Você está na página 1de 11

Geologia

Betty Fernandes
2019/2020
Geologia 10º ano
Geologia 10º ano

Código de cores:
-Retirado de manuais de preparação para o exame nacional e PWPs da professora e Leya
Código do livro de preparação para o exame nacional 2020:

A(Escola
Terra e os seus
virtual) QHRF5T3T7J

subsistemas em
interação

2
Geologia 10º ano
Geologia 10º ano

Sistema- qualquer parte do Universo que pode ser isolada Subsistemas interdependentes
do restante, para que sejam observadas e quantificadas as
(Reservatórios terrestres), com
suas alterações.
-Influenciam o meio e são influenciados por ele, através da
fluxo de energia e matéria entre si
troca de energia e matéria.
Estes subsistemas são abertos porque trocam entre si
-Exercem uma autorregulação, visando a manutenção do
matéria e energia, permitindo que o sistema Terra funcione
seu equilíbrio interno.
como um todo, sempre em permanente atividade.
-Em qualquer sistema pode considerar-se uma
fronteira/limite que separa o meio interno do meio
 Atmosfera- subsistema de natureza essencialmente
exterior envolvente.
gasosa que envolve a superfície terrestre , sendo composta
 Sistema Isolado: não existem trocas de matéria
por uma mistura de gases onde predominam o azoto, O2,
nem de energia para o exterior (ex: garrafa térmica);
árgon, CO2 e o vapor de água.
 Sistema fechado: possibilita trocas de energia,
-A 1ª camada, TROPOSFERA, mantém condições
mas não de matéria, com o meio que o rodeia (ex:
favoráveis à existência da vida na Terra.
Terra);
-A camada seguinte, ESTRATROSFERA, caracterizada
-A Terra é considerada um sistema fechado. Recebe
pela presença de ozono, gás importante na filtração da
abundante energia proveniente das radiações
radiação ultravioleta da luz solar. Sendo a estratosfera
solares, refletindo parte dessa energia sob a forma de
o principal filtro para os raios ultravioletas.
radiações infravermelhas. Relativamente à matéria,
-Funciona como barreira parcial às radiações solares,
embora se perca uma pequena percentagem de
refletindo parte destas em forma de radiação
átomos de H e se ganhe algum material extraterrestre
infravermelha. No entanto, também ocorre absorção
(sob a forma de meteoritos), considera-se que não há
de radiação, o que provoca o seu aquecimento.
trocas de matéria, pois estas são muito reduzidas (são
insignificativas) quando comparadas com a massa da
Terra. – O que implica uma gestão de recursos pois

diminuição progressiva dos valores de pressão, de temperatura e de densidade.


estes são finitos/esgotáveis e ao ritmo que estamos a
consumir, podem não ser suficientes para as futuras
gerações, obrigando à sua gestão sustentável.
 Sistema aberto: há constantemente trocas de
energia e matéria com o exterior.

 Geosfera: corresponde à parte sólida da Terra e regiões


Sistema Terra- para além de se considerar a Terra um
do seu interior, constituídas por rochas e pelos produtos
sistema fechado esta também é um sistema composto uma
de alteração das rochas.
vez que é resultado da interação de subsistemas
-Serve de suporte à vida da Terra e é fonte de
interdependentes, cujas principais fontes de energia
materiais para os seres vivos;
provêm das radiações solares e do calor interno do planeta.
- O seu dinamismo manifesta-se através de
fenómenos sísmicos, fenómenos vulcânicos e
movimento das placas tectónicas.

