Você está na página 1de 2

Saúde

Alcoolism
Antes de beber, conheça o
Consumo excessivo de bebidas alcoólicas gera conflitos familiares e no trabalho,
além de trazer consequências para a saúde e riscos a terceiros.

ingestão de bebidas alcoólicas res grávidas ou tentando engravidar. E ain- O consumo excessivo de bebidas alcoólicas

A
pode causar síndromes de am- da em estado de alerta - operando uma má- gera conflitos também no trabalho. Um estu-
nésia (perdas de memória), alu- quina - ou fazendo uso de medicações. do recente da Universidade Federal de São
cinações, mudança de humor, Paulo revelou que cerca de 15% dos profissio-
distúrbios de ansiedade, sexu- Uso do álcool como fuga nais brasileiros são dependentes de drogas e
ais, do sono e tremedeira – efeitos que podem Os principais causadores do alcoolismo são álcool no trabalho. O número de faltas desses
levará a morte. Quem consome álcool em ex- o fator genético (quando há casos de alcoo- trabalhadores chega a 26 dias por ano sem
cesso está dez vezes mais predisposto a qual- lismo em parentes), a depressão e a ansieda- justificativa - o triplo de faltas de um funcio-
quer forma de câncer que as pessoas em geral. de. Estudos revelaram que pessoas submeti- nário comum. A produtividade também di-
Além disso, pode estar danificando seu cére- das a situações estressantes, sem encontrarem minui e aumentam em cinco vezes os riscos
bro (a parte mais afetada costuma ser a região alternativa, desencadeiam a doença. O álco- de acidentes no trabalho.
responsável pelas funções intelectuais), esô- ol produz efeito relaxante e tranquilizante No Brasil, há leis estaduais que proíbem a ven-
fago, estômago e fígado, entre outros. semelhante ao dos calmantes. Mas a maioria da de bebidas alcoólicas em estádios de fute-
O alcoolismo é avaliado pelos médicos como não sabe que o álcool tem muito mais efeitos bol e nas redondezas antes e durante a parti-
uma doença crônica. Cerca de 20 milhões de colaterais que os ansiolíticos. Já o efeito de da. Também há uma lei que proíbe a venda
brasileiros apresentam dificuldades em lidar desinibição e facilitador das relações sociais de bebidas alcoólicas nas estradas. ¬
com o álcool. O problema, com frequência, é temporário, pois o controle sobre o consu-
começa na juventude (entre 20 e 30 anos), mo é perdido.
mas pode se manifestar em qualquer idade. álcool e direção, Não!
São quatro fases evolutivas
Organismo responde à substância Adaptação: Após o primeiro contato com Graves acidentes de trânsito, muitas
Quando o nível de álcool que o fígado con- o álcool. A pessoa se sente bem quando vezes com morte, são causados pelo
segue processar é ultrapassado pela quanti- bebe, aliviando a ansiedade e a angústia. uso de álcool. A nova lei aprovada em
dade do consumo, ocorre uma intoxicação Tolerância: Adaptação do organismo a junho de 2008, conhecida como Lei
do organismo – o estado de embriaguez. A maiores quantidades. Surgem os esqueci- Seca – que altera o Código de Trânsito
absorção do álcool fica mais lenta quando o mentos. Há paradas forçadas, mas, tendo Brasileiro – proíbe o consumo de
consumo é combinado com alimentos. Por uma oportunidade, volta a beber. bebidas alcoólicas por condutores de
isso, quando ingerir bebidas alcoólicas, é Síndrome de Abstinência: A dependência veículos. Se você for pego dirigindo
melhor se alimentar. O álcool não é um ali- física está instalada. Surgem sérias compli- depois de beber, além da multa de R$
mento, pois não tem qualquer valor nutriti- cações de saúde. 955, vai perder a carteira de motorista
vo – apenas fornece calorias. Aliás, ele é al- Recaída: Volta a beber após ter se tornado por 12 meses. O motorista que se
tamente calórico, mas não fica estocado, dependente e parado com o uso. recusar a fazer exames de bafômetros
uma vez que a energia oferecida é utilizada e de coleta de sangue para verificar a
enquanto ele circula ou é perdida. Bebidas causam vários problemas quantidade de álcool consumido
A Organização Mundial da Saúde admite que O álcool influi em complicações severas às sofrerá penalidades. Desde a
o consumo aceitável é de até 15 doses/sema- grávidas, como o baixo peso ao nascer, atra- aprovação da lei, o número de
na para os homens e dez doses/semana para so no crescimento e no desenvolvimento. O acidentes de carro graves diminuiu
as mulheres. A ingestão de bebidas alcoóli- retardo mental e a hiperatividade são os pro- consideravelmente – provando, de
cas não é recomendada, nem em pequenas blemas mais significativos. A dificuldade no fato, que álcool e direção são uma
quantidades, para pessoas em recuperação aprendizado e os desvios de conduta podem mistura irresponsável e perigosa.
do alcoólismo, menores de 18 anos, mulhe- persistir até a idade adulta.

