UNIVERSIDADE ESTADUAL DE SANTA CATARINA- UDESC CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE E DO ESPORTE- CEFID FISIOLOGIA HUMANA JUCELHA BORGES DE CARVALHO

Questionário sistema Renal 1. Como os rins atuam na excreção dos produtos de degradação do metabolismo no equilíbrio hidroeletrolítico, na regulação da pressão arterial, ma regulação do equilíbrio acido /base, na regulação da vitamina D ativa? R- Os rins eliminam os produtos de degradação do metabolismo que não são mais necessários para o nosso organismo, como a uréia, metabolizada dos aminoácidos, a creatina, proveniente da creatina dos músculos, a bilirrubina produto final da hemoglobina e os metabolitos dos hormônios. Equilíbrio hidroeletrolitico ± se da em que os rins devem ajustar o aporte de determinada substância, que exceder sua eliminação, pois essa quantidade ira aumentar, mas se o aporte for menor que sua excreção, a quantidade de substancia no corpo diminuiria, dessa forma os rins ira desencadear alterações hormonais compensatória, induzindo o organismo a uma homeostasia. Regulação da PA- os rins contribuem na regulação da PA a longo Prazo, ao excretarem quantidades variáveis de H2O e Na, interferindo em curto prazo sobre P.A, através de fatores ou substancias vasoativas como a renina, que por sua vez levará a formação de angiotensina II, que promovera a diminuição da P.A. Equilíbrio AC/base ± atua juntamente com os pulmões e os tampões dos líquidos corporais, através da excreção de ac. e da regulação das reservas de tampões dos liquidos corporais, é o único órgão capaz de eliminar certos ácidos como o AC sulfúrico e o AC fosfórico. Reg. da Prod. Eritrócitos- os rins atuam na secreção da eritropoietina que estimula a produção dos eritrócitos e Tb nos casos de hipoxia. Reg. da Prod. De vit. D ± os rins produzem a forma ativada de vit. D que é o calcitriol, através da hidroxilação dessa vit. Que é essencial na deposição de Ca nos ossos e sua reabsorção pelo trato Gastrointestinal. 2. Qual a unidade funcional dos rins e quais as estruturas que a compõe? R- Os néfrons, e são formados pelo glomérulo renal, capsula de bowman, túbulo contorcido proximal, alça de henle, túbulo contorcido distal, túbulo coletor, ducto coletor e suas arteríolas aferente e eferente. 3. Porque a porção cortical dos rins possui uma coloração mais avermelhada anatomicamente e histologicamente? R: Em virtude de que os glomérulos e sua irrigação encontram-se, mas na porção cortical, enquanto que na parte medular encontramos poucos glomérulos e as prolongações da alça de henle.

A urina primária é a urina encontrada na bexiga? Sim ou não e por quê? R: não.diferem porque os nefrons corticais possuem seus glomérulos na parte mas externa do córtex. sendo envolvida pelos capilares peritubulares. sua porção tubular localiza-se na parte superior da medula e apresentam alça de henle curta. Interlobar. Descreva o suprimento sanguíneo renal: Ocorre pelas artérias renais. promoveria o aumento da pressão na capsula de Bowman. mas e que o filtrado glomerular. 8. assim controlando o volume e a composição desses líquidos. reabsorção de substancias dos túbulos renais para o sangue. art. Porque grandes quantidades de solutos são filtrados e reabsorvidos pelos rins? R: Porque isso permite aos rins a rápida remoção dos produtos de degradação do metabolismo. mas é o produto da permeabilidade pela área de superfície de filtração dos capilares. que nada. alça de henhe mais longa e circundada por capilares chamados de vasos retos 6. Arqueada. Qual a diferença entre o néfron cortical e o justaglomerular? R . assim formando a urina secundária que será eliminada do organismo. secreção de substâncias do sangue para os túbulos renais e excreção de metabolitos não necessários ao organismo 7. Qual o fator determinante para o filtrado glomerular? R: é determinado pelo equilíbrio das forças hidrostático e coloidosmotica. Porque o aumento da pressão hidrotástica na cápsula de Browman? R: Porque se ocorrer uma obstrução no percurso da excreção da urina.4. 11. art. 5. Quais as etapas para a formação da urina? R: filtração glomerular. Porque as proteínas plasmáticas não conseguem ser filtradas mesmo o endotélio capilar sendo fenestrado? R: em virtude de seu tamanho e sua carga elétrica. sua porção tubular esta mais interna na medula. encontra-se na parte mais interna do córtex. . que para sua excreção dependem primeiramente do filtrado glomerular. Interlobulares. 10. arteríolas aferentes e capilares glomerulares e daí saem do nefron pela arteríola eferente se coagissem com as demais veias para desembocar nas veias renais. art. e assim a diminuição FG. 9. podendo filtrar e processar por varias vezes todos os líquidos corporais. que atuam através da membrana capilar e pelo coeficiente de filtração capilar. enquanto que os justaglomerulares. pois a urina primária nada. que se encontra na capsula de Bowman e o que chega à bexiga é o resultado da modificação da urina primaria em virtude da reabsorção de água e de solutos e secreção de outras substancias.

