Você está na página 1de 36

SmartLogger2000

Guia rápido

Edição: 05
Número da peça: 31508122
Data: 30/06/2019

HUAWEI TECHNOLOGIES CO., LTD.


1. As informações deste documento estão sujeitas a alterações sem aviso prévio. Todo o esforço
possível foi feito na preparação deste documento para assegurar a precisão de seu conteúdo.
Entretanto, todas as declarações, informações e recomendações neste documento não
constituem garantia de nenhuma espécie, expressa ou implícita.
2. Antes de instalar o dispositivo, leia atentamente o Manual do usuário do SmartLogger2000 para
se familiarizar com as informações do produto e precauções. SmartLogger é a abreviação de
SmartLogger2000 no texto a seguir.
3. Instale e use o dispositivo de acordo com este documento e com o manual do usuário. Caso
contrário, o dispositivo pode ser danificado. Use ferramentas com isolamento durante a
instalação do dispositivo.
4. Quando o SmartLogger é aplicado em um controlador de matriz inteligente de outra empresa
(simplificado para controlador de matriz inteligente), instale-o no gabinete de terceiros. Esta
seção descreve as operações de instalação e conexão dos cabos usando o SmartLogger em
um cenário de controlador de matriz inteligente de outra empresa como um exemplo.

1 Visão geral
1.1 Descrição do modelo

Modelo Descrição Modelo Descrição


10: com um  10-C: com um
coordenador central SmartLogger2000-10- coordenador central
SmartLogger2000-10 (CCO) de PLC (MBUS) C (CCO) de PLC
de 500 VCA integrado (MBUS) de 800
VCA integrado
 10-B: com um  11-C: sem CCO de
coordenador SmartLogger2000-11-
SmartLogger2000-10-B PLC (MBUS)
central (CCO) de C
integrado
PLC (MBUS) de
500 VCA integrado
SmartLogger2000-11-B  11-B: sem CCO de N/D N/D
PLC (MBUS)

NOTA
 O SmartLogger com um CCO de PLC (MBUS) integrado pode trabalhar com o SUN2000
integrado à estação (STA) de PLC (MBUS) para implementar a rede de PLC (MBUS).
 Caso seja necessário que o SmartLogger sem CCO de PLC (MBUS) integrado trabalhe com o
SUN2000 integrado à STA de PLC (MBUS) para implementar a rede de PLC (MBUS), será
necessário conectar um CCO de PLC (MBUS) externo.
 O módulo Bluetooth incorporado no SmartLogger2000-10 é compatível apenas com o aplicativo
Android. Os módulos Bluetooth incorporados em outros modelos de SmartLoggers são
compatíveis com aplicativos Android e iOS.
 Este documento usa o SmartLogger2000-10-C como um exemplo para descrever cenários
típicos e conexões de cabos.

Copyright © Huawei Technologies Co., Ltd. 2019.


1 Todos os direitos reservados.
1.2 Descrição das portas
SmartLogger2000-10-C/11-C

Nº Porta (decalque) Função Descrição


1 RF1, RF2 Reservado Reservado.
Fornece fonte de alimentação de 12 VCC com uma
2 12 V OUT Saída 12 VCC
corrente máxima de 100 mA.
3 12 V IN Entrada de 12 VCC Conecta-se ao adaptador de energia.
4 USB Porta USB Conecta-se a um pen drive.
Porta óptica de Conecta-se a um ATB ou outro SmartLogger
5 SFP1, SFP2
Ethernet em cascata.
Porta elétrica de Conecta-se a um LAN switch Ethernet, roteador, POE
6 ETH1, ETH2
Ethernet ou computador.
A saída do relé suporta 12 V de tensão e 0,5 A de
7 DO Saída digital (DO)
corrente.
Seis portas do RS485 que podem ser conectadas a
Comunicação do
8 COM1–COM6 dispositivos como o SUN2000, transformador tipo
RS485
caixa, medidor de energia ou EMI.
Redefine e reinicia o módulo Bluetooth ou redefine o
endereço IP do SmartLogger para o endereço IP
9 Default Chave padrão
padrão (válido dentro de 5 minutos). O endereço IP
padrão é 192.168.0.10.
SmartLogger2000-10-C: Conecta-se a entradas
Portas do cabo de trifásicas (A, B e C), e é usado para PLC (MBUS)
10 AC1, AC2a
energia CA com o SUN2000 via cabos de alimentação CA.
SmartLogger2000-11-C: desativado

Ponto de aterramento
11 N/D
shell

A AI1 suporta de 0 a 10 V de tensão de entrada


12 AI1–AI7 Entrada analógica (passivab); a AI2–AI7 suporta de 0 a 20 mA e de 4 a
20 mA de corrente de entrada (passiva).
 A PT1 suporta a conexão a um sensor de
temperatura PT100/PT1000 de três fios ou dois fios.
13 PT1, PT2 Entrada analógica  A PT2 suporta a conexão a apenas um sensor de
temperatura PT100/PT1000 de dois fios.
14 AO1–AO4 Saída analógica (AO) Corrente de saída de 4–20 mA e 0–20 mA
Conecta-se a uma entrada de contato seco. GND1 e
15 DI1–DI8 Entrada digital (DI)
GND2 são portas de aterramento para sinais de DI.
Nota a: quando o SmartLogger for aplicado em um controlador de matriz simples, conecte as portas
AC1 e AC2 ao SPD com os cabos fornecidos. A tensão residual do SPD deve ser menor que 6 kV.
Nota b: Passiva significa que a porta de AI pode se conectar a um sensor que precisa ser energizado
separadamente.

2
SmartLogger2000-10/10-B/11-B

Nº Porta (decalque) Função Descrição


1 RF1, RF2 Reservado Reservado.
Fornece fonte de alimentação de 12 VCC com uma
2 12 V OUT Saída 12 VCC
corrente máxima de 100 mA.
3 12 V IN Entrada de 12 VCC Conecta-se ao adaptador de energia.
4 USB Porta USB Conecta-se a um pen drive.
Porta óptica de Conecta-se a um ATB ou outro SmartLogger
5 SFP1, SFP2
Ethernet em cascata.
Porta elétrica de Conecta-se a um LAN switch Ethernet, roteador, POE
6 ETH1, ETH2
Ethernet ou computador.
A saída do relé suporta 12 V de tensão e 0,5 A de
7 DO Saída digital (DO)
corrente.
Seis portas do RS485 que podem ser conectadas a
Comunicação do
8 COM1–COM6 dispositivos como o SUN2000, transformador tipo
RS485
caixa, medidor de energia ou EMI.
Redefine e reinicia o módulo Bluetooth ou redefine o
endereço IP do SmartLogger para o endereço IP
9 Default Chave padrão
padrão (válido dentro de 5 minutos). O endereço IP
padrão é 192.168.0.10.
 SmartLogger2000-10/10-B: Conecta-se à entrada
1 Portas do cabo de trifásica (A, B e C), e é usado para PLC (MBUS)
AC1, AC2
0 energia CA com o SUN2000 via cabos de alimentação CA.
 SmartLogger2000-11-B: desativado

1 Ponto de
N/D
1 aterramento shell

 SmartLogger2000-10: AI1–AI4: 4–20 mA e 0–20


mA de corrente de entrada (passivaa); AI5-AI8: 4–
20 mA e 0–20 mA de corrente de entrada (ativab)
1 
AI1–AI8 Entrada analógica SmartLogger2000-10-B/11-B: AI1: 0–10 V de
2
tensão de entrada (passiva); AI2–AI4: 4–20 mA e
0–20 mA de corrente de entrada (passiva); AI5-AI8:
4–20 mA e 0–20 mA de corrente de entrada (ativa)
1 Saída analógica
AO1–AO6 Corrente de saída de 4–20 mA e 0–20 mA
3 (AO)
1 Conecta-se a uma entrada de contato seco. GND1 e
DI1–DI8 Entrada digital (DI)
4 GND2 são portas de aterramento para sinais de DI.
Nota a: Passiva significa que a porta de AI pode se conectar a um sensor que precisa ser energizado
separadamente.
Nota b: Ativa significa que a porta de AI pode se conectar a um sensor que não precisa ser
energizado separadamente.

