Você está na página 1de 98

Siga: www.aprendainvestimentos.

com

Índice

1 – Introdução......................................................................................................................... 3
1.1 – Os seus Vilões ............................................................................................................ 5
1.2 – Sim! Existe uma Solução! ........................................................................................... 9
1.3 – Tudo que você vai aprender .................................................................................... 10
2 – Entendendo o que vai acontecer com você: .................................................................. 10
2.1 – Você é diferente....................................................................................................... 11
2.2 – O grande Por quê ..................................................................................................... 11
2.3 – Como cheguei até aqui... ......................................................................................... 12
2.3.1 – Meus primeiros passos: .................................................................................... 13
2.3.2 – Próximos Passos:............................................................................................... 18
2.3.3 – Partindo para a Guerra – Enfrentando um inimigo conhecido: ....................... 22
2.3.4 – Entendendo a liberdade ................................................................................... 25
2.4 – Sua Vida Vivendo de Ações ...................................................................................... 29
3 – Colocando a mão na massa ............................................................................................ 30
3.1 – O que é Viver de Ações ? ......................................................................................... 30
3.2 – Caixa de Ferramentas .............................................................................................. 34
3.2.1 – Como Escolher sua Corretora de Valores: ........................................................ 34
3.2.2 – Sites Excelentes para auxiliá-lo em suas análises e aprendizagem: ................. 35
3.2.3 – Oque são Ações: ............................................................................................... 36
3.2.4 – O Que são Proventos? ...................................................................................... 38
3.2.5 – O que são Dividendos? ..................................................................................... 39
3.2.6 – O que são Juros Sobre Capital Próprio? ............................................................ 40
3.2.7 – Data de Pagamento: ......................................................................................... 42
3.3 – Mentalidade, Estratégia, Automatização ................................................................ 42
3.3.1 – Mentalidade ...................................................................................................... 43
3.3.2 – Estratégia .......................................................................................................... 54
3.3.3 – Automatização .................................................................................................. 83
4 – Indo Além ........................................................................................................................ 85
4.1 – Táticas Especiais....................................................................................................... 85
4.1.1 – Colocando suas ações para aluguel. ................................................................. 85
4.1.2 – ETFs ....................................................................................................................... 88
4.1.3 - Ações Dinâmicas ................................................................................................ 91
4.1.4 - Fundos Imobiliários ........................................................................................... 92
4.2 – Erros mais Comuns ao se Investir para Longo Prazo ............................................... 93
4.3 – Conclusão ................................................................................................................. 96

2
Siga: www.aprendainvestimentos.com

Viver de Ações

1 – Introdução

Durante anos, fomos enganados com relação a finanças e economia.


A informação, o grande valor de todas as sociedades humanas, sempre
foi anulada por aqueles que a detinham. Nunca nos permitiram
compartilhar desta fonte de poder. A sede e a ganância de alguns,
fizeram com que a realidade ficasse a disposição apenas de uma minoria
humana. Hoje em dia, menos de 1% da população do mundo, detém
40% da riqueza mundial, conforme estudo publicado na BBC.:

(http://www.bbc.com/portuguese/noticias/2009/03/090324_desigualda
deestudo_rw.shtml )

Dois quintos da riqueza mundial está concentrada nas mãos de 37


milhões de indivíduos, ou 1% da população adulta, segundo indica um
estudo da Universidade das Nações Unidas lançado em Londres. Se
considerados os 10% mais ricos do mundo, a proporção da riqueza
mundial nas mãos desse grupo é de 85,2%. Na outra ponta, os 50% mais
pobres do mundo são donos de apenas 1% da riqueza global.

O estudo, compilado no livro "Personal Wealth From a Global


Perspective" (Riqueza pessoal a partir de uma perspectiva global), é a
mais ampla iniciativa para investigar o tamanho da desigualdade na
distribuição da riqueza pelo mundo.

Você acha que isso é por acaso? Não, isso é planejado para ser
desta forma. Não existe interesse por parte dos governantes e líderes
mundiais em mudar esta situação. Porém, ao menos para algumas
poucas pessoas (como você), esta realidade está prestes a mudar, como
você verá neste livro.

Existe uma brecha neste sistema e eu estarei demonstrando a você


em detalhes.

3
Siga: www.aprendainvestimentos.com

Meu nome é Tiago Lacerda, editor do blog


www.aprendainvestimentos.com, minha história pessoal e todo o
resultado de um trabalho intenso de pesquisa, estudo e prática, serão
apresentados a você sem desvios.

Você aprenderá neste livro, o método definitivo para deixar de ser


escravo do sistema e construir os alicerces de sua liberdade financeira.

Aprenderá a matemática necessária, a mentalidade adequada, e


especialmente o “passo a passo”, começando do zero, para modificar
verticalmente toda a sua vida financeira e consequentemente, sua vida
social, familiar, profissional e pessoal.

Aprenderá que poderá construir isso em um tempo muito mais curto


do que imagina. Nosso método está elaborado para dar resultados
consistentes a partir de 5 anos de aplicação, com um horizonte definitivo
em torno de 10 anos, porém, você poderá acelerar este método a medida
que compreender os fundamentos do mesmo, mas acima de tudo,
garantimos o sucesso do mesmo independente de sua idade ou condição
financeira atual.

4
Siga: www.aprendainvestimentos.com

1.1 – Os seus Vilões

A grande maioria dos brasileiros, entre eles eu, crescemos envolvidos


em uma cultura “colonial”, onde não ensinam a população a criar
riquezas e além disso, promovem a distorção da compreensão do que é
necessário para alcançar a riqueza e a prosperidade.

A maioria de nós, cresceu:

a) Sendo escravo de financiamentos e prestações intermináveis para


comprar os bens que gostaria. Mais de 90% da população
brasileira é escrava do crédito. Usa sistemas de financiamento
com “juros abusivos”, empréstimos bancários, cheque especial,
cartão de crédito, etc. Os juros dos mesmos chegam a patamares
estratosféricos. Cerca de 400% ao ano e em alguns casos até
mais do que isso.
b) Não sabendo a diferença entre poupar dinheiro e investir.
c) Acreditando que Caderneta de Poupança é a forma de
investimento mais segura e indicada que existe.
d) Acreditando que a maneira mais fácil de comprar a casa própria é
pelo “Minha Casa, Minha Vida” ou algum sistema semelhante.

5
Siga: www.aprendainvestimentos.com

e) Acreditando que comprar um carro financiado em 60 vezes é um


ótimo negócio.
f) Pensando que se não comprar em prestações o celular de seus
sonhos, você jámais conseguirá obtê-lo.
E etc...

Quando você pergunta ao seu gerente bancário o que fazer para


“economizar” dinheiro, a primeira coisa que ele te oferece é um “título de
capitalização” e em muitas vezes você acredita ou acreditou que fosse
um excelente negócio.

Observe nesta notícia que o brasileiro prefere investir na Poupança e


acha que a Bolsa é para os ricos.

http://economia.uol.com.br/noticias/redacao/2012/12/14/brasileiro-
prefere-investir-em-poupanca-e-acha-que-bolsa-e-para-ricos.htm

Você acredita ou acreditou que fazer um “consórcio” seria uma


alternativa excelente para economizar dinheiro e conquistar o que tanto
quis ?
Lamento em te dizer agora que VOCÊ FOI ENGANADO. Assim como
99% da população brasileira.

Todas estas questões abordadas aqui neste capítulo, foi o que te


disseram ser muito bom ou positivas para suas finanças pessoais.

Muitas pessoas não conseguem terminar o mês com a quantia que


recebe de salário, acreditam que não sobra dinheiro para fazer nada
além de sobreviver.

Você quer comprar sua casa própria, quer viajar para a Europa, quer
um celular novo ou dar um anel para sua esposa, mas se lamenta por
não ter a quantia suficiente para isso ? Pensou em fazer um empréstimo
? PARE AGORA.

Estes são seus “vilões”, eles assaltam os sonhos, eles não permitem
que você conquiste NADA ALÉM DE DÍVIDAS…

Isto é o que promove nossa política governamental e educacional:


dívidas e endividamento,

6
Siga: www.aprendainvestimentos.com

O “endividamento das famílias” no Brasil está em gráfico crescente.


Nunca antes na história do país, tivemos tantas pessoas endividadas,
inadimplentes e com o nome vinculado a serviços de proteção ao crédito
(SPC e SERASA).

Observem que o endividamento das famílias bate recordes:

http://g1.globo.com/economia/seu-
dinheiro/noticia/2015/06/endividamento-das-familias-chega-463-o-maior-
em-10-anos-mostra-bc.html

Mais uma vez, isto não é por acaso.

Nosso governo optou, culturalmente e historicamente falando, por


estimular a economia interna do país, a partir do incentivo ao crédito e
ao incentivar o crédito, até consegue impulsionar temporariamente a
indústria e a venda dos chamados bens de consumo, porém este método
se provou ineficiente a médio prazo, pois provoca a DÍVIDA e a
INADIMPLÊNCIA.

Culturalmente o brasileiro não sabe como lidar com seu dinheiro e


acaba assumindo prestações maiores do que pode arcar e além disso, a
insegurança social no meio profissional, a crescente escala do
desemprego assola nosso país, contribuindo ainda mais para o aumento
deste indicador.

O governo brasileiro incentiva o crédito:


http://www.bbc.com/portuguese/noticias/2012/05/120528_entenda_me
didas_governo.shtml

O desemprego cresce mês a mês:


http://g1.globo.com/hora1/noticia/2015/06/dados-do-ibge-confirmam-
que-o-n-de-desempregados-cresce-mes-mes.html

Apesar destas notícias alarmantes, a maioria da população segue na


direção que os governantes querem que sigamos. Em outras palavras,
não se dão conta de que há algo errado, um engano, uma ilusão criada,
uma distorção na informação distribuída para a população brasileira.
7
Siga: www.aprendainvestimentos.com

Repito.: O Governo brasileiro e as instituições bancárias não querem


que você enriqueça. O estímulo e incentivo do crédito se torna uma bola
de neve contrária ao desenvolvimento humano da população, que carece
de instrução financeira prática e adequada, o Brasil caminha para a
destruição social, onde cada vez mais a escravidão financeira está
explícita.

As notícias de que milhares de pessoas saíram da pobreza e de uma


condição miserável NÃO É VERDADEIRA, estas pessoas apenas
tiveram acesso ao crédito e ao financiamento, não mudaram
efetivamente a estrutura interna financeira de suas famílias.
O acesso ao crédito e ao financiamento gera uma FALSA sensação
de riqueza e “aumento” econômico, pois a pessoa consegue comprar a
duras custas, em prestações intermináveis, produtos que jamais
conseguiriam obter do jeito trivial com o salário que ganham, sem
perceber que pagaram muito mais do que estes produtos realmente
valiam. Porém isso traz a população uma solução superficial que
mascara a realidade, que vem a ser mais problemas financeiros a médio
e longo prazo.

A verdadeira riqueza se dá a partir de uma educação financeira de


qualidade e do respeito a livre iniciativa e ao livre mercado, quando
existe liberdade para a população se associar e lucrar de forma justa a
empreendimentos econômicos que até então, só são conhecidos por
poucos investidores qualificados.

Mas ao contrário do que muitos pensam, e contrariando os interesses


dos governantes e das instituições financeiras da nação, existem
alternativas viáveis para criar patrimônio sólido, blindado, ou seja, que
vence a inflação e gera riqueza a médio e longo prazo. A solução única e
definitiva para todo aquele brasileiro que não aguenta mais essa
organização esdrúxula criada por nossos governantes há séculos neste
país.

8
Siga: www.aprendainvestimentos.com

1.2 – Sim! Existe uma Solução!

Você, eu e a maioria absoluta dos brasileiros, passamos a vida inteira


“correndo atrás do prejuízo”, sem conseguirmos viver de forma razoável,
com simplicidade, porém com qualidade de vida.

Todos nós temos desejos insatisfeitos, desejamos morar em um local


melhor, usar roupas de mais qualidade, nos alimentarmos melhor,
podermos usufruir de lazer, quem sabe ir a um restaurante de vez em
quando com nossa família, ou passar um fim de semana em uma
pousada na praia.

Estes sonhos são alcançáveis, e digo mais, facilmente alcançáveis


quando você APRENDE COMO LIDAR COM O PRÓPRIO DINHEIRO,
FAZENDO O MESMO TRABALHAR POR VOCÊ.

Isto mesmo, aprendendo as técnicas que abordaremos neste livro,


você solucionará de vez seus problemas financeiros, poderá criar renda
passiva e crescente e no tempo certo, adquirir o que quiser adquirir.
Aprenderá as fórmulas e a receita certa para isso, se livrará de vez por
todas das dívidas e dos problemas financeiros.

9
Siga: www.aprendainvestimentos.com

1.3 – Tudo que você vai aprender

São mais de 15 anos de estudos, pesquisas e práticas, recompilando


os ensinamentos dos maiores investidores do mundo, adaptando-os ao
mercado brasileiro e a realidade de nossas leis. Um método que fará
você compreender aonde investir seu dinheiro para alcançar o melhor
desempenho como um plano previdenciário pessoal, que dará a você e a
sua família todas as condições para gerar riquezas a médio e longo
prazo a partir de investimentos em ativos consistentes.

Você aprenderá:

a) O que é um ativo consistente.


b) Como estabelecer um hábito correto que lhe permita separar um
valor percentual mensal para investir.
c) Como lidar com suas dívidas atuais, obtendo a melhor negociação
para eliminá-las de vez de sua vida.
d) O que é a Bolsa de Valores, quais os mitos aplicados a mesma e o
porquê não há interesse em ensinar a população a investir em Ações.
e) O que são Ações Defensivas e Fundos Imobiliários, quais as
melhores opções para investir.
f) Quando comprar e quando vender uma ação, como escolher as
melhores para investir.
g) O que são Dividendos e Juros sobre capital próprio, como reinvesti-
los de forma correta para gerar fluxo de caixa positivo.
h) Como criar uma carteira previdenciária que possibilitará alcançar
sua independência financeira em um prazo mínimo entre 5 e 10 anos.

2 – Entendendo o que vai acontecer com você:

Ao seguir o método “Viver de Ações”, você irá mudar radicalmente


sua vida. Esta mudança não será apenas financeira, mas também
psicológica. Isto interferirá nas diversas áreas de sua vida e na vida de
sua família. Leia com calma, até o fim, e tenha este e-book como um
manual detalhado. Seguindo o passo a passo, você alcançará patamares
nunca antes imaginados por você.
10
Siga: www.aprendainvestimentos.com

Você perceberá que não se trata apenas de realidade financeira,


trata-se do propósito que você tem na vida. Muitos de nós temos
objetivos humanitários ou pessoais. Você gostaria de ajudar sua família?
Gostaria de contribuir para um mundo melhor? A capacidade financeira
que você tem hoje, permite que você faça isso ? E se permitisse ? Se
você tivesse um amigo que exatamente agora, estivesse com inúmeras
dificuldades financeiras, o que você poderia fazer para ajudá-lo com a
condição financeira atual que você possui ?

E se eu te disser que através deste método você irá mudar não só a


tua situação financeira, mas também a situação financeira de seus
familiares e amigos?

O método Viver de Ações gera autonomia crescente e definitiva, gera


liberdade, e além de ajudar financeiramente as pessoas, você poderá
ensiná-las a trilhar o mesmo caminho.

2.1 – Você é diferente

Pelo simples fato de você ter adquirido este método, você já está na
frente de inúmeras pessoas. Muitas pessoas, por medo, por informação
distorcida ou por simplesmente falta de atitude, não conseguem dar este
passo. Neste ponto, você está na frente. A partir do momento que você,
assim como eu fiz um dia, disse para si mesmo, BASTA, e iniciou um
processo de busca por uma solução, você já começou a mudar
internamente. Nos próximos capítulos você aprenderá a técnica precisa
para concretizar tudo isso.

2.2 – O grande Por quê

Você merece mudar sua vida. Deverá colocar em prática as técnicas


aqui apresentadas imediatamente. Não perca mais um segundo sequer.
Você merece dar uma vida melhor para sua família, se ainda não tem
uma família (esposa, esposo, filhos, irmãos, etc), quando tiver, ela estará
muito mais protegida.

11
Siga: www.aprendainvestimentos.com

O método Viver de Ações está ajustado aos moldes brasileiros, não


existe outro método mais eficiente para investimentos dentro do território
nacional. Ao seguir nossas técnicas, você terá condições de conquistar
sua Independência Financeira em menos tempo.

Para você ter uma ideia, os sistemas de previdência privada,


demoram 30 anos para gerar uma renda medíocre para a população,
isso que nem irei falar do sistema de previdência social do Brasil porque
está cada vez pior e quebrado, sucateado e corrompido.

Trinta anos, pagando inúmeras taxas, parcelas, para no fim da vida


ter uma renda pequena e perceber que o banco ou instituição financeira
ficou com a maior parte do seu dinheiro.

Nosso método foi criado para MUDAR isso radicalmente, você terá o
patrimônio que merece ter, estará protegido pela lei de propriedade
privada.

Nosso sistema é tão seguro perante a lei, como você comprar por
exemplo, um apartamento próprio. Este apartamento estará escriturado,
pertencerá a você, e quando você se for, será herança para seus filhos.
O mesmo se dá aos ativos que você irá adquirir com estes métodos.
Serão seus, e no futuro de seus filhos. E quando você ensiná-los a seguir
o mesmo método, o patrimônio deles será crescente e também passará
aos seus netos, em um ciclo constante de crescimento.

2.3 – Como cheguei até aqui...

Neste ponto, antes de continuarmos, eu gostaria de apresentar um


pouco sobre a minha história e tudo o que tenho vivido até aqui, nesta
área de estudos e busca pela independência financeira.

Meu nome é Tiago Lacerda, sou casado e pai de família. Sou um


brasileiro típico, nasci em uma família de classe média baixa, em Porto
Alegre RS. Desde criança, vi meus pais enfrentarem dificuldades
financeiras, eternamente escravos de empréstimos bancários, sempre
“matando um leão por dia”, para sustentarem uma família com 4 filhos.

12
Siga: www.aprendainvestimentos.com

Meu pai, sempre trabalhou nos setores comerciais de empresas


privadas, as vezes como vendedor, outras vezes como empreendedor
frustrado, abrindo negócios que “quebravam” em pouco tempo. Minha
mãe uma professora que durante anos, lecionava pela manhã, tarde e
noite para contribuir com as despesas domésticas.

Não possuíamos abundância alguma e nossa família sempre precisou


administrar bem os próprios recursos para poder “se alimentar” durante o
mês inteiro. Assim eram os primeiros anos da minha vida.

Eu me questionava pelo fato de que devido aos valores familiares que


tínhamos, notoriamente direcionados pela minha mãe, sempre se buscou
fornecer boa educação para os filhos, então estudei em bons colégios,
(quase sempre com bolsas de estudo) e me vislumbrava com famílias de
melhores condições financeiras do que nós, e isso me despertava as
mais profundas reflexões sociais.

