Você está na página 1de 40

Inglês

Organizadores
Anna Maria Carmagnani
Walkyria Monte Mór

Elaboradores
Carlos Renato Lopes
Luciano Alves Bezerra
Luiz Otávio Costa Marques
2
módulo

Nome do Aluno
GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
Governador: Geraldo Alckmin
Secretaria de Estado da Educação de São Paulo
Secretário: Gabriel Benedito Issac Chalita
Coordenadoria de Estudos e Normas Pedagógicas – CENP
Coordenadora: Sonia Maria Silva

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO


Reitor: Adolpho José Melfi
Pró-Reitora de Graduação
Sonia Teresinha de Sousa Penin
Pró-Reitor de Cultura e Extensão Universitária
Adilson Avansi Abreu

FUNDAÇÃO DE APOIO À FACULDADE DE EDUCAÇÃO – FAFE


Presidente do Conselho Curador: Selma Garrido Pimenta
Diretoria Administrativa: Anna Maria Pessoa de Carvalho
Diretoria Financeira: Sílvia Luzia Frateschi Trivelato

PROGRAMA PRÓ-UNIVERSITÁRIO
Coordenadora Geral: Eleny Mitrulis
Vice-coordenadora Geral: Sonia Maria Vanzella Castellar
Coordenadora Pedagógica: Helena Coharik Chamlian

Coordenadores de Área
Biologia:
Paulo Takeo Sano – Lyria Mori
Física:
Maurício Pietrocola – Nobuko Ueta
Geografia:
Sonia Maria Vanzella Castellar – Elvio Rodrigues Martins
História:
Kátia Maria Abud – Raquel Glezer
Língua Inglesa:
Anna Maria Carmagnani – Walkyria Monte Mór
Língua Portuguesa:
Maria Lúcia Victório de Oliveira Andrade – Neide Luzia de Rezende – Valdir Heitor Barzotto
Matemática:
Antônio Carlos Brolezzi – Elvia Mureb Sallum – Martha S. Monteiro
Química:
Maria Eunice Ribeiro Marcondes – Marcelo Giordan
Produção Editorial
Dreampix Comunicação
Revisão, diagramação, capa e projeto gráfico: André Jun Nishizawa, Eduardo Higa Sokei, José Muniz Jr.
Mariana Pimenta Coan, Mario Guimarães Mucida e Wagner Shimabukuro
Cartas ao
Aluno
Carta da
Pró-Reitoria de Graduação

Caro aluno,
Com muita alegria, a Universidade de São Paulo, por meio de seus estudantes
e de seus professores, participa dessa parceria com a Secretaria de Estado da
Educação, oferecendo a você o que temos de melhor: conhecimento.
Conhecimento é a chave para o desenvolvimento das pessoas e das nações
e freqüentar o ensino superior é a maneira mais efetiva de ampliar conhecimentos
de forma sistemática e de se preparar para uma profissão.
Ingressar numa universidade de reconhecida qualidade e gratuita é o desejo
de tantos jovens como você. Por isso, a USP, assim como outras universidades
públicas, possui um vestibular tão concorrido. Para enfrentar tal concorrência,
muitos alunos do ensino médio, inclusive os que estudam em escolas particulares
de reconhecida qualidade, fazem cursinhos preparatórios, em geral de alto
custo e inacessíveis à maioria dos alunos da escola pública.
O presente programa oferece a você a possibilidade de se preparar para enfrentar
com melhores condições um vestibular, retomando aspectos fundamentais da
programação do ensino médio. Espera-se, também, que essa revisão, orientada
por objetivos educacionais, o auxilie a perceber com clareza o desenvolvimento
pessoal que adquiriu ao longo da educação básica. Tomar posse da própria
formação certamente lhe dará a segurança necessária para enfrentar qualquer
situação de vida e de trabalho.
Enfrente com garra esse programa. Os próximos meses, até os exames em
novembro, exigirão de sua parte muita disciplina e estudo diário. Os monitores
e os professores da USP, em parceria com os professores de sua escola, estão
se dedicando muito para ajudá-lo nessa travessia.
Em nome da comunidade USP, desejo-lhe, meu caro aluno, disposição e vigor
para o presente desafio.

Sonia Teresinha de Sousa Penin.


Pró-Reitora de Graduação.
Carta da
Secretaria de Estado da Educação

Caro aluno,
Com a efetiva expansão e a crescente melhoria do ensino médio estadual,
os desafios vivenciados por todos os jovens matriculados nas escolas da rede
estadual de ensino, no momento de ingressar nas universidades públicas, vêm se
inserindo, ao longo dos anos, num contexto aparentemente contraditório.
Se de um lado nota-se um gradual aumento no percentual dos jovens aprovados
nos exames vestibulares da Fuvest — o que, indubitavelmente, comprova a
qualidade dos estudos públicos oferecidos —, de outro mostra quão desiguais
têm sido as condições apresentadas pelos alunos ao concluírem a última etapa
da educação básica.
Diante dessa realidade, e com o objetivo de assegurar a esses alunos o patamar
de formação básica necessário ao restabelecimento da igualdade de direitos
demandados pela continuidade de estudos em nível superior, a Secretaria de
Estado da Educação assumiu, em 2004, o compromisso de abrir, no programa
denominado Pró-Universitário, 5.000 vagas para alunos matriculados na terceira
série do curso regular do ensino médio. É uma proposta de trabalho que busca
ampliar e diversificar as oportunidades de aprendizagem de novos conhecimentos
e conteúdos de modo a instrumentalizar o aluno para uma efetiva inserção no
mundo acadêmico. Tal proposta pedagógica buscará contemplar as diferentes
disciplinas do currículo do ensino médio mediante material didático especialmente
construído para esse fim.
O Programa não só quer encorajar você, aluno da escola pública, a participar
do exame seletivo de ingresso no ensino público superior, como espera se
constituir em um efetivo canal interativo entre a escola de ensino médio e
a universidade. Num processo de contribuições mútuas, rico e diversificado
em subsídios, essa parceria poderá, no caso da estadual paulista, contribuir
para o aperfeiçoamento de seu currículo, organização e formação de docentes.

Prof. Sonia Maria Silva


Coordenadora da Coordenadoria de Estudos e Normas Pedagógicas
Apresentação
da área
Apresentação da área
O estudo de inglês no ensino médio deve ir além de conhecer a língua
inglesa propriamente dita. Afinal, a escola tem um papel educacional na for-
mação de seus alunos, ou seja, espera-se que a formação escolar leve em
conta o desenvolvimento de cidadania, de indivíduos críticos, de alunos que
reflitam sobre a sua interação no seu ambiente social, cultural e político.
E o que estudar inglês tem a ver com isso?
Tem muito a ver. É na escola que está a grande diferença de um estudo de
inglês significativo: que dê acesso ao aluno às várias culturas, inclusive à sua
própria cultura, por meio de um idioma estrangeiro, por exemplo. Estudar
uma língua estrangeira pode, assim, representar uma nova perspectiva, um
novo ângulo a ser proporcionado ao aluno para o esperado exercício de leitu-
ra de mundo.
Com essa proposta em mente, o programa de língua inglesa foi planejado
com o objetivo de desenvolver sua capacidade de construir significado atra-
vés de textos. Os conteúdos desses textos não se restringem ao conhecimento
da língua inglesa, isto é, incluem outros conhecimentos, pois buscam abordar
temas variados da realidade política, econômica e cultural do mundo contem-
porâneo. Para tal, são utilizados textos científicos, literários, de divulgação,
jornalísticos e publicitários que contribuam para a sua formação como leitor
em língua estrangeira.
As atividades propostas no material didático partem de uma sensibilização
para a leitura que inclui exploração de conhecimento de mundo do aluno,
estratégias de leitura e exploração de gravuras, fotos, gráficos (elementos não-
verbais dos textos) para capacitá-lo para as etapas posteriores: reconhecimen-
to de vocabulário e de elementos gramaticais básicos, reconhecimento das
relações estabelecidas entre textos e contextos, orações e frases. A proposta
pretende, então, através do material didático e das aulas, desenvolver sua ca-
pacidade de reflexão crítica sobre os temas abordados e a capacidade de reco-
nhecimento e interpretação de textos de vários tipos.
Anna Maria G. Carmagnani
Walkyria Monte Mor
Coordenadoras de Língua Inglesa
Apresentação
do módulo
Neste módulo, você irá tomar contato mais próximo com duas questões
importantes no trabalho de leitura de textos em inglês: a composição de frases
por blocos de sentido e a formação de palavras por prefixos e sufixos.
A Unidade 1 deste módulo ajudará você a compreender melhor a constru-
ção de frases em inglês pela identificação de grupos nominais, isto é, seqüên-
cias de palavras que têm como núcleo um substantivo. Quanto mais você se
familiarizar com esse tipo de estrutura em frases, mais fácil deverá ser a com-
preensão de seu significado.
As Unidades 2 e 3 tratam da formação de palavras por prefixação e sufi-
xação. Acreditamos que o reconhecimento de prefixos e sufixos em palavras
– muitos dos quais são bastante semelhantes em português e inglês – melhora
consideravelmente a compreensão de vocabulário, uma dificuldade que pode
criar barreiras para uma leitura mais detalhada de textos em uma outra língua.
A partir deste módulo você estará fazendo uma espécie de auto-avaliação
ao final de cada unidade, checando aquilo que aprendeu, o que já é capaz de
fazer e o que ainda precisa fazer para melhorar sua capacidade de leitura.
Lembramos ainda que, num processo constante de aperfeiçoamento de
suas capacidades de leitura em inglês, você estará o tempo todo aplicando
aquelas estratégias já apresentadas no Módulo 1, as quais iremos retomar aqui
ao longo das atividades.
Unidade 1

Grupos nominais
Organizadores
Anna Maria
Carmagnani

Existem grupos de palavras que desempenham determinada função den- Walkyria Monte
Mór
tro da frase – como, por exemplo, a função de sujeito, de objeto, complemen-
to de frases etc. – e que têm como núcleo (a palavra principal) um substantivo. Elaboradores
Observe o título de um artigo polêmico do jornal inglês The Observer de Carlos Renato
fevereiro de 2004, no qual uma pessoa conhecida internacionalmente critica Lopes
o alto custo de vida na cidade de Nova York: Luciano Alves
Bezerra
Luiz Otávio Costa
Juicy Apple, rotten core Marques
Gaby Wood
Sunday,February 22, 2004

Como podemos observar, o título do artigo é composto de dois grupos de


palavras. O primeiro grupo (Juicy Apple) tem como núcleo o substantivo
“apple”, precedido pelo adjetivo “juicy” (suculento, em português). O segun-
do grupo de palavras (rotten core) tem como núcleo o substantivo “core”
(caroço, centro, em português) e pelo adjetivo “rotten” (podre, estragado, em
português). Esse tipo de grupos de palavras, compostos por substantivos ante-
cedidos por adjetivos, é muito comum em inglês.

Leia agora a introdução do artigo citado acima:

‘New York is like a shit sand wich


wich’, said Pulitz
sandwich er pr
ulitzer iz
priz ewinner C
izewinner har
Char lie LLeduff
harlie eduff
eduff.
‘The more bread you have, the less shit you eat. And this town would tumble to the
ground without money’.

Destacamos dois grupos de palavras, cujos núcleos são precedidos por


substantivos. No primeiro grupo, temos o substantivo “shit” (excremento, em
português) seguido pelo substantivo “sandwich” (sanduíche, em português).
O primeiro tem a função de adjetivo, modificando o segundo. Pode-se tradu-
zir esse grupo nominal como um “sanduíche de, feito de excremento”.


O segundo grupo nominal, por sua vez, é composto de quatro substanti-


vos: três nomes próprios (Pulitzer, Charlie e Leduff) e uma expressão, com-
posta de dois substantivos (“prize” e “winner”).

Em sua opinião, qual seria a melhor tradução para esse grupo nominal?
a. ( ) Pulitzer, o ganhador do prêmio Charlie Leduff.
b. ( ) Charlie Leduff, o ganhador Pulitzer do prêmio.
c. ( ) Charlie Leduff, o ganhador do prêmio Pulitzer.

No inglês, existem outros grupos nominais com formações diferentes.


Podemos ter, por exemplo, grupos nominais formados pela estrutura genitiva
of (nesse caso, os substantivos são ligados pela preposição “of”) ou com o ’s
(apóstrofe s), também chamado genitivo -s.
Quando conectamos dois substantivos A e B, usando essas estruturas
genitivas, podemos encontrar diferentes sentidos, tais como:

. A possui B (the student’s book, que significa the student has a book).
· B é o sujeito de A (the rise of the prices, que significa the prices rose).
· B é originado de A (the mother’s complaint, que significa the mother
made a complaint).
· A descreve B (a children’s school, que significa a school for children).

Leia a seguir alguns trechos do mesmo artigo. Discuta com um colega


como você traduziria os grupos nominais em negrito. Note que há outros
grupos nominais que não foram destacados.