3
2 Cenários típicos de conexão de cabos
2.1 Cenário do controlador de matriz inteligente

NOTA
 Este documento descreve o cenário de aplicação onde o SmartLogger está dentro do
controlador de matriz inteligente SmartACU2000B-D-2PID/2PLC.
 As tabelas sob as figuras listam apenas os componentes que serão configurados pelo cliente
no cenário correspondente.

1. Prepare você mesmo o cabo de alimentação CA monofásico para o controlador de matriz


inteligente. Recomendado: um cabo de cobre com proteção para exteriores de dois núcleos
com uma tensão de operação para o solo maior ou igual a 300 V e uma área de corte
transversal de 4 mm2 para cada núcleo de fio
2. Prepare você mesmo o cabo de alimentação do disjuntor em miniatura (bloco de controle de
mapeamento) para a fonte de alimentação da estação de serviço. Recomendado: um cabo de
cobre com proteção para exteriores de dois núcleos com uma tensão de operação para o solo
maior ou igual a 300 V e uma área de corte transversal de 4 mm2 para cada núcleo de fio
3. Prepare você mesmo o cabo de alimentação CA trifásico para o controlador de matriz
inteligente. Recomendado: um cabo de cobre com proteção para exteriores de quatro núcleos
(L1, L2, L3 e aterramento funcional) com uma área de corte transversal de 10 mm2 para cada
núcleo de fio. Quando a tensão de CA nominal no lado de baixa tensão do transformador tipo
caixa é menor ou igual a 500 V, a tensão de operação entre o cabo de alimentação CA
trifásico e o aterramento deve ser maior ou igual a 600 V. Quando a tensão de CA nominal no
lado de baixa tensão do transformador tipo caixa é maior que 500 V e menor ou igual a 800 V,
a tensão de operação entre o cabo de alimentação CA trifásico e o aterramento deve ser maior
ou igual a 1000 V.
4. Prepare você mesmo o cabo de alimentação do barramento para o interruptor de alimentação
trifásica. Recomendado: um cabo de cobre com proteção para exteriores de quatro núcleos
(L1, L2, L3 e aterramento funcional) com uma área de corte transversal de 10 mm2 para cada
núcleo de fio. Quando a tensão de CA nominal no lado de baixa tensão do transformador tipo
caixa é menor ou igual a 500 V, a tensão de operação no aterramento deve ser maior ou igual
a 600 V. Quando a tensão de CA nominal no lado de baixa tensão do transformador tipo caixa
é maior que 500 V e menor ou igual a 800 V, a tensão de operação no aterramento deve ser
maior ou igual a 1000 V.

4
Fibra óptica

PLC (MBUS)
CCO

5
Modelo ou especificações Fonte do
Localização Componente Quantidade
recomendados componente
LAN switch (opcional) UT-H605 ou ES1000 1
Módulo
Bolsa de óptico de FTLF1323P1BTR-HW
Controlador Pode ser 2
acessóri baixa
de matriz velocidade comprado na
os para
inteligente Huawei
a troca PLCLC5S-ST3P302-HW,
de anel Jumper LC-LC-S2-L2,
óptico 8
óptico 3ECA1031LCLC002-01-F
ou LP-LP-2S-P-SM-002
Bloco de controle de Corrente nominal: 32 A, Preparado
1
mapeamento número de polos: 2 pelo cliente
 Quando a tensão de CA
nominal no lado de
baixa tensão do
transformador tipo caixa
é menor ou igual a 500
V, a tensão nominal
deve ser maior ou igual
a 500 V. Quando a
tensão de CA nominal
no lado de baixa tensão
do transformador tipo
Interruptor
caixa é maior que 500 V
de fusível Preparado
e menor ou igual a 800
tipo faca pelo cliente
V, a tensão nominal
(solução 1)
deve ser maior ou igual
a 800 V.
 Corrente nominal do
fusível: 32 A; corrente
 Cenário
nominal da caixa de
interruptores do fusível com um
tipo faca ≥ 32 A; número transformador
Transformador Interrupt de coluna
or de de polos: 3 (3 fusíveis
tipo caixa dupla: 1
alimenta para cada caixa de
 Cenário
ção interruptores de fusível
tipo faca) com um
trifásico
transformador
 Quando a tensão de CA
de divisão
nominal no lado de dupla: 2
baixa tensão do
transformador tipo caixa
é menor ou igual a 500
V, a tensão nominal
deve ser maior ou igual
a 500 V. Quando a
tensão de CA nominal
MCCB no lado de baixa tensão Preparado
(solução 2) do transformador tipo pelo cliente
caixa é maior que 500 V
e menor ou igual a 800
V, a tensão nominal
deve ser maior ou igual
a 800 V.
 Energia passante ≤ 1,26
x 106 A2s
 Corrente nominal: 32 A;
número de polos: 3

6
LTE 4G

PLC (MBUS)
CCO

ETH RS485 CPE

7
Modelo ou
Fonte do
Localização Componente especificações Quantidade
componente
recomendados
LAN switch
Controlador de (opcional) UT-H605 ou ES1000 Pode ser 1
matriz comprado
Módulo na Huawei
inteligente Bolsas de N/D 1
POE
acessórios
Fora do para o módulo
controlador POE e
de matriz equipamentos Pode ser
inteligente nas CPE N/D comprado 1
e do instalações do na Huawei
transformador cliente (CPE)
tipo caixa
Bloco de controle de Corrente nominal: 32 A, Preparado
1
mapeamento número de polos: 2 pelo cliente
 Quando a tensão de CA
nominal no lado de
baixa tensão do
transformador tipo caixa
é menor ou igual a 500
V, a tensão nominal
deve ser maior ou igual
a 500 V. Quando a
tensão de CA nominal
no lado de baixa tensão
do transformador tipo
Interruptor
caixa é maior que 500 V
de fusível Preparado
e menor ou igual a 800
tipo faca pelo cliente
V, a tensão nominal
(solução 1)
deve ser maior ou igual
a 800 V.
 Corrente nominal do
fusível: 32 A; corrente
nominal da caixa de  Cenário
interruptores do fusível com um
tipo faca ≥ 32 A; transformador
Transformador número de polos: 3 (3 de coluna
tipo caixa Interruptor de
fusíveis para cada caixa dupla: 1
alimentação 
de interruptores de Cenário
trifásico
fusível tipo faca) com um
transformador
 Quando a tensão de CA de divisão
nominal no lado de dupla: 2
baixa tensão do
transformador tipo caixa
é menor ou igual a 500
V, a tensão nominal
deve ser maior ou igual
a 500 V. Quando a
tensão de CA nominal
MCCB no lado de baixa tensão Preparado
(solução 2) do transformador tipo pelo cliente
caixa é maior que 500 V
e menor ou igual a 800
V, a tensão nominal
deve ser maior ou igual
a 800 V.
 Energia passante ≤
1,26 x 106 A2s
 Corrente nominal: 32 A;
número de polos: 3

