Você está na página 1de 18

Salmos do Hinário

Litúrgico Ano A

www.pjmaringa.com.br
pjmaringa@pjmaringa.com.br
Pastoral da Juventude da Arquidiocese de Maringá

*O conteúdo desta apostila foi adquirido do site 4shared.


Salmos do Hinário Litúrgico – Ano “A” - 1 / 18
2º Domingo (A) Tempo Comum 3º Domingo (A) Tempo Comum
Salmo 40 (39) Salmo 27 (26)

C Am Dm C Am Dm
Eu disse: “Eis que venho Senhor Ref.: O Senhor é minha luz e salvação;
G G7 C G G7 C
Com prazer faço a vossa vontade”. O Senhor é a proteção da minha vida.

C Am Em C Am Em
1 – Esperando, esperei no Senhor 1 – O Senhor é minha luz e salvação;
C F Dm F Dm
E inclinando-se, ouviu o meu clamor De quem eu terei medo?
Dm G Dm Dm G Dm
Canto novo Ele pôs em meus lábios O Senhor é a proteção da minha vida;
F G C G C
Um poema em louvor ao Senhor Perante quem eu temerei?

2 – Sacrifício e Oblação não quisestes 2 – Ao Senhor eu peço apenas uma coisa

Mas abristes, Senhor, meus ouvidos; E é só isso que eu desejo:

Não pedistes ofertas nem vítimas, Habitar no santuário do Senhor

Holocaustos por nossos pecados. Por toda a minha vida.

3 – E então eu vos disse:”Eis que venho.” 3 – Sei que a bondade do Senhor eu hei de ver

Sobre mim está escrito no livro: Na terra dos viventes.

“Com prazer faço a vossa vontade, Espera no Senhor e tem coragem,

Guardo em meu coração vossa lei.” Espera no Senhor.

4 – Boas Novas de vossa justiça

Anunciei numa grande assembléia;

Vós sabeis: não fecheis os meus lábios,

Proclamei toda a vossa justiça.

Salmos do Hinário Litúrgico – Ano “A” - 2 / 18


4º Domingo (A) Tempo Comum 5º Domingo (A) Tempo Comum
Salmo 146 (145) Salmo 112 (111)

C#m E C#m C#m E C#m


Ref.: Felizes os pobres em espírito, Ref.: Uma luz brilha nas trevas para o justo
A F#m G#m C#m
A F#m G#m C#m
Porque deles é o Reino dos céus.
Permanece para sempre o bem que fez.

C#m F#m C#m


C#m F#m C#m
1 – O Senhor é fiel para sempre,
1 – Feliz o homem caridoso e prestativo,
C#m B G#m
B G#m
Faz justiça aos que são oprimidos;
Que resolve seus negócios com justiça.
E F#m C#m
E F#m C#m
Ele dá alimento aos famintos,
Ele é correto, generoso e compassivo,
E F#m C#m
E F#m C#m
É o Senhor quem liberta os cativos.
Como luz brilha nas trevas para os justos.

2 – O Senhor abre os olhos aos cegos,


2 – Porque jamais vacilará o homem justo,
O Senhor faz erguer-se o caído;
Sus lembrança permanece eternamente.
O Senhor ama aquele que é justo,
Ele não teme receber notícias más:
É o Senhor que protege o estrangeiro.
Confiando em Deus, seu coração está seguro.
3 – Ele ampara a viúva e o órfão,

Mas confunde os caminhos dos maus.


3 – Seu coração está tranqüilo e nada teme,
O Senhor reinará para sempre,
Ele reparte com os pobres os seus bens;
Ó Sião, o teu Deus reinará.
Permanece para sempre o bem que fez

E crescerão a sua glória e seu poder.