You have to be a millionaire to think it a bargain; but then there are so many
affy’’s * slo
millionaires in this city, and, D affy gan implies, if you’re not one already the
slogan
least you can do is pretend to be one by shopping in the right places places.

*
Uma loja para turistas que anunciou uma liquidação de roupas para milionários.

Four years ago, when George Bush appointed two African-Americans to senior
administra
administr ativ
tiveep ositions,, he said this sent a message that ‘people who work hard
ositions
positions
and make the right decisions in life can achieve anything they want in America’. But
in the land of opportunity there are countless opportunities for disenfranchisement.

hipler’’s new and much lauded* b


D avid K. SShipler
hipler ook
bo ok, The Working Poor: Invisible
in America, is concerned not with those at the bottom of the pile but with people
who live ‘in the shado
shadow w of prosp
prosp er
osper it
erit
ityy ’ , who serve your food or stack supermarket
shelves or clean your office. They make up a class that should, he argues, be an
oxymoron:‘Nobody who works hard should be poor in America’.
*
lauded: elogiado, louvado.


 

There are enough homeless in New York to fill Yankee Stadium three times over
(ironically) when the stadium was refurbished it lost 9,000 places to accommodate
wider seats for literal fa
fatt cca
ats
ts. And as B arbara EEhr
arbara hr enr
hrenr eich
eich’’s b
enreich estseller
bestseller
estseller, Nickel and
Dimed, points out, a fifth of all homeless Americans are in full or part-time
employment.

Some weeks ago a tear-streaked woman asked me for help in the local chemist’s.
She spoke no English, her one-month-old baby was ill, and she was desperately
trying to decipher the writing on tins of formula milk*. I thought about her expenses
- and these were only the immediate ones: $14.99 for a packet of nappiesnappies, $3.99
for milk, $150 for the doctor’s (not including medicine), $395 a go for routine
inoculations. In a country with a higher infant mortality rate than any major
nation in Western Europe, could this woman afford to keep her child alive? As one
of D
Daavid SShipler
hipler intter
hipler’’s in view
erview ees** put it: ‘Being poor is very expensive.’
viewees

*
formula milk: leite líquido, não em pó.
**
interviewees: entrevistados
Source: <www.observer.co.uk>.

Agora, leia trechos de artigos publicados no jornal escocês Scotish Daily


Record em 19 de maio de 2004 e responda as questões abaixo.

TEXTO 1
GAYS WED AT CASTLE

The former ancestral home of a Scottish clan has become a gay marriage venue.
Pink Weddings now offer same-sex commitment services at Guthrie Castle, home of
the Guthrie clan, in Angus.

1. Em que seção do jornal escocês você encontraria esse texto?


a. ( ) Notícias nacionais
b. ( ) Notícias internacionais
c. ( ) Notícias esportivas

2. Qual o assunto principal do texto?


a. ( ) Um lugar turístico para gays na Escócia.
b. ( ) Um lugar onde se podem realizar casamentos gays.
c. ( ) Um lugar onde gays podem morar.

3. Localize no texto três grupos nominais e escreva aqui seu significado em


português.
a.




b.

c.

DICA: TEXTO 2
Identifique nos grupos
nominais a palavra prin-
ISRAELIS KILL 18 IN CAMP RAID
cipal (o substantivo-
núcleo) e comece a tra-
ISRAELI helicopters pounded a Gaza Strip refugee camp with missiles and
dução a partir dela.
machine gun fire yesterday, killing at least 18 Palestinians in an offensive that drew
worldwide condemnation.

1. Em que seção do jornal escocês você encontraria esse texto?


a. ( ) Notícias nacionais
b. ( ) Notícias internacionais
c. ( ) Notícias esportivas

2. Qual o assunto principal do texto?


a. ( ) Um ataque de tropas israelenses em um campo de refugiados
palestinos.
b. ( ) Um ataque de tropas palestinas em um campo de refugiados
israelenses.
c. ( ) Um ataque de tropas israelenses em um campo de concentração de
palestinos.

3. Localize no texto três grupos nominais e escreva aqui seu significado em


português.
a.

b.

c.

TEXTO 3
PUB SMOKE ALL-CLEAR

It might seem like an obvious conclusion, but a study has revealed that
ventilation in pubs can dramatically reduce the smoky atmosphere.


 

Researchers from the University of Glamorgan tested the air quality of The
Doublet bar in Glasgow.
They found the amount of gases and particles could be cut by 90 per cent
through the use of an effective ventilation system.

Source: <www.record-mail.co.uk/rm>.

1. Em que seção do jornal escocês você encontraria esse texto?


a. ( ) Notícias políticas
b. ( ) Notícias científicas
c. ( ) Notícias esportivas

2. Qual o assunto principal do texto?


a. ( ) Poluição atmosférica em Glasgow provocada pela fumaça de bares.
b. ( ) O efeito de sistemas de ventilação no ambiente de bares em Glasgow.
c. ( ) A quantidade de gases e partículas encontradas no ambiente de bares
em Glasgow.

3. Localize no texto três grupos nominais e escreva aqui seu significado em


português.
a.

b.

c.

MINI-TEST
Imagine Joseph Paxton’s Great
Victorian Way in Sydenham, a 10-mile
stretch of glass and brightly painted
iron arcades with its own snaking
elevated railway. Or a National Ceme-
tery on Primrose Hill, London’s answer
to Paris’s Père Lachaise. Or Hyde Park
Corner with a huge art deco music hall.
Or White City with a vast expressionist
towerscape designed by the German
visionary Eric Mendelssohn. If
architects’ imaginings had become
reality, London could have been a
Dream design: FAT’s Princess Diana bridge.
completely different place. Picture courtesy of Hayward Gallery




The game of what-ifs in architecture is addictive.The organisers of a new Hayward


DICA: Gallery touring exhibition had the brilliant idea of exploring the never-never land of
Não se impressione com building, drawing on the collections of the Royal Institute of British Architects and
as dificuldades iniciais the Victoria and Albert museum. So many of these visions are a great deal more
que você possa ter com exciting than the buildings we actually got. In Liverpool, instead of Paddy’s wigwam
este texto. Procure usar and Gibberd’s gimcrack (and now sadly deteriorating) Roman Catholic cathedral, we
o que você aprendeu
might have had the grand and wonderful Metropolitan Cathedral of Christ the King
sobre grupos nominais
by Lutyens. In the Strand, instead of George Edmund Street’s relatively makeshift
nesta unidade para
Law Courts, we could have had Alfred Waterhouse’s much more ambitious and
ajudá-lo(a) na leitura.
Note que o texto está re- romantic urban concept: a magnificent assembly of pitched roofs, towers and
pleto deles! walkways,Turneresque in its drama when viewed across the Thames. Waterhouse’s
courts fell foul of the Victorian competition system.The designs remain to haunt us.

