Você está na página 1de 4

PRONOME – PARTE 1

2 PRONOME – PARTE 1 3

PRONOME – PARTE 1 PRONOME PESSOAL DO CASO RETO


Pronome pessoal do caso reto é aquele que, na sentença, exerce a função de sujeito ou pre-
Pronome é a palavra que substitui, retoma ou acompanha um nome. Faz parte das classes
dicativo do sujeito.
variáveis e possui significado contextual.
1ª pessoa do singular: eu
Exemplos:
2ª pessoa do singular: tu
A moça era mesmo bonita. Ela morava nos meus sonhos! (pronome pessoal que retoma “a
moça”) 3ª pessoa do singular: ele, ela
A moça que morava nos meus sonhos era mesmo bonita! (pronome relativo que retoma “a 1ª pessoa do plural: nós
moça”) 2ª pessoa do plural: vós
Essa moça morava nos meus sonhos! (pronome demonstrativo) 3ª pessoa do plural: eles, elas
Minha carteira estava vazia quando eu fui assaltada. (pronome possessivo e pronome pessoal) Esses pronomes não devem ser usados como complemento verbal direto, o que é comum na
Tua carteira estava vazia quando tu foste assaltada? (pronome possessivo e pronome pessoal) oralidade. Nesse caso, devem-se empregar os pronomes pessoais do caso oblíquo.
A carteira dela estava vazia quando ela foi assaltada. (contração de preposição + pronome “Vi ele na rua”; “Encontrei ela na praça”; “Trouxeram eu até aqui”. (incorreto)
pessoal e pronome pessoal) “Vi-o na rua”; “Encontrei-a na praça”; “Trouxeram-me até aqui”. (correto)
Uniformidade de tratamento
É importante considerar o fato de que a uniformidade de tratamento em relação aos pronomes PRONOME PESSOAL OBLÍQUO ÁTONO
deve ser preservada, em especial quando se trata de manter a mesma pessoa do discurso.
1ª pessoa do singular (eu): me
Quando você vier, eu te abraçarei e enrolar-me-ei nos teus cabelos. (errado)
2ª pessoa do singular (tu): te
Quando tu vieres, eu te abraçarei e enrolar-me-ei nos teus cabelos. (correto – 2ª pessoa do
singular) 3ª pessoa do singular (ele, ela): o, a, lhe

Quando você vier, eu a abraçarei e enrolar-me-ei nos seus cabelos. (correto – 3ª pessoa do 1ª pessoa do plural (nós): nos
singular) 2ª pessoa do plural (vós): vos
3ª pessoa do plural (eles, elas): os, as, lhes
PRONOMES SUBSTANTIVOS E PRONOMES ADJETIVOS DICA: Quando os pronomes oblíquos átonos são complementos verbais, temos as seguintes situações.
Pronomes substantivos são aqueles que substituem um substantivo ao qual se referem.
– lhe(s): exerce a função de objeto indireto. Ex.: Pediram-lhe uma ajuda.
Exemplos:
– me, te, se, nos, vos: exercem a função de objeto direto ou indireto, ou seja, dependem da relação que estabele-
Nem tudo está perdido. cem com o verbo. Ex.: José me viu no cinema (objeto direto da forma verbal “ver”). José me entregou a enco-
Aquilo me deixou alegre. menda (objeto indireto da forma verbal “entregar”).

Pronomes adjetivos são aqueles que acompanham o substantivo com o qual se relacionam, – o(s), a(s): exercem a função de objeto direto. Ex.: Eu o comprei à vista.
juntando-lhe uma característica. Colocação do pronome pessoal oblíquo átono
Exemplos: Quando o verbo termina em -z, -s ou -r, o pronome assume a forma lo, los, la ou las, ao mesmo
Muita gente não me entende. (muita = pronome adjetivo indefinido). tempo que a terminação verbal em -z, -s ou -r é suprimida.
Trouxe o meu ingresso e o teu. (meu = pronome adjetivo possessivo / teu = pronome subs- Exemplo:
tantivo possessivo). fiz + o = fi-lo
fazeis + o = fazei-lo
PRONOMES PESSOAIS dizer + a = dizê-la
São aqueles que substituem os substantivos, indicando diretamente as pessoas do discurso.
Quando o verbo termina em som nasal, o pronome assume as formas no, nos, na, nas.
Exemplo:
viram + o = viram-no
4 PRONOME – PARTE 1 5

repõe + os = repõe-nos 1ª pessoa do singular (eu): me, mim.