Salmos do Hinário Litúrgico – Ano “A” - 3 / 18


6º Domingo (A) Tempo Comum 7º Domingo (A) Tempo Comum
Salmo 119 (118) Salmo 103 (102)

C#m E C#m E C#m


Ref.: Feliz o homem sem pecado eu seu Ref.: Bendize, ó minha alma, ao Senhor,
C#m A F#m G#m C#m
Caminho. Pois Ele é bondoso e compassivo.
A F#m G#m
C#m
Que na lei do Senhor Deus vai C#m F#m C#m
progredindo. 1 – Bendize, ó minha alma, ao Senhor
B G#m
E todo o meu ser, seu Santo Nome.
C#m F#m E F#m C#m
1 – Feliz o homem sem pecado em seu Bendize, ó minha alma, ao Senhor,
C#m E F#m C#m
caminho Não te esqueças de nenhum de seus favores.
B G#m
Que na lei do Senhor Deus vai progredindo!
E F#m C#m
Feliz o homem que observa seus preceitos 2 – Pois Ele te perdoa toda a culpa
E F#m C#m
E de todo coração procura a Deus. E cura toda a tua enfermidade;

Da sepultura Ele salva a tua vida,

2 – Os vossos mandamentos vós nos E te cerca de carinho e compaixão.


destes,

Para serem fielmente observados.


3 – O Senhor é indulgente, é favorável,
Oxalá, seja bem firme a minha vida
É paciente, é bondoso e compassivo.
Em cumprir vossa vontade e vossa lei!
Não nos trata como exigem nossas faltas

Nem nos pune em proporção às nossas culpas.


3 – Sede bom com vosso servo e viverei,

E guardarei vossa palavra, ó Senhor.


4 – Quando dista o nascente do poente,
Abri meus olhos e então contemplarei
Tanto afasta para longe nossos crimes.
As maravilhas que encerra a vossa lei.
Como um Pai se compadece de seus filhos,

O Senhor tem compaixão dos que o temem.


4 – Ensinai-nos a viver vossos preceitos,

Quero guardá-los fielmente até o fim.

Dá-me o saber e cumprirei a vossa lei

E de todo o coração a guardarei.


Salmos do Hinário Litúrgico – Ano “A” - 4 / 18
8º Domingo (A) Tempo Comum 9º Domingo (A) Tempo Comum
Salmo 62 (61) Salmo 31 (30)

D A D A
Ref.: Só em Deus a minha alma tem Ref.: Senhor, eu ponho em vós a confiança:
repouso, Em A D
Em A D Sede uma rocha protetora para mim.
Só Ele é meu rochedo e salvação.

D G A
D G A 1 – Senhor, eu ponho em vós minha esperança;
1 – Só em Deus a minha alma tem repouso, D Bm A
D Bm A Que eu não fique envergonhado eternamente.
Porque Dele é que vem a salvação. D G A
D G A Porque sois justo, defendei-me e libertai-me,
Só Ele é meu rochedo e salvação, F#m A D
F#m A D Apressai-vos, ó Senhor, em socorrer-me.
A fortaleza, onde encontro segurança.

2 – Sede uma rocha protetora para mim,


2 – Até quando atacareis um pobre homem,
Um abrigo bem seguro que me salve.
Todos justos, procurando derrubá-lo,
Sim, sois vós a minha rocha e fortaleza;
Como a parede que começa a inclinar-se,
Por vossa honra orientai-me e conduzi-me.
Ou um muro que está prestes a cair?

3 – Mostrai serena a vossa face ao vosso servo


3 – A minha glória e salvação estão em
Deus; E salvai-me pela vossa compaixão.

O meu refúgio e rocha firme é o Senhor. Fortalecei os corações, tende coragem,

Povo todo, esperai sempre no Senhor Todos vós que no Senhor vos confiais.

E abri diante dele o coração.

Salmos do Hinário Litúrgico – Ano “A” - 5 / 18


10º Domingo (A) Tempo Comum 11º Domingo (A) Tempo Comum
Salmo 50 (49) Salmo 100 (99)

D A Bm
Ref.: A todo homem que procede Ref.: Nós somos o povo
retamente, Em Bm
Em A D E o rebanho do Senhor
Eu mostrarei a salvação que vem de Em Bm
Deus. Nós somos o povo
F#m Bm
E o rebanho do Senhor.
D G A
1 – Falou o Senhor Deus, chamou a terra,
D Bm A Bm F#m Bm
Do sol nascente ao sol poente a convocou. 1 – Aclamai o Senhor, ó terra inteira,
D G A Bm F#m Bm
“Eu não venho censurar teus sacrifícios, Servi ao Senhor com alegria,
F#m A Em F#m Bm
Pois sempre estão perante mim teus Ide a Ele cantando jubilosos.
D
Holocaustos.

2 – Sabei que o Senhor, só Ele é Deus,

2 – Não te diria, se com fome eu estivesse, Ele mesmo nos fez e somos seus,

Porque é meu o universo e todo o ser. Nós somos seu povo e seu rebanho.