Source: The Guardian on the Web / April 15, 2004.

1. In what section of a newspaper would you find the article above?


a. ( ) Entertainment news
b. ( ) Travel news
c. ( ) Business news
d. ( ) Editorials
e. ( ) Letters from readers

2. The article is mainly about


a. ( ) famous artists in England.
b. ( ) famous places in England.
c. ( ) an art exhibition in England.
d. ( ) architectural styles in England.
e. ( ) the Victorian period in England.

3. According to the article,


a. ( ) the Roman Catholic Cathedral in Liverpool is still in a good condition.
b. ( ) the buildings found in the capital of England are not as exciting as
architects’imaginings.
c. ( ) London is not a completely different place because the architects’
visions became reality.
d. ( ) Alfred Waterhouse’s urban concept would not be suitable in the place
of the Law Courts.
e. ( ) the architects’ visions are impossible to become reality because of the
economic crisis in England.


 

SELF-CHECK
Como você se saiu nesta unidade? Avalie seu rendimento checando os
itens e completando as informações abaixo.

1. Nesta unidade eu
( ) aprendi o que são grupos nominais.
( ) aprendi a identificar diferentes tipos de grupos nominais (com ou
sem –of ou ‘s).
( ) melhorei meu entendimento dos textos pela identificação de grupos
nominais.
( ) apliquei estratégias que vi no Módulo 1 para ler melhor os textos.
( ) parti do reconhecimento de palavras cognatas (parecidas com o
português) para compreender as partes mais difíceis do texto.
( ) aprendi informações interessantes com a leitura dos textos.
( ) aprendi informações interessantes com a leitura dos textos

2. Nesta unidade tive mais dificuldades com

e mais facilidades com

aprendi informações interessantes com a leitura dos textos

3. Na próxima unidade pretendo me dedicar mais a


aprendi informações interessantes com a leitura dos textos


Unidade 2

Prefixos
Organizadores
Anna Maria
Carmagnani
Walkyria Monte
I. Mór

Leia a tirinha abaixo e discuta as perguntas seguintes com um colega. Elaboradores


Carlos Renato
Lopes
Luciano Alves
Bezerra
Luiz Otávio Costa
Marques

1. Em sua opinião o que há de estranho na fala de uma das personagens?


2. Por que ela diz a mesma palavra de tantas formas diferentes?
3. Em sua opinião, a troca dos prefixos altera alguma coisa na palavra?
4. Que outros sentidos os prefixos usados por ela parecem acrescentar à
palavra “obvious”?

II.
Leia o título do texto que se segue e responda as questões abaixo.
1. Em sua opinião, o que será tratado nele? Discuta com um colega.
2. Além do título, o que mais lhe ajudou a criar as suas hipóteses?


SCIENCE NEWS
May 05, 2004

Media Physiques Prompt Body Image Woes Among


Men, Too

The unrealistic ideals portrayed by many of the models that appear in


magazines and on television have been shown to negatively affect
the way a number of women feel about their bodies. Now research
suggests that the same holds true for men. According to a report in
the latest issue of the Journal of Social and Clinical Psychology, seeing
muscular men in ads for cologne and aftershave makes male viewers
feel less satisfied with their own physiques.
Stacey Tantleff-Dunn and Daniel Agliata of the University of Central Florida showed
a group of 158 male students the same television program with different
advertisements. One group saw spots featuring men over 30 wearing suits or casual
clothes as they discussed financial, telephone or automobile companies. The ads
shown to the second group, in contrast, featured young, muscular and bare-chested
men peddling products such as deodorant and cologne. The researchers then
quizzed the participants with a questionnaire designed to gauge body image and
mood.They found that men who had watched the muscular models reported more
dissatisfaction with their own muscles and more depression than did participants
who had viewed the neutral ads.“The level of muscularity and attractiveness that
are idealized in the media often are not attainable for the average man,” Tantleff-
Dunn notes. “Men see more of a discrepancy between how they want to look, or
think they need to look, and the image they see in the mirror.”The researchers are
now working on new methods to evaluate how men perceive their bodies because
many of the current methods focus on areas, such as the buttocks and thighs, that
may be of greater concern to women than men. More research is needed to better
understand just how male body image issues are changing, the authors report, but
the key, Tantleff-Dunn says,“will be to help people develop realistic expectations
about their appearance, as well as the appearance of others, and avoid buying into
ideals that are impossible or unhealthy to obtain.” — Sarah Graham

Source: Scientific American May 05, 2004.

3.Agora leia o texto e tente encontrar respostas para as perguntas abaixo.


a. Em que parágrafo do texto se encontra a informação de que os ideais de
beleza veiculados pela mídia são irreais? Anote as pistas que levaram
você a compreender essa informação.
Parágrafo:
Pistas:

b. De acordo com o texto, muitas mulheres não se sentem satisfeitas com


seu corpo devido à influência da mídia. Há no texto alguma indicação
de que isso também está acontecendo com os homens? Que pistas o
texto fornece para a sua compreensão?
( ) Sim ( ) Não
Pistas:


 

c. Quem são Stacey Tantleff-Dunn e Daniel Agliata?

4. Decida se as seguintes afirmações sobre o texto são verdadeiras (V) ou


falsas (F).
a. Na pesquisa, havia 158 participantes do sexo masculino e 30 do sexo
feminino. ( )
b. Não é fácil ter um corpo como os que são mostrados na televisão. ( )
c. De acordo com um recente artigo, os homens se sentem insatisfeitos
com seu físico quando vêem anúncios nos quais homens musculosos
aparecem. ( )
d. O principal objetivo da pesquisa será ajudar as pessoas a desenvolve-
rem expectativas realistas sobre a sua aparência e a dos outros. ( )

5. No texto aparecem algumas palavras compostas por prefixos. Leia-o


rapidamente e encontre palavras que sejam formadas com os mesmos prefi-
xos que as palavras na lista abaixo:
a. unhappy (un + happy)
b. dishonest (dis + honest)
c. immature (im + mature)

· Os três prefixos acima expressam a idéia de


( ) repetição. ( ) negação. ( ) excesso. ( ) insuficiência.

