Você está na página 1de 4

INSTITUTO SUPERIOR POLITÉCNICO DE MANICA

TEMA 5: PROBLEMAS DE TRANSPORTE E DE AFECTAÇÃO


AULA PRÁTICA 8 E 9

Disciplina: Investigação Operacional


Curso : Contabilidade e Auditoria
Horas: 4h/Semana
Ano/Semestre: 2º Ano/ 2º Semestre
Docente: dr. Calton dos Santos

1. A empresa Cimentos de Moçambique, S.A.R.L., tem três unidades fabris, instaladas na


Matola, em Dondo e em Nacala. A Cimentos de Moçambique importa o calcário
(CaCO3), uma das matérias primas necessárias ao seu processo produtivo da Àfrica do
Sul, sendo o consumo mensal dessa matéria prima:
Fábrica da Matola: 250 ton; Fábrica de Dondo: 150 ton e Fábrica de Nacala: 200 ton.
As entregas são feitas nos portos de Maputo, Beira e Nacala - Porto, sendo necessário
efectuar posteriormente o transporte para cada uma das fábricas. Actualmente, os custos
de transporte (u.m/tonelada) são os seguintes:

Matola Dondo Nacala


Maputo 1 6 8
Beira 6 2 5
Nacala - Porto 7 4 2

O contrato estabelecido com os fornecedores da matéria-prima em causa contempla as


seguintes entregas mensais:
Porto de Maputo: 200 ton; Porto da Beira: 100 ton e para o Porto de Nacala: 300 ton.

Formule o problema de modo a minimizar o custo total de transporte, construindo uma


apropriada tabela de custos. Resolva o problema, determinando uma solução básica
admissível inicial através do método de:
a) Canto Noroeste;
b) Custo mínimo; e
c) Vogel.
d) Compare os resultados das alíneas anteriores e comente.
e) Partindo da solução básica incial que achar mais conveniente, encontre o plano
óptimo de transporte.

2. Três refinarias com capacidades máximas diárias de 6 milhões, 5 milhões e 8 milhões de


galões de gasolina abastecem três áreas de distribuição com necessidades diárias de 5
milhões, 8 milhões e 7 milhões de galões. A gasolina é transportada através de uma rede
de pipelines. O custo de transportar é directamente proporcional à distância percorrida
pela gasolina. A refinaria 1 não está ligada com a área de distribuição 3. O quadro
seguinte dá as distâncias, em quilómetros, entre cada refinaria e cada área de distribuição:

A.D1 A.D2 A.D3


R1 120 180 ---
R2 200 100 80
R3 300 250 120

Pretendendo-se minimizar os custos de transporte, formule o problema seguindo o


modelo de transportes e resolva-o.

3. Uma empresa possui duas fábricas (P1 e P2) onde produz um produto que é exportado
para 3 locais num país vizinho (L1, L2 e L3). Otransporte é feito através de duas fronteiras
(F1 e F2) (não se impõe limites máximos à quantidade que pode atravessar diariamente
cada uma delas). Por outro lado, cada fronteira cobra uma taxa por cada unidade do
referido produto que a atravessa (independentemente de vir de P1 ou P2) – tabela 1.
São conhecidas as disponibilidades diárias em cada fábrica, que são suficientes para
satisfazer as necessidades diárias de cada local, também conhecidas (tabela 1). Sabe-se
também quais são os custos para transportar uma unidade do produto, de cada produtor
para cada fronteira e de cada fronteira para cada destino, indicados na figura 1.

Tabela 1: Disponibilidades, necessidades e taxas de fronteira.