8
2.2 Cenário do controlador de matriz simples

1. Se o SmartLogger se comunicar com um SUN2000 usando um cabo de alimentação CA, um


bloco de controle de mapeamento e uma chave faca precisarão ser instalados para evitar
danos ao dispositivo em caso de curto-circuito.
2. Se o SmartLogger se comunicar com o SUN2000 usando um cabo de alimentação CA, prepare
você mesmo o cabo do interruptor de fusível tipo faca para o bloco de controle de mapeamento
e o cabo do barramento para o interruptor de fusível faca. Recomendado: um cabo com
proteção para exteriores de três núcleos com uma área de corte transversal de 10 mm 2 para
cada núcleo de fio. Quando a tensão de CA nominal no lado de baixa tensão do transformador
tipo caixa é menor ou igual a 500 V, a tensão de operação entre o cabo de alimentação CA e o
aterramento deve ser maior ou igual a 600 V. Quando a tensão de CA nominal no lado de
baixa tensão do transformador tipo caixa é maior que 500 V e menor ou igual a 800 V, a tensão
de operação entre o cabo de alimentação CA e o aterramento deve ser maior ou igual a 1000
V.
3. O SmartLogger pode se conectar ao SUN2000 por meio de um cabo de comunicação RS485
ou cabo de alimentação CA. Se o RS485 for usado, não haverá necessidade de conectar um
cabo de alimentação CA entre o SmartLogger e o bloco de controle de mapeamento no cenário
sem um controlador de matriz inteligente.
4. O cabo de alimentação fornecido com o SmartLogger tem 1 metro de comprimento, o cabo do
adaptador de energia tem 1,5 metro de comprimento, o cabo de rede tem 2,2 metros de
comprimento e o cabo de alimentação CA tem 1,5 metro de comprimento. Reserve as posições
de instalação para componentes com base nos comprimentos dos cabos.

Fibra óptica

9
Fonte do
Componente Modelo ou especificações recomendados Quantidade
componente
SmartLogger SmartLogger2000
1
Módulo
Bolsa de óptico de
acessórios baixa FTLF1323P1BTR-HW Pode ser
para a comprado na 2
velocidade
troca do Huawei
anel de PLCLC5S-ST3P302-HW, LC-LC-S2-L2,
fibra Jumper
3ECA1031LCLC002-01-F ou 8
óptico
LP-LP-2S-P-SM-002
CT-GZF2PJ-8, CT-GPH-A-8 ou um ATB de Preparado
ATB 1
um modelo local pelo cliente

 Quando a tensão de CA nominal no lado


de baixa tensão do transformador tipo
caixa é menor ou igual a 500 V, a tensão
nominal deve ser maior ou igual a 500 V.
Quando a tensão de CA nominal no lado
de baixa tensão do transformador tipo
caixa é maior que 500 V e menor ou igual
a 800 V, a tensão nominal deve ser maior
ou igual a 800 V. Preparado
Fusível 
3
Quando a tensão de CA nominal no lado pelo cliente
de baixa tensão do transformador tipo
caixa é menor ou igual a 500 V, a corrente
nominal deve ser maior ou igual a 6 A.
Quando a tensão de CA nominal no lado
de baixa tensão do transformador tipo
caixa é maior que 500 V e menor ou igual
a 800 V, a corrente nominal deve ser maior
ou igual a 32 A.
Chave
faca  Quando a tensão de CA nominal no lado
de baixa tensão do transformador tipo
caixa é menor ou igual a 500 V, a tensão
nominal deve ser maior ou igual a 500 V.
Quando a tensão de CA nominal no lado
de baixa tensão do transformador tipo
caixa é maior que 500 V e menor ou igual
a 800 V, a tensão nominal deve ser maior
Caixa da ou igual a 800 V. Preparado

1
chave faca Quando a tensão de CA nominal no lado pelo cliente
de baixa tensão do transformador tipo
caixa é menor ou igual a 500 V, a corrente
nominal deve ser maior ou igual a 6 A.
Quando a tensão de CA nominal no lado
de baixa tensão do transformador tipo
caixa é maior que 500 V e menor ou igual
a 800 V, a corrente nominal deve ser maior
ou igual a 32 A. O número de polos é 3.

10
Fonte do
Componente Modelo ou especificações recomendados Quantidade
componente
 Quando a tensão de CA nominal no lado de baixa
tensão do transformador tipo caixa é menor ou igual
a 500 V, a tensão nominal deve ser maior ou igual a
500 V. Quando a tensão de CA nominal no lado de
baixa tensão do transformador tipo caixa é maior
que 500 V e menor ou igual a 800 V, a tensão
Bloco de
nominal deve ser maior ou igual a 800 V. Preparado
controle de 
1
Quando a tensão de CA nominal no lado de baixa pelo cliente
mapeamento
tensão do transformador tipo caixa é menor ou igual
a 500 V, a corrente nominal é maior ou igual a 6 A e
menor ou igual a 32 A. Quando a tensão CA
nominal no lado de baixa tensão do transformador
tipo caixa é maior que 500 V e menor ou igual a 800
V, a corrente nominal é de 32 A.
Preparado
Soquete Conecta-se ao adaptador de energia. 1
pelo cliente

LTE 4G

Modelo ou especificações
Componente Fonte do componente Quantidade
recomendados
SmartLogger SmartLogger2000 Pode ser comprado na Huawei 1
Módulo POE POE35-54A ou POE85-56A Pode ser comprado na Huawei 1
SPD POE POE-2 Pode ser comprado na Huawei 1
CPE EG860V2-C71 Pode ser comprado na Huawei 1

11
Fonte do
Componente Modelo ou especificações recomendados Quantidade
componente
 Quando a tensão de CA nominal no lado de
baixa tensão do transformador tipo caixa é
menor ou igual a 500 V, a tensão nominal
deve ser maior ou igual a 500 V. Quando a
tensão de CA nominal no lado de baixa tensão
do transformador tipo caixa é maior que 500 V
e menor ou igual a 800 V, a tensão nominal
deve ser maior ou igual a 800 V.
Fusível 
3
Quando a tensão de CA nominal no lado de
baixa tensão do transformador tipo caixa é
menor ou igual a 500 V, a corrente nominal
deve ser maior ou igual a 6 A. Quando a
tensão de CA nominal no lado de baixa tensão
do transformador tipo caixa é maior que 500 V
e menor ou igual a 800 V, a corrente nominal
deve ser maior ou igual a 32 A.
Chave
faca  Quando a tensão de CA nominal no lado de
baixa tensão do transformador tipo caixa é
menor ou igual a 500 V, a tensão nominal
deve ser maior ou igual a 500 V. Quando a
tensão de CA nominal no lado de baixa tensão
do transformador tipo caixa é maior que 500 V
e menor ou igual a 800 V, a tensão nominal
Caixa da deve ser maior ou igual a 800 V.
chave  Quando a tensão de CA nominal no lado de Preparado 1
faca baixa tensão do transformador tipo caixa é pelo cliente
menor ou igual a 500 V, a corrente nominal
deve ser maior ou igual a 6 A. Quando a
tensão de CA nominal no lado de baixa tensão
do transformador tipo caixa é maior que 500 V
e menor ou igual a 800 V, a corrente nominal
deve ser maior ou igual a 32 A. O número de
polos é 3.
 Quando a tensão de CA nominal no lado de
baixa tensão do transformador tipo caixa é
menor ou igual a 500 V, a tensão nominal
deve ser maior ou igual a 500 V. Quando a
tensão de CA nominal no lado de baixa tensão
do transformador tipo caixa é maior que 500 V
e menor ou igual a 800 V, a tensão nominal
Bloco de controle deve ser maior ou igual a 800 V.
1
de mapeamento  Quando a tensão de CA nominal no lado de
baixa tensão do transformador tipo caixa é
menor ou igual a 500 V, a corrente nominal é
maior ou igual a 6 A e menor ou igual a 32 A.
Quando a tensão CA nominal no lado de baixa
tensão do transformador tipo caixa é maior
que 500 V e menor ou igual a 800 V, a
corrente nominal é de 32 A.
Soquete Conecta-se ao adaptador de energia. 1

12
3 Instalação do SmartLogger
3.1 Espaço de instalação (unidade: mm)
Montagem em parede

Dimensões do chassi (incluindo orelhas de montagem) Folgas de instalação

Montagem em trilho-guia

Dimensões do chassi (incluindo os suportes


de montagem do trilho-guia) Folgas de instalação

13
3.2 Modo de instalação
Montagem em parede

Instale o SmartLogger em uma parede plana com capacidade de carga para suportar o peso do
SmartLogger com segurança.