6. Agora dê o significado em português das palavras abaixo.


a. uncertain
unexpected
unsafe
b. disobedience
discomfort
disadvantage
c. imperfect
impatient
improbable




III.
Leia rapidamente o texto abaixo e encontre respostas para as perguntas que se
seguem.

The Wooden Horse

The Legend of the Trojan War

Homer was a Greek poet who told many stories. One of his most famous
stories was the war between Greece and Troy. The story starts when a baby
prince named Paris was born. He was abandoned because his parents, the
king and queen of Troy, thought he was born with a bad omen. A group of
shepherds found him and took care of him.
Many years later, three goddesses, Athena, Aphrodite, and Hera asked
him to tell them who was the prettiest of them all. Athena promised him
that if he chose her, she would give him all the wisdom in the world.
Aphrodite promised Paris that if she was chosen, she would give him the
most beautiful woman in the world. Paris chose Aphrodite as the most
beautiful goddess of all.
Paris went to Greece and saw Helen, the prettiest human in Greece.
Paris then instantly fell in love with Helen. Paris took Helen back to Troy.
The Greeks got angry and wanted Helen back. That is what caused the
Trojan War to happen because the Greeks declared war on Troy. A Greek
general named Odysseus, designed a wooden horse that was hollow and
could carry 50 men. The Greeks put 50 of the best soldiers, including Odysseus, in
the wooden horse and left it outside the gate of Troy. The Trojans found a Greek spy
and asked him why the horse was in front of their gate. The spy told them that it was
a gift from the Greeks because of their defeat by Trojan soldiers. The Trojans pulled
the horse into the city and left it there over night. But what the Trojans didn’t know
was that the Greek ships were going to bring the rest of the army to the gate of Troy.
At midnight, the soldiers from the wooden horse snuck out and opened the gate
of Troy. They led the rest of the army in and the soldiers attacked the city. The
Trojans were defeated and the Greeks won.

Source: <www.fcps.k12.va.us/DeerParkES/kids/ancientgrks/trojan/>.

1. De onde era Homer?

2. Qual era o nome do bebê que foi abandonado pelos pais?

3. Quem eram Athena, Aphrodite e Hera?

4. Por quem Paris se apaixonou na Grécia?


 

5. Quem era Odysseus?

6. Quantos homens cabiam no cavalo de madeira?

7. Que horas eram quando os soldados saíram do cavalo de madeira e


abriram o portão de Tróia?

8. Enumere os acontecimentos abaixo na ordem em que eles aparecem no


texto.
Paris se encontra com três deusas.
O rei de Tróia e sua esposa abandonam o príncipe Paris.
Os gregos declaram guerra à Tróia.
Paris vai à Grécia e se apaixona por Helen.
Um grupo de pastores toma conta de Paris.
À meia-noite os soldados saem do cavalo, abrem os portões de
Tróia e derrotam os troianos.
Um cavalo de madeira é construído e colocado junto ao portão de
Tróia.

9. Que adjetivos você usaria para descrever os seguintes personagens?


Escolha entre os listados abaixo.

Paris Paris’parents Helen

Wooden Horse Greeks Trojans

uncomfortable unfortunate unusual immature


unsuccessful inconvenient unfair unlucky irresponsible
inexperienced independent unloving unwise

10. Procure no texto o equivalente em inglês das seguintes palavras:


a. guerra




b. pais
c. pastores
d. deusa
e. sabedoria
f. apaixonar-se
g. oco
h. espião
i. navios
j. exército
11. Após analisar esta seqüência, reescreva as frases que se encontram
logo abaixo, colocando-as nos quadrinhos correspondentes.

©1997 Gareth Pitchford. All Rights Reserved.


Source: <www.primaryresources.co.uk/english/trojan.htm>.


 

· The Trojans took the horse inside their city. They thought it was a gift
from the gods!
· The Greek army poured into the city!
· Helen of Sparta was captured by the Trojans.
· The Greek army made a large wooden horse and left it outside the city
gates.
· That night Greek soldiers crept out from inside the horse and opened
the city gates!
· Agamemnon and his army of Greeks went to the city of Troy to rescue
Helen.

MINI-TEST
Oily fish ‘fights off asthma
fights asthma’’
JOHN INNES
Wednesday, 26th May 2004
PREGNANT women with asthma may protect their unborn children from the
disease by eating oily fish, it was claimed yesterday.
A study found that children whose mothers ate oily fish such as mackerel, salmon
or tuna when pregnant had a 71 per cent reduced risk of developing asthma
themselves. Children with non-asthmatic mothers gained no benefit.
Professor Frank Gilliland, from the Keck School of Medicine at the University of
Southern California in Los Angeles, said:“Oily fish contain omega-3 fatty acids, which
appear to be anti-inflammatory and lead to the reduced potential for developing
asthma and allergies.”
Not all fish are the same. The study also found that children whose mothers ate
fish fingers made of white fish during pregnancy doubled their risk of asthma,
whether or not their mothers were asthmatic.

Source: <www.thescotsman.scotsman.com/health>.

1. Check the correct choice.


a. ( ) All kinds of fish are good to fight off asthma.
b. ( ) This discovery was made on the day this article was published.
c. ( ) Mackerel, salmon and tuna are kinds of fish.
d. ( ) Pregnant women are in danger of developing asthma if they eat
fish which contain omega-3 fatty acid, says professor Frank Gilliland.
e. ( ) More than 50% of the pregnant women increased the risk of
developing asthma when eating fish such as mackerel and salmon.




2. These explanations refer to three prefixes used in the article above. Read
them and write the prefixes in the blanks.
a. prefix used with adjectives, adverbs, and nouns to
refer to things that are the opposite of what the original adjectives, adverbs,
and nouns describe or refer to.
b. prefix that combines with nouns and adjectives to form
words which describe one thing as intended to prevent or destroy another.
c. prefix used to give the idea that a person or thing
does not have the qualities or characteristics referred to.

3. Use the prefixes from the exercise above with the following words:
a. -bacterial b. -depressant c. -car-thief
d. -infection e. employed f. safe
g. successful h. -academic i. realistic
j. -smoker k. -believer l. -human

SELF-CHECK
Como você se saiu nesta unidade? Avalie seu rendimento checando os
itens e completando as informações abaixo.

1. Nesta unidade eu
( ) aprendi a identificar diferentes prefixos de negação.
( ) melhorei meu entendimento de palavras desconhecidas pela identifica-
ção de prefixos.
( ) apliquei estratégias que vi no Módulo 1 para ler melhor os textos.
( ) apliquei estratégias que vi na Unidade 1 deste módulo para ler melhor
os textos.
( ) parti do reconhecimento de palavras cognatas (parecidas com o portu-
guês) para compreender as partes mais difíceis do texto.
( ) adquiri informações interessantes com a leitura dos textos.
( )

2. Nesta unidade tive mais dificuldades com

e mais facilidades com

3. Na próxima unidade pretendo me dedicar mais a


Unidade 3

Sufixos
Organizadores
Anna Maria
Carmagnani
Walkyria Monte
I. Mór

Leia os seguintes títulos de filmes lançados nos Estados Unidos entre 2001 e Elaboradores
2004. Carlos Renato
Lopes
1. Com um colega, tente traduzi-los ao pé da letra.
Luciano Alves
Bezerra
Luiz Otávio Costa
Marques

2. Você viu algum desses filmes? Que títulos eles tiveram em português?

3. Leia um trecho da crítica de um dos filmes acima. A qual dos filmes


você acha que ela se refere? Por quê? Discuta com um colega.

