Você está na página 1de 7

Estudante: Vitor Oliveira Cardoso RA: 0007296

Professor: Thiago Primo Sousa


Disciplina Construção Civil

Impactos do planejamento na gestão de custos construtivos

O mercado da construção civil é extremamente disputado e tem uma exigência de alto nível
em qualidade. O preço competitivo deve estar atrelado à qualidade, produzindo um excelente
resultado. Logo, os profissionais da área necessitam cada vez mais estarem qualificados, buscando
executar seu trabalho com os menores custos possíveis.
Para que se obtenha esse menor custo, o planejamento é o principal aliado do gestor da
obra, buscando métodos que aumentem produtividade da mão de obra, diminuindo desperdícios e
retraindo gastos. Assim, ao planejar uma obra, o gestor absorve um elevado grau de conhecimento
geral e minucioso sobre o empreendimento, o que lhe possibilita ser mais eficiente na condução
dos trabalhos detectando dessa forma, situações desfavoráveis, intervindo com celeridade nas
tomadas de decisões, adotando todas as medidas preventivas e corretivas no sentido de tentar
minimizar os impactos no custo e no prazo do projeto (RAMOS, 2013).
Deve-se levar em conta que quanto maior for o tempo gasto na execução de uma etapa,
maior se torna o custo da mesma, quanto mais rápido uma etapa é executada menor o seu custo, a
partir dessa premissa, para uma compressão de custos, a otimização de processos é essencial.
Assim, através do planejamento, é definido a ordem dos processos para cada etapa, determinando
uma série produtiva que se encaixe dentro da melhor maneira dentro da obra.
Para isso é necessário muito detalhamento, desde a elaboração projeto até a execução em
toda a parte de logística, organização de canteiro, gestão de insumos e em outras atividades
vinculadas a obra. A utilização de tecnologias facilita a integração da obra e de processos, podendo
ser uma ferramenta extremamente útil.

____________________________________________________________________________________________
Centro Universitário do Planalto Central Apparecido dos Santos - UNICEPLAC
Área Especial para Indústria, Lote nº 02, Bloco A, Sala 304, Setor Leste, Gama, Brasília, DF – CEP 72.445-020
61 3035-3900 | www.uniceplac.edu.br
PLANEJAMENTO

O planejamento construtivo consiste em organizar tarefas, atividades e serviços de modo


que esses estejam direcionados para o melhor caminho em cada etapa, os principais processos
seriam:
1. Definir as atividades;
2. Propor uma sequência ideal e viável;
3. Estimar os recursos necessários de cada processo;
4. Estimar o tempo necessário para cada processo;
5. Desenvolver um cronograma;
6. Fazer um acompanhamento rigoroso do cronograma.

A partir disso, é possível determinar informações importantes como os prazos para cada
etapa e o prazo final, visando uma gestão mais precisa do tempo. Segundo Ramos (2013) “a gestão
do tempo é uma forma de verificar o atraso ou o adiantamento do projeto de forma visual, sendo
que este somente atrasa por existir interferências na sua execução. Em função disto, o
gerenciamento de tempo torna-se um potencial indicativo destas interfaces para que seja possível
atuar no problema e ter uma solução para o projeto”.
O tempo também é um indicador de custos, por isso uma boa gestão deste é crucial. Ao
analisar o cronograma, uma logística deve ser definida sobre os equipamentos que serão locados,
buscando o melhor momento para locação, que é quando o tempo de aluguel é o menor possível e
sem relocações futuras de um mesmo equipamento. Também existe uma relação entre o tempo e
a mão de obra dos operários. Durante a carga horária habitual da obra, existem ocasiões em que
os trabalhadores se encontram ociosos, a soma desse tempo ocioso no final do empreendimento
aumenta os custos em mão de obra, e em alguns casos gera a necessidade de horas extras para o
cumprimento de prazos.
Vargas (2016) propõe a seguinte ideia “uma pessoa ao construir uma casa de alvenaria em
dois meses, o custo do projeto será elevado devido à grande quantidade de pessoas trabalhando

____________________________________________________________________________________________
Centro Universitário do Planalto Central Apparecido dos Santos - UNICEPLAC
Área Especial para Indústria, Lote nº 02, Bloco A, Sala 304, Setor Leste, Gama, Brasília, DF – CEP 72.445-020
61 3035-3900 | www.uniceplac.edu.br
em horários alternativos (horas-extras) e devido ao aumento nos custos das matérias-primas da
obra, uma vez que não se dispõe de tempo para aguardar a entrega normal desses materiais
(pedidos de urgência). Se a pessoa dispõe de dez a doze meses de construção, encontrará um valor
mínimo de custo (ideal). Porém se demorar vários anos para construir a casa, seu custo voltará a
aumentar devido a perdas de material e retrabalho (ineficiência)”.
Mesmo com um bom gerenciamento de tempo, ainda existem situações que devem ser
consideradas dentro do cronograma. As condições climáticas são uma das principais
circunstâncias que podem interferir, impedindo realização de processos e demandando mais prazo
que o estipulado inicialmente no planejamento.
Também é necessária uma interação entre o setor de planejamento e de execução, sempre
garantindo que o projeto esteja sendo executado corretamente, sem a presença de desvios e
garantindo que os métodos construtivos estão sendo seguidos, pois todos esses fatores geram uma
alteração entre o valor real e o valor orçado. Logo surge o desencontro financeiro com a perda da
estimativa já realizada e o aumento de custos e, por consequência, o encolhimento do lucro do
profissional que está executando a obra.
O acompanhamento por tecnologias se adequa muito bem ao planejamento. A tecnologia
BIM, é uma excelente ferramenta que ajuda a pautar desde o projeto até o fim do empreendimento,
facilitando a parte orçamentária do planejamento. Outra ferramenta seria o Microsoft Excel, que é
um instrumento multifuncional dentro do âmbito construtivo.

• Impactos de um mau planejamento ou a falta dele:


1. Aumento dos custos, é o principal impacto, gerando um sobrepreço para o
empreendimento;
2. Perdas de prazo e péssimo gerenciamento de tempo;
3. Maior quantidade de retrabalhos dentro do canteiro;
4. Má gestão de insumos e uma grande quantidade de desperdícios;
5. Mal planejamento logístico, máquinas paradas, desencontro de operações, aluguéis
desnecessários;

____________________________________________________________________________________________
Centro Universitário do Planalto Central Apparecido dos Santos - UNICEPLAC
Área Especial para Indústria, Lote nº 02, Bloco A, Sala 304, Setor Leste, Gama, Brasília, DF – CEP 72.445-020
61 3035-3900 | www.uniceplac.edu.br
6. Desperdício de mão de obra, seria falta de materiais e o tempo parado dos
trabalhadores;
7. Falta de controle, e a não utilização de tecnologias como ferramenta de suporte,
gerando um planejamento excessivamente informal.

• Impactos de um bom planejamento:


1. Redução de custos e uma possível ampliação da margem de lucros;
2. Boa gestão de tempo, e cumprimento de prazos;
3. Avaliação da qualidade dos processos constante;
4. Boa gestão de insumos, redução de desperdícios;
5. Bom planejamento logístico e um bom layout de canteiro facilitando o percurso
para máquinas e tarefas;
6. Otimização da mão de obra, permitindo a padronização de processos e
aumentando a produtividade, impedindo interrupções dentro das atividades e
diminuindo a ociosidade;
7. A utilização de ferramentas tecnológicas permite um maior controle e
produtividade de forma geral, além de proporcionar uma visão integrada de
projeto e execução, traz mais detalhamentos necessários, da especificação de
materiais até o conhecimento total do projeto;
8. Possibilidade de estudos meteorológicos baseados em dados existentes, para que
condições climáticas não interfiram no cronograma;
9. Possibilidade de terceirização de serviços em algumas etapas, sempre
viabilizando a economia financeira e acelerando processos.

____________________________________________________________________________________________
Centro Universitário do Planalto Central Apparecido dos Santos - UNICEPLAC
Área Especial para Indústria, Lote nº 02, Bloco A, Sala 304, Setor Leste, Gama, Brasília, DF – CEP 72.445-020
61 3035-3900 | www.uniceplac.edu.br
CONSIDERAÇÕES FINAIS

Um empreendimento com custo ótimo é aquele com alta qualidade e o menor gasto
possível, apresentando uma ausência de sobrepreços. A única maneira de se obter esse custo ótimo
é através do planejamento. Um bom planejamento pauta um empreendimento sem sobrepreços.
Além da questão financeira, os prazos da obra também são extremamente importantes e cumprir
esses prazos ou até anteceder torna-se possível com um bom planejamento.
Com um controle geral do empreendimento, temos uma visão mais ampla desde
possibilidades de melhorias e ganhos de produtividade, até a visualização de possíveis
adversidades. Assim, o gestor possui uma gestão simultânea, com paralelismo em atividades.
Também se obtém uma maior racionalização dos recursos, de insumos, de mão de obra e de
logística, possibilitando uma melhor utilização de recursos. Portanto, conclui-se que o
planejamento é essencial e indispensável no setor construtivo.

____________________________________________________________________________________________
Centro Universitário do Planalto Central Apparecido dos Santos - UNICEPLAC
Área Especial para Indústria, Lote nº 02, Bloco A, Sala 304, Setor Leste, Gama, Brasília, DF – CEP 72.445-020
61 3035-3900 | www.uniceplac.edu.br
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

BEZERRA, João Sérgio Simões. CENTRO DE TECNOLOGIA. In: BEZERRA, João Sérgio
Simões. DESENVOLVIMENTO DE UM SISTEMA DE PLANILHAS DE PLANEJAMENTO,
GESTÃO DE SERVIÇOS E CONTROLE DE CUSTOS EM OBRAS DE CONSTRUÇÃO CIVIL:
CENTRO DE TECNOLOGIA. Orientador: Profª. Drª. Jaquelígia Brito da Silva. 2013. Dissertação
Mestrado (PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA CIVIL) -
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE, Natal, 2013. p. 123.

BRANDALISE, DIEGO. A IMPORTÂNCIA DO GERENCIAMENTO DO TEMPO EM


PROJETOS DE CONSTRUÇÃO CIVIL. Orientador: Profª. Maria Luiza Zacharias. 2015.
Trabalho de Conclusão de Curso (MBA EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS) -
FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS, Rio de Janeiro - RJ, 2017.

BRANDSTETTER, Maria Carolina G. O.; SILVA, Nayme T.; DIAS, Lourival J. AVALIAÇÃO
DE DESVIOS DE CUSTO: UMA ANÁLISE DOS IMPACTOS E FATORES QUE ALTERAM
O ORÇAMENTO EM UM EMPREENDIMENTO COMERCIAL. 2017. Artigo (SIBRAGEC -
SBTIC) - 1º Simpósio Brasileiro de Tecnologia da Informação e Comunicação na Construção, [S.
l.], 2017.

CARVALHO, Fernanda de Macedo; VILELA, Thiago Ferreira; GOMES, Aline Cristina


Costa. IMPLANTAÇÃO DE SISTEMAS SIMPLES DE PLANEJAMENTO EM EMPRESAS DE
PEQUENO PORTE DA CONSTRUÇÃO CIVIL PARA AGREGAR QUALIDADE E MENOR
CUSTO AOS SERVIÇOS PRESTADOS. 2016. Artigo (XIII Simpósio de Excelência em Gestão
e Tecnologia) - SEGeT, [S. l.], 2016.

DESPERDÍCIOS na construção civil e seus impactos. [S. l.], 19 set. 2018. Disponível em:
https://www.mobussconstrucao.com.br/blog/desperdicios-na-construcao-civil/. Acesso em: 21
abr. 2020.

JUNIOR, Carlos Francisco Minari; SERRA, Sheyla Mara Baptista. PLANEJAMENTO E


CONTROLE DO CUSTO DA PRODUÇÃO E O IMPACTO NO RESULTADO DO FLUXO DE
CAIXA. 2009. Artigo (ENEGEP) - XXIX ENCONTRO NACIONAL DE ENGENHARIA DE
PRODUÇÃO, Salvador, BA, 2009.

RACIONALIZAÇÃO do Canteiro de Obras. In: Racionalização do Canteiro de Obras. [S. l.], 7


dez. 2015. Disponível em: https://tecplaner.com.br/racionalizacao-do-canteiro-de-obras/. Acesso
em: 21 abr. 2020.

____________________________________________________________________________________________
Centro Universitário do Planalto Central Apparecido dos Santos - UNICEPLAC
Área Especial para Indústria, Lote nº 02, Bloco A, Sala 304, Setor Leste, Gama, Brasília, DF – CEP 72.445-020
61 3035-3900 | www.uniceplac.edu.br
RAMOS, Juliana Amanda Dias. (2013) A gerência de tempo na construção civil e suas interfaces
com as demais áreas. Disponível em: <http://docslide.com.br/documents/a-gerencia-de-tempo-na-
construcao-civil-e-suas-interfaces-com-as-demais-areas.html>. Acessado em abril. 2020.

SANTOS, Guilherme Souza. Como a compatibilização de projetos pode diminuir custos, gastos e
retrabalhos na Construção Civil: MBA em Gerenciamento de Obras. Revista on-line IPOG
Especialize: Instituto de Pós-Graduação - IPOG, Florianópolis, Santa Catarina, v. Vol.01, n. 009,
ed. 8ª Edição, p. 1-23, 2014.

VARGAS, Ricardo Viana. Análise de valor agregado em projetos. 8ª. ed. Rio de Janeiro:
BRASPORT, 2016.

____________________________________________________________________________________________
Centro Universitário do Planalto Central Apparecido dos Santos - UNICEPLAC
Área Especial para Indústria, Lote nº 02, Bloco A, Sala 304, Setor Leste, Gama, Brasília, DF – CEP 72.445-020
61 3035-3900 | www.uniceplac.edu.br

Você também pode gostar