2. obliqúes etc. 6. cântaro. Proparoxítonas Todas as proparoxítonas são acentuadas graficamente: abóbora. c) Não se acentuam graficamente as paroxítonas apenas porque apresentam vogais tônicas abertas ou fechadas: espelho. do ind. arcaicos lo/las) pôr por (verbo) (preposição) Até a próxima !!!! . vôos etc. bússola. céu. tela etc. fácil. vê nas formas do plural desses verbos — crêem. egoísta. revêem etc. ônus. balaústre. embora paroxítonos. órgãos us bônus. fiéis. para) pêra pera (subst. dêem. pires. e verbo pelar) (per + o/os) péra pera (arcaísmo-subst.) (per + a/as) pêlo/pêlos e pélo pelo/pelos (subst. nórdico. viúvo. de poder) pólo/pólos polo/polos (subst. apóio. para) pôde pode (pret. com ou sem s: argúi. perdôo. relâmpago. vêem — e de seus compostos — descrêem. imóvel um/uns álbum. líquido. Nílton ps bíceps. tênis. devoções.corôo. Emprega-se o trema no u que se pronuncia depois de g ou q. enjôo. tórax. saúde. lê. fórceps. Mantém-se o acento circunflexo do singular crê. perf. seguido ou não de s: área. por e qual uma coisa gira) dos arts. inter-racial. chapéu. herói. pedra) (arcaísmo-prep. mágoa. Acento diferencial O acento diferencial é utilizado para distinguir uma palavra de outra que se grafa de igual maneira. ungüento. têmpora etc. médium. látex. argúis. Usamos o acento diferencial — agudo ou circunflexo — nos vocábulos da coluna esquerda para diferenciar dos da direita: côa/côas coa/coas (verbo coar) (com + a/as) fôrma forma (molde. ói: boléia. 3. Acentuam-se graficamente as palavras terminadas em ditongo oral átono. do ind. inter-. do ind. averigúes. Casos Especiais 1. ímãs ão/ãos bênção. seguido ou não de s: abençôo. tranqüilizante etc. ágeis. jóquei. 4. júri. de poder) (pres. etc. órfão. Acentua-se com acento circunflexo o primeiro o do hiato ôo. 8. maçã.famosa. peça de madeira (limites exteriores da maté-que imita o pé) ria com configuração ou aspecto particular) pára para (3. mérito.caracóis etc. argüição. revólver x fênix. 7.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful