Você está na página 1de 222

QUÍMICA

ÚLTIMOS 10 ANOS
FUVEST
SUMÁRIO

ATOMÍSTICA ...............................................................................................................................................................05
BIOQUÍMICA .............................................................................................................................................................. 22
FÍSICO QUÍMICA ..................................................................................................................................................... 27
QUÍMICA GERAL...................................................................................................................................................... 81
MEIO AMBIENTE ................................................................................................................................................. 120
ORGÂNICA ................................................................................................................................................................ 122

Gabarito: ATOMÍSTICA ................................................................................................................................... 143


Gabarito: BIOQUÍMICA ................................................................................................................................. 150
Gabarito: FÍSICO QUÍMICA ......................................................................................................................... 153
Gabarito: QUÍMICA GERAL......................................................................................................................... 187
Gabarito: MEIO AMBIENTE ....................................................................................................................... 210
Gabarito: ORGÂNICA ....................................................................................................................................... 211
ATOMÍSTICA

1. (Fuvest) Na estratosfera, há um ciclo constante de criação e destruição do


ozônio. A equação que representa a destruição do ozônio pela ação da luz
ultravioleta solar (UV) é

UV
O3 ⎯⎯⎯
→ O2 + O

O gráfico representa a energia potencial de ligação entre um dos átomos de


oxigênio que constitui a molécula de O3 e os outros dois, como função da
distância de separação r.

A frequência dos fótons da luz ultravioleta que corresponde à energia de quebra


de uma ligação da molécula de ozônio para formar uma molécula de O2 e um
átomo de oxigênio é, aproximadamente,

Note e adote:

- E = hf
- E é a energia do fóton.
- f é a frequência da luz.
- Constante de Planck, h = 6  10−34 J  s

a) 1 1015 Hz
b) 2  1015 Hz
c) 3  1015 Hz
d) 4  1015 Hz
e) 5  1015 Hz

GABARITAGEO.COM.BR 5
2. (Fuvest)

Em aquários de água marinha, é comum o uso do equipamento chamado


“Skimmer”, aparato em que a água recebe uma torrente de bolhas de ar, como
representado na figura, levando a matéria orgânica até a superfície, onde pode
ser removida. Essa matéria orgânica eliminada é composta por moléculas
orgânicas com parte apolar e parte polar, enquanto as bolhas formadas têm
caráter apolar. Esse aparelho, no entanto, tem rendimento muito menor em
aquários de água doce (retira menos quantidade de material orgânico por
período de uso).

Considerando que todas as outras condições são mantidas, o menor rendimento


desse aparato em água doce do que em água salgada pode ser explicado
porque;
a) a polaridade da molécula de água na água doce é maior do que na água
salgada, tornando as partes apoiares das moléculas orgânicas mais solúveis.
b) a menor concentração de sais na água doce torna as regiões apolares das
moléculas orgânicas mais solúveis do que na água salgada, prejudicando a
interação com as bolhas de ar.
c) a água doce é mais polar do que água salgada por ser mais concentrada em
moléculas polares como a do açúcar, levando as partes polares das moléculas
orgânicas a interagir mais com a água doce.
d) a reatividade de matéria orgânica em água salgada é maior do que em água
doce, fazendo com que exista uma menor quantidade de material dissolvido
para interação com as bolhas de ar.
e) a concentração de sais na água marinha é maior, o que torna as partes
apolares das moléculas orgânicas mais propensas a interagir com os sais
dissolvidos, promovendo menor interação com as bolhas de ar.

6 GABARITAGEO.COM.BR
3. (Fuvest) Ao se preparar molho de tomate (considere apenas a fervura de
tomate batido com água e azeite), é possível observar que a fração aquosa (fase
inferior) fica vermelha logo no início e a fração oleosa (fase superior), inicialmente
com a cor característica do azeite, começa a ficar avermelhada conforme o
preparo do molho. Por outro lado, ao se preparar uma sopa de beterraba
(considere apenas a fervura de beterraba batida com água e azeite), a fração
aquosa (fase inferior) fica com a cor rosada e a fração oleosa (fase superior)
permanece com sua coloração típica durante todo o processo, não tendo sua
cor alterada.

Considerando as informações apresentadas no texto e no quadro, a principal


razão para a diferença de coloração descrita é que a fração oleosa;

Note e adote:

Massas molares (g mol) :

Licopeno = 537; betanina = 551.

GABARITAGEO.COM.BR 7
a) fica mais quente do que a aquosa, degradando a betanina; o mesmo não é
observado com o licopeno, devido à sua cadeia carbônica longa.
b) está mais exposta ao ar, que oxida a betanina; o mesmo não é observado com
o licopeno, devido à grande quantidade de duplas ligações.
c) é apolar e a betanina, polar, havendo pouca interação; o mesmo não é
observado com o licopeno, que é apolar e irá interagir com o azeite.
d) é apolar e a aquosa, polar, mantendo-se separadas; o licopeno age como um
surfactante misturando as fases, colorindo a oleosa, enquanto a betanina não.
e) tem alta viscosidade, facilitando a difusão do licopeno, composto de menor
massa molar; o mesmo não é observado para a betanina, com maior massa.

8 GABARITAGEO.COM.BR
4. (Fuvest) O gráfico a seguir indica a temperatura de ebulição de bromoalcanos
(CnH2n+1Br) para diferentes tamanhos de cadeia carbônica.

Considerando as propriedades periódicas dos halogênios, a alternativa que


descreve adequadamente o comportamento expresso no gráfico de
temperaturas de ebulição versus tamanho de cadeia carbônica para CnH2n+1F ( )
e CnH2n+1I (•) é:

Note e adote:

P.E. = ponto de ebulição

a) b)

c) d)

e)

GABARITAGEO.COM.BR 9
5. (Fuvest) A reação de água com ácido clorídrico produz o ânion cloreto e o
cátion hidrônio. A estrutura que representa corretamente o cátion hidrônio é;

a)

b)

c)

d)

e)

10 GABARITAGEO.COM.BR
6. (Fuvest) Neste texto, o autor descreve o fascínio que as descobertas em
Química exerciam sobre ele, durante sua infância.

Eu adorava Química em parte por ela ser uma ciência de transformações, de


inúmeros compostos baseados em algumas dúzias de elementos, 1eles próprios
fixos, invariáveis e eternos. A noção de estabilidade e de invariabilidade dos
elementos era psicologicamente crucial para mim, pois eu os via como pontos
fixos, como âncoras em um mundo instável. Mas agora, com a radioatividade,
chegavam transformações das mais incríveis.
(...)

A radioatividade não alterava as realidades da Química ou a noção de


elementos; não abalava a ideia de sua estabilidade e identidade. O que ela fazia
era aludir a duas esferas no átomo – uma 2esfera relativamente superficial e
acessível, que governava a reatividade e a combinação química, e uma 3esfera
mais profunda, inacessível a todos os agentes químicos e físicos usuais e suas
energias 4relativamente pequenas, onde qualquer mudança produzia 5uma
alteração fundamental de identidade.

Oliver Sacks, Tio Tungstênio: Memórias de uma infância química.

De acordo com o autor,

a) o trecho “eles próprios fixos, invariáveis e eternos” (ref. 1) remete à dificuldade


para a quebra de ligações químicas, que são muito estáveis.
b) “esfera relativamente superficial” (ref. 2) e “esfera mais profunda” (ref. 3) dizem
respeito, respectivamente, à eletrosfera e ao núcleo dos átomos.
c) “esfera relativamente superficial” (ref. 2) e “esfera mais profunda” (ref. 3)
referem-se, respectivamente, aos elétrons da camada de valência, envolvidos
nas reações químicas, e aos elétrons das camadas internas dos átomos, que
não estão envolvidos nas reações químicas.
d) as energias envolvidas nos processos de transformação de um átomo em
outro, como ocorre com materiais radioativos, são “relativamente pequenas”
(ref. 4).
e) a expressão “uma alteração fundamental de identidade” (ref. 5) relaciona-se à
capacidade que um mesmo átomo tem de fazer ligações químicas diferentes,
formando compostos com propriedades distintas das dos átomos isolados.

GABARITAGEO.COM.BR 11
7. (Fuvest)

Analise a tabela periódica e as seguintes afirmações a respeito do elemento


químico enxofre (S) :

I. Tem massa atômica maior do que a do selênio (Se).


II. Pode formar com o hidrogênio um composto molecular de fórmula H2S.
III. A energia necessária para remover um elétron da camada mais externa do
enxofre é maior do que para o sódio (Na).
IV. Pode formar com o sódio (Na) um composto iônico de fórmula Na3S.

São corretas apenas as afirmações;

a) I e II.
b) I e III.
c) II e III.
d) II e IV.
e) III e IV.

12 GABARITAGEO.COM.BR
8. (Fuvest) Para aumentar o grau de conforto do motorista e contribuir para a
segurança em dias chuvosos, alguns materiais podem ser aplicados no para-
brisa do veículo, formando uma película que repele a água. Nesse tratamento,
ocorre uma transformação na superfície do vidro, a qual pode ser representada
pela seguinte equação química não balanceada:

Das alternativas apresentadas, a que representa o melhor material a ser aplicado


ao vidro, de forma a evitar o acúmulo de água, é:

Note e adote:

- R = grupo de átomos ligado ao átomo de silício.

a) C Si(CH3 )2 OH
b) C Si(CH3 )2 O(CHOH)CH2NH2
c) C Si(CH3 )2 O(CHOH)5 CH3
d) C Si(CH3 )2 OCH2 (CH2 )2 CO2H
e) C Si(CH3 )2 OCH2 (CH2 )10 CH3

GABARITAGEO.COM.BR 13
9. (Fuvest) Existem vários modelos para explicar as diferentes propriedades das
substâncias químicas, em termos de suas estruturas submicroscópicas.

Considere os seguintes modelos:

I. moléculas se movendo livremente;


II. íons positivos imersos em um “mar” de elétrons deslocalizados;
III. íons positivos e negativos formando uma grande rede cristalina
tridimensional.

Assinale a alternativa que apresenta substâncias que exemplificam,


respectivamente, cada um desses modelos.

I II III
gás cloreto de sódio
a) ferro sólido
nitrogênio sólido
água cloreto de sódio
b) iodo sólido
líquida sólido
gás cloreto de sódio
c) iodo sólido
nitrogênio sólido
água
d) ferro sólido diamante sólido
líquida
gás
e) água líquida diamante sólido
metano

14 GABARITAGEO.COM.BR
10. (Fuvest) Uma estudante recebeu uma amostra de ácido benzoico sólido
contendo impurezas. Para purificá-lo, ela optou por efetuar uma recristalização.
No procedimento adotado, o sólido deve ser dissolvido em um solvente
aquecido, e a solução assim obtida deve ser resfriada. Sendo as impurezas mais
solúveis à temperatura ambiente, ao final devem ser obtidos cristais de ácido
benzoico puro.
Para escolher o solvente apropriado para essa purificação, a estudante fez testes
de solubilidade com etanol, água e heptano. Inicialmente, os testes foram
efetuados à temperatura ambiente, e a estudante descartou o uso de etanol. A
seguir, efetuou testes a quente, e o heptano não se mostrou adequado.

Nos testes de solubilidade, a estudante observou a formação de sistema


heterogêneo quando tentou dissolver o ácido benzoico impuro em:

à temperatura a
ambiente quente
a) água água
b) etanol heptano
c) água heptano
d) etanol água
e) heptano água

GABARITAGEO.COM.BR 15
11. (Fuvest) A estrutura do DNA é formada por duas cadeias contendo açúcares e
fosfatos, as quais se ligam por meio das chamadas bases nitrogenadas,
formando a dupla hélice. As bases timina, adenina, citosina e guanina, que
formam o DNA, interagem por ligações de hidrogênio, duas a duas em uma
ordem determinada. Assim, a timina, de uma das cadeias, interage com a
adenina, presente na outra cadeia, e a citosina, de uma cadeia, interage com a
guanina da outra cadeia.

Considere as seguintes bases nitrogenadas:

As interações por ligação de hidrogênio entre adenina e timina e entre guanina


e citosina, que existem no DNA, estão representadas corretamente em:

16 GABARITAGEO.COM.BR
adenina - timina guanina - citosina

a)

b)

c)

d)

e)

GABARITAGEO.COM.BR 17
12. (Fuvest) Um funcionário de uma empresa ficou encarregado de remover
resíduos de diferentes polímeros que estavam aderidos a diversas peças. Após
alguma investigação, o funcionário classificou as peças em três grupos,
conforme o polímero aderido a cada uma. As fórmulas estruturais de cada um
desses polímeros são as seguintes:

Para remover os resíduos de polímero das peças, o funcionário dispunha de


apenas dois solventes: água e n-hexano. O funcionário analisou as fórmulas
estruturais dos três polímeros e procurou fazer a correspondência entre cada
polímero e o solvente mais adequado para solubilizá-lo. A alternativa que
representa corretamente essa correspondência é:

Polímero I Polímero II Polímero III


a) água n-hexano água
b) n-hexano água n-hexano
c) n-hexano água água
d) água água n-hexano
e) água n-hexano n-hexano

18 GABARITAGEO.COM.BR
13. (Fuvest) Em cadeias carbônicas, dois átomos de carbono podem formar
ligação simples (C–C), dupla (C=C) ou tripla (C  C). Considere que, para uma
ligação simples, a distância média de ligação entre os dois átomos de carbono
é de 0,154 nm, e a energia média de ligação é de 348 kJ/mol.

Assim sendo, a distância média de ligação (d) e a energia média de ligação (E),
associadas à ligação dupla (C=C), devem ser, respectivamente,

a) d < 0,154 nm e E > 348 kJ/mol.


b) d < 0,154 nm e E < 348 kJ/mol.
c) d = 0,154 nm e E = 348 kJ/mol.
d) d > 0,154 nm e E < 348 kJ/mol.
e) d > 0,154 nm e E > 348 kJ/mol.

14. (Fuvest) Considere os seguintes compostos isoméricos:

CH3 CH2CH2CH2OH e CH3CH2OCH2CH3


butanol éter etílico

Certas propriedades de cada uma dessas substâncias dependem das interações


entre as moléculas que a compõem (como, por exemplo, as ligações de
hidrogênio). Assim, pode-se concluir que,

a) a uma mesma pressão, o éter dietílico sólido funde a uma temperatura mais
alta do que o butanol sólido.
b) a uma mesma temperatura, a viscosidade do éter dietílico líquido é maior do
que a do butanol líquido.
c) a uma mesma pressão, o butanol líquido entra em ebulição a uma
temperatura mais alta do que o éter dietílico líquido.
d) a uma mesma pressão, massas iguais de butanol e éter dietílico liberam, na
combustão, a mesma quantidade de calor.
e) nas mesmas condições, o processo de evaporação do butanol líquido é mais
rápido do que o do éter dietílico líquido.

GABARITAGEO.COM.BR 19
15. (Fuvest) A lei de conservação da carga elétrica pode ser enunciada como
segue:

a) A soma algébrica dos valores das cargas positivas e negativas em um sistema


isolado é constante.
b) Um objeto eletrizado positivamente ganha elétrons ao ser aterrado.
c) A carga elétrica de um corpo eletrizado é igual a um número inteiro
multiplicado pela carga do elétron.
d) O número de átomos existentes no universo é constante.
e) As cargas elétricas do próton e do elétron são, em módulo, iguais.

16. (Fuvest) A figura abaixo traz um modelo da estrutura microscópica de


determinada substância no estado sólido, estendendo-se pelas três dimensões
do espaço. Nesse modelo, cada esfera representa um átomo e cada bastão, uma
ligação química entre dois átomos.

A substância representada por esse modelo tridimensional pode ser:

a) sílica, (SiO2)n.
b) diamante, C.
c) cloreto de sódio, NaCℓ.
d) zinco metálico, Zn.
e) celulose, (C6H10O5)n.

20 GABARITAGEO.COM.BR
17. (Fuvest) Os confeitos de chocolate de determinada marca são apresentados
em seis cores. Com eles, foi feito o seguinte experimento, destinado a separar os
corantes utilizados em sua fabricação: Confeitos de cada uma das seis diferentes
cores foram umedecidos com água e pressionados contra uma folha de papel
especial, de modo a deixar amostras dos corantes em pontos igualmente
espaçados, sempre a 2 cm da base da folha. A seguir, a folha foi colocada em
um recipiente com água, de forma a mergulhar somente a base da folha de
papel na água, sem que o líquido tocasse os pontos coloridos. Após algum
tempo, quando a água havia atingido o topo da folha, observou-se a formação
de manchas de diferentes cores, aqui simbolizadas por diferentes formas e
tamanhos:

Os confeitos em cuja fabricação é empregado um corante amarelo são os de


cor:

a) vermelha, amarela e marrom.


b) amarela, verde e laranja.
c) verde, azul e marrom.
d) vermelha, amarela e verde.
e) vermelha, laranja e marrom.

GABARITAGEO.COM.BR 21
BIOQUÍMICA

18. (Fuvest) Peptídeos podem ser analisados pelo tratamento com duas enzimas.
Uma delas, uma carboxipeptidase, quebra mais rapidamente a ligação
peptídica entre o aminoácido que tem um grupo carboxílico livre e o seguinte.
O tratamento com outra enzima, uma aminopeptidase, quebra, mais
rapidamente, a ligação peptídica entre o aminoácido que tem um grupo amino
livre e o anterior. Isso permite identificar a sequência dos aminoácidos no
peptídeo.

Um tripeptídeo, formado pelos aminoácidos lisina, fenilalanina e glicina, não


necessariamente nessa ordem, foi submetido a tratamento com
carboxipeptidase, resultando em uma mistura de um dipeptídeo e fenilalanina.
O tratamento do mesmo tripeptídeo com aminopeptidase resultou em uma
mistura de um outro dipeptídeo e glicina.

O número de combinações possíveis para os três aminoácidos e a fórmula


estrutural do peptídeo podem ser, respectivamente,

Note e adote:

a)

3 combinações e

b)

3 combinações e

22 GABARITAGEO.COM.BR
c)

6 cominações e

d) 6 combinações e

e)

6 combinações e

GABARITAGEO.COM.BR 23
19. (Fuvest) O hormônio melatonina é responsável pela sensação de sonolência.
Em nosso organismo, a concentração de melatonina começa a aumentar ao
anoitecer, atinge o máximo no meio da noite e decresce com a luz do dia. A
melatonina é sintetizada a partir do aminoácido triptofano, em quatro etapas
catalisadas por diferentes enzimas, sendo que a enzima 3 é degradada em
presença de luz.

Considere as seguintes afirmações a respeito desse processo:

I. Na etapa 2, há perda de dióxido de carbono e, na etapa 3, a serotonina é


transformada em uma amida.
II. A manipulação de objetos que emitem luz, como celulares e tablets, pode
interromper ou tornar muito lento o processo de transformação da serotonina
em N-acetil-serotonina.
III. O aumento da concentração de triptofano na corrente sanguínea pode fazer
com que a pessoa adormeça mais lentamente ao anoitecer.

É correto o que se afirma em:

a) I e II, apenas.
b) I e III, apenas.
c) II e III, apenas.
d) III, apenas.
e) I, II e III.

24 GABARITAGEO.COM.BR
20. (Fuvest) A dopamina é um neurotransmissor importante em processos
cerebrais. Uma das etapas de sua produção no organismo humano é a
descarboxilação enzimática da L-Dopa, como esquematizado:

Sendo assim, a fórmula estrutural da dopamina é:

a)

b)

c)

d)

e)

GABARITAGEO.COM.BR 25
21. (Fuvest) No preparo de certas massas culinárias, como pães, é comum
adicionar-se um fermento que, dependendo da receita, pode ser o químico,
composto principalmente por hidrogenocarbonato de sódio (NaHCO3 ), ou o
fermento biológico, formado por leveduras. Os fermentos adicionados, sob
certas condições, são responsáveis pela produção de dióxido de carbono, o que
auxilia a massa a crescer.

Para explicar a produção de dióxido de carbono, as seguintes afirmações foram


feitas.

I. Tanto o fermento químico quanto o biológico reagem com os carboidratos


presentes na massa culinária, sendo o dióxido de carbono um dos produtos
dessa reação.
II. O hidrogenocarbonato de sódio, presente no fermento químico, pode se
decompor com o aquecimento, ocorrendo a formação de carbonato de sódio
(Na2CO3 ), água e dióxido de carbono.
III. As leveduras, que formam o fermento biológico, metabolizam os carboidratos
presentes na massa culinária, produzindo, entre outras substâncias, o dióxido
de carbono.
IV. Para que ambos os fermentos produzam dióxido de carbono, é necessário
que a massa culinária seja aquecida a temperaturas altas (cerca de 200 C),
alcançadas nos fornos domésticos e industriais.

Dessas afirmações, as que explicam corretamente a produção de dióxido de


carbono pela adição de fermento à massa culinária são, apenas,

a) I e II.
b) II e III.
c) III e IV.
d) I, II e IV.
e) I, III e IV.

26 GABARITAGEO.COM.BR
FÍSICO QUÍMICA

22. (Fuvest) O ano de 2017 marca o trigésimo aniversário de um grave acidente


de contaminação radioativa, ocorrido em Goiânia em 1987. Na ocasião, uma
fonte radioativa, utilizada em um equipamento de radioterapia, foi retirada do
prédio abandonado de um hospital e, posteriormente, aberta no ferro-velho
para onde fora levada. O brilho azulado do pó de césio-137 fascinou o dono do
ferro-velho, que compartilhou porções do material altamente radioativo com
sua família e amigos, o que teve consequências trágicas. O tempo necessário
para que metade da quantidade de césio-137 existente em uma fonte se
transforme no elemento não radioativo bário-137 é trinta anos.

Em relação a 1987, a fração de césio-137, em %, que existirá na fonte radioativa


120 anos após o acidente, será, aproximadamente,

a) 3,1.
b) 6,3.
c) 12,5.
d) 25,0.
e) 50,0.

GABARITAGEO.COM.BR 27
23. (Fuvest) O gás carbônico atmosférico reage com a água do mar conforme
detalhado em (I):

(I) CO2 + H2O H2CO3 HCO3− + H+

As condições ambientais causadas pelo aumento de gás carbônico na


atmosfera influenciam em processos caracterizados pela reação (II) durante o
desenvolvimento de diversos organismos marinhos:

(II) Ca2+ + CO32− CaCO3

Tendo por base essas afirmações, assinale a alternativa correta:

Note e adote:

Considere o bicarbonato solúvel e o carbonato de cálcio insolúvel.

a) O processo (I) resulta em diminuição da alcalinidade da água do mar,


comprometendo a estruturação de recifes por interferir na formação dos
esqueletos calcários dos corais, conforme a reação (II).
b) O processo (I) resulta em aumento da alcalinidade da água do mar,
comprometendo processos de contração muscular de vertebrados marinhos
por diminuir o cálcio livre disponível, como demonstrado em (II).
c) O processo (I) não altera a alcalinidade da água do mar, mas compromete o
processo de formação de conchas de moluscos marinhos, nos quais a
estrutura básica é o carbonato de cálcio, produto da reação (II).
d) O processo (I) resulta em diminuição da alcalinidade da água do mar,
aumentando o pH e beneficiando o processo demonstrado em (II), o que
favorece o crescimento de recifes de algas calcárias.
e) O processo (I) resulta em aumento da alcalinidade da água do mar,
beneficiando os processos de fermentação por bactérias marinhas em regiões
de recifes de coral, que são formados pelo processo (II).

28 GABARITAGEO.COM.BR
24. (Fuvest) Louis Pasteur realizou experimentos pioneiros em Microbiologia.
Para tornar estéril um meio de cultura, o qual poderia estar contaminado com
agentes causadores de doenças, Pasteur mergulhava o recipiente que o
continha em um banho de água aquecida à ebulição e à qual adicionava cloreto
de sódio.
Com a adição de cloreto de sódio, a temperatura de ebulição da água do banho,
com relação à da água pura, era ______. O aquecimento do meio de cultura
provocava _______.

As lacunas podem ser corretamente preenchidas, respectivamente, por:

a) maior; desnaturação das proteínas das bactérias presentes.


b) menor; rompimento da membrana celular das bactérias presentes.
c) a mesma; desnaturação das proteínas das bactérias.
d) maior; rompimento da membrana celular dos vírus.
e) menor; alterações no DNA dos vírus e das bactérias.

GABARITAGEO.COM.BR 29
25. (Fuvest) O fitoplâncton consiste em um conjunto de organismos
microscópicos encontrados em certos ambientes aquáticos. O desenvolvimento
desses organismos requer luz e CO2, para o processo de fotossíntese, e requer
também nutrientes contendo os elementos nitrogênio e fósforo.
Considere a tabela que mostra dados de pH e de concentrações de nitrato e de
oxigênio dissolvidos na água, para amostras coletadas durante o dia, em dois
diferentes pontos (A e B) e em duas épocas do ano (maio e novembro), na
represa Billings, em São Paulo.

Concentração Concentração
pH de nitrato de oxigênio
(mg/L) (mg/L)
Ponto A
9,8 0,14 6,5
(novembro)
Ponto B
9,1 0,15 5,8
(novembro)
Ponto A
7,3 7,71 5,6
(maio)
Ponto B
7,4 3,95 5,7
(maio)

Com base nas informações da tabela e em seus próprios conhecimentos sobre


o processo de fotossíntese, um pesquisador registrou três conclusões:

I. Nessas amostras, existe uma forte correlação entre as concentrações de nitrato


e de oxigênio dissolvidos na água.
II. As amostras de água coletadas em novembro devem ter menos CO2 dissolvido
do que aquelas coletadas em maio.
III. Se as coletas tivessem sido feitas à noite, o pH das quatro amostras de água
seria mais baixo do que o observado.

É correto o que o pesquisador concluiu em:

a) I, apenas.
b) III, apenas.
c) I e II, apenas.
d) II e III, apenas.
e) I, II e III.

30 GABARITAGEO.COM.BR
26. (Fuvest) No fragmento a seguir, o autor explora conceitos químicos na forma
de poesia:

Químico apaixonado

1 Sua presença é "C2H5OH( ) + 3 O2(g) → 2 CO2(g) + 3 H2O( ) " de sentimento

2 É explosão de "C6H12O6(aq) + 6 O2(g) → 6 CO2(g) + 6 H2O( ) + ATP"

3É de pensamento

4 Sinergia

5 Sua ausência, meu desalento

6 " 4 Fe(s) + 3 O2(g) → 2 Fe2O3(s) " o meu ser

7 Um modelo incompleto,

8 Impede-me de viver

9 Morte em pleno deserto.

Wilmo Ernesto Francisco Junior, Ciência em prosa e verso - Acepipes para quem ousa
gostar (ou ensinar), 2018 (adaptado), apud Lopes, MJ.M. Dissertação de Mestrado, 2019.
Disponível em http://www.repositorio.ufal.br/.

GABARITAGEO.COM.BR 31
Sobre os conceitos mencionados, foram feitas as seguintes afirmações:

I. A equação química mostrada na linha 2 pode ser associada à liberação de


energia, pois corresponde à reação de fotossíntese com consumo de gás
carbônico.
II. A equação química apresentada na linha 6 representa uma reação na qual o
número de oxidação das espécies é alterado, sendo associada a corrosão.
III. O modelo incompleto referido na linha 7 refere-se ao proposto por Thomson,
que identificava a presença de partículas com carga negativa dentro de uma
esfera.

Está correto o que se afirma no(s) item(ns):

a) I, apenas.
b) II, apenas.
c) I e III, apenas.
d) II e III, apenas.
e) I, II e III.

32 GABARITAGEO.COM.BR
27. (Fuvest)

Um experimento expôs uma barra de titânio (Ti) pura e ligas desse material com
0,01% de diferentes metais nobres a soluções de ácido sulfúrico em ebulição
para entender o efeito anticorrosivo desses metais no titânio. O resultado é
mostrado na tabela a seguir:

Metal Taxa de corrosão do


presente titânio em H2SO4 em
na liga ebulição (em
com o Ti quantidade por tempo)
(0,01%) H2SO4 1% H2SO4 10%
Paládio 2 26
(Pd)
Ródio (Rh) 2 145

Platina (Pt) 2 166

Rutênio 2 187
(Ru)
Irídio (Ir) 2 359

Ósmio (Os) 5 480

Rênio (Re) 235 *


Cobre (Cu) 470 *
Ouro (Au) 1050 *
Ti Puro 460 3950

*Não foi possível medir.

GABARITAGEO.COM.BR 33
Com base nessas informações, é correto afirmar:

a) O aumento na concentração de ácido sulfúrico nos experimentos fez com que


o titânio puro fosse mais corroído e o titânio com Pd, Rh e Pt fosse menos
corroído.
b) Para Re, Cu e Au, espera-se que a reação com ácido sulfúrico mais concentrado
demore muito para acontecer e, por isso, não foi possível medir.
c) A escala de potencial anticorrosivo, segundo esse experimento, é dada por
Au  Cu  R e  Os  Ir  Ru  Pt  Po  Rh.
d) Pd, Rh, Pt e Ru apresentaram os melhores resultados como anticorrosivos,
enquanto Cu e Au apresentaram os piores.
e) O titânio puro é muito resistente ao ácido, e a adição de outros metais não faz
nenhuma diferença para a taxa de corrosão.

34 GABARITAGEO.COM.BR
28. (Fuvest) Para estudar equilíbrio químico de íons Co2+ em solução, uma turma
de estudantes realizou uma série de experimentos explorando a seguinte
reação:
2+ − 2−
[Co(H2O)6 ](aq) +4C (aq) [CoC 4 ](aq) + 6 H2O( )
Vermelho Azul

2+
Nesse equilíbrio, o composto de cobalto com água, [Co(H2O)6 ](aq) , apresenta
2−
coloração vermelha, enquanto o composto com cloretos, [CoC 4 ](aq) , possui
coloração azul.
Para verificar o efeito de ânions de diferentes sais nessa mudança de cor, 7
ensaios diferentes foram realizados. Aos tubos contendo apenas alguns mL de
uma solução de nitrato de cobalto II, de coloração vermelha, foram adicionadas
pequenas quantidades de diferentes sais em cada tubo, como apresentado na
tabela, com exceção do ensaio 1, no qual nenhum sal foi adicionado.
Após agitação, os tubos foram deixados em repouso por um tempo, e a cor final
foi observada.

Sal
Ensaio Cor inicial Cor final
adicionado
1 Nenhum Vermelha Vermelha
2 KC Vermelha Azul
3 Na2SO4 Vermelha Vermelha
4 CuC Vermelha Vermelha
5 K2SO4 Vermelha ?
6 AgC Vermelha ?
7 NaC Vermelha ?

A alternativa que representa a cor final observada nos ensaios 5, 6 e 7,


respectivamente, é:

Cor final obtida no:


Ensaio 5 Ensaio 7
Ensaio 6
Adição de Adição de
Adição de AgC
K2SO4 NaC
a) Azul Azul Vermelha
b) Azul Vermelha Azul
c) Vermelha Azul Azul
d) Vermelha Vermelha Azul
e) Vermelha Azul Vermelha

GABARITAGEO.COM.BR 35
Note e adote:
Solubilidade dos sais em g 100 mL de água a 20 C
AgC 1,9  10−4 NaC 35,9

CuC 9,9  10−3 Na2SO4 13,9

KC 34,2 K2SO4 11,1

TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO:

Um dos indicadores de qualidade de mel é a presença do composto orgânico


hidroximetilfurfural (HMF), formado a partir de certos açúcares, como a frutose
(C6H12O6 ). A tabela resume os teores de HMF permitidos de acordo com a
legislação brasileira e recomendações internacionais.

Teor de HMF (mg


Utilização conforme
de HMF por kg de
legislação
mel)
Conforme a legislação brasileira (Portaria
Nº 6 do Ministério da Agricultura de 1985).
Mel de mesa,
utilizado para
Até 40 mg kg
consumo humano
direto.
Mel industrial e/ou
Até 60 mg kg
subprodutos.
Conforme a recomendação internacional
contida no CodexAlimentarius (FAO).
Para utilização de
mel produzido em
Até 80 mg kg
países com clima
tropical.

Uma das possíveis rotas para a formação do HMF a partir da frutose é mostrada,
de forma simplificada, no esquema:

36 GABARITAGEO.COM.BR
Nas setas, são mostradas as perdas de moléculas ou grupos químicos em cada
etapa. Por exemplo, entre as espécies 1 e 2, ocorrem a saída de uma molécula
de água e a formação de uma ligação dupla entre carbonos.

29. (Fuvest) Um frasco contendo 500 g de mel produzido no Brasil foi analisado e
concluiu-se que 0,2 milimol de frutose foi convertido em HMF. Considerando
apenas esse parâmetro de qualidade e tendo como referência os teores
recomendados por órgãos nacionais e internacionais, mostrados na tabela, é
correto afirmar que esse mel

Note e adote:
Massa molar (g mol) : HMF = 126

Desconsidere qualquer possibilidade de contaminação do mel por fonte externa


de HMF.

a) é recomendado como mel de mesa, assim como para outros usos que se
façam necessários, segundo a legislação brasileira.
b) não pode ser usado como mel de mesa, mas pode ser usado para fins
industriais, segundo a legislação brasileira.
c) pode ser usado para fins industriais, segundo a legislação brasileira, mas não
deveria ser usado para nenhum fim, segundo a recomendação internacional.
d) não pode ser usado nem como mel de mesa nem para fins industriais,
segundo a legislação brasileira, mas poderia ser utilizado segundo a
recomendação internacional.
e) não pode ser usado para qualquer aplicação, tanto segundo a legislação
brasileira quanto segundo a recomendação internacional.

GABARITAGEO.COM.BR 37
30. (Fuvest)

Em Xangai, uma loja especializada em café oferece uma opção diferente para
adoçar a bebida. A chamada sweet little rain consiste em uma xícara de café
sobre a qual é pendurado um algodão-doce, material rico em sacarose, o que
passa a impressão de existir uma nuvem pairando sobre o café, conforme
ilustrado na imagem.

Disponível em https://www.boredpanda.com/.

O café quente é então adicionado na xícara e, passado um tempo, gotículas


começam a pingar sobre a bebida, simulando uma chuva doce e reconfortante.
A adição de café quente inicia o processo descrito, pois

Note e adote:

Temperatura de fusão da sacarose à pressão ambiente = 186 C;


Solubilidade da sacarose a 20 C = 1,97 kg L de água.

a) a temperatura do café é suficiente para liquefazer a sacarose do algodão-doce,


fazendo com que este goteje na forma de sacarose líquida.
b) o vapor de água que sai do café quente irá condensar na superfície do
algodão-doce, gotejando na forma de água pura.
c) a sacarose que evapora do café quente condensa na superfície do algodão-
doce e goteja na forma de uma solução de sacarose em água.
d) o vapor de água encontra o algodão-doce e solubiliza a sacarose, que goteja
na forma de uma solução de sacarose em água.
e) o vapor de água encontra o algodão-doce e vaporiza a sacarose, que goteja
na forma de uma solução de sacarose em água.

38 GABARITAGEO.COM.BR
31. (Fuvest) Para exemplificar probabilidade, um grupo de estudantes fez uma
atividade envolvendo química, conforme o procedimento descrito.

Cada estudante recebeu um recipiente contendo 800 mL de água destilada com


algumas gotas do indicador de pH alaranjado de metila e soluções de HC e
NaOH em diversas concentrações.

Cada estudante deveria jogar apenas uma vez dois dados, um amarelo e um
vermelho, ambos contendo os números de 1 a 6.

- Ao jogar o dado vermelho, o estudante deveria adicionar ao recipiente 100 mL


de solução do ácido clorídrico na concentração 10−n mol L, sendo n o número
marcado no dado (por exemplo, se saísse o número 1 no dado, a solução seria
de 10−1 mol L; se saísse 6, a solução seria de 10−6 mol L).
- Ao jogar o dado amarelo, o estudante deveria executar o mesmo
procedimento, mas substituindo o ácido por NaOH, totalizando assim 1,0 L de
solução.
- O estudante deveria observar a cor da solução ao final do experimento.

A professora mostrou a tabela com alguns valores de pH resultantes conforme


os números tirados nos dados. Ela pediu, então, aos estudantes que utilizassem
seus conhecimentos e a tabela para prever em quais combinações de dados a
cor final do indicador seria vermelha.

Números Dado amarelo (adição de base)


tirados nos
1 2 3 4 5 6
dados
1 7,0 2,1 2,0
de
Dado vermelho

2 3,1
3 7,0 4,1
4 7,0
(adição
ácido)

5 11,9 8,9
6 7,9 7,0

A probabilidade de, após realizar o procedimento descrito, a solução final


preparada por um estudante ser vermelha é de:

Note e adote:

Considere a seguinte relação entre pH do meio e coloração do indicador


alaranjado de metila:
GABARITAGEO.COM.BR 39
Menor que Maior que
3,3 a 4,4
3,3 4,4
Vermelho Laranja Amarelo

a) 1 12
b) 1 6
c) 1 4
d) 11 36
e) 5 12

40 GABARITAGEO.COM.BR
32. (Fuvest) Os chamados “remédios homeopáticos” são produzidos seguindo a
farmacotécnica homeopática, que se baseia em diluições sequenciais de
determinados compostos naturais. A dosagem utilizada desses produtos é da
ordem de poucos mL. Uma das técnicas de diluição homeopática é chamada de
diluição centesimal (CH), ou seja, uma parte da solução é diluída em 99 partes
de solvente e a solução resultante é homogeneizada (ver esquema).

Alguns desses produtos homeopáticos são produzidos com até 200 diluições
centesimais sequenciais (200CH).

Considerando uma solução de partida de 100 mL com concentração 1mol L de


princípio ativo, a partir de qual diluição centesimal a solução passa a não ter, em
média, nem mesmo uma molécula do princípio ativo?

Note e adote:

Número de Avogadro = 6  1023.

a) 12ª diluição (12CH).


b) 24ª diluição (24CH).
c) 51ª diluição (51CH).
d) 99ª diluição (99CH).
e) 200ª diluição (200CH).

GABARITAGEO.COM.BR 41
33. (Fuvest) Equipamentos domésticos chamados de vaporizadores para roupa
utilizam o vapor de água gerado por um sistema de resistências elétricas a partir
de água líquida. Um equipamento com potência nominal de 1.600 W foi
utilizado para passar roupas por 20 minutos, consumindo 540 mL de água. Em
relação ao gasto total de energia do equipamento, o gasto de energia utilizado
apenas para vaporizar a água, após ela já ter atingido a temperatura de ebulição,
equivale a, aproximadamente,

Note e adote:

Entalpia de vaporização da água a 100 C = 40 kJ mol;


Massa molar da água = 18 g mol;
Densidade da água = 1g mL.

a) 0,04%.
b) 0,062%.
c) 4,6%.
d) 40%.
e) 62%.

42 GABARITAGEO.COM.BR
34. (Fuvest) Os movimentos das moléculas antes e depois de uma reação
química obedecem aos princípios físicos de colisões. Para tanto, cada átomo é
representado como um corpo pontual com uma certa massa, ocupando uma
posição no espaço e com uma determinada velocidade (representada na forma
vetorial). Costumeiramente, os corpos pontuais são representados como esferas
com diâmetros proporcionais à massa atômica. As colisões ocorrem
conservando a quantidade de movimento.

Considerando um referencial no qual as moléculas neutras encontram-se


paradas antes e após a colisão, a alternativa que melhor representa o arranjo de
íons e moléculas instantes antes e instantes depois de uma colisão que leva à
reação F− + H3CC → CH3F + C −
é:

Antes da colisão Após a colisão


Íon Neutro Neutro Íon

a)

b)

c)

d)

e)

Note e adote:

Massas atômicas: H = 1u.m.a., C = 12 u.m.a., F = 19 u.m.a. e C = 35 u.m.a.


Considere que apenas o isótopo de cloro C = 35 u.m.a. participa da reação.

GABARITAGEO.COM.BR 43
35. (Fuvest) Numa determinada condição experimental e com o catalisador
adequado, ocorre uma reação, conforme representada no gráfico, que relaciona
porcentagem do composto pelo tempo de reação.

Uma representação adequada para esse processo é:

a) limoneno p − cimeno → α − terpineno


p−cimeno
b) limoneno ⎯⎯⎯⎯⎯⎯
(catalisador)
→ α − terpineno
c) limoneno + p − cimeno α − terpineno
α−terpineno
d) limoneno ⎯⎯⎯⎯⎯⎯
(catalisador)
→ p − cimeno
e) limoneno → α − terpineno → p − cimeno

44 GABARITAGEO.COM.BR
36. (Fuvest) O gás hélio disponível comercialmente pode ser gerado pelo
decaimento radioativo, sobretudo do urânio, conforme esquematizado pela
série de decaimento. Desde a formação da Terra, há 4,5 bilhões de anos, apenas
metade do 238
U decaiu para a formação de He.

Com base nessas informações e em seus conhecimentos, é correto afirmar:

a) O decaimento de um átomo de 238


U produz, ao final da série de decaimento,
apenas um átomo de He.
b) O decaimento do 238
U para 234
U gera a mesma quantidade de He que o
decaimento do U para
234
Th. 230

c) Daqui a 4,5 bilhões de anos, a quantidade de He no planeta Terra será o dobro


da atual.
d) O decaimento do 238 U para 234 U gera a mesma quantidade de He que o
decaimento do 214 Pb para 214 Po.
e) A produção de He ocorre pela sequência de decaimento a partir do 206 Pb.

GABARITAGEO.COM.BR 45
37. (Fuvest) Um antiácido comercial em pastilhas possui, em sua composição,
entre outras substâncias, bicarbonato de sódio, carbonato de sódio e ácido
cítrico. Ao ser colocada em água, a pastilha dissolve-se completamente e libera
gás carbônico, o que causa a efervescência. Para entender a influência de alguns
fatores sobre a velocidade de dissolução da pastilha, adicionou-se uma pastilha
a cada um dos quatro recipientes descritos na tabela, medindo-se o tempo até
a sua dissolução completa.

Tempo medido até a


Solução completa dissolução da
pastilha (em segundos)
1. Água mineral sem gás à
temperatura ambiente 36
(25 C)
2. Água mineral com gás à
temperatura ambiente 35
(25 C)
3. Água mineral sem gás deixada
53
em geladeira (4 C)
4. Água mineral com gás deixada
55
em geladeira (4 C)

Para todos os experimentos, foi usada água mineral da mesma marca. Considere
a água com gás como tendo gás carbônico dissolvido.

Com base nessas informações, é correto afirmar que;

a) o uso da água com gás, ao invés da sem gás, diminuiu a velocidade de


dissolução da pastilha em cerca de 50%, uma vez que, como já possui gás
carbônico, há o deslocamento do equilíbrio para a formação dos reagentes.
b) o uso da água com gás, ao invés da sem gás, aumentou a velocidade de
dissolução da pastilha em cerca de 33%, uma vez que o gás carbônico acidifica
a água, aumentando a velocidade de consumo do carbonato de sódio.
c) nem a mudança de temperatura nem a adição de gás carbônico na solução
afetaram a velocidade da reação, uma vez que o sistema não se encontra em
equilíbrio.
d) o aumento da temperatura da água, de 4 C para 25 C, levou a um aumento
na velocidade da reação, uma vez que aumentou a frequência e a energia de
colisão entre as moléculas envolvidas na reação.
e) o aumento da temperatura da água, de 4 C para 25 C, levou a um aumento
na velocidade da reação, uma vez que facilita a liberação de gás carbônico da
solução, deslocando o equilíbrio para a formação dos reagentes.

46 GABARITAGEO.COM.BR
38. (Fuvest) Considerando que baterias de Li − FeS2 podem gerar uma voltagem
nominal de 1,5 V, o que as torna úteis no cotidiano e que a primeira reação de
descarga dessas baterias é 2 Li + FeS2 → Li2FeS2, é correto afirmar:

a) O lítio metálico é oxidado na primeira descarga.


b) O ferro é oxidado e o lítio é reduzido na primeira descarga.
c) O lítio é o cátodo dessa bateria.
d) A primeira reação de descarga forma lítio metálico.
e) O lítio metálico e o dissulfeto ferroso estão em contato direto dentro da
bateria.

39. (Fuvest) Uma amostra sólida, sem cavidades ou poros, poderia ser constituída
por um dos seguintes materiais metálicos: alumínio, bronze, chumbo, ferro ou
titânio. Para identifica-la, utilizou-se uma balança, um recipiente de volume
constante e água. Efetuaram-se as seguintes operações:

1) pesou-se a amostra;
2) pesou-se o recipiente completamente cheio de água;
3) colocou-se a amostra no recipiente vazio, completando seu volume com água
e determinou-se a massa desse conjunto.

Os resultados obtidos foram os seguintes:

Dadas as densidades da água e dos metais, pode-se concluir que a amostra


desconhecida é constituída de

Note e adote:

Densidades (g cm3 ) : água = 1,0; alumínio = 2,7; bronze = 8,8; chumbo = 11,3; ferro
= 7,9; titânio = 4,5.

GABARITAGEO.COM.BR 47
a) alumínio.
b) bronze.
c) chumbo.
d) ferro.
e) titânio.

40. (Fuvest) Considere um aquário tampado contendo apenas água e plantas


aquáticas, em grande quantidade, e iluminado somente por luz solar. O gráfico
que melhor esboça a variação de pH da água em função do horário do dia,
considerando que os gases envolvidos na fotossíntese e na respiração das
plantas ficam parcialmente dissolvidos na água, é:

a)

b)

c)

d)

e)

48 GABARITAGEO.COM.BR
41. (Fuvest) A energia liberada na combustão do etanol de cana-de-açúcar pode
ser considerada advinda da energia solar, uma vez que a primeira etapa para a
produção do etanol é a fotossíntese. As transformações envolvidas na produção
e no uso do etanol combustível são representadas pelas seguintes equações
químicas:

6 CO2(g) + 6 H2O(g) → C6H12O6(aq) + 6 O2(g)


C6H12O6(aq) → 2 C2H5OH( ) + 2 CO2(g) ΔH = −70 kJ mol
C2H5OH( ) + 3 O2(g) → 2 CO2(g) + 3 H2O(g) ΔH = −1.235 kJ mol

Com base nessas informações, podemos afirmar que o valor de ΔH para a reação
de fotossíntese é:

a) −1.305 kJ mol.
b) +1.305 kJ mol.
c) +2.400 kJ mol.
d) −2.540 kJ mol.
e) +2.540 kJ mol.

GABARITAGEO.COM.BR 49
42. (Fuvest) Um método largamente aplicado para evitar a corrosão em
estruturas de aço enterradas no solo, como tanques e dutos, é a proteção
catódica com um metal de sacrifício. Esse método consiste em conectar a
estrutura a ser protegida, por meio de um fio condutor, a uma barra de um metal
diferente e mais facilmente oxidável, que, com o passar do tempo, vai sendo
corroído até que seja necessária sua substituição.

Um experimento para identificar quais metais podem ser utilizados como metal
de sacrifício consiste na adição de um pedaço de metal a diferentes soluções
contendo sais de outros metais, conforme ilustrado, e cujos resultados são
mostrados na tabela. O símbolo (+) indica que foi observada uma reação
química e o (−) indica que não se observou qualquer reação química.

Metal X
Soluções Estanho Alumínio Ferro Zinco
SnC 2 + + +
A C 3 − − −
FeC 3 − + +
ZnC 2 − + −

Da análise desses resultados, conclui-se que pode(m) ser utilizado(s) como


metal(is) de sacrifício para tanques de aço:
Note e adote:
- o aço é uma liga metálica majoritariamente formada pelo elemento ferro.
a) A e Zn.
b) somente Sn.
c) A e Sn.
d) somente A .
e) Sn e Zn.

50 GABARITAGEO.COM.BR
43. (Fuvest) Um dos parâmetros que determina a qualidade do azeite de oliva é
sua acidez, normalmente expressa na embalagem na forma de porcentagem, e
que pode ser associada diretamente ao teor de ácido oleico em sua composição.

Uma amostra de 20,00 g de um azeite comercial foi adicionada a 100 mL de uma


solução contendo etanol e etoxietano (dietiléter), 1: 1 em volume, com o
indicador fenolftaleína. Sob constante agitação, titulou-se com uma solução
etanólica contendo KOH 0,020 mol L até a __________ total. Para essa amostra,
usaram-se 35,0 mL de base, o que permite concluir que se trata de um azeite tipo
__________.

As palavras que completam corretamente as lacunas são:

Note e adote:

Classificação de azeites por acidez (em %, massa do ácido oleico por 100 g de
azeite):
Tipo Acidez
Extra virgem Menor que 0,8%
Virgem fino De 0,8% até 1,5%
Semifino Maior que 1,5% até 3,0%
Refinado Maior que 3,0%

Ácido oleico (ácido octadec-9-enoico)

Fórmula: C18H34O2

Massa molar = 282,5 g mol−1

a) oxidação; semifino.
b) neutralização; virgem fino.
c) oxidação, virgem fino.
d) neutralização; extra virgem.
e) neutralização, semifino.

GABARITAGEO.COM.BR 51
44. (Fuvest) Sob certas condições, tanto o gás flúor quanto o gás cloro podem
reagir com hidrogênio gasoso, formando, respectivamente, os haletos de
hidrogênio HF e HC , gasosos. Pode-se estimar a variação de entalpia (ΔH) de
cada uma dessas reações, utilizando-se dados de energia de ligação. A tabela
apresenta os valores de energia de ligação dos reagentes e produtos dessas
reações a 25 C e 1atm.

Molécula H2 F2 C 2 HF HC
Energia de ligação
435 160 245 570 430
(kJ mol)

Com base nesses dados, um estudante calculou a variação de entalpia (ΔH) de


cada uma das reações e concluiu, corretamente, que, nas condições
empregadas,

a) a formação de HF(g) é a reação que libera mais energia.


b) ambas as reações são endotérmicas.
c) apenas a formação de HC (g) é endotérmica.
d) ambas as reações têm o mesmo valor de Δ H.
e) apenas a formação de HC (g) é exotérmica.

52 GABARITAGEO.COM.BR
45. (Fuvest) A hemoglobina (Hb) é a proteína responsável pelo transporte de
oxigênio. Nesse processo, a hemoglobina se transforma em oxi-hemoglobina
(Hb(O2 )n ). Nos fetos, há um tipo de hemoglobina diferente da do adulto,
chamada de hemoglobina fetal. O transporte de oxigênio pode ser representado
pelo seguinte equilíbrio:

Hb+ nO2 Hb(O2 )n,

em que Hb representa tanto a hemoglobina do adulto quanto a hemoglobina


fetal.

A figura mostra a porcentagem de saturação de Hb por O2 em função da pressão


parcial de oxigênio no sangue humano, em determinado pH e em determinada
temperatura.

A porcentagem de saturação pode ser entendida como:

[Hb(O2 )n ]
% de saturação =  100
[Hb(O2 )n ] + [Hb]

Com base nessas informações, um estudante fez as seguintes afirmações:

I. Para uma pressão parcial de O2 de 30 mmHg, a hemoglobina fetal transporta


mais oxigênio do que a hemoglobina do adulto.
II. Considerando o equilíbrio de transporte de oxigênio, no caso de um adulto
viajar do litoral para um local de grande altitude, a concentração de Hb em seu
sangue deverá aumentar, após certo tempo, para que a concentração de
Hb(O2 )n seja mantida.
III. Nos adultos, a concentração de hemoglobina associada a oxigênio é menor
no pulmão do que nos tecidos.
GABARITAGEO.COM.BR 53
Note e adote:
- pO2 (pulmão)  pO2 (tecidos).

É correto apenas o que o estudante afirmou e:

a) I.
b) II.
c) I e II.
d) I e III.
e) II e III.

46. (Fuvest) Um estudante realizou um experimento para avaliar a reatividade


dos metais Pb, Zn, e Fe. Para isso, mergulhou, em separado, uma pequena placa
de cada um desses metais em cada uma das soluções aquosas dos nitratos de
chumbo, de zinco e de ferro. Com suas observações, elaborou a seguinte tabela,
em que (sim) significa formação de sólido sobre a placa e (não) significa
nenhuma evidência dessa formação:

Metal
Solução
Pb Zn Fe
Pb(NO3 )2(aq) (não) (sim) (sim)
Zn(NO3 )2(aq) (não) (não) (não)
Fe(NO3 )2(aq) (não) (sim) (não)

A seguir, montou três diferentes pilhas galvânicas, conforme esquematizado.

54 GABARITAGEO.COM.BR
Nessas três montagens, o conteúdo do béquer I era uma solução aquosa de
CuSO4 de mesma concentração, e essa solução era renovada na construção de
cada pilha. O eletrodo onde ocorria a redução (ganho de elétrons) era o formado
pela placa de cobre mergulhada em CuSO4(aq). Em cada uma das três pilhas, o
estudante utilizou, no béquer II, uma placa de um dos metais X (Pb, Zn, ou Fe),
mergulhada na solução aquosa de seu respectivo nitrato.

O estudante mediu a força eletromotriz das pilhas, obtendo os valores:


0,44 V, 0,75 V, e 1,07 V.

A atribuição correta desses valores de força eletromotriz a cada uma das pilhas,
de acordo com a reatividade dos metais testados, deve ser

Metal X
Pb Zn Fe
a) 0,44 1,07 0,75
b) 0,44 0,75 1,07
c) 0,75 0,44 1,07
d) 0,75 1,07 0,44
e) 1,07 0,44 0,75

GABARITAGEO.COM.BR 55
47. (Fuvest) Células a combustível são opções viáveis para gerar energia elétrica
para motores e outros dispositivos. O esquema representa uma dessas células e
as transformações que nela ocorrem.

H2(g) + 1 2 O2(g) → H2O(g) ΔH = −240 kJ mol de H2 .

A corrente elétrica (i), em ampère (coulomb por segundo), gerada por uma
célula a combustível que opera por 10 minutos e libera 4,80 kJ de energia
durante esse período de tempo, é:

Note e adote:

Carga de um mol de elétrons = 96.500 coulomb.

a) 3,32.
b) 6,43.
c) 12,9.
d) 386.
e) 772.

56 GABARITAGEO.COM.BR
48. (Fuvest) Em ambientes naturais e na presença de água e gás oxigênio, a pirita,
um mineral composto principalmente por dissulfeto de ferro (FeS2 ), sofre
processos de intemperismo, o que envolve transformações químicas que
acontecem ao longo do tempo.

Um desses processos pode ser descrito pelas transformações sucessivas,


representadas pelas seguintes equações químicas:

2+ − +
2 FeS2(s) + 7 O2(g) + 2 H2O( ) → 2 Fe(aq) + 4 SO24(aq) + 4 H(aq)
2+ + 3+
2 Fe(aq) + 1 2 O2(g) + 2 H(aq) → 2 Fe(aq) + H2O( )
3+ +
2 Fe(aq) + 6 H2O( ) → 2 Fe(OH)(s) + 6 H(aq)

Considerando a equação química que representa a transformação global desse


processo, as lacunas da frase “No intemperismo sofrido pela pirita, a razão entre
as quantidades de matéria do FeS2(s) e do O2(g) é __________, e, durante o
processo, o pH do solo __________” podem ser corretamente preenchidas por:

a) 1 4; diminui.
b) 1 4; não se altera.
c) 2 15; aumenta.
d) 4 15; diminui.
e) 4 15; não se altera.

GABARITAGEO.COM.BR 57
49. (Fuvest) Dependendo do pH do solo, os nutrientes nele existentes podem
sofrer transformações químicas que dificultam sua absorção pelas plantas. O
quadro mostra algumas dessas transformações, em função do pH do solo.

Para que o solo possa fornecer todos os elementos citados na tabela, o seu pH
deverá estar entre:

a) 4 e 6.
b) 4 e 8.
c) 6 e 7.
d) 6 e 11.
e) 8,5 e 11.

50. (Fuvest) Dispõe-se de 2 litros de uma solução aquosa de soda cáustica que
apresenta pH 9. O volume de água, em litros, que deve ser adicionado a esses 2
litros para que a solução resultante apresente pH 8 é:

a) 2
b) 6
c) 10
d) 14
e) 18

58 GABARITAGEO.COM.BR
51. (Fuvest) O biogás pode substituir a gasolina na geração de energia. Sabe-se
que 60%, em volume, do biogás são constituídos de metano, cuja combustão
completa libera cerca de 900 kJ / mol.

Uma usina produtora gera 2.000 litros de biogás por dia. Para produzir a mesma
quantidade de energia liberada pela queima de todo o metano contido nesse
volume de biogás, será necessária a seguinte quantidade aproximada (em litros)
de gasolina:

Note e adote:

- Volume molar nas condições de produção de biogás: 24 L / mol;


- energia liberada na combustão completa da gasolina: 4,5  104 kJ / L.

a) 0,7
b) 1,0
c) 1,7
d) 3,3
e) 4,5

GABARITAGEO.COM.BR 59
52. (Fuvest) A Gruta do Lago Azul (MS), uma caverna composta por um lago e
várias salas, em que se encontram espeleotemas de origem carbonática
(estalactites e estalagmites), é uma importante atração turística. O número de
visitantes, entretanto, é controlado, não ultrapassando 300 por dia. Um
estudante, ao tentar explicar tal restrição, levantou as seguintes hipóteses:

I. Os detritos deixados indevidamente pelos visitantes se decompõem, liberando


metano, que pode oxidar os espeleotemas.
II. O aumento da concentração de gás carbônico que é liberado na respiração
dos visitantes, e que interage com a água do ambiente, pode provocar a
dissolução progressiva dos espeleotemas.
III. A concentração de oxigênio no ar diminui nos períodos de visita, e essa
diminuição seria compensada pela liberação de O2 pelos espeleotemas.

O controle do número de visitantes, do ponto de vista da Química, é explicado


por:

a) I, apenas.
b) II, apenas.
c) III, apenas.
d) I e III, apenas.
e) I, II e III.

60 GABARITAGEO.COM.BR
53. (Fuvest) Um estudante utilizou um programa de computador para testar seus
conhecimentos sobre concentração de soluções. No programa de simulação, ele
deveria escolher um soluto para dissolver em água, a quantidade desse soluto,
em mol, e o volume da solução. Uma vez escolhidos os valores desses
parâmetros, o programa apresenta, em um mostrador, a concentração da
solução. A tela inicial do simulador é mostrada a seguir.

O estudante escolheu um soluto e moveu os cursores A e B até que o mostrador


de concentração indicasse o valor 0,50 mol / L. Quando esse valor foi atingido, os
cursores A e B poderiam estar como mostrado em;

a) b)

c) d)

e)

GABARITAGEO.COM.BR 61
54. (Fuvest) O eugenol, extraído de plantas, pode ser transformado em seu
isômero isoeugenol, muito utilizado na indústria de perfumes. A transformação
pode ser feita em solução alcoólica de KOH.

Foram feitos três experimentos de isomerização, à mesma temperatura,


empregando-se massas iguais de eugenol e volumes iguais de soluções
alcoólicas de KOH de diferentes concentrações. O gráfico a seguir mostra a
porcentagem de conversão do eugenol em isoeugenol em função do tempo,
para cada experimento.

Analisando-se o gráfico, pode-se concluir corretamente que;

a) a isomerização de eugenol em isoeugenol é exotérmica.


b) o aumento da concentração de KOH provoca o aumento da velocidade da
reação de isomerização.
c) o aumento da concentração de KOH provoca a decomposição do isoeugenol.
d) a massa de isoeugenol na solução, duas horas após o início da reação, era
maior do que a de eugenol em dois dos experimentos realizados.
e) a conversão de eugenol em isoeugenol, três horas após o início da reação, era
superior a 50% nos três experimentos.

62 GABARITAGEO.COM.BR
55. (Fuvest) Soluções aquosas de ácido clorídrico, HC (aq), e de ácido acético,
H3CCOOH (aq), ambas de concentração 0,10 mol / L, apresentam valores de pH iguais
a 1,0 e 2,9, respectivamente.

Em experimentos separados, volumes iguais de cada uma dessas soluções


foram titulados com uma solução aquosa de hidróxido de sódio, NaOH (aq), de
concentração adequada. Nessas titulações, a solução de NaOH foi adicionada
lentamente ao recipiente contendo a solução ácida, até reação completa. Sejam
V1 o volume da solução de NaOH para reação completa com a solução de HC e
V2 o volume da solução de NaOH para reação completa com a solução de
H3CCOOH. A relação entre V1 e V2 é;

a) V1 = 10−3,9 V2
b) V1 = (1,0 2,9 ) V2
c) V1 = V2
d) V1 = 2,9 V2
e) V1 = 101,9 V2

GABARITAGEO.COM.BR 63
56. (Fuvest) Cinco cremes dentais de diferentes marcas têm os mesmos
componentes em suas formulações, diferindo, apenas, na porcentagem de água
contida em cada um. A tabela a seguir apresenta massas e respectivos volumes
(medidos a 25C) desses cremes dentais.

Marca de
Massa Volume
creme
(g) (mL)
dental
A 30 20
B 60 42
C 90 75
D 120 80
E 180 120

Supondo que a densidade desses cremes dentais varie apenas em função da


porcentagem de água, em massa, contida em cada um, pode-se dizer que a
marca que apresenta maior porcentagem de água em sua composição é

Dado: densidade da água (a 25C) = 1,0 g / mL.

a) A.
b) B.
c) C.
d) D.
e) E.

64 GABARITAGEO.COM.BR
57. (Fuvest) Uma jovem estudante quis demonstrar para sua mãe o que é uma
reação química. Para tanto, preparou, em cinco copos, as seguintes soluções:

Copo Solução
1 vinagre
2 sal de cozinha + água
3 fermento químico (NaHCO3) + água
4 açúcar + água
5 suco de limão

Em seguida, começou a fazer misturas aleatórias de amostras das soluções


contidas nos copos, juntando duas amostras diferentes a cada vez. Qual é a
probabilidade de que ocorra uma reação química ao misturar amostras dos
conteúdos de dois dos cinco copos?

a) 1/10
b) 1/8
c) 1/5
d) 1/3
e) 1/2

GABARITAGEO.COM.BR 65
58. (Fuvest) A adição de um soluto à água altera a temperatura de ebulição desse
solvente. Para quantificar essa variação em função da concentração e da
natureza do soluto, foram feitos experimentos, cujos resultados são
apresentados abaixo. Analisando a tabela, observa-se que a variação de
temperatura de ebulição é função da concentração de moléculas ou íons de
soluto dispersos na solução.

Volume Quantidade de Temperatura


de matéria de de
Soluto
água soluto ebulição
(L) (mol) (°C)
1 - - 100,00
1 NaC 0,5 100,50
1 NaC 1,0 101,00
1 sacarose 0,5 100,25
1 CaC 2 0,5 100,75

Dois novos experimentos foram realizados, adicionando-se 1,0 mol de Na2SO4 a


1 L de água (experimento A) e 1,0 mol de glicose a 0,5 L de água (experimento
B). Considere que os resultados desses novos experimentos tenham sido
consistentes com os experimentos descritos na tabela. Assim sendo, as
temperaturas de ebulição da água, em °C, nas soluções dos experimentos A e B,
foram, respectivamente, de;

a) 100,25 e 100,25.
b) 100,75 e 100,25.
c) 100,75 e 100,50.
d) 101,50 e 101,00.
e) 101,50 e 100,50.

66 GABARITAGEO.COM.BR
59. (Fuvest) Uma usina de reciclagem de plástico recebeu um lote de raspas de
2 tipos de plásticos, um deles com densidade 1,10 kg/L e outro com densidade
1,14 kg/L. Para efetuar a separação dos dois tipos de plásticos, foi necessário
preparar 1000 L de uma solução de densidade apropriada, misturando-se
volumes adequados de água (densidade = 1,00 kg/L) e de uma solução aquosa
de NaC , disponível no almoxarifado da usina, de densidade 1,25 kg/L. Esses
volumes, em litros, podem ser, respectivamente,

a) 900 e 100.
b) 800 e 200.
c) 500 e 500.
d) 200 e 800.
e) 100 e 900.

60. (Fuvest) A tabela a seguir contém dados sobre alguns ácidos carboxílicos.

Ponto de Densidade
ebulição a
Nome Fórmula
a 1 atm 20°C
(°C) (g/ml)
Ácido etanoico H3CCO2H 118 1,04
Ácido n-butanoico H3C(CH2)2CO2H 164 0,96
Ácido n-
H3C(CH2)3CO2H 186 0,94
pentanoico
Ácido n-hexanoico H3C(CH2)4CO2H 205 0,93

Assinale a alternativa que apresenta uma afirmação coerente com as


informações fornecidas na tabela.

a) A 20°C, 1 mL de ácido etanoico tem massa maior do que 1 mL de ácido n-


pentanoico.
b) O ácido propanoico (H3CCH2CO2H) deve ter ponto de ebulição (a 1 atm) acima
de 200°C.
c) O acréscimo de um grupo –CH2– à cadeia carbônica provoca o aumento da
densidade dos ácidos carboxílicos.
d) O aumento da massa molar dos ácidos carboxílicos facilita a passagem de
suas moléculas do estado líquido para o gasoso.
e) O ácido n-butanoico deve ter pressão de vapor menor que o ácido n-
hexanoico, a uma mesma temperatura.

GABARITAGEO.COM.BR 67
61. (Fuvest) A porcentagem em massa de sais no sangue é de aproximadamente
0,9%. Em um experimento, alguns glóbulos vermelhos de uma amostra de
sangue foram coletados e separados em três grupos. Foram preparadas três
soluções, identificadas por X, Y e Z, cada qual com uma diferente concentração
salina. A cada uma dessas soluções foi adicionado um grupo de glóbulos
vermelhos. Para cada solução, acompanhou-se, ao longo do tempo, o volume de
um glóbulo vermelho, como mostra o gráfico.

Com base nos resultados desse experimento, é correto afirmar que;

a) a porcentagem em massa de sal, na solução Z, é menor do que 0,9%.


b) a porcentagem em massa de sal é maior na solução Y do que na solução X.
c) a solução Y e a água destilada são isotônicas.
d) a solução X e o sangue são isotônicos.
e) a adição de mais sal à solução Z fará com que ela e a solução X fiquem
isotônicas.

68 GABARITAGEO.COM.BR
62. (Fuvest) A partir de considerações teóricas, foi feita uma estimativa do poder
calorífico (isto é, da quantidade de calor liberada na combustão completa de 1
kg de combustível) de grande número de hidrocarbonetos. Dessa maneira, foi
obtido o seguinte gráfico de valores teóricos:

Com base no gráfico, um hidrocarboneto que libera 10.700 kcal/kg em sua


combustão completa pode ser representado pela fórmula;

Dados: Massas molares (g/mol), C=12,0; H=1,00.

a) CH4
b) C2H4
c) C4H10
d) C5H8
e) C6H6

GABARITAGEO.COM.BR 69
63. (Fuvest) Quando certos metais são colocados em contato com soluções
ácidas, pode haver formação de gás hidrogênio. Abaixo, segue uma tabela
elaborada por uma estudante de Química, contendo resultados de
experimentos que ela realizou em diferentes condições.

Reagentes Tempo
Solução de para
Experi-
HC ( aq) de liberar Observações
mento Metal
concentração 30 mL
0,2 mol/L de H2
1,0 g de
Liberação
1 200 mL Zn 30 s
de H2 e calor
(raspas)
Não
1,0 g de Sem
2 200 mL liberou
Cu (fio) alterações
H2
1,0 g de Liberação
3 200 mL 18 s
Zn (pó) de H2 e calor
1,0 g de Liberação
Zn de H2 e calor;
4 200 mL (raspas) + 8 s massa de Cu
1,0 g de não se
Cu (fio) alterou

Após realizar esses experimentos, a estudante fez três afirmações:

I. A velocidade da reação de Zn com ácido aumenta na presença de Cu.


II. O aumento na concentração inicial do ácido causa o aumento da velocidade
de liberação do gás H2.
III. Os resultados dos experimentos 1 e 3 mostram que, quanto maior o quociente
superfície de contato/massa total de amostra de Zn, maior a velocidade de
reação.

Com os dados contidos na tabela, a estudante somente poderia concluir o que


se afirma em;

a) I.
b) II.
c) I e II.
d) I e III.
e) II e III.

70 GABARITAGEO.COM.BR
64. (Fuvest) A uma determinada temperatura, as substâncias HI, H2 e I2 estão no
estado gasoso. A essa temperatura, o equilíbrio entre as três substâncias foi
estudado, em recipientes fechados, partindo-se de uma mistura equimolar de
H2 e I2 (experimento A) ou somente de HI (experimento B).

Pela análise dos dois gráficos, pode-se concluir que;

a) no experimento A, ocorre diminuição da pressão total no interior do


recipiente, até que o equilíbrio seja atingido.
b) no experimento B, as concentrações das substâncias (HI, H2 e I2) são iguais no
instante t1.
c) no experimento A, a velocidade de formação de HI aumenta com o tempo.
d) no experimento B, a quantidade de matéria (em mols) de HI aumenta até que
o equilíbrio seja atingido.
e) no experimento A, o valor da constante de equilíbrio (K1) é maior do que 1.

GABARITAGEO.COM.BR 71
65. (Fuvest) O monóxido de nitrogênio (NO) pode ser produzido diretamente a
partir de dois gases que são os principais constituintes do ar atmosférico, por
meio da reação representada por

N2 (g) + O2 (g) → 2NO(g) H = +180 kJ

O NO pode ser oxidado, formando o dióxido de nitrogênio ( NO2 ), um poluente


atmosférico produzido nos motores a explosão:

2NO(g) + O2 (g) → 2NO2 (g) H = −114 kJ

Tal poluente pode ser decomposto nos gases N2 e O2 :

2NO2 (g) → N2 (g) + 2O2 (g)

Essa última transformação;

a) libera quantidade de energia maior do que 114 kJ.


b) libera quantidade de energia menor do que 114 kJ.
c) absorve quantidade de energia maior do que 114 kJ.
d) absorve quantidade de energia menor do que 114 kJ.
e) ocorre sem que haja liberação ou absorção de energia.

66. (Fuvest) A isomerização catalítica de parafinas de cadeia não ramificada,


produzindo seus isômeros ramificados, é um processo importante na indústria
petroquímica. A uma determinada temperatura e pressão, na presença de um
catalisador, o equilíbrio

CH3 CH2CH2CH3 (g) (CH3 )2 CHCH3 (g)


n-butano isobutano

é atingido após certo tempo, sendo a constante de equilíbrio igual a 2,5. Nesse
processo, partindo exclusivamente de 70,0 g de n-butano, ao se atingir a
situação de equilíbrio, x gramas de n-butano terão sido convertidos em
isobutano. O valor de x é;

a) 10,0
b) 20,0
c) 25,0
d) 40,0
e) 50,0

72 GABARITAGEO.COM.BR
67. (Fuvest) Na década de 1780, o médico italiano Luigi Galvani realizou algumas
observações, utilizando rãs recentemente dissecadas. Em um dos experimentos,
Galvani tocou dois pontos da musculatura de uma rã com dois arcos de metais
diferentes, que estavam em contato entre si, observando uma contração dos
músculos, conforme mostra a figura:

Interpretando essa observação com os conhecimentos atuais, pode-se dizer que


as pernas da rã continham soluções diluídas de sais. Pode-se, também, fazer
uma analogia entre o fenômeno observado e o funcionamento de uma pilha.
Considerando essas informações, foram feitas as seguintes afirmações:

I. Devido à diferença de potencial entre os dois metais, que estão em contato


entre si e em contato com a solução salina da perna da rã, surge uma corrente
elétrica.
II. Nos metais, a corrente elétrica consiste em um fluxo de elétrons.
III. Nos músculos da rã, há um fluxo de íons associado ao movimento de
contração.

Está correto o que se afirma em;

a) I, apenas.
b) III, apenas.
c) I e II, apenas.
d) II e III, apenas.
e) I, II e III.

GABARITAGEO.COM.BR 73
68. (Fuvest) A seguinte notícia foi veiculada por ESTADAO.COM.BR/Internacional
na terça-feira, 5 de abril de 2011: TÓQUIO - A empresa Tepco informou, nesta
terça-feira, que, na água do mar, nas proximidades da usina nuclear de
Fukushima, foi detectado nível de iodo radioativo cinco milhões de vezes
superior ao limite legal, enquanto o césio-137 apresentou índice 1,1 milhão de
vezes maior. Uma amostra recolhida no início de segunda-feira, em uma área
marinha próxima ao reator 2 de Fukushima, revelou uma concentração de iodo-
131 de 200 mil becquerels por centímetro cúbico.

Se a mesma amostra fosse analisada, novamente, no dia 6 de maio de 2011, o


valor obtido para a concentração de iodo-131 seria, aproximadamente, em
Bq/cm3,

Note e adote: Meia-vida de um material radioativo é o intervalo de tempo em


que metade dos núcleos radioativos existentes em uma amostra desse material
decaem. A meia-vida do iodo-131 é de 8 dias.

a) 100 mil.
b) 50 mil.
c) 25 mil.
d) 12,5 mil.
e) 6,2 mil.

74 GABARITAGEO.COM.BR
69. (Fuvest) Água e etanol misturam-se completamente, em quaisquer
proporções. Observa-se que o volume final da mistura é menor do que a soma
dos volumes de etanol e de água empregados para prepará-la. O gráfico a seguir
mostra como a densidade varia em função da porcentagem de etanol (em
volume) empregado para preparar a mistura (densidades medidas a 20 ºC).

Se 50 mL de etanol forem misturados a 50 mL de água, a 20 ºC, o volume da


mistura resultante, a essa mesma temperatura, será de, aproximadamente,

a) 76 mL
b) 79 mL
c) 86 mL
d) 89 mL
e) 96 mL

GABARITAGEO.COM.BR 75
70. (Fuvest) Ao abastecer um automóvel com gasolina, é possível sentir o odor
do combustível a certa distância da bomba. Isso significa que, no ar, existem
moléculas dos componentes da gasolina, que são percebidas pelo olfato.
Mesmo havendo, no ar, moléculas de combustível e de oxigênio, não há
combustão nesse caso. Três explicações diferentes foram propostas para isso:

I. As moléculas dos componentes da gasolina e as do oxigênio estão em


equilíbrio químico e, por isso, não reagem.
II. À temperatura ambiente, as moléculas dos componentes da gasolina e as do
oxigênio não têm energia suficiente para iniciar a combustão.
III. As moléculas dos componentes da gasolina e as do oxigênio encontram-se
tão separadas que não há colisão entre elas.

Dentre as explicações, está correto apenas o que se propõe em;

a) I.
b) II.
c) III.
d) I e II.
e) II e III.

76 GABARITAGEO.COM.BR
71. (Fuvest) Em um funil de separação, encontram-se, em contato, volumes iguais
de duas soluções: uma solução aquosa de I2, de concentração 0,1 x 10-3 mol/L, e
uma solução de I2 em CCℓ4, de concentração 1,0 x 10-3 moI/L.

Considere que o valor da constante Kc do equilíbrio;

I2 ( aq) I2 ( CC 4 )

é igual a 100, à temperatura do experimento, para concentrações expressas em


moI/L.

Assim sendo, o que é correto afirmar a respeito do sistema descrito?

a) Se o sistema for agitado, o I2 será extraído do CCℓ4 pela água, até que a
concentração de I2 em CCℓ4 se iguale a zero.
b) Se o sistema for agitado, o I2 será extraído da água pelo CCℓ4, até que a
concentração de I2 em água se iguale a zero.
c) Mesmo se o sistema não for agitado, a concentração de I 2 no CCℓ4 tenderá a
aumentar e a de I2, na água, tenderá a diminuir, até que se atinja um estado
de equilíbrio.
d) Mesmo se o sistema não for agitado, a concentração de I2 na água tenderá a
aumentar e a de I2, no CCℓ4, tenderá a diminuir, até que se atinja um estado de
equilíbrio.
e) Quer o sistema seja agitado ou não, ele já se encontra em equilíbrio e não
haverá mudança nas concentrações de I2 nas duas fases.

GABARITAGEO.COM.BR 77
72. (Fuvest) As naves espaciais utilizam pilhas de combustível, alimentadas por
oxigênio e hidrogênio, as quais, além de fornecerem a energia necessária para a
operação das naves, produzem água, utilizada pelos tripulantes. Essas pilhas
usam, como eletrólito, o KOH(aq), de modo que todas as reações ocorrem em
meio alcalino. A troca de elétrons se dá na superfície de um material poroso. Um
esquema dessas pilhas, com o material poroso representado na cor cinza, é
apresentado a seguir.

Escrevendo as equações das semirreações que ocorrem nessas pilhas de


combustível, verifica-se que, nesse esquema, as setas com as letras a e b indicam,
respectivamente, o sentido de movimento dos;

a) íons OH- e dos elétrons.


b) elétrons e dos íons OH-.
c) íons K+ e dos elétrons.
d) elétrons e dos íons K+.
e) elétrons e dos íons H+.

78 GABARITAGEO.COM.BR
73. (Fuvest) Considere 4 frascos, cada um contendo diferentes substâncias, a
saber:

Frasco 1: 100 mL de H2O(ℓ)


Frasco 2: 100 mL de solução aquosa de ácido acético de concentração 0,5 mol/L
Frasco 3: 100 mL de solução aquosa de KOH de concentração 1,0 mol/L
Frasco 4: 100 mL de solução aquosa de HNO3 de concentração 1,2 mol/L

A cada um desses frascos, adicionaram-se, em experimentos distintos, 100 mL


de uma solução aquosa de HCℓ de concentração 1,0 moI/L. Medindo-se o pH do
líquido contido em cada frasco, antes e depois da adição de HCℓ (aq), pôde-se
observar aumento do valor do pH somente;

a) nas soluções dos frascos 1, 2 e 4.


b) nas soluções dos frascos 1 e 3.
c) nas soluções dos frascos 2 e 4.
d) na solução do frasco 3.
e) na solução do frasco 4.

74. (Fuvest) A seguinte declaração foi divulgada no jornal eletrônico FOLHA.com


– mundo em 29/05/2010: “A vontade do Irã de enriquecer urânio a 20% em seu
território nunca esteve sobre a mesa de negociações do acordo assinado por
Brasil e Turquia com Teerã, afirmou nesta sexta-feira o ministro das Relações
Exteriores brasileiro Celso Amorim”. Enriquecer urânio a 20%, como
mencionado nessa notícia, significa

NOTE E ADOTE

As porcentagens aproximadas dos isótopos 238U e 235U existentes em uma


amostra de urânio natural são, respectivamente, 99,3% e 0,7%.

a) aumentar, em 20%, as reservas conhecidas de urânio de um território.


b) aumentar, para 20%, a quantidade de átomos de urânio contidos em uma
amostra de minério.
c) aumentar, para 20%, a quantidade de 238U presente em uma amostra de
urânio.
d) aumentar, para 20%, a quantidade de 235U presente em uma amostra de
urânio.
e) diminuir, para 20%, a quantidade de 238U presente em uma amostra de urânio.

GABARITAGEO.COM.BR 79
75. (Fuvest) O isótopo 14 do carbono emite radiação  , sendo que 1 g de carbono
de um vegetal vivo apresenta cerca de 900 decaimentos  por hora - valor que
permanece constante, pois as plantas absorvem continuamente novos átomos
de 14C da atmosfera enquanto estão vivas. Uma ferramenta de madeira,
recolhida num sítio arqueológico, apresentava 225 decaimentos  por hora por
grama de carbono. Assim sendo, essa ferramenta deve datar, aproximadamente,
de

Dado: tempo de meia-vida do 14C = 5 700 anos

a) 19 100 a.C.
b) 17 100 a.C.
c) 9 400 a.C.
d) 7 400 a.C.
e) 3 700 a.C.

80 GABARITAGEO.COM.BR
QUÍMICA GERAL

76. (Fuvest) Considere estas três reações químicas realizadas por seres vivos:

I. Fotossíntese
luz
6 H2O + 6 CO2 ⎯⎯⎯
→ 6 O2 + C6H12O6

II. Quimiossíntese metanogênica


CO2 + 4 H2 → CH4 + 2 H2O

III. Respiração celular


6 O2 + C6H12O6 → 6 O2 + 6 CO2

A mudança no estado de oxidação do elemento carbono em cada reação e o


tipo de organismo em que a reação ocorre são:

I II III
oxidação;
redução; redução;
a) heterotrófico
autotrófico. autotrófico.
e autotrófico.
oxidação; oxidação; oxidação;
b)
autotrófico. heterotrófico. autotrófico.
redução; redução;
redução;
c) heterotrófico heterotrófico
autotrófico.
e autotrófico. e autotrófico.
oxidação;
redução; oxidação;
d) autotrófico e
autotrófico autotrófico.
heterotrófico.
oxidação; oxidação; redução;
e)
heterotrófico. autotrófico. heterotrófico.

GABARITAGEO.COM.BR 81
77. (Fuvest) A grafite de um lápis tem quinze centímetros de comprimento e dois
milímetros de espessura. Dentre os valores abaixo, o que mais se aproxima do
número de átomos presentes nessa grafite é;

Nota:

1) Assuma que a grafite é um cilindro circular reto, feito de grafita pura. A


espessura da grafite é o diâmetro da base do cilindro.

2) Adote os valores aproximados de:

1. 2,2 g / cm3 para a densidade da grafita;


2. 12g / mol para a massa molar do carbono;
3. 6,0  1023 mol−1 para a constante de Avogadro

a) 5  1023
b) 1 1023
c) 5  1022
d) 1 1022
e) 5  1021

82 GABARITAGEO.COM.BR
78. (Fuvest) A destilação é um processo utilizado para separar compostos
presentes em uma mistura com base nas suas propriedades físicas como, por
exemplo, a diferença de temperatura de ebulição, a uma dada pressão, entre os
componentes da mistura.
Recentemente esse termo passou a figurar em estudos de poluição ambiental,
nos quais o termo “destilação global” é utilizado para explicar a presença de
compostos voláteis, como os pesticidas organoclorados, em águas e gelos de
regiões polares, ainda que estes compostos nunca tenham sido produzidos ou
utilizados nessas regiões. Com base no princípio da técnica da destilação, como
pode ser explicada a presença desses pesticidas na Antártica e no Ártico?

a) Eles são destilados nas águas aquecidas dos oceanos e levados pelas correntes
marinhas para as regiões polares, onde se precipitam devido às águas frias
dessas regiões.
b) Eles evaporam nas regiões mais quentes e são levados pelas correntes
atmosféricas para regiões mais frias como os polos, onde se condensam e
voltam para a superfície.
c) Após destilados, eles se tornam resistentes à degradação, de forma que
alcançam todo o planeta, pela ação de correntes marinhas, inclusive as regiões
polares.
d) Os pesticidas organoclorados destilados, por conta da eletronegatividade dos
átomos de cloro, têm afinidade com o gelo, o que faz com que eles se
acumulem na Antártica ou no Ártico.
e) Por serem hidrofílicos, eles são condensados juntamente com a água nas
regiões quentes do planeta e se precipitam nos polos juntamente com o gelo.

GABARITAGEO.COM.BR 83
79. (Fuvest)

O meme acima brinca com conceitos de química em um jogo popular, cujo


objetivo é que os jogadores descubram o impostor entre os tripulantes de naves
e estações espaciais. Nele um dos elementos é considerado o impostor por sua
característica química diferente.

Nesse contexto, é correto afirmar que o impostor seria o elemento:

a) H, por ser um elemento com grande tendência a fazer ligação covalente em


uma família com tendência a fazer ligação iônica.
b) Na, por ser o único que pode ser obtido em sua forma metálica, ao contrário
dos demais membros da família, que formam apenas óxidos.
c) K, por ter raio atômico atipicamente grande, sendo maior do que os
elementos abaixo dele na tabela periódica.
d) Cs, por pertencer à família 2 da tabela periódica, enquanto os demais
pertencem à 1, formando cátions +2.
e) Fr, por reagir violentamente com a água, devido ao seu pequeno raio atômico,
liberando muito calor, diferentemente dos demais elementos da família.

84 GABARITAGEO.COM.BR
TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO:
Psicanálise do açúcar

O açúcar cristal, ou açúcar de usina,


mostra a mais instável das brancuras:
quem do Recife sabe direito o quanto,
e o pouco desse quanto, que ela dura.
Sabe o mínimo do pouco que o cristal
se estabiliza cristal sobre o açúcar,
por cima do fundo antiga, de mascavo,
do mascavo barrento que se incuba;
e sabe que tudo pode romper o mínimo
em que o cristal é capaz de censura:
pois o tal fundo mascavo logo aflora
quer inverno ou verão mele o açúcar.

Só os banguês* que-ainda purgam ainda


o açúcar bruto com barro, de mistura;
a usina já não o purga: da infância,
não de depois de adulto, ela o educa;
em enfermarias, com vácuos e turbinas,
em mãos de metal de gente indústria,
a usina o leva a sublimar em cristal
o pardo do xarope: não o purga, cura.
Mas como a cana se cria ainda hoje,
em mãos de barro de gente agricultura,
o barrento da pré-infância logo aflora
quer inverno ou verão mele o açúcar.

João Cabral de Meio Neto, A Educação pela Pedra.

*banguê: engenho de açúcar primitivo movido a força animal.

GABARITAGEO.COM.BR 85
80. (Fuvest) Observe o diagrama que mostra, de forma simplificada, o processo
de fabricação do açúcar.

Considerando essas informações e seu conhecimento sobre separação de


misturas e transformações químicas e físicas, no trecho grifado no poema, o
termo sublimar é usado:

a) corretamente para mostrar como do líquido (xarope) é extraído o cristal de


açúcar através do processo de evaporação do sólido e secagem.
b) em um sentido amplo do processo, já que não corresponde ao que ocorre
com o cristal de açúcar, e sim com o melaço, que se separa do xarope.
c) metaforicamente, já que ocorre a precipitação do açúcar com o cozimento
do xarope, que é separado por centrifugação.
d) incorretamente, já que a obtenção do açúcar a partir do xarope é uma reação
química direta que não necessita de processo de separação.
e) em seu sentido literal, já que o açúcar está na fase sólida, no xarope, e passa à
fase vapor com o cozimento, formando então cristais de açúcar puro.

86 GABARITAGEO.COM.BR
81. (Fuvest) Quando o nosso corpo é lesionado por uma pancada, logo se cria um
hematoma que, ao longo do tempo, muda de cor. Inicialmente, o hematoma
torna-se avermelhado pelo acúmulo de hemoglobina. Em seguida, surge uma
coloração azulada, decorrente da perda do O2 ligado ao Fe do grupo heme. Essa
coloração torna-se, então, esverdeada (biliverdina) e, após isso, surge um tom
amarelado na pele (bilirrubina). Essa sequência de cores ocorre pela
transformação do grupo heme da hemoglobina, como representado a seguir:

GABARITAGEO.COM.BR 87
Com base nas informações e nas representações, é correto afirmar:

a) A conversão da biliverdina em bilirrubina ocorre por meio de uma redução.


b) A biliverdina, assim como a hemoglobina, é capaz de transportar O2 para as
células do corpo, pois há oxigênio ligado na molécula.
c) As três estruturas apresentadas contêm o grupo funcional amida.
d) A degradação do grupo heme para a formação da biliverdina produz duas
cetonas.
e) O grupo heme, a biliverdina e a bilirrubina são isômeros.

82. (Fuvest) Em supermercados, é comum encontrar alimentos chamados de


liofilizados, como frutas, legumes e carnes. Alimentos liofilizados continuam
próprios para consumo após muito tempo, mesmo sem refrigeração. O termo
“liofilizado”, nesses alimentos, refere-se ao processo de congelamento e posterior
desidratação por sublimação da água. Para que a sublimação da água ocorra, é
necessária uma combinação de condições, como mostra o gráfico de pressão
por temperatura, em que as linhas representam transições de fases.

Apesar de ser um processo que requer, industrialmente, uso de certa tecnologia,


existem evidências de que os povos pré-colombianos que viviam nas regiões
mais altas dos Andes conseguiam liofilizar alimentos, possibilitando estocá-los
por mais tempo.

88 GABARITAGEO.COM.BR
Assinale a alternativa que explica como ocorria o processo de liofilização natural:

a) A sublimação da água ocorria devido às baixas temperaturas e à alta pressão


atmosférica nas montanhas.
b) Os alimentos, após congelados naturalmente nos períodos frios, eram levados
para a parte mais baixa das montanhas, onde a pressão atmosférica era menor,
o que possibilitava a sublimação.
c) Os alimentos eram expostos ao sol para aumentar a temperatura, e a baixa
pressão atmosférica local favorecia a solidificação.
d) As temperaturas eram baixas o suficiente nos períodos frios para congelar os
alimentos, e a baixa pressão atmosférica nas altas montanhas possibilitava a
sublimação.
e) Os alimentos, após congelados naturalmente, eram prensados para aumentar
a pressão, de forma que a sublimação ocorresse.

83. (Fuvest)

Pesquisadores (...) conseguiram controlar reações químicas de 1um modo


inovador. Usaram feixes de laser para promover um 2esbarrão entre dois átomos
e uni-los, criando uma molécula. Utilizando pinças ópticas (feixes de laser
altamente focados capazes de aprisionar objetos microscópicos), os
pesquisadores empurraram um átomo do elemento químico césio (Cs) contra
um átomo de sódio (Na) até que colidissem. 3Um terceiro laser foi lançado sobre
ambos, fornecendo energia extra para criar a molécula NaCs. Na natureza, as
4
moléculas formam-se a partir da interação de átomos por acaso. 5Por suas
características químicas, césio e sódio jamais originariam uma molécula
espontaneamente. (...)

GABARITAGEO.COM.BR 89
Molécula criada em laboratório. Disponível em http://revistapesquisa.fapesp.br/.
Adaptado.

Com base nas informações do texto e em seus conhecimentos, é correto afirmar


que;

a) o Cs é um elemento químico radioativo e, devido a essa característica


química, a molécula de NaCs não se formaria sem esse modo inovador (ref. 1),
que estabiliza o decaimento.
b) o raio atômico do Na é maior que o do Cs, portanto, a sua energia de ionização
também é maior. O esbarrão (ref. 2) entre os átomos retira um elétron do Na,
permitindo a ligação.
c) o terceiro laser (ref. 3) usado no experimento serviu para retirar um nêutron do
Cs, tornando-o um cátion e possibilitando a reação com o Na.
d) na natureza, com esses elementos se esbarrando por acaso (ref. 4), a tendência
seria formar CsNa, e não NaCs, justificando o caráter inovador do experimento.
e) o Cs e o Na não formariam uma molécula espontaneamente (ref. 5), uma vez
que ambos têm grande tendência a formarem cátions e ligações iônicas.

90 GABARITAGEO.COM.BR
84. (Fuvest) Em um experimento, determinadas massas de ácido maleico e
acetona foram misturadas a 0 C, preparando-se duas misturas idênticas. Uma
delas (X) foi resfriada a −78 C, enquanto a outra (M) foi mantida a 0 C. A seguir,
ambas as misturas (M e X) foram filtradas, resultando nas misturas N e Y.
Finalmente, um dos componentes de cada mistura foi totalmente retirado por
destilação. Os recipientes (marcados pelas letras O e Z) representam o que
restou de cada mistura após a destilação. Nas figuras, as moléculas de cada
componente estão representadas por retângulos ou triângulos.

Tanto no recipiente M como no recipiente X, estão representadas soluções


_____I_____ de _____II_____, cuja solubilidade _____III_____ com a diminuição
da temperatura. A uma determinada temperatura, as concentrações em M e N
e em X e Y são ___IV___. Em diferentes instantes, as moléculas representadas
por um retângulo pertencem a um composto que pode estar _____V_____ ou
no estado _____VI_____.

As lacunas que correspondem aos números de I a VI devem ser corretamente


preenchidas por:

GABARITAGEO.COM.BR 91
Note e adote:

Ponto de fusão Ponto de


Composto
(C) ebulição (C)
Ácido
138 202
maleico
Acetona −95 56
Considere que não houve perda do solvente
durante a filtração.

a) I - saturadas; II - acetona; III - aumenta; IV - diferentes; V - sólido; VI - líquido.


b) I - homogêneas; II - ácido maleico; III - diminui; IV - iguais; V - dissolvido; VI -
líquido.
c) I - saturadas; II - ácido maleico; III - diminui; IV - iguais; V - dissolvido; VI - sólido.
d) I - heterogêneas; II - acetona; III - aumenta; IV - diferentes; V - sólido; VI - sólido.
e) I - saturadas; II - ácido maleico; III - diminui; IV - iguais; V - sólido; VI - líquido.

85. (Fuvest) O cinamaldeído é um dos principais compostos que dão o sabor e o


aroma da canela. Quando exposto ao ar, oxida conforme a equação balanceada:

Uma amostra de 19,80 g desse composto puro foi exposta ao ar por 74 dias e
depois pesada novamente, sendo que a massa final aumentou em 1,20 g. A
porcentagem desse composto que foi oxidada no período foi de

Note e adote:

- Massas molares (g mol) : Cinamaldeído = 132; O2 = 32


- Considere que não houve perda de cinamaldeído ou do produto de oxidação
por evaporação.

a) 10%
b) 25%
c) 50%
d) 75%
e) 90%

92 GABARITAGEO.COM.BR
86. (Fuvest) Um grão de milho de pipoca, visto a olho nu, apresenta duas regiões
distintas, representadas por A e B na figura. Em A, ocorre o tecido acumulador
de amido, usado, pela planta, para nutrir o embrião. Em B, os tecidos vegetais
possuem maior teor de água. Ao ser aquecida, parte da água transforma-se em
vapor, aumentando a pressão interna do grão. Quando a temperatura atinge
177 C, a pressão se torna suficiente para romper o grão, que vira uma pipoca.

Um estudo feito por um grupo de pesquisadores determinou que o interior do


grão tem 4,5 mg de água da qual, no momento imediatamente anterior ao seu
rompimento, apenas 9% está na fase vapor, atuando como um gás ideal e
ocupando 0,1mL. Dessa forma, foi possível calcular a pressão Pfinal no momento
imediatamente anterior ao rompimento do grão.

A associação correta entre região do milho e Pfinal é dada por:

Note e adote:

- Constante universal dos gases: R = 0,082 L  atm (K  mol);


- K = C + 273;
- Massas molares (g mol) : H = 1; O = 16.

a) A = endosperma e Pfinal = 8,3 atm.


b) B = endosperma e Pfinal = 5,9 atm.
c) A = xilema e Pfinal = 22,1atm.
d) B = xilema e Pfinal = 5,9 atm.
e) B = endosperma e Pfinal = 92,0 atm.

GABARITAGEO.COM.BR 93
87. (Fuvest) Uma postagem de humor na internet trazia como título “Provas de
que gatos são líquidos” e usava, como essas provas, fotos reais de gatos, como as
reproduzidas aqui.

O efeito de humor causado na associação do título com as fotos baseia-se no


fato de que líquidos;

Note e adote:

Considere temperatura e pressão ambientes.

a) metálicos, em repouso, formam uma superfície refletora de luz, como os pelos


dos gatos.
b) têm volume constante e forma variável, propriedade que os gatos aparentam
ter.
c) moleculares são muito viscosos, como aparentam ser os gatos em repouso.
d) são muito compressíveis, mantendo forma mas ajustando o volume ao do
recipiente, como os gatos aparentam ser.
e) moleculares são voláteis, necessitando estocagem em recipientes fechados,
como os gatos aparentam ser.

94 GABARITAGEO.COM.BR
88. (Fuvest) Considere as figuras pelas quais são representados diferentes
sistemas contendo determinadas substâncias químicas. Nas figuras, cada círculo
representa um átomo, e círculos de tamanhos diferentes representam
elementos químicos diferentes.

A respeito dessas representações, é correto afirmar que os sistemas:

a) 3, 4 e 5 representam misturas.
b) 1, 2 e 5 representam substâncias puras.
c) 2 e 5 representam, respectivamente, uma substância molecular e uma mistura
de gases nobres.
d) 6 e 4 representam, respectivamente, uma substância molecular gasosa e uma
substância simples.
e) 1 e 5 representam substâncias simples puras.

GABARITAGEO.COM.BR 95
89. (Fuvest) A mandioca, uma das principais fontes de carboidratos da
alimentação brasileira, possui algumas variedades conhecidas popularmente
como “mandioca brava”, devido a sua toxicidade. Essa toxicidade se deve à
grande quantidade de cianeto de hidrogênio (HCN) liberado quando o tecido
vegetal é rompido.

Após cada etapa do processamento para a produção de farinha de mandioca


seca, representado pelo esquema a seguir, quantificou-se o total de HCN nas
amostras, conforme mostrado no gráfico que acompanha o esquema.

96 GABARITAGEO.COM.BR
O que ocorre com o HCN nas Etapas 2 e 3?

Etapa 2 Etapa 3
a) HCN é insolúvel em HCN é volatilizado
água, formando um durante a torração,
precipitado. sendo liberado no ar.
b) HCN é insolúvel em HCN permanece na
água, formando uma massa torrada, não
única fase na sendo afetado pela
manipueira. temperatura.
c) HCN permanece na
HCN é solúvel em água,
massa torrada, não
sendo levado na
sendo afetado pela
manipueira.
temperatura.
d) HCN é solúvel em água, HCN é volatilizado
sendo levado na durante a torração,
manipueira. sendo liberado no ar.
e) A 160 C, a ligação C  N
HCN é insolúvel em
é quebrada,
água, formando um
degradando as
precipitado.
moléculas de HCN.

GABARITAGEO.COM.BR 97
90. (Fuvest) Uma determinada quantidade de metano (CH4 ) é colocada para
reagir com cloro (C 2 ) em excesso, a 400 C, gerando HC (g) e os compostos
organoclorados H3CC , H2CC 2, HCC 3, CC 4, cujas propriedades são mostradas na
tabela. A mistura obtida ao final das reações químicas é então resfriada a 25 C,
e o líquido, formado por uma única fase e sem HC , é coletado.

Ponto de Solubilidade Densidade do


Ponto de
Composto ebulição em água a líquido a
fusão (C)
(C) 25 C (g L) 25 C (g mL)
H3CC −97,4 −23,8 5,3 -
H2CC 2 −96,7 39,6 17,5 1,327
HCC 3 −63,5 61,2 8,1 1,489
CC 4 −22,9 76,7 0,8 1,587

A melhor técnica de separação dos organoclorados presentes na fase líquida e


o primeiro composto a ser separado por essa técnica são:

a) decantação; H3CC .
b) destilação fracionada; CC 4.
c) cristalização; HCC 3.
d) destilação fracionada; H2CC 2.
e) decantação; CC 4.

91. (Fuvest) Em uma aula experimental, dois grupos de alunos (G1 e G2 )


utilizaram dois procedimentos diferentes para estudar a velocidade da reação
de carbonato de cálcio com excesso de ácido clorídrico. As condições de
temperatura e pressão eram as mesmas nos dois procedimentos e, em cada um
deles, os estudantes empregaram a mesma massa inicial de carbonato de cálcio
e o mesmo volume de solução de ácido clorídrico de mesma concentração.

O grupo G1 acompanhou a transformação ao longo do tempo, realizada em um


sistema aberto, determinando a variação de massa desse sistema (Figura 1 e
Tabela).

O grupo G2 acompanhou essa reação ao longo do tempo, porém determinando


o volume de dióxido de carbono recolhido (Figura 2).

98 GABARITAGEO.COM.BR
Tabela: dados obtidos pelo grupo G1.
Tempo
decorrido 0 60 180 240
(segundos)
Massa do
110,00 109,38 109,12 108,90
sistema* (g)
*Sistema: formado pelo carbonato, solução ácido
e recipiente.

Comparando os dois experimentos, os volumes aproximados de CO2 , em litros,


recolhidos pelo grupo G2 após 60, 180 e 240 segundos devem ter sido,
respectivamente

Note e adote:

- massa molar do CO2 : 44 g mol;


- massa molar do CO2 : 24 L mol;
- desconsidere a solubilidade do CO2 em água.,

a) 0,14; 0,20 e 0,25


b) 0,14; 0,34 e 0,60
c) 0,34; 0,48 e 0,60
d) 0,34; 0,48 e 0,88
e) 0,62; 0,88 e 1,10

GABARITAGEO.COM.BR 99
92. (Fuvest) Nas mesmas condições de pressão e temperatura, 50 L de gás
propano (C3H8 ) e 250 L de ar foram colocados em um reator, ao qual foi fornecida
energia apenas suficiente para iniciar a reação de combustão. Após algum
tempo, não mais se observou a liberação de calor, o que indicou que a reação
havia-se encerrado.

Com base nessas observações experimentais, três afirmações foram feitas:

I. Se tivesse ocorrido apenas combustão incompleta, restaria propano no reator.


II. Para que todo o propano reagisse, considerando a combustão completa,
seriam necessários, no mínimo, 750 L de ar.
III. É provável que, nessa combustão, tenha se formado fuligem.

Está correto apenas o que se afirma em:

Note e adote:

- Composição aproximada do ar em volume: 80% de N2 e 20% de O2.

a) I.
b) III.
c) I e II.
d) I e III.
e) II e III.

100 GABARITAGEO.COM.BR
93. (Fuvest) Um dirigível experimental usa hélio como fluido ascensional e
octano (C8H18 ) como combustível em seu motor, para propulsão. Suponha que,
no motor, ocorra a combustão completa do octano:

25
C8H18(g) + O2(g) → 8 CO2(g) + 9 H2O(g)
2

Para compensar a perda de massa do dirigível à medida que o combustível é


queimado, parte da água contida nos gases de exaustão do motor é condensada
e armazenada como lastro. O restante do vapor de água e o gás carbônico são
liberados para a atmosfera.

Qual é a porcentagem aproximada da massa de vapor de água formado que


deve ser retida para que a massa de combustível queimado seja compensada?

Note e adote:

- Massa molar (g/ mol) : H2O = 18; O2 = 32; CO2 = 44; C8H18 = 114.

a) 11%
b) 16%
c) 39%
d) 50%
e) 70%

GABARITAGEO.COM.BR 101
94. (Fuvest) Sabe-se que os metais ferro (Fe0 ), magnésio (Mg0 ) e estanho (Sn0 )
reagem com soluções de ácidos minerais, liberando gás hidrogênio e formando
íons divalentes em solução.
Foram feitos três experimentos em que três amostras metálicas de mesma
massa reagiram, separada e completamente, com uma solução aquosa de ácido
clorídrico (HC (aq) ) de concentração 0,1mol/ L.

Os resultados obtidos foram:

Volume da solução
Massa da de
Composição da HC
Experimento amostra (aq) (0,1mol/ L)
amostra metálica
metálica (g) gasto na reação
completa
1 5,6 Fe0 puro V1
Fe0 contendo Mg0
2 5,6 V2
como impureza
Fe0 contendo Sn0
3 5,6 V3
como impureza

Colocando-se os valores de V1, V2 e V3 em ordem decrescente, obtém-se:

Note e adote:

Massa molar (g/ mol) : Mg ....... 24


Fe ....... 56
Sn ..... 119
a) V2  V3  V1
b) V3  V1  V2
c) V1  V3  V2
d) V2  V1  V3
e) V1  V2  V3

102 GABARITAGEO.COM.BR
95. (Fuvest) O fleróvio (F ) é um elemento químico artificial, de número atômico
Na tabela periódica, está situado imediatamente abaixo do elemento de
114.
número atômico 82, que é o chumbo (Pb), como é mostrado na figura a seguir:

Até o momento, só foi possível sintetizar poucos átomos de fleróvio na forma dos
isótopos 288 e 289, pela fusão dos elementos plutônio e cálcio em um acelerador
de partículas. Para o fleróvio − 289, o processo de síntese pode ser representado
pela equação nuclear a seguir:

244 48 289
94 Pu + 20 Ca → 114 F + 3n

Considere as seguintes afirmações:

I. A aparência macroscópica do fleróvio é desconhecida, mas, provavelmente,


será a de um sólido metálico.
II. Na formação do fleróvio − 288, por processo análogo ao da síntese do fleróvio − 289,
são liberados 3 prótons.
III. No grupo da tabela periódica ao qual pertence o fleróvio, há elementos que
formam óxidos covalentes.

É correto o que se afirma apenas em;

a) I.
b) II.
c) III.
d) I e III.
e) II e III.

GABARITAGEO.COM.BR 103
96. (Fuvest) Para que um planeta abrigue vida nas formas que conhecemos, ele
deve apresentar gravidade adequada, campo magnético e água no estado
líquido. Além dos elementos químicos presentes na água, outros também são
necessários. A detecção de certas substâncias em um planeta pode indicar a
presença dos elementos químicos necessários à vida. Observações astronômicas
de cinco planetas de fora do sistema solar indicaram, neles, a presença de
diferentes substâncias, conforme o quadro a seguir:

Planeta Substâncias observadas


tetracloreto de carbono, sulfeto de carbono e
I
nitrogênio
II dióxido de nitrogênio, argônio e hélio
metano, dióxido de carbono e dióxido de
III
nitrogênio
argônio, dióxido de enxofre e monóxido de
IV
dicloro
monóxido de dinitrogênio, monóxido de
V
dicloro e nitrogênio

Considerando as substâncias detectadas nesses cinco planetas, aquele em que


há quatro elementos químicos necessários para que possa se desenvolver vida
semelhante à da Terra é;

a) I.
b) II.
c) III.
d) IV.
e) V.

104 GABARITAGEO.COM.BR
97. (Fuvest) Considere as figuras a seguir, em que cada esfera representa um
átomo.

As figuras mais adequadas para representar, respectivamente, uma mistura de


compostos moleculares e uma amostra da substância nitrogênio são:

a) III e II.
b) IV e III.
c) IV e I.
d) V e II.
e) V e I.

GABARITAGEO.COM.BR 105
98. (Fuvest) Uma estudante de Química realizou o seguinte experimento: pesou
um tubo de ensaio vazio, colocou nele um pouco de NaHCO3 (s) e pesou
novamente. Em seguida, adicionou ao tubo de ensaio excesso de solução
aquosa de HC , o que provocou a reação química representada por

NaHCO3 (s) + HC (aq) → NaC (aq) + CO2(g) + H2O( )

Após a reação ter-se completado, a estudante aqueceu o sistema


cuidadosamente, até que restasse apenas um sólido seco no tubo de ensaio.
Deixou o sistema resfriar até a temperatura ambiente e o pesou novamente. A
estudante anotou os resultados desse experimento em seu caderno, juntamente
com dados obtidos consultando um manual de Química:

A estudante desejava determinar a massa de


I. HC que não reagiu;
II. NaC que se formou;
III. CO2 que se formou.

Considerando as anotações feitas pela estudante, é possível determinar a massa


de:

a) I, apenas.
b) II, apenas.
c) I e III, apenas.
d) II e III, apenas.
e) I, II e III.

106 GABARITAGEO.COM.BR
99. (Fuvest) Amônia e gás carbônico podem reagir formando ureia e água. O
gráfico abaixo mostra as massas de ureia e de água que são produzidas em
função da massa de amônia, considerando as reações completas.

A partir dos dados do gráfico e dispondo-se de 270 g de amônia, a massa


aproximada, em gramas, de gás carbônico minimamente necessária para
reação completa com essa quantidade de amônia é

a) 120
b) 270
c) 350
d) 630
e) 700

GABARITAGEO.COM.BR 107
100. (Fuvest) Quando começaram a ser produzidos em larga escala, em meados
do século XX, objetos de plástico eram considerados substitutos de qualidade
inferior para objetos feitos de outros materiais. Com o tempo, essa concepção
mudou bastante. Por exemplo, canecas eram feitas de folha de flandres, uma
liga metálica, mas, hoje, também são feitas de louça ou de plástico. Esses
materiais podem apresentar vantagens e desvantagens para sua utilização em
canecas, como as listadas a seguir:

I. ter boa resistência a impactos, mas não poder ser levado diretamente ao fogo;
II. poder ser levado diretamente ao fogo, mas estar sujeito a corrosão;
III. apresentar pouca reatividade química, mas ter pouca resistência a impactos.

Os materiais utilizados na confecção de canecas os quais apresentam as


propriedades I, II e III são, respectivamente,

a) metal, plástico, louça.


b) metal, louça, plástico.
c) louça, metal, plástico.
d) plástico, louça, metal.
e) plástico, metal, louça.

108 GABARITAGEO.COM.BR
101. (Fuvest) Uma embalagem de sopa instantânea apresenta, entre outras, as
seguintes informações: “Ingredientes: tomate, sal, amido, óleo vegetal,
emulsificante, conservante, flavorizante, corante, antioxidante”. Ao se misturar o
conteúdo da embalagem com água quente, poderia ocorrer a separação dos
componentes X e Y da mistura, formando duas fases, caso o ingrediente Z não
estivesse presente.

Assinale a alternativa em que X, Y e Z estão corretamente identificados

X Y Z
a) água amido antioxidante
b) óleo
sal antioxidante
vegetal
c) óleo
água antioxidante
vegetal
d) óleo
água emulsificante
vegetal
e) sal água emulsificante

102. (Fuvest) A tabela abaixo apresenta informações sobre cinco gases contidos
em recipientes separados e selados.

Recipien Temperatura Pressão


Gás Volume (l)
te (K) (atm)
1 O3 273 1 22,4
2 Ne 273 2 22,4
3 He 273 4 22,4
4 N2 273 1 22,4
5 Ar 273 1 22,4

Qual recipiente contém a mesma quantidade de átomos que um recipiente


selado de 22,4 L, contendo H2, mantido a 2 atm e 273 K?

a) 1
b) 2
c) 3
d) 4
e) 5

GABARITAGEO.COM.BR 109
103. (Fuvest) Em um laboratório químico, um estudante encontrou quatro
frascos (1, 2, 3 e 4) contendo soluções aquosas incolores de sacarose, KC , HC e
NaOH, não necessariamente nessa ordem. Para identificar essas soluções, fez
alguns experimentos simples, cujos resultados são apresentados na tabela a
seguir:

Cor da solução
Reação
após a Condutibilidade
Frasco com
adição de elétrica
Mg(OH)2
fenolftaleína
1 incolor conduz não
2 rosa conduz não
3 incolor conduz sim
4 incolor não conduz não

Dado: Soluções aquosas contendo o indicador fenolftaleína são incolores em pH


menor do que 8,5 e têm coloração rosa em pH igual a ou maior do que 8,5.

As soluções aquosas contidas nos frascos 1, 2, 3 e 4 são, respectivamente, de:

a) HC , NaOH, KC e sacarose.
b) KC , NaOH, HC e sacarose.
c) HC , sacarose, NaOH e KC .
d) KC , sacarose, HC e NaOH.
e) NaOH, HC , sacarose e KC .

110 GABARITAGEO.COM.BR
104. (Fuvest) Observe a posição do elemento químico ródio (Rh) na tabela
periódica.

Assinale a alternativa correta a respeito do ródio.

a) Possui massa atômica menor que a do cobalto (Co).


b) Apresenta reatividade semelhante à do estrôncio (Sr), característica do 5º
período.
c) É um elemento não metálico.
d) É uma substância gasosa à temperatura ambiente.
e) É uma substância boa condutora de eletricidade.

105. (Fuvest) O rótulo de uma lata de desodorante em aerosol apresenta, entre


outras, as seguintes informações: “Propelente: gás butano. Mantenha longe do
fogo”. A principal razão dessa advertência é:

a) O aumento da temperatura faz aumentar a pressão do gás no interior da lata,


o que pode causar uma explosão.
b) A lata é feita de alumínio, que, pelo aquecimento, pode reagir com o oxigênio
do ar.
c) O aquecimento provoca o aumento do volume da lata, com a consequente
condensação do gás em seu interior.
d) O aumento da temperatura provoca a polimerização do gás butano,
inutilizando o produto.
e) A lata pode se derreter e reagir com as substâncias contidas em seu interior,
inutilizando o produto.

GABARITAGEO.COM.BR 111
106. (Fuvest) A aparelhagem esquematizada na figura abaixo pode ser utilizada
para identificar gases ou vapores produzidos em transformações químicas. No
frasco 1, cristais azuis de CoC 2 anidro adquirem coloração rosa em contato com
vapor d’água. No frasco 2, a solução aquosa saturada de Ca(OH)2 turva-se em
contato com CO2 (g).

Utilizando essa aparelhagem em três experimentos distintos, um estudante de


Química investigou os produtos obtidos em três diferentes processos:

I. aquecimento de CaCO3 puro;


II. combustão de uma vela;
III. reação de raspas de Mg (s) com HC (aq).

O aparecimento de coloração rosa nos cristais de CoC 2 anidro e a turvação da


solução aquosa de Ca(OH)2 foram observados, simultaneamente, em:

a) I, apenas.
b) II, apenas.
c) III, apenas.
d) I e III, apenas.
e) I, II e III.

112 GABARITAGEO.COM.BR
107. (Fuvest) Uma moeda antiga de cobre estava recoberta com uma camada
de óxido de cobre (II). Para restaurar seu brilho original, a moeda foi aquecida ao
mesmo tempo em que se passou sobre ela gás hidrogênio. Nesse processo,
formou-se vapor de água e ocorreu a redução completa do cátion metálico.
As massas da moeda, antes e depois do processo descrito, eram,
respectivamente, 0,795 g e 0,779 g. Assim sendo, a porcentagem em massa do
óxido de cobre (II) presente na moeda, antes do processo de restauração, era

Dados: Massas molares (g/mol), H=1,00; O=16,0; Cu=63,5.

a) 2%
b) 4%
c) 8%
d) 10%
e) 16%

108. (Fuvest) Um aluno estava analisando a Tabela Periódica e encontrou vários


conjuntos de três elementos químicos que apresentavam propriedades
semelhantes.

Assinale a alternativa na qual os conjuntos de três elementos ou substâncias


elementares estão corretamente associados às propriedades indicadas no
quadro abaixo.

Números Reatividades Mesmo estado


atômicos semelhantes físico à
consecutivos temperatura
ambiente
a) Pt, Au, Hg H2, He, Li C 2, Br2, I2
b) C , Br,I O2, F2, Ne Ne, Ar, Kr
c) Li, Na, K O2, F2, Ne Pt, Au, Hg
d) Ne, Ar, Kr Mg, Ca, Sr C 2, Br2, I2
e) Pt, Au, Hg Li, Na, K Ne, Ar, Kr

GABARITAGEO.COM.BR 113
109. (Fuvest) Na obra O poço do Visconde, de Monteiro Lobato, há o seguinte
diálogo entre o Visconde de Sabugosa e a boneca Emília:

- Senhora Emília, explique-me o que é hidrocarboneto.


A atrapalhadeira não se atrapalhou e respondeu:
- São misturinhas de uma coisa chamada hidrogênio com outra coisa chamada
carbono. Os carocinhos de um se ligam aos carocinhos de outro.

Nesse trecho, a personagem Emília usa o vocabulário informal que a caracteriza.


Buscando-se uma terminologia mais adequada ao vocabulário utilizado em
Química, devem-se substituir as expressões “misturinhas”, “coisa” e “carocinhos”,
respectivamente, por:

a) compostos, elemento, átomos.


b) misturas, substância, moléculas.
c) substâncias compostas, molécula, íons.
d) misturas, substância, átomos.
e) compostos, íon, moléculas.

114 GABARITAGEO.COM.BR
110. (Fuvest) Volumes iguais de uma solução de I2 (em solvente orgânico
apropriado) foram colocados em cinco diferentes frascos. Em seguida, a cada
um dos frascos foi adicionada uma massa diferente de estanho (Sn), variando
entre 0,2 e 1,0 g. Em cada frasco, formou-se uma certa quantidade de SnI4, que
foi, então, purificado e pesado. No gráfico abaixo, são apresentados os resultados
desse experimento.

Com base nesses resultados experimentais, é possível afirmar que o valor da


massa molar do I2
relação é, aproximadamente,
massa molar do Sn

a) 1 : 8
b) 1 : 4
c) 1 : 2
d) 2 : 1
e) 4 : 1

GABARITAGEO.COM.BR 115
111. (Fuvest) Observa-se que uma solução aquosa saturada de HC libera uma
substância gasosa. Uma estudante de química procurou representar, por meio
de uma figura, os tipos de partículas que predominam nas fases aquosa e gasosa
desse sistema – sem representar as partículas de água. A figura com a
representação mais adequada seria:

a)

b)

c)

d)

e)

116 GABARITAGEO.COM.BR
112. (Fuvest) Para investigar o fenômeno de oxidação do ferro, fez-se o seguinte
experimento: No fundo de cada um de dois tubos de ensaio, foi colocada uma
amostra de fios de ferro, formando uma espécie de novelo. As duas amostras de
ferro tinham a mesma massa. O primeiro tubo foi invertido e mergulhado, até
certa altura, em um recipiente contendo água. Com o passar do tempo,
observou-se que a água subiu dentro do tubo, atingindo seu nível máximo após
vários dias. Nessa situação, mediu-se a diferença (x) entre os níveis da água no
tubo e no recipiente. Além disso, observou-se corrosão parcial dos fios de ferro.
O segundo tubo foi mergulhado em um recipiente contendo óleo em lugar de
água. Nesse caso, observou-se que não houve corrosão visível do ferro e o nível
do óleo, dentro e fora do tubo, permaneceu o mesmo.

Sobre tal experimento, considere as seguintes afirmações:

I. Com base na variação (x) de altura da coluna de água dentro do primeiro tubo
de ensaio, é possível estimar a porcentagem de oxigênio no ar.
II. Se o experimento for repetido com massa maior de fios de ferro, a diferença
entre o nível da água no primeiro tubo e no recipiente será maior que x.
III. O segundo tubo foi mergulhado no recipiente com óleo a fim de avaliar a
influência da água no processo de corrosão.

Está correto o que se afirma em:

a) I e II, apenas.
b) I e III, apenas.
c) II, apenas.
d) III, apenas.
e) I, II e III.

GABARITAGEO.COM.BR 117
113. (Fuvest) Para identificar quatro soluções aquosas, A, B, C e D, que podem ser
soluções de hidróxido de sódio, sulfato de potássio, ácido sulfúrico e cloreto de
bário, não necessariamente nessa ordem, foram efetuados três ensaios, descritos
a seguir, com as respectivas observações.

I. A adição de algumas gotas de fenolftaleína a amostras de cada solução fez


com que apenas a amostra de B se tornasse rosada.
II. A solução rosada, obtida no ensaio I, tornou-se incolor pela adição de amostra
de A.
III. Amostras de A e C produziram precipitados brancos quando misturadas, em
separado, com amostras de D.

Com base nessas observações e sabendo que sulfatos de metais alcalino-


terrosos são pouco solúveis em água, pode-se concluir que A, B, C e D são,
respectivamente, soluções aquosas de;

a) H2SO4, NaOH, BaCℓ2 e K2SO4.


b) BaCℓ2, NaOH, K2SO4 e H2SO4.
c) NaOH, H2SO4, K2SO4 e BaCℓ2.
d) K2SO4, H2SO4, BaCℓ2 e NaOH.
e) H2SO4, NaOH, K2SO4 e BaCℓ2.

118 GABARITAGEO.COM.BR
114. (Fuvest) Um laboratório químico descartou um frasco de éter, sem perceber
que, em seu interior, havia ainda um resíduo de 7,4 g de éter, parte no estado
líquido, parte no estado gasoso. Esse frasco, de 0,8 L de volume, fechado
hermeticamente, foi deixado sob o sol e, após um certo tempo, atingiu a
temperatura de equilíbrio T = 37 ºC, valor acima da temperatura de ebulição do
éter. Se todo o éter no estado líquido tivesse evaporado, a pressão dentro do
frasco seria

NOTE E ADOTE

No interior do frasco descartado havia apenas éter.


Massa molar do éter = 74 g
K = ºC + 273
R (constante universal dos gases) = 0,08 atm.L / (mol.K)

a) 0,37 atm.
b) 1,0 atm.
c) 2,5 atm.
d) 3,1 atm.
e) 5,9 atm.

GABARITAGEO.COM.BR 119
MEIO AMBIENTE

115. (Fuvest) Segundo relatório do Painel Intergovernamental de Mudanças


Climáticas (IPCC), inúmeras gigatoneladas de gases do efeito estufa de origem
antropogênica (oriundos de atividades humanas) vêm sendo lançadas na
atmosfera há séculos. A figura mostra as emissões em 2010 por setor econômico.

Com base na figura e em seus conhecimentos, aponte a afirmação correta.

a) Os setores econômicos de Construção e Produção de outras energias, juntos,


possuem menores emissões de gases do efeito estufa antropogênicos do que
o setor de Transporte, tendo como principal exemplo ocorrências no sudeste
asiático.
b) As maiores emissões de CH4 de origem antropogênica devem-se ao setor
econômico da Agricultura e outros usos da terra, em razão das queimadas,
principalmente no Brasil e em países africanos.
c) As maiores emissões de gases do efeito estufa de origem antropogênica
vinculadas à Produção de eletricidade e calor ocorrem nos países de baixo
IDH, pois estes não possuem políticas ambientais definidas.
d) Um quarto do conjunto de gases do efeito estufa de origem antropogênica
lançados na atmosfera é proveniente do setor econômico de Produção de
eletricidade e calor, em que predomina a emissão do CO2 , ocorrendo com
grande intensidade nos EUA e na China.
e) A Indústria possui parcela significativa na emissão de gases do efeito estufa
de origem antropogênica, na qual o N2O é o componente majoritário na
produção em refinarias de petróleo do Oriente Médio e da Rússia.

120 GABARITAGEO.COM.BR
116. (Fuvest) O gráfico abaixo retrata as emissões totais de gás carbônico, em
bilhões de toneladas, por ano, nos Estados Unidos da América (EUA) e na China,
no período de 1800 a 2000.

Analise as afirmações a seguir:

I. Nos EUA, o aumento da emissão de gás carbônico está vinculado ao


desenvolvimento econômico do país, iniciado com a Revolução Industrial. No
caso da China, tal aumento está associado à instalação maciça de empresas
estrangeiras no país, ocorrida logo após a Segunda Guerra Mundial.
II. A queima de combustíveis fósseis e seus derivados, utilizada para gerar energia
e movimentar máquinas, contribui para a emissão de gás carbônico. Por
exemplo, a combustão de 1 litro de gasolina, que contém aproximadamente
700 g de octano (C8H18, massa molar = 114 g/mol), produz cerca de 2,2 kg de
gás carbônico (CO2, massa molar = 44 g/mol).
III. A diferença entre as massas de gás carbônico emitidas pelos EUA e pela
China, no período de 1900 a 2000, em bilhões de toneladas, é dada pela área
da região compreendida entre as duas curvas e duas retas verticais, passando
pelos pontos correspondentes aos anos de 1900 e de 2000.

Está correto o que se afirma em;

a) I e II, apenas.
b) I e III, apenas.
c) II, apenas.
d) II e III, apenas.
e) I, II e III.

GABARITAGEO.COM.BR 121
ORGÂNICA

117. (Fuvest) Parte do solo da bacia amazônica é naturalmente pobre em


nutrientes e, consequentemente, pouco apropriada para a agricultura
comercial. Por outro lado, em certas porções desse território, são encontradas
extensões de terra rica em carvão e nutrientes (sob a forma de compostos de
fósforo e cálcio), os quais não resultaram da decomposição microbiana da
vegetação. Esse tipo de solo é popularmente chamado de “terra preta”.

Dentre as hipóteses a seguir, formuladas para explicar a ocorrência da “terra


preta”, a mais plausível seria a da;

a) decomposição gradativa de restos de peixes e caça e deposição da fuligem


gerada pela queima de madeira, empregada no cozimento de alimentos.
b) decomposição microbiana de afloramentos de petróleo, seguida pela
combustão completa dos produtos dessa decomposição.
c) reação dos carbonatos e fosfatos, existentes na vegetação morta, com chuvas
que apresentam pH menor do que 4 (chuva ácida).
d) oxidação, durante a respiração noturna, do carbono contido nos vegetais da
floresta amazônica.
e) decomposição térmica de calcário, produzindo óxido de cálcio e carvão.

122 GABARITAGEO.COM.BR
118. (Fuvest) A ardência provocada pela pimenta dedo-de-moça é resultado da
interação da substância capsaicina com receptores localizados na língua,
desencadeando impulsos nervosos que se propagam até o cérebro, o qual
interpreta esses impulsos na forma de sensação de ardência. Esse tipo de
pimenta tem, entre outros efeitos, o de estimular a sudorese no organismo
humano.

Considere as seguintes afirmações:

I. Nas sinapses, a propagação dos impulsos nervosos, desencadeados pelo


consumo dessa pimenta, se dá pela ação de neurotransmissores.
II. Ao consumir essa pimenta, uma pessoa pode sentir mais calor pois, para
evaporar, o suor libera calor para o corpo.
III. A hidrólise ácida da ligação amídica da capsaicina produz um aminoácido
que é transportado até o cérebro, provocando a sensação de ardência.

É correto apenas o que se afirma em:

a) I.
b) II.
c) I e II.
d) II e III.
e) I e III.

GABARITAGEO.COM.BR 123
119. (Fuvest) Admite-se que as cenouras sejam originárias da região do atual
Afeganistão, tendo sido levadas para outras partes do mundo por viajantes ou
invasores. Com base em relatos escritos, pode-se dizer que as cenouras devem
ter sido levadas à Europa no século XII e, às Américas, no início do século XVII.
Em escritos anteriores ao século XVI, há referência apenas a cenouras de cor roxa,
amarela ou vermelha. É possível que as cenouras de cor laranja sejam originárias
dos Países Baixos, e que tenham sido desenvolvidas, inicialmente, à época do
Príncipe de Orange (1533-1584).
No Brasil, são comuns apenas as cenouras laranja, cuja cor se deve à presença
do pigmento betacaroteno, representado a seguir.

Com base no descrito acima, e considerando corretas as hipóteses ali aventadas,


é possível afirmar que as cenouras de coloração laranja:

a) podem ter sido levadas à Europa pela Companhia das Índias Ocidentais e
contêm um pigmento que é um polifenol insaturado.
b) podem ter sido levadas à Europa por rotas comerciais norte-africanas e
contêm um pigmento cuja molécula possui apenas duplas ligações cis.
c) podem ter sido levadas à Europa pelos chineses e contêm um pigmento
natural que é um poliéster saturado.
d) podem ter sido trazidas ao Brasil pelos primeiros degredados e contêm um
pigmento que é um polímero natural cujo monômero é o etileno.
e) podem ter sido trazidas a Pernambuco durante a invasão holandesa e contêm
um pigmento natural que é um hidrocarboneto insaturado.

124 GABARITAGEO.COM.BR
120. (Fuvest) A reação de Maillard, que ocorre entre aminoácidos e carboidratos
redutores, é a responsável por formar espécies que geram compostos coloridos
que conferem o sabor característico de diversos alimentos assados. Um exemplo
é a reação entre a glicina e um carboidrato redutor mostrada na equação em
que R representa uma cadeia genérica:

Um aminoácido específico (Composto 1), ao reagir com o carboidrato redutor,


pode gerar o Composto 2, levando à formação de acrilamida, uma espécie
potencialmente carcinogênica, conforme mostrado na equação:

A estrutura do aminoácido marcado como Composto l e que é capaz de gerar


esse intermediário de espécies carcinogénicas é:
a)

b)

c)

d)

e)

GABARITAGEO.COM.BR 125
121. (Fuvest) Observe a representação a seguir, em que os círculos brancos
representam uma espécie química (molécula ou íon molecular) e os círculos
coloridos, outra.

Essa representação pode ser corretamente associada à:

a) combustão de um hidrocarboneto com oxigênio em fase gasosa.


b) formação de um polímero a partir de duas espécies de monômeros.
c) fusão de uma mistura de dois sais com aumento da temperatura.
d) solidificação da água pura com diminuição da temperatura.
e) produção de anéis aromáticos em solvente orgânico.

126 GABARITAGEO.COM.BR
TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO:

Um dos indicadores de qualidade de mel é a presença do composto orgânico


hidroximetilfurfural (HMF), formado a partir de certos açúcares, como a frutose
(C6H12O6 ). A tabela resume os teores de HMF permitidos de acordo com a
legislação brasileira e recomendações internacionais.

Teor de HMF (mg de Utilização conforme


HMF por kg de mel) legislação
Conforme a legislação brasileira (Portaria Nº
6 do Ministério da Agricultura de 1985).
Mel de mesa, utilizado
Até 40 mg kg para consumo
humano direto.
Mel industrial e/ou
Até 60 mg kg
subprodutos.
Conforme a recomendação internacional
contida no CodexAlimentarius (FAO).
Para utilização de mel
Até 80 mg kg produzido em países
com clima tropical.

Uma das possíveis rotas para a formação do HMF a partir da frutose é mostrada,
de forma simplificada, no esquema:

GABARITAGEO.COM.BR 127
Nas setas, são mostradas as perdas de moléculas ou grupos químicos em cada
etapa. Por exemplo, entre as espécies 1 e 2, ocorrem a saída de uma molécula
de água e a formação de uma ligação dupla entre carbonos.

122. (Fuvest) De acordo com o esquema mostrado, as perdas indicadas como I e


II correspondem a:

a) 1 H2O e 1 −CH2
b) 2  OH−
c) 2  H2O
d) 1 −CH2 e 1 OH−
e) 1 H2O e 1 OH−

128 GABARITAGEO.COM.BR
123. (Fuvest) A reação de cetonas com hidrazinas, representada pela equação
química

pode ser explorada para a quantificação de compostos cetônicos gerados, por


exemplo, pela respiração humana. Para tanto, uma hidrazina específica, a 2,4-
dinitrofenilhidrazina, é utilizada como reagente, gerando um produto que
possui cor intensa.

Considere que a 2,4-dinitrofenilhidrazina seja utilizada para quantificar o


seguinte composto:

Nesse caso, a estrutura do composto colorido formado será:

GABARITAGEO.COM.BR 129
a)

b)

c)

d)

e)

130 GABARITAGEO.COM.BR
124. (Fuvest) A bola de futebol que foi utilizada na Copa de 2018 foi chamada
Telstar 18. Essa bola contém uma camada interna de borracha que pertence a
uma classe de polímeros genericamente chamada de EPDM. A fórmula
estrutural de um exemplo desses polímeros é

Polímeros podem ser produzidos pela polimerização de compostos insaturados


(monômeros) como exemplificado para o polipropileno (um homopolímero):

Os monômeros que podem ser utilizados para preparar o copolímero do tipo


EPDM, cuja fórmula estrutural foi apresentada, são:

a)

b)

c)

d)

e)

GABARITAGEO.COM.BR 131
125. (Fuvest) Em um laboratório químico, foi encontrado um frasco de vidro
contendo um líquido incolor e que apresentava o seguinte rótulo:

Composto Alfa
C7H8O

Para identificar a substância contida no frasco, foram feitos os seguintes testes:

I. Dissolveram-se alguns mililitros do líquido do frasco em água, resultando uma


solução neutra. A essa solução, adicionaram-se uma gota de ácido e uma
pequena quantidade de um forte oxidante. Verificou-se a formação de um
composto branco insolúvel em água fria, mas solúvel em água quente. A
solução desse composto em água quente apresentou pH = 4.
II. O sólido branco, obtido no teste anterior, foi dissolvido em etanol e a solução
foi aquecida na presença de um catalisador. Essa reação produziu benzoato
de etila, que é um éster aromático, de fórmula C9H10O2 .

Com base nos resultados desses testes, concluiu-se que o Composto Alfa é:

a)

b)

c)

d)

e)

132 GABARITAGEO.COM.BR
126. (Fuvest) Uma das substâncias utilizadas em desinfetantes comerciais é o
perácido de fórmula CH3CO3H.

A formulação de um dado desinfetante encontrado no comércio consiste em


uma solução aquosa na qual existem espécies químicas em equilíbrio, como
representado a seguir.
(Nessa representação, a fórmula do composto 1 não é apresentada.)

Ao abrir um frasco desse desinfetante comercial, é possível sentir o odor


característico de um produto de uso doméstico.

Esse odor é de:

a) amônia, presente em produtos de limpeza, como limpa-vidros.


b) álcool comercial, ou etanol, usado em limpeza doméstica.
c) acetato de etila, ou etanoato de etila, presente em removedores de esmalte.
d) cloro, presente em produtos alvejantes.
e) ácido acético, ou ácido etanoico, presente no vinagre.

GABARITAGEO.COM.BR 133
127. (Fuvest) Um aldeído pode ser transformado em um aminoácido pela
sequência de reações:

O aminoácido N-metil-fenilalanina pode ser obtido pela mesma sequência


reacional, empregando-se, em lugar do cloreto de amônio (NH4C ), o reagente
CH3NH3C .

Nessa transformação, o aldeído que deve ser empregado é:

a)

b)

c)

d)

e)

134 GABARITAGEO.COM.BR
128. (Fuvest) Fenol e metanal (aldeído fórmico), em presença de um catalisador,
reagem formando um polímero que apresenta alta resistência térmica. No início
desse processo, pode-se formar um composto com um grupo −CH2OH ligado no
carbono 2 ou no carbono 4 do anel aromático. O esquema a seguir apresenta
as duas etapas iniciais do processo de polimerização para a reação no carbono
2 do fenol.

Considere que, na próxima etapa desse processo de polimerização, a reação

com o metanal ocorra no átomo de carbono 4 de um dos anéis de . Assim,


no esquema

A e B podem ser, respectivamente,

Note e adote:
Numeração dos
átomos de carbono
do anel aromático do
fenol

GABARITAGEO.COM.BR 135
A B

a)

b)

c)

d)

e)

136 GABARITAGEO.COM.BR
129. (Fuvest) O 1,4-pentanodiol pode sofrer reação de oxidação em condições
controladas, com formação de um aldeído A, mantendo o número de átomos
de carbono da cadeia. O composto A formado pode, em certas condições, sofrer
reação de descarbonilação, isto é, cada uma de suas moléculas perde CO,
formando o composto B. O esquema a seguir representa essa sequência de
reações:

Os produtos A e B dessas reações são:

GABARITAGEO.COM.BR 137
130. (Fuvest) Estudos recentes parecem indicar que o formato do olho humano
e a visão são influenciados pela quantidade da substância X, sintetizada pelo
organismo. A produção dessa substância é favorecida pela luz solar, e crianças
que fazem poucas atividades ao ar livre tendem a desenvolver dificuldade para
enxergar objetos distantes. Essa disfunção ocular é comumente chamada de
miopia.
Considere a fórmula estrutural da substância X e os diferentes formatos de olho:

Com base nessas informações, conclui-se corretamente que a miopia poderá


atingir crianças cujo organismo venha a produzir ____________ X em
quantidade insuficiente, levando à formação de olho do tipo ______.

As lacunas da frase acima devem ser preenchidas, respectivamente, por:

a) o aminoácido; III.
b) a amina; II.
c) o aminoácido; I.
d) o fenol; I.
e) a amina; III.

138 GABARITAGEO.COM.BR
131. (Fuvest) No processo tradicional, o etanol é produzido a partir do caldo da
cana-de-açúcar por fermentação promovida por leveduras naturais, e o bagaço
de cana é desprezado. Atualmente, leveduras geneticamente modificadas
podem ser utilizadas em novos processos de fermentação para a produção de
biocombustíveis. Por exemplo, no processo A, o bagaço de cana, após hidrólise
da celulose e da hemicelulose, também pode ser transformado em etanol. No
processo B, o caldo de cana, rico em sacarose, é transformado em farneseno que,
após hidrogenação das ligações duplas, se transforma no “diesel de cana”. Esses
três processos de produção de biocombustíveis podem ser representados por:

Com base no descrito acima, é correto afirmar:

a) No Processo A, a sacarose é transformada em celulose por micro-organismos


transgênicos.
b) O Processo A, usado em conjunto com o processo tradicional, permite maior
produção de etanol por hectare cultivado.
c) O produto da hidrogenação do farneseno não deveria ser chamado de “diesel”,
pois não é um hidrocarboneto.
d) A combustão do etanol produzido por micro-organismos transgênicos não é
poluente, pois não produz dióxido de carbono.
e) O Processo B é vantajoso em relação ao Processo A, pois a sacarose é matéria-
prima com menor valor econômico do que o bagaço de cana.

GABARITAGEO.COM.BR 139
132. (Fuvest) O craqueamento catalítico é um processo utilizado na indústria
petroquímica para converter algumas frações do petróleo que são mais pesadas
(isto é, constituídas por compostos de massa molar elevada) em frações mais
leves, como a gasolina e o GLP, por exemplo. Nesse processo, algumas ligações
químicas nas moléculas de grande massa molecular são rompidas, sendo
geradas moléculas menores.

A respeito desse processo, foram feitas as seguintes afirmações:

I. O craqueamento é importante economicamente, pois converte frações mais


pesadas de petróleo em compostos de grande demanda.
II. O craqueamento libera grande quantidade de energia, proveniente da ruptura
de ligações químicas nas moléculas de grande massa molecular.
III. A presença de catalisador permite que as transformações químicas
envolvidas no craqueamento ocorram mais rapidamente.

Está correto o que se afirma em:

a) I, apenas.
b) II, apenas.
c) I e III, apenas.
d) II e III, apenas.
e) I, II e III.

140 GABARITAGEO.COM.BR
133. (Fuvest) O ácido gama-hidroxibutírico é utilizado no tratamento do
alcoolismo. Esse ácido pode ser obtido a partir da gamabutirolactona, conforme
a representação a seguir:

Assinale a alternativa que identifica corretamente X (de modo que a


representação respeite a conservação da matéria) e o tipo de transformação que
ocorre quando a gamabutirolactona é convertida no ácido gamahidroxibutírico.

X Tipo de transformação
a) CH3OH esterificação
b) H2 hidrogenação
c) H2O hidrólise
d) luz isomerização
e) calor decomposição

134. (Fuvest) As fórmulas estruturais de alguns componentes de óleos essenciais,


responsáveis pelo aroma de certas ervas e flores, são:

Dentre esses compostos, são isômeros:

a) anetol e linalol.
b) eugenol e linalol.
c) citronelal e eugenol.
d) linalol e citronelal.
e) eugenol e anetol.

GABARITAGEO.COM.BR 141
135. (Fuvest) Um sólido branco apresenta as seguintes propriedades:

I. É solúvel em água.
II. Sua solução aquosa é condutora de corrente elétrica.
III. Quando puro, o sólido não conduz corrente elétrica.
IV. Quando fundido, o líquido puro resultante não conduz corrente elétrica.

Considerando essas informações, o sólido em questão pode ser:

a) sulfato de potássio.
b) hidróxido de bário.
c) platina.
d) ácido cis-butenodioico.
e) polietileno.

136. (Fuvest) Em 2009, o mundo enfrentou uma epidemia, causada pelo vírus
A(H1N1), que ficou conhecida como gripe suína. A descoberta do mecanismo de
ação desse vírus permitiu o desenvolvimento de dois medicamentos para
combater a infecção, por ele causada, e que continuam necessários, apesar de
já existir e estar sendo aplicada a vacina contra esse vírus. As fórmulas estruturais
dos princípios ativos desses medicamentos são:

Examinando-se as fórmulas desses compostos, verifica-se que dois dos grupos


funcionais que estão presentes no oseltamivir estão presentes também no
zanamivir.

Esses grupos são característicos de:

a) amidas e éteres.
b) ésteres e alcoóis.
c) ácidos carboxílicos e éteres.
d) ésteres e ácidos carboxílicos.
e) amidas e alcoóis.

142 GABARITAGEO.COM.BR
Gabarito: ATOMÍSTICA

Resposta da questão 1:
[A]

[Resposta do ponto de vista da disciplina de Física]


O gráfico mostra que a energia potencial de ligação tem valor mínimo,
Emín = −6  10−19 J.
Para quebrar a ligação, a energia potencial deve se tornar nula.
−Emín −(−6  10−19 )
Emín + hf = 0  f = =  f = 1 1015 Hz.
h 6  10−34

[Resposta do ponto de vista da disciplina de Química]


A energia de ligação ou dissociação da molécula é igual ao módulo da energia
potencial na separação de equilíbrio r0 :

E = |U|
h f = | U|
6  10−34  f = 6  10−19
6  10−19
f= = 1 1015 Hz
−34
6  10

Resposta da questão 2:
[B]

De acordo com o enunciado da questão a matéria orgânica eliminada é


composta por moléculas orgânicas com parte apolar e parte polar, enquanto as
bolhas formadas têm caráter apolar, daí infere-se que a menor concentração de
sais na água doce é responsável pela menor polarização e consequente
diminuição do arraste da matéria orgânica.

GABARITAGEO.COM.BR 143
Resposta da questão 3:
[C]

A principal razão para a diferença de coloração descrita no molho de tomate é


que a fração oleosa (parte superior do molho de tomate) começa a se formar a
partir da mistura de dois componentes predominantemente apolares, o
licopeno (principal corante do tomate) e o azeite. A fração oleosa “apolar” se
separa da fração aquosa “polar”.

A diferença de coloração descrita na sopa de beterraba deve-se ao fato de que


a fração oleosa (parte superior da sopa de beterraba) é formada,
predominantemente, por azeite (apolar). Como a betanina (principal corante de
beterraba) é predominantemente polar, ela se mistura com a água (polar)
formando a fração aquosa.

Resposta da questão 4:
[E]

Como o raio do iodo (5 camadas de valência; quinto período) é maior do que o


raio do flúor (2 camadas de valência; segundo período), a molécula CnH2n+1I (•)
apresentará maior superfície de contato do que a molécula CnH2n+1F ( ) para um
mesmo número de átomos de carbono. Quanto maior a superfície de contato,
maior a atração intermolecular e maior a temperatura de ebulição.

Conclusão: (•) deverá estar acima de ( ) no gráfico seguindo uma sequência


crescente.

144 GABARITAGEO.COM.BR
Resposta da questão 5:
[A]

HC + H2O ⎯⎯→ H3O+ + C −

O cátion hidrônio (H3O+ ) pode ser representado por:

Resposta da questão 6:
[B]

De acordo com o autor, “esfera relativamente superficial” (ref. 2) e “esfera mais


profunda” (ref. 3) dizem respeito, respectivamente, à eletrosfera e ao núcleo dos
átomos remetendo ao modelo de Rutherford.

Resposta da questão 7:
[C]

[I] Incorreta. O enxofre (S) tem massa atômica menor do que a do selênio (Se) ,
pois está localizado no mesmo grupo, porém num período acima na
classificação periódica.

[II] Correta. O enxofre (S) é um ametal que pode formar com o hidrogênio um
composto molecular de fórmula H2S, pois apresenta seis elétrons de valência
(grupo 16) e pode compartilhar dois destes.

[III] Correta. Tanto o enxofre (S) como o sódio (Na) estão localizados no terceiro
período da classificação periódica. Quanto mais a direita num mesmo
período, maior a carga nuclear e, consequentemente, a energia de ionização.

GABARITAGEO.COM.BR 145
[IV] Incorreta. Pode formar com o sódio (Na) um composto iônico de fórmula
Na2S.
Na (grupo 1)  Na+
S (grupo 16)  S2−
Na+Na+ S2−  Na2S

Resposta da questão 8:
[E]

C Si(CH3 )2OR
O melhor material a ser aplicado ao vidro deverá “repelir” a água, ou seja, R
deverá ser predominantemente apolar.

Conclusão: R = OCH2 (CH2 )10CH3 .


Predominanemente APOLAR

Resposta da questão 9:
[A]

Análise dos modelos:


[I] Moléculas se movendo livremente: estado gasoso.
[II] Íons positivos imersos em um “mar” de elétrons deslocalizados: ligação
metálica.
[III] Íons positivos e negativos formando uma grande rede cristalina
tridimensional: ligação iônica.

Conclusão:
[I] Gás nitrogênio (N2 ).
[II] Ferro sólido (Fe).
[III] Cloreto de sódio sólido (NaC ).

Resposta da questão 10:


[C]

No procedimento adotado, o sólido deve ser dissolvido em um solvente


aquecido, e a solução assim obtida deve ser resfriada, pois as impurezas mais
solúveis à temperatura ambiente.

146 GABARITAGEO.COM.BR
Os testes foram efetuados a quente, e a estudante descartou o uso do heptano
(apolar). Conclui-se que, a quente, o heptano não dissolveu o ácido benzoico
(molécula mista), nem as impurezas, ou seja, ocorreu a formação de um sistema
heterogêneo.

Os testes foram efetuados à temperatura ambiente, e a estudante descartou o


uso de etanol (polar). Conclui-se que, à temperatura ambiente, o etanol dissolveu
tanto o ácido benzoico como as impurezas. Podemos inferir que, nestas
condições, a água (mais polar) dissolveria as impurezas e formaria um sistema
heterogêneo com o ácido benzoico que se dissolve bem em água quente.

Resposta da questão 11:


[C]

As interações por ligação de hidrogênio entre adenina e timina e entre guanina


e citosina, que existem no DNA, que apresentam maior eficiência, estão
representadas corretamente em:

Resposta da questão 12:


[A]

Como os polímeros I e III apresentam grupos OH (hidroxilas), conclui-se que


fazem ligações ou pontes de hidrogênio com a água, ou seja, neste caso a água
seria o solvente mais adequado.
O polímero II é apolar, logo o solvente mais adequado seria o n-hexano, também
apolar.

GABARITAGEO.COM.BR 147
Resposta da questão 13:
[A]

Teremos a seguinte ordem, entre os comprimentos de ligação:

d (C  C) < d (C=C) < d (C–C) (0,154 nm)

Com o surgimento da ligação pi (presente na dupla e na tripla ligação) menor


será a distância entre os átomos de carbono e maior a energia necessária para
romper a ligação.

Energia (C  C) > Energia (C=C) > Energia (C–C) (348 kJ/mol)

Resposta da questão 14:


[C]

A uma mesma pressão, o butanol líquido entra em ebulição a uma temperatura


mais alta do que o éter dietílico líquido, pois o butanol faz ponte de hidrogênio,
que é uma ligação mais intensa do que o dipolo permanente presente no éter
dietílico.

Resposta da questão 15:


[A]

A lei de conservação da carga elétrica está descrita no item a: A lei de


conservação da carga elétrica pode ser enunciada como segue: a soma algébrica
dos valores das cargas positivas e negativas em um sistema isolado é constante.

148 GABARITAGEO.COM.BR
Resposta da questão 16:
[A]

A substância representada por esse modelo tridimensional pode ser sílica,


(SiO2)n, pois o silício pode fazer quatro ligações covalentes e o oxigênio duas,
formando um encadeamento.

Resposta da questão 17:


[D]

Teremos:

GABARITAGEO.COM.BR 149
Gabarito: BIOQUÍMICA

Resposta da questão 18:


[C]

Seis combinações possíveis para os três aminoácidos (sem coincidência):

Lisina – Glicina – Fenilalanina


Lisina – Fenilalanina – Glicina
Glicina – Lisina – Fenilalanina
Glicina – Fenilalanina – Lisina
Fenilalanina – Lisina – Glicina
Fenilalanina – Glicina – Lisina

De acordo com o enunciado, a carboxipeptidase, quebra mais rapidamente a


ligação peptídica entre o aminoácido que tem um grupo carboxílico livre e o
seguinte e o tratamento com outra enzima, uma aminopeptidase, quebra, mais
rapidamente, a ligação peptídica entre o aminoácido que tem um grupo amino
livre e o anterior.

A figura que apresenta a descrição do texto pode ser obtida por:

150 GABARITAGEO.COM.BR
Resposta da questão 19:
[A]

[I] Correta. Na etapa 2, há perda de dióxido de carbono e, na etapa 3, a serotonina


é transformada em uma amida.

[II] Correta. A manipulação de objetos que emitem luz, como celulares e tablets,
pode interromper ou tornar muito lento o processo de transformação da
serotonina em N-acetil-serotonina já que sendo que a enzima 3 é degradada
em presença de luz.

[III] Incorreta. De acordo com o texto, o hormônio melatonina é sintetizado a


partir do aminoácido triptofano e é responsável pela sensação de sonolência.
Logo, o aumento da concentração de triptofano na corrente sanguínea pode
fazer com que a pessoa adormeça mais rapidamente ao anoitecer.

GABARITAGEO.COM.BR 151
Resposta da questão 20:
[E]

Resposta da questão 21:


[B]

[I] Incorreta: O hidrogenocarbonato de sódio, presente no fermento químico se


decompõe formando carbonato de sódio (Na2CO3 ), água e dióxido de carbono.
Já o fermento biológico reage com os carboidratos presentes nas massas e o
gás carbônico é liberado no processo de fermentação.
[II] Correta: O hidrogenocarbonato de sódio, presente no fermento químico,

pode se decompor com o aquecimento: 2 NaHCO3 ⎯⎯ → Na2CO3 + H2O + CO2 .
[III] Correta:

152 GABARITAGEO.COM.BR
[IV] Incorreta: A massa com fermento biológico (leveduras) deverá “crescer” fora
do forno, ou seja, não há a necessidade de temperaturas elevadas.

Gabarito: FÍSICO QUÍMICA

Resposta da questão 22:


[B]

[Resposta do ponto de vista da disciplina de Física]


Como a meia vida do césio-137 e de 30 anos, em 120 anos têm-se 4 meias vidas
(n = 4). Sendo M0 a massa inicial, após 4 meias vidas, a massa M remanescente

será:

M0 M 1 1 M
M=  = = = 0,0625   6,3%.
n M0 24 16 M0
2

[Resposta do ponto de vista da disciplina de Química]


t = 120 anos = 4  30 anos
30 anos 30 anos 30 anos 30 anos
100 % ⎯⎯⎯⎯⎯ → 50 % ⎯⎯⎯⎯⎯ → 25 % ⎯⎯⎯⎯⎯
→ 12,5 % ⎯⎯⎯⎯⎯
→ 6,25 %
Porcentagem = 6,25 %  6,3 %

GABARITAGEO.COM.BR 153
Resposta da questão 23:
[A]

[Resposta do ponto de vista da disciplina de Química]


A elevação da concentração de cátions H+ (diminuição da alcalinidade da água
do mar) provoca o deslocamento do equilíbrio (I) para a esquerda:
⎯⎯⎯⎯⎯⎯⎯⎯
CO2 + H2O ⎯⎯⎯⎯⎯⎯⎯
⎯ → HCO3− +
→ H2CO3 ⎯⎯⎯⎯⎯⎯⎯
⎯⎯⎯⎯⎯⎯⎯⎯
⎯ H+ .
Deslocamento Deslocamento
para a esquerda para a esquerda Aumento de
concentração

Consequentemente a disponibilidade dos íons HCO3− e CO32− diminui e os


processos caracterizados pela reação (II) (Ca2+ + CO32− CaCO3 ) ficam
prejudicados.

[Resposta do ponto de vista da disciplina de Biologia]


O processo (I) mostra a reação do gás carbônico (CO2 ) com a água (H2O), que
apresenta como produtos ácido carbônico (H2CO3 ), que se dissocia em íons
bicarbonato, e íons de hidrogênio, causando a diminuição do pH, ou seja,
tornando a água ácida; a consequência dessa acidez interfere na formação dos
esqueletos calcários de organismos marinhos (processo II), como os corais,
alterando o ecossistema marinho.

Resposta da questão 24:


[A]

[Resposta do ponto de vista da disciplina de Biologia]

A dissolução do cloreto de sódio à água pura eleva o seu ponto de ebulição. O


aquecimento do meio de cultura provocava a desnaturação das proteínas das
bactérias presentes.

[Resposta do ponto de vista da disciplina de Química]

Com a adição de cloreto de sódio, a temperatura de ebulição da água do banho,


com relação à da água pura, era maior devido ao aumento do número de
partículas de soluto (efeito ebulioscópico). O aquecimento do meio de cultura
provocava a desnaturação da proteína, ou seja, a proteína perdia a sua estrutura
tridimensional.

154 GABARITAGEO.COM.BR
Resposta da questão 25:
[D]

[Resposta do ponto de vista da disciplina de Biologia]

I. Falso. Os dados da tabela não mostram uma forte correlação entre as


concentrações de nitrato e de oxigênio dissolvido na água.

[Resposta do ponto de vista da disciplina de Química]

Análise das afirmações:

I. Incorreta. Nessas amostras, não se verifica correlação entre a concentração de


nitrato e a de oxigênio, o pH diminui e as concentrações oscilam:

Concentração Concentração
pH de nitrato de oxigênio
(mg/L) (mg/L)
Ponto A
9,8 0,14 6,5
(novembro)
Ponto B
9,1 0,15 5,8
(novembro)
Ponto A
7,3 7,71 5,6
(maio)
Ponto B
7,4 3,95 5,7
(maio)

II. Correta. As amostras de água coletadas em novembro devem ter menos CO 2


dissolvido do que aquelas coletadas em maio, pois o pH em maio é menor, ou
seja, a concentração de íons H+ devido a presença do gás carbônico é maior.

Concentração
pH de nitrato
(mg/L)
Ponto B
9,1 0,15
(novembro)
Ponto A
7,3 7,71
(maio)

GABARITAGEO.COM.BR 155
III. Correta. Se as coletas tivessem sido feitas à noite, o pH das quatro amostras
de água seria mais baixo do que o observado, pois a concentração de gás
carbônico é maior neste período.

Resposta da questão 26:


[B]

[I] Incorreto. A equação química mostrada na linha 2 pode ser associada à


liberação de energia (ATP), porém corresponde à reação respiração com
consumo de gás oxigênio e produção de gás carbônico.

[II] Correto. A equação química apresentada na linha 6 representa uma reação


na qual o número de oxidação das espécies é alterado, ou seja, o Nox do ferro
varia de zero para +3.
Fe  Nox (Fe) = 0
Fe2O3 : Fe Fe O O O  Nox (Fe) = +3
+3 +3 −2 −2 −2
4 Fe + 3 O2 → 2 Fe2O3
→ Fe3+ + 3e−
oxidação
Fe0 ⎯⎯⎯⎯⎯

[III] Incorreto. O modelo incompleto referido na linha 7 refere-se ao proposto por


Rutherford, que identificava a presença de partículas com carga negativa
“girando” ao redor de um núcleo positivo dentro de uma “esfera”.

Resposta da questão 27:


[D]

A partir da análise da tabela fornecida no enunciado, percebe-se que o aumento


da concentração do ácido sulfúrico de 1% para 10% provocou uma elevação na
taxa de corrosão das ligas de Titânio (todas com 0,01% dos metais Paládio, Ródio,
Platina Rutênio, Irídio, Ósmio), porém, dentre estas ligas, apresentaram menor
taxa de corrosão as seguintes: Pd (26), Rh (145), Pt (166) e Ru (187). As taxas de
corrosão das ligas com Cobre (470) e Ouro (1050) foram, comparativamente,
elevadas em ácido sulfúrico a 1%, já que a 10% não foi possível a medição.

156 GABARITAGEO.COM.BR
Resposta da questão 28:
[D]

Ensaio 5:
K 2SO4 → 2K + + SO24−
Íons em solução

Não existem íons em comum com o equilíbrio químico:


2+ − 2−
[Co(H2O)6 ](aq) +4C (aq) [CoC 4 ](aq) + 6 H2O( )
Vermelho Azul

Conclusão: a coloração não é alterada e permanece com a cor inicial (vermelha).

Ensaio 6:
O AgC é praticamente insolúvel (1,9  10−4 g 100 mL), por isso a concentração de
C −é baixíssima e não desloca o equilíbrio.
Conclusão: a coloração não é alterada e permanece com a cor inicial (vermelha).

Ensaio 7:
NaC → Na+ + C −
Íons em solução

A solubilidade do NaC (35,9 g 100 mL), é elevada e os íons C são comuns ao
equilíbrio deslocando-o para a direta (no sentido da coloração azul).
Deslocamento
2+ − para a direita 2−
[Co(H2O)6 ](aq )+ 4C (aq)
⎯⎯⎯⎯⎯⎯⎯
→ [CoC 4 ](aq)
⎯⎯⎯⎯⎯⎯
⎯ + 6 H2O( )
Vermelho Azul
Aumento de
concentração

Conclusão: a coloração é alterada e passa para azul.

GABARITAGEO.COM.BR 157
Resposta da questão 29:
[B]

Supondo que a o número de mols de HMF seja igual ao de frutose, vem:


nHMF = nFrutose = 0,2 mmol
mHMF
nHMF =
MHMF
mHMF = nHMF  MHMF = 0,2 mmol  126 g  mol−1
mHMF = 25,2 mg
0,5 kg de mel 25,2 mg de HMF
1,0 kg de mel m'HMF
1,0 kg  25,2 mg
m'HMF = = 50,4 mg
0,5 kg
Teor de HMF = 50,4 mg kg
50,4mg kg  60 mg kg

De acordo com a tabela fornecida no enunciado da questão, trata-se de um mel


industrial e/ou subprodutos.

Resposta da questão 30:


[D]

A adição de café quente inicia o processo descrito, pois o vapor de água “sobe”,
encontra o algodão-doce sólido e sofre condensação (passando para o estado
de agregação líquido). Consequentemente, a sacarose é solubilizada pela água
líquida e é formada uma solução de sacarose em água que goteja.

Resposta da questão 31:


[C]

Para a solução final ser vermelha o pH deve ser menor do que 3,3 (vide note e
adote).

De acordo com a tabela fornecida, da esquerda para a direita em uma mesma


linha o valor do pH diminui e de baixo para cima também:

158 GABARITAGEO.COM.BR
Observe que 9 quadrículas ficarão com pH menor do que 3,3 :

Foram marcadas 9 quadrículas num total de 36 quadrículas:

9 1
Teremos a probabilidade e 9 em 36, ou seja, um quarto: = .
36 4

GABARITAGEO.COM.BR 159
Resposta da questão 32:
[A]

Concentração da solução de partida (P) = 1mol  L−1


Volume da solução de partida ( VP ) = 100 mL = 0,1L
nP = P  VP = 1mol  L−1  0,1L  nP = 0,1mol = 10−1 mol
1mol 6  1023 moléculas
10−1 mol 6  1022 moléculas

Para a primeira diluição (1CH), referente a amostra de 1mL, teremos:


6  1022 moléculas 100 mL
n(1CH) 1mL

6  1022 moléculas  1mL


n(1CH) = = 6  1020 moléculas
100 mL

Solução de partida Pr imeira diluição


⎯⎯→ ⎯⎯→ ...
6  1022 moléculas 6  1020 moléculas

6  1020 moléculas
q= = 10−2 (razão da progressão geométrica nas diluições)
22
6  10 moléculas
an = 6  100 moléculas (quantidade a partir da qual a solução passa a não ter nem
mesmo uma molécula).
a1 = 6  1022 moléculas (quantidade de moléculas da solução de partida)

Aplicando a fórmula para P.G. (progressão geométrica):


an = a1  q(
n−1)

6  100 = 6  1022  10−2(


n−1)

100 = 1022  10(


−2n+ 2 )

0 = 22 − 2n + 2
2n = 24
n = 12  (12CH)

Conclusão: a partir da 12ª diluição.

160 GABARITAGEO.COM.BR
Resposta da questão 33:
[E]

Entalpia de vaporização da água a 100 C = 40 kJ mol


dágua = 1 g  mL1
Vágua = 540 mL  mágua = 540 g

MH2O = 18 g  mol−1
18 g de água 40 kJ
540 g de água E
540 g  40 kJ
E=
18 g
E = 1.200 kJ
ΔE
P=  ΔE = P  Δt
Δt
ΔE = 1.600 W  ( 20  60 s )
ΔE = 1.920.000 W  s
J
1W =1
s
k
J
ΔE = 1.920.000 1  s = 1.920.000 J
s
ΔE = 1.920 kJ
1.920 kJ 100%
1.200 kJ p
1.200 kJ  100%
p=
1.920 kJ
p = 62,5% (aproximadamente 62%)

Resposta da questão 34:


[C]

Os corpos pontuais são representados como esferas com diâmetros


proporcionais à massa atômica. As colisões ocorrem conservando a quantidade
de movimento.

GABARITAGEO.COM.BR 161
H = 1u.m.a.

C = 12 u.m.a.

F = 19 u.m.a.

C = 35 u.m.a.

As moléculas neutras encontram‐se paradas antes e após a colisão, logo as


alternativas [B] e [D] são descartadas, pois mostram espécies neutras em
movimento (vide os vetores ou “flechas”).

Antes da colisão Após a colisão


Íon Neutro Neutro Íon

[B]

[D]

Como os íons F− e C −
devem ser representados por uma única esfera, conclui-
se que a alternativa (a) deve ser, também, descartada.

Antes da colisão Após a colisão


Íon Neutro Neutro Íon

[A]

Restam as alternativas [C] e [E]. Como a esfera que representa o íon C − é maior
do que a esfera que representa o íon F − , conclui-se que a melhor representação
é:

162 GABARITAGEO.COM.BR
[C]

F− + H3CC CH3F + C

Resposta da questão 35:


[E]

A curva do limoneno é decrescente (gasta), logo ele é reagente.


A curva do p-cimeno é crescente (forma), logo ele é produto.
A curva do α-terpineno é crescente até 10 minutos e depois decrescente, ou seja,
se trata de um produto intermediário que é formado e consumido durante o
processo.

Então:
limoneno → α-terpineno
α-terpineno → p-cimeno

Uma representação adequada para esse processo é:


limoneno → α -terpineno → p-cimeno
Reagente Produto Produto
intermediário

GABARITAGEO.COM.BR 163
Resposta da questão 36:
[B]

4 0 0
238 α 234 −1 →β 234 −1 → β 234
92 U ⎯⎯⎯
2 →
90 Th ⎯⎯⎯ 91 Pa ⎯⎯⎯ 92 U
4
234 α 230
92 U ⎯⎯⎯
2 →
90 Th

238
→ 24 α + 234 
92 U 90 Th

238 = 4 + 234 

92 = 2 + 90 
234 0 234 
90 Th → −1β + 91 Pa 
234 = 0 + 234
 4 4 2+
 Gera 2 α  2 α

( )
+ 2e− → 24He
90 = −1 + 91

234
Pa → 0
β + 234
U 
91 −1 92 
234 = 0 + 234 

91 = −1 + 92 

234 4 230 
92 U → 2 α + 90 Th

234 = 4 + 230
 4 4 2+
 Gera 2 α  2 α

( )
+ 2e− → 24He
92 = 2 + 90

Resposta da questão 37:


[D]

Tempo medido até a Velocidade


completa dissolução m
Solução v = dissolvida
da pastilha (em Δt
segundos)
1. Água mineral sem gás à mdissolvida
v1 =
temperatura ambiente 36 36
(25 C)
2. Água mineral com gás à mdissolvida
v2 =
temperatura ambiente 35 35
(25 C)
3. Água mineral sem gás mdissolvida
53 v3 =
deixada em geladeira (4 C) 53
4. Água mineral com gás mdissolvida
55 v4 =
deixada em geladeira (4 C) 55

164 GABARITAGEO.COM.BR
mdissolvida mdissolvida mdissolvida mdissolvida
  
35 36 53 55

Então,
v 2  v1  v 3  v 4
25 C 4 C

Como o sistema é aberto, ocorre escape do gás carbônico formado, ou seja, não
é possível estabelecer um equilíbrio.
O aumento da temperatura da água, de 4 C para 25 C, levou a um aumento na
velocidade da reação, uma vez que aumentou a frequência e a energia de
colisão (número de choques) entre as moléculas envolvidas na reação.

Resposta da questão 38:


[A]

FeS2 : Fe S S
+2 −1 −1
Li2FeS2 : Li Li Fe S S
+1 +1 +2 −2 −2

2 Li + FeS2 ⎯⎯→ Li2FeS2


Oxidação − Ânodo
→ 2Li+ + 2e−
2Li0 ⎯⎯⎯⎯⎯⎯⎯⎯
Re dução −Cátodo
2S1− + 2 e− ⎯⎯⎯⎯⎯⎯⎯⎯
→ 2S2−

Resposta da questão 39:


[B]

( )
mágua deslocada = mrecipiente+água + mamostra − mrecipiente+água+amostra
mágua deslocada = ( 350,0 g + 44,0 g ) − 389,0 g
mágua deslocada = 5 g
g
dágua = 1
cm3
5 g de água deslocada  5 cm3 de água deslocada (igual ao volume da amostra)
Vamostra = 5 cm3
mamostra 44,0 g
dmostra = =
Vamostra 5 cm3
g
dmostra = 8,8  Bronze
cm3

GABARITAGEO.COM.BR 165
Resposta da questão 40:
[C]

Quanto maior a luminosidade, maior a quantidade de gás carbônico (CO2 )


absorvido no processo de fotossíntese. Isto significa que a concentração desse
gás diminui no meio.
6CO2 + 6H2O ⎯⎯→ C6H12O6 + 6O2

Diminuindo a disponibilidade de gás carbônico, a acidez também diminui:


⎯⎯
CO2 + H2O ⎯→ H2CO3 ⎯
⎯ ⎯⎯→ H+ + HCO3−

Consequentemente o pH aumenta durante o dia e diminui durante a noite.

Resposta da questão 41:


[E]

Aplicando a lei de Hess, vem:

6 CO2(g) + 6 H2O(g) → C6H12O6(aq) + 6 O2(g) (Global)


C6H12O6(aq) → 2 C2H5OH( ) + 2 CO2(g) ΔH = −70 kJ mol (inverter)
C2H5 OH( ) + 3 O2(g) → 2 CO2(g) + 3 H2O(g) ΔH = −1.235 kJ mol (multiplicar por 2 e inverter)

2 C2H5OH( ) + 2 CO2(g) → C6H12O6(aq) ΔH1 = +70 kJ mol


4 CO2(g) + 6 H2O(g) → 2 C2H5OH( ) + 6 O2(g) ΔH2 = 2 ( +1.235 ) kJ mol
+2.470
Global
6 CO2(g) + 6 H2O(g) ⎯⎯⎯⎯
→ C6H12O6(aq) + 6 O2(g) ΔH = ΔH1 + ΔH2
ΔH = ΔH1 + ΔH2
ΔH = ( +70 + 2.470 ) kJ
ΔH = +2.540 kJ

166 GABARITAGEO.COM.BR
Resposta da questão 42:
[A]

Os metais de sacrifício devem apresentar menor potencial de redução ou maior


potencial de oxidação do que o metal X a ser protegido, ou seja, neste caso os
cátions destes metais não devem reagir com o ferro presente no aço do tanque.

De acordo com a tabela alumínio (A ) e zinco (Zn) não reagem:


Cátions
Soluções Ferro
presentes
SnC 2 Sn2+ (reage)
A C 3 A 3+ (não reage)
(não
FeC 3 Fe3+
interfere)
ZnC 2 Zn2+ (não reage)

Resposta da questão 43:


[B]

O processo descrito no enunciado é uma titulação, ou seja, ocorre a


neutralização do ácido oleico pelo KOH.

MC8H34O2 = 282,5 g  mol−1


[KOH] = 0,020 mol L
VKOH = 35 mL = 35  10 −3 L
nKOH = [KOH]  VKOH
nKOH = 0,020  35  10 −3 = 0,0007 mol
nKOH = nácido oleico
mácido oleico
nácido oleico =  mácido oleico = nácido oleico  Mácido oleico
Mácido oleico
mácido oleico = 0,0007  282,5 = 0,19775 g
20,00 g 100% da amostra de azeite
0,19775 g p
p = 0,98875%  De 0,8% até 1,5% (Virgem fino).