3
Geologia 10º ano
Geologia 10º ano

emanadas elevadas quantidades de poeiras finas


(dióxido de enxofre), que
 Hidrosfera: engloba a totalidade da água
existente na Terra no estado sólido (criosfera) ou líquido (x
vapor reduzem a quantidade de luz que atinge a superfície,
de água nem a água que se encontra na constituição dos provocando a diminuição da temperatura superficial
organismos). (influencia o equilíbrio térmico), nos anos após as erupções -
A maior quantidade de água existente encontra-se salgada, afetará a Biosfera e o ciclo hidrológico.
nos oceanos, a que se segue a água no Por outro lado, a geosfera pode ser alterada pela
estado sólido nos glaciares e nas calotes polares. ação dos gases.
E a restante no estado líquido, em zonas continentais.
 Interação Atmosfera-Biosfera: Ex: a camada de ozono
situada na estratosfera constitui o principal filtro para
O ciclo da água, gerado através da energia solar é
responsável pela notável alteração da superfície os raios ultravioletas, que provocam danos e mutações
no material genético das células dos seres vivos. O
continental.
aparecimento da camada de ozono contribuiu para a
absorção da radiação ultravioleta, permitindo a
existência de vida à superfície dos continentes. – A
camada de ozono da atmosfera protege a biosfera.
Os seres vivos (biosfera) libertam continuamente gases
para a atmosfera através de processos fotossintéticos
e respiratórios (troca de O2 e CO2 entre os 2
subsistemas).

 Interação Biosfera-Geosfera: Ex: A geosfera garante a


sustentação física, nutrição (fornece os minerais) às
plantas que integram a biosfera; a distribuição dos
seres vivos é influenciada pelas características do solo, e
por sua vez, estes também modificam a geosfera: as
 Biosfera: subsistema terrestre que integra
todos os organismos vivos e matéria orgânica não plantas podem alterar física e quimicamente as rochas
através das suas raízes (crescimento radicular) e dos
decomposta (biomassa).
ácidos por ela produzidos contribuindo para o processo
erosivo.
O equilíbrio global da Terra depende da interação entre os
subsistemas que a constituem, sendo todos os subsistemas A decomposição orgânica da biosfera resulta em sais
que são integrados na geosfera.
considerados como abertos havendo constantemente
trocas de energia e de matéria. Logo caso um destes
subsistemas seja afetado/modificado , poderá afetar todos  Interação Atmosfera-Hidrosfera: estão relacionadas
os outros e consequentemente a Terra como um todo. através do ciclo da água. O movimento da água ao
longo do ciclo hídrico é acionado pela energia imitida
Ex: poluente na água- a água flui entre a hidrosfera,
atmosfera e geosfera, passando pelos seres vivos, logo o pelo sol e pela gravidade. Através da evaporação, a
água da hidrosfera é transferida para a atmosfera . A
poluente não vai apenas prejudicar a qualidade da água
como também poluir todos os locais por onde passa. precipitação líquida/ sólida permite a transferência da
água da atmosfera para a hidrosfera.
Interações entre os Subsistemas
 Interação Biosfera-Hidrosfera: Ex: os seres vivos são
constituídos essencialmente por água e necessitam
 Interação Atmosfera-Geosfera: Ex: durante as
dela para a sua sobrevivência, pois a água funciona
erupções vulcânicas há libertação de elevadas
quantidades de gases para a atmosfera e podem ser

4
Geologia 10º ano
Geologia 10º ano

como veículo de nutrientes solúveis necessários ao


desenvolvimento das plantas/ animais.

Por sua vez, os seres vivos libertam-na para o exterior


através da evapotranspiração, da respiração ou da função
urinaria.
O vapor de água que se encontra na atmosfera é
condicionado pelas plantas.

 Interação Geosfera-Hidrosfera: Ex: a composição


química da água deve-se ao tipo de solo ou rocha onde
circula. A água é o 1º agente de erosão química e
mecânica/física das rochas permitindo a sua fragmentação
e decomposição e formação do solo de modo a alterar as
rochas e consequentemente das paisagens.

 Interação Atmosfera-Biosfera-Geosfera-
Hidrosfera: Ex: O sistema climático da Terra resulta da
interação dos 4 subsistemas. A energia solar é a maior
responsável por toda a dinâmica climática do sistema
terrestre.
Uma parte da radiação
recebida é refletida nas
A restante radiação aquece nuvens, gelos e enviada
os oceanos e a atmosfera, para o espaço.
condicionando as correntes
marítimas, ventos e a
precipitação.

A continua monitorização das alterações globais e a investigação


científica podem evitar perdas humanas e materiais, assim como
fornecer linhas orientadoras para as políticas de preservação e
proteção ambiental.