retém + a = retém-na 2ª pessoa do singular (tu): te, ti.
tem + as = tem-nas 3ª pessoa do singular (ele, ela): se, si, consigo.
1ª pessoa do plural (nós): nos.
PRONOME PESSOAL OBLÍQUO TÔNICO 2ª pessoa do plural (vós): vos.
1ª pessoa do singular (eu): mim, comigo 3ª pessoa do plural (eles, elas): se, si, consigo.
2ª pessoa do singular (tu): ti, contigo Exemplos:
3ª pessoa do singular (ele, ela): ele, ela Eu não me vanglorio disso.
1ª pessoa do plural (nós): nós, conosco Olhei para mim no espelho e não gostei do que vi.
2ª pessoa do plural (vós): vós, convosco Assim tu te prejudicas.
3ª pessoa do plural (eles, elas): eles, elas Guilherme já se preparou.
As preposições essenciais introduzem sempre pronomes pessoais do caso oblíquo e nunca Lavamo-nos no rio.
pronome do caso reto:
Vós vos beneficiastes com a esta conquista.
Exemplos:
Elas deram a si um dia de folga.
Não há mais nada entre mim e ti.
Não se comprovou qualquer ligação entre ti e ela. VERBOS PRONOMINAIS
Não há nenhuma acusação contra mim.
Essenciais
Não vá sem mim.
São aqueles que sempre se conjugam com os pronomes oblíquos: me, te, se, nos, vos. São
Essa regra apenas não é empregada quando o pronome pessoal caso reto exerce a função de poucos: abster-se, ater-se, apiedar-se, atrever-se, dignar-se, arrepender-se etc.
sujeito.
Acidentais
Exemplos:
São aqueles verbos transitivos diretos em que a ação exercida pelo sujeito recai sobre o objeto
Trouxeram vários vestidos para eu experimentar. representado por pronome oblíquo da mesma pessoa do sujeito; assim, o sujeito faz uma ação que
recai sobre ele mesmo.
Não vá sem eu mandar.
Exemplo: Maria se penteava.
A combinação da preposição “com” e alguns pronomes originou as formas: comigo, contigo,
consigo, conosco e convosco. Por fazerem parte integrante do verbo, os pronomes oblíquos átonos dos verbos pronominais
não possuem função sintática.
Exemplo:
Há verbos que também são acompanhados de pronomes oblíquos átonos, mas que não são
Ele carregava o documento consigo.
essencialmente pronominais, são os verbos reflexivos. Nos verbos reflexivos, os pronomes, apesar
As formas: “conosco” e “convosco” são substituídas por “com nós” e “com vós” quando os de se encontrarem na pessoa idêntica à do sujeito, exercem funções sintáticas.
pronomes pessoais são reforçados por palavras como: outros, mesmos, próprios, todos, ambos ou
Exemplo: Eu me feri.
algum numeral.
Exemplos:
PRONOMES DE TRATAMENTO
Você terá de viajar com nós todos.
Os pronomes tratamento são empregados quando se quer fazer referência a alguém ou falar
Estávamos com vós outros quando chegaram as más notícias.
diretamente com alguém. Esses pronomes, geralmente, estão ligados à posição social ou ao cargo
Ele disse que iria com nós três. que uma pessoa ocupa.
Vejamos quais são eles:
PRONOME REFLEXIVO Vossa Alteza V. A. príncipes, duques
São pronomes pessoais oblíquos que, embora funcionem como objetos direto ou indireto, Vossa Eminência V. Ema.(s) cardeais
referem-se ao sujeito da oração. Indicam que o sujeito pratica e recebe a ação expressa pelo verbo.
Vossa Reverendíssima V. Revma.(s) sacerdotes e bispos
6

altas autoridades e
Vossa Excelência V. Ex.ª (s)
oficiais-generais
Vossa Magnificência V. Mag.ª (s) reitores de universidades
Vossa Majestade V. M. reis e rainhas
Vossa Majestade Imperial V. M. I. Imperadores
Vossa Santidade V. S. Papa
Vossa Senhoria V. S.ª (s) tratamento cerimonioso
Vossa Onipotência V. O. Deus
Obs.: Também são pronomes de tratamento: senhor, senhora, você, vocês.
Vossa Excelência X Sua Excelência
Os pronomes de tratamento que possuem “Vossa (s)” são empregados em relação à pessoa
com quem falamos.
Emprega-se: “Sua (s)” quando se fala a respeito da pessoa.
3ª pessoa
Em relação aos pronomes de tratamento, a concordância deve ser feita com a 3ª pessoa.
Assim, os verbos, os pronomes possessivos e os pronomes oblíquos empregados em relação a eles
devem ficar na 3ª pessoa.