Você está na página 1de 6

1

DEC 2581 Conforto Ambiental para Engenharia Civil


Profa. Aline Lisot e Prof. Paulo Fernando Soares
Lista de Exercícios: Conceitos, Acústica de Edifícios e Acústica Ambiental

RUIDO AMBIENTAL:

1) Que diferença existe entre sonar e radar?


2) Quando você está dentro de casa e fala, o som emitido por você reflete-se nas paredes e retorna ao
seu ouvido. Por que você não ouve o eco?
3) Do ponto de vista da física, o que diferencia um som alto de um som baixo? E um som forte de
um som fraco?
4) Quais são as três qualidades do som? Qual delas diz respeito à amplitude da onda sonora? E
qual diz respeito ao tipo de fonte que está produzindo o som?
5) Classifique cada som mencionado na lista a seguir, quanto à intensidade (forte ou fraco) e quanto
à altura (grave ou agudo). Por exemplo: Grito de criança: forte e agudo: a) Batida do martelo de um
ferreiro na bigorna; b) Motor de avião à jato; c) Ronco de uma pessoa dormindo.
6) Que tipo de som é produzido por ondas sonoras de: a) alta frequência e alta energia; b) baixa
frequência e baixa energia; c) Alta frequência e baixa energia; d) baixa frequência e alta energia.
7) Uma pedra cai num lago e gera ondas circulares que percorrem 250 cm na superfície do lago em 2s.
A distância entre duas cristas é igual a 25 cm. Calcule para estas ondas: (a) o comprimento de
onda, (b) a velocidade de propagação, (c) a frequência, (d) o período.
8) A quarta parte do comprimento de onda de uma onda transversal que se propaga numa corda é igual
a 8 cm. Se a frequência da onda for igual a 80 Hz, qual será o valor: (a) do período da onda? (b)
da velocidade de propagação da onda?
9) A frequência da nota musical lá é igual a 440 Hz. Considerando que a velocidade do som no ar é
aproximadamente 340 m/s, determine o comprimento de onda deste som.
10) Em uma localidade de latitude próxima à linha do equador, a temperatura ambiente de encontra a 22
0
C, uma onda sonora de uma sirene se propaga à uma frequência de 4.000 Hz. No período da tarde
a temperatura sobe para 36 0C. Para as duas situações de temperatura descritas, determine: (a)
Qual é o correspondente comprimento de onda? (b) Se a frequência for reduzida para 2.000 Hz,
qual será o comprimento de onda? (c) Por que se utilizam sirenes que produzem ruídos em uma
frequência próxima de 3.000 Hz?

( ) T 0C
c(m / s) = 331,4 + 0,607T 0C ; para T  300C ; e c(m / s ) = 331,4 1 +
( )
, p/ T > 300C;
273
11) Calcule o Nível de Intensidade Acústica de uma onda sonora esférica proveniente de uma fonte
de que varia a potência entre 1(um) e 10 (dez) W a uma distância de (a) 3m, (b) 6m, e (c) 12m.
12) Um som tem uma intensidade de 3*10-8 W m-². Qual é o nível de intensidade sonora em dB?
13) Qual será o nível sonoro resultante, NPS, se tivermos duas fontes funcionando simultaneamente
com L1 = 56 dB e L2 = 50 dB? Se considerarmos uma única faixa de frequência, em oitavas, em
qual delas haverá a coincidência de valores na escala A e escala Z?
14) Duas ondas sonoras têm intensidade de respectivamente 10 e 500 micro-watts cm-2. Quantos
decibels está o som mais forte acima do outro? R: LA-B = 17 dB
15) Sabendo-se que em um monitoramento com um medidor de nível de pressão sonora registrou-se um
ruído (LFONTE) e a interferência do ruído de fundo (R), sendo o valor monitorado o que segue:
LFONTE+R = 60 dB. Se o ruído de fundo é de 53 decibels, qual é o ruído da fonte F? R: LFONTE =
59 dB.
16) Qual é a potência sonora cujo nível de potência sonora (LW) é de 100dB?
17) O nível de intensidade sonora (LI) em uma sala devido a uma máquina é de 85dB. Qual será o nível
de intensidade sonora resultante se a esta sala forem adicionadas mais 14 máquinas iguais à
primeira?
18) O nível de pressão sonora (LP) em diversas bandas de oitava é dado na tabela a seguir. Calcule o
nível de pressão sonora global em dB. Qual é a escala comumente utilizada para representar
os níveis sonoros (nas faixas de oitavas apresentadas)?