GABARITAGEO.COM.BR 167
As palavras que completam corretamente as lacunas são: neutralização e virgem
fino.

Resposta da questão 44:


[A]

Equacionando-se as reações a partir da tabela, vem:

2 H(g) → 1H2(g) + 435 kJ


2 F(g) → 1F2(g) + 160 kJ
2 C (g) → 1 C 2(g) + 245 kJ
1H(g) + 1F(g) → 1HF(g) + 570 kJ
1H(g) + 1 C (g) → 1HC (g) + 430 kJ

1H2(g) + 435 kJ → 2 H(g)

1 C 2 (g) + 245 kJ → 2 C (g)

2 H(g) + 2 C (g) → 2 HC (g) + 2  430 kJ


Global
1H2(g) + 1 C 2(g) + 435 kJ + 245 kJ ⎯⎯⎯⎯
→ 2 HC (g) + 2  430 kJ
Global
1H2(g) + 1 C 2(g) ⎯⎯⎯⎯→ 2 HC (g) + 180 kJ
ΔH = −180 kJ (reação exotérmica)

Conclusão: a formação de HF libera mais energia do que a formação de HC .

Resposta da questão 45:


[C]

[I] Correto:

168 GABARITAGEO.COM.BR
[II] Correto: Num local de menor altitude a concentração de O2 diminui:
Hb + nO2 Hb(O2 )n
Diminui

O equilíbrio desloca para a esquerda.


Para que isto não ocorra, a concentração de Hb em seu sangue deverá aumentar.

[III] Incorreto: Dado: pO2 (pulmão)  pO2 (tecidos).


Nos adultos, a concentração de hemoglobina associada a oxigênio é maior no
pulmão do que nos tecidos, pois quanto maior a concentração, maior a pressão
parcial do gás oxigênio.

Resposta da questão 46:


[A]

Como (sim) significa formação de sólido sobre a placa e (não) significa nenhuma
evidência dessa formação, devemos procurar o sim, ou seja, as possíveis reações
com formação de um sólido, isto significa que cátion metálico reduziu e
provocou a formação de um depósito sólido. Isto ocorre na primeira e na terceira
linha da tabela.
Metal
Solução
Pb Zn Fe
Pb(NO3 )2(aq) (não) (sim) (sim)
Zn(NO3 )2(aq) (não) (não) (não)
Fe(NO3 )2(aq) (não) (sim) (não)

0
Ered (Pb2+ )  Ered
0
(Zn2+ ) e Ered
0
(Fe2+ ) (primeira linha)
0
Ered (Fe2+ )  Ered
0
(Zn2+ ) (terceira linha)
Conclusão: Ered
0
(Pb2+ )  Ered
0
(Fe2+ )  Ered
0
(Zn2+ ).

Em relação ao eletrodo de cobre, quanto menor a força eletromotriz, maior o


potencial de redução do cátion presente na solução.

0
Ered (Pb2+ )  Ered
0
(Fe2+ )  Ered
0
(Zn2+ ).

Conclusão:
F.e.m (Cu − Pb)  F.e.m (Cu − Fe)  F.e.m (Cu − Zn)
0,44 V 0,75 V 1,07 V

GABARITAGEO.COM.BR 169
Resposta da questão 47:
[B]

A partir da equação fornecida, vem:

H2(g) + 1 2 O2(g) → H2O(g) ΔH = −240 kJ mol de H2


1mol H2 240 kJ liberados
nH2 4,80 kJ liberados
nH2 = 0,02 mol

1H2 ⎯⎯→ 2 H+ + 2e −
1mol 2  96.500 C
0,02 mol Q
Q = 0,02  2  96.500 C
t = 10 min = 10  60 s
Q = i t
0,02  2  96.500 = i  10  60
i  6,43 A

Resposta da questão 48:


[D]

A partir da soma equações fornecidas, teremos:

2 FeS2(s) + 7 O2(g) + 2 1 H2O( ) → 2 Fe2+(aq) + 4 SO24−(aq) + 4 2 H+(aq)

2 Fe2+(aq) + 12 O2(g) + 2 H+(aq) → 2 Fe3+(aq) + H2O( )

2 Fe3+(aq) + 6 H2O( ) → 2 Fe(OH)3(s) + 6 H+(aq)

→ 4 SO24−(aq) + 8 H+(aq) + 2 Fe(OH)3(s)


Global
2 FeS2(s) + 7,5 O2(g) + 7 H2O( ) ⎯⎯⎯⎯
Meio
ácido

Razão entre as quantidades de matéria (número de mols) do FeS2(s) e do O2(g) :

2 4
razão = =
7,5 15

Para o meio ácido o valor do pH diminui.

170 GABARITAGEO.COM.BR
Resposta da questão 49:
[C]

Os nutrientes solúveis em água são absorvidos. Observe o intervalo no qual


compostos pouco solúveis não se formam, ou seja, haverá absorção de
nutrientes:

Resposta da questão 50:


[E]

pH = 9  [H+ ] = 10 −9 mol / L
[H+ ]  [OH− ] = 10−14 (25 C; 1 atm)
10−9  [OH− ] = 10−14
[OH− ] = 10−5 mol / L

pH = 8  [H+ ] = 10 −8 mol / L
[H+ ]  [OH− ] = 10−14 (25 C; 1 atm)
10−8  [OH− ] = 10−14
[OH− ] = 10−6 mol / L

Μ  V = Μ '  V ' (diluição)


10−5 mol / L  2 L = 10 −6 mol / L  (2 L + Vadicionado )
Vadicionado = 18 L

GABARITAGEO.COM.BR 171
Resposta da questão 51:
[B]

Sabe-se que 60%, em volume, do biogás são constituídos de metano, como são
gerados 2.000 L de biogás por dia, vem:
60
Vme tano =  2.000 L = 1.200 L
100
Vmolar do me tano = 24 L  mol−1
1.200 L
nme tano = = 50 mols
24 L  mol−1
1 mol de me tano 900kJ
50 mols de me tano Eme tano
Eme tano = 45.000 kJ = 4,5  10 4 kJ

Energia liberada na combustão completa da gasolina = 4,5  104 kJ / L.


Conclusão: 1 L de gasolina gera a mesma quantidade de energia do metano
presente no biogás.

Resposta da questão 52:


[B]

Decomposição de espeleotemas de origem carbonática (estalactites e


estalagmites) devido à presença de água e gás carbônico liberado pelos
visitantes:

CaCO3 (s) + H2O( ) + CO2 (g) → Ca2+ (aq) + 2HCO3− (aq)

Conclusão: O aumento da concentração de gás carbônico que é liberado na


respiração dos visitantes, e que interage com a água do ambiente, pode
provocar a dissolução progressiva dos espeleotemas.

Resposta da questão 53:


[D]

O estudante escolheu um soluto e moveu os cursores A e B até que o mostrador


de concentração indicasse o valor 0,50 mol / L.
Os cursores A e B poderiam estar como mostrado na alternativa D.

172 GABARITAGEO.COM.BR
n
Concentração molar =
V
0,4 mol
Concentração molar =
0,8 L
Concentração molar = 0,50 mol / L

Resposta da questão 54:


[B]

De acordo com o gráfico, o aumento da concentração de KOH provoca o


aumento da velocidade da reação de isomerização.

GABARITAGEO.COM.BR 173
Resposta da questão 55:
[C]

HC  = 0,10 mo L
HC H+ + C −
pH = 1  H+  = 10 −1 mo L
 

Volume da solução de HC = V
H+  = OH−  = 10−1 mo L (neutralização com NaOH em concentração adequada)
   
n + =n −
H OH
H  V = OH−   V
+
    1
10−1  V = 10−1  V1
V = V1

H3CCOH = 0,10 mo L
H3 CCOH H+ + H3 CCOO −
pH = 2,9  H+  = 10 −2,9 mo L
 

Volume da solução de H3CCOH = V


H+  = OH−  = 10 −2,9 mo L (neutralização com NaOH em concentração adequada)
   
n + =n −
H OH
−2,9
10  V = 10−2,9  V2
V = V2
V = V1 
 V1 = V2
V = V2 

174 GABARITAGEO.COM.BR
Resposta da questão 56:
[C]

Cálculo das densidades:

Marca de Densidade
Massa Volume
creme (g/mL)
(g) (mL)
dental
30
A 30 20 d= = 1,5 g / mL
20
60
B 60 42 d= = 1,429 g / mL
42
90
C 90 75 d= = 1,2 g / mL
75
120
D 120 80 d= = 1,5 g / mL
80
180
E 180 120 d= = 1,5 g / mL
120

Quanto maior o volume de água, menor a densidade do creme dental.


A marca que apresenta maior porcentagem de água em sua composição é
aquela que possui a menor densidade, ou seja, C.

Resposta da questão 57:


[C]

Combinações possíveis:
1,2 - 1,3 - 1,4 - 1,5 - 2,3- 2,4 - 2,5 - 3,4 - 3,5 - 4,5 = 10 combinações.

Vinagre (possui ácido acético) ou suco de limão (possui ácido cítrico) podem
reagir com fermento químico (hidrólise básica), ou seja, são possíveis duas
reações químicas num total de 2 combinações:

2 1
Temos 2 reações em 10 possíveis, ou seja, = .
10 5

GABARITAGEO.COM.BR 175
Resposta da questão 58:
[D]

Adição de 1,0 mol de Na2SO4 a 1 L de água (experimento A):


1Na2SO4 → 2Na+ + 1SO42−
3 mols de partículas

A partir da tabela percebe-se que:


Volume Quantidade de Temperatura
de matéria de de
Soluto
água soluto ebulição
(L) (mol) (°C)
1 CaC 2 0,5 100,75

0,5 CaC 2 → 0,5 Ca2+ + 1 C −

1,5 mol de partículas

1,5 mol de partículas 0,75 C


3 mol de partículas ΔT
ΔT = 1,50 C

Conclusão: no experimento A ocorre uma elevação de 1,50 C na temperatura de


ebulição.
Temperatura de ebulição da solução = 101,50 C (100 C + 1,50 C).

Adição de 1,0 mol de glicose a 0,5 L de água (experimento B).

1 mol glicose (C6H12O6 ) 0,5 L de água


nglicose 1 L de água
nglicose = 2 mols de partículas de glicose

A partir da tabela percebe-se que:

Volume Quantidade de Temperatura


de matéria de de
Soluto
água soluto ebulição
(L) (mol) (°C)
1 NaC 1,0 101,00

176 GABARITAGEO.COM.BR
1NaC → 1Na+ + 1C −

2 mols de partículas

Conclusão: no experimento B ocorre uma elevação de 1,00 C na temperatura de


ebulição.
Temperatura de ebulição da solução = 101,00 C (100 C + 1,00 C).

Resposta da questão 59:


[C]

Teremos:
dplástico 1 = 1,10 kg / L
dplástico 2 = 1,14 kg / L

Para separar os plásticos 1 e 2 a densidade da solução utilizada na separação


deverá estar entre estes dois valores (1,10 kg / L  dsolução  1,14 kg / L).
Vtotal = 1000 L
m
d=  m = d V
V
V1 + V2 = 1000 L
dágua  V1 + dsolução NaC  V2
dmédia ponderada =
V1 + V2
1,00  V1 + 1,25  V2
dmédia ponderada =
1000

Testando para cada alternativa, vem:

[A] 900 e 100.


1,00  900 + 1,25  100
dmédia ponderada = = 1,025 kg / L
1000

[B] 800 e 200.


1,00  800 + 1,25  200
dmédia ponderada = = 1,050 kg / L
1000

[C] 500 e 500.


1,00  500 + 1,25  500
dmédia ponderada = = 1,125 kg / L
1000

[D] 200 e 800.

GABARITAGEO.COM.BR 177
1,00  200 + 1,25  800
dmédia ponderada = = 1,200 kg / L
1000

[E] 100 e 900.


1,00  100 + 1,25  900
dmédia ponderada = = 1,225 kg / L
1000

(1,10 kg / L  1,125 kg / L  1,14 kg / L)

Resposta da questão 60:


[A]

A 20°C, 1 mL de ácido etanoico tem massa maior do que 1 mL de ácido n-


pentanoico:
me tanoico
de tanoico =
Ve tanoico
me tanoico
1,04 g / mL =
1 mL
me tanoico = 1,04 g

mn−pen tanoico
dn−pen tanoico =
Vn−pen tanoico
mn−pen tanoico
0,96 g / mL =
1 mL
mn−pen tanoico = 0,96 g
1,04 g  0,96 g
e tanoico n−pen tanoico

Resposta da questão 61:


[B]

Teremos:

178 GABARITAGEO.COM.BR
Com o tempo: Volume do glóbulo vermelho em X > Volume do glóbulo
vermelho em Y > Volume do glóbulo vermelho em Z.

Quanto maior o número de partículas presentes no soluto, maior a concentração


e consequentemente menor a pressão de vapor.

Concentração da solução X < Concentração da solução Y < Concentração da


solução Z.

Pressão de vapor em X > Pressão de vapor em Y > Pressão de vapor em Z.

Conclui-se que a porcentagem em massa de sais é maior na solução Y do que


na solução X.

Resposta da questão 62:


[B]

Com base no gráfico, para um hidrocarboneto que libera 10.700 kcal/kg,


teremos:

massa de carbono
=6
massa de hidrogênio
m
n =  m = n  M, então :
M

GABARITAGEO.COM.BR 179
n carbono  M carbono
=6
n hidrogênio  M hidrogênio
n carbono  12 g / mol n carbono 6 n hidrogênio 12
=6 =  = =2
n hidrogênio 1 g / mol n hidrogênio 12 n carbono 6
n hidrogênio = 2  n carbono  C2H4 .

Resposta da questão 63:


[D]

Análise das afirmações:

I. Correta. A velocidade da reação de Zn com ácido aumenta na presença de Cu.

1,0 g de Zn 8 s Liberação de H2 e
200
4 (raspas) + 1,0 g de (menor calor; massa de Cu
mL
Cu (fio) tempo) não se alterou

O zinco reage com o ácido clorídrico: Zn(s) + HC (aq) ⎯⎯⎯


Cu
→ H2 (g) + ZnC 2 (aq) .

II. Incorreta. Nas experiências, verifica-se a utilização de mesma concentração de


ácido clorídrico (0,2 mol/L) e mesmo volume (200 mL), como na quarta
experiência a velocidade foi maior (menor tempo) conclui-se que o cobre
atuou como catalisador.

III. Correta. Os resultados dos experimentos 1 (raspas) e 3 (pó) mostram que,


quanto maior o quociente superfície de contato/massa total de amostra de Zn,
maior a velocidade de reação.

180 GABARITAGEO.COM.BR
Resposta da questão 64:
[E]

Teremos:

[Pr odutos]
K1 = 1
[Reagentes]

[Pr oduto]
K2 = 1
[Reagente]

A pressão total se mantém constantes durante o experimento, pois a pressão


parcial é proporcional à concentração dos componentes gasosos.

No experimento B teremos em t1 :
[HI]  [H2 ] = [I2 ] .

No experimento A, a velocidade de formação de HI é constante com o passar do


tempo.

GABARITAGEO.COM.BR 181
No experimento B, a quantidade de matéria de HI diminui até que o equilíbrio
seja atingido.

Resposta da questão 65:


[B]

Aplicando a Lei de Hess devemos inverter as duas equações e obteremos a


reação de decomposição do poluente (NO2):

2NO(g) → N2(g) + O2(g) H = − 180 kJ

2NO2(g) → 2NO(g) + O2(g) H = + 114 kJ


2NO2(g) → N2(g) + 2O2(g) H = − 66 kJ

A reação é exotérmica e a quantidade de energia liberada é menor do que 114


kJ.

Resposta da questão 66:


[E]

Teremos:

CH3 CH2CH2CH3(g) (CH3 )CHCH3(g)


Início 70,0 g 0
Durante −m +m
Equilíbrio (70,0 − m) m
MCH3 CH2CH2CH3 = M(CH3 )CHCH3 = M
70,0 − m
[CH3 CH2CH2CH3(g) ] =
M V
m
[(CH3 )CHCH3(g) ] =
M V

A constante de equilíbrio é dada por:

m
[(CH3 )CHCH3(g) ] M V = m
Ke = =
[CH3 CH2CH2CH3(g) ] 70,0 − m 70,0 − m
M V
m m
Ke =  2,5 =  m = 50,0 g
70,0 − m 70,0 − m

182 GABARITAGEO.COM.BR
Resposta da questão 67:
[E]

Análise das afirmativas:

I. Afirmativa correta. Devido à diferença de potencial entre o ferro do arco de aço


(menor potencial de redução) e do cobre (maior potencial de redução), que
estão em contato entre si e em contato com a solução salina da perna da rã,
surge uma corrente elétrica.
II. Afirmativa correta. Nos metais, a corrente elétrica consiste em um fluxo de
elétrons, neste caso o fluxo se dá do ferro presente no arco de aço para o cobre.
III. Afirmativa correta. Nos músculos da rã, há um fluxo de íons contidos na
solução salina que está associado ao movimento de contração.

Resposta da questão 68:


[D]

Período de tempo (5 de abril a 6 de maio) = 32 dias


8 dias 1 meia − vida
32 dias n
n = 4 meias − vidas

Bq Bq Bq Bq Bq
200 mil 3
⎯⎯⎯→
8 dias
100 mil 3 ⎯⎯⎯→
8 dias
50 mil 3 ⎯⎯⎯→
8 dias
25 mil 3 ⎯⎯⎯→
8 dias
12,5 mil 3
cm cm cm cm cm

Resposta da questão 69:


[E]

Podemos obter a densidade da água e do álcool (etanol) a partir do gráfico, pois


0% de etanol corresponde a 100% de água e vice-versa:

GABARITAGEO.COM.BR 183
m m
dálcool =  0,79 =  málcool = 39,5 g
V 50
m m
dágua =  1=  mágua = 50 g
V 50
mtotal = málcool + mágua = 39,5 + 50 = 89,5 g

A partir do gráfico, obtemos a densidade para 50% de etanol:

d = 0,93 g/mL
m 89,5
d=  0,93 =  V = 96,23 mL
V V

Resposta da questão 70:


[B]

Dentre as explicações, está correto apenas o que se propõe em II, ou seja, à


temperatura ambiente, as moléculas dos componentes da gasolina e as do
oxigênio não têm energia de ativação suficiente para iniciar a combustão.

Resposta da questão 71:


[C]

I2( CC 4 )
KC = = 100
I2( aq)

A partir dos valores fornecidos podemos calcular o quociente de concentração:


I2( CC 4 ) 1,0  10 −3
QC = = = 10
I2( aq) 0,1 10 −3

184 GABARITAGEO.COM.BR
Como o quociente de equilíbrio (10) é menor do que a constante de equilíbrio
(100), concluímos que o equilíbrio será deslocado para a direita até o valor da
constante ser atingido.

Resposta da questão 72:


[B]

Temos uma pilha de hidrogênio:

2H2(g) + O2(g) → 2H2O(g)


0 --------------- +1

A reação de oxidação pode ser representada por:

2H2 → 4e- + 4H+ (oxidação/ânodo)

Acrescentando-se OH- (eletrólito) ao ânodo, teremos:

2H2 + 4OH- → 4e- + 4H+ + 4OH- (oxidação/ânodo)

Ou seja,

2H2 + 4OH- → 4e- +4H2O (oxidação/ânodo)

O sentido dos elétrons é representado por a.


O sentido dos íons OH- é representado por b.

Resposta da questão 73:


[E]

A cada um desses frascos, adicionaram-se, em experimentos distintos, 100 mL


de uma solução aquosa de HCℓ de concentração 1,0 mol/L:

1 L ⎯ 1 mol
0,1 L ⎯ n(HCℓ)
n(HCℓ) = 0,10 mol

Frasco 1: 100 mL de H2O(l).

GABARITAGEO.COM.BR 185
Número de mols de H+ = 0,10 mol
Volume final = 100 mL + 100 mL = 200 mL = 0,2 L

[H+]inicial = 10-7
0,1
[H+]final = = 0,5 mol / L
0,2

[H+] aumentou, logo o pH diminuiu.

Frasco 2: 100 mL de solução aquosa de ácido acético de concentração 0,5 mol/L.

Como o ácido acético é fraco, o número de mols de H+ liberado é pequeno, mas


somado ao inicial, teremos: [H+]final > [H+]inicial, logo, o pH final será menor do que o
inicial.

Frasco 3: 100 mL de solução aquosa de KOH de concentração 1,0 mol/L.

1 L ⎯ 1,0 mol
0,1 L ⎯ n(KOH)
n(KOH) = 0,1 mol

HCℓ + KOH → H2O + KCℓ


1 mol 1mol
 0,10 mol 0,10 mol

Neste caso teremos neutralização e o pH será, praticamente, equivalente ao da


neutralidade, ou seja, haverá diminuição do pH em relação à solução inicial que
era básica.

Frasco 4: 100 mL de solução aquosa de HNO3 de concentração 1,2 mol/L.

[H+]inicial = 0,12 mol/L

1 L ⎯ 1,2 mol
0,1 L ⎯ n(HNO3)
n(HNO3) = 0,12 mol

n(H+; na solução de HNO3)  0,12 mol


n(H+; na solução de HCℓ) = 0,1 mol
n(H+ total)  (0,12 + 0,10)  0,22 mol

186 GABARITAGEO.COM.BR
0,22
[H+]  = 0,11 mol / L
0,2
[H+]inicial = 0,12 mol/L
[H+]final = 0,11 mol/L

A concentração de H+ na solução final será menor do que na inicial. Logo, o pH


da solução final será maior do que o da solução inicial.

Resposta da questão 74:


[D]

Enriquecer urânio a 20%, como mencionado nessa notícia, significa aumentar,


para 20%, a quantidade de 235U presente em uma amostra de urânio.

Resposta da questão 75:


[C]

Teremos: (p = período de semidesintegração ou meia-vida)

900 ⎯⎯
P
→ 450 ⎯⎯
P
→ 225

Tempo decorrido = 2 x p = 2 x 5700 anos = 11400 anos.

Subtraindo os anos d.C., vem:


11400 anos – 2010 anos = 9390 anos (aproximadamente 9400 anos).

Gabarito: QUÍMICA GERAL

Resposta da questão 76:


[A]

[Resposta do ponto de vista da disciplina de Química]


Organismos autotróficos conseguem sintetizar seu próprio alimento, já os
heterotróficos não.

[I] A fotossíntese ocorre em organismos autotróficos. Nesta reação ocorre


redução do carbono:

GABARITAGEO.COM.BR 187
CO2  C O O
+4 −2 −2
   
C6H12O6  C6  H   O   xmédio + 12 − 12 = 0  xmédio = 0
   
xmédio  +112  −2 6
luz
6 H2O + 6 CO2 ⎯⎯⎯⎯
→ 6O2 + C6H12O6
Re dução do c arbono
+ 4 ⎯⎯⎯⎯⎯⎯⎯⎯⎯⎯
→0

[II] A quimiossíntese metanogênica ocorre em organismos autotróficos. Nesta


reação ocorre redução do carbono:
CO2  C O O
+4 −2 −2
CH4  C H H H H
−4 +1 +1 +1 +1

CO2 + 4 H2 ⎯⎯⎯→ CH4 + 2 H2O


Re dução
do c ar bono
+4 ⎯⎯⎯⎯⎯⎯⎯→ − 4

[III] A respiração celular ocorre em organismos autotróficos e heterotróficos.


Nesta reação ocorre oxidação do carbono.
   
C6H12O6  C6  H   O   xmédio + 12 − 12 = 0  xmédio = 0
   
xmédio  +112  −2 6
CO2  C O O
+4 −2 −2

6 O2 + C6H12O6 ⎯⎯→ 6 H2O + 6 CO2


Oxidação
do carbono
0 ⎯⎯⎯⎯⎯⎯⎯⎯
→+4

[Resposta do ponto de vista da disciplina de Biologia]


A mudança do estado de oxidação do elemento carbono em cada reação revela
que na fotossíntese há redução e produção de matéria orgânica, portanto,
autotrófico. Durante a quimiossíntese metanogênica há redução e produção de
metano, portanto autotrófica. Na respiração celular verifica-se oxidação e
consumo de matéria orgânica; ocorrendo em autótrofos e heterótrofos.

Resposta da questão 77:


[C]

[Resposta do ponto de vista da disciplina de Química]


Cαlculo do volume da grafita:

188 GABARITAGEO.COM.BR
diâmetro = 2 mm de espessura = 2  10 −3 m = 2  10 −1 cm
raio = 1 mm de espessura = 10−1 m
altura = 15 cm
Vcilindro = (Área da base)  (altura)
Vcilindro = π  r 2  h
Vcilindro = π  (10−1)2  15
Vcilindro = 0,471 cm3
dgrafita = 2,2 g / cm3

1 cm3 2,2 g
3
0,471 cm mgrafita
mgrafita = 1,0362 g

12 g de grafita 6,0  1023 átomos de carbono


1,0362 g de grafita x
x = 5,18  1022 átomos de carbono

[Resposta do ponto de vista da disciplina de Matemαtica]


Tem-se que o volume de grafite ι dado por

2 2
 d  0,2 
π     h  3,14     15
2  2 
 0,47cm3 .

Daν, sabendo que a densidade da grafita ι 2,2 g cm3 , vem que a massa de grafite
ι igual a m = 2,2  0,47  1,03 g.

Portanto, sendo n o nϊmero de αtomos de carbono presentes nessa grafite,


temos

12
n = 1,03  n  5  1022.
23
6  10

Resposta da questão 78:


[B]

Um paralelo com a técnica da destilação é cobrado na resolução da questão.


Neste caso aborda-se o fato de compostos voláteis (pesticidas organoclorados)
evaporarem em regiões mais quentes e posteriormente sofrerem condensação
em regiões mais frias.

GABARITAGEO.COM.BR 189
Resposta da questão 79:
[A]

O impostor seria o elemento hidrogênio (H), pois se trata de um ametal,


enquanto os elementos Cs, K, Na, Li, Rb e Fr são classificados como metais.

Resposta da questão 80:


[C]

No trecho ... a usina o leva a sublimar em cristal o pardo do xarope... o termo


sublimar é usado metaforicamente, já que na sublimação ocorre a mudança de
estado de agregação sólido para o gasoso e vice-versa. O que se percebe no
esquema fornecido é a obtenção de cristais e xarope (após cozimento e
cristalização) e, então a separação das fases por centrifugação.

Resposta da questão 81:


[A]

[A] Correta. A conversão da Biliverdina em Bilirrubina ocorre por meio de uma


redução. O Nox do carbono destacado varia de −1 para − 2.

[B] Incorreta. A Biliverdina não é capaz de transportar O2 para as células do


corpo, pois não possui átomo de ferro (Fe).

[C] Incorreta. Apenas as estruturas da Biliverdina e a Bilirrubina contêm o grupo


funcional amida.

190 GABARITAGEO.COM.BR
[D] Incorreta. A degradação do grupo heme para a formação da Biliverdina
produz duas amidas.

[E] Incorreta. O Grupo Heme ( C34H32FeN4O4 ) , a Biliverdina ( C33H34N4O6 ) e a


Bilirrubina ( C33H36N4O6 ) não são isômeros, pois possuem fórmulas moleculares
diferentes.

Resposta da questão 82:


[D]

As temperaturas eram baixas o suficiente nos períodos frios para congelar os


alimentos, e a baixa pressão atmosférica nas altas montanhas possibilitava a
sublimação.

GABARITAGEO.COM.BR 191
Resposta da questão 83:
[E]

De acordo com a tabela fornecida no texto, constata-se que o sódio (Na) e o césio
(Cs) pertencem ao grupo 1 ou família IA, isto significa que apresentam um elétron
de valência e formam cátions monovalentes (Na+ e Cs+ ). Isto significa que não
formariam uma “molécula” espontaneamente, pois seus cátions se repelem.