Ao mesmo tempo em que possuía amigos provenientes de famílias


humildes e de baixa condição financeira, possuía amigos que eram filhos
de pessoas ricas e abastadas, que ostentavam condições financeiras
invejáveis, no entanto, apesar de me questionar destas diferenças,
conseguia lidar bem com sentimentos de inveja e oposição.

Eu fui uma criança resignada. Por um lado compreendia que meus


pais faziam o melhor que podiam para nos sustentar com boas
condições, por outro lado identificava a injustiça social em que
estávamos envolvidos e com uma mentalidade infantil tentava encontrar
explicações ao que parecia uma contradição existencial, ou seja, apesar
de “pobres”, convivia com ricos de forma harmônica (se é que eu possa
utilizar tal palavra).

2.3.1 – Meus primeiros passos:

Quando cheguei na adolescência, queria com todas as forças


entender os “porquês” das diferenças e das consequências que eu
estava envolvido. Desde muito cedo busquei na espiritualidade e na
filosofia preencher espaços que foram gerados na minha infância.

13
Siga: www.aprendainvestimentos.com

Materialmente, eu queria saber o real motivo de meus pais não


conseguirem uma condição financeira melhor. Não era falta de estudos,
pois tínhamos boas condições culturais, minha mãe era professora
universitária.

Assim sendo, o porquê da nossa situação financeira continuava sendo


um mistério nos meus primeiros anos de adolescente. Assumi
lentamente uma postura crítica e buscava arrumar um culpado a quem
pudesse acusar, a quem pudesse condenar.

Entendi que não existe diferença entre “mundo material” e “mundo


espiritual”, tudo pertence ao mesmo conjunto de vida e equilibrar-se
significa se relacionar bem com este conjunto em todos os seus
elementos.

Em outras palavras, apesar de meio sem querer, meus pais agiram


como agem todas as pessoas que não são preparadas para entender
isso. Eles não tinham “educação financeira”, viviam sobre um modelo
social implantado (que hoje se percebe em mais de 95% da população
brasileira).

Fizeram o que acreditavam ser certo e nos ensinaram dentro de suas


limitações. Mas neste ponto da minha vida, com um turbilhão de
hormônios e “problemas” a resolver, eu precisava tomar decisões, dar
meus próprios passos, mas principalmente, arcar com as consequências
das minhas próprias decisões.

Por querer romper os padrões, cometi alguns erros que apesar de


servirem para adquirir experiências valiosas, me atrasaram muito em
meus processos pessoais. Larguei os estudos, parti para fazer cursos
em áreas que não resolviam minha realidade financeira.

Assim como meus pais, fui educado a resolver meus problemas


financeiros com a ajuda de credores. É assim que ensinam a todos os
brasileiros. “Ora, é simples: se você precisa de dinheiro, você pode fazer
um empréstimo.”

É o que meus pais faziam e o que vivi grande parte da minha infância
e adolescência vendo outras pessoas fazerem. Quando iniciei minha vida
14
Siga: www.aprendainvestimentos.com

adulta, o que você acha que eu fiz? Obviamente, empréstimos, um erro


que me custou alguns anos até corrigir.

Em minha jornada cheguei ao ponto de acreditar que os modelos


econômicos desenvolvidos na história estavam todos errados. Acreditava
ser mais justo que todos tivessem as mesmas chances e que dinheiro
atrapalhava a justiça social.

No entanto, quando eu estava em um momento de revolta e


questionamentos, descobri um livro que já mudou a vida de muitas
pessoas, um livro que abriu minha mente para o desenvolvimento da
Inteligência Financeira, o livro Pai Rico Pai Pobre, de Robert Kiyosaki.

Este livro realmente causou uma grande comoção na visão financeira


dos leitores, pois a primeira coisa que se percebe é que “se aprendeu
tudo errado” em relação a dinheiro e riquezas.

Com esse livro aprendi que a construção de riqueza e de


Independência Financeira, não se trata de uma quantia de dinheiro, mas
sim de um padrão de comportamento que pode ser aplicado até por
quem tem pouquíssimos recursos, pode ser aplicado pelo doutor, pelo
empregado humilde, pelo velho ou pelo jovem.
Esse padrão quando entendido, GARANTE a conquista da riqueza
como consequência natural, pois passamos a utilizar o fator tempo a
nosso favor, aprende-se como fazer o dinheiro trabalhar por nós ao invés
de nos tornarmos escravos do dinheiro e especialmente do “crédito”.

Entende-se também que riqueza não é uma questão de quantidade


de dinheiro, mas sim uma condição de posicionamento pessoal frente à
vida onde muitas vezes quem tem mais dinheiro não é o rico. Rico é
aquele que sabe se posicionar frente à quantia de dinheiro que tem,
desde que este posicionamento seja correto e a forma de se relacionar
com esta quantia seja consistentemente útil.

Conheci inúmeros ricos que não possuíam grande quantia financeira,


mas sabiam exatamente como se relacionar com a quantia que
possuíam, e conheci muitas pessoas que apesar de possuírem uma
quantia financeira enorme, não sabiam exatamente o que fazer com isso
e como resultado clássico, perderam rapidamente seu dinheiro voltando
a uma condição financeira lamentável.
15
Siga: www.aprendainvestimentos.com

A mídia já apresentou inúmeros casos de pessoas que ganharam


valiosas somas, seja por prêmios de loterias, por herança ou por alguma
manobra inesperada, e que em pouco tempo voltam a condição de
“pobres”, por não possuírem condições de pagar as dívidas que
adquiriram.

O livro Pai Rico Pai Pobre mudou meus conceitos de forma visceral.
Mudou profundamente minha forma de enxergar o mundo. Eu precisava
executar os ensinamentos de Kiyosaki, isso não era somente uma
necessidade, mas se transformou em um desejo pessoal, não queria
repetir os mesmos erros ou o padrão de vida dos meus pais.

Porém não há transformação imediata no ser humano. Existe uma


máxima que diz: “a natureza não dá saltos” e a primeira grande
transformação comportamental, apesar de meu entendimento estar claro,
demorou a ocorrer.

Demorei muitos anos para me recuperar das consequencias de uma


educação distorcida, pois havia sido educado sobre valores que
separavam o mundo material do mundo espiritual, de que o dinheiro
causava problemas e injustiças, que os ricos eram culpados pela vida
humilhante dos pobres e por aí vai.

16
Siga: www.aprendainvestimentos.com

No entanto, eu começava a mudar minha mente e a reavaliar minhas


crenças a partir de novos modelos apresentados. Comecei a perceber
que o dinheiro nada mais é do que uma ferramenta para a qualidade de
vida e que é o comportamento humano frente ao dinheiro que se traduz
em mau ou bem, em útil ou inútil, em necessidade ou ostentação.

Percebi que os verdadeiros ricos eram ricos não por injustiça ou ato
criminoso, mas sim porque suas mentalidades ou a forma de se
relacionarem com o dinheiro era correta e por sua vez, os verdadeiros
pobres eram pobres por sua própria ignorância ou falta de inteligência
financeira, por se relacionarem mal com o dinheiro.

Mas acima de tudo, percebi que na vida temos que ser seguidores de
um modelo ou visão integral, em outras palavras tudo está relacionado e
se baseia no posicionamento que temos frente às coisas da vida.

Condição financeira se relaciona com todos os elementos da vida,


com a saúde, com os hábitos, com a forma que nos alimentamos, com
nosso lazer, nossa busca por conhecimento, pela espiritualidade ou
religião, por prazeres, por satisfação e logicamente a maneira que nos
relacionamos com situações de crise, com nossos problemas,
relacionamentos e também como lidamos com aquilo que consumimos.

Os conceitos de “ativos financeiros”, didaticamente explicados por


Robert Kiyosaki podem ser entendidos e criados por qualquer pessoa
independente da quantia de dinheiro que esta possui, mas o mais difícil é
a mudança na forma de agir frente a vida.

Entendimento estabelecido, bases sólidas. Agora eu sabia o que


precisava fazer, porém eu ainda precisava encontrar a fórmula.
Compreendia que a economia se modificava de país para país e,
portanto, como não somos os EUA, eu precisava encontrar algo que
pudesse fazer de acordo com os padrões brasileiros.

Não temos a cultura americana e nossa cultura está distorcida há


séculos com relação a aquisição de riquezas e ao estímulo de uma
independência financeira. Somos consequência de um padrão colonial
implantado, uma cultura de subsistência e escravidão.

17
Siga: www.aprendainvestimentos.com

2.3.2 – Próximos Passos:

Eu já havia entendido exatamente o que precisava fazer, isto é, fazer


o dinheiro trabalhar por mim e gerar RENDA passiva e constante, além
disso, que esse rendimento fosse CONSISTENTE. O que Robert
Kiyosaki chama em seu livro de “fluxo de caixa positivo”.

Nunca antes na minha vida, me percebia tão claramente envolvido na


“corrida dos ratos” como nesta fase. Sabia o que precisava fazer para
sair desta escravidão, mas ao mesmo tempo me faltava forças. Eu
estava envolvido em um sistema de escravidão, em uma Matrix
Psicológica.

Início da vida adulta... Eu queria de uma vez por todas aplicar o


conhecimento que me foi revelado na minha adolescência. Busquei
seguir o conselho do Pai Rico, criar ativos financeiros, mas entrou um
novo elemento que foi definitivo para obter um diferencial de resultados
que tenho conquistado hoje.

Não basta ser um ativo financeiro, é preciso ser um ativo


CONSISTENTE, vencer a inflação e as taxas de impostos estabelecidas
pelo governo do nosso país. O modelo brasileiro não permite que
possamos agir como um americano nato, que é educado desde a

18
Siga: www.aprendainvestimentos.com

infância a investir, para criar negócios, para estabelecer seus ativos tanto
internamente como externamente ao seu país de origem.

No Brasil, por motivos suspeitos e, diga-se de passagem, perversos,


educam a população a utilizar o CRÉDITO, provocando dívidas na
população. Não permitem que possamos investir em outros países ou de
forma a alimentar a livre iniciativa. De 10 empresas abertas, 8 quebram
nos primeiros anos de funcionamento.

É uma forma de sustentar a economia e direcionar a riqueza para o


Estado ao invés de direcioná-la para o povo. Quando se fomenta o
crédito, se faz girar a economia, se fortalece o comércio e a indústria,
porém se cria em paralelo a DÍVIDA e consequentemente a
inadimplência, aumentando a pobreza. É uma faca de dois gumes, o
Brasil perde com isso, como povo, porém em um governo que suprime
seu povo, para poder garantir seu próprio luxo, isso é algo comum.

Foi então que compreendi que precisava me livrar de uma vez por
todas do “crédito” e consequentemente das dívidas. Livrar-se da
utilização do crédito, das dívidas e do modelo do financiamento é a
primeira coisa que se deve fazer, caso contrário não se constrói riqueza.

Impressionantemente, o governo ensina seu povo a agir de forma


contrária, isto é, promovem o crédito, incentivam o financiamento e
preferem um povo escravo das dívidas. Acredite, sofri como todo
brasileiro para conquistar este primeiro passo.

A tentação de comprar por financiamentos, adquirindo longas e


intermináveis prestações, o conselho esdrúxulo dos agentes e gerentes
bancários que desorientam a população indicando produtos que geram
riqueza para os bancos ao invés de gerarem riqueza para a pessoa,
sempre me rodearam. Aprender, especialmente no início do processo a
viver de forma modesta, no que eu chamo de um “minimalismo
consciente” é essencial para darmos um pontapé inicial.

Minimalismo consciente não significa abandonar o conforto ou viver


em privação, mas sim em compreender exatamente o que é essencial e
o que é supérfluo, optando por sacrificar algo supérfluo em curto prazo e
estabelecendo o essencial, para que no médio e longo prazo, o desejado

19
Siga: www.aprendainvestimentos.com

supérfluo possa ser adquirido sem problemas e sem impacto negativo na


vida de alguém.

Não é o que ocorre com mais de 95% das pessoas. Estas por não
conseguirem sacrificar o supérfluo em curto prazo, por não conseguirem
lidar com seus desejos, entram em financiamentos que
maquiavelicamente são montados para iludir e escravizar o povo, para
fazê-los pagar muito mais do que valem as aquisições. Assim a pessoa
se enreda em uma infinita rede de prestações e a famosa “bola de neve”
de dívida se forma, tornando três vezes mais difícil qualquer construção
de riqueza para a Independência e a Liberdade.

Eu entendia profundamente isso, e tive que optar pelo quê eu


realmente queria lutar. Ou proporcionaria o supérfluo para minha família
ou me livraria das dívidas em curto prazo, em prol de uma conquista
superior a médio e longo prazo.

Obviamente eu optei pela liberdade e esta mesma perspectiva de


reflexão é proposta a TODOS que iniciam neste Caminho para a
Independência Financeira. “Maturidade significa ter a capacidade de
sacrificar algo supérfluo em curto prazo, em prol de algo superior a médio
e longo prazo”.

Por exemplo: Você deseja ter o mais novo Iphone que é vendido no
Brasil por 6.000 reais (exemplo ilustrativo), mas você não necessita
realmente dele, é um supérfluo, o essencial é sim um celular que lhe dê
as ferramentas que você realmente precisa, e isto pode ser facilmente
conquistado com um modelo mais barato.

Então você opta conscientemente por sacrificar o supérfluo que você


deseja agora, em prol de algo mais barato em curto prazo, se preparando
para que no futuro este supérfluo seja garantido pelo rendimento passivo
dos ativos que você irá adquirir com a diferença. Fica claro ? Não se
preocupe, adiante eu explicarei em detalhes.

Comecei a desenvolver minhas pesquisas, a fim de identificar os


modelos de Ativos Consistentes disponíveis no mercado brasileiro e
como utilizar o tempo a favor da construção de um patrimônio sólido que
me permitisse vencer a inflação e as crises (marolas ou tsunamis)
econômicas que nosso país vive constantemente.
20
Siga: www.aprendainvestimentos.com

A primeira coisa que estabeleci juntamente com minha família foi um


conselho muito bem conhecido e ensinado por nossos “avós”, “viver com
menos do que se ganha”.

Neste ponto vale a pena comentar algo que me ocorreu....

Dentre esta busca por estudos financeiros, apareceu um livro antigo


em minhas mãos chamado “O Milagre dos 20%”. Eu chamo de milagre
pois da mesma forma que apareceu sumiu e eu nunca mais o encontrei.
Sei que é uma edição esgotada e contava a história de um pai que
orientava um filho sobre como administrar suas finanças, ensinando ao
mesmo SEMPRE separar 20% daquilo que ganhava, utilizando para
viver, apenas 80%.

Dos 20% que eram separados, 10% era utilizado para INESTIR e
outros 10% para DOAR. Isto mesmo, realizar doações. O livro explicava
sobre o Poder da Doação em paralelo ao Poder do Investimento.
Pensando nisso, escrevi no blog aprendainvestimentos.com um artigo
sobre o Poder da Doação, vale a pena conferir.

http://aprendainvestimentos.com/o-poder-da-doacao-chave-para-
prosperidade/

21
Siga: www.aprendainvestimentos.com

Todos nós precisamos estabelecer o que chamo de “base percentual”


onde a pessoa utiliza apenas um percentual para garantir o pagamento
de suas despesas básicas e um percentual para INVESTIR. E é aí neste
último ponto onde iniciamos a montagem de ativos consistentes.

Periodicamente, quando entra seus recursos financeiros, como seu


salário por exemplo, ou algum outro rendimento que possua, esta pessoa
irá utilizar deste padrão, separando o percentual desejado para investir,
ou reinvestir conforme o caso, aumentado o volume dos seus ativos, que
por sua vez também irão produzir rendimentos e serão aumentados
reinvestindo em base percentual. Assim por diante sucessivamente pelo
resto da vida.

2.3.3 – Partindo para a Guerra – Enfrentando um inimigo


conhecido:

Quais seriam então os ativos financeiros consistentes que estavam à


disposição? Já tinha aprendido a NÃO CONFIAR em agentes e gerentes
bancários e muito menos na mídia e no governo. Acreditem, não há boas

22
Siga: www.aprendainvestimentos.com

intensões em nenhum deles, não querem que você enriqueça. Um povo


pobre e desorientado é mais fácil de dominar, mais fácil de manipular.

Não se consegue manipular facilmente quem possui Independência


Financeira e especialmente Liberdade Financeira, pois simplesmente
esta pessoa DECIDE o que quer fazer e em qual momento quer fazer,
fugindo assim do controle do Estado. E é aí onde se diferenciam os
países que defendem a liberdade econômica e os países que querem
submeter a economia ao controle do estado. Vejam o artigo específico no
nosso blog.

http://aprendainvestimentos.com/liberdade-eco/

Eu sempre desejei esta condição de independência e liberdade. Isto é


conquistado utilizando o tempo a nosso favor e tendo uma disciplina de
viver sob uma base percentual (conforme o conselho de nossos avós,
com menos do que se ganha e investindo a diferença).

Percebam que não se trata de quantidade de dinheiro, mas sim de


uma postura de vida, conquistar isso exige certo grau de entendimento,
esforço e disciplina, características básicas para qualquer
empreendimento que se queira na vida. Você pode decidir a vontade sua
base percentual, modificar isso no decorrer do tempo, mas o importante
é sempre seguir aquilo que se planeja. Obviamente que quanto mais
você INVESTIR de forma consistente, mais rápido a Independência será
alcançada.

A partir do livro Pai Rico Pai Pobre, descobri que se tornar “sócio” de
boas empresas era uma forma consistente de adquirir Ativos, pois toda
empresa quer crescer e lucrar. Isto é básico para um país como o Brasil
pois é essência dentro de um sistema capitalista emergente e assim
sendo, o Brasil é um terreno fértil para este modelo.

Percebi que os maiores investidores do mundo escolhiam o Brasil por


possuir características específicas, apesar das crises sociais, e dos
problemas de corrupção e governança de algumas instituições.

Comecei a “devorar” livros, reportagens e artigos sobre investimentos


e conheci grandes nomes como Benjamim Graham, Warren Buffet,
George Soros e também brasileiros como Luiz Barsi Filho, Lírio
23
Siga: www.aprendainvestimentos.com

Parisiotto, Luís Alves Paes de Barros, Guilherme Afonso Ferreira,


Antônio José Carneiro, entre outros. E busquei compreender o que eles
tinham em comum.

Todos estes nomes aprenderam a analisar empresas sólidas que


possuíam características de governança e administração que as
tornaram excelência em lucratividade e rendimento. Todos eles
possuíam a consciência do que se tratavam Ativos Consistentes. Todos
eles desenvolveram patrimônio, em maior ou menor grau, investindo nas
ações destas empresas, tornando-se sócio delas enquanto estas
empresas satisfaziam os critérios de consistência frente a realidade
econômica do país.