1
2

Frequência (Hz) 63 125 250 500 1000 2000 4000 8000


LP (dB) 92 89 91 84 83 78 70 65

19) Considerando o exercício anterior, calcule o nível de nível de pressão sonora global, utilizando-
se a escala de ponderação A (LAGlobal). O que significa a utilização desta escala?
Frequência (Hz) 63 125 250 500 1000 2000 4000 8000
Curva A (dB) -26,2 -16,1 -8,9 -3,2 0,0 +1,2 +1,0 -1,1
LA,P (dB)
20) Calcule a área de abertura necessária para uma frequência crítica de 125 Hz, para um ressoador
com as seguintes características: Temperatura varia do de 20 a 27 0C, parede de 2cm e Volume de
11x15x20 cm3 (V = 0,0033 m3; L = 0,02 m; f0 = 125 Hz).

c S
f0 =
2π L

21) O latido de um cachorro possui aproximadamente 1 mW (mili Watts) de potência. Se esta potência
é distribuída uniformemente em todas as direções, qual é o nível de intensidade sonora (LI) a uma
distância de 5 m? E se dois cachorros latirem ao mesmo tempo, qual será o LI?
22) A intensidade de uma orquestra é igual à intensidade de 250 violinos. Se o nível de intensidade da
orquestra é de 80 dB, qual é o LI de um violino?
23) Uma parede permite passar 5% da intensidade da onda sonora de 1 kHz de frequência de um lado
para o outro. Calcular a perda por transmissão (Atenuação).
24) Considerando o exercício anterior, qual é o nível de intensidade sonora resultante se do outro
lado da parede existe um som com 90 dB, considerando-se que a propagação sonora se dá apenas
pela parede que separa os ambientes?
25) Se, no problema anterior for considerado o ruído marginal (ruído lateral ou por flancos), como se
poder representar, matematicamente, a redução de ruído?
26) Determine o Nível de Intensidade Sonora (NISA ou LA,I) Global, na escala A, em dB, do conjunto
dos seguintes NIS: 68, 82, 76, 68, 74 e 81. Considere que as máquinas que produzem os ruídos
mencionados estavam funcionando simultaneamente quando foi realizada a medição. Se as quatro
máquinas que produzem os maiores ruídos fossem substituídas por máquinas que possuíssem
desempenho compatível com a máquina que produz o menor ruído, qual será a redução de ruído
prevista?
27) Obteve-se a gravação de um ruído em um pátio na parte frontal de uma residência conforme a tabela
a seguir. A casa está localizada em uma vizinhança relativamente calma (silenciosa) ou
barulhenta? Justifique a sua resposta com base na legislação ou norma pertinente. Determine o
Nível de Intensidade Sonora equivalente (LAeq).

Período (h) (0-6] (6-8] (8-9] (9-15] (15-17] (17-18] (18-20] (20-22] (22-0]
NIS (dB) 55 65 57 60 67 72 57 55 53

BARREIRAS ACÚSTICAS:
28) Uma janela encontra-se posicionada conforme
mostra a figura a seguir e está protegida por um
muro. Considerando-se que o ruído proveniente da
rua é em média 84dB (a) qual é atenuação devido
ao muro para uma frequência de 2.000 Hz? (b)
Qual é a diferença máxima entre as atenuações
obtidas pelas equações de Rathe e Farina?

2
3
29) Considere a atenuação dada por uma barreira infinita, sujeita à uma fonte pontual, cujos dados estão
mostrados na Tabela a seguir:
f(Hz) 125 250 500 1000 2000 4000
ΔNBI(dB) 7 8 10 11 13 16
Para esta barreira, qual é a atenuação global fornecida pela barreira?

30) Suponha que um quarto de dormir está a 1,0m de altura e à distância de 10 metros do eixo da rua.
(a) Estime de quanto será diminuído o ruído do tráfego caso se interponha uma barreira de 2
metros de altura (posicione a barreira à 5 m da fonte). Faça os cálculos para f=2 kHz e 250 Hz. (b)
Qual deverá ser a altura da barreira para que a redução seja de pelo menos de 20 dB num e
noutro caso. As hipóteses, geometria e equações adotadas para a resolução desta questão devem
estar especificadas na sua resposta.