Porventura, comerei carne de touros?

Beberei, acaso, o sangue de carneiros? 3 – Sim, é bom o Senhor e nosso Deus,

Sua bondade perdura para sempre,

3 – Imola a Deus um sacrifício de louvor Seu amor é fiel para sempre.

E cumpre os votos que fizeste ao Altíssimo.

Invoca-me no dia da angústia e, então,

Te livrarei e hás de louvar-me”.

Salmos do Hinário Litúrgico – Ano “A” - 6 / 18


12º Domingo (A) Tempo Comum 13º Domingo (A) Tempo Comum
Salmo 69 (68) Salmo 89 (88)

Bm
Ref.: Atendei-me, ó Senhor, Bm Em
Em Bm Ref.: Ó Senhor eu cantarei eternamente,
Pelo vosso imenso amor. Bm
Em Bm O vosso amor.
Atendei-me, ó Senhor, Em Bm F#
F# Bm Ó Senhor eu cantarei eternamente,
Pelo vosso imenso amor. Bm
O vosso amor.

Bm F#m
1 – Por vossa causa é que sofri tantos F#m Bm F#m
Bm 1 – Ó Senhor, eu cantarei eternamente o vosso
insultos Bm F#m Bm A
Bm F#m Bm amor, de geração em geração eu cantarei
E o meu rosto se cobriu de confusão.
D
Bm F#m Bm
Eu me tornei como um estranho a meus vossa verdade.
Bm F#m Bm F#m
Irmãos, Porque disseste: “O amor é garantido para
F#m Bm Em F#m
Como estrangeiro para os filhos de minha Sempre.” E a vossa lealdade é tão firme
Bm Bm
Mãe. Como os céus.
F#m Bm
Pois meu zelo e meu amor por vossa casa
Em F#m Bm
Me devoram como um fogo abrasador.
2 – Quão feliz é aquele povo que conhece a

alegria; seguirá pelo caminho sempre à luz


2 – Por isso elevo para vós minha oração
de vossa face.
Neste tempo favorável, Senhor Deus.
Exultará de alegria em vosso nome,
Respondei-me pelo vosso imenso amor,
Dia-a-dia e com grande entusiasmo exaltará
Pela vossa salvação que nunca falha.
Vossa justiça.
Senhor, ouvi-me, pois suave é vossa graça,

Ponde os olhos sobre mim com grande amor.


3 – Pois sois vós, ó Senhor Deus, a sua força

e sua glória, é por vossa proteção que


3 – Humildes vede isto e alegrai-vos:
O Vosso coração reviverá. exaltais nossa cabeça.
Pois nosso Deus atende as preces de seus
Pobres e não despreza o clamor de seus O Senhor é nosso escudo, Ele é nossa proteção
Cativos.
Que céus e terra glorifiquem o Senhor Ele reina sobre nós, é o Santo de Israel.
Com o mar e todo o ser que neles vivem.

Salmos do Hinário Litúrgico – Ano “A” - 7 / 18


14º Domingo (A) Tempo Comum 15º Domingo (A) Tempo Comum
Salmo 145 (144) Salmo 65 (64)

Bm Em Dm Am Gm A
Ref.: Bendirei, eternamente, vosso nome Ref.: A semente caiu em terra boa
Bm Dm
Ó Senhor. E deu fruto.
Em Bm F#
Bendirei, eternamente, vosso nome,
Bm Dm D Gm
Ó Senhor. 1 – Visitais a nossa terra com as chuvas
Bb F
E transborda de fartura.
Bm F#m Dm Bb
1 – Ó meu Deus, quero exaltar-vos, ó Rios de Deus, que vêm dos céus derramam
Bm A Gm A Dm
meu Rei, e bendizer o vosso nome pelos Águas e preparais o nosso trigo.
D
séculos.
Bm F#m Bm
Todos os dias haverei de bendizer-vos 2 – É assim que preparais a nossa terra:
Em F#m Bm
Hei de louvar o vosso nome para sempre. Vós a regais e a aplainais;

Os seus sulcos com a chuvas amoleceis

2 – Misericórdia e piedade é o Senhor, E abençoais as sementeiras.

Ele é amor, é paciência, é compaixão.