Conjunto de parafusos para


montagem em parede:
(1) Parafuso de rosca ST3.5
(2) Arruela
(3) Capa de expansão

1. Determine os furos de montagem com base nas posições dos furos nas orelhas de montagem,
e marque os furos de montagem usando um marcador.

Unidade: mm

Caso seja necessário usar uma


escada para instalar o dispositivo
em uma posição alta, adote
medidas para se proteger contra
quedas.

2. Faça furos usando uma furadeira e instale as capas de expansão, arruelas e parafusos de
rosca.
Unidade: mm

3. Coloque os parafusos de rosca nos furos de montagem na parede passando pelas orelhas de
montagem do SmartLogger e pelas arruelas.

14
4. Aperte os parafusos de rosca usando uma chave de fenda de torque.

Montagem em trilho-guia
A Huawei não fornece o trilho-guia do SmartLogger. Se o cliente optar por esse modo de
instalação, ele deve preparar um trilho-guia padrão de 35 mm.

Unidade: mm

NOTA

1. Fixe o trilho-guia antes de montar o


SmartLogger.
2. Verifique se o comprimento do trilho-guia
é suficiente para fixar o SmartLogger.
O comprimento recomendado é de
450 mm ou mais.

1. Remova as orelhas de montagem do 2. Prenda as braçadeiras do trilho-guia usando


SmartLogger usando uma chave Phillips. os parafusos que são removidos das orelhas
de montagem.

15
3. Monte o SmartLogger no trilho-guia. 4. Instale os fixadores do trilho-guia.

4 Instalação do cabo de aterramento


4.1 Instalação do cabo de aterramento do SmartLogger

OT-M6

NOTA
1. É recomendável que cabos de núcleo de cobre para exteriores de 4 a 6 mm2 ou 12 a 10 AWG
sejam usados como cabos de aterramento. Cabos de aterramento devem ser conectados
firmemente.
2. Para aprimorar a resistência à corrosão do terminal de aterramento, aplique sílica gel ou tinta
sobre ele depois de conectar o cabo PGND.

5 Conexão de cabos a portas COM


NOTA
 O SmartLogger pode se conectar a um SUN2000, um EMI, um medidor de potência, um
transformador tipo caixa e um módulo de PID por meio de suas portas COM.
 Se o SmartLogger2000-10/10-B/11-B se conectar a um dispositivo através da porta COM, é
recomendável que você conecte um SPD de sinal RS485 externo. Para obter detalhes sobre
como instalar e conectar o SPD de sinal RS485, consulte a seção 15.6 "Como devo instalar o
SPD de sinal RS485?" e a seção 15.7 "Como devo conectar o SPD de sinal RS485?"
 Se o SmartLogger2000-10-C/11-C se conectar a um dispositivo através da porta COM, não há
necessidade de conectar um SPD de sinal RS485 externo. Este documento usa o
SmartLogger2000-10-C como um exemplo para descrever conexões de cabos.

16
5.1 Definições de porta

Para ver as definições das portas de comunicação nos dispositivos, como EMI, medidor de
energia e transformador tipo caixa, consulte os documentos fornecidos com os dispositivos. Ao
conectar os cabos, certifique-se de que o RS485+ se conecta à porta COM+ no SmartLogger e
que o RS485– se conecta à porta COM– no SmartLogger.

NOTA
Para facilitar a operação, este documento descreve apenas as portas que precisam ser conectadas.

Porta COM (SmartLogger)

Nº Porta Símbolo Função


+ RS485A, sinal do diferencial RS485+
1 COM1
– RS485B, sinal do diferencial RS485–
+ RS485A, sinal do diferencial RS485+
2 COM2
– RS485B, sinal do diferencial RS485–
+ RS485A, sinal do diferencial RS485+
3 COM3
– RS485B, sinal do diferencial RS485–
+ RS485A, sinal do diferencial RS485+
4 COM4
– RS485B, sinal do diferencial RS485–
+ RS485A, sinal do diferencial RS485+
5 COM5
– RS485B, sinal do diferencial RS485–
+ RS485A, sinal do diferencial RS485+
6 COM6
– RS485B, sinal do diferencial RS485–

NOTA
 Diferentes modelos SUN2000s apresentam blocos de terminais de tipo 1 e 2.
 A porta de rede RJ45 está presente em todos os modelos SUN2000s.

Bloco de terminais tipo 1 (SUN2000) Nº Definição de porta Função


RS485A, sinal do
1 RS485A IN
diferencial RS485+
RS485A, sinal do
2 RS485A OUT
diferencial RS485+
RS485B, sinal do
3 RS485B IN
diferencial RS485–
RS485B, sinal do
4 RS485B OUT
diferencial RS485–

17
Bloco de terminais tipo 2 (SUN2000) Definição de
Nº Função
porta
RS485A, sinal do
5 RS485A IN
diferencial RS485+
RS485A, sinal do
6 RS485A OUT
diferencial RS485+
RS485B, sinal do
7 RS485B IN
diferencial RS485–
RS485B, sinal do
8 RS485B OUT
diferencial RS485–

Porta de rede RJ45 (SUN2000)

Nº Cor Função

1 Laranja e branco RS485A, sinal do diferencial RS485+

2 Laranja RS485B, sinal do diferencial RS485–

3 Branco e verde N/D

4 Azul RS485A, sinal do diferencial RS485+

5 Branco e azul RS485B, sinal do diferencial RS485–

6 Verde N/D

7 Branco e marrom N/D

8 Marrom N/D

5.2 Conectar um cabo de comunicação do RS485

NOTA
1. Certifique-se de que a comunicação do RS485 esteja a 1000 metros de distância.
2. O bloco de terminais do cabo do SmartLogger pode conectar-se a um cabo com a área máxima
de corte transversal de 2,5 mm2.
3. Um bloco de terminais é recomendado para conectar os cabos ao SUN2000. Os exemplos a
seguir usam o bloco de terminais SUN2000-50KTL/50KTL-C1 para descrever a conexão a cabo.
4. Quando você conecta um bloco de terminais ao SUN2000, é recomendado usar um cabo de
computador (DJYP2VP2-22 2x2x1) ou um cabo de comunicação com a área de corte
transversal do condutor de 1 mm2 e o diâmetro externo do cabo na faixa de 14 mm a 18 mm.
5. Ao conectar a porta de rede do RJ45 ao SUN2000, é recomendável utilizar o cabo de rede
blindado de uso externo CAT 5E.