CONCEITOS:

31) O gráfico da figura indica, no eixo das ordenadas, a intensidade de uma fonte sonora, I, em watts por
metro quadrado (W m-2), ao lado do correspondente nível de intensidade sonora (NIS), em decibels
(dB), percebido, em média, pelo ser humano. No eixo das abscissas, em escala logarítmica, estão
representadas as frequências do som emitido. A linha superior indica o limiar da dor, acima dessa
linha, o som causa dor e pode provocar danos ao sistema auditivo das pessoas. A linha inferior mostra
o limiar da audição, abaixo dessa linha, a maioria das pessoas não consegue ouvir o som emitido.
Suponha que você assessore o prefeito de sua cidade para questões ambientais: a) Qual o nível de
intensidade máximo que pode ser tolerado pela municipalidade? (b) Que faixa de frequências
você recomenda que ele utilize para dar avisos sonoros que sejam ouvidos pela maior parte da
população?

32) O aparelho auditivo humano distingue no som 3 qualidades, que são: altura, intensidade e timbre. A
altura é a qualidade que permite a esta estrutura diferenciar sons graves de agudos, dependendo
apenas da frequência do som. Assim sendo, podemos afirmar que: a) o som será mais grave quanto
menor for sua frequência; b) o som será mais grave quanto maior for sua frequência; c) o som será
mais agudo quanto menor for sua frequência; d) o som será mais alto quanto maior for sua
intensidade; e) o som será mais alto quanto menor for sua frequência.
33) Quando se ouve uma orquestra tocando uma sonata de Bach, consegue-se distinguir diversos
instrumentos, mesmo que estejam tocando a mesma nota musical. A qualidade fisiológica do som
que permite essa distinção é: a) a altura; b) a intensidade; c) a potência; d) a frequência; e) o
timbre.
34) Mariana pode ouvir sons na faixa de 20Hz a 20kHz. Suponha que, próximo a ela, um morcego emite
um som de 40kHz. Assim sendo, Mariana não ouve o som emitido pelo morcego, porque esse
som tem: a) um comprimento de onda maior que o daquele que ela consegue ouvir; b) um
comprimento de onda menor que o daquele que ela consegue ouvir; c) uma velocidade de

3
4
propagação maior que a daquele que ela consegue ouvir; d) uma velocidade de propagação menor
que a daquele que ela consegue ouvir.
35) O menor intervalo de tempo para que o cérebro humano consiga distinguir dois sons que chegam ao
ouvido é, em média, 100 ms. Este fenômeno é chamado persistência auditiva. Aproximadamente,
qual a menor distância que podemos ficar de um obstáculo para ouvir o eco de nossa voz?
Dado: Temperatura média anual: 22 0C. a) 16,5 m; b) 17,5 m; c) 18,5 m; d) 19,5 m; e) 20,5 m.
36) Em alguns filmes de ficção científica a explosão de uma nave espacial é ouvida em outra nave,
mesmo estando ambas no vácuo do espaço sideral. Em relação a este fato é CORRETO afirmar
que: a) isto não ocorre na realidade, pois não é possível a propagação do som no vácuo. b) isto
ocorre na realidade, pois, sendo a nave tripulada, possui seu interior preenchido por gases. c) isto
ocorre na realidade uma vez que o som se propagará junto com a imagem da mesma. d) isto ocorre
na realidade, pois as condições de propagação do som no espaço sideral são diferentes daquelas
daqui da Terra. e) isto ocorre na realidade e o som será ouvido inclusive com maior nitidez, por não
haver no meio material no espaço sideral.

INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES:

T (0 C)
Para t  30 oC : c (m/s) = 331,4 + 0,607 T [oC] Para t > 30 oC : c[m/s] = 331,4 . 1+
273

2
P
NPS = 10. log  onde P0 = 2.10-5 [N/m2]. NIS = 10 log (I/Io), onde Io = 10-12 [W/m2]
 P0 

I1 I 2 I n
I   n I   10x1 x2 xn

+ + ...... + n =   i  NIS = 10 log   i  = 10 log 10 + 10 + ... + 10 
10 10
IO IO I O i =1  I o   i =1  I o   
PT = {[20 log (*f)] – 47,4} [dB] Onde:  = densidade superficial da parede [Kg/m2]
m mh
f = freqüência sonora incidente i =   h i = h =
 ( ASUP )  h