Yes, it’s another attempt by the screenwriter Charlie Kaufman to replace the
antique notion of cinema as persuasive entertainment with that of cinema as some
strange, whirring device for the disorientation of the human brain. Jim Carrey plays
Joel and Kate Winslet plays Clementine, who fall in love and out of love and back
in love again. Fair enough, but Kaufman and the director, Michel Gondry, run the
whole story in rewind, as if to prove the Shakespearean theorem that journeys end
in lovers’ meeting.

Source: <www.newyorker.com>, March 2004.

4. Quem são as seguintes pessoas mencionados na crítica?


a. Michel Gondry
b. Jim Carrey e Kate Winslet
c. Charlie Kaufman


5. Decida se as seguintes afirmações sobre o filme são verdadeiras (V) ou


falsas (F).
a. O filme segue uma fórmula tradicional de entretenimento. ( )
b. A história é contada de trás para a frente. ( )
c. O filme começa quando o casal protagonista se conhece. ( )

6. As palavras abaixo são compostas por sufixos. Volte aos títulos de fil-
mes na página anterior e encontre palavras que têm os mesmos sufixos, como
no exemplo.
a. useless (use + less) spotless
b. freely (free + ly)
c. development (develop + ment)
d. richest (rich + est)
e. darkness (dark + ness)
f. reality (real + ity)
g. friend (friend + ship)

· Qual desses prefixos forma advérbio?


· Qual expressa superlativo?

7. Dê o significado em português das seguintes palavras, agrupadas por


origem.
a. useless useful reusable
b. free freely freedom
c. develop development underdeveloped
d. rich richest enriched
e. darkness darkest darken
f. reality unreal really

8. Volte à crítica de filme no início da unidade e circule outros exemplos


de palavras compostas por prefixos e/ou sufixos. Que idéia expressa cada um
desses prefixos/sufixos?

II.
Observe os textos abaixo, publicados no The New York Times.
1. Que tipo de textos são eles?
a. ( ) cartas de leitores b. ( ) resumos de notícias
c. ( ) editoriais


 

THE WEEK IN THE NEWS

May 9-15
Published: May 16, 2004

AN UGLY WEEK UNSETTLES IRAQ The images out of Iraq got even worse
last week. As Americans and Iraqis continued to struggle, each in their own way,
with the photographs of prisoner abuse at Abu Ghraib, an Islamic Web site posted a
horrifying video showing the decapitation of Nicholas Berg, a young businessman
from Pennsylvania. The beheading, the masked men in the video said, was retribution
for the mistreatment of Iraqi prisoners.
Ian Fisher

DON'T FILL 'ER UP Crude oil prices rose above $41 a barrel on Friday in
trading on the New York Mercantile Exchange. While industry experts do not expect
prices over $40 a barrel to linger for long, they say that this is the clearest sign of a
fundamental shift in the oil markets: that oil will now probably cost more than $30
a barrel on a consistent basis rather than less than $30, as it has for years.
Neela Banerjee

JUSTICE DELAYED The notorious 1955 killing of Emmett Till became the
subject of an open criminal investigation last week when the Justice Department
agreed to re-examine the case. Emmett, a 14-year-old black boy, was abducted from
the home of his Mississippi relatives, then beaten and shot to death for purportedly
whistling at a white woman. New evidence uncovered by documentary filmmakers,
suggesting that as many as 10 people may have been involved in the abduction,
prodded federal prosecutors to join with Mississippi authorities in investigating
the killing anew. Two white men were originally acquitted of the crime by an all-
white jury.
Eric Lichtblau

Source: The New York Times, May 16, 2004.

2. Com um colega, decida o assunto principal de cada um desses textos.

3. Dê o significado em português dos seguintes grupos nominais, retira-


dos dos textos na sequência. Reveja a Unidade 1 deste módulo, caso necessário.
a. photographs of prisoner abuse
b. a young businessman from Pennsylvania
c. the mistreatment of Iraqi prisoners
d. the clearest sign of a fundamental shift in the oil market

e. an open criminal investigation


f. an all-white jury




4. Volte ao texto “JUSTICE DELAYED”. Encontre as palavras abaixo e


DICA: faça a correspondência com seus significados em português.
Procure usar seu conhe-
cimento das palavras pa-
recidas com o português a. acquitted ( ) assassinato
(os cognatos) para des-
b. abduction ( ) revelada
cobrir o significado das
palavras desconhecidas. c. killing ( ) seqüestrado
d.uncovered ( ) seqüestro
e. abducted ( ) absolvidos

III.
Leia uma curta biografia e um poema do escritor norte-americano Langston
Hughes e responda as questões.

Langston Hughes
Born: February 1, 1902
Died: May 22, 1967
Langston Hughes was one of the most important writers and thinkers of the
Harlem Renaissance, which was the African American artistic movement in the
1920s that celebrated black life and culture. Hughes’s creative genius was influenced
by his life in New York City’s Harlem, a primarily African American neighborhood. His
literary works helped shape American literature and politics. Hughes, like others
active in the Harlem Renaissance, had a strong sense of racial pride.
Through his poetry, novels, plays, essays, and children’s books, he promoted
equality, condemned racism and injustice, and celebrated African American culture,
humor, and spirituality.

Source: <www.americaslibrary.gov>.

I,Too

I, too sing America.


I am the darker brother.
They send me to eat in the kitchen
When company comes,
But I laugh,
And eat well,
And grow strong.
Tomorrow,
I’ll be at the table
When company comes.
Nobody’ll dare


 

Say to me,
“Eat in the kitchen,”
Then.
Besides,
They’ll see how beautiful I am
And be ashamed—

I, too, am America.

Source: <www.ukans.edu/kansas/crossingboundaries>.

1. Com base na biografia e no poema, que temas Hughes prioriza em sua


literatura?

2. O que foi o chamado “Harlem Renaissance”?

3. Além da poesia, a que outros gêneros literários se dedicou Hughes?

4. No poema, o eu-lírico (narrador do poema) recebe um tratamento dife-


rente do das outras pessoas. Que tratamento é esse? E por que isso acontece?