O que é transporte máximo. são mais afastadas umas das outras. no ramo descendente em seu segmento delgado. Descreva como os solutos e a água são transportados na alça de Henle: R: os solutos são transportados por meio de co-transporte. 15. do cloreto e da creatinina? R: A reabsorção de na+ aumenta o potencial negativo no lúmen do túbulo. que são influenciadas pelo SNS. depois através da membrana dos capilares peritubulares de volta ao sangue. apresentam bordas em escova e por sua extensa área de superfície da membrana. 14. age nas células principais do túbulo coletor estimulando a bomba de sódio e potássio ATPase. estimula . 13. 18. Quais os hormônios que influenciam na reabsorção da água e Na e quais os fatores que o ocorram? R: Aldosterona regula a reabsorção de sódio e a secreção de potássio pelos túbulos renais. ao aumenta a reabsorção de sódio e de água. Os solutos são transportados através das células (via transcelular) por difusão passiva ou transporte ativo ou por entre as células (via paracelulares) por difusão. Como as substancias são transportadas do interior da luz do túbulo para o capilar? R: Quando a substância é reabsorvida ela passa através das membranas epiteliais tubulares para o liquido intersticial renal. auto-regulação do fluxo sanguíneos e outros controles por feedback. enquanto que a água o faz por meio de difusão. e a importância para a fisiologia renal? R: é a capacidade em q a maioria das substâncias que são absorvidas ou secretadas ativamente excede a capacidade das proteínas transportadoras e das enzimas especificas envolvidas no processo de transporte. O transporte de H2O e soluto do liquido intersticial para o interior dos capilares peritubulares ocorre por ultra filtração (fluxo de massa). 16. hormônios e autacoides. intrinsecos aos rins. Qual a importância do Na para a reabsorção da água. a reabsorção de Na+ promove a reabsorção de água. o que promove a reabsorção passiva de Cl-. A água é transportada através das células e por entre as células tubulares por osmose. a reabsorção de água tb aumenta a concentração luminal de uréia promovendo a reabsorção passiva da mesma 17. pressão coloidosmótica nos capilares glomerulares. angiotensina II ajuda a normalizar a PA e o volume extracelular. no segmento espesso da alça de henle que apresentam células epiteliais espessas. exceto no segmento espesso do ramo ascendente da alça de henle. limite esse devido à saturação do sistema de transporte específico envolvidos. Porque 65% do filtrado glomerular é absorvido no túbulo contorcido proximal? R: porque essa porção apresenta células especiais com um maior numero de mitocôndrias. Quais os controles fisiológicos para a filtração glomerular e o fluxo sanguíneo renal? R: pressão hidrostática glomerular.12. a qual aumenta a concentração luminal de cloro e tb promove a reabsorção passiva de cloro.