O Senhor é muito bom para com todos, 3 – O ano todo coroais com vossos dons,

Sua ternura abraça toda a criatura. Os vossos passos são fecundos.

Transborda a fartura onde passais,

3 – Que vossas obras, ó Senhor, vos Brotam pastos no deserto.


glorifiquem

E os vossos santos com louvores vos


4 – As colinas se enfeitam de alegria,
Bendigam.
E os campos de rebanhos;
Narrem a glória e o esplendor de vosso
reino, Nossos vales se revestem de trigais:

E saibam proclamar vosso poder. Tudo canta de alegria.

4 – O Senhor é amor fiel em sua palavra,


é santidade em toda obra que ele faz.
Ele sustenta todo aquele que vacila,
E levanta todo aquele que tombou.
Salmos do Hinário Litúrgico – Ano “A” - 8 / 18
16º Domingo (A) Tempo Comum 17º Domingo (A) Tempo Comum
Salmo 86 (85) Salmo 119 (118)

Dm Am Gm Dm Am Gm A
Ref.: Ó Senhor, vós sois bom, Ref.: Como eu amo, ó Senhor, vossa lei,
Dm
A Dm Vossa palavra.
Sois clemente e fiel.

Dm D
Dm D Gm 1 – É esta a parte que escolhi por minha
1 – Ó Senhor, vós sois bom e clemente, Gm Bb C
Bb C F herança: Observar vossas palavras,
Sois perdão para quem vos invoca. F
Dm Bb Gm Ó Senhor.
Escutai, ó Senhor, minha prece, Dm Bb Gm
E A Dm A lei de vossa boca, para mim,
O lamento da minha oração. E A Dm
Vale mais do que milhões em ouro e prata.

2 – As nações que criastes, virão


2 – Vosso amor seja um consolo para mim,
Adorar e louvar vosso nome.
Conforme ao vosso servo prometestes.
Sois tão grande e fazeis maravilhas,
Venha a mim o vosso amor, e viverei,
Vós, somente, sois Deus e Senhor.
Porque tenho em vossa lei o meu prazer.

3 – Vós, porém, sois clemente e fiel,


3 – Por isso amo os mandamentos que nos
Sois amor, paciência e perdão.
destes, mais que o ouro, muito mais que o ouro
Tende pena e olhai para mim,
fino.
Confirmai, com vigor, vosso servo.
Por isso eu sigo bem direito as vossas leis,

Detesto todos os caminhos da mentira.

4 – Maravilhosos são os vossos mandamentos,

Eis, porque meu coração os observa.

Vossa palavra, ao revelar-se, me ilumina,

Ela dá sabedoria aos pequeninos.

Salmos do Hinário Litúrgico – Ano “A” - 9 / 18


18º Domingo (A) Tempo Comum 19º Domingo (A) Tempo Comum
Salmo 145 (144) Salmo 85 (84)

Dm Am Gm A Em Am
Ref.: Vós abris a vossa mão e saciais Ref.: Mostrai-nos, ó Senhor, vossa bondade,
Dm B Em
Os vossos filhos. E a vossa salvação nos concedei.

Dm D Gm Em Am Em
1 – Misericórdia e piedade é o Senhor, 1 – Quero ouvir o que o Senhor irá falar,
Bb C F C Am
Ele é amor, é paciência, é compaixão. É a paz que ele vai anunciar.
Dm Bb Gm Em B
O Senhor é muito bom para com todos, Está perto a salvação dos que o temem,
E A Dm B7 Em
Sua ternura abraça toda criatura. E a glória habitará em nossa terra.

2 – Todos os olhos, ó Senhor, em vós 2 – A verdade e o amor se encontrarão,


esperam
A justiça e a paz se abraçarão.
E vós lhes dás no tempo certo o alimento.
Da terra brotará a fidelidade,
Vós abris a vossa mão prodigamente,
E a justiça olhará dos altos céus.
E saciais todo ser vivo com fartura.

3 – O Senhor nos dará tudo o que é de bom,


3 – É justo o Senhor em seus caminhos,
E a nossa terra nos dará suas colheitas.
É santo em toda obra que ele faz.
A justiça andará na sua frente
Ele está perto da pessoa que o invoca,
E a salvação há de seguir os passos seus.
De todo aquele que o invoca lealmente.