18
1. Remova um pedaço apropriado da 2. Remova o bloco de terminais da porta COM
blindagem de aço e da camada de do SmartLogger.
isolamento de ambas as extremidade do
cabo usando um desencapador de fios.

Unidade: mm

NOTA
Remova o bloco de terminais usando uma
chave de fenda de cabeça chata.
3. Conecte uma extremidade do cabo ao bloco de terminais do SmartLogger.

4. Insira o bloco de terminais na porta COM do SmartLogger.


5. Desencape um comprimento apropriado da outra extremidade do cabo e conecte a
extremidade ao bloco de terminais do SUN2000.

Definição de terminal:
(1) RS485A IN (2) RS485A OUT
(3) RS485B IN (4) RS485B OUT

• As portas de RS485 IN e RS485 OUT no SUN2000 podem se conectar ao SmartLogger. Este


documento usa a porta RS485 OUT como exemplo para descrever a conexão entre o SUN2000
e o SmartLogger.

19
• Certifique-se de que a porta COM+ (RS485A) do SmartLogger se conecte ao terminal 2
(RS485A OUT) no bloco de terminais do SUN2000, e que a porta COM– (RS485B) do
SmartLogger se conecte ao terminal 4 (RS485B OUT) no bloco de terminais do SUN2000.

5.3 Conexão de vários dispositivos

1. Cada SmartLogger pode ser conectado a até 200 dispositivos. É recomendável conectar
menos de 30 dispositivos a cada rota do RS485.
2. Cada SmartLogger2000-10/10-B/11-B pode ser conectado a até 80 SUN2000s. Cada
SmartLogger2000-10-C/11-C pode ser conectado a até 150 SUN2000s.
3. Os equipamentos da Huawei e equipamentos de terceiros precisam estar conectados.
É aconselhável conectá-los a diferentes portas COM. Caso seja necessário conectar apenas
equipamentos da Huawei ou de terceiros, conecte-os a qualquer porta COM ociosa.
4. Verifique se os dispositivos que usam o mesmo protocolo estão conectados à mesma porta
COM. Dispositivos que usam protocolos diferentes (por exemplo, o transformador tipo caixa,
que usa o protocolo IEC103, e o medidor de potência, que usa o protocolo DL/T645) precisam
estar conectados a portas COM separadas.
5. Se o modelo do módulo de PID que está se conectando ao SmartLogger for SmartPID2000,
um SmartLogger pode se conectar a dois módulos de PID.

Modo de conexão recomendado

PLC (MBUS)
CCO

6 Conexão de cabos a portas CA


NOTA
1. Se o SUN2000 estiver equipado com um dispositivo de PLC (MBUS), o SmartLogger pode se
comunicar com o SUN2000 por meio de um cabo de alimentação CA.
2. Se o SmartLogger2000-10-C se comunicar com o SUN2000 via PLC (MBUS), cada
SmartLogger2000-10-C pode ser conectado a até 80 SUN2000s pela porta de CA, e pode ser
conectado a até
150 SUN2000s pelas portas CA e COM quando um CCO de PLC (MBUS) externo for
conectado.
3. Se o SmartLogger usar um cabo de alimentação CA para comunicação, será necessário instalar
um bloco de controle de mapeamento ou uma chave faca para evitar danos ao dispositivo em
caso de curto-circuito.
4. Se o SmartLogger estiver conectado ao SUN2000 por meio de um cabo de alimentação CA,
nenhum cabo de comunicação do RS485 precisa ser conectado.

20
Antes de conectar o cabo de
alimentação CA, certifique-se de que
o interruptor upstream do cabo de
alimentação CA esteja desativado.

1. Conecte uma extremidade do cabo


de alimentação CA fornecido a um
bloco de controle de mapeamento.
2. Conecte os terminais AC1 e
AC2 na outra extremidade do
cabo às portas AC1 e AC2 do
SmartLogger, respectivamente.

Nº Material Modelo/Especificações Quantidade


Barramento
1 N/D 1
A/B/C
 Quando a tensão de CA nominal no lado de baixa tensão do
transformador tipo caixa é menor ou igual a 500 V, a tensão
nominal deve ser maior ou igual a 500 V. Quando a tensão de
CA nominal no lado de baixa tensão do transformador tipo
caixa é maior que 500 V e menor ou igual a 800 V, a tensão
nominal deve ser maior ou igual a 800 V.
2 Fusível  Quando a tensão de CA nominal no lado de baixa tensão do 3
transformador tipo caixa é menor ou igual a 500 V, a corrente
nominal deve ser maior ou igual a 6 A. Quando a tensão de CA
nominal no lado de baixa tensão do transformador tipo caixa é
maior que 500 V e menor ou igual a 800 V, a corrente nominal
deve ser maior ou igual a 32 A.
 Quando a tensão de CA nominal no lado de baixa tensão do
transformador tipo caixa é menor ou igual a 500 V, a tensão
nominal deve ser maior ou igual a 500 V. Quando a tensão de
CA nominal no lado de baixa tensão do transformador tipo
caixa é maior que 500 V e menor ou igual a 800 V, a tensão
nominal deve ser maior ou igual a 800 V.
3 Chave faca 
1
Quando a tensão de CA nominal no lado de baixa tensão do
transformador tipo caixa é menor ou igual a 500 V, a corrente
nominal deve ser maior ou igual a 6 A. Quando a tensão de CA
nominal no lado de baixa tensão do transformador tipo caixa é
maior que 500 V e menor ou igual a 800 V, a corrente nominal
deve ser maior ou igual a 32 A. O número de polos é 3.
• Quando a tensão de CA nominal no lado de baixa tensão do
transformador tipo caixa é menor ou igual a 500 V, a tensão
nominal deve ser maior ou igual a 500 V. Quando a tensão de
CA nominal no lado de baixa tensão do transformador tipo
Bloco de caixa é maior que 500 V e menor ou igual a 800 V, a tensão
nominal deve ser maior ou igual a 800 V.
4 controle de 1
• Quando a tensão de CA nominal no lado de baixa tensão do
mapeamento transformador tipo caixa é menor ou igual a 500 V, a corrente
nominal é maior ou igual a 6 A e menor ou igual a 32 A.
Quando a tensão de CA nominal no lado de baixa tensão do
transformador tipo caixa é maior que 500 V e menor ou igual a
800 V, a corrente nominal é igual a 32 A.

21
7 Conexão de um cabo à porta de DI
NOTA
1. Na Alemanha e em algumas outras áreas da Europa, um receptor de controle de ondulação é
usado para converter um sinal de agendamento da grade de energia em um sinal de contato
seco, no qual um contato seco é necessário.
2. Cabos de dois núcleos ou de vários núcleos com uma área de corte transversal de 1,5 mm 2 são
recomendados.

Nº Porta Função
Terminal 1 comum de entrada de
1 GND1 contato seco, usado para redução
de potência ativa para DI1–DI4
2 DI1 DI_1
3 DI2 DI_2
4 DI3 DI_3
5 DI4 DI_4
6 DI5 DI_5
7 DI6 DI_6
8 DI7 DI_7
9 DI8 DI_8
Terminal 2 comum de entrada de
contato seco, usado para
10 GND2
compensação de potência reativa
para DI5–DI8

1. Prepare um cabo com um comprimento apropriado, desencape uma parte da camada de


isolamento e conecte o núcleo do cabo desencapado ao receptor de controle de ondulações.

2. Desencape 8 mm da camada de isolamento na outra


extremidade.
3. Remova o bloco de terminais da porta de DI do
SmartLogger.

