Você está na página 1de 26

LOGÍSTICA

Conceito, princípios e fundamentos da cadeia logística e sua função na


Organização, internacionalização e na Logística Reversa.
A logística é praticada desde o tempo das cavernas. Os nômades, de uma forma
primaria, já utilizavam a logística, se locomoviam em busca de um melhor lugar
para a tribo, que possuísse mais conforto e recursos naturais.
BAGLIIN (1990), Afirma que a logística é uma função da empresa que
se preocupa com a gestão do fluxo físico do suprimento de matérias –
primas, assim como a distribuição dos produtos finais aos clientes.

VIANA (2002), concebe a logística como uma operação integrada para cuidar de
suprimentos e distribuição de produtos, de forma racionalizada, o que significa
planejar, coordenar e executar todo o processo, visando à redução de custos e o
aumento da competitividade da empresa.
Definição
É o processo de planejar, executar e controlar o fluxo e a armazenagem, de forma eficaz e
eficiente em termos de tempo, qualidade e custos, de matérias primas, materiais em
elaboração, produtos acabados e serviços, cobrindo desde o ponto de origem até o ponto de
consumo, com o objetivo de atender as exigências do consumidor.

Conceito de Logística
É comum encontrarmos pessoas que entendem a logística única e exclusivamente como
transporte. Com isso, gera-se uma visão errônea e limita sobre o conceito que na verdade,
também abrange outras áreas.
De maneira simplificada, podemos afirmar que a logística é uma forma de gestão de
recursos e meios que possibilita a entrega de produtos, em determinado local e durante um
certo período de tempo.
No entanto, para fazer todo esse processo acontecer, outros aspectos também precisam ser
considerados. Portanto, quando falamos de logística, consideramos diversos processos que
auxiliam essa transição de produtos de um “Ponto A” ao “Ponto B” como gestão de pessoas,
de estoque, rotas e até mesmo, aspectos climáticos que podem causar interferências.
O conceito de logística foi criado e estruturado durante o período de guerra pela necessidade
que surgiu de movimentar as tropas, armazenar e distribuir seus suprimentos.
A primeira vez em que o conceito de logística foi publicado e, consequentemente, ganhou
mais visibilidade foi por conta do livro do Tenente-Coronel Thorpe intitulado de “Logística
Pura: a ciência da preparação para a guerra” de 1917. Com isso, a logística conquistou um
patamar mais alto dentro dos conceitos aplicados à guerra, juntamente com as palavras
estratégia e tática.
Objetivos
✓ Dispor o produto
✓ Serviço certo;
✓ No lugar certo;
✓ No tempo certo;
✓ Nas condições desejadas;
Ao mesmo tempo em que fornece a maior contribuição à empresa (cria valor).
Importância da Logística
✓ Custos
✓ Integração
✓ Atendimento personalizado
Funções da Logística
✓ Serviço ao cliente
✓ Previsão de vendas
✓ Armazenagem
✓ Transportes
✓ Gestão de estoques
✓ Suprimento
✓ Análise de localização
✓ Embalagem
✓ Controle de produtos devolvidos
✓ Recuperação e descarte de sucata
✓ Manutenção de informações
✓ Logística Empresarial
✓ Serviço ao cliente
✓ Previsão de demanda
✓ Fontes de suprimento
✓ Operações
✓ Distribuição
✓ Transporte
✓ Estoque
✓ Compras
✓ Manutenção de informações
✓ Programação de Suprimentos
✓ Processamento de pedidos
✓ Programação de produtos
✓ Controle de materiais
✓ Manutenção de informações
Conceito básicos da Logística
✓ Estoque – É a quantidade necessária para atender um nível de demanda;
✓ Armazenagem – São as condições (segurança, condicionamento, manuseio,
temperatura, etc.) proporcionada à guarda do estoque;
Conceito básicos da Logística
A logística além de cortar custos, agrega quatro valores : lugar, tempo, qualidade
e informação.
✓ Lugar - Quando o produto ( ou insumo) é entregue no local de produção ou no
local desejado pelo consumidor final;
✓ Tempo- Quando o prazo de entrega está agregado ao produto;
✓ Qualidade – Quando a atividade logística está associada à qualidade e condições
do produto;
✓ Informação – Quando, através da internet, o cliente pode rastrear o andamento de
seu pedido;
Logística Integrada
Essa definição de logística tem como principal objetivo, como o próprio nome já propõe, uma
integração dos processos logísticos, ou seja, todas as etapas que estão envolvidas nessa cadeia
devem estar conectadas através de um sistema que traz maior eficiência para a empresa e,
consecutivamente, resultados melhores.
Portanto, a logística integrada busca dar uma maior atenção para todo o acompanhamento
processual, permitindo ter um controle bem específico desde o processo de venda até a
chegada do produto ao cliente final. Com isso, é possível evitar alguns erros que prejudicam
seu processo e, até mesmo, possíveis problemas com os consumidores.
Tudo isso é possível como dissemos através de um sistema, mas é preciso também muito
planejamento, além do monitoramento constante de cada passo. Neste aspecto, a melhoria
contínua é essencial, pois através do detalhamento oferecido pelo sistema, cada vez mais é
possível reavaliar e adaptar processos para reduzir custos.
Logística Reversa
