Você está na página 1de 66

 

Roteiro
1) Processador
2) Origem dos Processadores
3) Evolução dos Processadores
a) Processadores da Intel
b) Processadores da AMD
4) Componentes básicos de uma CPU
5) Memória Cache
6) Núcleos do Processador
7) Frequência de operação (Clock)
8) Cooler
9) Inserção / Remoção da CPU e do Cooler
2
1) Processadores

3
Processador

O Processador é o principal
componente de um sistema
computacional, responsável por
realizar todas as operações do
computador e controlar sua
execução.

Também pode ser chamado de:

Microprocessador;

UCP – Unidade Central de
Processamento; ou

CPU – Central Processing Unit.
4
CPU

A CPU consiste em um circuito
integrado, e seu funcionamento
pode ser comparando ao
cérebro humano, pois da
mesma forma como o cérebro é
responsável pelo raciocínio das
pessoas, no computador o
processador executa as
operações lógicas e aritméticas.

5
Operações Básicas da CPU

Ele é capaz de realizar, por exemplo, as seguintes
operações:

Operações aritméticas e lógicas;

Operações de movimentação de dados;

Operações de entrada ou saída.

6
Instruções de Máquina

Podemos compreender então, que
a responsabilidade do processador
é buscar e executar as instruções
dos softwares carregados na
memória RAM, que determinam as
operações que o computador deve
realizar.

Essas instruções primitivas são
denominadas instruções de
máquina e quando agrupadas
formam os programas.

7
Fabricantes de CPU

Para Desktop: Intel e AMD

Disp. Móveis: Qualcomm, MediaTek, Samsung, Nvidia, …

8
2) Origem dos Processadores

9
Origem dos Processadores

Em 1969, a Nippon Calculating
Machine Corporation requisitou
à Intel o desenvolvimento de 12
chips personalizados para sua
nova calculadora impressora
Busicom 141-PF.

10
Criação da CPU C4004

Os engenheiros da Intel, em vez de criar uma dúzia de chips
específicos para a calculadora, decidiram criar uma família de
apenas 4 chips, sendo um deles programável, possibilitando o seu
uso em outros produtos (Lançamento em 1971).

Esta família era composta de:

Uma unidade de processamento central (CPU), o 4004;

Um chips para memória ROM;

Um de memória RAM;

E outro chip para entradas e saídas (I/O).

11
Chip Intel P4001 (ROM)

O chip Intel P4001
era uma memória
2048-bit ROM com
4 bits de I/O
( Input/Output –
Entrada/Saída ).

12
Chip P4002 (RAM)

Intel P4002-1 era
uma memória RAM
com 4 bits de saída

13
Chip P4003 (I/O)

O chip Intel P4003 era
um chip de expansão de
I/O (Entrada e Saída).

14
Chip C4004 (Processador)

Intel C4004 era uma CPU
de 4 bits (processava
valores de 4 em 4 bits).

Essa CPU podia controlar
até 4KB de memória de
dados e 1KB de memória
para o programa.

15
Placa de Circuitos
da Calculadora

C4004 - CPU
P4001 - ROM
P4002 - RAM
P4003 - I/O

16
3) Evolução dos Processadores

17
Evolução dos Processadores

A elaboração desse processador pela Intel trouxe
vários benefícios, um dos principais foi a de mostrar a
viabilidade da construção dos circuitos integrados, ao
invés de vários chips separados.

Porém, também haviam limitações, como a demora
de 10 ciclos de clock da CPU para realizar uma
instrução (uma operação lógica ou aritmética).

