Você está na página 1de 6

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO


PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO

Plano de Ensino

Universidade Federal do Espírito Santo Campus: Goiabeiras

Curso: Licenciatura em Letras Português

Departamento Responsável: Linguagens, Cultura e Educação

Data de aprovação (Art. Nº 91): _____ de outubro de 2021

DOCENTE PRINCIPAL: Maria Amélia Dalvi

Qualificação/link para o Currículo Lattes:


http://lattes.cnpq.br/9399371418356916

Disciplina: ESTÁGIO SUPERVISIONADO DE LÍNGUA Código: DID07579


PORTUGUESA NO ENSINO MÉDIO

Período: 2021/2 (EARTE) Turma: a confirmar

Pré-requisito: Carga Horária Semestral: 200

Créditos: Distribuição da Carga Horária Semestral

Teórica Exercício Laboratório

80 - 120

Ementa:
O trabalho educativo e o processo educacional na escola básica. O ensino de Língua Portuguesa e Literatura no ensino
médio. O trabalho com leitura-literatura na sala de aula. O material didático no ensino de Língua Portuguesa e
Literatura. O planejamento do ensino em Língua Portuguesa e Literatura. A avaliação do processo de ensino e
aprendizagem de Língua Portuguesa e Literatura. O estágio como uma atividade de pesquisa colaborativa da prática
pedagógica no ensino básico.

Objetivos Específicos:

a) Discutir os Parâmetros Curriculares Nacionais para o Ensino Médio, especialmente no que concerne à Língua
Portuguesa;
b) partilhar vivências e posicionamentos críticos em relação às realidades e perspectivas da formação e prática
docente no ensino de Língua Portuguesa e Literatura no Ensino Médio;
c) fundamentar teórica e metodologicamente os processos de ensino-aprendizagem de Língua Portuguesa e
Literatura no Ensino Médio;
d) discutir concepções norteadoras de práticas e representações no que concerne ao ensino-aprendizagem de
Língua Portuguesa e Literatura e aos seus diferentes processos e procedimentos avaliativos;

Av. Fernando Ferrari, 514 – Campus Universitário de Goiabeiras – 29075-910 – Vitória – ES – Brasil
Site: www.prograd.ufes.br
FMB
MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO
PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO

e) avaliar criticamente materiais didáticos comumente adotados pela escola nos processos formais de educação
em língua portuguesa;
f) selecionar conteúdos, propor objetivos, eleger materiais e métodos e planejar situações de ensino-aprendizagem
e avaliação de Língua Portuguesa e Literatura no Ensino Médio.

Conteúdo Programático:

1) O ENSINO MÉDIO BRASILEIRO


1.1 O pensamento pedagógico brasileiro: da aspiração à ciência à ciência sob suspeição
1.2 O neoprodutivismo e suas variantes: neoescolanovismo, neoconstrutivismo e neotecnicismo
1.3 Pedagogias do “Aprender a Aprender”, Pedagogia das Competências e ensino médio da década de 1990 à
atualidade (PCN, PCN+, OCN, BNCC, Enem e Novo Enem)
1.4 A Pedagogia Histórico Crítica, as Políticas Educacionais e a Base Nacional Comum Curricular
1.5 Reforma do ensino médio, institutos privados e “empresariamento” da educação de nível médio
1.6 Educação profissional e dualidade estrutural do ensino médio X Politecnia
1.7 Crise estrutural, conjuntura nacional, coronavírus e educação

2) A FORMAÇÃO DE PROFESSORES E O ESTÁGIO SUPERVISIONADO


2.1 A pedagogia da essência e a pedagogia da existência
2.2 Conhecimento tácito e conhecimento escolar na formação do professor
2.2 O legado do século XX para a formação de professores
2.3 Contribuições da pedagogia histórico-crítica para a formação de professores: a questão do saber objetivo na
educação escolar
2.4 Da formação inicial de professores à formação continuada: contribuições da Pedagogia Histórico-Crítica na busca
de uma formação emancipadora
2.5 O estágio supervisionado da teoria à prática: epistemologia da prática e estágio com pesquisa, à luz da pedagogia
histórico-crítica
2.6 A contradição entre universalidade da cultura humana e o esvaziamento das relações sociais: por uma educação
que supere a falsa escolha entre etnocentrismo ou relativismo cultural