O conceito de logística reversa também pode ser encontrado, às vezes, como logística inversa.
Ao contrário do caminho primordial da logística que é deslocar produtos do fabricante ao
consumidor, a logística reversa visa justamente ao contrário, o retorno de produtos para quem
o produziu.
Com isso, podemos dizer que os seus principais objetivos são retorno de produtos que
apresentam problemas ou aqueles que possuem algum tipo reaproveitamento, como de
materiais utilizados no processo de produção ou ainda, destinar para seu devido descarte.
Um exemplo prático são as garrafas retornáveis da Coca-cola que após utilizadas, os
consumidores podem as devolver ao mercado e o fabricante fica responsável pela coleta,
higienização para retornar o produto a linha de produção. Também podemos citar o
recolhimento de produtos como lixos tóxicos e hospitalares.
E sabe qual é a melhor parte da logística reversa? Nesse sentido há um grande aspecto que
visa a preservação e responsabilidade ambiental, pois quanto maior o aproveitamento, menos
recursos serão retirados da natureza para produção, bem como descarte ideal de produtos
contaminados. Além disso, se bem aplicada e planejada pode reduzir custos e, até mesmo,
ser lucrativa.
Logística 4.0
Essa expressão tem como referência a quarta revolução da industrial, que foi chamada de
Indústria 4.0, que consiste na utilização de tecnologias avançadas durante todo o processo.
Nesse conceito da logística, esse aspecto não é diferente, buscasse recursos tecnológicos para
auxiliar no desenvolvimento do melhor processo de toda a cadeia de suprimentos.
Esse conceito da logística, representa quase como se fosse uma “nova fase”, onde todos os
processos são guiados pela tecnologia e que são capazes de propiciar mais produtividade,
redução de custos e uma base de informações preciosa que auxiliam na tomada de decisões.
Geralmente são utilizados big data, machine learning, inteligência artificial e IOT (internet das
coisas). Alguns dos principais benefícios dessa integração tecnológica são a redução do tempo
de entrega, redução de estoque, otimização de espaços de armazenagem, menos erros em
processos, dados e informações precisas e melhorias no relacionamento com seu cliente. Essa
definição de logística 4.0 já é uma realidade e pode ser uma grande vantagem competitiva
nesse mercado, para iniciar essa transformação você vai precisar, principalmente, de
um sistema de gestão de logística.
Supply Chain
O conceito da logística que chamamos de Supply Chain, em tradução da língua inglesa
significa, justamente, cadeia de suprimentos ou mantimentos. Se refere a todos os processos e
etapas que os produtos passam, desde a fabricação até chegar ao cliente final no PDV (ponto
de venda).
Então, quando falamos de Supply Chain é o que diz respeito a toda essa cadeia e
movimentação da extração da matéria-prima até se tornar o produto e finalmente chegar no
cliente. Com isso, são diversos elementos que participam desse processo, como as
transportadoras, fábricas e indústrias, armazéns, revendas, distribuidores e o varejo.
Portanto, engloba desde os suprimentos, a produção e distribuição. A grande vantagem do
sincronismo de todos esses elementos está na melhoria significativa que a gestão de cada
etapa pode ter, através de dados é possível identificar qual o tempo utilizado para cada etapa,
reduzir custos de estoque e armazenagem, além de sempre manter seu cliente abastecido o
que ajuda na manutenção do relacionamento.
Em termos práticos, quais são as funções da logística?
•Planeamento agregado da produção;
•Gestão de aprovisionamentos e colocação de encomendas a fornecedores
(matérias-primas, componentes, material de embalagem, etc.);
•Acompanhamento de encomendas;
•Gestão global de estoques (matérias-primas e componentes, semiacabados e produto acabado);
•Planeamento de necessidades;
•Gestão física dos armazéns;
•Gestão dos inventários;
•Manutenção do sistema de informação logístico de suporte;
•Gestão da componente de serviço a cliente: prazos de entrega e atendimento a cliente;
•Embalagem;
•Gestão do transporte e dos canais logísticos.
Como é possível constatar, as funções da logística apresentam um papel
transversal. Ao estabelecer ligações com diferentes elos da cadeia de valor, quer
internos como externos, a logística constitui um papel extrema importância para a
competitividade de uma organização e para o seu posicionamento num sistema mais
amplo – a Gestão da Cadeia de Abastecimento (Supply Chain Management – SCM).
Perspectivas
O cenário de competitividade global obriga as empresas a potencializar seus
produtos a favor do ganho sustentável para todos os membros de uma cadeia
logística.
A Inteligência Logística é o diferencial competitivo entre as cadeias de suprimentos,
dada a tendência à igualdade nos custos e níveis de serviços praticados.
Logística Internacional
É o ramo da Logística cujo objetivo principal é melhorar a importância dos "sistemas logísticos
externos" que ligam o fabricante aos seus parceiros da rede industrial, como fornecedores,
transportadores e operadores.

Conceitos Gerais
As redes logísticas estão se tornando cada vez mais internacionais. À medida que a competição
se intensifica, as empresas estão descobrindo que precisam compartilhar economias e
competências em áreas como pesquisa e desenvolvimento, qualidade assegurada e logística.
À medida que as redes logísticas se tornam mais abrangentes, restrições geográficas,
legislações, dificuldades financeiras e culturais surgem, particularmente com os processos Just-
in-Time. Ao mesmo tempo que o mercado único está ajudando a harmonizar, as barreiras
geográficas vêm sendo superadas pela concentração de fornecedores-chave próximos das
fábrica.
A tendência atual para as operações internacionais é caracterizada pelo surgimento de novos
tipos de relações profissionais. A indústria automobilística vem se empenhando em estabelecer
estes tipos de relações, frequentemente mencionadas como "parcerias" ou "alianças". O termo
"aliança" envolve um relacionamento formal a longo prazo entre duas ou mais empresas, que
unem alguns aspectos dos negócios para um fim comum, e inclui o compartilhamento de
informações.
A profissionalização também conduziu a um foco mais sólido na competência essencial,
resultando na desintegração vertical e em ter fornecedores mundiais. Por sua vez, isto conduz
a menos fornecedores primários e mais terceirização e supridores internacionais. Esta
tendência melhora a importância dos "sistemas logísticos externos" que ligam o fabricante aos
seus parceiros da rede industrial, como fornecedores, transportadores e operadores.
O Just-in-Time foi uma das maiores inovações logísticas do mundo automotivo, que utiliza-o
para gerenciar fluxos de produtos. Visa a reduzir lead time e estoques, aumentar a qualidade
do produtos e serviço e fornecer a flexibilidade necessária para acompanhar o ritmo das
demandas flutuantes.
Sabe-se que as montadoras automobilísticas estão dando aos fornecedores duas vezes mais
responsabilidade e os selecionarão, não em função do preço, mas em sua habilidade de
integrar com outros fabricantes de componentes.
Um dos principais obstáculos a isto é a comunicação insatisfatória entre fabricantes de
autopeças e as montadoras, bem como as dificuldades de terceirizar módulos completos.
Nenhuma atividade da logística está livre, portanto, da influência da cultura, embora os
elementos humanos na administração sejam mais dependentes da cultura do que a
tecnologia.
Além do lado tecnológico da logística, o foco está no homem, que está, em grande parte,
tomando parte do planejamento, pilotando e executando os sistemas.
A indústria automobilística fez esforços substanciais para estabelecer sistemas JIT entre
fabricantes e fornecedores, exigindo maior colaboração. O ambiente econômico mundial
integra diferentes culturas e, assim sendo, é confrontado por múltiplas influências culturais,
não necessariamente convergentes.

Extra

O que é Lead Time?


O termo vem da engenharia de produção e se refere ao tempo necessário para um produto
percorrer todas as etapas de um processo ou do fluxo de valor. Em geral, ele também é
definido como o tempo gasto entre a chegada de um pedido efetuado por um cliente até a
entrega desse pedido.
O que é Just in time?
Termo destinado à expressão em português, “no tempo
certo”, o sistema Just in time é uma ferramenta utilizada
na gestão de produção. O sistema foi criado no Japão, pela
fábrica de automóveis da Toyota, visando diminuir ao
máximo o desperdício de matéria-prima e entregar os
produtos no momento certo.
A aplicação da ferramenta visa entregar os produtos ou
matérias-primas no momento em que se precisa deles. A
metodologia é utilizada diretamente nas linhas de
produção, onde normalmente vemos a produção de
enormes estoques. Porém, aí é que entra a sua utilização.
Sua filosofia se baseia na produção sob demanda, para que
assim, se produza somente o necessário e quando
necessário.
Fontes:

https://slideplayer.com.br/slide/10608842/
https://www.umov.me/conceitos-da-logistica-importantes-
entender/#:~:text=1)%20Conceito%20de%20Log%C3%ADstica&text=De%20maneira%20simplificada%2
C%20podemos%20afirmar,um%20certo%20per%C3%ADodo%20de%20tempo
https://leanked.com/blog/2017/08/23/logistica-objetivo-e-funcao/
https://portogente.com.br/portopedia/73323-cadeia-logistica
https://portogente.com.br/portopedia/72886-logistica-internacional
https://centraldofranqueado.com.br/blog/just-in-time-franquias/

Acesso em 18/11/2020 as 4:20

Você também pode gostar