Você está na página 1de 3

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO MARANHÃO – UEMA

CENTRO DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIAS EXATAS E NATURAIS – CECEN


DEPARTAMENTO DE FÍSICA – DFIS
CURSO DE FÍSICA LICENCIATURA

Disciplina: Termodinâmica (60h) / Docente: Prof. Dr. Edvan Moreira


Lista 3/Unidade I: A Primeira Lei da Termodinâmica
Data: Outubro/2021

[Problema 1] Um gás passa por um processo cíclico mostrado na Figura a


seguir. Ele parte do ponto A e expande-se isobaricamente até o ponto B. Após
isso ele é resfriado isocoricamente até o ponto C, depois comprimido
isobaricamente até o ponto D e finalmente aquecido isocoricamente até o ponto
A. Calcule (a) o trabalho realizado pelo gás e (b) o calor recebido por ele no
ciclo.

[Problema 2] Um gás passa por um processo adiabático em que o volume


inicial é V 0 e o volume final é V f . Se a sua temperatura inicial é T0 , mostre que
 1
V 
a temperatura final é T f  T0  0  .
V 
 f 

[Problema 3] Quando um sistema passa do estado i para o estado f seguindo


a trajetória iaf da Figura a seguir, Q = 50cal e W = 20cal. Ao longo da trajetória
ibf, Q = 36cal. (a) Quanto vale W ao longo da trajetória ibf ? (b) Se W = -13cal
na trajetória de retorno fi, quanto vale Q nesta trajetória? (c) Se Eint,i = 10cal,
qual o valor de Eint,f ? Se Eint,b = 22cal, qual é o valor de Q (d) na trajetória ib e
(e) na trajetória bf ?

1
[Problema 4] Um gás em uma câmara passa pelo ciclo mostrado na Figura a
seguir. Determine a energia transferida pelo sistema na forma de calor durante
o processo CA se a energia adicionada como calor QAB durante o processo AB
é 20,0J, nenhuma energia é transferida como calor durante o processo BC e o
trabalho líquido realizado durante o ciclo é 15,0J.

[Problema 5] A temperatura de um gás ideal a uma pressão inicial P1 e volume


V1 é aumentada a volume constante até que a pressão seja dobrada. O gás é,
então, expandido isotermicamente até que a pressão caia para seu valor
original, onde é comprimido à pressão constante, até que o volume retorne ao
seu valor inicial. (a) Esboce estes processos no plano P-V e no plano P-T. (b)
Calcule o trabalho em cada processo e o trabalho líquido realizado no ciclo, se
n = 2,0kmol, P1 = 2,0atm e V1 = 4,0m3.

[Problema 6] A capacidade térmica específica molar cP da maior parte das


substâncias (exceto a temperaturas muito baixas) pode ser expressa
satisfatoriamente pela fórmula empírica:
2
c P  a  2 bT  cT ,

onde a, b e c são constantes, e T é a temperatura Kelvin. (a) Em termos de a, b


e c, encontre o calor necessário para elevar a temperatura de n moles de uma
substância à pressão constante de T1 para T2. (b) Encontre a capacidade
térmica específica média entre T1 para T2.

[Problema 7] O calor específico cv de sólidos a baixa temperatura é dado pela


equação
3
T 
cv  A   ,
 

2
relação conhecida como a lei T3 de Debye. A grandeza A é uma constante
igual a 19,4x105 J/kmol.K e θ é a “temperatura de Debye”, igual a 320K para o
ClNa. Qual é o calor específico molar a volume constante do ClNa (a) a 10,0K,
(b) a 50,0K? (c) Quanto calor é necessário para elevar a temperatura de
2,0kmol de ClNa de 10,0K para 50,0K, a volume constante? (d) Qual é o calor
específico médio a volume constante neste intervalo de temperatura?

[Problema 8] Considere um sistema consistindo de um cilindro contendo


0,2kmol de um gás ideal e equipado com um pistão sem massa de 0,5m 2 de
área. A força de atrito entre o pistão e as paredes do cilindro é de 10N. O gás
está inicialmente a uma pressão de 1atm e a temperatura deve ser mantida a
300K. O volume do sistema é lentamente diminuído em 10% por uma força
externa. (a) Calcule o trabalho feito sobre o sistema pela força externa. (b)
Calcule o trabalho de configuração feito sobre o sistema. (c) Calcule o trabalho
dissipativo feito sobre o sistema. (d) Como se modificam as respostas acima,
se o pistão tem uma massa de 1,0kg e se desloca verticalmente?

Você também pode gostar