Você está na página 1de 3

ESTUDO DE CASO – Direito Militar – 3° Turno

SITUAÇÃO GERAL
Devido o período conturbado vivenciado em conseqüência dos preparativos para as Olimpíadas,
no ano de 2016, ocorreram muitas faltas à apresentação de convocação à incorporação.
O fato do cidadão não se apresentar para prestar o serviço militar inicial obrigatório, após a
convocação para a incorporação, resulta em crime militar.

SITUAÇÃO PARTICULAR

O senhor Manoel da Silva Rocha, foi um dos cidadãos que faltou à apresentação de convocação
no prazo que lhe foi marcado, ou seja, no dia 11 de janeiro de 2016.
Em 20 de maio de 2018, o cidadão Manoel da Silva Rocha se apresentou no 15° R C Mec onde
foi lavrado o seu Termo de Insubmissão e também foi realizada sua inspeção de saúde, sendo considerado
Apto para o serviço do Exército.
O senhor Manoel da Silva Rocha foi julgado neste mesmo ano pela Justiça Militar conforme
prescreve os preceitos legais.
O senhor Manoel da Silva Rocha foi sentenciado a incorporar às fileiras do Exército, a contar da
incorporação do início do ano de 2019, a fim de cumprir o serviço militar obrigatório como Soldado.

Item 1. Cite qual crime militar foi cometido pelo Manoel da Silva Rocha, por não ter se apresentado a
convocação à incorporação, conforme marcado. Justifique com o devido amparo legal.

Resposta: Crime de Insubmissão. Art. 183 do CPM.


SITUAÇÃO GERAL
A Escola de Sargentos de Logística (EsSLog) está realizando adestramento dos soldados iniciada
no mês abril de 2019.
O comandante da Companhia de Comando e Serviço (CCSv) tem acompanhado o controle do
efetivo realizado por sua companhia e determinou durante esse período a suspensão das dispensas.
Verificando que estão ocorrendo muitas faltas não justificadas mesmo com a suspensão das dispensas.

SITUAÇÃO PARTICULAR

Cumprindo a determinação do comandante da CCSv, você, sargenteante, apurou as faltas durante


a formatura matinal do dia 2 de abril de 2019 e constatou que 03 (três) soldados não se encontravam em
forma dentre eles o Sd EP 700 CARLOS AUGUSTO ALVES.
O Cmt da CCSv recebeu as faltas e determinou que você, sargenteante, verificasse o destino de
todos os soldados faltosos.
Durante todo o dia de 2 de abril de 2019, você realizou várias tentativas de contato telefônico
com os militares faltosos.
Foram localizados 02 (dois) militares que justificaram as suas faltas, informando que estavam
baixados no HGERJ, no entanto o Sd CARLOS não foi localizado até o final do expediente deste dia.
O Sd CARLOS não se apresentou na Escola dentro do lapso de tempo justificável de acordo
como prescreve a legislação pertinente para que não incidisse em crime previsto na legislação penal
militar.
Até o dia 15 de abril de 2019, o Sd CARLOS não havia sido localizado.
Dados:
a) n° DIEx: 201/Sgte/Cmt CCSv/EsSLog
b) EB n°: 42984. 350569/2019-97
c) Idt (RA): 15546199-1 - Ministério da Defesa (MD)
d) Filiação: VITOR ALVES e IRENE BATISTA ALVES
e) Domicílio: Rua Nova nº 155, Deodoro-RJ
f) Incorporação: 15 de março de 2018
g) Comandante da Companhia de Comando e Serviço: CAP ANDRÉ CARVALHO DE LIMA

Item 1. Na função de sargenteante, preencha o documento a seguir, que deve ser confeccionado no
mesmo dia da consumação do crime militar pelo Sd CARLOS.
MINISTÉRIO DA DEFESA
EXÉRCITO BRASILEIRO
ESCOLA DE SARGENTOS DE LOGÍSTICA
(Nu do C Instr de MM/1938)
ESCOLA MARECHAL PAIVA CHAVES

DIEx nº 201/Sgte/Cmt CCSv/EsSLog


EB: 42984. 350569/2019-97

Rio de Janeiro - RJ, 11 de abril de 2019.

Do Comandante da Companhia de Comando e Serviço


Ao Sr Comandante da Escola de Sargentos de Logística
Assunto: deserção de soldado (deserção de praça)
Anexo: Inventário dos bens

Participo que o Sd EP 700 CARLOS AUGUSTO ALVES, Identidade (RA) 15546199-1 -


Ministério da Defesa (MD), filho de VITOR ALVES e IRENE BATISTA ALVES, residente à Rua
Nova nº 155, Deodoro-RJ, incorporou às fileiras do Exército no dia 15 de março de 2018, sendo
constatada sua falta ao quartel no dia 2 de abril 2019, iniciando contagem de sua ausência à 00:00
(zero) hora do dia 3 de abril 2019, completando à 00:00 (zero) hora do dia 11 de abril de 2019, os
dias de ausência previsto no Art. 187 do Código Penal Militar, para que se consume o crime de
deserção.

ANDRÉ CARVALHO DE LIMA - Cap


Comandante da Companhia de Comando e Serviço

DESPACHO DO COMANDANTE
1- Publique-se em BI
2- Lavre-se o Termo específico na forma prevista pelos § 3º e 4º do Art. 456 do CPPM, alterado pela Lei
8.236 de 20 SET 91.
Xxxxxxxx-XX, xx de xxxx de 2019.
Trajano
TRAJANO - Cel
Cmt da EsSLog

Você também pode gostar