Remova o bloco de terminais usando uma


chave de fenda de cabeça chata.

22
4. Conecte o núcleo do cabo desencapado ao bloco de terminais da porta de DI no SmartLogger.

5. Insira o bloco de terminais na porta de DI do SmartLogger.

8 Conexão de cabos à porta de AI


8 NOTA
1. O EMI utilizado na Europa e no Sudeste Asiático é composto por sensores que precisam se
conectar ao SmartLogger separadamente.
2. O SmartLogger pode se conectar a um sensor do tipo de corrente ou sensor do tipo de tensão
através de uma porta de AI.
3. Um sensor conecta-se a uma porta de AI. Este documento descreve apenas a conexão entre o
sensor de radiação solar e o SmartLogger. Conexões entre outros sensores e o SmartLogger
são iguais.
4. Para obter mais detalhes sobre os cabos e operações de conexões dos cabos, consulte os
documentos fornecidos com os sensores. A porta de AI no SmartLogger está marcada com
+ e –. Conecte os cabos corretamente de acordo com os decalques.

23
9 Conexão de cabos à porta de PT
NOTA
1. O EMI utilizado na Europa e no Sudeste Asiático é composto por sensores que precisam se
conectar ao SmartLogger separadamente.
2. O SmartLogger2000-10-C/11-C pode se conectar a um sensor de temperatura PT100/PT1000
através de uma porta de PT.
3. Se a porta de AI tiver sido conectada a um sensor de temperatura, a porta de PT poderá ser
reservada.
4. A porta PT1 pode conectar-se a um sensor de temperatura PT100/PT1000 de três fios ou dois
fios, enquanto a porta PT2 pode conectar-se apenas a um sensor de temperatura
PT100/PT1000 de dois fios.
5. Se a porta PT1 se conectar a um sensor de temperatura PT100/PT1000 de dois fios, você
precisa causar um curto-circuito em uma porta GND – usando o cabo de curto-circuito fornecido.
6. Para obter mais detalhes sobre os cabos e operações de conexões dos cabos, consulte os
documentos fornecidos com o sensor de temperatura PT100/PT1000. A porta de PT no
SmartLogger está marcada com + e –. Conecte os cabos corretamente de acordo com os
decalques.

Dois fios Três fios

10 Conectar cabos de rede à porta elétrica de Ethernet


NOTA
1. O SmartLogger fornece duas portas elétricas de Ethernet, por meio das quais o SmartLogger
pode se conectar a um dispositivo de terceiros.
2. O SmartLogger pode ser conectado a um LAN switch Ethernet, roteador ou dispositivo de POE
e, em seguida, conectado a um PC. Ele também pode ser conectado diretamente a um PC.
Selecione o dispositivo de conexão com base na situação real da rede.
3. Se o cabo entre o SmartLogger e o PC em dispositivos como um POE passar pelo ambiente
externo, conecte um SPD POE ao POE para melhorar a função de proteção contra
sobretensão. Conecte a porta POE no POE à porta PROTECT no SPD POE.
4. Verifique se o cabo de comunicação de Ethernet não está a mais de 100 metros de distância.

24
1. Conecte uma extremidade do cabo de rede fornecido à porta elétrica de Ethernet de um
dispositivo.
2. Conecte a outra extremidade do cabo de rede à porta ETH1 ou ETH2 do SmartLogger.

11 Conexão das fibras ópticas à porta óptica de Ethernet


NOTA
O SmartLogger pode ser conectado a dispositivos, como um sistema ATB, por meio de fibra óptica.
Você pode selecionar os dispositivos que serão conectados com base na situação real da rede.

1. Insira o módulo óptico na porta SFP1 ou SFP2 do SmartLogger.


2. Conecte os dois cabos fornecidos com o módulo óptico às portas no módulo óptico.
3. Conecte as outras extremidades dos cabos às portas do dispositivo no outro lado (como um ATB).

25
12 Verificação da instalação
Nº Verifique se Resultado da verificação
1 O SmartLogger está corretamente instalado. □ Aprovado □ Reprovado
Todos os cabos estão corretamente conectados, sem circuitos
2 □ Aprovado □ Reprovado
abertos ou curto-circuitos.
Portas não utilizadas (como RF1, RF2, porta óptica de Ethernet
3 e porta elétrica de Ethernet) estão protegidas pelos plugues à □ Aprovado □ Reprovado
prova de poeira.
O roteamento do cabo de alimentação e do cabo de sinal
cumpre os requisitos para roteamento de cabos de correntes
4 □ Aprovado □ Reprovado
fortes e fracas, e está em conformidade com o plano de
roteamento de cabos.
Os cabos estão conectados perfeitamente, e as abraçadeiras
5 estão presas de maneira uniforme e corretamente na mesma □ Aprovado □ Reprovado
direção.
Não há fitas adesivas ou abraçadeiras desnecessárias nos
6 □ Aprovado □ Reprovado
cabos.

13 Ligar o sistema

13.1 Procedimento para ligar


1. Insira o terminal de saída do adaptador de energia na porta de 12 V IN do SmartLogger.
2. Insira o cabo de alimentação no adaptador de energia.
3. Insira o plugue do cabo de alimentação em uma tomada CA.

NOTA
 A entrada nominal do adaptador de energia é de 100 a 240 VCA, 50 Hz ou 60 Hz.
 Selecione uma tomada CA que corresponda ao adaptador de energia.

4. Ligue o disjuntor da tomada CA.


5. Ligue o disjuntor upstream do cabo de alimentação CA.

NOTA
 A etapa 5 precisa ser executada apenas no cenário de rede de PLC (MBUS).
 Em um cenário sem um controlador de matriz inteligente, coloque o adaptador de energia na
parte superior do SmartLogger e prenda o adaptador de energia usando uma abraçadeira.
 Os adaptadores e tomadas variam em diferentes regiões. A figura a seguir é somente para
referência. Leve em consideração os objetos reais.

26
13.2 Indicadores de LED (da esquerda para a direita)
Indicador (decalque) Status Significado
Verde apagado O SmartLogger não está ligado.
O SmartLogger e o NMS (NMS da
Verde piscando rapidamente
Huawei ou um NMS de terceiros) não
Indicador de (aceso por 0,125 s e apagado
estão conectados, ou a comunicação
funcionamento por 0,125 s)
entre eles foi interrompida.
(RUN)
O SmartLogger está se comunicando
Verde piscando lentamente
corretamente com o NMS (NMS da
(aceso por 1 s e apagado por 1 s)
Huawei ou um NMS de terceiros).
O SmartLogger e os dispositivos
Vermelho apagado conectados a ele não estão gerando
nenhum alarme.
Vermelho piscando
em intervalos longos O SmartLogger ou os dispositivos
(aceso por 1 s e conectados a ele geram avisos.
Status de apagado por 4 s)
alarme Vermelho piscando
O SmartLogger ou os dispositivos
em intervalos curtos
conectados a ele geram alarmes
(aceso por 0,5 s e
pequenos.
apagado por 0,5 s)
O SmartLogger ou os dispositivos
Indicador de Vermelho constante conectados a ele geram alarmes
alarme/manutenção importantes.
(ALM)
Nenhuma manutenção prestes a
Verde apagado
terminar.
Verde piscando
lentamente A manutenção prestes a terminar
(aceso por 1 s e está em andamento.
apagado por 1 s)
Status de
manutenção A manutenção prestes a terminar foi
Verde constante
concluída.
Verde piscando
rapidamente
A manutenção prestes a terminar
(aceso por 0,125 s e
falhou.
apagado por
0,125 s)
Indicador de 3G/4G
N/D Reservado.
(3G/4G)
Você não efetuou log in no aplicativo
ou ocorreu uma falha no log in. O
Verde apagado SmartLogger não está conectado ao
Indicador de Bluetooth aplicativo ou a comunicação foi
(BLE) interrompida.
Verde piscando lentamente
Você fez log in no aplicativo.
(aceso por 1 s e apagado por 1 s)

NOTA
• Se um alarme e a manutenção local acontecerem simultaneamente, o indicador de
alarme/manutenção mostrará em primeiro lugar o estado da manutenção prestes a terminar.
Depois que o pen drive for removido, o indicador mostrará o estado do alarme.
• Faça log in na WebUI integrada ou no aplicativo do SmartLogger para exibir seu status de
funcionamento e as conexões do dispositivo. Para ver detalhes, consulte o Manual do usuário do
SmartLogger2000 ou o Manual do usuário do aplicativo SUN2000.