5. O que o eu-lírico diz que irá acontecer com ele no futuro? Como as
pessoas reagirão?

6. Encontre na biografia 10 exemplos de palavras formadas por sufixos e


dê seu significado em português.
·
·
·
·
·
·
·
·
·
·




MINI-TEST
Reports: Low-carb has mixed results

WASHINGTON (Reuters) – Low-carbohydrate diets help people


lose weight in the short term but work no better than other diets
after a year, researchers reported on Monday.
Two studies of the popular diets that limit sugar and processed
starches show they can work faster than some low-fat diets.
Both studies published in the Annals of Internal Medicine
showed that after six months, the low-carb dieters lost more weight
than the low-fat group.
But one of the studies showed that after 12 months, both groups had lost about
the same amount of weight.
In one study, a team at the Veterans Affairs Medical Center in Philadelphia
followed 132 obese adults who were assigned randomly either to a low-carbohydrate
diet with intake of less than 30 grams of carbs a day, or a low-calorie diet that kept
fat intake at a moderate 30 percent of calories from fat.
Volunteers with diabetes had better control of blood sugar on the low-carb diet,
the researchers reported.
The low-carb group lost weight faster, but the low-fat dieters caught up.
A year later, both groups had lost about the same amount of weight – 11 to 19
pounds (5 to 9 kg) for the low-carb group and 7 to 19 pounds (3 to 9 kg) for the low-
fat group.
Dr. Linda Stern, who led the study, said it confirmed that any diet that cuts
calories will work.
“Americans are overweight because we’re eating too much food and ingesting
too many calories,” she said in a statement.
But most people tend to overindulge in high-carbohydrate foods. “I think a low-
carbohydrate diet is a good choice because much of our overeating has to do with
consumption of too many carbohydrates,” she added.

Source: www.CNN.com, May 2004

1. In what section of the website was this article probably published?


a. ( ) Law
b. ( ) Health
c. ( ) World News
d. ( ) Technology
e. ( ) Education

2. Check the correct choice.


a. ( ) Low-carb diets are more effective than other diets in the long term.


 

b. ( ) Low-fat diets work faster than low-carb diets.


c. ( ) Low-carb diets are more effective than low-fat diets in the short
term.
d. ( ) People with diabetes lose more weight with low-carb diets.
e. ( ) The short term effects of low-carb and low-fat diets are similar.

3. “intake” (parag. 4) is a synonym of


a. ( ) elimination.
b. ( ) absorption.
c. ( ) reduction.
d. ( ) consumption.
e. ( ) production.

4. “overeating” (last parag.) means:


a. ( ) eating little.
b. ( ) eating well.
c. ( ) eating incorrectly.
d. ( ) eating fast.
e. ( ) eating too much.

SELF-CHECK
Como você se saiu nesta unidade? Avalie seu rendimento checando os
itens e completando as informações abaixo.

1. Nesta unidade eu
( ) aprendi a identificar diferentes sufixos formadores de palavras.
( ) identifiquei prefixos que aprendi na unidade anterior.
( ) melhorei meu entendimento de palavras desconhecidas pela identifi-
cação de sufixos e prefixos.
( ) apliquei estratégias que vi no Módulo 1 para ler melhor os textos.
( ) apliquei estratégias que vi na Unidade 1 deste módulo para ler melhor
os textos.
( ) parti do reconhecimento de palavras cognatas (parecidas com o portu-
guês) para compreender as partes mais difíceis do texto.
( ) adquiri informações interessantes com a leitura dos textos.
( )




2. Nesta unidade tive mais dificuldades com

e mais facilidades com

3. No próximo módulo pretendo me dedicar mais a

TEST YOURSELF
Questions 1 to 4 are based on the following article.

Biotechnology

Sea of dreams
Apr 29th 2004 | ORLANDO

Genetically modified microbes will lead


to a revolution in industrial biotechnology
CRAIG VENTER, the man who led the privately
funded project to sequence the human genome,
is someone who likes to mix business with
pleasure. And for a geneticist whose passion is
sailing, there can be few more satisfying ways of doing so than sampling genes in
the Sargasso sea, near Bermuda. The samples he took there last year yielded a
surprise. The sea had looked as though it was the oceanic equivalent of a desert,
bereft of nutrients, and with little life beyond the Sargassum weed that gives the
sea its name. But when Dr Venter ran his samples through his newly developed
method for sequencing the DNA of an entire environment, some 1.2m new genes
turned up from an estimated 1,800 species of microbe previously unknown to
science. An apparently empty sea was teaming with bacterial life.
Such newly discovered genes are the raw material for the infant, but rapidly
developing field that makes useful chemicals via genetically modified organisms. It
is part of what is known as industrial biotechnology, where cells from animals, plants
and bacteria are used to generate industrially useful products.The Sargasso results,
outlined last week to the World Congress on Industrial Biotechnology and
Bioprocessing, in Orlando, Florida, by Dr Venter’s colleague Karin Remington, suggest
there are a lot of useful raw materials to be found.

Source: <www.economist.com>.

1. The article is mainly about


a. ( ) a geneticist who is able to mix business with pleasure.
b. ( ) new methods for sequencing DNA.


 

c. ( ) new genes found in the Sargasso Sea.


d. ( ) the importance of the industrial biotechnology in the world.
e. ( ) cells that are used to make industrial products.

2. In the article, “the samples” (line 5) contained


a. ( ) new species of microbe.
b. ( ) new chemical pollutants.
c. ( ) Sargassum weed.
d. ( ) chemicals used in industrial biotechnology.
e. ( ) industrially useful products.

3. According to the article,


a. ( ) the genes found in the Sargasso Sea were known by the geneticist.
b. ( ) there is little bacterial life in the Sargasso Sea.
c. ( ) most raw materials used in biotechnology are known by geneticists.
d. ( ) the genes found in the Sargasso Sea can be used to make industrial
products.
e. ( ) the geneticist used a traditional method to sequence the DNA of the
new genes.

4. According to the article, biotechnology


a. ( ) is found in raw materials.
b. ( ) needs more raw materials.
c. ( ) does not need any raw materials.
d. ( ) is growing quickly.
e. ( ) is affected by chemicals.

Questions 5 to 8 are based on the article below.