3) DIDÁTICA: CURRÍCULO, CONTEÚDOS E PLANEJAMENTO


3.1 Elementos históricos acerca da Didática: do Ratio Studiorum à Didática Pós-Moderna
3.2 O materialismo histórico-dialético como fundamento filosófico da Pedagogia Histórico-Crítica: lógica dialética e
método pedagógico
3.3 A tríade conteúdo-forma-destinatário no trato com o saber sistematizado
3.4 Princípios curriculares à luz da pedagogia histórico-crítica: a concepção de currículo em Dermeval Saviani e suas
relações com a categoria marxista de liberdade
3.5 A importância do conceito de clássico para a pedagogia
3.6 Fundamentos para uma didática histórico-crítica
3.7 Avaliação na perspectiva da pedagogia histórico-crítica

4) O ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA E LITERATURA NO ENSINO MÉDIO


4.1 A internalização de signos como intermediação entre a psicologia histórico cultural e a pedagogia histórico-
crítica
4.2 Linguagem, consciência e alienação: o óbvio como obstáculo ao desenvolvimento da consciência crítica
4.3 O esvaziamento da/na formação do professor de Língua e Literatura
4.4 Educação Linguística e Pedagogia Histórico-Crítica
4.5 Educação Literária e Pedagogia Histórico-Crítica

Av. Fernando Ferrari, 514 – Campus Universitário de Goiabeiras – 29075-910 – Vitória – ES – Brasil
Site: www.prograd.ufes.br
FMB
MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO
PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO

Metodologia:

● A disciplina será ofertada pela modalidade emergencial e remota, utilizando-se plataformas/salas de aula
virtuais (Google meet ou outra plataforma indicada pela instituição).
● As aulas síncronas não poderão, sob hipótese alguma, ser gravadas, armazenadas, reproduzidas, editadas,
sem expressa autorização de todos os participantes.

1. Carga horária síncrona: de caráter interativo, prevista para o horário estabelecido em carga horária de
matrícula, não inferior a 25% da carga horária para discussão e problematização de tópicos previstos no programa
de ensino. As aulas não serão gravadas. Textos, links e outros materiais serão enviados por correio eletrônico ou
disponibilizados em ambientes virtuais para os alunos que porventura tenham algum impedimento de participação
nessas atividades. O tempo-síncrono poderá ser utilizado para apresentação de trabalho dos estudantes, a partir de
demanda combinada com professor, sem prejuízo para a avaliação dos alunos que porventura não possam participar
da carga horária síncrona (substituição mediante comunicação oficial/formal por e-mail entre as partes).
2. Carga horária assíncrona: leitura da bibliografia recomendada (enviada por link ou pdf) e documentos
norteadores e orientadores disponibilizados. Realização de exercícios – individuais e em grupo – vinculados. Todo
material será disponibilizado em ambiente virtual ou enviado por endereço eletrônico.
3. Das proposições de Estágio, em caráter EARTE, as atividades serão realizadas em grupos de alunos, a serem
definidos a partir do quantitativo de alunos matriculados, a saber:
a) Acompanhamento, analítico e reflexivo, de webconferências, das formações de professores e reuniões
autorizadas pelas Unidades de Ensino dos Supervisores de Estágio.
b) Análise de materiais didáticos endereçados ao ensino de Língua Portuguesa, produzidos para a modalidade
não presencial, realizado durante o isolamento social por diferentes redes de ensino, públicas ou privadas.
c) Elaboração de Planos de Aula em articulação com a fundamentação teórico-metodológica do curso.
d) Colaboração com planejamento e docência, a depender de autorização do pedagogo escolar e dos
professores das escolas, em atividades na modalidade remota de ensino adotada pelas Secretarias de Educação.
e) Colaboração na produção de materiais didáticos, a depender de autorização do pedagogo escolar e dos
professores das escolas, endereçados ao ensino de Língua Portuguesa, a serem encaminhados aos estudantes, na
modalidade remota de ensino adotada pelas Secretarias de Educação
f) Produção de relatório escrito (descrição, análise, síntese e crítica) relativo ao estágio.

Para carga horária síncrona:


• Plataforma virtual, definida pelo professor, a partir das opções disponibilizadas pela Universidade Federal
do Espírito Santo.
• Bibliografia a ser disponibilizada por e-mail ou em ambiente virtual.

Para carga horária assíncrona:


• Exercícios, atividades, estudos dirigidos.
• Videoaulas e atividades remotas endereçadas ao ensino de Língua Portuguesa e Literatura no Ensino
Médio.

