Você está na página 1de 13

ABAND0N0

DE INCAPAZ
E RECÉM-
NASCIDO
Artigos 133 e 134 do Código Penal
Art. 133

Abandonar pessoa que está sob


seu cuidado, guarda, vigilância
ou autoridade, e, por qualquer
motivo, incapaz de defender-se
dos riscos resultantes do
abandono:
Pena - detenção, de seis meses a
três anos.

Nas entrelinhas, significa dizer que?


Qual o objeto material do Delito?
A vítima que está sob os cuidados do agente.

Qual o bem jurídico protegido?


A segurança da vítima, sendo ele o incapaz
abandonado.
Modalidades
qualificadas:

§ 1º - Se do abandono resulta lesão corporal de


natureza grave:
Pena - reclusão, de um a cinco anos.

§ 2º - Se resulta a morte:
Pena - reclusão, de quatro a doze anos
ATENÇÃO
Trata-se de um crime preterdoloso,
quando ao cometer a conduta
(abandono), acaba resultando
ocorrências mais graves e inesperadas
(lesão corporal ou morte).
Casos de
§ 3º - As penas cominadas neste artigo
aumento aumentam-se de um terço:
I - se o abandono ocorre em lugar ermo;
de pena: II - se o agente é ascendente ou
descendente, cônjuge, irmão, tutor ou
curador da vítima.
III – se a vítima é maior de 60 (sessenta)
anos

Quais as três causas de aumento de pena?


Admite-se tentativa ou não?
SIM, principalmente na modalidade
comissiva.

O agente desistiu ou sentiu pena


da vítima, e por esse motivo não
se concretizou ação?
CLASSIFICAÇÃO
Crime próprio;
Perigo concreto;
Doloso;
De forma livre;
Comissivo ou Omissivo impróprio;
Monossubjetivo;
Plurissubsistente;
Transeunte (como regra);
Instantâneo.
Art. 134
Expor  ou abandonar

recém-nascido, para
ocultar desonra própria:
Pena – detenção, de 6
(seis) meses a 2 (dois) anos.
Bem jurídico protegido:
Vida e a saúde do recém-nascido.
Sujeito ativo:
A pessoa que pode ter sua honra
impugnada
Sujeito passivo:
Recém-nascido
Elemento subjetivo:
Além do dolo de expor ou abandonar, que
pode ser direto ou eventual, nesse caso é
imprescindível o elemento subjetivo do
tipo, fim de “ocultar desonra própria”.
Modalidades qualificadas:
§ 1º Se em razão do abandono houver o
resultado lesão corporal grave:

Pena - reclusão de 1 a 3 anos

§ 2º Se resulta morte:

Pena – reclusão de 2 a 6 anos

As duas formas qualificadas são crimes


preterdolosos
Consumação e tentativa:
Para a consumação do crime, basta a exposição do recém-nascido a algum
perigo, sem a necessidade de que a lesão decorrente do risco efetivamente
ocorra.

É importante distinguir os verbos “expor” e “abandonar”.


Abandonar tem sentido de largar ou deixar de dar assistência
pessoal devida ao recém-nascido, já “expor”, conceitua-se
como colocar em perigo, retirando a pessoa do seu lugar
habitual para leva-la a ambiente hostil.
Observa-se que para a configuração do crime de exposição
ou abandono de recém-nascido, é imprescindível que a
conduta do agente seja a de ocultar desonra própria.

Classificação: Própria, omissivo ou comissivo, concreto, unisubjetivo,


plurisubsistente, instantâneo, doloso e livre.
OBRIGADO!

Você também pode gostar