Salmos do Hinário Litúrgico – Ano “A” - 10 / 18


20º Domingo (A) Tempo Comum 21º Domingo (A) Tempo Comum
Salmo 67 (66) Salmo 138 (137)

Em Em
Ref.: Que as nações vos glorifiquem, Ref.: Ó Senhor, vossa bondade é para
Am Am
Ó Senhor, sempre:
B Em B Em
Que todas as nações vos glorifiquem. Completai em mim a obra começada.

Em Am Em Em Am Em
1 – Que Deus nos dê a sua graça e sua 1 – Ó Senhor, de coração eu vos dou graças,
benção C Am
C Am Porque ouvistes as palavras dos meus lábios.
A sua face resplandeça sobre nós. Em B
Em B Perante os vossos anjos vou cantar-vos
Que na terra se conheça o seu caminho, B7 Em
B7 Em E ante o vosso templo vou prostrar-me.
E a sua salvação por entre os povos.

2 – Eu agradeço vosso amor,vossa verdade


2 – Exulte de alegria a terra inteira,
Porque fizestes muito mais que prometestes.
Pois julgais o universo com justiça;
Naquele dia em que gritei, vós me escutastes,
Os povos governais com retidão,
E aumentastes o vigor da minha alma.
E guiais em toda a terra as nações.

3 – Altíssimo é o Senhor, mas olha os pobres


3 – Que as nações vos glorifiquem, ó
Senhor, E de longe reconhece os orgulhosos.

Que todas as nações vos glorifiquem! Completai em mim a obra começada,

Que o Senhor e nosso Deus nos abençoe, Ó Senhor, vossa bondade é para sempre.

E o respeitem os confins de toda a terra!

Salmos do Hinário Litúrgico – Ano “A” - 11 / 18


22º Domingo (A) Tempo Comum 23º Domingo (A) Tempo Comum
Salmo 63 (62) Salmo 95 (94)

Em Am E F#m C#m
Ref.: A minh’alma tem sede de vós Ref.: Não fecheis o coração, ouvi, hoje,
B Em B E
Como a terra sedenta, ó meu Deus. A voz de Deus!

Em Am B E B E
1 – Sois vós, ó Senhor, o meu Deus. 1 – Vinde, exultemos de alegria no Senhor
Am B Em F#m B E
Desde a aurora ansioso vos busco. Aclamemos o Rochedo que nos salva!
Em Am B B E
A minh’alma tem sede de vós, Ao seu encontro caminhemos com louvores
C Am F#m B E
Como a terra sedenta e sem água. E com cantos de alegria celebremos
Am Em B
Venho assim, comtemplar-vos no templo,
B7 Em 2 – Vinde, adoremos e prostemo-nos por terra
Para ver vossa glória e poder.
E ajoelhemos ante o Deus que nos criou!

2 – Vosso amor vale mais do que a vida: Porque Ele é nosso Deus, nosso Pastor,

E por isso meus lábios vos louvam. E nós somos o seu povo e seu rebanho.

Quero, assim, vos louvar pela vida


3 – Não fecheis os corações, como em Meriba,
E elevar para vós minhas mãos.
Como em Massa, no deserto, aquele dia,
A minh’alma será saciada
Em que, outrora, vossos pais me provocaram
Como em grande banquete de festa.
Apesar de terem visto as minhas obras.

3 – Cantará a alegria em meus lábios,

Ao cantar para vós meu louvor.

Para mim fostes sempre um socorro;

De vossas asas à sombra eu exulto.

Minha alma se agarra em vós;

Com poder vossa mão me sustenta.

Salmos do Hinário Litúrgico – Ano “A” - 12 / 18


24º Domingo (A) Tempo Comum 25º Domingo (A) Tempo Comum
Salmo 103 (102) Salmo 145 (144)

E F#m C#m E F#m C#m


Ref.: O Senhor é bondoso, compassivo Ref.: O Senhor está perto da pessoa
B E B E
E carinhoso. Que o invoca.

E B E E B E
1 – Bendize, ó minh’alma, ao Senhor 1 – Todos os dias haverei de bendizer-vos,
F#m B E F#m B E
E todo o meu ser, seu santo Nome! Hei de louvar o vosso nome para sempre.
E B E E B E
Bendize, ó minh’alma, ao Senhor, Grande é o Senhor e muito digno de louvores
F# B E F#m B E
Não te esqueças de nenhum de seus E ninguém pode medir sua grandeza.
favores!

2 – Misericórdia e piedade é o Senhor,


2 – Pois Ele te perdoa toda a culpa
Ele é amor, é paciência, é compaixão.
E cura toda a tua enfermidade;
O Senhor é muito bom para com todos
Da sepultura Ele salva a tua vida
Sua ternura abraça toda a criatura.
E te cerca de carinho e compaixão.

3 – É justo o Senhor em seus caminhos,


3 – Não fica, sempre, repetindo as suas
queixas É santo em toda obra que Ele faz.

Nem guarda, eternamente, o seu rancor. Está perto da pessoa que o invoca,

Não nos trata, como exigem nossas faltas De todo aquele que o invoca lealmente.

Nem nos pune em proporção às nossas


culpas.

4 – Quanto os céus por sobre a terra se


elevam,

Tanto é grande o seu amor aos que o


temem;

Quanto dista o nascente do poente,

Tanto afasta para longe nossos crimes.

Salmos do Hinário Litúrgico – Ano “A” - 13 / 18


26º Domingo (A) Tempo Comum 27º Domingo (A) Tempo Comum
Salmo 25 (24) Salmo 80 (79)

E F#m Gm Bb F Bb C F
Ref.: Recordai, Senhor, meu Deus Ref.: A vinha do Senhor é a casa de Israel.
C#m B E
Vossa ternura e compaixão.
F C F
1 – Arrancastes do Egito esta videira
E B E F Dm C
1 – Fazei-me conhecer a vossa estrada E expulsastes as nações para plantá-la.
F#m E E Gm Dm Gm
Vossa verdade me oriente e me conduza! Até o mar se esconderam seus sarmentos,
E B E C F
Porque sois o Deus da minha salvação, Até o rio seus rebentos se espalharam.
F#m B E
Em vós espero, ó Senhor, todos os dias.
2 – Porque razão vós destruístes sua cerca,

2 – Recordai, Senhor, meu Deus, vossa Para que todos os passantes a vindimem,
ternura
O javali da mata virgem a devaste
E a vossa compaixão que são eternas!
E os animais do descampado nela pastem?
De mim lembrai-vos, porque sois
misericórdia
3 – Voltai-vos para nós, Deus do universo,
E sois bondade, sem limites, ó Senhor!
Visitai a nossa vinha e protegei-a.

3 – O Senhor é piedade e retidão Foi a mão direita que a plantou;

E reconduz ao bom caminho os pecadores. Protegei-a, e ao rebento que firmastes.

Ele dirige os humildes na justiça

E aos pobres ele ensina o seu caminho.

Salmos do Hinário Litúrgico – Ano “A” - 14 / 18


28º Domingo (A) Tempo Comum 29º Domingo (A) Tempo comum
Salmo 23 (22) Salmo 96 (95)

Gm Bb F Bb Gm Bb F
Ref.: Na casa do Senhor habitarei, Ref.: Ó família das nações,
C F Bb C F
Eternamente. Daí ao Senhor poder e glória.

F C F F C F
1 – O Senhor é o Pastor que me conduz; 1 – Cantai ao Senhor Deus um canto novo,
Dm C Dm C
Não me falta coisa alguma. Cantai ao Senhor Deus, ó terra inteira.
Gm Dm Gm Gm Dm Gm
Para as águas repousantes me encaminha Manifestai a sua glória entre as nações
C F C F
E restaura as minhas forças. E entre os povos do universo, seus prodígios.

2 – Ele me guia no caminho mais seguro 2 – Pois Deus é grande e muito digno de louvor,

Pela honra do seu nome. É mais terrível e maior que os outros deuses,

Mesmo que eu passe pelo vale tenebroso, Porque nada são os deuses dos pagãos,

Nenhum mal eu temerei. Foi o Senhor e nosso Deus quem fez os céus.

3 – Preparais à minha frente uma mesa, 3 – Ó família das nações, dai ao Senhor,

Bem à vista do inimigo Ó nações, dai ao Senhor poder e glória,

E com óleo vós ungis minha cabeça; dai a glória que é devida ao seu nome,

O meu cálice transborda. Oferecei um sacrifício nos seus átrios.

4 – Felicidade e todo bem hão de seguir-me 4 – Adorai-o no esplendor da santidade,

Por toda a minha vida; Terra inteira, estremecei diante Dele.