Estudei formas de alocação de ativos, para garantir rentabilidade


constante e especialmente o que Robert Kiyosaki chama de fluxo de
caixa positivo. Queria que os rendimentos destes ativos superassem
minhas despesas. Então comecei a estudar os mesmos moldes de
análise fundamentalista que estes investidores de renome utilizam.

Hoje já estabeleci uma base percentual de vida, ou seja, vivo apenas


com um percentual do que ganho, investindo outro percentual em ativos
consistentes. A fórmula foi encontrada, o tempo se encarregará do resto.
Já tenho obtido excelentes resultados. Os bons resultados começam a
dar condições de liberdade e pretendo usar esta liberdade também de
forma consciente.

Ainda não cheguei no fim da minha Jornada, mas sei que agora o
resultado está GARANTIDO, para mim não tem mais volta e a cada dia,
semana, mês e ano, a riqueza me é concedida pois nasce de dentro para
fora, germina e se multiplica a partir dos ativos consistentes que investi e
da forma de lidar e de me relacionar com eles.

São como flores em um jardim, que se rega todos os dias, mas que se
estiver bem cuidado, pode ser deixado de lado por bastante tempo sem
que as condições da natureza o prejudiquem.

Neste ponto eu decidi ensinar aos outros aquilo que aprendi a duras
penas, talvez como uma obrigação pessoal para que outras pessoas não
percam tanto tempo, e não cometam os mesmos erros que eu cometi,

24
Siga: www.aprendainvestimentos.com

que possam utilizar suas vidas e especialmente seus recursos


financeiros de forma mais consistente.

2.3.4 – Entendendo a liberdade

Aplicando a técnica certa de viver com uma base percentual e


escolher os ativos consistentes para investir, você poderá fazer o que
quiser, trabalhar no que quiser, naquilo que gosta realmente, pois você
não precisará tirar sua renda de um trabalho formal, mas ao mesmo
tempo, poderá utilizar seu tempo para trabalhar formalmente se assim
quiser rentabilizando ainda mais.

Você poderá ter o negócio que quiser, abrir a empresa que quiser ou
não abrir empresa alguma. Você poderá morar aonde quiser, inclusive
em outros países, viver a vida que quiser, no entanto, por compreender
as “leis” que regem não só as sociedades, mas a própria questão
financeira, fará escolhas de forma consciente, respondendo para si
mesmo a pergunta: “O que você realmente quer ?”

Tudo aquilo que você quiser você poderá conquistar, desde que
compreenda quais as leis que envolvem este processo. E lembre-se,
“maturidade é saber o quê sacrificar em curto prazo, para ganhar algo
superior a médio e longo prazo.”

Eu posso ensinar quais ativos são opções consistentes e provar


matematicamente o porquê da consistência. Além disso, posso mostrar
como escolher corretamente ou alocar seus ativos, gerenciando o risco e
estabelecendo a melhor rentabilidade, não cometendo erros que muitos
investidores primários cometem.

O seu nível de Independência e Liberdade aumentará,


proporcionalmente ao desenvolvimento de sua inteligência e habilidade
financeira. O elemento “Tempo” é importante, quanto ANTES você
começar, mais cedo poderá desfrutará do resultado, no entanto, não
existe “melhor momento” para este início, O melhor momento é AGORA.

Comigo há vários anos, vem ocorrendo esta transição.:

25
Siga: www.aprendainvestimentos.com

1) Uma mudança completa em minha mentalidade com relação a


Finanças e com relação a própria sociedade em que vivemos.
Precisei aprender a mudar meus paradigmas, compreender que
toda a sociedade é ensinada de forma equivocada, errada, ilusória,
justamente por falta de interesse do governo em que o povo
enriqueça.

Precisei mudar meus conceitos a cerca da prosperidade, parar


de pensar que não seria justo enriquecer, que não merecia, e etc.
Pensamentos estes muito comuns na maioria das pessoas do
Brasil. Existe um cunho equivocado na nossa educação, dizendo
que “os ricos são culpados pela injustiça social que vivemos”. Isso
é falso.

Ricos são ricos porque aprenderam a se relacionar bem com


suas condições financeiras e pobres são pobres porque não
aprenderam a lidar bem com suas finanças. Simples assim. Ensine
qualquer pessoa, a mais humilde que seja, um empregado que
ganha um salário mínimo por mês apenas, ensine-o a seguir as
técnicas deste livro e ele enriquece naturalmente.

Pode não se tornar um bilionário, porém obterá patrimônio


sólido e consistente mês a mês e em um prazo muito mais rápido
do que se imagina, conquistará excelentes resultados, renda extra
passiva e com o devido tempo, também conquistará a
Independência Financeira.

Repito, isso vai totalmente contra, os conceitos implantados


pelas instituições educacionais e governamentais de nosso país e
é culturalmente destrutivo pois nada contra a correnteza. Haverá
muitas pessoas contrárias a estas técnicas, porém, estas são
legalizadas dentro de nosso país e quem segue este caminho
ENRIQUECE mais cedo ou mais tarde.

No meu caso, eu demorei muito para aprender, não tive quem


me ensinasse, precisei SOZINHO esquadrinhar as poucas
informações existentes sobre isso. Hoje estou buscando apontar
para o mapa do caminho, ao menos no que se refere ao mercado
nacional brasileiro.

26
Siga: www.aprendainvestimentos.com

2) Eu precisei utilizar uma estratégia correta. Tive diversas tentativas


diferentes, testei outros mercados, Intraday (Forex, Opções
Binárias, Mercado Futuro, Ações com Alavancagem, etc), tentei
diversos tipos de investimento, porém aprendendo sobre o que
fizeram os grandes investidores do Brasil, constatei na prática de
que A MELHOR ALTERNATIVA sem dúvida é o investimento
consistente em Ações defensivas, boas pagadoras de dividendos,
as chamadas “vacas leiteiras” por alguns investidores, combinando
com Fundos Imobiliários para gerar fluxo de caixa positivo,
reinvestindo os dividendos constantemente até que esta renda
destes supere o salário tradicional.

Não há estratégia mais clara, simples e rápida do que esta.


Observem algumas constatações. Os sistemas de previdência
privada (PGBL, VGBL) oferecido pelos bancos, roubam os clientes
através de taxas administrativas absurdas, você não consegue
juntar o mesmo patrimônio que juntaria se optasse por administrar
a própria carteira de ações defensivas e fundos imobiliários.

É uma falsa segurança oferecida, você paga para eles


administrarem e é lesado sem perceber em sua construção
patrimonial. A Previdência Social do Brasil não presta, você paga o

27
Siga: www.aprendainvestimentos.com

teto máximo durante 30 anos e no fim da vida ganhará o piso


mínimo.

Como gosta de dizer Luiz Barsi Filho, “antigamente você se


aposentava como um executivo, e terminava a vida como um
indigente. Hoje você já se aposenta como um indigente”. Portanto,
é definitivamente uma péssima idéia, confiar na previdência social.
Se você é um profissional de carreira, contará com a previdência
social apenas para ter “algo a mais”, mas não fundamente sua
previdência nela, construa uma carteira para obter consistência e
blindagem em sua estratégia.

3) Eu automatizei meus hábitos, primeiramente, definindo uma base


percentual para investir todos os meses. No meu caso, eu optei
por viver apenas com 80% do que ganho e utilizar 20% para
investir e realizar doações, ou seja, 10% eu invisto conforme
técnica apresentada neste método, e 10% eu dôo para quem
precisa, efetuo doações para entidades, ongs, igrejas e atividades
sociais e pessoas do meu círculo de convivência que estejam
precisando.

Falarei sobre isso mais tarde. Além disso, eu REINVISTO os


dividendos e juros sobre capital próprio que minha carteira gera.
Este reinvestimento é sistemático conforme critérios que
apresentarei em seguida, todos os meses e será feito para o resto
da vida.

Ocorre que minha meta pessoal será atingida, com absoluta


certeza, e num prazo adequado e será onde eu irei parar com
todas as minhas atividades profissionais e viverei apenas de parte
da renda gerada.

Meu tempo será utilizado para trabalhos que considero úteis,


trabalhos que serão feitos por puro altruísmo, pois nada na vida
me dá mais prazer do que poder ajudar as pessoas de forma
incondicional, sem esperar nada em troca. Para isso, ter
independência financeira é fundamental, automatizar isso na vida,
gera segurança financeira, para poder usar o tempo da forma que
quiser.

28
Siga: www.aprendainvestimentos.com

E são exatamente esses 3 pilares que eu vou te mostrar em detalhes


nos próximos capítulos, explicando os conceitos e ferramentas
envolvidas, mas antes disso perceba uma coisa. A questão não se trata
apenas de poder “parar de trabalhar” ou “viver de renda”. A questão vai
mais além disso, vai no centro do fundamento humano de seu próprio
objetivo pessoal de vida.

O que você REALMENTE quer SER e FAZER ? O “poder” da


Independência Financeira apenas assegura que isso possa ser
conquistado, SEM O SEU TRABALHO PROFISSIONAL formal, sem a
necessidade de ser um empregado ou de ter um negócio próprio. Por
outro lado, não impede de você ser empregado de uma empresa
qualquer, desde que GOSTE desta condição e que isto lhe dê a
satisfação que seu objetivo pessoal precisa.

Ou mesmo ter o negócio que quiser ter, criar a empresa, a loja, a


escola que quiser. Enfim, o que quero deixar claro é que no momento em
que você resolve seu problema financeiro, toda a base de luta e esforço
muda de foco, você não perde mais seu tempo em trabalhar pelo seu
salário e passa a optar por fazer suas realizações por Altruísmo e por
satisfação pessoal, por conhecimento, por crescimento humano, por
caridade, por consciência social e etc.

Uma mudança completa de conceito e este será o momento


específico de fazer um balanço e buscar utilizar o que conquistou para
algo mais importante para sua própria consciência.

2.4 – Sua Vida Vivendo de Ações

Você está “decifrando o código”. Este método é o resultado de anos


de pesquisa e compilação de informações testadas, ou seja, estarei nos
próximos capítulos destrinchando inúmeras informações, separando o
que é útil daquilo que não tem utilidade, leia até o fim.

Se você chegou até aqui, você já economizou muitos passos que


poderia ter dado na vida, para lugares errados, sem sentido no mundo do
investimento. Acredite que você está se protegendo ao seguir as
recomendações deste e-book.
29
Siga: www.aprendainvestimentos.com

O método Viver de Ações visa minimizar ao máximo o tempo de


construção de patrimônio, porém sem perder a consistência e sem uma
exposição desnecessária ao risco, por isso é preciso ser bem
compreendido. Por isso estou expondo conceitos iniciais de uma forma
bem extensa. Mas estamos chegando ao ponto. Você já é um
privilegiado por ter adquirido este método.

Já nos primeiros meses você verá resultados interessantes em sua


conta, e atestará o funcionamento da técnica. Irá perceber que sua vida
irá mudar consistentemente quando se submeter a disciplina proposta no
método e no fim da jornada, poderá se dar ao luxo de viver apenas de
rendimentos.

Não precisará de emprego tradicional, porém se quiser continuar no


seu emprego poderá fazê-lo, não precisará criar empresa alguma, ou
poderá criar a empresa e o negócio que quiser. Poderá mudar de cidade,
de país, ou ficar no mesmo local, em fim, você desenvolverá um fator de
liberdade e este fator de liberdade irá crescer consistentemente no
decorrer do tempo.

3 – Colocando a mão na massa

3.1 – O que é Viver de Ações ?

Viver de Ações, começa com uma experiência pessoal onde a pessoa


experimenta a fórmula apresentada no método e progressivamente,
transita para uma completa inversão de seus valores pessoais e
humanos, mudando completamente seu conceito sobre Finanças.

Ao iniciar o processo a pessoa perde o medo desta modalidade de


investimentos, aprende a separar o que é um INVESTIDOR
CONSISTENTE, de um especulador financeiro.

30
Siga: www.aprendainvestimentos.com

INVESTIDOR CONSISTENTE – É aquele que se torna SÓCIO de


uma empresa sólida e consistente ou de um empreendimento imobiliário,
acompanha os fundamentos desta empresa ou empreendimento, e
avança assumindo cada vez maior participação nesta sociedade,
enquanto esta sociedade for benéfica aos seus objetivos pessoais.

Um Investidor Consistente compreende que esta sociedade é um


ATIVO FINANCEIRO, que lhe rende DIVIDENDOS e lhe garante
PATRIMÔNIO SÓLIDO e blindado, que vence a inflação e é sua
propriedade, herança que deixará para seus filhos ou herdeiros.

Ele passa a usufruir de seus dividendos a partir de um determinado


tempo, onde a Renda Passiva gerada por suas Ações supera o seu
salário tradicional, garantindo ao mesmo Independência Financeira. O
Investidor Consistente, sempre reinveste parte de seus dividendos,
aumentando as posições já consolidadas ou abrindo novas posições em
empresas que cumprem com os critérios de análise fundamentalista que
pratica.

Ele não está preocupado com o preço da ação, este é apenas um dos
tantos índices a serem avaliados, mas não determina se uma ação é boa
ou não para se investir.

Investidores Consistentes utilizam o Longo Prazo e optam por Ações


Defensivas, que blindam seu patrimônio.

ESPECULADOR FINANCEIRO – É o chamado “Trader” ou


“negociador”, que está preocupado com o curto prazo, buscando ganhar
dinheiro com a variação do preço da ação, comprando quando o preço
está baixo e vendendo quando o preço está alto para ficar com a
“diferença” entre os dois valores.

Apesar do mercado tratar este tipo de negociador como um


“investidor”, na realidade ele não define bem o conceito. Apesar de
muitos especuladores financeiros ganharem muito dinheiro com esta
prática, existe inúmeros casos de fracassos, justamente por conta da
inconsistência do método e da falta de adaptabilidade ao risco que
envolve tal ação.

31
Siga: www.aprendainvestimentos.com

O especulador financeiro está sempre “precificando”, pois onde ganha


é justamente na diferença entre o preço de venda e de compra.

Especuladores Financeiros utilizam o curto prazo e optam por ações


de grande liquidez e com variações altas no intraday (variação diária) em
operações de alto risco.

O método Viver de Ações, propõe aos nossos leitores que estes


atinjam a Independência Financeira se tornando Investidores
Consistentes.

INDEPENDÊNCIA FINANCEIRA – Segundo Robert Kiyosaki, autor


do livro Pai Rico Pai Pobre, Independência Financeira é quando uma
pessoa faz o dinheiro trabalhar para ela, na forma de investimentos em
Ativos. Ativos são todos os elementos econômicos que nos devolvem
RENDA PASSIVA, ou seja, renda livre, onde não precisamos “trabalhar”
para obtê-la, como no exemplo deste livro, Ações de Empresas que
geram Dividendos são caracterizados como Ativos Financeiros por
Robert Kiyosaki.

Quando a soma dos rendimentos dos ativos superam o valor das


despesas de alguém, esta pessoa pode se dar ao luxo de viver apenas
deste rendimento. Sem precisar mais trabalhar profissionalmente. Isto é
Independência Financeira não se trata de uma quantidade de dinheiro ou
de um poder de compra específico, mas sim de uma condição
comportamental.

O Método Viver de Ações é o método definitivo, específico ao


mercado brasileiro, capaz de reduzir para 10 anos ou menos, o tempo
para atingir esta condição de Independência Financeira.

Imagine você, o caso de um trabalhador formal, que possui seu


emprego, e recebe seu salário. Não importa qual seja este salário, o que
ocorre em 99% da população brasileira nesta condição é que este
trabalhador, dá duro a vida toda, por mais de 30 anos, as vezes, lutando
para viver com este salário e ele mal consegue utilizar seu tempo para
outras coisas a não ser trabalhar.

Depois de 30, 35 ou as vezes mais tempo, ele finalmente se


aposenta, com uma renda MENOR do que o salário que recebeu a vida
32
Siga: www.aprendainvestimentos.com

inteira. Isso é frustrante, deprimente, e humilhante em última análise,


mas é exatamente isso que nosso governo quer que você faça.

O Método Viver de Ações está formatado para reduzir este tempo em


1 terço ou menos, ou seja, você poderá dentro de 10 anos ou menos
ainda, conquistar uma renda limpa, blindada contra a inflação e contra
crises, e melhor, CRESCENTE, e que ficará para seus filhos para que
estes dêem continuidade ao processo de crescimento.

No próximo capítulo, entregarei diversas ferramentas que irão te auxiliar


a potencializar seu aprendizado ainda mais. Como mencionei
anteriormente, você está DECIFRANDO o código.

Já aprendeu os 9 passos para a escolha de um Ativo Consistente, no


caso Ações de Empresas que são defensivas, ou seja, blindadas contra
inflação e crises, que proporcionam dividendos constantes e fluxo de
caixa positivo.

Já aprendeu como analisar e quando se desfazer de uma sociedade


que perdeu seus fundamentos, adiante algumas ferramentas para
potencializar sua inteligência financeira.

33
Siga: www.aprendainvestimentos.com

3.2 – Caixa de Ferramentas

3.2.1 – Como Escolher sua Corretora de Valores:

Para se tornar um Investidor Consistente através do Método Viver de


Ações, um dos primeiros passos práticos é escolher uma Corretora de
Valores. Os próprios bancos brasileiros oferecem corretoras próprias,
porém não indicamos o uso dos bancos brasileiros para este fim, pois as
taxas dos bancos tradicionais são altas. É importante saber que todas as
corretoras, sejam elas independentes ou dos próprios bancos
tradicionais, cobram taxas de corretagem e custódia.

É importante verificarmos estes dois elementos:


a) Taxas de Corretagem e Custódia mais acessíveis
b) Regulamentação por parte do Banco Central e da CVM (Comissão
de Valores Mobiliários.

Como nosso método propõe investimento de longo prazo, consistente


e visando rendimentos a partir de Dividendos, você não irá utilizar
34
Siga: www.aprendainvestimentos.com

recursos de alavancagem, intraday, gráficos e etc.. nada disso será


necessário.

Portanto, deverá focar nas vantagens oferecidas em relação a taxas,


custódia, custos operacionais e etc. e além disso na segurança do
homebroker (software que você acessará para realizar as operações).
Fará muito mais “compras” do que “vendas”, lembre-se, você só irá
vender as ações SE E SOMENTE SE, estas perderem os fundamentos
técnicos comentados anteriormente.