Jordan appeals to save Dead Sea


By Dale Gavlak
BBC correspondent in Amman

Jordan has launched an appeal to the international


community to save the Dead Sea from extinction.
It said the world’s saltiest body of water, found at the
lowest point on the earth’s surface, will disappear in 50 years’
The Dead Sea’s days
time unless more water is pumped into it. as a tourist resort
could be numbered




It has proposed that nearly two billion cubic metres of water per year be pumped
from the Red Sea into the Dead Sea.
The project, dubbed the Red Dead Initiative, has been promoted at an
international water management conference taking place at the Dead Sea in Jordan.

Dangerous sink-holes
The Dead Sea is a unique international treasure that has been a centrepiece in
history since the beginning of time – but its very existence and that of the surrounding
eco-system are now at risk.
The Jordanian Minister for Water and Agriculture, Hazem Nasser, put it to the
conference participants bluntly.
“There is a declination in the level of the sea at about one metre every year and
as a result of this, there are negative environmental consequences that are affecting
the existing Dead Sea itself as well as the surrounding environment, the ecological
systems and so on.”
Therefore, he said, “we need to move quickly to try to mitigate these
environmental damages.”
Mr Nasser outlined some of the negative consequences such as dangerous sink-
holes, 20 metres in depth, that are forming along the sea’s edges.
There is also less fresh water flowing in.
He added that because water acts as a lubricant underground, the region could
see an increase in earthquakes.

Source: <www.bbc.co.uk>.

5. The article is mainly about


a. ( ) the amount of salt there is in the Dead Sea.
b. ( ) the economic problems people will face if the Sea disappears.
c. ( ) a request to the international community to save the Dead Sea.
d. ( ) dangerous sink-holes that are forming along the sea’s edges.
e. ( ) a project created by Hazem Nasser called Red Dead Initiative.

6. Hazem Nasser says that


a. ( ) more water should be pumped from the Dead Sea in order to save it.
b. ( ) it is likely that the region will have more earthquakes if the Dead Sea
disappears.
c. ( ) negative environmental consequences are a result of the sea level
increase.
d. ( ) the conference participants should act fast and save the Dead Sea.
e. ( ) dangerous sink-holes will be formed along the sea’s edges.


 

7. According to the article,


a. ( ) only a few other seas have as much salt as the Dead Sea.
b. ( ) in 2050 the Dead Sea will have disappeared.
c. ( ) water will be pumped into the Red Sea.
d. ( ) It is probable that the Dead Sea as a tourist resort will not last long.
e. ( ) the number of tourists visiting the Dead Sea has been restricted.

8. We can infer that


a. ( ) the Dead Sea will lose all its water.
b. ( ) all the salt in the world will end.
c. ( ) the international community is not paying sufficient attention to the
problem of the Dead Sea.
d. ( ) as there is less water in the Dead Sea, the oceans will also be
affected.
e. ( ) the low water level will affect the fishermen’s routine.

Bibliografia
“JUICY Apple, Rotten Core”. In <www.observer.co.uk>. February 22, 2004.
“GAYS Wed at Castle”, “Israelis Kill 18 in Camp Raid” and “Pub Smoke All-
Clear”. In <www.record-mail.co.uk/rm>. May 19, 2004.
ARTICLE about new Hayward Gallery touring exhibition. In <www.observer.
com.uk>. April 24, 2004.
“MEDIA Physiques Prompt Body Image Woes among Men, Too”. In <www.
sciam.com>. May 5, 2004.
“THE LEGEND of the Trojan Horse”. In <www.fcps.k12.va.us> and <www.
primaryresources.co.uk>.
“OILY fish ‘fights off asthma’”. In <www.thescotsman.scotsman.com/health>.
May 26, 2004.
REVIEW of “Eternal Sunshine of the Spotless Mind”. In <www.newyorker.
com>. March 2004.
“THE WEEK in the News”. In <www.nytimes.com>. May 16, 2004.
LANGSTON Hughes biography. In <www.americaslibrary.gov>.
“I, too”, by Langston Huhes. In <www.ukans.edu>.
“REPORTS: Low-carb has mixed results”. In <www.cnn.com>. May 2004.
“SEA of Dreams”. In <www.economist.com>. April 29, 2004.
“JORDAN appeals to save Dead Sea”. In <www.bbc.co.uk>. May 2004.




Sobre os autores
Anna Maria Grammatico Carmagnani
Professora do Departamento de Letras Modernas da Faculdade de Filoso-
fia, Letras e Ciências Humanas da USP. É doutora em Lingüística Aplicada ao
Ensino de Línguas e atua na graduação e pós-graduação da área de Inglês,
além de cursos de difusão cultural e de especialização em tradução. Com
experiência de 25 anos no ensino superior, seu currículo inclui a elaboração
de materiais didáticos para o ensino de inglês e dicionário bilíngüe. Suas pes-
quisas acadêmicas incluem trabalhos voltados para o ensino de leitura e aná-
lise crítica do discurso didático-pedagógico voltado para o ensino de línguas
estrangeiras.

Walkyria Monte Mór


Professora do Departamento de Letras Modernas da Universidade de São
Paulo. É mestre em Filosofia da Educação (PUC-SP) e doutora em Linguagem
e Educação (USP). Participou da elaboração de material didático para o ensi-
no fundamental e médio, desenvolveu programas de formação de professo-
res. Seus trabalhos em escolas públicas e privadas, nos níveis fundamental,
médio e superior, compõem a sua carreira no magistério. Suas pesquisas aca-
dêmicas voltam-se para o ensino público e para o aspecto educacional do
ensino de línguas estrangeiras.

Carlos Renato Lopes


Mestre e doutorando em língua inglesa pela Universidade de São Paulo.
Com experiência de mais de 17 anos no ensino de inglês, trabalhou em diver-
sas escolas de idiomas, no ensino médio, e mais recentemente no nível supe-
rior, incluindo cursos de pós-graduação lato sensu. Desde 2000 desenvolve
materiais didáticos, tendo sido co-autor de uma série de quatro livros destina-
da a níveis básicos e pré-intermediários.

Luciano Alves Bezerra


Graduado em Letras pela Unesp e mestrando em língua inglesa pela Uni-
versidade de São Paulo. Há 10 anos trabalhando no ensino de inglês, já
lecionou em diversas escolas de idiomas. Trabalha, atualmente, em curso pré-
vestibular e no ensino superior, ambos em São Paulo. Experiente na elabora-
ção de material didático sobre leitura.

Luiz Otávio Costa Marques


Graduado e mestrando em língua inglesa pela Universidade de São Paulo.
Ministra cursos de língua inglesa há 15 anos, tendo trabalhado em diversas
escolas de idiomas em São Paulo. Atualmente, leciona no curso de extensão
universitária “English On Campus”, promovido pelo Departamento de Letras
Modernas da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universi-
dade de São Paulo.



Você também pode gostar