Critérios / Processo de avaliação da aprendizagem:


1. Participação nas aulas síncronas.
2. Realização das atividades propostas: leitura e fichamentos de textos.
3. Apresentação de 03 materiais didáticos, endereçados ao ensino de Língua Portuguesa no Ensino
Médio, a serem inseridos no Relatório de Estágio e/ou encaminhados aos estudantes, caso haja
autorização, na modalidade remota de ensino adotada pelas Secretarias de Educação.
4. Apresentação de 03 Planos de Aula a serem inseridos no Relatório de Estágio e/ou apresentados
aos estudantes, caso autorizada a participação síncrona segundo critérios de Ensino Remoto da Rede de
Ensino de estágio, bem como anuência e autorização dos estudantes de Estágio;
5. Relatório de Estágio, contendo dados a serem buscados em modo remoto (online) e inseridos a partir
da elaboração dos estudantes: Contextualização da Escola-Campo, Documentos e Materiais Político-
Pedagógicos e Didáticos da Escola-Campo, Entrevista com professor(a)/supervisor(a), Materiais

Av. Fernando Ferrari, 514 – Campus Universitário de Goiabeiras – 29075-910 – Vitória – ES – Brasil
Site: www.prograd.ufes.br
FMB
MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO
PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO

didáticos produzidos, Planos de Aula produzidos, Reflexões e Considerações acerca do Estágio


acompanhados da Bibliografia atinente à disciplina, dentre outras questões dispostas no template de
Relatório a ser disponibilizado.

Avaliação contínua: O processo de avaliação envolve a presença e participação do graduando nas aulas,
o que exige o estudo prévio dos textos elencados bem como pesquisa que apoie a solução de eventuais
dificuldades de compreensão. O estudante será avaliado levando-se em consideração: apresentações
orais e escritas nas aula designadas; participação ativa pertinente e ponderada; entrega pontual de
atividades solicitadas pelo docente.

Critérios: domínio do tema, correção/precisão do conteúdo e atualização na matéria; indicação adequada


de referências e respeito pelas ideias e textos alheios; coesão e coerência expositiva e clareza na
apresentação de informações, conceitos e questões; estabelecimento de relações pertinentes entre fatos,
argumentos, juízos; uso da norma padrão e fluência da linguagem. Obs.: identificação de plágio zera a
nota.

Bibliografia Básica:
Este item não é editável pelo docente no portal do professor.

Bibliografia Complementar:
Este item não é editável pelo docente no portal do professor.

Observações (links de acesso aos materiais de leitura)

1) O ENSINO MÉDIO BRASILEIRO


1.1 O pensamento pedagógico brasileiro: da aspiração à ciência à ciência sob suspeição
http://www.seer.ufu.br/index.php/EducacaoFilosofia/article/view/463

1.2 O neoprodutivismo e suas variantes: neoescolanovismo, neoconstrutivismo e neotecnicismo


SÍNTESE DA PROFESSORA a partir do livro História das Ideias Pedagógicas no Brasil, de Dermeval Saviani

1.3 Pedagogias do “Aprender a Aprender”, Pedagogia das Competências e ensino médio da década de 1990 à
atualidade (PCN, PCN+, OCN, BNCC, Enem e Novo Enem)
https://www.scielo.br/j/rbedu/a/KtKJTDHPd99JqYSGpQfD5pj/?lang=pt&format=html

1.4 A Pedagogia Histórico Crítica, as Políticas Educacionais e a Base Nacional Comum Curricular
SÍNTESE DA PROFESSORA a partir do livro A pedagogia histórico-crítica, as políticas educacionais e a Base
Nacional Comum Curricular, organizado por Julia Malanchen, Neide da Silveira Duarte de Matos e Paulino José
Orso

1.5 Reforma do ensino médio, institutos privados e “empresariamento” da educação de nível médio
Politização da educação pela direita e extrema-direita: elementos para uma reflexão coletiva, de Maria
Amélia Dalvi (capítulo de livro a ser enviado por email)

1.6 Educação profissional e dualidade estrutural do ensino médio X Politecnia


https://www.redalyc.org/jatsRepo/5639/563965406008/563965406008.pdf

1.7 Crise estrutural, conjuntura nacional, coronavírus e educação


http://www.ufopa.edu.br/portaldeperiodicos/index.php/revistaexitus/article/view/1463

Av. Fernando Ferrari, 514 – Campus Universitário de Goiabeiras – 29075-910 – Vitória – ES – Brasil
Site: www.prograd.ufes.br
FMB
MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO
PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO

2) A FORMAÇÃO DE PROFESSORES E O ESTÁGIO SUPERVISIONADO


2.1 A pedagogia da essência e a pedagogia da existência
SÍNTESE DA PROFESSORA a partir do livro A pedagogia e as grandes correntes filosóficas: a pedagogia da
essência e a pedagogia da existência, de Bogdan Suchodolski

2.2 Conhecimento tácito e conhecimento escolar na formação do professor


https://www.scielo.br/j/es/a/GvtW5bPLwmVLGD3mvDq9FrB/abstract/?lang=pt&format=html