e o controle nervoso é feito através da cadeia simpática que estimula a produção de angiotensina II. 23. entre outros. hidrostática ou redução da P. Hidrostática e diminuirá a P. O que elevará a P. Qual a influencia da pressão hidrostática e coloidosmótica na reabsorção? R: Caso haja alterações nas forças físicas nos capilares peritubulares. que por sua vez estimula a reabsorção de sódio e água nos túbulos renais 21. paratormônio. reduz a captação de líquido e solutos do interstício para o interior dos capilares peritubulares. . já as células intercaladas reabsorvem íon potássio e secretam íon hidrogênio para o lúmen tubular e são localizadas na segunda metade do túbulo distal e do túbulo coletor cortical. Quais os mecanismos responsáveis pela regulação da reabsorção tubular? R: Mecanismos de controle nervoso. O que é balanço túbulo ± glomerular e feedback túbulo-glomerular? R: BTG -consiste na capacidade intrínseca dos túbulos de aumentar a sua reabsorção em resposta a carga tubular aumentada. colidosmotica nos capilares peritubulares. o hormonal efeito através de hormônios como a aldosterona.pressão arterial e a resistência das arteríolas aferentes e eferentes. Quais os fatores que influenciam a pressão hidrostática e coloidosmótica nos capilares peritubulares? R: PH . 22. PC ± pressão coloidosmotica plasmática sistêmica e a fração de filtração. Caso ocorra uma diminuição na força de reabsorção através da membrana dos capilares peritubulares. O local é feito através do balanço tubuloglomerular.a secreção de aldosterona. coloidosmotica. e aADH aumenta a permeabilidade da água nos epitélios da porção distal do túbulo contorcido distal. T coletor e ducto coletor. influenciaram a reabsorção tubular ao alterar as forças físicas no interstício renal que circunda os túbulos. 20. causada por aumento da P. 19. ADH ou vasopressina. que promove constrição da arteríola eferente e estimula a reabsorção de sódio na alça de henle. hormonal e locais.Feedback é o mecanismo pelo qual tem como principal papel de manter constante a filtração glomerular e permitir o controle da excreção renal de água e solutos. Qual a função das células principais e células intercaladas e onde se encontram? R: As células principais reabsorvem sódio e água do lúmen e secretam íons potássio para o interior do lúmen tubular.

respectivamente. Os peptídeos natriuréticos atrial diminuem a reabsorção de NaCl. A PA junto com o aumento da TFG influenciam no aumento do débito urinário. O hormônio paratiroideo diminui a reabsorção de Po4. a angiotensina II aumenta a reabsorção de NaCl e água. que aumenta a permeabilidade dos túbulos distais e ductos coletores ha água. A que nível do néfron o ADH atua no processo de diluição e concentração da urina? R: A nível da porção final do túbulo contorcido distal e a nível túbulo coletor e ducto coletor. 27. . Alta osmolaridade do liquido intersticial da medula renal. Quais os hormônios que controlam a reabsorção tubular? Comente: R: Aldosterona aumenta a reabsorção de NaCl e água.24. 28. 26. O que diferencia a urina concentrada da urina diluída e como o ADH atua? R: A urina concentrada apresenta maior quantidade de soluto e menor quantidade de água. A PA aumentada diminui a porcentagem da carga filtrada de sódio e água que é reabsorvida pelos túbulos (isso ocorre quando o aumento da P Hidros capilar peritubular. e um aumento subseqüente na P Hidros do liquido intersticial renal) Outro fator que contribui para a natriurese e a diurese pressórica é a formação reduzida de angiotensina II que ocorre quando a PA está aumentada 25. aumenta a secreção de potássio. bem como quantifica a intensidade de fluxo sanguíneo pelos rins. assim. aumenta a secreção de hidrogênio. AADH aumenta a reabsorção de água. especialmente nos vasos a recta. 29. Porque a formação da urina concentrada somente ocorre nos néfrons justaglomerulares? R: devido à anatomia da alça de henle e em virtude de sua menor vascularização. conseqüentemente uma menor reabsorção desses solutos e assim aumentando a concentração da urina 30. permitindo.e aumenta a reabsorção do Cálcio. a reabsorção ávida de água por esses segmentos. fenômeno denominado natriurese e diurese pressórica. Quais os fatores determinantes para a formação de urina concentrada? R: Nível elevado de ADH. que cria o gradiente osmótico necessário para que ocorra reabsorção de água em presença de níveis elevados de ADH. Qual a importância da depuração para o funcionamento renal e qual a substancia que é padrão? R: é que representa um método útil de quantificação da função excretora dos rins. enquanto que na urina diluída ocorre o oposto e o ADH atua promovendo uma maior reabsorção de água. Como a pressão arterial influencia no debito urinário natriurese e diurese por pressão? R: Pequenos aumentos na PA freqüentemente causam aumentos acentuados na excreção urinária de sódio e água.