É imprescindível que você verifique se a corretora escolhida está


devidamente registrada nos órgãos competentes. No site da Bovespa,
você encontra a lista completa de todas as corretoras regulamentadas:

http://www.bmfbovespa.com.br/corretoras/BolsaDeValores.aspx?idiom
a=pt-br

3.2.2 – Sites Excelentes para auxiliá-lo em suas análises e


aprendizagem:

Rápido e prático: FUNDAMENTUS


http://fundamentus.com.br/detalhes.php?papel=bbas3

Mais completo e detalhado: GUIAINVEST


http://www.guiainvest.com.br/resultado-trimestral/bbas3.aspx

Para aqueles que querem se aprofundar ainda mais: INVESTSITE


http://www.investsite.com.br/principais_indicadores.php?cod_negociac
ao=bbas3

Para informações sobre qualquer papel disponibilizado na Bolsa


http://www.bmfbovespa.com.br/home.aspx?idioma=pt-br

Para informações sobre Fundos Imobiliários, os tipos, diferenças, etc.


https://tetzner.wordpress.com/

35
Siga: www.aprendainvestimentos.com

3.2.3 – Oque são Ações:

Ao investir em uma empresa ou em um empreendimento imobiliário


você está comprando uma parte percentual desta empresa ou deste
empreendimento e se tornando proprietário desta pequena parte, ou
seja, você está se associando, tornando-se um pequeno SÓCIO desta
empresa ou empreendimento imobiliário. Como sócio você terá direitos
legais sobre esta sociedade, mediante lei de propriedade privada.

As ações são papéis vendidos na Bolsa de Valores, através de


corretoras de valores registradas e regulamentadas, que representam
uma pequena parte do capital social de uma empresa ou
empreendimento imobiliário.

Ao comprar uma ação o investidor se torna sócio da empresa que


emitiu essa ação, passando a correr os riscos dos negócios junto com a
empresa e tendo participação nos lucros e prejuízos da mesma.

Toda ação possui um código, ele é formada por quatro letras que
representam o nome da empresa e um número que representa o tipo da
ação.

As ações podem ser classificadas em dois tipos:

Ordinárias (ON): Quem possui ações desse tipo pode de votar em


assembleias gerais da empresa, além de receber os lucros distribuídos
pela empresa. As ações ON são representadas pelo número 3 depois do
código da empresa. Exemplo: PETR3. A Bolsa de Valores de São Paulo
(Bovespa) classifica dentro do chamado “novo mercado”, todas as ações
como Ordinárias e é tendência das próximas aberturas que as empresas
estabeleçam ações desta categoria.

Preferencias (PN): Quem possui essas ações não pode votar nas
assembleias, mas recebe os lucros distribuídos primeiro (em uma
porcentagem maior que as ordinárias), e caso a empresa decrete
falência serão os primeiros a receberem compensações. Estas são as
ações que os investidores defensivos optam, pois a idéia é focar no valor

36
Siga: www.aprendainvestimentos.com

de retorno deste investimento e não na participação ativa no negócio da


empresa investida.
As ações PN são representadas pelo número 4 depois do código da
empresa. Exemplo: PETR4.

As ações preferenciais também são subdividas em classes,


geralmente diferenciadas pelas letras A, B, C ou alguma outra letra. Não
existe um padrão que determina o uso das letras, cada uma tem
características diferentes determinadas pela empresa que as emitem.

Ações preferenciais Classe A


São representadas pelo código 5 depois das quatro letras do código
da empresa. Exemplo: USIM5.

Ações preferenciais Classe B


São representadas pelo código 6 depois das quatro letras do código
da empresa. Exemplo: ELET6.

Existe um último tipo especial de ação chamada UNIT. Units são


ativos negociados de forma composta, ou seja, são ações de tipos
diferentes que são colocadas em conjunto para então serem negociadas
através do mesmo código.

O código de uma Unit é formado pelas quatro letras da empresa


acompanhada do número 11. Exemplo: ABRE11.

As negociações das ações ocorrem na Bolsa de Valores, se alguém


quiser comprar ou vender uma ação, primeiramente essa pessoa deve se
filiar a uma corretora (instituição autorizada a comprar ou vender ações).
Mais adiante, daremos os critérios de escolha para optar pelas melhores
corretoras do mercado brasileiro.

Estando filiada a pessoa poderá emitir ordens de compra ou venda


para corretora, esta por sua vez irá executar estas ordens no pregão
(local onde as negociações ocorrem).

Entretanto essas ordens de compra ou venda tem um custo


(corretagem), que variam conforme a corretora e o tamanho da
operação. As corretoras também cobram um preço para guardar essas

37
Siga: www.aprendainvestimentos.com

ações em segurança (taxa de custódia), os preços também variam


conforme a corretora e o volume de ações.

As ações também são diferenciadas por níveis de liquidez


(capacidade de trocar de dono com rapidez):

1ᵃ Linha ou “Blue Chips”: São ações de muita liquidez, geralmente


são empresas tradicionais, de grande porte e excelente reputação.

2ᵃ Linha ou “Small Caps”: São ações de boa liquidez, em geral de


empresas de grande e médio porte, com tradição ou não.

3ᵃ Linha: Ações com pouca liquidez, de empresas de pequeno e


médio porte, mas não necessariamente de menor qualidade ou maior
risco.

Apesar de ser fácil e muito tentador negociar ações, alcançar bons


resultados exige preparo e estudo, assim como qualquer outro negócio.

3.2.4 – O Que são Proventos?

Aqui chegamos ao centro e atingimos o ponto visceral do nosso


método Viver de Ações. Não há dúvidas de que, viver dos PROVENTOS
pagos pelas empresas das quais nos associamos, é o MELHOR
MÉTODO e o MAIS RÁPIDO para atingir Independência Financeira
dentro do Brasil, desde que o investidor saiba como aproveitar o tempo
ao seu favor e reinvestir de forma correta, sabendo manter a ação
quando esta cumprir com os critérios de valor ou se desfazer da mesma
no momento em que esta ação perder tais fundamentos que a tornam um
investimento consistente.

Os Proventos são os valores pagos aos acionistas, referente ao lucro


obtido por esta empresa no período de balanço e podem ser de dois
tipos: Dividendos ou Juros sobre Capital Próprio.

38
Siga: www.aprendainvestimentos.com

3.2.5 – O que são Dividendos?

O Dividendo é o pagamento em dinheiro feito aos acionistas por ação,


citado como um valor em reais ou como uma porcentagem do valor de
mercado. Os dividendos são normalmente pagos com os lucros da
empresa ou com capital acumulado e podem ser distribuídos na forma de
dinheiro, ações ou raramente em propriedades. No Brasil, as empresas
são obrigadas a pagar no mínimo 25% de seus lucros na forma de
dividendos.

Para entender porque as empresas pagam dividendos precisamos


entender que, basicamente, só existem três coisas que as empresas que
obtém lucro podem fazer:

- Reinvestir os lucros na expansão da empresa, pagando dívidas e/ou


recomprando ações;
- Pagar uma parcela dos lucros aos acionistas;
- Ambos os anteriores: reinvestir os lucros e pagar uma parcela aos
acionistas.

39
Siga: www.aprendainvestimentos.com

A maioria das empresas opta pela terceira opção, reinvestindo uma


parte dos seus lucros e pagando outra parte aos seus acionistas.

Quando uma empresa paga uma parcela de seus lucros aos


acionistas, ela o faz na forma de dividendos, onde o valor
correspondente, é depositado em sua conta, na corretora que mantém a
custódia das ações que você adquiriu.

As empresas geralmente pagam os dividendos em uma base


trimestral, semestral ou anual. Algumas empresas de alto crescimento
raramente oferecem dividendos, pois todos os seus lucros são
reinvestidos para ajudar a sustentar o crescimento da empresa. Por isso,
é importante sabermos analisar e ESCOLHER a empresa ou
empreendimento correto para investirmos, pois se o objetivo é criarmos
fluxo de caixa a partir dos proventos pagos, não adiantará investirmos
em uma empresa que apenas busca crescimento de valor patrimonial ou
intrínseco.

O dividendo é a parte que o investidor recebe por cada ação da


empresa que ele possui. Por exemplo, se uma empresa paga um
dividendo de R$ 0,10 significa que a empresa está pagando dez
centavos para cada ação emitida.

Cada acionista recebe os dividendos com base no número de ações


que possui, logo, se você tiver 10 ações desta empresa você irá receber
R$1,00 de dividendos.

Além de utilizar um valor em reais para definir o valor do dividendo,


como por exemplo, R$5 por ação, ele também pode ser definido como
uma porcentagem, como 2,5% do preço da ação, por exemplo.

3.2.6 – O que são Juros Sobre Capital Próprio?

Além dos Dividendos, a empresa pode decidir distribuir seus lucros


através de Juros sobre o Capital Próprio (JSCP). A diferença é que,
enquanto os dividendos são isentos de Imposto de Renda, há a cobrança
de uma alíquota de 15% sobre os JSCP.

40
Siga: www.aprendainvestimentos.com

Para as empresas é mais vantajoso distribuir seus lucros através do


JSCP, uma vez que esse valor reduz a base de cálculo do Imposto de
Renda a ser pago pela empresa. Contudo há um limite máximo que pode
ser distribuído através de JSCP. Por isso muitas empresas distribuem
uma parte dos seus lucros na forma de dividendos e outra na forma de
JSCP.

Para se referir a todos os pagamentos de lucro em conjunto, os


dividendos mais os juros sobre capital próprio, é comum utilizar o termo
proventos. A partir de agora ao me referir a “dividendos” estarei me
referindo aos dividendos e aos juros sobre o capital próprio em conjunto,
uma vez que não há diferenças entre eles além do pagamento do IR.

O processo para o pagamento de dividendos envolve várias datas


diferentes, o que pode confundir o investidor, como veremos a seguir.

Quando a empresa anuncia o pagamento dos dividendos, ela anuncia


também a data a partir da qual as ações compradas não terão mais
direito de receber os dividendos.

Por exemplo, suponha que uma empresa anuncie do pagamento de


R$1 de dividendos por ação e que as ações compradas a partir do dia 17
de setembro não terão mais direito a receber os dividendos, ou seja, a
ação passará a ser negociada como “ex-dividendo” a partir daquela data.

Então, se no dia 16 de setembro a ação fechou cotada à R$10, no dia


17 ela estará cotada a apenas R$9 na abertura do pregão, pois foram
descontados os pagamentos de dividendos do preço da ação. Isso serve
para manter a neutralidade do patrimônio do investidor.

Se no dia 16 ele tinha 100 ações ele poderia vendê-las por R$1000.
Já no dia 17 ele poderia vender as ações por apenas R$900, porém irá
receber R$100 referente ao pagamento dos dividendos. E ao passar este
processo voltam as ações a entrarem na dinâmica de mercado
aguardando o próximo período de pagamento e assim sucessivamente.

41
Siga: www.aprendainvestimentos.com

3.2.7 – Data de Pagamento:

É a data em que ocorre o pagamento dos dividendos de fato que são


depositados na conta que o investidor possui, seja em uma corretora de
valores independente ou na própria conta bancária se a operação de
investimento foi feita a partir de um banco.

Além de serem úteis para os acionistas, os dividendos são também


um atestado da saúde financeira das empresas, como veremos no
próximo tópico.

3.3 – Mentalidade, Estratégia, Automatização

A partir de agora entraremos no coração do Método Viver de Ações.

Você deve se lembrar que esse método é baseado em 3 Pilares


fundamentais.

Abordaremos cada um detalhadamente.

42
Siga: www.aprendainvestimentos.com

3.3.1 – Mentalidade

Estabelecendo uma Base Percentual:

No início desta publicação, quando mencionei minha experiência


pessoal, comentei que consegui depois de ler um livro chamado “O
Milagre dos Vinte por Cento”, aprendi sobre como viver de forma
percentual.

Talvez uma das práticas mais difíceis, especialmente para o


brasileiro, seja estabelecer e organizar a própria vida sob uma base
percentual definida e manter esta disciplina no decorrer dos anos, porém,
é exatamente esta parte do desenvolvimento do Método Viver de Ações,
que trará o SUCESSO integral do processo e sem sombra de erros, a
vitória para QUALQUER pessoa que queira colocá-lo em prática. A Base
Percentual.

Vamos agora então explanar em detalhes este processo fantástico,


tão simples e tão ignorado por mais de 99% da população de nosso país.

43
Siga: www.aprendainvestimentos.com

O Livro, uma breve resenha: O Milagre dos 20% conta a história de


um jovem que saiu de casa para “fazer sua própria vida” longe dos pais,
com poucos recursos e com a ajuda do pai, o jovem se afastou dos seus
em direção ao desconhecido.

Com o dinheiro que o pai lhe entregou, ele poderia com alguma
modéstia, viver um ano sem precisar de trabalho ou sem passar
necessidades básicas, mas o objetivo era fazer sua própria vida, longe
dos pais, ou seja, ganhar dinheiro sozinho, se reestabelecer em outra
região, construir a própria família e etc.

O interessante deste livro é que esta história simbólica, representa a


vida de milhares de jovens pelo mundo a fora, que sem educação
financeira, simplesmente não estão preparados para enfrentar as
intemperes sociais que a vida apresenta.

Além do dinheiro que o pai lhe concedera, o jovem também recebeu


um pequeno manual, escrito a mão, que o seu avô por sua vez também
havia presenteado seu pai por ocasião de sua saída de casa.

Este manual chamava-se “O Milagre dos 20%” e continha em seu


conteúdo, uma série de posicionamentos psicológicos que alguém deve
assumir em sua vida para conquistar a vitória a consequente
prosperidade.

Porém como todo o jovem, o de nossa história não deu atenção ao


pequeno manual, guardando-o por longo tempo sem lê-lo. Esquecera
das recomendações de seu pai, de que se tudo falhasse, ele deveria ler
rapidamente o manual e coloca-lo em prática sem esquecer de uma só
linha.

Resumidamente, com o passar dos primeiros meses, em bares, jogos


ou em negócios mal fundamentados, este jovem perdeu todo o dinheiro
que seu pai lhe dera, e ficou sem nada, na rua, sem nem ter onde passar
a noite, apenas com as coisas que ainda lhe pertenciam,.

Encontrou o velho manual, no fundo da mala, sem nunca ter aberto e


lembrou por fim das recomendações de seu pai.

44
Siga: www.aprendainvestimentos.com

Este jovem tinha então neste ponto, duas opções: voltar pra casa
fracassado, pedindo ajuda novamente para seu pai, ou seguir as
orientações do manual e verificar se havia possibilidade de reverter
tamanho problema que ele mesmo criara para si.

O Milagre dos 20% ensinava em poucas palavras que TODA A


GARANTIA de sucesso ou fracasso, reside no título, ou seja, na própria
compreensão dos 20%.

Toda a pessoa para ter sucesso e prosperidade, deve estabelecer sua


vida, a partir de uma BASE PERCENTUAL, onde 80% é destinado aos
custos pessoais e 20% é separado para então, INVESTIRMOS E
DOARMOS.

Isso mesmo, 80% para os custos da vida, 10% para Investimentos,


criação de ativos e por último 10% para doações. É a chamada fórmula
80-10-10

Muitos autores, entre eles, coaches financeiros, ensinam que esta base
percentual pode ser ainda mais agressiva, como por exemplo, 40-30-30,
onde os custos de alguém são concentrados em 40% da renda da
pessoa, 30% para Investimentos e criação de Ativos e 30% para
doações.

Trata-se de adequar tudo aquilo que você ganha como renda, em três
módulos:

a) Custos de vida – Aqui estarão centrados o percentual que você


ganha, destinado a cobrir TODOS os seus custos, inclusive as
parcelas das dívidas ou financiamentos que você possui. As
despesas com aluguel, alimentação, estudo, enfim, todos os
custos de vida;

b) Investimento – Neste módulo você irá destinar o percentual


específico para Investir em Ativos Consistentes, conforme o que o
Método Viver de Ações ensina. Vale salientar que você poderá
praticar Alocação de Ativos em diversas modalidades, inclusive
investimentos “físicos” em imóveis podem ser computados neste
módulo.

45
Siga: www.aprendainvestimentos.com

No início, enquanto a força financeira ainda é básica ou


iniciante, você não terá tanto vislumbre sobre este módulo, mas a
medida que o tempo passar e que você REINVESTIR os
Dividendos recebidos, você perceberá que este módulo é na
realidade a “Galinha dos Ovos de Ouro” de toda a técnica e
método e lhe garantirá a performance necessária para a
Independência Financeira mais rápida.

c) Doações – Sim, este é um ponto tão importante que tratarei


especificamente a seguir.

O importante é você estabelecer para si a base percentual adequada


para seguir o Método.

Nós incentivamos o modelo original de 80-10-10, em outras palavras,


o modelo original proposto no livro O Milagre dos 20% onde você separa
20% de TODAS AS ENTRADAS FINANCEIRAS QUE TIVER, e colocará
no triângulo estabelecido por você onde 80% de suas entradas cobrirão
100% dos seus custos.

O restante dos 20% serão divididos em 10% para investir e 10% para
estabelecer doações. Este parâmetro é defendido por ser mais fácil ser
alcançado, mas posteriormente você poderá ajustar como melhor lhe
adequar em sua vida. Por exemplo, se você acha impossível separar
20% do que você ganha e viver apenas com 80%, então tente, separar
apenas 10%, estabelecendo a base percentual no formato 90-5-5, ou
seja, 90% para seus custos, 5% para investimentos e 5% para doações.
Mas é imprescindível não esquecer das doações e eu explicarei o
porquê.

46
Siga: www.aprendainvestimentos.com

O Poder da Doação:

http://epocanegocios.globo.com/Informacao/Acao/noticia/2015/07
/warren-buffett-doa-us-28-bilhoes.html (Warren Buffett doa R$ 8,8
bilhões a cinco fundações)...

As pessoas mais ricas do mundo sabem a importância do fluxo da


prosperidade. Doar é um ato vibratório impressionante, que faz bem não
só para quem recebe a doação, mas para quem doa.

Transcrevo aqui a publicação que fizemos em nosso blog:


http://aprendainvestimentos.com/o-poder-da-doacao-chave-para-
prosperidade/

As únicas coisas que você pode ter de verdade, são aquelas que você
é capaz de dar. Aquilo que você não é capaz de dar somente o
aprisiona. Doação é uma atitude que modifica sua vibração interna e seu
entendimento.

Você só sabe verdadeiramente algo quando é capaz de ensiná-lo.


Você só conhece o amor quando é capaz de dá-lo. Você só conhece a
felicidade quando consegue levá-la aos outros. Você só terá abundância
quando acrescentar valor à vida de outros. Essas questões influenciam
diretamente sua capacidade de ganhar e de investir.

47
Siga: www.aprendainvestimentos.com

Isto não quer dizer que temos que dar tudo que temos, mas, acima de
tudo, é a habilidade e disposição para dar, que nos traz tudo isso. Você
consegue imaginar algo mais miserável que ter tudo no mundo e não ter
com quem dividir?

O que quer que você esteja segurando e escondendo do mundo –


suas habilidades, seus pensamentos, sua paixão, seu conhecimento,
seu entusiasmo, sua coragem, estão segurando você. As riquezas que
você possui, sejam elas materiais, intelectuais ou espirituais, não têm
valor nenhum se você não usá-las.

Quando você aprende a trabalhar com sua “base percentual”, tal


como ensinamos em nosso método, você perceberá a mudança
ocorrendo em sua vida. A Prosperidade não é uma condição vinculada a
quantidade de dinheiro que você tem, mas sim está relacionada a sua
capacidade de GERENCIAR aquilo que você possui, colocando a serviço
da Prosperidade de todos.

Grandes empreendedores como Erico Rocha e André Lima, da


entrevista que está disponibilizada em nosso blog, no link informado
acima, já aprenderam esta lição e ensinam a todos sem exceção. Se
você não teve oportunidade de assistir, vale a pena ver a opinião destes
dois grandes empreendedores brasileiros.

http://aprendainvestimentos.com/o-poder-da-doacao-chave-para-
prosperidade/

Mas como realizar as doações? É bem simples: como investidor você


terá rendimentos financeiros. Separe um percentual para destinar a
doações. Se sua base percentual estabelece o módulo “c” para doações,
basta aplicar este modelo a todas as suas entradas. Por exemplo, se
você estabelece a base 80-10-10, separe 10% de todas as suas entradas
para doar.

Todas as religiões do mundo ensinam esta máxima. Os cristãos assim


como os judeus, separam o “Dízimo” como tradição, devolvendo em
forma de gratidão a Deus para que estes recursos sejam utilizados para
a manutenção dos templos e da divulgação de sua religião.

48
Siga: www.aprendainvestimentos.com

O primeiro “próspero” que se tem notícias na Bíblia foi Abraão, muito


antes de nascerem seus filhos, já praticava “O Poder de Doação”.
Abraão “devolveu” a Melquisedec, Rei de Salem, o Dízimo daquilo que
conquistou das guerras contra os Reis de Sodoma e Gomorra, esta é
uma das primeiras informações que se tem sobre isso, e ocorreu há
milhares de anos, porém muitas outras filosofias, religiões e escolas, até
mesmo muitos milionários, ditos “Ateus”, compreendem e praticam esta
máxima.

Warren Buffet, hoje figura entre os maiores investidores do mundo,


sempre presente nas posições mais altas da classificação dos ricos pela
Revista Forbes. O mesmo faz constantemente doações para inúmeras
instituições e fundações no mundo todo.

Bill Gates, dono da Microsoft Corporation faz doações consistentes


periodicamente e mantém sua fundação, juntamente com sua esposa,
atuando a nível internacional.

Mas independente de você ser religioso, espiritualista, ateu, pobre ou


rico, você pode compreender a importância desta Lei Universal. Tudo no
universo flui e reflui, todos os seres “tragam” e “são tragados” pela vida.
Nas questões financeiras ocorre da mesma forma.

Quando alguém acumula sem fluir, esta pessoa quebra uma regra
universal, e consequentemente enfrenta dificuldades para “manter” aquilo
que está sendo acumulado. Ao contrário, quando a pessoa se equilibra
com esta lei, ela passa a utilizar o fluxo natural financeiro ao seu favor.

Um dos primeiros pontos a compreender é que a Prosperidade é um


poder infinito. Provém de uma chamada “matéria amorfa”, que não
possui limites transitórios. O que hoje temos como símbolos de
representação da prosperidade, é algo relativo a nossa época, pois nem
sempre “dinheiro” existiu.

Houve épocas onde a prosperidade era simbolizada pela quantidade


de alimentos que se possuía e que se usava como sistema de troca. Em
outras épocas o símbolo foi lastrado em metais ou pedras preciosas
como outro, prata, diamantes, rubis e etc.

49
Siga: www.aprendainvestimentos.com

Não importa qual o símbolo utilizado pelas sociedades, o que hoje em


dia é dinheiro e está lentamente se convertendo em “crédito”, ou “poder
alocado”, em Ações por exemplo, a Prosperidade é algo que transcende
os símbolos e está intimamente vinculada a sua forma de se relacionar
com ela.

Portanto, quanto mais você equilibrar sua base percentual, nesta


triangulação ensinada, melhor e mais rápido você construirá patrimônio
de forma crescente e consistente.

O Poder da Doação tem sua origem na “Gratidão”. Quando você vibra


gratidão, ou seja, é grato por compreender os fundamentos da sinergia
do dinheiro, das finanças e dos investimentos. Quando você é grato pelo
que o Universo (Deus, Alah, ou o nome que você queira dar) lhe
concedeu, seu conhecimento, suas posses, sua família enfim, você irá
começar a agir com liberalidade. Você irá querer praticar O Poder da
Doação.

A quem doar ? Doe a quem precise, doe a quem irá fazer um bom uso
do seu dinheiro para o benefício de quem precisa. Existem muitas
entidades sérias, igrejas, organizações sociais, escolas, orfanatos,
”ongs”, enfim, use sua consciência.

Se você tem algum conhecido que está precisando de ajuda


financeira para pagar as contas, você pode ajudá-lo com doações, porém
o mais importante é ensiná-lo. Ensine-o, ofereça a ele o Método Viver de
Ações e ensine-o a trabalhar dentro de uma base percentual, para que “o
milagre dos 20%” ocorra na vida dele também.

Ao usar o fluxo ao seu favor, você poderá utilizar as outras leis


financeiras também ao seu favor. Uma delas é reconhecida pelo governo
brasileiro.

Quando você doa para instituições que possuem reconhecimento


social, que são instituições de utilidade pública (igrejas, “ongs”, etc,) você
receberá recibos de doação e poderá descontar do seu Imposto de
Renda.

50
Siga: www.aprendainvestimentos.com

Você poderá receber benefícios legais por efetuar doações


consistentes e ao mesmo tempo estará ajudando muitas pessoas que
precisam.

O Minimalismo Consciente:

Matéria sobre o investidor de 34 anos, chamado Steve que está


prestes a se aposentar. Leiam com atenção:

http://www.infomoney.com.br/onde-investir/fundos-de-
investimento/noticia/4401204/investidor-anos-conta-sua-estrategia-para-
aposentar-ano-que-vem

Você sabe o que é Minimalismo Consciente?

Uma pessoa minimalista é considerada aquela que segue o conceito


do minimalismo, ou seja, a valorização do mínimo, que pode ser aplicado
em várias áreas, porém, compreende-se este "mínimo" como sinônimo
de "necessário", ao invés de "pouco" ou insuficiente.

Nosso método propõe a teoria do Minimalismo Consciente, onde a


compreensão refere-se ao estilo de vida de alguém, que por vontade
própria, opta por se livrar do que seja supérfluo ou desnecessário e a
equilibrar sua vida com aquilo que realmente importa, compreendendo os
verdadeiros valores humanos dos quais precisa para ser feliz e se
adaptar ao meio, influenciando-o positivamente ao invés de ser
influenciado pelo mesmo.

“Nossas almas não tem fome de fama, conforto,


riqueza ou poder. Nossas almas tem fome de
significado, de sentido em descobrirmos como viver
nossas vidas de forma que valha a pena.” (Harold
Kushner).

Dentro deste "viver essencial", nosso esforço por significar e


transcender as necessidades imediatas, nos propõe uma mudança
completa na própria consciência e auto-estima. É como mudar o rumo,
nadar contra a corrente, e se redefinir como ser humano. Nesta jornada,

51
Siga: www.aprendainvestimentos.com

nossa capacidade de escolhas é reorganizada, revalorizada e aos


poucos deixamos de ser escravos das circunstâncias.

Isso significa Minimalismo Consciente. Promover uma vida com


propósito. No fim, em seu leito de morte, é isso o que realmente
importará, não tudo aquilo que você conseguiu acumular materialmente,
mas sim o que conseguiu acumular psicologicamente e espiritualmente.

Um minimalista consciente não cede diante da aclamação social,


muito menos é movido pela força de um formador de opinião. Um
minimalista está a caminho da liberdade integral, onde a condição
financeira é apenas uma das várias arestas a serem aparadas.

É o indivíduo tornando-se um livre pensador, alguém com autonomia


mental para decidir diante das propostas naturais e sociais apresentadas
à sua consciência.

Um indivíduo que compreende o poder da Doação e da Gratidão,


porque sabe que faz parte de uma esfera maior da Criação e do Universo
em que vive. Sabe que tudo aquilo que faz, acumula ou flui, tende a criar
marcas que modificam não só a própria vida, como a vida dos outros.

Compreendendo o que Harold Kushner quis dizer na citação acima, o


homem é naturalmente inclinado a encontrar a felicidade, a realização e
a alegria no propósito e no significado. Seu legado não será erguido pelo
tamanho da sua casa, por quantos carros possui ou quanto dinheiro tem
na sua conta bancária. Ele é construído pelas coisas que você faz pelos
outros, pelas coisas que conquistou e pelas pessoas que amou e que
amaram você.

A Liberdade é apenas o próximo passo.

“Eu podia comprar 10 Mercedes, uma de cada cor.


Sei que posso qualquer coisa, mas eu devo? Se acho
uma imbecilidade, não faço. O carro em que ando com
mais regularidade é uma Zafira (carro da Chevrolet
que já saiu de linha). Minha esposa recentemente me
pediu uma SUV. Sabe qual comprei? Um Chery Tiggo
(carro chinês) de R$ 50 mil. É a metade do preço dos
outros SUV, mas é um ótimo carro. Eu não tenho
vaidade. Para trabalhar venho todos os dias de metrô,
52
Siga: www.aprendainvestimentos.com

é mais seguro. Gasto só com o que é necessário”.


(Luiz Barsi Filho)

“A primeira coisa que 99% das pessoas que


ganham dinheiro fazem é gastar, é jogar fora a
essência de seus egos. Quem souber administrar
esses egos, um dia vai ficar rico”. (Luiz Barsi Filho)

“Meus filhos tiveram uma criação bastante normal.


Quero dizer: eles e eu só moramos em uma casa
principal que tive a vida toda e comprei em 1958.
Portanto, eles não nos viam mudar para casas cada
vez mais luxuosas e não voavam em aviões
particulares. Iam de ônibus à escola. Todos os
membros da família Buffett em Omaha cursaram o
ensino público. Eles frequentaram a mesma escola
que a mãe deles tinha frequentado, inclusive no ensino
médio”. (Warren Buffet)

Quando você compreende o exposto nestes capítulos, os primeiros


passos para uma quebra fundamental de paradigma são dados no
interior da própria mente. Por este simples fato você já está se
diferenciando de mais de 90% da população mundial, pois você está
começando a decifrar o código.

53
Siga: www.aprendainvestimentos.com

3.3.2 – Estratégia

Porque Dividendos Importam:

Investidores inteligentes focam-se em comprar ações que conseguem


controlar, ou seja, ações que pagam dividendos de forma confiável e
constante. Enquanto que os preços das ações são voláteis, os
pagamentos de dividendos variam muito menos.

Ao focar-se na renda que você recebe das suas ações, em vez do


preço delas, você pode minimizar a ansiedade provocada pela queda nos
preços das ações e continuar a receber seus dividendos tranquilamente.
Você se desvencilha das oscilações do mercado e passa a encarar o
negócio como sociedade propriamente dita, onde a variação do preço
não importa mas sim a consistência do retorno em dividendos.

Empresas pagadoras de dividendos são como árvores frutíferas:


conforme elas crescem elas produzem frutas (dividendos). Você pode
então plantar a semente da fruta para que mais árvores cresçam
(reinvestir os dividendos) ou comer a fruta (utilizar a renda dos
dividendos). Continuando com a metáfora da árvore, segue a citação de
Warren Buffett sobre a importância de pensar nos investimentos a longo
prazo:

“Alguém está sentado na sombra hoje porque


alguém plantou uma árvore há muito tempo.” (Warren
Buffett)
54
Siga: www.aprendainvestimentos.com

A primeira vista parece óbvio que é um bom negócio comprar ações


que pagam dividendos, porém existem alguns problemas que precisamos
considerar.

Primeiro, as empresas podem mudar a sua política de dividendos. É


normal que muitas empresas paguem dividendos a cada três meses,
mas às vezes elas decidem cortar um pagamento ou até mesmo eliminá-
los completamente. Embora os acionistas possam ficar um pouco
irritados com isso, é um critério da empresa escolher a quantia que quer
pagar em dividendos.

Empresas que não pagam dividendos podem estar com problemas


para sobreviver, o que é claro aponta para outro risco: as empresas não
vivem para sempre. Por mais que as empresas paguem dividendos por
muito tempo, uma hora seus lucros podem decair e não haverá mais o
pagamento de dividendos.

Portanto, não basta avaliar apenas o histórico de pagamento de


dividendos, mas a empresa como um todo. Quando uma empresa perde
os critérios que a sustentam, você deixa a sociedade, isto é, você se
desfaz de suas ações na forma de uma venda direta, onde a partir dos
passos seguintes, você irá conseguir prever com certa antecedência e
não irá perder dinheiro.

Ao prever com antecedência a mudança dos critérios de uma


empresa, você irá realocar seus recursos, vendendo as ações da
empresa que não cumpre os critérios de análise e utilizar este dinheiro
para investir em outra empresa que os possua.

Para deixar mais claro este ponto, criei 9 passos fundamentais e


sequenciais para você:

a) Saber escolher a empresa certa para investir

b) Saber quando manter e quando se desfazer da sociedade.

Aqui estão os 9 passos ou critérios:

55
Siga: www.aprendainvestimentos.com

1) APRENDA A ANALISAR ANTES DE ESCOLHER

Muitas pessoas, especialmente ao iniciarem sua caminhada rumo a


Independência Financeira, querem dicas sobre investimentos,
questionam qual ou quais ações, negócios ou empreendimentos são
bons para aplicarem seu dinheiro.

A primeira dica é: não siga dicas cegamente, sem analisa-las, pois


você poderá cair em armadilhas. Muitos gestores que dão dicas sobre
esta ou aquela empresa, ganham comissões ou participações justamente
por fazerem isto, ou seja, são pagos para serem “formadores de
mercado”, isto acaba com a integridade da dica.

Em outras palavras, quando você receber uma dica de uma ação, ou


fundo bom para investir, aprenda a analisar e saber se esta ação ou
fundo é realmente uma boa opção.

Nos próximos passos, estaremos abordando alguns critérios que irão


definitivamente liberar você de seguir cegamente qualquer dica ou
orientação captada. Siga dicas apenas que sejam confirmadas por você
mesmo, seguindo os critérios expostos abaixo.

2) INVISTA APENAS EM EMPRESAS/NEGÓCIOS COM BOM


HISTÓRICO DE DIVIDENDOS

Por lei, toda empresa participante da Bolsa de valores, todo o fundo


imobiliário, ou fundo de participação, são obrigados a apresentarem ao
público o seu histórico de dividendos (proventos pagos aos acionistas,
pelo lucro alcançado no período).

As empresas ou empreendimentos que pagam dividendos são


aquelas que estão lucrando no decorrer do tempo, assim sendo, conclui-
se que se a empresa ou empreendimento paga dividendos
historicamente e de forma constante, significa que também POSSUI
lucros históricos e constantes.

Este é o primeiro critério para sua análise. Pois um investidor


consistente, é um sócio de um empreendimento, e não visa ganhar com

56
Siga: www.aprendainvestimentos.com

o aumento do valor desta ação, pois ele não se preocupa com as


variações do mercado a curto prazo.

Ele sabe que se a empresa lucra de forma histórica e de forma


constante, obviamente seu valor patrimonial também irá crescer no
decorrer do tempo e consequentemente o valor da ação irá acompanhar
isso.

A preocupação central com o histórico do dividendo diminui e muito o


risco de escolher uma ação específica ou um fundo, pois se há
pagamento constante, há crescimento constante.

Escolha empresas, fundos que possuam no mínimo mais de 5 anos


de histórico de pagamentos de dividendos. 10 anos de histórico é uma
boa marca para efeitos da Bolsa de Valores no Brasil.

Portanto, você não irá escolher uma empresa que esteja “abrindo o
capital” agora ou iniciando na Bolsa de Valores há poucos meses, pois é
certo que esta empresa nunca pagou dividendos ainda, e você não tem
como saber se ela irá lucrar ou ter prejuízos nos próximos meses.

Empresas que pagam dividendos historicamente são empresas fortes


e consolidadas no mercado. Para saber do histórico das empresas, você
pode consultar o site das mesmas, ou ainda sites que divulgam
informativos diários do mercado.

Um site que gosto muito é o site Infomoney ( www.infomoney.com.br


). Neste site você pode conferir o acompanhamento de cada empresa,
como por exemplo em: http://www.infomoney.com.br/bancodobrasil-
bbas3 para acompanhar a ação do Banco do Brasil.

Você verá que na aba Proventos desta página é possível ver os


últimos dividendos pagos por esta empresa.

57
Siga: www.aprendainvestimentos.com

No site da própria empresa você consegue ter acesso também ao


histórico completo.

Apenas com este critério, “histórico de dividendos” você já tem um


enorme poder nas mãos, para a tomada de suas decisões.

3) ANALISE A GOVERNANÇA CORPORATIVA E OS PLANOS DO


CEO e/ou SÓCIO MAJORITÁRIO

Governança Corporativa nada mais é do que o sistema pela qual a


empresa é dirigida, monitorada e incentivada. Ela envolve as práticas e
relacionamentos entre proprietários, conselho de administração, diretoria
e órgãos de controle.

Uma dica interessante que vai ajudar a escolher um


empreendimento/ação defensiva e consistente é conhecer quem é ou
quem são os diretores e proprietários deste empreendimento ou
empresa.

O histórico dos mesmos e suas intensões, projetos pessoais, podem


revelar uma previsão de futuro de uma organização.

58
Siga: www.aprendainvestimentos.com

Por exemplo, qual é o projeto ou intensões de Jorge Paulo Lemann,


com relação a futuro da AMBEV, pode revelar o projeto de valorização ou
desvalorização da mesma.

Como nosso objetivo é sociedade, nada mais natural é querer


conhecer com quem estamos nos associando, pois esta é a verdade. No
exemplo acima, ao comprar ações da AMBEV, você se torna sócio de
Jorge Paulo Lemann, o homem mais rico do Brasil.

Inversamente a verdade também ocorre, você pode não querer ser


sócio deste CEO, por não concordar com suas diretrizes ou projetos.

Obviamente, estou utilizando o nome de Jorge Paulo Lemann, como


exemplo, pois é inegável que a sua empresa, AMBEV é uma das
GRANDES pagadoras de dividendos da Bolsa e é uma empresa
totalmente recomendável.

4) ANALISE O SEGUIMENTO OU ÁREA DE ATUAÇÃO


ESCOLHENDO AREAS NÃO CÍCLICAS E BLINDADAS

Alguns seguimentos ou áreas de atuação são mais vulneráveis às


variações de mercado do que outros. Empresas do seguimento elétrico,
por exemplo, são historicamente excelentes pagadoras de dividendos.

Para compreender melhor o porquê disso, vamos analisar a seguinte


situação.

Quando estas empresas se instalam em uma região, após passar


pela fase de investimentos iniciais e estabelecerem seus negócios, os
custos desta empresa caem vertiginosamente, aumentando seu lucro por
período. Em exemplos práticos, quando uma usina elétrica é instalada,
ela começa a produzir e os custos de instalação se acabam, ficando
apenas os custos de manutenção, o lucro advém naturalmente, e ocorre
de forma periódica e consistente.

Outro exemplo se dá para empresas consideradas não cíclicas ou que


não estão vinculadas a um produto de fase, como por exemplo,
empresas do seguimento de Alimentação.

59
Siga: www.aprendainvestimentos.com

Por mais que a crise aperte e que a concorrência bata, empresas de


alimentos sempre lucram, porque não deixamos de nos alimentarmos,
estamos constantemente comprando alimentos.

Outro seguimento interessante é o de alta tecnologia, pois a


humanidade caminha em direção ao futuro. Uma empresa como Cielo,
por exemplo está estabelecida em um seguimento de futuro, baixo custo
de material tangível e alto valor “intelectual”, promovem um excelente
seguimento para investirmos.

Da mesma forma os bancos. Você já viu algum banco “deixar de


lucrar” em um período anual? Obviamente nunca viu. Justamente porque
não há possibilidade de prejuízo bancário. O que pode ocorrer é a
diminuição do lucro em comparação com o período anterior, mas jamais
prejuízo. Portanto, bancos pagam dividendos consistentes e constantes
pelo simples fato de lucrarem, e lucrarem muito.

Conhecer os seguimentos de mercado é um critério interessante para


basear nossas escolhas, porém reparem, os passos 1 e 2 são sempre
vigentes.

Observe:

“Quando a economia brasileira vai bem, os bancos vão bem. Quando


a economia vai mal… bem, ao menos alguns bancos parecem ir melhor
ainda. Segundo um levantamento feito pela consultoria Economatica
para a BBC Brasil, apesar da desaceleração econômica, a rentabilidade
sobre patrimônio dos grandes bancos de capital aberto no Brasil foi de
18,23% em 2014 – mais que o dobro da rentabilidade dos bancos
americanos (7,68%)”. (fonte: http://economia.terra.com.br )
O Itaú teve alta de 20% para 22,6%. O Bradesco, de 17% para 19,8%.
E o Santander passou de 3,61% para 3,9%.

Estes dados acima representam a análise no ano de 2014. Observem


que mesmo em crise econômica, este seguimento lucrou e muito.
Portanto, pelos critérios que estamos apresentando, não há como não
haver bons dividendos por parte dos bancos.

60
Siga: www.aprendainvestimentos.com

5) ANALISE O PREÇO DA AÇÃO EM RELAÇÃO AO SEU VALOR


PATRIMONIAL, OPTANDO POR AÇÕES ATRATIVAS E COM
PERSPECTIVA DE LONGO PRAZO

Um indicador fundamentalista* muito utilizado e de fácil aplicação se


dá pelo cálculo do P/VPA (Preço da ação, dividido pelo Valor Patrimonial
desta empresa).

*Indicador Fundamentalista vem de Análise Fundamentalista que é a


análise da situação financeira, econômica e mercadológica de uma
empresa.

Este indicador retrata o quanto o mercado “quer pagar” pela ação


daquela empresa, frente ao patrimônio da mesma.

Quando uma empresa com grande capital patrimonial possui ações a


um preço abaixo do que realmente vale, este indicador acende um alerta
de “oportunidade” para investidores de médio e longo prazo.

Além do site da própria empresa, na área de relação com


investidores, onde fornece estes valores, você pode utilizar um site bem
completo que já traz os principais indicadores fundamentalistas das
empresas listadas na Bolsa de valores.

O site Fundamentus ( http://www.fundamentus.com.br/ )

Vamos dar 2 exemplos para melhor compreensão:

Estudo de caso da Bradespar

A Bradespar ou Bradesco Participações, é uma empresa holding de


investimentos, isto é, é um empreendimento que aplica seus recursos, no
caso em outras empresas como por exemplo Vale do Rio Doce e CPFL
Energia.

61
Siga: www.aprendainvestimentos.com

Vamos pegar o Preço da Ação na última cotação:

Depois, O VPA:

Agora o cálculo simples:

Preço da Ação na última cotação (em 16/10/2015): R$ 8,74

62
Siga: www.aprendainvestimentos.com

Depois o VPA da empresa

Agora o cálculo simples:

P/VPA = 8,74/26,30 = 0,33 o VALOR ABAIXO DE 1 INDICA UMA


AÇÃO BARATA, ABAIXO DO VALOR DE MERCADO.

Esta empresa está com excelente fundamento para o longo prazo. É


historicamente boa pagadora de dividendos, é uma holding bem
gerenciada, boa governança, possui a chancela do Bradesco, aplica
recursos em outras duas corporações de peso, Vale e CPFL Energia
(ver: www.bradespar.com.br )

Como um padrão ensinado por grandes investidores:

→ P/VPA abaixo de 1: a ação pode ser considerada barata, uma


pechincha
→ P/VPA entre 1 e 2: a ação está num preço justo
→ P/VPA acima de 2: a ação é considerada cara

63
Siga: www.aprendainvestimentos.com

Na realidade, este indicador NÃO serve para empresas do


seguimento tecnológico/intelectual, pois estes normalmente possuem
VPA, (valor patrimonial) muito abaixo do que realmente valem e portanto
mascaram o indicador.

No entando, existem casos onde este indicador não é atrativo, porém


a empresa, por outros critérios passa a ser.

Você vai entender melhor no exemplo abaixo.

Estudo de caso da AMBEV

A Ambev é uma empresa de fundamentos sólidos, porém NÃO possui


este indicador atrativo, o que revela que a ação está cara.

Não significa que não devemos investir, pois como mencionei antes,
existem outros critérios que fazem a empresa valer a pena, como por
exemplo a governança e o histórico de dividendos que devem ser
analisados em primeiro lugar sempre.

Ao analisarmos o P/VPA da ABEV3 (Ambev ON) temos:

Preço da Ação na última cotação (em 16/10/2015): R$ 19,29


VPA da empresa conforme site Fundamentus: 2,81

P/VPA = 19,29/2,81 = 6,86 o VALOR ACIMA DE 1 INDICA UMA


AÇÃO CARA, ACIMA DO VALOR DE MERCADO.

Nestes casos, devemos analisar o porquê esta ação está cotada


acima do valor de mercado, quais os outros critérios a faz ser tão visada
por uma questão de oferta e procura.

O Passo 2 deste guia já deu uma pista importante. Histórico de


dividendos. Há anos a AMBEV vem pagando bons dividendos com fluxo
de caixa positivo e crescente, conforme o que explicaremos a seguir.

64
Siga: www.aprendainvestimentos.com

6) PROCURE FLUXO DE CAIXA POSITIVO MENSALMENTE

Algumas empresas pagam dividendos anualmente, outras


semestralmente e ainda há as que pagam trimestralmente intercalando
com os juros sobre capital próprio que também são rendimentos
aplicáveis ao investidor.

A partir dos critérios anteriores, o histórico de dividendos é um dos


principais critérios, inclusive para sabermos se manteremos ou não a
sociedade com esta empresa ou empreendimento.

Ao satisfazer os critérios anteriores, histórico de dividendos, boa


governança, P/VPA atrativo e etc., temos que buscar o fluxo de caixa
positivo de nossa carteira a partir dos rendimentos recebidos.

Optar inicialmente por empresas que paguem rendimentos com


periodicidade mais curta é um critério interessante para nos dar fluxo e
podermos ampliar nossos reinvestimentos aproveitando as
oportunidades que se apresentam.

Os bancos por exemplo, pagam trimestralmente seus dividendos,


intercalando com os juros sobre capital próprio. O Bradesco e o Itaú-
Unibanco pagam praticamente todos os meses, seja dividendos, seja
juros sobre capital próprio.

Isso gera fluxo de caixa mensal e positivo para o investidor, algo que
vale muito a pena, visto que no futuro, nossa Independência Financeira
estará ligada diretamente aos dividendos recebidos.

Esse fluxo significa que mês a mês você verá pingar em sua conta,
dividendos e rendimentos de empresas e empreendimentos dos quais
você possui participação.

Fundos Imobiliários, por exemplo, é uma excelente opção para gerar


fluxo de caixa positivo mensalmente, pois pagam seus rendimentos de
aluguel mensalmente. Veja este post em nosso blog:

(http://aprendainvestimentos.com/fundos-imobiliarios/ )

65
Siga: www.aprendainvestimentos.com

Fluxo de caixa positivo é um dos critérios que nos ajudarão a blindar


nossa carteira, lembrando que Dividendos correspondem a lucro e lucro
corresponde a estabilidade e crescimento consistente.

Confira abaixo as 17 ações que pagam dividendos todo trimestre:

Ação Classe Código


Banco do Brasil ON BBAS3

Banrisul PNB BRSR6

Souza Cruz ON CRUZ3

Itausa PN ITSA4

Itaú Unibanco ON ITUB3

Itaú Unibanco PN ITUB4

Bradesco PN BBDC4

Lojas Renner ON LREN3

Bradesco ON BBDC3

Localiza ON RENT3

Weg ON WEGE3

Marcopolo PN POMO4

Alpargatas PN ALPA4

Gerdau Siderúrgica ON GGBR3

Cetip ON CTIP3

66
Siga: www.aprendainvestimentos.com

Gerdau Metalúrgica PN GOAU4

Gerdau Siderúrgica PN GGBR4

* A tabela acima não significa sugestão de compra. Para investir


nestas ações estabeleça a análise indicada nestes 9 passos para
consolidar sua decisão de investir ou não nestas empresas.

7) BUSQUE DIVIDEND YIELD ATRATIVO PORÉM CONSTANTE

O dividend yield é o dividendo pago por ação de uma empresa,


dividido pelo preço da ação.

É um indicador interessante para sabermos se esta empresa está


pagando bem por cada ação que possui no mercado, em outras palavras
é o quanto ela paga aos acionistas.

Porém há que considerarmos alguns pontos importantes que devem


ser analisados conjuntamente ao DY (dividend yield) de cada ação,
principalmente o histórico consistente de dividendos, conforme o passo
número 2 deste guia.

A partir deste histórico, quando esta empresa paga bons dividendos,


ela terá um alto grau de dividend yield, e como consequência demonstra
desempenho aos investidores que nela investem.

Como exemplo no caso da Bradespar que já analisamos


anteriormente, a mesma encontra-se em 16/10/2015 com um Dividend
Yield acima de 10%,

67
Siga: www.aprendainvestimentos.com

Lembrando que você não deve se basear apenas neste indicador.


Temos que combiná-lo com o histórico de dividendos e as outras
recomendações que estou te passando.

8) INCREVA-SE NO SITE DA EMPRESA ESCOLHIDA NA ÁREA


DE RI (RELAÇÃO COM INVESTIDORES)

Toda empresa listada na Bolsa possui em seu website, uma área de


R.I. (Relação com Investidores). Nesta área você poderá acompanhar os
relatórios e os informativos ao mercado que esta empresa divulga
periodicamente.

Ao se inscrever nestes sites, você receberá estas informações via


email, o que facilita muito o acompanhamento periódico desta empresa.
Com isso você saberá se esta empresa mudou seus fundamentos ou sua
política de pagamento de dividendos e isto servirá também para tomar a
decisão se você deve manter sua posição nesta empresa, ou desistir da
mesma.

É importante sabermos que uma empresa ou um empreendimento, é


um “negócio vivo”, dinâmico, não é algo fixo. Por esta razão a renda do
mesmo é variável.

Nós não temos uma regra fixa como no caso do Tesouro Direto, por
exemplo, onde você já sabe a matemática antes de escolher investir. No
68
Siga: www.aprendainvestimentos.com

caso de empresas você tem uma dinâmica diferenciada que será


desenvolvida no decorrer dos anos.

Como você se tornou sócio de uma empresa, é justo que você


acompanhe as decisões. Inclusive você poderá participar das
assembleias de acionistas, não que seja algo necessário, porém é algo
de valor a medida que sua participação aumenta consideravelmente com
os reinvestimentos dos valores recebidos.

9) QUANDO SE LIVRAR DE UMA AÇÃO

Existem empresas que no decorrer do tempo mudam suas políticas e


você precisará ficar atento a isso. Não se trata de algo que possa ocorrer
no dia a dia, mas sim periodicamente.

Vou te dar um exemplo, há uns anos atrás eu investia na empresa Oi


(telecomunicações) quando esta era uma das melhores pagadoras de
dividendos do mercado nacional.

Possuía uma excelente participação que me rendia um ótimo


percentual de dividendos na minha carteira. Mas este setor foi apanhado
por uma crise, e a empresa Oi decidiu modificar sua política agressiva de
dividendos e passar a pagar somente o mínimo que era exigido.

Com isso, ela perdeu o fundamento de uma boa pagadora de


dividendos históricos, então tomei a decisão de TROCAR esta empresa,
e efetuei a venda da mesma antes de sua queda, protegendo assim meu
patrimônio pessoal.

Algum tempo depois, a confirmação do que eu constatei:

69
Siga: www.aprendainvestimentos.com

Link da notícia completa:

http://oglobo.globo.com/economia/oi-reduz-pagamento-de-dividendos-
em-75-9518250

Com o valor da venda, reinvesti em OUTRA empresa boa pagadora


de dividendos e continuei meu processo. Portanto, não significa que você
ficará preso ou atrelado a uma empresa ou a um empreendimento.

O interessante é que estes comunicados são amplamente divulgados,


justamente por afetarem a estratégia dos investidores consistentes e
também os especuladores diários.

Mas se você está inscrito diretamente no site da empresa, é


praticamente seguro que terá estas notícias em primeira mão, facilitando
sua tomada de decisões.

Se a empresa perdeu os fundamentos, não titubeie, VENDA e


reinvista o valor desta venda em OUTRA empresa que cumpra então
com os critérios que você está aprendendo.

Porém lembre-se, não importa que o preço da ação caia, se você


escolher bem a empresa, mediante os critérios deste guia, a ação pode
até perder valor num primeiro momento mas ela voltará a subir, pois o
preço da ação irá refletir os fundamentos desta empresa/corporação.

Não se preocupe com o valor da ação, se preocupe com os


fundamentos ensinados.

Você se tornará um sócio e se manterá sócio enquanto esta empresa


for vantajosa e a partir destes critérios você esteja recebendo
rendimentos consistentes e periódicos.

Se estes critérios mudarem você pode ou não decidir por deixar de


ser sócio. Mas acima de tudo, esta decisão deve se basear em sua
análise própria, e não na opinião dos outros.

Nestes 9 simples passos, apontei o caminho que você deve trilhar


para sua liberdade financeira através dos seus investimentos, são

70
Siga: www.aprendainvestimentos.com

passos MANDATÓRIOS e SEQUENCIAIS e para funcionarem


corretamente devem ser seguidos a risca.

Então, recapitulando:

1) Aprenda a Analisar antes de escolher


2) Escolha apenas empresas ou negócios com bom histórico de
pagamentos de dividendos
3) Analise a Governança Corporativa e os planos do CEO / Sócio
Majoritário / Proprietário do negócio/empresa que você está se
associando
4) Analise o seguimento ou área de atuação
5) Analise o preço da ação em relação ao valor patrimonial da
empresa
6) Procure fluxo de caixa mensal positivo
7) Busque Dividend Yield atrativo porém constante (com histórico)
8) Inscreva-se no site da empresa, na área de Relação com
Investidores
9) Quando se livrar de uma ação

Invista todos os meses e reinvista os dividendos.

Quando fizer isso, mediante os critérios anteriores seu patrimônio irá


começar a aumentar consistentemente. Faça isso indefinidamente para o
resto da vida.

Você não precisará ficar analisando o mercado todos os dias, basta


poucas horas por semana para você acompanhar os comunicados e
informações das empresas e empreendimentos que escolheu.

Isso já será suficiente para verificar se os fundamentos e critérios da


escolha se mantém ou se você precisará mexer em sua carteira. O
tempo se encarregará do resto.

Ao reinvestir os dividendos recebidos, somados aos aportes que você


fará mensalmente (defina um percentual de sua renda para INVESTIR),
você terá uma blindagem natural contra qualquer crise, pois saberá
escolher empresas sólidas e terá visão de longo prazo.

71
Siga: www.aprendainvestimentos.com

Retire apenas um percentual dos rendimentos, reinvestindo parte


deles para aumentar seu patrimônio.

Quando você chegar em um nível onde seus rendimentos superarem


sua renda tradicional, ou seja, o valor dos dividendos recebidos
mensalmente, superar seu salário tradicional, você poderá se dar ao luxo
de começar a viver APENAS com parte dos dividendos recebidos
mensalmente.

Para isso, você efetuará retiradas sistemáticas de parte dos


rendimentos recebidos em sua conta. Manterá parte dos mesmos para
REINVESTIR, aumentando assim o patrimônio alocado.

Saliento que com este procedimento, seu patrimônio continuará


aumentando, mesmo com você tirando parte dos seus rendimentos.

VOCÊ NÃO VENDERÁ ações. Só irá vender se as empresas ou


empreendimentos PERDEREM OS FUNDAMENTOS conforme critérios
apresentados neste guia, caso contrário, você MANTERÁ as posições e
irá usufruir apenas dos rendimentos recebidos.

Estratégia para uma Aposentadoria Sólida – Chave de 10 anos:

Abaixo estarei sugerindo uma estratégia de construção de Carteira de


Investimentos, visando alcançar a Independência Financeira em 10 anos,
mas primeiramente é importante explicar o porquê 10 anos.

Obviamente, você poderá conquistar em menos tempo, ou pode ser


que não consiga cumprir corretamente em 10 anos. Tudo dependerá do
valor dos aportes mensais que fará e sua capacidade em manter a
disciplina. Como neste livro não falamos em “valores” propriamente dito,
pelo fato de que independente do valor, o método funciona para TODOS,
por exemplo, se você investir 50 reais apenas ao mês, você conseguirá a
Independência financeira, se seguir o método, obviamente, se você
investir 3000 reais ao mês, conseguirá a Independência Financeira BEM
MAIS RÁPIDO.

Quanto mais você conseguir investir, mais rápido você chega no


resultado final, aplicando as técnicas de análise que passamos e o
72
Siga: www.aprendainvestimentos.com

reinvestimento de Dividendos constantes e crescentes. O tempo, apesar


de ser um fator primordial para ambos os casos, irá variar conforme seu
poder de aporte mensal.

Não falo a respeito de valores, pois quero deixar claro de que este é
um Método Definitivo e acima de tudo um Método destinado a TODOS os
brasileiros independente de seu poder financeiro atual.

Acredite, sua renda atual, IRÁ AUMENTAR e quando isso ocorrer, a


partir das mudanças de mentalidade que você terá, através da base
percentual, do minimalismo consciente, da mentalidade essencial, e etc,
você naturalmente aumentará seu poder de aporte.

Ano 1: Montando sua Carteira:

Imediatamente após escolher a corretora privada com a qual você irá


trabalhar, após preencher e enviar a documentação exigida, por correio
ou online conforme o caso, você estará pronto para o primeiro aporte.
Este aporte será feito por transferência bancária, DOC ou TED conforme
o valor desejado, conforme orientações do banco e de sua corretora.

Normalmente, este depósito demora entre 24h a 48h para estar


disponível em sua conta no homebroker para então você iniciar suas
operações de compra.

Ao perceber que o crédito está disponível para operação, você


executará sua primeira compra.
73
Siga: www.aprendainvestimentos.com

Para esta primeira compra, eu sugiro que você leve em conta o seu
futuro Fluxo de Caixa. Lembre-se: Procure um Fluxo de Caixa Positivo.

Você irá escolher uma Ação Defensiva e/ou um Fundo Imobiliário


dentro dos critérios que apresentamos anteriormente neste livro e irá
realizar uma COMPRA NORMAL.

Esqueça qualquer aspecto relacionado a funções gráficas, stoploss,


alavancagem ou coisas do gênero. Estas ferramentas são para operação
de Intraday e isso é algo que você quer distância por hora. Você só vai
procurar aprender sobre intraday após a construção de sua Base Sólida,
somente quando seus DIVIDENDOS forem suficientes para mantê-los...
Por agora, ESQUEÇA O INTRADAY.

Você perceberá que sua corretora possui um preço de venda para a


Ação ou Fundo Imobiliário escolhido, isto é, o preço que a corretora
venderá o papel para você. Jogue alguns centavos acima para ranquear
sua compra e dê a ordem.

Quando esta ordem for executada, você verá seu saldo ser
descontado e o papel em questão ir para a sessão Custódia. Pronto!
Primeira compra realizada.

Neste primeiro ano, você utilizará sua base percentual escolhida para
COMPRAR todos os meses, Ações e Fundos Imobiliários escolhidos.

Você separará o percentual de investimentos e o percentual de


Doações. Fará as doações conforme sua consciência e entendimento e
investirá os valores pertinentes em Ações Defensivas.

Recomendo fortemente que você equilibre sua alocação entre Ações


e Fundos Imobiliários, pensando no FLUXO DE CAIXA POSITIVO,
conforme explicado anteriormente, sem esquecer dos demais critérios de
escolha.

Fundos Imobiliários por excelência pagam rendimentos todos os


meses.

74
Siga: www.aprendainvestimentos.com

Anteriormente informamos Ações de empresas que tem o fluxo de


pagamento trimestral, No primeiro ano busque dar prioridade a estas,
para que seu fluxo comece a aparecer, porém NÃO ESQUEÇA DOS
DEMAIS CRITÉRIOS.

É importante salientar também que EXCELENTES empresas, que são


avaliadas muito bem a partir dos critérios que apresentamos, tem política
de pagamento de Dividendos semestral ou anualmente, e valem a pena
investir. O fluxo de rendimento será menos periódico mas também valerá
muito a pena.

Você já irá notar neste primeiro ano, os Dividendos entrando em sua


conta, proporcionalmente a quantidade de ações e fundos imobiliários
que você estará comprando mês a mês.

Você REINVESTIRÁ 100% dos dividendos recebidos, COMPRANDO


mais ações e fundos imobiliários das mesmas empresas ou de empresas
diferentes que cumpram com os critérios estabelecidos.

Se você comprar MAIS papéis da mesma empresa você aumentará a


posição na mesma, se você comprar papéis de novas empresas você
aumentará a diversificação da carteira.
Não existe uma regra para diversificação. Alguns investidores
possuem carteiras com mais de 50 papéis diferentes, outros com apenas
15 ou ainda menos. O importante é você analisar os critérios da escolha
e deixar que a diversificação ocorra naturalmente a partir de “dividendos
inteligentes”, ou seja, aproveitando a potencialidade dos dividendos
pagos.

Ano 2: Fortalecendo sua Carteira:

A partir deste segundo ano, você já ganhou segurança no método, já


aprendeu a utilizar sua base percentual e possivelmente estará ajustando
a mesma, talvez aumentando o percentual de investimentos e doações,
ou suprimindo conforme o caso. Você continua reinvestindo 100% dos
dividendos e buscando agora mais diversificação e escolhas mais
inteligentes.

75
Siga: www.aprendainvestimentos.com

Empresas do setor elétrico são excelentes pagadoras de dividendo,


porém, nem sempre possuem o fluxo de caixa aprimorado. Muitas vezes
pagam apenas anualmente. Independente do caso vale a pena dar uma
estudada em empresas como Cemig, Tractebel, entre outras.

Você também começou a estudar mais sobre Investimentos, está


ampliando sua inteligência financeira.

Está avançando e decifrando o código. Tenha paciência e continue o


método. Os Dividendos já estão aumentando, especialmente se você
ampliou posições nestes 24 meses.

Continue com os Investimentos e com as Doações, aproprie-se deste


estilo de vida. Normalmente neste segundo ano, a pessoa já se adaptou
completamente a viver sob a base percentual definida, por exemplo, se
você optou pela 80-10-10, significa que já está adaptado a viver com
apenas 80% do que você ganha e a Investir e doar o restante.

Isso já é algo inédito, você aprendeu uma das coisas mais difíceis
para o brasileiro. Poucas pessoas conseguem aprender a viver com sua
base percentual. Porém se este ainda não é seu caso, se você ainda
está “sofrendo” por esta questão, tem que repensar os valores, ajustar a
base percentual dentro da sua realidade, porém é INDISPENSÁVEL
fazer isso.

Viver sob sua “base percentual” é o centro do método e é o que


GARANTE o sucesso independente do quanto você ganha. O que vai
mudar de uma pessoa para outra é a base percentual de cada um, pois
alguns irão escolher viver na base 80-10-10, outros na base 70-15-15,
outros na base 60-20-20, ou ainda 90-5-5, mas é IMPRESSINDÍVEL
você estabelecer isso. Essa é a disciplina e a mentalidade fundamental
que falamos.

Neste segundo ano, você acende a turbina da velocidade, a partir do


momento que esta “mentalidade” já está cristalizada.

Sua carteira cresceu, porém ainda é pequena para o objetivo final,


mas não importa, olhe para o DESTINO FINAL como um objetivo, uma
meta e concentre-se no próximo passo.

76
Siga: www.aprendainvestimentos.com

Ano 3: Aprimorando os Reajustes:

Neste terceiro ano, você continuará a reinvestir 100% dos dividendos,


já estará com sua base percentual bem ajustada e portanto poderá fazer
alguns ajustes em sua carteira. Talvez alguma empresa possa ter
perdido os fundamentos e você tenha que se desfazer da mesma, ou
ainda ampliar e/ou suprimir posições, enfim, você continua investindo no
equilíbrio entre Fundos Imobiliários e Ações Defensivas, apesar de que,
a partir de agora, este equilíbrio deixa de se fazer necessário, pois seu
fluxo de caixa se consolidou.

Mês a mês, você percebe os dividendos entrando e REINVESTE os


mesmos.

Dependendo do seu valor de aporte mensal, você perceberá que seu


patrimônio está crescendo. Não seda a tentação de gastá-lo.

Infelizmente muitos brasileiros quando conseguem um pequeno


patrimônio alocado, acabam por gastá-lo, por não conseguir manter a
disciplina e por falta de Mentalidade Fundamental. Além disso, nem
todos os investidores optam pelo Minimalismo Consciente como estilo de
vida e, portanto possuem o desejo de consumo elevado. Se este é seu
caso, aqui cabe um alerta.

77
Siga: www.aprendainvestimentos.com

Você não conseguirá lidar com grandes somas, sem sofrer uma
tentação fortíssima de consumo. Por isso a mentalidade fundamental é
indispensável para garantir que você cumpra método até o fim.

Neste terceiro ano, talvez seja o ano crucial para o sucesso ou


fracasso. Se você vencê-lo através do Método Viver de Ações,
dificilmente você desistirá, ou seja, ao passar pelo terceiro ano, você
continuará até o fim.

No terceiro ano você consolida finalmente sua carteira defensiva. A


partir de agora, apenas ajustes serão necessários e você continuará
aumentando posições e monitorando as empresas escolhidas para
perceber se alguma delas perdeu fundamentos ou continua atrativa.

Você pode se dar ao luxo de descansar mais, ou seja, não precisará


monitorar o mercado com tanta frequência.

Apenas com 1 hora por semana já é suficiente para monitorar todo o


processo, talvez um pouco mais de tempo se sua carteira for muito
diversificada, mas você já sente facilidade, já criou o hábito de viver sob
uma base percentual e de INVESTIR todos os meses.

Se você seguiu o método corretamente, você tem efetuado doações


todos os meses, estas doações podem e devem ser utilizadas na
declaração de imposto de renda, pois no futuro quando você necessitar
“vender” ações, por troca ou perda de fundamento, o Imposto de Renda
que incidirá sobre toda a venda que ultrapassar 20 mil reais.

Você estabelecerá estas doações em sua declaração de imposto de


renda, para obter descontos. Isto mesmo, no Brasil existe uma lei que
assegura isso.

Sugiro a todos que quando seu patrimônio alocado ultrapassar 50.000


reais, você comece a realizar sua declaração de imposto de renda
através de um contador de confiança, um contador irá orientá-lo sobre os
aspectos legais destas questões, mas não se preocupe, todo o processo
está legalizado.

Dividendos não possuem incidência de Imposto de Renda e Juros


sobre Capital Próprio, já tem o recolhimento feito automaticamente. A
78
Siga: www.aprendainvestimentos.com

partir de 50.000 reais em patrimônio você já estará sendo monitorado e é


importante fazer a declaração de imposto de renda de forma correta. No
início isso nem se torna tão necessário, mas é importante cuidar do seu
patrimônio para evitar problemas com a Receita Federal.

Portanto, declare corretamente e continue o processo.

A partir do próximo ano, dependendo do poder mensal de seus


aportes, você já verá inúmeros benefícios aparecendo.

Ano 4 ao 6: Começam os Benefícios:

Você chegou ao quarto ano de Investimentos e de prática no Método


Viver de Ações. Do quarto ao sexto ano, você perceberá seu patrimônio
crescendo mais rápido. Continue com o processo de sua base percentual
e de seus aportes mensais.

A partir de agora, você tem escolhas. Você pode, por exemplo, aplicar
a base percentual também em seus dividendos, isto é, se quiser retirar
parte dos dividendos para complementar sua renda você pode.

Se optar por fazer isso, recomendo firmemente que você não retire
mais do que 50% dos dividendos, SEMPRE MANTENHA no mínimo 50%
dos dividendos em sua conta para REINVESTIR. Para aquela parte que
você retirou, separe uma pequena parte para também ampliar suas
doações.

Apesar de orientar que você reinvista 100% dos dividendos durante


todo o processo do Método, reconheço que algumas pessoas que
trilharam este caminho com aportes maiores, já chegam ao quinto ou
sexto ano com condições de “viver de ações”. Porém, nem todas as
pessoas possuem aportes grandes.

Uma pessoa que trilhou o caminho até aqui com aportes menores,
talvez ainda não perceba ou não tenha condições de fazer retiradas.

Por essa razão continue reinvestindo 100% dos dividendos, ajustando


sua base percentual, trabalhando em sua inteligência financeira, e
vivendo dentro das mentalidades orientadas.
79
Siga: www.aprendainvestimentos.com

Até o sexto ano, você ainda pode observar alguma coisa a ser
ajustada, ou quem sabe ampliar sua diversificação.

Você já se sente bem confortável com as análises, com o


acompanhamento das empresas, você já adquiriu o hábito de um
investidor consistente, mesmo sem perceber, você já o é.

Em outras palavras, você já se tornou um Investidor Consistente por


estes 5 ou 6 anos de prática. Você já desenvolve o “feeling e o timing” do
mercado, já sabe onde estão as boas empresas, e quais delas perderam
seus fundamentos, quais novas empresas promissoras estão surgindo.

Continue o processo reinvestindo os dividendos nas empresas


selecionadas a partir dos critérios que ensinamos. Sua carteira ganhou
corpo e seu patrimônio está bem maior, mas acima de tudo, você já tem
uma mentalidade treinada.

Ano 7 ao 10: Desenvolvendo a Maestria:

80
Siga: www.aprendainvestimentos.com

Do sétimo ano em diante, as coisas ficam mais fáceis, pois


dependendo do seu valor patrimonial alocado, a velocidade de
crescimento aumenta vertiginosamente. Você está bem mais próximo do
resultado final.

Esta é a fase da Maestria, pois se você ainda não atingiu a


independência financeira por conta de aportes pequenos, ao menos você
já possui maestria mental e emocional para continuar o processo até o
fim, INDEPENDENTE do tempo e dos valores.

Sua inteligência financeira avançou muito nestes anos, você já se


tornou um Investidor Consistente e você domina o Método Viver de
Ações.

Talvez seja a hora de pensar mais em utilizar as habilidades


adquiridas. Quem sabe ensinar seus filhos, seus familiares, ou ainda
algum amigo, dividindo o conhecimento que você desenvolveu.

Lembre-se: você não precisa doar apenas dinheiro, você pode doar
também conhecimento e com isso ajudar os outros.

Do sétimo ano em diante, você desenvolve a Maestria e se aproxima


definitivamente da Independência Financeira.

Os dividendos gerados periodicamente, já são uma grande “renda


passiva” que você adquiriu. Talvez você não queira AINDA retirá-los pois
tem uma meta definida, mas enfim, agora você é livre e acima de tudo,
independente nas decisões e na mentalidade.

Não se deixe levar pelas tentações, aprimore seu senso de


Minimalismo Consciente e de Base Percentual. Amplie e duplique esse
conhecimento dentro de sua família, em outras palavras ENSINE-OS.

É assim que nosso país irá crescer, é assim que se fomenta riqueza
consistente, e se blinda a sociedade contra as crises, contra a inflação,
contra manobras esdrúxulas de um governo corrupto.

Usando a lei ao nosso favor, utilizando as ferramentas do sistema,


contra o próprio sistema, podemos nos liberar completamente.
81
Siga: www.aprendainvestimentos.com

Ano 10 em diante: Independência Financeira:

Finalmente, você já atingiu o patamar de poder viver apenas com os


rendimentos de seus dividendos. Você pode, SE ASSIM QUISER,
abandonar seu emprego ou trabalho tradicional. Não que isso seja
necessário, pois se você trabalha em algo que gosta, você pode
continuar sem problemas, e se quiser continuar, irá fazer por vontade
própria e NÃO POR NECESSIDADE.

Você já pode se “aposentar”, pois adquiriu Independência Financeira.


Neste ponto, já é completamente independente nas tomadas de decisão,
sabe quando e como escolher uma empresa ou um empreendimento
imobiliário e sabe quando e como mantê-lo ou trocá-lo.

Você pode se dar ao luxo de trabalhar por altruísmo, continuará


fazendo doações consistentes, seja financeiramente ou a doação de seu
próprio tempo, ensinando, compartilhando e ajudando os outros, pois
VOCÊ NÃO PRECISA MAIS DE EMPREGO. A partir de agora, você
trabalhará no quê quiser e SE quiser, por altruísmo e por mera auto-
estima.

Se você tem a mentalidade certa desenvolvida, você irá ser tão


humilde quanto milionário. Você aprendeu e dominou o Método Viver de
Ações e a partir de agora, é livre.

Muitos conquistam esta condição ANTES de 10 anos, outros talvez


demorem um pouco mais dependendo das metas individuais
estabelecidas, mas INDEPENDENTE disso, você decifrou o código.

Continue sendo investidor para o resto da vida e oriente seus


herdeiros a continuarem o processo. O patrimônio de sua família irá
crescer exponencialmente com essas orientações, se eles seguirem o
mesmo exemplo que você deu.

82
Siga: www.aprendainvestimentos.com

3.3.3 – Automatização

Ciclo Perpétuo de Dividendos

Como método que apresentamos, estabelecendo a mentalidade


correta e o hábito de viver sob uma base percentual, investindo mês a
mês e REINVESTINDO os dividendos recebidos, o patrimônio avança de
forma indefinida.

Como trabalhamos em percentual, os valores relativos a estes


também irão gradativamente aumentando a medida que a pessoa
percorre o caminho do Método Viver de Ações, em uma escala
ascendente, em juros sobre juros.

Conforme ensina Warren Buffet, 3 aspectos são fundamentais na


construção de um bilionário: As oportunidades, o tempo e os “Juros
sobre Juros”. Uma receita extremamente simples, mas 100%
consistente.

O Ciclo Perpétuo de Dividendos, através das empresas e


empreendimentos certos, a partir dos critérios apresentados, não se
interromperá e não terá fim em si mesmo.

83
Siga: www.aprendainvestimentos.com

Muito diferente de uma previdência social, que TIRA patrimônio das


famílias, o Método Viver de Ações garante um patrimônio sólido para sua
família. Isso mesmo, para você, enquanto viver e para seus herdeiros, e
por fim para os herdeiros deles, desde que sejam mantidos os critérios
estabelecidos aqui.

Existe algumas formas de automatizar o reinvestimento de


dividendos, algumas empresas possuem contratos específicos de
reinvestimento automático de dividendos em novas ações da mesma
empresa. Um exemplo destes é o Banco Bradesco. A partir do momento
em que o valor pago de dividendos cobre o valor de uma ação, você
pode optar por receber estes valores de dividendos em NOVAS AÇÕES,
ou seja, novas posições da própria empresa.

Existem também Ações Dinâmicas e ETFs, dos quais irei falar no


capítulo “Táticas Especiais”, um pouco mais adiante.

Neste ponto, você já deve ter se dado conta do poder de “Blindagem”


que este método oferece. Chamamos de blindagem a defesa contra a
crise e contra a inflação. Não estamos focando no valor patrimonial
alocado, mas sim no poder de RENDIMENTO em forma de dividendos
que aumenta exponencialmente com a prática do reinvestimento.

Muito maior do que qualquer outra aplicação financeira, este “poder”


pode ser ainda mais explorado quando a pessoa identifica facilmente a
diferença entre uma empresa precificada (explorada no seu valor de
mercado) e uma empresa BOA PAGADORA DE DIVIDENDOS, ou
chamada “vaca leiteira” por alguns investidores do mercado.

Sempre opte por estas, as boas pagadoras de dividendos.

84
Siga: www.aprendainvestimentos.com

4 – Indo Além

4.1 – Táticas Especiais

4.1.1 – Colocando suas ações para aluguel.

Comentamos em capítulos anteriores que a diversificação ocorrerá de


forma natural a medida que o investidor se torna consistente em suas
escolhas, optando por empresas promissoras, ou fundos de
empreendimentos imobiliários, ambos, bons pagadores de Dividendos.

É importante alertarmos que isso ocorrerá de forma natural e não


existe uma receita primária indicando quantas Ações ou Papéis você
deverá ter em sua carteira. O que indicamos é que os critérios de
escolha e fundamentos devem sempre ser observados.

85
Siga: www.aprendainvestimentos.com

Alguns investidores possuem carteiras com mais de 100 papéis


diferentes, outros apenas 15, e não significa que um seja melhor que o
outro, apenas usou critérios de escolha e diversificação diferentes em
cada construção.

Uma máxima do mercado diz, “Nunca coloque todos os ovos na


mesma cesta.”, justamente para indicar que a diversificação minimiza os
riscos envolvidos, especialmente se diversificarmos em setores
diferentes da economia, já que, como mencionamos anteriormente,
alguns setores são melhores pagadores de dividendos do que outros.

No seu processo de construção patrimonial, a partir do Método Viver


de Ações, chegará o momento onde a quantidade de Ações de uma
determinada empresa supera e muito o chamado lote mínimo de 100
papéis. Algumas empresas são muito visadas também para as
negociações de Intraday, compra e venda diárias aproveitando as
oportunidades gráficas que se apresentam.

Alguns especuladores de mercado, utilizam a prática de Alugar as


ações de maior liquidez, assim sendo, podemos potencializar nossos
ganhos em dividendos, alugando as ações que estão alocadas em nosso
nome, para que estes especuladores as usem em troca de um
pagamento de aluguel.

Como funciona: Por exemplo, se eu tenho 1000 Ações da empresa


Itaú S.A., uma das mais líquidas e movimentadas na Bovespa, e eu sigo
o Método Viver de Ações, isso significa que as minhas ações ficam
alocadas, eu não as negocio, apenas vivo dos DIVIDENDOS que elas
me pagam, assim sendo, eu posso coloca-las para que OUTROS a
utilizem em suas negociações diárias.

Esse “aluguel” na realidade, não irá gerar prejuízo de forma alguma


para você como “doador”, o risco ficará 100% nas mãos do chamado
“tomador”, ou seja, do especulador que alugou suas ações para fazer as
negociações de intraday. E melhor ainda, você CONTINUARÁ recebendo
os dividendos das mesmas.

O aluguel de ações é uma alternativa simples para quem investe em


carteiras de ações de longo prazo e deseja rentabilizar ainda mais seus
investimentos. A ideia principal de um aluguel de ações é a mesma de
86
Siga: www.aprendainvestimentos.com

um aluguel comum, seja de carro ou imóvel. Ou seja, quem possui, aluga


mediante o pagamento de uma taxa pré-determinada em contrato.

Quem necessita, procura a melhor oferta que atende a sua


necessidade, mediante o depósito de uma margem de garantia na
operação.

Vantagens para o doador (seu caso):

● O doador é remunerado pela cessão do papel, aumentando ainda


mais seus proventos.
● Recebe juros e dividendos mesmo com as ações alugadas. Os
dividendos continuam vindo normalmente.
● É uma negociação de baixo risco para o doador, pois a operação é
garantida pela Companhia Brasileira de Liquidação e Custódia
(CBLC) que atua como contraparte no processo. É algo
regulamentado e seguro.
● Possibilidade de maior rentabilidade da carteira sem que o doador
tenha que se desfazer das ações

Vantagens para o tomador (especulador que trabalha com intraday)

● Possibilidade de ganhar com a oscilação do mercado


● Fazer operações no mercado com tendência de baixa
● Fazer operações na expectativa de queda dos preços
● Usar as ações como garantia nas opções de compra

Você poderá perguntar a sua corretora, sobre a possibilidade de


alugar suas ações, assim que a quantidade de suas ações ultrapassar o
chamado “lote mínimo”, o que normalmente é configurado em 10, 100 ou
1000 ações.

Por exemplo, se uma ação de determinada empresa, possui o lote


padrão em 100 ações e você tiver 500 Ações desta empresa, ao
disponibilizar para aluguel, você estará disponibilizando 5 lotes.

87
Siga: www.aprendainvestimentos.com

4.1.2 – ETFs

Algumas alternativas comumente utilizadas para auxiliar no “acúmulo


de capital”, isto é, visando longuíssimo prazo, são os chamados ETFs
(Exchange Traded Funds ou Fundo de Índice).

Os ETFs são fundos dinâmicos, que buscam seguir um índice


específico, pode ser comprado ou vendido como uma ação no pregão da
BM&FBOVESPA, por meio de sua Corretora. O ETF oferece a você a
oportunidade de diversificação de recursos dos fundos e facilidade na
negociação de ações.

Ao seguir um índice específico, os valores que você investir,


comprando cotas deste ETF, serão distribuídos automaticamente nas
ações que compõe este índice específico, gerando para você uma
diversificação automática e facilitando em questões de taxas e
operações, pois você estaciona o patrimônio neste fundo e sabe que a
diversificação estará sendo efetuada pelos gestores do ETF em questão.

Algumas características importantes:

Cada ETF reflete a performance de um determinado índice de referência


de um setor. Ao comprar cotas, você adquire uma carteira de ações sem
precisar realizar a gestão de cada uma das ações, com a vantagem de
participar de diferentes empresas e segmentos.
As cotas do ETF representam uma fração do índice de referência do
fundo. Dessa forma, você ganha com a diversificação, e também com o
88
Siga: www.aprendainvestimentos.com

baixo custo de adquirir uma cesta de ações com uma única ordem de
compra.

Como as cotas dos ETFs são negociadas na bolsa de valores, você


tem a facilidade de poder comprá-las ou vendê-las quando desejar pela
sua corretora, até mesmo por operações realizadas diretamente via
sistema de negociação online (home broker).

O Brasil ainda é um país “novato” em relação a ETFs, já nos EUA,


estes são muitos mais famosos e utilizados. Os EUA possuem listados
centenas de ETFs interessantes. No Brasil temos alguns bons, porém
como os índices andaram “de lado” nos últimos anos, com a crise
econômica, estes estão um pouco em baixa e os investidores estão
buscando outras opções.

Alguns exemplos:

ETF Preço Variação (%) Índice acompanhado

BOVA11 43,95 -1,44 Ibovespa


iShares Ibovespa Ibovespa

BRAX11 37,39 -1,58 IBRX


Ishares IBRX 100 Índice Brasil 100

CSMO11 - ICON
Ishares Consumo Índice de Consumo

DIVO11 21,80 -1,67 DIVI


It Now Dividendos Índice de Dividendos

ECOO11 54,62 0,00 ICO2


Ishares Carbono Índice Carbono
Eficiente Eficiente

FIND11 45,00 0,00 IFNC


It Now Financeiro Índice Financeiro

89
Siga: www.aprendainvestimentos.com

GOVE11 19,05 -2,06 IGCT


It Now Índice de Governança
Governança Corporativa Trade
Corporativa

ISUS11 21,73 -1,23 ISE


It Now Índice de
Sustentabilidade Sustentabilidade
Empresarial Empresarial

MATB11 14,41 -1,17 IMAT


It Now Materiais Índice de Materiais
Básicos Básicos

MILA11 - MLCX
Ishares Mid-Large Índice Mid-Large Cap
Cap

MOBI11 - IMOB
Ishares Índice Imobiliário
Imobiliário

PIBB11 78,23 -1,49 IBX50


It Now Brasil Índice Brasil 50
IBRX 50

SMAL11 44,45 -1,09 SMLL


Ishares Small Índice Small Cap
Cap

UTIP11 - UTIL
Ishares Utilidade Índice Utilidade
Pública Pública

Para comprar cotas do ETFs escolhido, basta incluir a ordem de


compra, o código específico e a quantidade escolhida conforme o valor
que você está investindo.
90
Siga: www.aprendainvestimentos.com

O detalhe importante para análise é: ETFs não pagam Dividendos. Na


realidade, estes dividendos são REINVESTIDOS automaticamente
dentro do próprio fundo aumentando seu patrimônio alocado, portanto,
ele serve bem no início da jornada, por uma questão de diversificação,
porém não é indicado no finalmente quando estaremos aptos a viver de
renda. No fim da jornada iremos optar por Ações específicas ou
dinâmicas que DEVOLVEM os dividendos diretamente na nossa conta.

4.1.3 - Ações Dinâmicas

Uma outra alternativa interessantíssima especialmente ao investidor


iniciante são as Ações Dinâmicas.

Estas são semelhantes aos ETFs, porém não buscam


especificamente seguir um índice e possuem características
diferenciadas, que são indicadas em nossa estratégia.

Um dos produtos mais inovadores do mercado brasileiro é a Ação


Dinâmica da XP Investimentos, códico XPTD11.

Este fundo ou Ação Dinâmica, busca as mais interessantes


alternativas de empresas boas pagadoras de dividendos e reconstrói
uma carteira idealizada.

O XPTD11 paga com periodicidade mensal os dividendos recebidos


em sua conta, portanto, diferente do ETF brasileiro, esta Ação Dinâmica
é 100% indicada para sua diversificação. Recomendamos fortemente.

91
Siga: www.aprendainvestimentos.com

4.1.4 - Fundos Imobiliários

Os chamados FIIs ou Fundos Imobiliários são empreendimentos


imobiliários em que o investidor se associa comprando “cotas” que
formam um fundo focado em adquirir e administrar estes
empreendimentos, gerando renda mensal, através dos alugueis pagos
pelos inquilinos destes imóveis.

Os dividendos dos FIIs vem a partir dos alugueis recebidos e são


depositados em sua conta, tal como os dividendos de Ações de
Empresas, também são isentos de imposto de renda e seu
funcionamento é igualmente configurado, isto é, você compra ou vende
um FII tal como faz com uma ação de empresa.

Existem diversos setores onde estes fundos se posicionam, e também


se configuram como um fundo por tempo indederminado ou por um
determinado tempo, cabe ao investidor analisar as melhores opções ou
as mais rentáveis.

Setores como logística, escritório, shoppings, e até mesmo agências


bancárias são interessantes, visando os alugueis que estes inquilinos
pagam mensalmente.

Um site excelente para ampliar seu aprendizado é o


https://tetzner.wordpress.com

Bem completo e focado especificamente em FIIs. O Tetzner preparou


um vídeo explicativo básico e muito fácil de compreensão sobre FIIs,
este vídeo está no seguinte link:
https://www.youtube.com/watch?v=CR2J4JGj60c recomendo que vocês
assistam, trata-se de um vídeo de apenas 3 minutos, onde você
compreenderá facilmente do que se trata.

Recomendamos fortemente que ao seguir nosso método você


triangule seu patrimônio, alocando em 3 modelos: Ações Defensivas,
Ações Dinâmicas e Fundos Imobiliários.

92
Siga: www.aprendainvestimentos.com

4.2 – Erros mais Comuns ao se Investir para Longo Prazo

Existem inúmeros erros que ocorrem por pura falta de maturidade, por
descuido ou falta de análise imparcial, que cometem os investidores e
precisamos evitar.

Abaixo, listamos alguns dos erros mais comuns que você precisa
buscar evitar.

1) Tomar decisões baseado puramente em Dicas de outras pessoas.

Como já dissemos anteriormente, uma dica só pode ser válida se


VOCÊ tiver critérios para analisá-la e referendá-la, ou seja, você pode
até seguir uma dica, DESDE QUE, analise e confirme a verdade da
mesma.

Muitos investidores assumem decisões baseados nas opiniões de


outros, sem analisar o que estão fazendo e isso é um erro fatal em
alguns casos. Existem muitos profissionais analistas que ganham
comissões ou são pagos para “dar dicas”, isto é, são formadores de
opinião. Este fato tira a imparcialidade da “dica”, ou seja, se são pagos,

93
Siga: www.aprendainvestimentos.com

tem interesses ocultados e portanto não estão dando uma sugestão sem
“segundas intensões”. Você deverá analisar cada informação, cada dica
apresentada, a partir dos critérios simples que ensinamos.

Isso fará você obter uma melhor postura para escolher o Ativo que irá
investir.

“Qualquer coisa pode acontecer nos mercados a


qualquer momento e nenhum analista, economista ou
comentador de TV – e definitivamente nem Charlie
nem eu – vai poder te dizer quando o caos vai ocorrer.
Os videntes do mercado vão encher os seus ouvidos,
mas nunca a sua carteira.” (Warren Buffet)

2) Comprar Ações/Fundos Imobiliários em “lançamentos”, nas


chamadas Ofertas Públicas Iniciais (usualmente referida como IPO, do
inglês Initial Public Offering).

Um dos critérios mais importantes de nosso método é justamente o


histórico de pagamento de dividendos para provar consistência no ativo e
política de rendimento/dividendos de uma determinada empresa ou
empreendimento.

Uma empresa demora alguns meses, as vezes um período anual


inteiro, para mostrar ao mercado os primeiros pagamentos de
dividendos. No entanto, algumas delas, por erros de gestão ou crises
internas, realizam prejuízos e não pagam dividendos no período.

Para toda empresa que está abrindo mercado, o conselho é que se


aguarde os primeiros meses e até alguns anos para que esta empresa
apresente histórico consistente, então, se ela realmente se firmar e
provar consistência de gestão e lucros constantes, ganhará fundamentos
coerentes para fazer parte de nossas carteiras.
Neste ponto, combinamos estas duas particularidades, estes dois
erros que muitos cometem. As vezes por seguir uma “dica”, o investidor

94
Siga: www.aprendainvestimentos.com

desavisado “aposta” no IPO de algumas empresas e a palavra mais


correta para este caso é justamente esta “APOSTA”, ou seja, não há
fundamento algum em sua atitude, portanto este é um outro erro a ser
evitado.

3) Ceder as tentações e gastar seu patrimônio.

Este talvez seja para a maioria dos brasileiros, o erro mais comum.

Quando alguém começa e não tem muitos recursos disponíveis e


sempre teve uma vida privada de bens materiais, dificuldades
financeiras, enfim, começa a consolidar um patrimônio sólido em Ativos
Consistentes, vem a “tentação” de comprar aquilo que nunca teve.

Isso mesmo, vem o desejo, as vezes incontrolável de gastar o


montante para adquirir um bem de consumo que sempre esteve presente
no universo de desejos desta pessoa.

Um carro melhor talvez, um celular moderno, uma viagem que se


queira fazer, ou até mesmo um apartamento próprio.

Procure pensar que você poderá ter TUDO ISSO e mais um pouco,
QUANDO, e apenas quando, O RENDIMENTO dos teus ativos,
superarem as despesas geradas por estas compras.

Antes disso, você deve vencer a tentação e continuar o processo de


construção patrimonial em Ativos Consistentes. Para este aspecto, volte
ao ponto onde falei sobre “Minimalismo Consciente”.

Procure compreender que os desejos por bens de consumo, são


normais, especialmente para pessoas que não possuíam condições
anteriormente e alcançaram somas patrimoniais mais elevadas em um
primeiro momento. No entanto, “você sacrificará este benefício agora,
para obter um benefício maior depois”. Esta é a dica. Não caia neste
erro. Continue o processo até o fim.

Uma história que Robert Kiyosaki escreve em seu livro Independência


Financeira retrata bem isso. Certa vez sua esposa lhe perguntou se eles
já tinham o suficiente para comprar um carro Mercedes, a resposta foi
95
Siga: www.aprendainvestimentos.com

simples e direta. Você poderá comprar quantas Mercedes quiser, desde


que estas sejam pagas pelos rendimentos de nossos ativos.

Acredito que isso explica e fundamenta a questão.

Existem outros erros comuns, ao investidor, mas aqui alertamos para


os que afetam diretamente o Método que estamos ensinando.

Como você não será um trader de intraday, isto é, não estará


preocupado com as especulações diárias, alguns erros, por este fato
simples, já serão naturalmente evitados.

4.3 – Conclusão

Uma pesquisa foi feita no centro de São Paulo, no ano de 2002.

Foram feitas às pessoas 2 perguntas:

a) Você gostaria de ser rico ?

b) O que você pretende fazer para ser rico ?

O resultado da pesquisa foi uma completa decepção para os


organizadores. 99% das pessoas respondiam sim para a primeira
pergunta e praticamente 100% guardou silêncio na segunda.

As pessoas não sabem o que é riqueza e não sabem COMO


conquistá-la. Este método traz aos leitores o passo a passo para a
construção consistente de patrimônio pessoal, de forma crescente e
blindada no decorrer do tempo.
Ao menos enquanto estivermos em um governo Capitalista, que
proteja a propriedade privada, o direito de herança e a livre iniciativa.
Nada impede o cidadão trivial, honesto, que paga seus impostos, de se
associar a empresas e a empreendimentos econômicos através da Bolsa
de Valores.

Qualquer pessoa que compreenda o “ciclo de melhorias constantes” e


que tenha um mínimo de alfabetização e capacidade de raciocínio, pode
96
Siga: www.aprendainvestimentos.com

seguir as técnicas aqui apresentadas e mudar sua vida financeira


deixando de ser vítimas do sistema e fazendo com que o mesmo sistema
trabalhe ao seu favor.

Simples assim, usando o tempo a seu favor para alcançar um


patamar desejável. Quanto tempo irá demorar vai obviamente depender
de quanto você investe mensalmente.

Mas tenha certeza que essa renda vitalícia virá de forma infinitamente
mais rápida, segura e maior que qualquer outro tipo de investimento ou
previdência.

É líquido e certo que o resultado virá, porém você tem que ter objetivo
e disciplina para esperar esta árvore crescer e dar frutos.

O que você precisa fazer é apenas modelar sua vida para conseguir
separar um percentual daquilo que se ganha e começar o processo.

97
Siga: www.aprendainvestimentos.com

Obviamente o tempo para alcançar a Independência Financeira, isto


é, que a Renda dos Investimentos supere as despesas pessoais, pode
variar de pessoa para pessoa, dependendo do tamanho de sua
capacidade de aplicar mês a mês.

Seguindo estes passos, a Independência Financeira é uma certeza,


só dependendo do tempo, portanto QUANTO ANTES VOCÊ DEIXAR DE
LADO O PENSAMENTO DE QUE ISSO NÃO DARÁ CERTO PRA VOCÊ
MELHOR, QUANTO ANTES COMEÇAR, MAIS CEDO ALCANÇARÁ O
SUCESSO.

Você está disposto a vir para este lado da mesa ?


Você é livre para vir ou não, mas o importante é que finalmente,
encontrou o Método Definitivo.

Um abraço e $uce$$o a todos.

Tiago Lacerda

http://aprendainvestimentos.com/
http://viverdeacoes.com.br/

98

Você também pode gostar