Resposta da questão 84:


[C]

Como o ponto de ebulição da acetona (56 C) é menor do que o do ácido


maleico (202 C), conclui-se que após a destilação, a acetona (substância mais
volátil) é recolhida no condensador e que o resíduo sólido é do ácido maleico,
ou seja, ele é a substância representada pelo retângulo.

192 GABARITAGEO.COM.BR
Conclusão:
Tanto no recipiente M como no recipiente X, estão representadas soluções
saturadas de ácido maleico cuja solubilidade diminui com a diminuição da
temperatura. A uma determinada temperatura, as concentrações em M e N e
em X e Y são iguais. Em diferentes instantes, as moléculas representadas por
um retângulo pertencem a um composto que pode estar dissolvido (em
solução) ou no estado sólido (corpo de chão).
GABARITAGEO.COM.BR 193
Resposta da questão 85:
[C]

mO2 acrescentada = 1,20 g


1
1 mol de Cinamaldeído + mol de O 2 1mol Ácido careboxílico
2
1
132 g  32 g
2
p  19,80 g 1,20 g
132 g  1,20 g
p=
1 
 2  32 g   19,80 g
 
p = 0,50 = 50%

Resposta da questão 86:


[A]

9
mH2O(v) =  4,5 mg = 0,405  10 −3 g
100
MH2O = ( 2  1 + 16 ) g mol = 18 g  mol−1

V = 0,1mL = 0,1 10−3 L


R = 0,082 L  atm  mol−1  K −1
T = 177 + 273 = 450 K
P V = nR T
m
P V = R T
M
0,405  10−3 g
Pfinal  0,1 10−3 L =  0,082 L  atm  mol−1  K −1  450 K
−1
18 g  mol
Pfinal = 8,30025 atm  8,3 atm

A associação correta entre região do milho e Pfinal é dada por:


A= endosperma e Pfinal = 8,3 atm.

Resposta da questão 87:


[B]

O volume corresponde ao espaço ocupado pelo corpo. Os líquidos têm volume


constante, porém a forma é variável, o que é representado pelos gatos dentro
dos recipientes.

194 GABARITAGEO.COM.BR
Resposta da questão 88:
[C]

GABARITAGEO.COM.BR 195
Resposta da questão 89:
[D]

Resposta da questão 90:


[D]
Como o H3CC já se encontra no estado gasoso a 25 C, deve-se fazer a destilação
fracionada dos outros compostos que se encontram no estado líquido.
Ponto de
Composto Ponto de ebulição (C)
fusão (C)
H3CC −97,4 −23,8 (Gasoso a 25 C)
H2CC 2 −96,7 (Líquido a 25 C) 39,6
HCC 3 −63,5 (Líquido a 25 C) 61,2
CC 4 −22,9 (Líquido a 25 C) 76,7

196 GABARITAGEO.COM.BR
Destes compostos, o H2CC 2 apresenta o menor ponto de ebulição ( 39,6 C), logo
será recolhido antes dos outros no processo de separação.

Resposta da questão 91:


[C]

Adicionando-se ácido clorídrico, em solução aquosa, a carbonato de cálcio,


teremos a seguinte reação: HC (aq) + CaCO3(s) → H2O( ) + CO2(g) + CaC 2(aq) .

A diferença de massa entre a massa inicial e a massa restante após cada


intervalo de tempo corresponderá à massa do gás eliminado no processo
(CO2(g) ).

Então:
1mol CO2 Vmolar (CO2 )  1mol CO2 24 L
 nCO2 VCO2
nCO2 VCO2 
mCO2 mCO2
VCO2 = 24  nCO2 = 24  = 24 
MCO2 44
0 − 60 (s)
110,0 − 109,38 = 0,62 g de CO2
0,62
VCO2 = 24  = 0,34 L
44

60 − 180 (s)
110,0 − 109,12 = 0,88 g de CO2
0,88
VCO2 = 24  = 0,48 L
44

180 − 240 (s)


110,0 − 108,90 = 1,10 g de CO2
1,10
VCO2 = 24  = 0,60 L
44

GABARITAGEO.COM.BR 197
Resposta da questão 92:
[D]

[I] Correto:
Combustão do propano:
250 L de ar 100%
VO2 20%
VO2 = 50 L
1 C3H8(g) + 5 O2(g) → ...............
1 volume 5 volume
10 L 50 L
Vpropano colocado = 50 L
Vpropano utilizado = 10 L
50 L − 10 L = 40 L de C3H8 restantes
Conclusão: combustão incompleta.

[II] Incorreto:
1 C3H8(g) + 5 O2(g) → 3 CO2(g) + 4 H2O( )
1 volume 5 volumes
50 L 250 L
Vpropano colocado = 50 L
Vpropano utilizado = 50 L
Var 100%
250 L 20% (oxigênio)
Var = 1.250 L

[III] Correto:
1 C3H8(g) + 5 O2(g) → ...............
1 volume 5 volume
50 L 250 L  0,20
Excesso
50 L  5 volume  250 L  0,20  1 volume
Conclusão: o propano está em excesso.
Devido ao excesso de gás propano no sistema e à combustão incompleta, é
provável que, nessa combustão, tenha se formado fuligem.

198 GABARITAGEO.COM.BR
Resposta da questão 93:
[E]

25
C8H18(g) + O2(g) → 8 CO2(g) + 9 H2O(g)
2
114 g 9  18 g
162 g
massa de
água formada

Massa a ser retida = 114 g


114 g
= 0,7037 = 70,37037 %  70 %
162 g

Resposta da questão 94:


[D]

As três amostras metálicas de mesma massa reagiram, separada e


completamente, com uma solução aquosa de ácido clorídrico (HC (aq) ) de
concentração 0,1mol/ L. Então:

Experimento 1:
Fe(s) + 2HC (aq) → H2 (g) + FeC 2 (aq)
56 g 2 mol
5,6 g 0,2 mol
n
[HC ] = HC
V1
0,2
0,1 =  V1 = 2 L
V1

Experimento 2:
mamostra = mFe + mMg  mFe = (5,6 − mMg ) g
Mg(s) + 2HC (aq) → H2 (g) + MgC 2 (aq)
24 g 2 mol
mMg g n(I)HC
2  mMg 1 mMg
n(I)HC = mol = mol
24 12
Fe(s) + 2HC (aq) → H2 (g) + FeC 2 (aq)
56 g 2 mol
(5,6 − mMg ) g nHC
2  (5,6 − mMg ) 5,6 − mMg
n(II)HC = = mol
56 28

GABARITAGEO.COM.BR 199
n(I)HC + n(II)HC
[HC ] =
V2
 1 mMg 5,6 − mMg 
 12 + 28 
0,1 =  
V2
 28  mMg + 12  5,6 − 12  mMg   16  mMg + 67,2 
   
V2 =  12  28 =  336  = 16  mMg + 67,2
0,1 0,1 33,6
(
V2 = 2 + 16  mMg L )
Conclusão : V2  V1.

Experimento 3:
mamostra = mFe + mSn  mFe = (5,6 − mSn ) g
Sn(s) + 2HC (aq) → H2 (g) + SnC 2 (aq)
24 g 2 mol
mSn g n(III)HC
2  mSn 2  mSn
n(III)HC = mol = mol
119 119
Fe(s) + 2HC (aq) → H2 (g) + FeC 2 (aq)
56 g 2 mol
(5,6 − mSn ) g nHC
2  (5,6 − mMg ) 5,6 − mSn
n(IV)HC = = mol
56 28
n(III)HC + n(IV)HC
[HC ] =
V3
 2  mSn 5,6 − mSn 
 119 + 
0,1 =  
28
V3
 2  28  mSn + 119  5,6 − 119  mSn   −63  mSn + 666,4 
 119  28    −63  m + 666,4
V3 =  = =
3.332 Sn
0,1 0,1 333,2
V3 = ( 2 − 63  mSn ) L
Conclusão : V3  V1.

Teremos:
V2  V1 e V3  V1 ou V1  V3 .
Conclusão final : V2  V1  V3 .

200 GABARITAGEO.COM.BR
Resposta da questão 95:
[D]

[I] Correta. A aparência macroscópica do fleróvio é desconhecida, mas,


provavelmente, será a de um sólido metálico, pois se encontra no grupo 14
abaixo do chumbo.

[II] Incorreta. Na formação do fleróvio-288, por processo análogo ao da síntese do


fleróvio-289, são liberados 4 nêutrons.
244 48 288
94 Pu + 20 Ca → 114 F + 4n

[III] Correta. No grupo da tabela periódica ao qual pertence o fleróvio (4A ou 14),
há elementos que formam óxidos covalentes. Exemplos de óxidos covalentes:
carbono (grupo 14): CO; CO2; enxofre (grupo 16): SO2; SO3; etc.

Resposta da questão 96:


[C]

Quatro elementos químicos necessários para que possa se desenvolver vida


semelhante à da Terra: carbono, hidrogênio, oxigênio e nitrogênio.

Conclusão: metano (CH4 ), dióxido de carbono (CO2 ) e dióxido de nitrogênio (NO2 )


(Planeta III).

Resposta da questão 97:


[E]

Mistura de compostos (apresenta moléculas diferentes entre si):

GABARITAGEO.COM.BR 201
Amostra da substância nitrogênio (N2 ) (moléculas iguais) :

Resposta da questão 98:


[D]

Massa do tubo vazio = 8,70 g


Massa do tubo de ensaio + Massa do NaHCO3 = 11,20 g
mNaHCO3 = 11,20 − 8,70 = 2,50 g

Massa do tubo de ensaio + produto sólido = 10,45 g


Massa do produto sólido (NaC ) = 10,45 − 8,70 = 1,75 g (II)

NaHCO3 (s) + HC (aq) → NaC (aq) + CO2 (g) + H2O( )


reage totalmente em excesso
84 g 44 g
2,50 g mCO2
mCO2 = 1,31 g (III)

NaHCO3 (s) + HC (aq) → NaC (aq) + CO2 (g) + H2O( )


84 g 36 g
2,50 g mHC
mHC (reagiu) = 1,07 g (não é possível calcular o excesso)
É possível determinar a massa de II e III.

202 GABARITAGEO.COM.BR
Resposta da questão 99:
[C]

A partir da análise do gráfico, vem:

Amônia + Gás carbônico → Ureia + Água


90 g mCO2 160 g 50 g
90 + mCO2 = 160 + 50
mCO2 = 120 g
Amônia + Gás carbônico → Ureia + Água
90 g 120 g
270 g m'CO2
m'CO2 = 360 g  350 g

Resposta da questão 100:


[E]

O plástico (termoplástico) tem boa resistência a impactos, mas não poder ser
levado diretamente ao fogo, pois pode sofrer fusão.

O metal pode ser levado diretamente ao fogo, mas está sujeito a corrosão.

A louça (material cerâmico) apresenta pouca reatividade química, mas ter pouca
resistência a impactos.

GABARITAGEO.COM.BR 203
Resposta da questão 101:
[D]

O ingrediente Z é o emulsificante que atrai tanto as moléculas de água como as


do óleo vegetal formando a emulsão.

Resposta da questão 102:


[C]

Cálculo da quantidade de átomos que um recipiente selado de 22,4 L, contendo


H2, mantido a 2 atm e 273 K:

P V = nR T
R = cons tan te
De acordo com a tabela :
T = cons tan te
V = cons tan te
V
n = P
RT
n = k P

n = k  2 = 2k
Para o hidrogênio (H2 ) :
n = 2  2k = 4k

O número de mols é diretamente proporcional à pressão, então:

n Átomos
Recipien Temperat Pressã Volum
Gás (mo (mol)
te ura (K) o (atm) e (l)
l)
1 O3 273 1 22,4 k 3k
2 Ne 273 2 22,4 2k 2k
3 He 273 4 22,4 4k 4k
4 N2 273 1 22,4 k 2k
5 Ar 273 1 22,4 k k

O gás do recipiente 3 (He) contém a mesma quantidade de átomos que um


recipiente selado de 22,4 L, contendo H2, mantido a 2 atm e 273 K, ou seja, 4k
átomos.

204 GABARITAGEO.COM.BR
Resposta da questão 103:
[B]

O frasco 2 é o único que apresenta pH igual ou maior do que 8,5 (rosa), logo
contém uma base forte (NaOH).
No frasco 4 não ocorre condução de eletricidade, conclui-se que a solução é
formada por moléculas, ou seja, sacarose.
No frasco 3 ocorre reação com Mg(OH)2, conclui-se que apresenta um ácido, ou
seja, HC .
No frasco 1 ocorre condução de eletricidade, não ocorre reação com hidróxido
de magnésio e a hidrólise é neutra, ou seja, a solução é de cloreto de potássio
(KC ).

Cor da solução
Reação
após a Condutibilidade
Frasco com
adição de elétrica
Mg(OH)2
fenolftaleína
1 (KC ) incolor conduz não
2 (NaOH) rosa conduz não
3 (HC ) incolor conduz sim
4 (sacarose) incolor não conduz não

Resposta da questão 104:


[E]

O ródio (Rh) é um metal de transição sólido à temperatura ambiente e condutor


de eletricidade.
Possui massa atômica maior do que o cobalto (Co), pois está posicionado no
quinto período da tabela periódica e o cobalto (Co) no quarto.
O ródio (Rh) não possui as mesmas propriedades do estrôncio (Sr - grupo 2), pois
está posicionado no grupo 9.

Resposta da questão 105:


[A]

O aumento da temperatura faz aumentar a pressão do gás no interior da lata, o


que pode causar uma explosão do gás butano.

GABARITAGEO.COM.BR 205
Resposta da questão 106:
[B]
Teremos as seguintes reações químicas:

[I] aquecimento de CaCO3 puro:


Δ
CaCO3 (s) ⎯⎯→ CO2 (g) + CaO(s)
CO2 (g) + Ca(OH)2 (aq) → CaCO3 (s) + H2O( ) (turvação − frasco 2)

[II] combustão de uma vela;


__ CxHy (s) + __ O2 (g) → __ CO2 (g) + __ H2O(v)
Parafina
nH2O(v) + CoC 2 (s) → CoC 2 .nH2O (aparecimento de coloração rosa − frasco 1)
CO2 (g) + Ca(OH)2 (aq) → CaCO3 (s) + H2O( ) (turvação − frasco 2)

[III] reação de raspas de Mg (s) com HC (aq).


Mg(s) + 2HC (aq) → H2 (g) + MgC 2 (aq)
Não são observadas alterações nos frasco 1 e 2.

Resposta da questão 107:


[D]
Uma moeda antiga de cobre estava recoberta com uma camada de óxido de
cobre (II). Para restaurar seu brilho original, a moeda foi aquecida ao mesmo
tempo em que se passou sobre ela gás hidrogênio, então:
CuO(s) + H2 (g) → Cu(s) + H2O(v) .

As massas da moeda, antes e depois do processo descrito, eram,


respectivamente, 0,795 g e 0,779 g, logo com estes valores podemos determinar
a massa de oxigênio presente na moeda:
moxigênio = 0,795 − 0,779 = 0,016 g

CuO = 63,5 + 16 = 79,5 g / mol


79,5 g (CuO) 16 g (oxigênio)
mCuO 0,016 g
mCuO = 0,0795 g

A massa da moeda antes (0,795 g) corresponde a 100%, então a porcentagem


em massa do óxido de cobre (II) presente na moeda, antes do processo de
restauração, era de 10%:

100% 0,795 g
p 0,0795 g
p = 10 %

206 GABARITAGEO.COM.BR
Resposta da questão 108:
[E]

Verifica-se que os elementos Pt, Au e Hg estão localizados na mesma linha da


tabela periódica (mesmo período) e são consecutivos (números atômicos
crescentes).

Os elementos Li, Na e K pertencem ao mesmo grupo ou família (metais alcalinos;


um elétron de valência), por isso possuem a mesma reatividade.

Os elementos Ne, Ar e Kr pertencem ao grupo dos gases nobres, e apresentam


o mesmo estado físico (gasoso) à temperatura ambiente.

Resposta da questão 109:


[A]

Devemos substituir:
- Misturinhas por compostos.
- Coisa por elemento químico.
- Caroçinhos por átomos.

Então teremos:

“– São compostos dos elementos químicos hidrogênio e carbono. Os átomos de


um se ligam aos átomos de outro.”

Resposta da questão 110:


[D]

A partir da análise do gráfico podemos obter a relação estequiométrica entre o


estanho (Sn) e o iodo na formação do iodeto de estanho IV (SnI4):

GABARITAGEO.COM.BR 207
Sn + 2I2 → SnI4
0,2 g − − x − − − −1 g  0,2 + x = 1  x = 0,8 g
0,4 g − −2x − − − 2 g
Então,
Sn + 2I2 → SnI4
0,2 g − −0,8 g − − − 1 g
0,4 g − −1,6 g − − − 2 g

A relação entre as massas será dada por:

massa de I2 0,8 g
= =4
massa de Sn 0,2 g

Então,
mI2 0,8 g m m
= =4 (n = M= )
mSn 0,2 g M n
mI2 0,8 g
MI2 nI2 MI2 2 mol 0,8 2
=  = = =
MSn mSn MSn 0,2 g 0,4 1
nSn 1 mol

Resposta da questão 111:


[C]

Na fase gasosa predominam as moléculas de HC e na fase líquida, como o HC


sofre ionização ( HC → H+ + C − ) predominam os íons H+ e C − .

208 GABARITAGEO.COM.BR
Resposta da questão 112:
[B]

Análise das afirmações:

I. Afirmação correta. Com base na variação (x) de altura da coluna de água dentro
do primeiro tubo de ensaio, é possível estimar a porcentagem de oxigênio no
ar, pois o ferro, na presença da água, reage com o oxigênio do ar formando
ferrugem.
II. Afirmação incorreta. O ferro está em excesso, pois, foi parcialmente corroído.
III. Afirmação correta. O segundo tubo foi mergulhado no recipiente com óleo a
fim de avaliar a influência da água no processo de corrosão. Neste caso não
houve variação no nível de óleo, pois não ocorre reação na presença deste
composto.

Resposta da questão 113:


[E]

I. A adição de algumas gotas de fenolftaleína a amostras de cada solução fez


com que apenas a amostra de B (NaOH; base forte) se tornasse rosada.

II. A solução rosada (básica), obtida no ensaio I, tornou-se incolor pela adição de
amostra de A (H2SO4 - solução ácida); temos uma neutralização.

III. Amostras de A e C produziram precipitados brancos quando misturadas, em


separado, com amostras de D.

H2SO4(aq) (A) + BaCℓ2 (D) → BaSO4  + 2HCℓ(aq)

K2SO4(aq) (C) + BaCℓ2 (D) → BaSO4  + 2KCℓ(aq)

GABARITAGEO.COM.BR 209
Resposta da questão 114:
[D]

A partir da equação de Clapeyron (equação do estado de um gás), vem:


m
PV= RT
M
7,4
P  0,8 =  0,08  (37 + 273)
74
P = 3,1 atm

Gabarito: MEIO AMBIENTE

Resposta da questão 115:


[D]

[Resposta do ponto de vista da disciplina de Química]


De acordo com o gráfico fornecido no enunciado da questão, a produção de
eletricidade e calor (25%) corresponde a um quarto do conjunto de gases do
efeito estufa de origem antropogênica lançados na atmosfera, principalmente,
devido à queima de combustíveis fósseis em usinas termoelétricas.

[Resposta do ponto de vista da disciplina de Geografia]


A afirmativa [D] está correta porque 25% dos gases de efeito estufa são
originários da produção de eletricidade e calor. As afirmativas incorretas são: [A],
porque os setores de Construção e Produção de outras energias totalizam 16%
e, portanto, superior ao setor de transportes que totaliza 14%; [B], porque as
maiores emissões de metano se dão pela produção de eletricidade e calor; [C],
porque as maiores emissões resultantes da produção de eletricidade e calor
cabem aos países ricos, em razão da forte industrialização e alto poder de
consumo da população; [E], porque o CO2 é o componente majoritário na
produção do petróleo.

210 GABARITAGEO.COM.BR
Resposta da questão 116:
[D]

As afirmativas II e III são corretas.


Teremos:

C8H18 + 12,5O2 → 8CO2 + 9H2O


114 g ------------- 8 x 44 g
700 g ------------- m(CO2)
m(CO2) = 2161,4 g  2,2 kg

A diferença entre as massas de gás carbônico emitidas pelos EUA e pela China,
no período de 1900 a 2000, em bilhões de toneladas, é dada pela área da região
compreendida entre as duas curvas e duas retas verticais, passando pelos pontos
correspondentes aos anos de 1900 e de 2000.

Gabarito: ORGÂNICA

Resposta da questão 117:


[A]

[Resposta do ponto de vista da disciplina de Química]


Dentre as hipóteses formuladas para explicar a ocorrência da “terra preta”, a mais
plausível seria a da decomposição gradativa de restos de peixes e caça (fósforo
e cálcio) e a deposição da fuligem (carvão) gerada pela queima de madeira,
empregada no cozimento de alimentos.

[Resposta do ponto de vista da disciplina de Biologia]


A ocorrência da “terra preta” em certas regiões amazônicas pode ser causada
pela decomposição gradual de restos de peixes e caça e deposição da fuligem
da queima de lenha no cozimento dos alimentos pelos habitantes do local.

GABARITAGEO.COM.BR 211
Resposta da questão 118:
[A]

[Resposta do ponto de vista da disciplina de Química]


Nas sinapses, a propagação dos impulsos nervosos, desencadeados pelo
consumo dessa pimenta, se dá pela ação de neurotransmissores.

O processo de evaporação do suor é endotérmico (absorve calor):


H2O( ) + calor → H2O(v).

Produtos da hidrólise ácida da capsaicina:

[Resposta do ponto de vista da disciplina de Biologia]


Os neurotransmissores são substâncias químicas responsáveis pela transmissão
de impulsos nervosos nas sinapses entre neurônios e entre axônios de neurônios
e órgãos, tais como, músculos e glândulas.

212 GABARITAGEO.COM.BR
Resposta da questão 119:
[E]

[Resposta do ponto de vista da disciplina de Química]

As cenouras de coloração laranja podem ter sido trazidas a Pernambuco durante


a invasão holandesa e contêm um pigmento natural que é um hidrocarboneto
insaturado, que é o caso do betacaroteno, de acordo com a fórmula estrutural
fornecida no texto da questão, que apresenta duplas ligações conjugadas e
isomeria trans (na cadeia aberta).

[Resposta do ponto de vista da disciplina de História]

O enunciado situa o desenvolvimento das cenouras de cor laranja como tendo


ocorrido na própria Holanda durante a segunda metade do século XVI. Esses
dados eliminam as alternativas [A], [B] e [C,] que atribuem à cenoura laranja uma
origem externa. Também eliminam a alternativa [D], pelo fato de que os
primeiros degredados portugueses começaram a chegar ao Brasil ainda na
primeira metade daquele século, além de que não havia vínculos entre esses e
os holandeses naquele momento. A alternativa [E], mesmo levando em
consideração seu caráter especulativo, é a única possível, pela extensão da
presença holandesa na região nordeste do Brasil e pelo momento em que essa
ocorreu.

Resposta da questão 120:


[E]

GABARITAGEO.COM.BR 213
Resposta da questão 121:
[B]

Essa representação pode ser corretamente associada à formação de um


polímero a partir de átomos que se unem formando moléculas de tamanhos
variados (monômeros), que por sua vez se ligam formando cadeias cada vez
maiores.

Resposta da questão 122:


[C]

Esquematicamente, percebe-se a saída de água (H2O) duas vezes:

Resposta da questão 123:


[B]

Considerando que a 2,4‐dinitrofenilhidrazina seja utilizada para quantificar


(reagir) com a cetona fornecida no enunciado da questão, retirando a água
(conforme o esquema fornecido), vem:

214 GABARITAGEO.COM.BR
Resposta da questão 124:
[D]

O polímero EPDM é obtido por adição, então:

GABARITAGEO.COM.BR 215
Resposta da questão 125:
[B]

[I] Trata-se de uma oxidação em meio ácido.


Oxidante
R − OH ⎯⎯⎯⎯⎯
+
→ R − COOH (pH = 4)
H
Álcool Ácido insolúvel
em água fria

[II] Tem-se uma esterificação.


Esterificação
R − COOH + CH3 − CH2 − OH ⎯⎯⎯⎯⎯⎯→ Éster aromático + HOH

Então:

Resposta da questão 126:


[E]

O composto 1 formado a reação descrita no enunciado é o ácido acético ou


etanoico presente no vinagre.

216 GABARITAGEO.COM.BR
Resposta da questão 127:
[A]

A partir da análise da estrutura da N-metil-fenilalanina, vem:

Resposta da questão 128:


[B]

A partir do esquema fornecido, teremos:

GABARITAGEO.COM.BR 217
Resposta da questão 1 29:
[D]

Teremos:

Resposta da questão 130:


[E]

Com base nessas informações, conclui-se corretamente que a miopia poderá


atingir crianças cujo organismo venha a produzir a amina X em quantidade
insuficiente, levando à formação de olho do tipo III.

X apresenta as funções amina e fenol:

Percebe-se que a imagem é formada antes da retina na figura III (miopia).

218 GABARITAGEO.COM.BR
Resposta da questão 131:
[B]

O Processo A, usado em conjunto com o processo tradicional, permite maior


produção de etanol por hectare cultivado, pois o bagaço de cana, além de ser
transformado em etanol durante o processo de fermentação, é mais barato do
que o caldo de cana. Além disso, o produto da hidrogenação do farneseno é um
hidrocarboneto que pode ser utilizado como combustível (diesel de cana).

Resposta da questão 132:


[C]

Análise das afirmações:

I. Correta. O craqueamento é importante economicamente, pois converte


frações mais pesadas de petróleo em compostos de grande demanda como
as gasolinas e os querosenes.

II. Incorreta. O craqueamento absorve grande quantidade de energia para


ocorrer a ruptura de ligações químicas nas moléculas de grande massa
molecular.

III. Correta. A presença de catalisador permite que as transformações químicas


envolvidas no craqueamento ocorram mais rapidamente, ou seja, acelera as
reações.

GABARITAGEO.COM.BR 219
Resposta da questão 133:
[C]

A transformação que ocorre é a hidrólise do éster na qual X equivale a uma


molécula de água:

Resposta da questão 134:


[D]

Teremos as seguintes fórmulas estruturais e suas respectivas fórmulas


moleculares:

220 GABARITAGEO.COM.BR
O linalol e citronelal são isômeros, pois possuem a mesma fórmula molecular (
C10H18O ).

Resposta da questão 135:


[D]

As características apresentadas descrevem um sólido molecular.


Nos sólidos moleculares os pontos do retículo cristalino são ocupados por
moléculas.
Sabemos que as ligações existentes entre os átomos de uma molécula são
ligações covalentes e estas moléculas são eletricamente neutras.
Quando um sólido (soluto) é adicionado a um líquido (solvente) se inicia um
processo de destruição de sua estrutura cristalina.
Lentamente as partículas do solvente atacam a superfície do retículo cristalino
e começam a remover as partículas que formam o sólido, cercando-as e
arrastando-as para longe, ou seja, ocorre uma dispersão das partículas do sólido
cristalino.
Como consequência desse fenômeno temos a destruição do sólido (soluto) e a
alteração da estrutura do solvente que carrega outras partículas deferentes das
suas.
Este fenômeno ocorre com maior ou menor intensidade de acordo com as
forças de atração entre as partículas formadoras do solvente e do soluto e
também das interações existentes entre as partículas do soluto entre si (soluto-
soluto) e do solvente entre si (solvente-solvente).

Considerando essas informações, o sólido em questão pode ser o ácido cis-


butenodioico:

GABARITAGEO.COM.BR 221
Resposta da questão 136:
[A]

Examinando-se as fórmulas desses compostos, verifica-se que dois dos grupos


funcionais que estão presentes no oseltamivir estão presentes também no
zanamivir: amidas e éteres.

222 GABARITAGEO.COM.BR

Você também pode gostar