Você está na página 1de 8

CURSO EaD - Turma 05/07 a 30/07/2021

NORMA ABNT NBR


BRASILEIRA 15442
Primeira edição
13.11.2006

Segunda edição
13.12.2006

Pintura industrial — Inspeção de


recebimento de recipientes fechados
Protective coatings – Receiving inspection of closed recipients
Exemplar para uso exclusivo - ASSOCIACAO BRASILEIRA DE CORROSAO - ABRACO - 33.988.536/0001-16

Palavras-chave: Inspeção. Recipiente fechado. Pintura industrial.


Descriptors: Inspection. Closed recipients. Protective coatings.

ICS 25.220; 87.020

Número de referência
ABNT NBR 15442:2006
4 páginas
©ABNT 2006
Impresso por: GUSTAVO CRISTANTE IZAR
CURSO EaD - Turma 05/07 a 30/07/2021

ABNT NBR 15442:2006


Exemplar para uso exclusivo - ASSOCIACAO BRASILEIRA DE CORROSAO - ABRACO - 33.988.536/0001-16

© ABNT 2006
Todos os direitos reservados. A menos que especificado de outro modo, nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida
ou por qualquer meio, eletrônico ou mecânico, incluindo fotocópia e microfilme, sem permissão por escrito pela ABNT.

Sede da ABNT
Av.Treze de Maio, 13 - 28º andar
20031-901 - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: + 55 21 3974-2300
Fax: + 55 21 2220-1762
abnt@abnt.org.br
www.abnt.org.br

Impresso no Brasil

ii ©ABNT 2006 - Todos os direitos reservados


Impresso por: GUSTAVO CRISTANTE IZAR
CURSO EaD - Turma 05/07 a 30/07/2021

ABNT NBR 15442:2006

Sumário Página

Prefácio ....................................................................................................................................................................... iv
1 Objetivo .......................................................................................................................................................... 1
2 Referência normativa .................................................................................................................................... 1
3 Definições ....................................................................................................................................................... 1
4 Requisitos gerais ........................................................................................................................................... 1
5 Procedimento de inspeção ........................................................................................................................... 2
5.1 Retirada da amostra ...................................................................................................................................... 2
5.2 Exame da amostra ......................................................................................................................................... 2
5.2.1 Conteúdo insuficiente ou excessivo ........................................................................................................... 2
5.2.2 Fechamento imperfeito ................................................................................................................................. 2
5.2.3 Vazamento ...................................................................................................................................................... 2
5.2.4 Amassamento ................................................................................................................................................ 2
5.2.5 Rasgos, cortes e mau estado de conservação .......................................................................................... 2
5.2.6 Falta ou defeito de alça ................................................................................................................................. 2
5.2.7 Identificação incorreta .................................................................................................................................. 2
Exemplar para uso exclusivo - ASSOCIACAO BRASILEIRA DE CORROSAO - ABRACO - 33.988.536/0001-16

5.3 Amostragem ................................................................................................................................................... 2


5.3.1 Amostragem simples .................................................................................................................................... 2
5.3.2 Amostragem dupla ........................................................................................................................................ 3
5.4 Disposição dos recipientes da amostra ...................................................................................................... 3
5.5 Aceitação e rejeição ...................................................................................................................................... 3
Anexo A (normativo) Tabela....................................................................................................................................... 4

©ABNT 2006 - Todos os direitos reservados iii


Impresso por: GUSTAVO CRISTANTE IZAR
CURSO EaD - Turma 05/07 a 30/07/2021

ABNT NBR 15442:2006

Prefácio

A Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) é o Fórum Nacional de Normalização. As Normas Brasileiras,
cujo conteúdo é de responsabilidade dos Comitês Brasileiros (ABNT/CB), dos Organismos de Normalização
Setorial (ABNT/ONS) e das Comissões de Estudo Especiais Temporárias (ABNT/CEET), são elaboradas por
Comissões de Estudo (CE), formadas por representantes dos setores envolvidos, delas fazendo parte: produtores,
consumidores e neutros (universidades, laboratórios e outros).

A ABNT NBR 15442 foi elaborada no Comitê Brasileiro de Corrosão (ABNT/CB-43), pela Comissão de Estudo
de Pintura Anticorrosiva (CE-43:000.02). O Projeto circulou em Consulta Nacional conforme Edital nº 08,
de 01.08.2006, com o número de Projeto 43:000.02-012.

Esta Norma contém o anexo A, de caráter normativo.