o aumento da osmolaridade do plasma. porção inferior Organum Vasculosum da lamina terminal. diminuição da PA. 32. sanguíneos e o aumento da angiotensina II e ressecamento da boca. Descreva o mecanismo de estimulação de ADH: R: com a elevação da osmolaridade. Quais os fatores que aumentam e diminuem a secreção do ADH? R: Aumentam . 33. Quais os mecanismos responsáveis pelo controle da osmolaridade e da concentração de sódio? R: os osmoreceptores da sede e ADH. Como o sistema cardiovascular atua no controle da osmolaridade na concentração de Na? R: Através dos barroreceptores qdo houver diminuição da PA. sanguíneos e diminuição da angiotensina II. Que região do sistema nervoso é capaz de estimular os osmoreceptores mesmo sem a barreira hematoencefálica? R: região Antero ventral do terceiro ventrículo. diminuição do vol sanguineo e da PA. TC e DC. diminuição da angiotensina II. . que em sua terminações se localizam grânulos secretórios contendo ADH. que será liberados para circulação sistêmica e assim desenvolver sua função. Que hormônio é responsável pelo controle da osmolaridade e como ele atua na formação da urina concentrada e urina diluída? R: é o ADH. aumento da PA. é inibido com a diminuição da osmolaridade. que através de seus axônios localizados na hipófise posterior. 34. Álcool. aumento do vol. diminuição do vol. por suas porções superior (órgão subfornical). através de estímulos das células Antero ventral do terceiro ventrículo. 38. Em que situações o centro da sede é estimulado e inibido? R: é estimulado com . Diminuem diminuição da osmolaridade do plasma.31. aumento da angiotensina II. as células nervosas são estimuladas pelos osmoreceptores. Em que fatores não é Possível produzir urina concentrada? R: em uma lesão do hipotálamo ou lesão nas regiões das porções distais do TCD. aumento do volume sanguíneo e da PA. 36. aumentando ou diminuindo a concentração de água. Estimulando a liberação do ADH. 37.aumento da osmolaridade. 35. produzindo estímulos nervosos que iram despolarizar as células do núcleo supra óptico.

são algumas das substancias que capturam o K para o LI (98%) qdo há um aumento do mesmo no LE (2%). peptídeo natriurético atrial (no aumento da pressão . a sua secreção e dada pelo aumento do potássio no LE por influencia da aldosterona.39. TC e DC. ADH. atuando na liberação de renina. aldosterona. Regulação da concentração de sódio e do LE ± natriurese e diurese por pressão. aldosterona e o beta adrenérgico. de modo que tanto reabsorve sódio como água. Como a aldesterona influencia na osmolaridade e na concentração de sódio? R: A mesma não influencia. . SN (receptores de baixa pressão barroreceptores).o Sist. O POTASSIO ± 65 % é reabsorvido no TCD. pois exerce pouco efeito sobre a concentração de sódio. renal aumenta a eliminação de sódio e água. para tentar diminuir essa pressão. A insulina. PEPTÍDEO NATRIURETICO ATRIAL ± localiza-se no átrio e são ativados com o aumento da PA. SHor (angiotensinaII.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful