Você está na página 1de 2

Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Departamento de Comunicação Social • Semestre 2021.1 • Horário: 4N1234


Sociologia da Comunicação (COM0505) • Prof.ª Raquel Assunção e Prof. Breno Carvalho

1. EMENTA
Ciências sociais e ciências da comunicação. Sociedade, cultura e comunicação. Teorias e movimentos
sociais. Correntes norte-americanas e europeias. Processos, meios e efeitos. Comunicação e cultura de
massas.
2. OBJETIVOS
- Compreender a formação do campo sociológico e as noções de cultura e sociedade;
- Analisar a construção de teorias e movimentos sociais;
- Compreender as perspectivas norte-americanas e europeias sobre a comunicação e os desdobramentos
para as noções de processo, meio e efeito;
- Analisar a tríade: mídia x comunicação x cultura de massa.
3. CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

1. Fundamentos sociológicos 2. O âmbito sociológico-comunicacional


1.1. Comte, Durkheim, Marx e Weber 2.1. Definição, correntes e perspectivas
1.2. Ciências sociais e métodos de pesquisa 2.2. Mídia, comunicação, cultura de massa e
1.3. Teorias e movimentos sociais consumo

4. ASPECTOS DIDÁTICO-METODOLÓGICOS & AVALIAÇÃO


• Aulas com uso do computador e programa de conferência (Google Meet) para apresentação dos
conteúdos (aulas, textos, vídeos, filmes etc). Busca por diversificação de propostas de aprendizagem, como
metodologias ativas (apresentação de problemas) e debates sobre textos teóricos, uso de exemplos etc.
• Encontros síncronos na quarta-feira, das 18:45h às 21:25h (Google Meet). A avaliação se dará através da
presença nos encontros síncronos e realização de 3 (três) atividades para obtenção de notas: (a) Trabalho
escrito (individual); (b) Trabalho em grupo – apresentação e entrega de questões/artigo; (c) Trabalho em
grupo – escrito (entrega de questão / artigo). Cada atividade vale 10,0 (dez) pontos.
5. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

BARBERO, Jesus Martin. Dos meios às mediações - comunicação, cultura e hegemonia. Rio de Janeiro:


Editora da UFRJ, 2001.

BRUNO, Fernanda. Máquinas de ver, modos de ser. Porto Alegre: Sulina, 2013.

COHN, Gabriel. Sociologia da comunicação: teoria e ideologia. São Paulo: Pioneira, 1973.

COHN, Gabriel. A atualidade do conceito de indústria cultural. In: MOREIRA, A. S. (Org.) Sociedade global:
cultura e religião. Petrópolis: Vozes, 1998.

CORRÊA, E. S.; BERTOCCHI; D. O algoritmo curador: o papel do comunicador num cenário de curadoria
algorítmica de informação. In: ENCONTRO ANUAL DA COMPÓS, 21., 2012, Juiz de Fora. Anais…
Disponível em: http://bibliodigital.unijui.edu.br:8080/xmlui/handle/123456789/2852. Acesso em: 25 set. 2019.

DUARTE, Alice. A antropologia e o estudo do consumo: revisão crítica da sua relação e possibilidades.
Etnográfica, Lisboa, v. 14, n. 2, p. 363-393, jun. 2010.
1
FEATHERSTONE, Mike. Cultura de consumo e pós-modernismo. São Paulo: Studio Nobel, 1995.

FEATHERSTONE, Mike. O desmanche da cultura: globalização, pós-modernismo e identidade. São Paulo:


Studio Nobel: SESC,1997.

FRANÇA, Vera; ALDÉ, Alessandra; RAMOS, Murilo (Orgs.). Teorias da comunicação no Brasil: reflexões
contemporâneas. Salvador: Edufba, 2014.

GIDDENS, A. Sociologia. Porto Alegre: Penso, 2012.

HAN, Byung-Chul. Sociedade do cansaço. Petrópolis, RJ: Vozes, 2017.

HAN, Byung-Chul. No Enxame: perspectivas do digital. Petrópolis, RJ: Vozes, 2018.

HOHLFELDT, A.; MARTINO, L.; FRANÇA, Vera (Orgs.). Teorias da comunicação: conceitos, escolas e
tendências. Petrópolis, RJ: Vozes, 2015.

MACEDO; Tarcízio; VIEIRA, Manuela. Muito além dos pixels: experiências de consumo e cultura material
em League of Legends. In: COMUN. MÍDIA CONSUMO, São Paulo, v. 14, N. 41, p. 147-171, set./dez. 2017.
Disponível em: http://revistacmc.espm.br/index.php/revistacmc/article/view/1386. Acesso em 01 jul. 2021.

MAIGRET, Éric. Sociologia da comunicação e das mídias. São Paulo: Senac São Paulo, 2010.

MARCONDES FILHO, Ciro (Org.). Dicionário da comunicação. São Paulo: Paulus, 2009.

MATTELART, Armand; MATTELART; Michèle. História das teorias da comunicação. São Paulo: Loyola,
2006.

MICELI, Sérgio. A noite da madrinha. São Paulo: Companhia das Letras, 2005.

ORTIZ, Renato. A moderna tradição brasileira. São Paulo: Brasiliense, 1988.

OUTWHITE, William. Teoria social: um guia para entender a sociedade contemporânea. São Paulo: Zahar,
2017.

ROCHA, Maria Eduarda da Mota. Em busca de um ponto cego: notas sobre a sociologia da cultura e a
diluição da mídia como objeto sociológico. Revista Sociedade e Estado. v. 26, n. 3, p. 453-469, set. / dez.
2010.

SCHWARCZ, L.; BOTELHO, André (Orgs.). Agenda brasileira: temas de uma sociedade em mudança. São
Paulo: Companhia das Letras, 2011.

SILVERSTONE, Roger. Por que estudar a mídia?. São Paulo: Loyola, 2002.

SZTOMPKA, Piotr. A sociologia da mudança social. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1998.

TRAVANCAS, Isabel. Etnografia da produção jornalística – estudos de caso da imprensa brasileira. Brazilian
Journalism Research, v. 6, n. 2, p. 83-102, 2010.

TRAVANCAS, Isabel; NOGUEIRA; Silvia G. (Orgs.). Antropologia da comunicação de massa. Campina


Grande: Eduepb, 2016.

TURNER, Jonathan; GIDDENS, Anthony (Orgs.). Teoria social hoje. São Paulo: Unesp, 1999.

Você também pode gostar