Você está na página 1de 2

UNYLEYA

CIÊNCIAS FORENSES E PERICIA CRIMINAL

AVALIAÇÃO DE CENA DE LOCAL DE CRIME

TAREFA 4

FABIANO LOBATO FERREIRA

1- Por que o Brasil tem um índice tão baixo de elucidação de crimes, e em especial de
homicídios?

R: Em média, apenas 15% dos assassinatos do país são esclarecidos. No plano federal, são
determinantes para este quadro a falta de planejamento e de articulação entre os órgãos da
segurança pública e do sistema de Justiça criminal, que se comunicam de maneira cartorial e
burocrática.
No Brasil, entre 2009 e 2014, foram identificados 328.714 homicídios, contudo apenas 84.539
presos cumpriam pena por esse tipo de delito em 2016, revelando que houve 244.175 mais casos de
homicídio no Brasil do que presos por esse crime. O índice de impunidade do homicídio variou de
3,9, em 2006, a 3,3 em 2014. Todos os estados apresentaram valores acima de 1. O Rio de Janeiro
destacou-se negativamente, com valores acima de 20. Os menores índices de impunidade do
homicídio foram encontrados nos estados de São Paulo, Santa Catarina e Distrito Federal, com
valores abaixo de 2. Oito estados mostraram tendência de redução no índice de impunidade geral.

2- De que forma a perícia tem importância na elucidação de crimes?


R: A perícia criminal tem sua importância, pois é através dela que se pode comprovar a existência
de um crime mesmo não havendo o corpo material para se realizar o corpo de delito, utilizando-se
da perícia criminal indireta para que possa sanar todas as dúvidas do juiz quanto ao delito cometido
e possível autor do crime.
Possui como objetivo geral discorrer acerca da perícia indireta nos crimes de homicídio onde não há
corpo para se comprovar a evidencia do motivo, os meios utilizados para matar e a autoria do crime.
Os objetivos específicos do presente trabalho são: a) explorar as provas admitidas no processo penal
para se comprovar a materialidade do crime; b) discorrer acerca da materialidade e como comprovar
a existência de um crime sem corpo; e c) explicar até que ponto a Perícia Criminal Indireta é aceita
dentro do Sistema Processual atual em face do princípio de inocência como prova de existência de
crime.
Esta explanação visa esclarecer como a justiça, através do Processo Penal, investiga os indícios
criminais e a possível autoria quando não há corpo material que comprove o crime, sem ferir o
princípio da presunção de inocência.

3- De que forma a atividade pericial no local do crime tem agravado essa estatística no Brasil?
R: O Brasil foi considerado o sétimo país com mais impunidade dentre os 69 pesquisados, resultado
pior que o de diversos países da América Latina, incluindo Colômbia, Paraguai, Chile e Argentina.
A impunidade está relacionada ao baixo número de suspeitos identificados, à baixa taxa de
esclarecimento do crime, ao lapso temporal entre o crime e a punição, à baixa qualidade da
investigação, ao pequeno contingente de policiais por habitantes, e ao número relativamente
pequeno de presos em países com número grande de crimes graves. É enganoso afirmar, com base
somente no número absoluto de presos ou na proporção de presos por habitantes, que o Brasil
encarcera pessoas excessivamente. Para avaliar se o país prende pessoas demais é necessário
considerar também o número de indivíduos que cometem crimes graves, tais como homicídio,
estupro, assalto e sequestro. Há uma grande diferença nas taxas de encarceramento de criminosos
entre os países da OCDE e da América do Sul, com valores muito maiores naqueles da OCDE,
onde, para cada 20 homicídios nos 10 anos anteriores ao da pesquisa, havia 100 pessoas na prisão
por qualquer crime. Já nos países da América do Sul, para cada 130 homicídios nos 10 anos
precedentes, havia somente 100 pessoas presas por qualquer crime.

4. O que deveria ser melhorado?


A falta de conhecimento é uma das principais razões no caso de violações das cenas de crimes.
“Isso leva à obstrução de provas, produzidas na ocorrência, para que possam ser trabalhadas pelos
peritos no inquérito e posteriormente no processo criminal”, . Os cuidados e técnicas de como isolar
um local, a sensibilidade do que representam determinados vestígios também foram citados durante
o curso. “Às vezes, por um pequeno detalhe, um vestígio poderá ser destruído”,.
Para o perito criminal, muitas vezes os próprios integrantes da Segurança Pública não conhecem
como deveriam as técnicas de como preservar o local. “Por falta dessas informações cometem erros
e perdem informações necessárias para o esclarecimento de crimes.” Outro aspecto de interferência
nos locais: caso haja comprovação de intenção direta de alteração, o autor é punido por lei.
O trabalho do perito é fundamental para o esclarecimento de um crime e um curso dessa natureza
vem nos dar mais subsídios para desenvolver nossas atividades e divulgar a necessidade da
preservação do local de crime, essencial para o trabalho da perícia. As técnicas de investigação se
baseiam também em vestígios, por isso devem ser elaboradas com afinco, amor e dedicação.

Você também pode gostar