Q
R = Nse - Nsi = E + 10 log (A/S) [dB] NI T = 52 + 10. log  dB
d

2 2 f
(Eq. Rathe) N = 13 + 10 log N ; para N  1 N = = Obs.: (1) N máx = 24 dB; (2) p/ N = 0, N =
 V
6dB N = 13 + 5 log N ; para 0,1  N  1

 = (a + b) – d  = VT   = V/f , pois f = 1/T N( r ) = N(r 0) - 10 log. (r/r0)2 - N

Campo livre
e Sem considerar a diretividade Considerando a diretividade
diretividade

NIS (r , dB) = NWS (r0 , dB ) − 11 − 10 log(r ) NIS (r , dB) = NWS (r0 , dB ) − 11 − 10 log(r ) + 10 log( )
2 2

Fator de
Q=1 (fonte puntiforme, fp); Q=2 (fp sobre plano reflexivo); Q=4 (fp sobre dois planos em ângulo reto); Q=8
Diretividade
(fp sobre 3 planos que formam ângulo reto entre si);
(θ)

4
5

Barreiras Acústicas (Eq. Farina) Fonte Pontual Fonte Linear

LBI = 10 log(3 + 20 N ) , para N > 0 LBI = 10 log(3 + 5,5 N ) , para N


Barreira com altura “h” e L = 
>0
Barreira com altura “h” e L =  N N 
LBF = LBI − 10 log1 + +  , para N, N1 e N2 > 1
finito
 N1 N 2 

 1  N  I i    1  L1 L2 LN
 
Leq = 10 log     = 10 log ti 10 + ti 10 + ... + ti 10 10  
10 10

T  i =1  I o   T   

Frequência 63 125 250 500 1000 2000 4000 8000


(Hz)
Δ (dB) -26,2 -16,1 -8,9 -3,2 0,0 +1,2 +1,0 -1,1

Correção do ruído de tráfego para veículos

% de veículos pesados e
(7] (20] (35] (47) [60) [73) [87) [100)
veículos de transporte ≤

Correção em dB 0 +1 +2 +3 +4 +5 +6 +7

Velocidade do conjunto
(33] (47] (53] 60 [67) [73) [80) [87) [93)
(kmh-1)

Correção em dB -4 -2 -1 0 +1 +2 +3 +4 +5

% de inclinação da via 0 [2) [4) [6)

Correção em dB 0 +1 +2 +3

 2 N 
LBI = 20 log  +5
 tanh 2  N ( )

 N (− ) Li 
LBF = −10 log  10 10 
para (-0,2≤N≤26) e ΔLBI = 0 para os demais valores  i =1 
de N (Eq. Kurze)  (− ) L ( − ) L1 ( − ) L2 
LBF = −10 log 10 10 + 10 10 + 10 10 
 
1
N
1
E = 10 log  ti = Li t S i i
t  10 10 t= i =1
N

S
i =1
i

1 =  +  +

t médio =
 t .S
i i
=
S m t m + S p t p + Sv tv
E = 10 log (1/tmédio) ti = 1/10Ei/10 Ei = 10 log (1/ti)
S i Sm + S p + Sv

5
6
0,161  M Q
0,161 
A = A =  ai S i +  a j n j + x  Se tORC - tRR  < 0,1 segundos, ➔ OK! TRSF =
TRSF i =1 i =1 A
N N

0,161   i Si  S i i
0,161
= = 1=1
= 1=1
TRMS =
TRNE
− S ln 1 − ( ) N

S i
S N

 − S ln(1 −  )
i i
1=1 i =1

NRC =
( 250 +  500 + 1000 +  2000 ) =4

t=

t=
4 c
− 6 ln(10) = TR ln(1 −  )
4 S c cS 
2
 pmáx  Q W
Q =   d C = 0,141 QA d C = 0,141 QR d C = 0,057 ID =
 pmédia  TR 4 r 2
4W S A  Q 4
IR = R= = I = ID + IR NIS (dB) − NWS (dB) = 10 log + 
R (
1− 1− ) ( )  4 r
2
R
(A + T )
2
W  A r 
NWS = 10 log  i  I R = I I − I A = I I (1 −  ) = = NIS = 10 log 2 
Wo  I I  r1 

Você também pode gostar