O sucesso dessa primeira CPU possibilitou a
elaboração de CPUs cada vez mais avançadas e
rápidas, com um maior número de componentes e
com componentes cada vez menores e eficientes.
18
3.a) Evolução CPUs da Intel

19
Evolução dos Processadores da Intel

Família
4004 8008 8086
(4 bits) (8 bits) (16 bits) 80286

80386 80486 Pentium


20 (32 bits)
Evolução dos Processadores da Intel

Pentium II

Pentium III

Celeron Pentium III

21
Evolução dos Processadores da Intel
Para
Servidores

2
Núcleos
(2005)

Pentium 4 Pentium D Xeon


Para
Dispositivos
Móveis

Core Duo Core 2 Duo Atom


22
Principal Linha de Processadores da Intel
Core i5 Core i9
(2009) (2017)

Core i7
(2008)

Core i3
(2010)

23
3.a) Evolução CPUs da AMD

24
Evolução dos Processadores da AMD

8086
80286 Am386

Engenharia
Reversa das
CPUs da Intel
(ou acordos
com a Intel)
25
Am486 Am5x86
Evolução dos Processadores da AMD
AMD inicia
seus próprios
projetos de CPU

K6 K6-3

AMD-K5 K6-2
26
Evolução dos Processadores da AMD

Athlon (K7) Duron (K7) Turion (K8)


Para
Família Dispositivos
AMD64 Móveis

Athlon 64 Opteron
(K8) (K8)
Para
(2003) Obs: Atlhon 64 X2
Servidores
tinha 2 Núcleos
27
Evolução dos Processadores da AMD
Sem GPU e com
Overclock desbloqueado

Phenom Série A FX
(K10) A4 / A6 / A8 (K10)
APU – Unidade de Processamento Acelerado
https://youtu.be/Fd-TNIhcmbg
28 (CPU integrado uma GPU de qualidade)
Principal linha de Processadores da AMD

AMD R3 (Ryzen 3) AMD R7


2017 (2017)

AMD R5 AMD R9
(2017) (2019)

Competem diretamente
com as CPUs Intel Core i
29
4) Componentes Básicos de uma CPU

30
Componentes principais da CPU

O processador é composto por
pelo menos 3 componentes,
que interagem entre si para
processar as instruções,
manipular e armazenar os
dados:

Unidade Lógica e Aritmética;

Unidade de Controle;

Registradores.

31
Descrição dos componentes principais da CPU

Unidade Lógica e Aritmética, conhecida como ULA, que é
um circuito encarregado de realizar as operações
matemáticas requisitadas por um determinado programa.

Unidade de Controle, conhecida como UC, é o que há de
mais próximo a um cérebro dentro do processador. Sua
função é controlar todos os passos da CPU a partir de cada
uma das instruções vindas dos softwares. Ele busca e
interpreta o que cada instrução deve fazer, busca os valores a
serem utilizados no processamento e direciona o que os
outros componentes da CPU devem fazer para concluir a
instrução.

Registradores, que armazenam a instrução os dados a
serem utilizados no processamento.
32
5) Memória Cache

33
Memória Cache

A memória cache consiste
em um tipo de memória de
altíssima velocidade.

É responsável por conter o
conteúdo da RAM que a CPU
provavelmente irá precisar.

Essa estratégia influencia
diretamente no desempenho
da CPU, visto que a RAM é
muito mais lenta que ele.
34
Níveis da Memória Cache

Atualmente, este tipo de memória é
classificado em três níveis principais:

L1 (Nível 1), onde parte é para dados e
parte é para instruções;

L2 (Nível 2);

L3 (Nível 3).

Sendo que cache L1 é a mais rápida e a
com menor capacidade, e a L3 é a mais
lenta delas, porém com maior capacidade.

35 https://www.cpuid.com/softwares/cpu-z.html
Exemplo de localização da Cache na CPU

Na figura é apresentado
um exemplo de uma CPU e
a localização das caches L2
e L3 (compartilhada entre
os núcleos).

Neste processador também
podemos ver uma GPU
(Processador gráfico) e os
controladores de memória
(próximos à cache L3).

36
6) Núcleos do Processador

37
CPU Multi-Core

Um computador precisa executar
vários programas em paralelo, mas
como o processador só pode executar
uma instrução por vez, uma das
maneiras para aumentar o
desempenho de um computador é a
de incluir mais núcleos de
processamento (core) dentro da CPU.

38
Exemplo de CPU Octa-core

Exemplo de uma CPU AMD Ryzen com 8 núcleos (octa-core).


39
CPU Multi-Core

Mais núcleos em uma CPU afeta
diretamente o desempenho dele.

Assim é possível executar mais
instruções em paralelo,
diminuindo o tempo necessário
para processá-las e aumentando
sua performance.

40
7) Frequência de operação (Clock)

41
Frequência de operação

A transferência de bits entre os componentes precisa
ser ordenada por um relógio (clock) para eles consigam
identificar o início e o fim de cada bit.

42
Clock (Relógio)

O clock determina a frequência de disparos de pulsos
elétricos dentro do hardware, que forçam a transmissão
dos bits entre os componentes.

Observar o Clock em simuladores de CPU:

http://www.visual6502.org/

http://www.visual6502.org/sim/varm/armgl.html

43
Unidade de Medida de Velocidade do Hardware

A quantidade de vezes por segundo
que o Clock dispara é representada
pela sigla Hertz (Hz).

Por isso que identificamos a
velocidade das CPUs (ou de outros
equipamentos) por unidades como
MegaHertz (MHz) ou GigaHertz (GHz).

44
OverClock

Como os equipamentos
trabalham a uma
velocidade (clock)
definida pelo fabricante,
o processo que faz
esses componentes
trabalharem a uma
velocidade maior é
chamado de Overclock.

45
Clock da CPU e dos demais equipamentos

Quando surgiram os primeiros
computadores, a frequência dos
componentes era a mesma.

Os processadores tiveram uma
evolução tecnológica muito maior,
havendo a necessidade da criação
de pulsos de Clock diferentes entre
ele e os demais componentes.

46 https://www.cpuid.com/softwares/cpu-z.html
Arquitetura IBM PC XT, em 1981

47
Compaq 80368, em 1987

48
Intel 80486, em 1989

49
Pentium III, em 1999

50
8) Cooler

51
Cooler

Quanto maior é a velocidade do clock da
CPU, maior é a movimentação de energia
entre os seus componentes.

Parte dessa energia elétrica é transformada
em energia térmica, aquecendo o
processador

Para que ele possa operar com segurança
(evitar queima da CPU), é necessário incluir
um sistema de resfriamento eficiente.

O Cooler o responsável pela dissipação do
calor emitido pelo processador.

52
Estrutura do Cooler

O Cooler normalmente consiste em:

Uma base feita em cobre ou alumínio
(dissipador), que é a parte responsável
pela dissipar o calor da CPU;

Um pequeno ventilador (Fan – termo
em inglês), também chamado de
ventoinha, que tem a função de forçar
um fluxo de ar sobre o dissipador para
resfriá-lo.

São chamados de Air Cooler.

53
Exemplos de Air Cooler

Estes são exemplos de Air Collers incluídos pelos
fabricantes de CPU.

54
Pasta Térmica

Através de travas ou
conectores, o Cooler é
pressionado sobre a CPU
para dissipar o calor.

Para evitar que fique
qualquer camada de ar
entre eles é utilizada uma
pasta térmica.

55
Outros tipos de Cooler

Processadores que trabalham acima de sua frequência
normal (overclock) precisam de um melhor método de
resfriamento.

Outras alternativas são o “Water cooler” e o “Heat Pipe
cooler”

56
Water Cooler

Este sistema é mais
complexo utilizando
diversos itens para poder
realizar o processo de
resfriamento como uma
bomba integrada, um
dissipador, uma ventoinha,
mangueiras e um líquido
refrigerante.

57
Heat Pipe Cooler

Este é um cooler que utiliza
“tubos de calor” (heat pipes)
para interligar a base e o topo
do dissipador.

A parte interna desses tubos
são ocos, contendo algum
elemento com boa
condutibilidade térmica, como
vapor de água com pó de cobre,
aumentando a velocidade de
propagação do calor através do
tubo.
58
Anatomia de um Heat Pipe Cooler

59
9) Inserção / Remoção de CPU e Cooler

60
Instalando Cooler AMD

61
Instalando Cooler AMD

62
Instalando Cooler AMD

63
Instalando Cooler Intel

64
Instalando Cooler Intel

65
Instalando Cooler Intel

66

Você também pode gostar