Você está na página 1de 3

QUALIDADE ASSEGURADA

Qualidade assegurada designa o conjunto de atividades planejadas e sistemáticas para


garantir que um produto ou serviço satisfaça determinadas características de qualidade.
A qualidade assegurada pode ser definida ainda como planos e atividades sistemáticas,
dentro do sistema da qualidade que proporcionam a confiança de que o produto ou o serviço,
irão atender plenamente os requisitos da qualidade.

Avaliação de fornecedores - Link: Os conceitos da qualidade assegurada de fornecedores | qualidadeonline's Blog (wordpress.com)

É um processo de verificação de determinadas condições de um fornecedor, referente


ao seu sistema da qualidade, ao seu processo produtivo, às suas instalações e/ou seu produto.
Esta verificação deve ser estruturada, ou seja, ter parâmetros claros e objetivos e pode ser
feita através de visita às instalações do fornecedor ou de pesquisa formal efetuada pela
própria empresa cliente.
As avaliações usuais são referentes ao:
Sistema da Qualidade – Que se caracteriza pela verificação do atendimento da
empresa aos requisitos organizacionais voltados a garantia da qualidade do produto fabricado
ou comercializado ou ao serviço prestado.
Produto – Denominado também de avaliação técnica, que se caracteriza pela
verificação de amostras do produto ou serviço a ser adquirido, para constatação da capacidade
de processamento da empresa e da adequação das características do produto.
Capacidade Instalada – Que se caracteriza pela verificação das instalações do
fornecedor, de modo a se garantir o atendimento de entrega dentro dos prazos necessários e
na quantidade estabelecida.
A principal função da avaliação é propiciar à empresa cliente, o conhecimento das
condições do fornecedor, de tal modo a gerar a confiança necessária de que o produto ou
serviço a ser adquirido será suprido de acordo com as condições estabelecidas (técnicas,
comerciais e de prazo), ao longo do tempo.
Dessa forma, a qualificação de um fornecedor é status dentro do processo de
avaliação, que indica se o fornecedor atende aos requisitos de avaliação (técnicos, sistêmicos,
capacidade produtiva, capacidade tecnológica, etc.). A princípio podemos ter três status:
Qualificado, Qualificado Condicional e Não Qualificado.
Outra questão se relaciona sobre por que qualificar um Fornecedor? Para que, por
meio da qualificação, a empresa possa: Ter um rol de fornecedores que apresentem um nível
similar de estrutura, que garanta que a competição entre eles seja feita nas mesmas
condições. Ter um referencial individual do fornecedor para sabermos se a organização está
implementando melhorias que beneficiem as condições de fornecimento. Os critérios para a
qualificação de um fornecedor, normalmente, estão baseados em três parâmetros básicos:
resultado da avaliação sistêmica, resultado da avaliação técnica (através de amostras iniciais) e
resultado da avaliação do processo e da capacidade instalada.
O método utilizado para definição da qualificação ou não de um fornecedor, pode ser
estabelecido de uma forma qualitativa (análise crítica e criteriosa do resultado de uma
avaliação) ou quantitativa (através de uma pontuação dos fatores utilizados na avaliação).
Já a desqualificação de um fornecedor pode se dar em duas fases:
A primeira em decorrência dos resultados das próprias avaliações.
A segunda através da medição do desempenho (performance) durante os
fornecimentos, que não se apresenta satisfatório conforme parâmetros previamente
estabelecidos.
O desempenho pode ser avaliado qualitativamente ou quantitativamente, devendo ser
evidenciado quanto aos critérios estabelecidos.
Por fim, a qualidade assegurada do fornecedor é o status do fornecedor, cujo produto
não é mais submetido a uma inspeção de recebimento, sendo enviado diretamente do
fornecedor para a linha de montagem. Para que um fornecedor atinja este estágio é
necessário que ele tenha sido: avaliado e qualificado conforme os diversos parâmetros
estabelecidos; avaliado quanto ao seu desempenho nos posteriores fornecimentos e o
resultado encontrado tenha sido aceitável; e desenvolvido quanto aos aspectos técnicos
inerentes do produto ou serviço ofertado. Uma das ferramentas utilizadas para
enquadramento do fornecedor no critério de qualidade assegurada é o Plano de Amostragem
e, em particular, a aplicação do sistema de skip lot, que é a inspeção efetuada através de lotes
salteados de recebimento.
Enfim, manter um fornecedor em Qualidade Assegurada implica na redução dos custos
de aquisição e de avaliação (inspeção). Normalmente, os fornecedores que atingem o grau de
Qualidade Assegurada são mais confiáveis em relação a qualidade intrínseca do produto e ao
cumprimento dos prazos, além de melhor atendimento e tempo de resposta do fornecedor,
quando do desenvolvimento de novos produtos.
Outra fonte: Qualidade assegurada – A melhor opção em tempos de incertezas –
Engarrafador Moderno

Você também pode gostar