PRODUTORES P1 P1
Disponibilidades 120 80
LOCAIS DE DESTINO L1 L2 L3
Necessidades 50 70 60
FRONTEIRAS F1 F2
Taxa por unidade 4 3

L1 50

50 23 34
P1 F1
120 40
40 20
L2 70
45 52
P2 F2
80 55
38
L3 60

Figura 1: Rede de transportes.

a) Considere o problema que permite encontrar a política óptima de transporte do produto


entre cada produtor, fronteira e local de destino. Formule-o (sem resolver!) como um
problema de transportes na forma standard.
b) Considere agora que diariamente chegam às fronteiras F1 e F2 100 e 90 unidades do
produto, respectivamente. Usando o algoritmo de transportes, determine quais as
quantidades a transportar de cada fronteira para cada um dos locais de destino, por forma
a minimizar o custo global associado a esse transporte. Considere iguais os restantes
dados do problema.

4. Resolva o seguinte problema de transportes:

Min W = 5x11 + 3x12 + 2x13 + 4x21 + 2x22 + x23

x11 + x12 + x13 = 100


x21 + x22 + x23 = 50
Suj. à x11 + x21 = 80
x12 + x22 = 30
x13 + x23 = 40
x11, x12, x13, x21, x22 e x23 ≥ 0

5. Suponha que num problema de transportes se adiciona uma constante k a cada um dos
custos da matriz cij. Qual a alteração na solução óptima e no respectivo valor da função
objectivo?

6. Três reservatórios, com capacidades diárias de 15, 20 e 25 milhões de litros de água,


abastecem 4 cidades com consumos diários de 8, 10, 12 e 15 milhões de litros de água. O
custo de abastecimento, por milhão de litros, é apresentado na tabela abaixo.

Tabela 1: Custo de abastecimento, por milhão de litros.

A B C D
1 2 3 4 5
2 3 2 5 2
3 4 1 2 3

O problema consiste em determinar a política de abastecimento óptima (aquela com


menor custo).
Formule o problema como um problema de transportes e resolva-o usando o respectivo
algoritmo.

7. Uma companhia de aço possui 2 minas e 3 fábricas transformadoras. Em cada mina (1 e


2) encontram-se disponíveis 103 e 190 toneladas de minério. A companhia transporta por
mar o minério até às fábricas. O custo de transporte do minério para as fábricas é dado na
tabela (em milhares de euros por tonelada).
Fábrica 1 Fábrica 2 Fábrica 3
Mina 1 9 16 28
Mina 2 14 29 19

As fábricas (1, 2 e 3) requerem a utilização de 71, 133 e 96 toneladas de minério.


a) Construa o modelo matemático que represente o problema de transportar minério das
minas para as fábricas transformadoras, de modo a minimizar o custo total de transporte.
b) Formule o problema dual correspondente.
c) Obtenha uma solução básica admissível inicial utilizando o método:
i. Do canto Noroeste;
ii. Do custo mínimo; e
iii. Das penalidades.
d) Partindo de uma das soluções básicas admissíveis iniciais obtidas em (c), determine o
plano óptimo de transporte.

8. Uma companhia de transportes aéreos pode abastecer os seus aviões a partir de 3


fornecedores que operam em 3 aeroportos. As necessidades mensais de combustível
consistem em 100 Kl no aeroporto 1, 180 Kl no aeroporto 2 e 300 Kl no aeroporto 3.
As quantidades totais que cada fornecedor pode vender à companhia aérea são limitadas e
iguais a 320 Kl para o fornecedor 1, 270 Kl para o fornecedor 2 e 150 Kl para o
fornecedor 3 Os preços a que o combustível é vendido por cada fornecedor constam do
quadro seguinte :

Aeroporto 1 Aeroporto 2 Aeroporto 3


Fornecedor 1 92 89 90
Fornecedor 2 91 91 95
Fornecedor 3 87 90 92

a) Formule o problema em Programação Linear e resolva-o utilizando o algoritmo dos


transportes.
b) Admita que por dificuldades logísticas no aeroporto 2, o fornecedor 2 só pode
fornecer 50 Kl de combustível. Face a esta dificuldade, qual vai ser o prejuízo mensal
da companhia ? E qual será o reflexo financeiro para os outros fornecedores ?

Você também pode gostar