5
Geologia 10º ano
Geologia 10º ano

Rochas Rochas Ígneas/


Rochas Metamórficas
Sedimentares Magmáticas
Rochas preexistentes sujeitas Meteorização e erosão de Fusão de rochas na crusta
a elevadas temperaturas e rochas que se encontram profunda (+quente) e
Origem
pressões no interior da crusta expostas à superfície ou na magma proveniente do
e no manto superior. proximidade manto superior.
Recristalização (no estado
sólido) de novos minerais Rochas formadas a partir
estáveis a partir de minerais do arrefecimento e
Processo Deposição, afundamento e
preexistentes, alterando a sua consolidação/
de litificação (compactação e
estrutura. solidificação de um
Formação cimentação)
Rochas transformadas pelo magma em profundidade
aumento de temperatura ou à superfície.
e/ou pressão.
- Diamante (através da
recristalização do Grafite)
-Gnaisse (evolução do granito)
Areia, Argila e Calcário,
-Mármore (evolução do Intrusiva- granito;
Exemplos: carvão mineral, arenito,
calcário -Metamorfismo de Extrusiva- basalto
conglomerado
contacto)
-Xisto (metamorfismo
regional)

Ciclo das rochas/ ciclo litológico: descreve o Processos endógenos- (tem origem no interior da Terra)
resultam da tectónica de placas que é acionada pelo calor
movimento em ciclo dos processos de criação,
destruição e alteração das rochas. Nesse interno da Terra.
procedimento destaca-se a tectónica de placas Processos exógenos- (tem origem no exterior da Terra) são
na reciclagem de rochas. promovidos pelos agentes atmosféricos cuja atividade
-As rochas são formadas, modificadas e reajustadas depende da energia proveniente do Sol e da força da
através de processos endógenos e exógenos (processos gravidade.
que ocorrem no interior e à superfície da Terra).
-A fonte de energia que garante o ciclo das rochas é o Todas as rochas fornecem informações sobre o passado
Sol, uma vez que a energia solar está na base do da Terra, nomeadamente através do REGISTO FÓSSIL,
comportamento climático da Terra e, em especial, dos comum nas rochas sedimentares ou metamórficas.
ventos, da precipitação atmosférica e das variações de
temperatura que alteram as características das rochas. As rochas formadas em profundidade são erguidas até à
superfície pelas forças tectónicas e expostas aos agentes
erosivos, sofrendo meteorização e erosão.
Os sedimentos resultantes podem ser depositados e
formar rochas sedimentares consolidadas pelo aumento
da pressão e temperatura.

6
Geologia 10º ano
Geologia 10º ano

Rochas Sedimentares
Rochas formadas à superfície terrestre, ou nas  Sedimentação/deposição:
proximidades, sobretudo a partir de materiais resultantes ocorre quando o agente de transporte perde energia. Há
de processos de alteração de rochas preexistentes deposição de detritos (sedimentos ) que ocorre quando a
(precipitação química ou sedimentação de minerais força da gravidade dos oceanos, lagos, rios ou dunas é
transportados pela água, gelo, vento ou gravidade), superior à capacidade de transporte do fluido.
envolvendo o ciclo da água e a atividades dos seres vivos. -A acumulação gradual conduz à formação
de camadas de sedimentos- formação de ESTRATOS .
Há mais percentagem de rochas sedimentares à superfície
que ao nível da crusta, porque as rochas sedimentares são  Afundamento e diagénese/litificação- A acumulação
formadas à superfície através da meteorização e erosão de várias camadas de sedimentos provoca a sua
dos solos compactação e afundamento/cimentação. Os
sedimentos dos estratos mais antigos vão ocupando
posições cada vez mais profundas e
Fases sedimentares/ sedimentogénese do ciclo experimentam, assim um aumento de
das rochas: temperatura e pressão,
transformando sedimentos em rochas
 Meteorização/ Alteração: (alteração física e sedimentares consolidadas.
química das rochas) modificação das rochas quando
expostas a condições superficiais diferentes daquelas
em que se formam, tornando-se os seus minerais
instáveis. Rocha não coerente- as partículas não se encontram
-As alterações químicas e mecânicas/físicas compactadas nem cimentadas
(meteorização) devem-se a agentes de geodinâmica Clástico- diz-se de rochas formados de fraturas de
externa, a água (principal agente de alteração), outros.
vento, variações de temperatura e seres vivos.
-É a etapa responsável pela existência de substâncias
dissolvidas e transportadas pela água. Tipos de rochas sedimentares:

 Erosão: como consequência da  Rochas sedimentares clásticas- (rochas formadas por


meteorização as rochas vão sendo desgastadas, fraturas de outras) resultam da deposição de
sedimentos clásticos transportados pela água,
havendo remoção dos fragmentos formados
vento e gravidade. Constituem registos das
após a meteorização, por intermédio de agentes
condições que se verificaram à superfície da Terra
como a água, neve, gelo, vento e a força da na altura da sua deposição (rochas que as originam,
gravidade. condições de alteração, transporte e sedimentação).
Estes fragmentos podem ser sólidos e de
dimensões variadas, resultantes da  Rochas sedimentares bioquímicas ou químicas –
meteorização física, ou substancias dissolvidas formam-se pela precipitação de compostos que se
em água, resultantes da meteorização quimica. encontravam dissolvidos na água. Contém dados
sobre as condições físico-químicas de
 Transporte: processo físico responsável sedimentação, predominante nos oceanos e rios.
pela deslocação dos fragmentos no seio de um
fluido (água ou ar) onde a velocidade
determina a dimensão das partículas
transportadas. - Resulta da ação dos agentes de
geodinâmica externa.

7
Geologia 10º ano
Geologia 10º ano

Rochas Magmáticas/ Ígneas

Rochas que resultam do arrefecimento e


solidificação de um MAGMA- massa de
material fundido de composição
essencialmente silicatada e com componentes
variáveis gasosas que se origina na crusta
profunda ou no manto superior, onde se
atingem temperaturas elevadas necessárias
para fundir a maioria das rochas.

Nicolau Steno definiu ESTRATO como: camada de


sedimentos depositados a partir de fluidos numa posição
inicialmente horizontal.
 PRINCÍPIO DA SOBREPOSIÇÃO-O estrato que se A temperatura, pressão e o teor de água determinam o
encontra por cima do solo é sempre o mais recente ponto de fusão das rochas e consequentemente, a
formação de magmas.
ESTRATO: depósito delimitado, que se distingue pelas
características das partículas que o constituem Uma vez formado, o magma pode ascender até à
(composição, forma, dimensão) - dizem respeito ao superfície ou até zonas intermédias, onde fica
ambiente de formação. Ex: se se encontrar num estrato acumulado. O arrefecimento associado a esta ascensão
restos de seres marinhos é porque houve mar naquela conduz então à formação das rochas magmáticas.
região.
-Forma-se por rochas sedimentares resultantes da
Silicatado- Diz-se das rochas cujos elementos são
acumulação de sedimentos ou pela precipitação de
silicatos.
compostos químicos e bioquímicos;
Silicatos- Mineral que se considera como um conjunto
-São depositados originalmente na horizontal, mas a
de tetraedros quase regulares (Si,Al)O4 cujos centros
sua posição pode ser modificada quando sujeito a forças
são ocupados por iões de silício ou alumínio, e os
tectónicas;
vértices por iões de oxigénio
-É frequente a existência de fósseis nos estratos.
Ex de fósseis: vestígios da atividade dos organismos
(pegadas) ou os próprios organismos fossilizados, Classificação das Rochas magmáticas de acordo com
essencialmente as partes mais duras (ossos, conchas, as condições das suas formações (onde ocorre o
dentes). arrefecimento do magma):

 Intrusivas / plutónicas: rochas que se formam


quando os magmas arrefecem/solidificam em
profundidade, em condições de temperaturas
elevadas com um arrefecimento/solidificação lent@

8
Geologia 10º ano
Geologia 10º ano

(cristalização demorada) no interior da crusta, que O calor libertado pelo magma provoca o
promove a formação de cristais desenvolvidos. metamorfismo das rochas encaixantes e as elevadas
pressões originam extensas áreas de rochas
Granito- Associado a erupções vulcânicas ou a colisões de metamórficas
placas tectónicas; apresenta textura similar a texturas
produzidas por cristalização lenta de substâncias fundidas Maior temperatura e pressão → maior intensidade
de metamorfismo
 Extrusivas/ vulcânicas: rochas formadas quando
o a solidificação do magma ocorre de forma rápida à  Metamorfismo Regional: ocorre ao longo das
superfície terrestre ou na sua proximidade. O margens convergentes das placas litosféricas,
arrefecimento rápido apenas permite a formação de associadas à formação das cadeias montanhosas e
cristais de dimensões reduzidas (muitas vezes invisíveis a dobramentos das camadas de rochas, sob efeito das
olho nu). A rocha pode solidificar sem formar cristais, elevadas temperaturas e principalmente da pressão.
originando uma MASSA VÍTREA (assemelha-se a vidro e não -Muitas das rochas apresentam xistosidade
apresenta cristais a olho nu). – Associados a erupções (foliação) – origina-se quando a rocha é sujeita
vulcânicas. (Basalto). a uma deformação muito intensa, que provoca o
alinhamento dos minerais;
-Xistos.

 Metamorfismo de contacto: limita-se a pequenas


áreas em redor de intrusões magmáticas como
consequência do aumento da temperatura proveniente
do calor do magma.
-Tende a originar rochas metamórficas com textura
granular (composto por vários grãos);
-Mármore- rocha formada por metamorfismo de
contacto de uma intrusão ígnea com estratos calcários.

Rochas Metamórficas

As Rochas Metamórficas formam-se em profundidade, no


estado sólido a partir da transformação de rochas
preexistentes, quando há um aumento da temperatura
e/ou pressão, envolvendo modificações mineralógicas e
texturais

As rochas não se chegam a fundir, pois caso isso


acontecesse originariam um MAGMA que por
cristalização formaria uma rocha magmática
As rochas metamórficas podem indicar-nos episódios de
O calor, a tensão e os fluidos (fatores de metamorfismo) colisão de placas tectónicas (metamorfismo regional) ou
alteram a textura das rochas podendo originar novos episódios magmáticos (metamorfismo de contacto).
minerais. O conjunto destas transformações constitui o
metamorfismo.

9
Geologia 10º ano
Geologia 10º ano

No entanto, altas temperaturas/ pressões durante o As rochas magmáticas/ígneas formam-se tanto à superfície,
metamorfismo podem provocar a destruição total ou na sequência da erupção vulcânica, como em profundidade.
parcial de fósseis. Se estas forem expostas à superfície, a influencia de fatores
Ao serem sujeitas a temperaturas muito elevadas, as de geodinâmica externa provocará a sua lenta alteração.
rochas podem fundir, originando um magma e iniciando
novamente o ciclo. Estes sedimentos sofrem um processo de sedimentogénese
e posteriormente, poderão ser comprimidos pelo peso de
camadas superiores, originando rochas compactas e
Resumindo o ciclo das rochas: estratificadas.
As rochas são erodidas (sofrem erosão) originando Se as rochas sedimentares sofrerem afundamento ou serem
sedimentos que são depositados em camadas- estratos. envolvidos por processos dinâmicos gerados por altas
Estres processos formam as rochas sedimentares e os pressões e/ou expostas a aquecimento intenso sem fusão
estratos podem conter fósseis. dos seus constituintes, poderão transformar-se em rochas
O afundamento das rochas sedimentares pode levar a metamórficas. A ação continua destes fatores de
modificações na temperatura e pressão, formando rochas metamorfismo (pressão e calor) pode eventualmente,
metamórficas. originar magma, material rochoso fundido, associado a
As temperaturas podem ser eventualmente muito ambientes magmáticos.
elevadas, provocando a fusão e formação de magma que,
depois de cristalizar, origina rochas magmáticas. Para além destas transformações, outras podem ocorrer: a
formação de rochas metamórficas a partir de rochas
magmáticas- como acontece quando granitos profundos são
submetidos a grandes pressões e a altas temperaturas
originando gnaisses.

10
Geologia 10º ano
Geologia 10º ano

11

Você também pode gostar