E, na casa do Senhor, habitarei Publicai entre as nações: “Reina o Senhor”

Pelos tempos infinitos. Pois os povos Ele julga com justiça.

Salmos do Hinário Litúrgico – Ano “A” - 15 / 18


30º Domingo (A) Tempo Comum 31º Domingo (A) Tempo Comum
Salmo 18 (17) Salmo 131 (131)

Gm Bb F Gm Bb F
Ref.: Eu vos amo, ó Senhor Ref.: Guardai-me, ó Senhor,
Bb C F Bb C F
Sois minha força e salvação Convosco, em vossa paz.

F C F F C F
1 – Eu vos amo, ó Senhor, sois minha força, 1 – Senhor, meu coração não é orgulhoso,
Dm C Dm C
Minha rocha, meu refúgio e Salvador. Nem se eleva arrogante o meu olhar;
Gm Dm Gm Gm Dm Gm
Ó meu Deus, sois o rochedo que me abriga Não ando a procura de grandezas
C F Gm C F
Minha força e poderosa salvação. Nem tenho pretensões ambiciosas

2 – Ó meu Deus, sois o rochedo que me 2 – Fiz calar e sossegar a minha alma;
abriga,
Ela está em grande paz, dentro de mim
Sois meu escudo e proteção: em vós espero.
Como a criança bem tranqüila, amamentada
Invocarei o meu Senhor: A Ele a glória
No regaço acolhedor de sua mãe.
E dos meus perseguidores serei salvo.

3 – Viva o Senhor. Bendito seja o meu


rochedo.

E louvado seja Deus, meu salvador.

Concedeis ao vosso rei grandes vitórias

E mostrais misericórdia ao vosso ungido.

Salmos do Hinário Litúrgico – Ano “A” - 16 / 18


32º Domingo (A) Tempo Comum 33º Domingo (A) Tempo Comum
Salmo 63 (62) Salmo 128 (127)

C Gm Am C Gm Am
Ref.: A minh’alma tem sede de vós Ref.: Felizes os que temem o Senhor
Bb C Bb C
E vos deseja, ó Senhor. E trilham seus caminhos.

C Gm C C Gm C
1 – Sois vós, ó Senhor, o meu Deus. 1 – Feliz és tu, se temes o Senhor
F Dm Gm Dm Gm
Desde a aurora ansioso vos busco. E trilhas seus caminhos.
C Gm C C Bb C
A minh’alma tem sede de vós, Do trabalho de tuas mãos hás de viver
F Dm Gm Gm Am
Como a terra sedenta e sem água. Serás feliz, tudo irá bem.
C Bb C
Venho, assim, contemplar-vos no templo,
Gm Dm Am 2 – A tua esposa é uma videira bem fecunda
Para ver vossa glória e poder.
No coração da tua casa;

2 – Vosso amor vale mais do que a vida Os teus filhos são rebentos de oliveira

E por isso meus lábios vos louvam. Ao redor de tua mesa.

Quero, assim, vos louvar pela vida


3 – Será, assim, abençoado todo homem
E elevar para vós minhas mãos.
Que teme o Senhor.
A minh’alma será saciada
O Senhor te abençoe de Sião,
Como em grande banquete de festa.
Cada dia de tua vida.

3 – Cantará a alegria em meus lábios,

Ao cantar para vós meu louvor.

Penso em vós no meu leito, de noite,

Nas vigílias, suspiro por vós.

Para mim fostes sempre um socorro;

De vossas asas à sombra eu exulto.

Salmos do Hinário Litúrgico – Ano “A” - 17 / 18


34º Domingo (A) Tempo Comum
Salmo 23 (22)

F Bb C
Ref.: O Senhor é o Pastor que me conduz,
Bb F
Não me falta coisa alguma.

F C F
1 – Pelos prados e campinas verdejantes
Dm Gm
Ele me leva a descansar.
Dm Gm
Para as águas repousantes me encaminha
C F
E restaura as minhas forças.

2 – Preparais, à minha frente, uma mesa

Bem à vista do inimigo,

E com óleo vós ungis minha cabeça

O meu cálice transborda.

3 – Felicidade e todo bem hão de seguir-me

Por toda a minha vida;

E, na casa do Senhor habitarei

Pelos tempos infinitos.

Salmos do Hinário Litúrgico – Ano “A” - 18 / 18