Você está na página 1de 3

ENTENDENDO E VIVENDO A UNIDADE

“…para que eles sejam perfeitos em unidade, e para que o mundo conheça que tu me
enviaste a mim, e que os tens amado a eles como me tens amado a mim.” (João 17.23*).

Introdução

A unidade cristã é um dos fatores vitais para a vida da igreja. Uma das
marcas da Queda em nós é a dificuldade que temos de conviver pacificamente
uns com os outros. Os relacionamentos quase sempre resultam em conflitos,
que vão dos menores às guerras mais sangrentas. Para alguns a solução tem
sido o isolamento ou individualismo.

A igreja tem uma natureza essencialmente coletivista, e a falta de


unidade sempre resulta em fracasso na tentativa de ser igreja. Por isso, é
preciso entender e viver a unidade. Sabendo o quanto ela é importante, Jesus
pediu a Deus em nosso favor que fôssemos “perfeitos em unidade”. A unidade
nos proporciona benefícios incontáveis. Vamos listar alguns:

1- A unidade proporciona edificação espiritual

Em 1 Tessalonicenses 5.11 o apóstolo Paulo nos manda edificar uns


aos outros. Construir uns aos outros, fazer o outro ser o quer tem que ser, para
a glória de Deus. Este poder está na comunhão dos santos, no convívio dos
crentes uns com os outros. A convivência tem o poder de nos aperfeiçoar por
meio do compartilhamento de conhecimentos e experiências.

Porque um ajuda ao outro ( Eclesiastes 4:9-12). E Deus habita no meio da


unidade (Mateus 18:19-20).

Porque o ambiente gerado pela unidade estimula e encoraja a todos ( I


Coríntios 1:10). Um ambiente onde todos falam a mesma língua, têm a mesma visão e
lutam para conquistar alvos gera credibilidade e confiança para as pessoas que
chegam nesse ambiente. Já um ambiente em que as pessoas criticam umas as outras
e falam línguas diferentes, criticam seus líderes e uns aos outros, gera desconfiança
em quem chega.

Satanás tem todo interesse em afastar as pessoas do corpo, pois ao afastar


uma pessoa da unidade, ele prepara o bote para ataca-la com mais facilidade, já que
sozinha ela está mais vulnerável (Hb. 10:24,25).
2- A unidade proporciona quebrantamento e transformação

Em 1 Pedro 4.12 o apóstolo nos exorta a não estranhar o “fogo


ardente” que surge no meio da igreja, que parece algumas vezes comprometer
a unidade. Unidade não é meramente ausência de conflitos, e sim, o foco
fechado no ideal comum de glorificar o Salvador. Na unidade somos
confrontados com nossas imperfeições e nossa tendência sempre é ir para a
defensiva e negar as falhas, o que gera conflitos gigantescos e complexos.
Muitas vezes tais conflitos não podem comprometer nossa unidade, antes, eles
são permitidos por Deus para produzirem em nós quebrantamento. Por eles
somos transformados. Em Provérbios 27.17 podemos ler: “Assim como o ferro
afia o ferro, o homem afia o seu companheiro.” Somos afiados e melhorados na
unidade.

3- A unidade proporciona prestação de contas e santificação

Tiago 5.16 nos ensina a confessar nossos pecados uns aos outros,
dentro do ambiente da unidade, pois nesta prática Deus derrama um poder
natural de cura e vitória sobre o pecado. Muitos entendem que ninguém tem
nada a ver com a vida deles, e por isso, acreditam que não precisam prestar
contas de nada a ninguém. Este estilo de vida autônomo é uma das grandes
tragédias da vida humana. Ninguém pode ser juiz de se mesmo, pois se for,
estará só e totalmente vulnerável.

4- A unidade proporciona o ambiente para exercitar do amor fraternal

Temos aqui um grande desafio, pois não podemos e não devemos


anular nossas particularidades. Temos muitas diferenças em várias áreas, em
maturidade, cultura, em percepção, em conhecimento, em personalidade, em
origem, em condição social etc. É exatamente nessa diversidade que o amor
verdadeiro se expressa. O desafio consiste em entender e viver a unidade na
diversidade.

5- A unidade viabiliza o cumprimento da missão

Viver em unidade não é apenas benéfico a nós no ambiente da igreja,


mas também gera um poder extraordinário no serviço a Deus, e por si só,
consiste em um testemunho eficaz aos da obra de Deus. Jesus disse em sua
oração: “Para que o mundo creia que tu me enviaste”. (Grifo meu). Ou seja, a
unidade da Igreja do Senhor é um fator imprescindível para um testemunho
eficaz diante de todos os homens.

A unidade envolve pessoas diversas na formação de um corpo bem


articulado, vivendo em total harmonia. Mesmo sendo tão diferentes,
precisamos ser um, ter o mesmo propósito, observar a grandeza do que nos
une e colocar de lado tudo aquilo que nos separa. Fomos resgatados das
trevas e reunidos na Igreja, que é o Corpo de Cristo, para entendermos e
vivermos a unidade. Para a glória de nosso Senhor.
Unidade entre mim e você, isto é, entre os irmãos em Cristo. Vai além, estar
unidos não é apenas estarmos todos juntos em um culto, na célula ou conviver na
igreja, na família ou trabalho, é estar JUNTO PRA QUE UM SEJA CONHECIDO.
Receba uma palavra rhema do Senhor hoje que nos diz: “Não levantaremos altares
individuais. Nenhum de nós é uma unidade independente. Não somos uma instituição
impessoal. Nossa relação é de alinhamento de aliança. Não há espaço para quebra de
alianças, assim Deus renova suas bênçãos e Satanás tem seu acesso desautorizado”
e que “como notas musicais, as experiências pessoais, embora individualmente
essenciais, só desempenharão sua plena função se combinadas com o todo na
harmonia de uma única melodia. Somos uma sinfonia. Crianças, adolescente, Jovens
e adultos, homens e mulheres, serão parceiros tocando e dançando uma única
canção. Queremos ser uma família de famílias”. Para recebermos a bênção da visão
do que ministérios que fazemos parte, do corpo que somos membros, precisaram
estar em unidade, Temos que ser UM EM CRISTO JESUS.

Conclusão

Unidade é Ação coletiva, que tende a um único objetivo; coesão;


integração; união. Na unidade não significa que todos se tornam iguais, que as
diferenças desapareçam, mas significa que cada um abre mão do seu
“pensamento próprio” para caminhar junto numa mesma visão, num mesmo
propósito com os demais, para o cumprimento de metas estabelecidas pela
liderança ou coletivamente, é sermos UM, é Estarmos JUNTOS PARA QUE O
UM SEJA CONHECIDO.

“Mas, seguindo a verdade em amor, cresçamos em tudo naquele que é a cabeça, Cristo,
de quem todo o corpo, bem ajustado e consolidado pelo auxílio de toda junta, segundo a
justa cooperação de cada parte, efetua o seu próprio aumento para a edificação de si
mesmo em amor” (Efésios 4:15-16).

Você também pode gostar