27
13.3 Indicadores de porta óptica
Indicador Status Significado
Nenhum módulo óptico
Verde e amarelo apagado está inserido na porta
óptica de Ethernet.
(1) Porta
óptica Verde constante ligado e
A conexão de fibra está
superior amarelo piscando rapidamente
sendo configurada.
(0,1 s ligado e 0,1 s desligado)
Verde constante ligado e
(2) Porta Os dados estão sendo
amarelo piscando de maneira
óptica transmitidos.
intermitente
inferior
Verde constante ligado e
A conexão de fibra é
amarelo piscando lentamente
normal.
(0,1 s ligado e 1,9 s desligado)

14 Comissionamento do sistema
O SmartLogger pode comissionar dispositivos conectando-os ao aplicativo SUN2000, à WebUI incorporada
e ao NMS. Este documento usa o aplicativo SUN2000 como um exemplo para descrever as principais
operações de comissionamento.
Modo de log in Nome de usuário Senha inicial
Common user
Aplicativo
Advanced user 00000a
SUN2000
Special user
Common user
IU da Weba Advanced user Changeme
Special user
Nota “a” : se o SmartLogger se conecta à WebUI, insira https://XX.XX.XX.XX (XX.XX.XX.XX é o
endereço IP do SmartLogger, por padrão, 192.168.0.10) na barra de endereços do navegador.
O endereço IP do SmartLogger pode ser consultado por meio do aplicativo SUN2000. Para obter
detalhes, consulte a seção 14.1 "Conexão do aplicativo SUN2000".

NOTA
Utilize a senha inicial após a primeira ligação e altere-a imediatamente após o login. Para garantir a
segurança da conta, altere a senha periodicamente e mantenha a nova senha em mente. Não alterar a
senha inicial pode causar a divulgação de senha. Uma senha deixada inalterada por um período comprido
pode ser roubada ou descritografada. Se uma senha for perdida, os dispositivos não podem ser acessados.
Nestes casos, o usuário é responsável por qualquer perda causada pela usina fotovoltaica.

14.1 Conexão do aplicativo SUN2000


NOTA
1. O aplicativo SUN2000 é uma plataforma de manutenção conveniente que se comunica com
o sistema de monitoramento para consultar alarmes, configurar parâmetros e executar a manutenção de
rotina. O nome do aplicativo é exibido como SUN2000.
2. Sistema operacional do telefone celular: Android 4.0 ou posterior, ou iOS 7.0 ou posterior.
3. Para fazer o download do pacote de software do aplicativo SUN2000 disponível para Android, acesse a
app store da Huawei (http://appstore.huawei.com) ou Google Play (https://play.google.com) e procure o
SUN2000.
4. Para fazer o download do pacote de software do aplicativo SUN2000 disponível para iOS, acesse a app
store e procure o SUN2000.
5. O aplicativo para Android conecta-se ao sistema de monitoramento via Bluetooth ou cabo de dados USB.
O aplicativo para iOS conecta-se ao sistema de monitoramento via Bluetooth.
O aplicativo conecta-se ao SmartLogger somente via Bluetooth.
6. Este documento usa as WebUIs do aplicativo SUN2000 V200R001C00SPC020 para Android como um
exemplo.

28
Selecione a Alternar entre
Tela de log in Conexão Bluetooth
conexão Bluetooth usuários

Configurações rápidas Menu principal


1. O Bluetooth do SmartLogger é chamado de
LOG+os últimos oito dígitos do número de
série do SmartLogger.
2. A senha de acesso é a mesma do
SmartLogger conectado ao aplicativo e é
usada apenas quando o SmartLogger se
conecta ao aplicativo.
3. A senha predefinida para Common User,
Advanced User e Special User é 00000a.
4. Utilize a senha inicial após a primeira ligação
e altere-a imediatamente após o login. Para
garantir a segurança da conta, altere a senha
periodicamente e mantenha a nova senha
em mente. Não alterar a senha inicial pode
causar a divulgação de senha. Uma senha
deixada inalterada por um período comprido
pode ser roubada ou descritografada. Se
uma senha for perdida, os dispositivos não
podem ser acessados. Nestes casos, o
usuário é responsável por qualquer perda
causada pela usina fotovoltaica.

NOTA
1. Se o SmartLogger for ligado pela primeira vez ou se os padrões de fábrica forem restaurados e
a configuração dos parâmetros não for realizada na WebUI incorporada, a tela Quick Settings
será exibida quando o SmartLogger se conectar ao aplicativo. Você pode definir parâmetros
com base nos requisitos do local. Depois de definir os parâmetros, o menu principal será exibido
quando o SmartLogger se conectar ao aplicativo novamente.
2. Na tela Quick Settings, toque em para retornar à tela de log in. Em seguida, toque em OK
para confirmar as configurações e entrar no menu principal.
3. No painel Income, quando Currency factor for 0 (valor padrão), a Income é --. Você pode
definir Currency factor no aplicativo.
4. No painel Agendamento da grade, se não houver nenhum agendamento de energia ativo, P =
NA será exibido. Se não houver nenhum agendamento de energia reativo, PF = NA será exibido.
Para operações relacionadas ao agendamento da grade, consulte o Manual do usuário do
SmartLogger2000.
5. Você pode modificar os parâmetros com base em requisitos do site. Para obter detalhes sobre a
configuração dos parâmetros, consulte o Manual do usuário do aplicativo SUN2000.

29
14.2 Configurar fator de moeda
Na parte inferior do menu principal, selecione More > Settings > User Param > Income. Em
seguida, defina Currency factor de acordo com a situação real.

NOTA
Devido à restrição de permissão, faça log in
no aplicativo como um usuário comum ou
como um usuário avançado para definir o
Currency factor.

14.3 Consultar o endereço IP do SmartLogger

Selecione Monitor na parte inferior do menu principal e toque em SmartLogger.

14.4 Configuração do endereço IP


Na parte inferior do menu principal, selecione More > Settings > Comm. Param. > Ethernet e
defina os parâmetros com base nos requisitos do local.

30
15
12 Perguntas frequentes
15.1 Não é possível ligar o SmartLogger.
1. Verifique se o cabo de alimentação de saída de CC do adaptador de energia está conectado
à porta de 12V IN no SmartLogger.
2. Verifique se o cabo de alimentação está conectado ao adaptador de energia.
3. Verifique se o cabo de alimentação está inserido em uma tomada CA.
4. Substitua o adaptador de energia.
5. Entre em contato com o fornecedor ou com o suporte técnico da Huawei.