.
Exemplar para uso exclusivo - ASSOCIACAO BRASILEIRA DE CORROSAO - ABRACO - 33.988.536/0001-16

iv ©ABNT 2006 - Todos os direitos reservados


Impresso por: GUSTAVO CRISTANTE IZAR
CURSO EaD - Turma 05/07 a 30/07/2021

NORMA BRASILEIRA ABNT NBR 15442:2006

Pintura industrial — Inspeção de recebimento de recipientes fechados

1 Objetivo
Esta Norma fixa o procedimento a ser seguido na inspeção visual qualitativa e quantitativa de recipientes fechados,
tais como latas, baldes, tambores, frascos, garrafões, caixas e sacos de papel ou de tecido, destinados aos
serviços de pintura industrial.

2 Referência normativa
A norma relacionada a seguir contém disposições que, ao serem citadas neste texto, constituem prescrições para
esta Norma. A edição indicada estava em vigor no momento desta publicação. Como toda norma está sujeita a
revisão, recomenda-se àqueles que realizam acordos com base nesta que verifiquem a conveniência de se usar a
Exemplar para uso exclusivo - ASSOCIACAO BRASILEIRA DE CORROSAO - ABRACO - 33.988.536/0001-16

edição mais recente da norma citada a seguir. A ABNT possui a informação das normas em vigor em um dado
momento.

ABNT NBR 5426:1985 – Plano de amostragem e procedimento na inspeção por atributos

3 Definições
Para os efeitos desta Norma, aplicam-se as definições a seguir.

3.1 lote de fornecimento: Recipientes de um só tipo, capacidade e conteúdo, entregues em uma determinada
data e pertencentes a uma mesma batelada de fabricação.

3.2 inspeção de recebimento: Verificação da incidência de defeitos no lote de fornecimento, para


sua aceitação ou não.

3.3 amostragem simples: Amostragem efetuada de uma só vez e definitiva para a aceitação ou rejeição do
lote de fornecimento.

3.4 amostragem dupla: Amostragem efetuada em duas etapas, podendo o lote de fornecimento ser aceito,
rejeitado ou submetido à segunda amostragem, de acordo com o resultado da inspeção realizada
na primeira amostragem.

4 Requisitos gerais
4.1 A amostragem do lote de fornecimento, baseada na ABNT NBR 5426, deve ser executada conforme
descrito na tabela A.1.

4.2 Para efeito de inspeção visual, os defeitos a serem considerados são os seguintes: conteúdo insuficiente ou
excessivo, fechamento imperfeito, vazamento, amassamento, rasgos, cortes, falta ou insegurança de alça e
marcação deficiente.

©ABNT 2006 - Todos os direitos reservados 1


Impresso por: GUSTAVO CRISTANTE IZAR
CURSO EaD - Turma 05/07 a 30/07/2021

ABNT NBR 15442:2006

5 Procedimento de inspeção

5.1 Retirada da amostra

As amostras devem ser retiradas aleatoriamente, conforme tabela A.1, em função do tamanho do lote de
fornecimento.

5.2 Exame da amostra

Os recipientes amostrados conforme 5.1 devem ser examinados para verificação de quaisquer defeitos, tais como
os indicados em 5.2.1 a 5.2.7.

5.2.1 Conteúdo insuficiente ou excessivo

A verificação deve ser efetuada de preferência pela pesagem e dedução do peso do recipiente, ou tara.
Nos casos em que a unidade de compra for volume, deve-se levar em conta o peso específico do material.

5.2.2 Fechamento imperfeito

A verificação deve ser efetuada através da inspeção visual de tampa insuficientemente apertada ou solta, da
costura ou colagem deficiente de saco, do bujão de enchimento de tambor desatarraxado ou sem selo.
Exemplar para uso exclusivo - ASSOCIACAO BRASILEIRA DE CORROSAO - ABRACO - 33.988.536/0001-16

5.2.3 Vazamento

A verificação deve ser efetuada através da inspeção visual do recipiente. Caso haja dúvida quanto à existência de
vazamento, sugere-se limpar o recipiente e colocá-lo sobre material absorvente, de forma a ser constatada a
presença de mancha.

5.2.4 Amassamento

A verificação deve ser efetuada através da observação do grau de deformação apresentado, que pode tornar a
embalagem insegura.

5.2.5 Rasgos, cortes e mau estado de conservação

A verificação deve ser efetuada observando-se a existência de rasgos ou cortes e o mau estado de conservação
dos recipientes, que venham a possibilitar danos ao conteúdo durante o seu manuseio ou transporte.