2.3 O legado do século XX para a formação de professores


http://books.scielo.org/id/ysnm8/pdf/martins-9788579831034-02.pdf

2.4 Neoprodutivismo e amesquinhamento da formação docente


https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8642701

2.5 Contribuições da pedagogia histórico-crítica para a formação de professores: a questão do saber objetivo na
educação escolar
https://repositorio.unesp.br/bitstream/handle/11449/125067/ISSN2175-5604-2013-05-02-97-
105.pdf?sequence=1&isAllowed=y

https://www.fe.unicamp.br/eventos/histedbr2016/anais/pdf/881-2719-1-pb.pdf

2.6 Da formação inicial de professores à formação continuada: contribuições da Pedagogia Histórico-Crítica na busca
de uma formação emancipadora
https://periodicos.ufba.br/index.php/revistagerminal/article/view/12433

2.7 O estágio supervisionado da teoria à prática: epistemologia da prática e estágio com pesquisa, à luz da pedagogia
histórico-crítica
https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8640245

2.8 A contradição entre universalidade da cultura humana e o esvaziamento das relações sociais: por uma educação
que supere a falsa escolha entre etnocentrismo ou relativismo cultural
https://www.scielo.br/j/ep/a/RF9hVbvrCXvYsB44VWQgHcQ/abstract/?lang=pt

3) DIDÁTICA: CURRÍCULO, CONTEÚDOS E PLANEJAMENTO


3.1 Elementos históricos acerca da Didática: do Ratio Studiorum à Didática Pós-Moderna
3.2 O materialismo histórico-dialético como fundamento filosófico da Pedagogia Histórico-Crítica: lógica dialética e
método pedagógico
3.3 A tríade conteúdo-forma-destinatário no trato com o saber sistematizado
3.4 Princípios curriculares à luz da pedagogia histórico-crítica
3.5 Fundamentos para uma didática histórico-crítica
SÍNTESE DA PROFESSORA a partir do livro Fundamentos da Didática Histórico-Crítica, de Ana Carolina Galvão,
Tiago Nicola Lavoura e Lígia Márcia Martins

3.6 A concepção de currículo em Dermeval Saviani e suas relações com a categoria marxista de liberdade
https://www.scielo.br/j/icse/a/mZKXbDZVP4KsZkgWr9x7RTg/abstract/?lang=pt

3.7 Fundamentos histórico-filosóficos do conceito de clássico e sua importância para a pedagogia histórico-crítica
https://agendapos.fclar.unesp.br/agenda-pos/educacao_escolar/4908.pdf

3.8 Avaliação na perspectiva da pedagogia histórico-crítica


https://periodicos.fclar.unesp.br/rpge/article/view/9354

4) O ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA E LITERATURA NO ENSINO MÉDIO

Av. Fernando Ferrari, 514 – Campus Universitário de Goiabeiras – 29075-910 – Vitória – ES – Brasil
Site: www.prograd.ufes.br
FMB
MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO
PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO

4.1 A internalização de signos como intermediação entre a psicologia histórico cultural e a pedagogia histórico-
crítica
https://repositorio.unesp.br/handle/11449/135750

4.2 Linguagem, consciência e alienação: o óbvio como obstáculo ao desenvolvimento da consciência crítica
https://ebooks.marilia.unesp.br/index.php/lab_editorial/catalog/book/134

4.3 O esvaziamento da/na formação do professor de Língua e Literatura


https://www.vozdaliteratura.com/post/sobre-o-esvaziamento-da-forma%C3%A7%C3%A3o-de-professores-de-
literatura

4.4 Educação Linguística e Pedagogia Histórico-Crítica


http://www.letramagna.com/artigos_24/artigo11_24.pdf

4.5 O ensino de Língua Portuguesa e a noção de prática social


https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/palimpsesto/article/view/56942

4.6 Educação Literária e Pedagogia Histórico-Crítica


http://seer.upf.br/index.php/rd/article/view/9900
http://portais4.ufes.br/posgrad/teses/tese_14837_PPGE.Dissertacao.LuanaMartinsFigueiredo.pdf
https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/15304

Cronograma:
Os encontros acontecerão semanalmente e/ou quinzenalmente, conforme calendário oficial aprovado pelo CEPE,
dentro do horário previsto para as aulas no horário individual dos alunos matriculados.

Av. Fernando Ferrari, 514 – Campus Universitário de Goiabeiras – 29075-910 – Vitória – ES – Brasil
Site: www.prograd.ufes.br
FMB

Você também pode gostar