15.2 A comunicação falha na rede RS485.


1. Conexão da porta da rede RJ45: Verifique se o conector RJ45 está crimpado corretamente
com fios de cabo blindado de várias cores conectados aos pinos corretos.
2. Conexão do bloco de terminais: Verifique se o cabo de comunicação RS485 está conectado
à porta correta do bloco de terminais.
3. Verifique se as portas RS485 de outros dispositivos estão conectadas às portas corretas do
SmartLogger.
4. Verifique a conexão do cabo de comunicação RS485. Se qualquer cabo estiver solto, cair ou
for conectado ao contrário, corrija a conexão.
5. Ligue o SmartLogger e outros dispositivos.
6. Verifique as configurações dos parâmetros de comunicação RS485.
7. Entre em contato com o fornecedor ou com o suporte técnico da Huawei.

15.3 A comunicação falha na rede de PLC (MBUS).


1. Verifique se os SUN2000s estão equipados com uma STA de PLC (MBUS).
2. Verifique se o cabo de alimentação do SmartLogger está conectado corretamente. Se o cabo
estiver solto ou cair, reconecte-o.
3. Verifique se o disjuntor upstream do cabo de alimentação CA para o SmartLogger está ligado.
4. Se o módulo de PLC (MBUS) integrado estiver conectado em rede, defina Built-in PLC
(MBUS) para Enable.
5. Entre em contato com o fornecedor ou com o suporte técnico da Huawei.
15.4 O SmartLogger não consegue localizar dispositivos.
1. Verifique o cabo de comunicação do RS485 e as conexões do cabo de alimentação.
Se qualquer cabo estiver solto, cair ou for conectado ao contrário, corrija a conexão.
2. Verifique se as configurações dos parâmetros de comunicação do RS485, como a taxa
de baud e endereço de comunicação, estão definidas corretamente, e se o endereço
do SUN2000 está dentro do intervalo de pesquisa predefinido no SmartLogger.
3. Adicione manualmente dispositivos como o EMI e o medidor de energia.
4. Entre em contato com o fornecedor ou com o suporte técnico da Huawei.

O SmartLogger não consegue se comunicar com a porta óptica


15.5
do LAN switch.
1. Verifique se o LAN switch remoto está ligado. Se não estiver, ligue-o.
2. Verifique se o módulo óptico está inserido com base no status do indicador da porta óptica
do SmartLogger. Se o módulo não estiver inserido, insira-o ou recoloque-o.
3. Verifique se o jumper óptico está conectado firmemente. Se o jumper estiver solto ou
desconectado, reconecte-o e prenda-o.
4. Verifique se a transmissão (TX) da porta óptica do SmartLogger se conecta à recepção (RX)
da porta óptica no LAN switch. Se o jumper óptico estiver conectado ao contrário, corrija a
conexão.

31
15.6 Como devo instalar o SPD de sinal RS485?
NOTA
1. No controlador de matriz inteligente incorporado ao SmartLogger2000-10/10-B/11-B, o SPD de
sinal RS485 é instalado de fábrica. Em um controlador de matriz simples, um SPD de sinal
RS485 é recomendado se o SmartLogger2000-10/10-B/11-B se conectar a um dispositivo para
exteriores pela porta COM para melhorar a capacidade de proteção contra sobretensão do
SmartLogger.
O SPD de sinal RS485 PowerSA-5KA-15V da Huawei é recomendado.
2. Cada SPD de sinal RS485 pode se conectar a duas portas COM. Cada SmartLogger pode ser
configurado com até três SPDs de sinal RS485.
3. Quando for necessário instalar um SPD de sinal RS485 em um controlador de matriz simples,
é aconselhável instalá-lo em um trilho-guia.
4. Ao determinar a posição de instalação, verifique se a distância direta entre o SPD de sinal RS485
e o SmartLogger não é maior que 500 mm.
5. Se o SmartLogger for instalado em um trilho-guia, o SPD de sinal RS485 poderá compartilhar o
trilho-guia com o SmartLogger. Nesse caso, o comprimento recomendado do trilho-guia é de pelo
menos 600 mm.
6. Fixe o trilho-guia antes de montar o SPD de sinal RS485.

Prenda o SPD de sinal RS485 ao trilho-guia.

15.7 Como devo conectar o SPD de sinal RS485?


NOTA
O procedimento para conectar um, dois ou três SPDs de sinal RS485 é o mesmo.

Conectar o cabo de aterramento


Recomendado: um cabo de cobre para exteriores com uma área de corte transversal de 4 mm2
(12 AWG)

Desencape 8 mm da camada de
isolamento do cabo de uma
extremidade, e prenda o cabo à
porta 3 no SPD de sinal RS485.

 Conecte a outra extremidade do cabo de aterramento à barra de aterramento.


 Recomendação: Para melhorar a resistência à corrosão de um terminal de aterramento,
pode ser necessário usar sílica gel ou tinta.

32
Conectar o cabo de comunicação

Porta RS485 de Porta de


Porta de
proteção contra Função sobretensã Função
proteção
sobretensão o

RS485A, sinal do
RS485A, sinal do
2 1 diferencial
Porta RS485 1 de diferencial RS485+
RS485+
proteção contra
sobretensão RS485B, sinal do
RS485B, sinal do
6 5 diferencial
diferencial RS485–
RS485–
RS485A, sinal do
RS485A, sinal do
8 7 diferencial
Porta RS485 2 de diferencial RS485+
RS485+
proteção contra
sobretensão RS485B, sinal do
RS485B, sinal do
12 11 diferencial
diferencial RS485–
RS485–

NOTA
1. As portas de proteção conectam-se às portas COM do SmartLogger. A porta 4 não é conectada.
2. As portas de sobretensão se conectam às portas RS485 de outros dispositivos. A porta 3 é a
porta de aterramento.
3. As portas de proteção e as portas de sobretensão não devem ser confundidas.
4. Um SPD de sinal RS485 pode proteger duas portas COM.
5. As portas de proteção 2 e 6 e as portas de sobretensão 1 e 5 formam uma porta do SPD de sinal
RS485 para proteger uma porta COM. As portas de proteção 8 e 12 e as portas de sobretensão
7 e 11 formam outra porta do SPD de sinal RS485 para proteger mais uma porta COM.

Recomendado: cabo de dois ou vários núcleos com uma área de corte transversal de 0,5 a 2,5 mm 2

1. Desencape a proteção do cabo e a camada 3. Conecte a outra extremidade do cabo à


de isolamento dos núcleos de fios de porta de proteção do SPD de sinal RS485.
ambas as extremidades.
Unidade: mm

2. Conecte uma extremidade de um cabo


ao bloco de terminais na porta COM do
SmartLogger.

Verifique se a porta COM+ no SmartLogger se conecta à porta de proteção 2 ou 8 no SPD de


sinal RS485, e se a porta COM– do SmartLogger se conecta à porta de proteção 6 ou 12 no
SPD de sinal RS485.

33
4. Conecte uma extremidade do outro cabo à 5. Conecte a outra extremidade do cabo à
porta de sobretensão do SPD de sinal RS485. porta de comunicação do dispositivo.

Verifique se o RS485A no dispositivo


conecta-se à porta de sobretensão 1 ou 7
no SPD de sinal RS485, e se o RS485B no
dispositivo conecta-se à porta de
sobretensão 5 ou 11 no SPD de sinal
RS485. Para ver detalhes sobre as
conexões dos cabos, consulte as instruções
sobre o dispositivo conectado.

34
Huawei Technologies Co., Ltd.
Huawei Industrial Base, Bantian, Longgang
Shenzhen 518129 People's Republic of China
www.huawei.com

Você também pode gostar