Você está na página 1de 2

Centro Universitário Universo Goiânia

Reconhecida pela Portaria Ministerial nº 2.104, de 05/12/2019, publicada no Diário Oficial da União de
06/12/2019. Mantida pela Associação Salgado de Oliveira de Educação e Cultura (ASOEC)

Anexo 07

FOLHA DE PALESTRA
Nome: MIRELE DE CARVALHO SILVA

Período: Matrícula:600816974 Turma: _

Professor Orientador: _

Relatório (preenchimento com caneta azul ou preta)


O palestrante cumprimentou a todos os presentes e o Governador Ronaldo Caiada, abordando o tema de
JUSTIÇA ATIVA que está sendo realizada de forma mista/hibrida no Estado de Goiás. Foi realizado na
comarca de Cavalcante um evento tele presencial de forma híbrida no qual as vítimas foram acolhidas no
Fórum de Cavalcante e realizaram audiências envolvendo crimes contra as mulheres. Atenderam as mulheres
no Fórum, os Promotores de Justiça, Advogados Dativos e Juízes realizaram audiências de instrução e
julgamento de forma tele presencial, de forma que as vitimas foram completamente atendidas pelo Poder
Judiciário, os processos foram julgados e levaram a resposta para aquelas mulheres que estava com o processo
pendente de julgamento. Após isso seguindo a orientação do Desembargador Carlos Alberto França e a
Desembargadora Sandra Regina Teodoro planejaram esse evento na Semana Pela Paz em Casa, atenderão em
13 unidades Judiciárias na capital e no interior do Estado, realizando 835 audiências de instrução e julgamento
de processos que estavam pendentes aguardando a resposta pelo Poder Judiciário, sendo que todas as mulheres
serão acolhidas nos Fóruns de diversas comarcas do Estado, para que sejam ouvidas com segurança, aqueles
que não puderem comparecer, poderão participar da audiência de forma tele presencial. Esse evento só será
possível graças a colaboração de 40 juízes que sem prejuízos de suas atribuições, das suas unidades
jurisdicionais aceitaram o convite do Desembargador Carlos França e Desembargadora Sandra Teodoro para os
auxiliarem realizando estas audiências.__________________________________________________
_
_
_
_
_
_
_
_
_
_
_

16 / 08_/_2021
Data Assinatura do responsável pelo evento
Gestão do NPJ atribui 05 horas.
Centro Universitário Universo Goiânia
Reconhecida pela Portaria Ministerial nº 2.104, de 05/12/2019, publicada no Diário Oficial da União de
06/12/2019. Mantida pela Associação Salgado de Oliveira de Educação e Cultura (ASOEC)

Anexo 07

FOLHA DE PALESTRA
Nome: MIRELE DE CARVALHO SILVA

Período: Matrícula: 600816974 Turma: _

Professor Orientador: _

Relatório (preenchimento com caneta azul ou preta)


Cumprimentou a todos presentes, abordando sobre o tema Criminologia Feminista e Lei Maria da Penha
trabalhando dentro do âmbito do próprio sistema de justiça. Começando sobre o tema de Criminologia
Feminista e Processo Legislativo, não se aplica o acordo de não persecução penal aos crimes no âmbito de
VDF, ou praticados contra mulher por razões da condição de sexo feminino (Acordo de Não Persecução Penal
– Resolução CNMP 181/2017 – Lei Maria da Penha), este acordo não se aplica aos casos de “crimes
praticados no âmbito de violência doméstica ou familiar, ou praticados contra mulher por razões da condição
de sexo feminino” (CPP, art. 28-A, §2°, IV). Criminologia Feminista e Sistema de Justiça, a palestra irá tratar
sobre o Dano Moral na Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher no Código de Processo Penal em seu
artigo 387 diz que “o juiz ao proferir sentença condenatória: [...] IV – fixará valor mínimo para reparação dos
danos causados pela infração, considerando os prejuízos sofridos pelo ofendido”.
_
_
_
_
_
_
_
_
_
_
_
_
_
_
_
_
_

16 / 08_/_2021
Data Assinatura do responsável pelo evento
Gestão do NPJ atribui 05 horas.

Você também pode gostar