5.2.6 Falta ou defeito de alça

A verificação da falta de alça ou alça defeituosa deve ser efetuada através de inspeção visual e manuseio.

5.2.7 Identificação incorreta

Verificar visualmente a identificação ilegível, errada, aplicada de modo indevido, facilmente desfeita, incompleta,
em local impróprio (na tampa ou no fundo de latas), em desacordo com o pedido ou especificação do produto.

5.3 Amostragem

5.3.1 Amostragem simples

Se o número de recipientes defeituosos for igual ou menor do que o número de aceitação correspondente na
tabela A.1, o lote deve ser aceito; se for igual ou maior do que o número de rejeição correspondente da tabela A.1,
o lote deve ser rejeitado.

2 ©ABNT 2006 - Todos os direitos reservados


Impresso por: GUSTAVO CRISTANTE IZAR
CURSO EaD - Turma 05/07 a 30/07/2021

ABNT NBR 15442:2006

5.3.2 Amostragem dupla

Nos casos em que a tabela A.1 indicar o tipo de amostragem dupla, proceder da seguinte forma:

a) retirar a primeira amostra na quantidade indicada;

b) se o número de recipientes defeituosos revelados pela inspeção desta primeira amostra for igual ou inferior ao
seu número de aceitação, aceitar o lote imediatamente;

c) se o número de recipientes defeituosos for igual ou superior ao número de rejeição, rejeitar o lote
imediatamente;

d) se o número de recipientes defeituosos ficar compreendido entre o número de aceitação e o de rejeição,


efetuar a coleta da segunda amostra e examiná-la (ver Nota);

e) se os recipientes defeituosos da segunda amostra totalizarem com os recipientes defeituosos da primeira


amostra, um número igual ou inferior ao número de aceitação correspondente à segunda amostra,
aceitar o lote;

f) ao contrário, se o número de recipientes defeituosos totalizados for igual ou superior ao número de rejeição
da segunda amostra, rejeitar o lote.
Exemplar para uso exclusivo - ASSOCIACAO BRASILEIRA DE CORROSAO - ABRACO - 33.988.536/0001-16

NOTA Não se deve reincorporar os recipientes que constituem a primeira amostra ao lote, antes de retirar a
segunda amostra.

5.4 Disposição dos recipientes da amostra

Caso o lote seja aceito, os recipientes defeituosos encontrados na amostra devem ser eliminados do lote e
substituídos por outros perfeitos, que se reincorporam ao lote juntamente com os recipientes perfeitos da amostra.

Cada recipiente portador de um ou mais defeitos deve ser considerado defeituoso e registrado em relatório de
inspeção.

5.5 Aceitação e rejeição

Devem ser aceitos todos os recipientes fechados que atenderem às condições estabelecidas nesta Norma;
caso contrário, devem ser rejeitados.

©ABNT 2006 - Todos os direitos reservados 3


Impresso por: GUSTAVO CRISTANTE IZAR
CURSO EaD - Turma 05/07 a 30/07/2021

ABNT NBR 15442:2006

Anexo A
(normativo)

Tabela

Tabela B.1 — Amostragem e número de aceitação e rejeição para inspeção de embalagens

Tamanho do lote de Tipo de Tamanho da Número de Número de


Amostra
fornecimento amostra amostra aceitação rejeição

até 25 - - 100 % - -
26 a 50 Simples Única 5 0 1
a
51 a 150 Dupla 1 13 0 2
a
2 13 1 2
a
151 a 280 Dupla 1 20 0 3
Exemplar para uso exclusivo - ASSOCIACAO BRASILEIRA DE CORROSAO - ABRACO - 33.988.536/0001-16

a
2 20 3 4
281 a 500 Dupla 1a 32 1 4
a
2 32 4 5
501 a 1 200 Dupla 1a 50 2 5
a
2 50 6 7
1 201 a 3 200 Dupla 1a 80 3 7
a
2 80 8 9
3 201 a 10 000 Dupla 1a 125 5 9
a
2 125 12 13
10 001 a 35 000 Dupla 1a 200 7 11
a
2 200 18 19

NOTAS

1 Na coluna “Tamanho da amostra” os números referem-se aos tamanhos individuais da primeira e da segunda amostras.
A amostra total corresponde à soma dos dois valores.

2 Nas colunas “Número de aceitação” e “Número de rejeição” os valores para a segunda amostra correspondem à soma de
defeituosos da primeira com os da segunda amostra.

4 ©ABNT 2006 - Todos os direitos reservados


Impresso por: GUSTAVO CRISTANTE IZAR

Você também pode gostar