28 Pro Teste 89 Março 2010 www.proteste.org.br


mo
os riscos.

John Foxx / Stockbyte /Getty Images


Nem tudo o que se ouve é verdade veja em nosso site

Mito: O álcool é a causa do alcoolismo. Um questionário para você responder e


descobrir se você ou alguém próximo pode
Verdade: O álcool em si não causa dependência e sim fatores genéticos, psicoló-
estar sofrendo de alcoolismo.
gicos e ambientais.
www.proteste.org.br/saude/questionario-
alcoolismo
Mito: O vinho é uma bebida leve, pois tem menos álcool que outras.
Verdade: A quantidade de álcool depende da quantidade de doses ingeridas. Por
exemplo: uma taça de vinho (120 ml), uma caneca de cerveja (300 ml) e uma dose de
bebida destilada como uísque ou vodca (30 ml) têm a mesma quantidade de álcool.

onde encontrar ajuda


Os grupos de apoio oferecem auxílio

= =
tanto para os dependentes de bebidas
quanto para os familiares. São gratuitos
e o anonimato é preservado.
Alcoólicos Anônimos (AA): (21) 2253-
3377(RJ), (11) 3315-9333 (SP) ou pelo site
300 ml 120 ml 40 ml www.alcoolicosanonimos.org.br.
Cerveja Vinho Uísque ou cachaça AL-ANON: (21) 2220-5065 (RJ), (11)
3331-8799 (SP), www.al-anon.com.br.
Mito: Misturar cerveja, vinho e destilados deixa embriagado mais rápido do que só Narcóticos Anônimos (NA): 2533-5015
tomar um tipo de bebida alcoólica. (RJ), 5594-5657 (SP) ou pelo site
Verdade: O que determina o nível de sobriedade ou intoxicação alcoólica é o nível www.na.org.br.
de álcool no sangue. NAR-ANON: (21) 2263-6595(RJ), (11)
227-8983/3311-7226 (SP) ou pelo site
Mito: Beber café ajuda a curar o "porre". www.naranon.org.br.
Verdade: Apenas o tempo pode ajudar o restabelecimento do "porre". O organis- GRUPO REVIVER: (21) 2518-7759 (RJ),
mo demora em média uma hora para processar uma dose de álcool. (12) 322-0554 (SP) ou pelo site www.
gruporeviver.org.br.
Mito: Efeitos do álcool na mulher são iguais aos efeitos do álcool no homem. Consulte o site da PROTESTE para
Verdade: As mulheres são afetadas mais rápido, pois possuem menos água no conhecer outros grupos e os telefones
corpo – mesmo considerando as diferenças no peso corporal de ambos. de contato em seu estado.

www.proteste.org.br Pro Teste 89 Março 2010 29