Você está na página 1de 9

e-DOC 0E927403

MINISTÉRIO PÚBLICO DE CONTAS DO DISTRITO FEDERAL


SEGUNDA PROCURADORIA

EXCELENTÍSSIMO SENHOR PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE CONTAS DO


DISTRITO FEDERAL

Representação nº 53/2021 – G2P

O Ministério Público que atua junto a esse Tribunal, no


desempenho de sua missão institucional de defender a ordem jurídica, o regime
democrático, a guarda da Lei e fiscalizar sua execução, no âmbito das contas do
Distrito Federal, fundamentado no texto do artigo 85 da Lei Orgânica do Distrito
Federal - LODF; dos artigos 1º, inciso XIV e § 3º, e 76 da Lei Complementar
1/1994 - LOTCDF; e do art. 54, inciso I, da Resolução 296/2016 - RITCDF, vem
oferecer a seguinte

Representação

O MPCDF recebeu informação acerca da execução de contrato


de fornecimento, customização, implantação, treinamento e manutenção de
sistema para informatização da Vigilância Sanitária firmado entre a Secretaria de
Saúde do Distrito Federal – SES/DF e a empresa Oi Móvel S.A., que pode ser
resumida nos seguintes termos:
“Na gestão do ex SES Miziara - portanto, no governo Agnelo - a
Secretaria de Saúde aderiu a uma ata do Detran-DF para a
aquisição de um sistema para a vigilância sanitária aplicar multa.
Foram mais de R$ 3 milhões para uma ata que contemplava
inúmeros módulos. Contudo, na hora de entregar, a OI (empresa
escolhida) entregou apenas UM módulo, deixando todos os
outros constantes na ata de fora. O sistema não é mais usado
pela SES-DF (p q será?).
168 licenças - número de usuários que detinham a licença na Divisa.
Os Códigos-Fontes descritos no item 26.2.2 não foram entregues.
Isto é, todo sistema da Vigilância Sanitária de Brasília.
Usaram pirata depois do contrato, mas pararam no mês passado
após serem notificados que estariam cometendo um ilícito.

Documento assinado digitalmente. Para verificar as assinaturas, acesse www.tc.df.gov.br/autenticidade e informe o e-DOC 0E927403
e-DOC 0E927403

MINISTÉRIO PÚBLICO DE CONTAS DO DISTRITO FEDERAL


SEGUNDA PROCURADORIA

O problema é que tanto o detran quanto a Ses contrataram a empresa


para fornecer vários módulos no sistema, mas apenas 1 foi entregue.
E nos dois casos”.
Em acréscimo, expediente da empresa Level 33 Comércio e
Serviço de Tecnologia Ltda. versa a respeito da solução desenvolvida e da
relação contratual entre a empresa Oi Móvel S.A. e a Secretaria de Saúde:
"Ref.: Contrato nr. 016/2014-SES/DF / Processo nr. 00000-
006501190/2013-00
(...)
Comunicar a esta Secretaria, através da Subsecretaria de Vigilância
Sanitária continuam com a utilização indevida da solução da
referida contratação após o encerramento do vínculo
obrigacional entre a Oi Móvel S.A. e esta Secretaria.
Apenas para contextualizar, esclarecemos que essa Secretaria
contratou a empresa Oi para fornecimento de solução com
detalhamento técnico semelhante ao objeto ora em questão e, em
regime de locação, que desenvolveu e cedeu temporariamente o uso
da solução SaudeDF desenvolvida pela Empresa Level33 Ltda,
enquanto o contrato em tela perdurasse.
Mesmo após o término contratual entre esta Secretaria e a Oi,
constatou-se que os agentes públicos continuam a utilizar a
solução.
Importante destacar que a Oi Móvel S/A e a Secretaria de Estado de
Saúde do Distrito Federal não detém a prerrogativa de se apossarem
de uma solução de propriedade intelectual exclusiva de terceiros para
usá-la e manuseá-la de qualquer forma". (..)

A matéria parece versar sobre a seguinte contratação:


"DODF nº 21 de 28/01/2014
Espécie: Contrato nº 016/2014-SES/DF. Partes: DISTRITO
FEDERAL, por intermédio de sua SECRETARIA DE ESTADO DE
SAÚDE DO DISTRITO FEDERAL e a empresa TNL PCS S/A. CNPJ
nº 04.164.616/0001-59. Objeto: Contratação de pessoa jurídica
para fornecimento, customização, implantação, treinamento e
manutenção de sistema para informatização da Vigilância
Sanitária. Prazo de Vigência: 12 (doze) meses, a contar de sua
assinatura. Valor Total: R$ 1.597.455,84 (um milhão, quinhentos e
noventa e sete mil, quatrocentos e cinquenta e cinco reais e oitenta e
quatro centavos), em procedência ao Orçamento do Distrito Federal
para o corrente exercício, nos termos da correspondente Lei
Orçamentária Anual. Dotação Orçamentária: Unidade Orçamentária:
23901. Programa de Trabalho: 10305620241450006. Natureza da
Despesa: 339039. Fonte de Recursos: 338003483. Nota de Empenho:
2013NE10700. Valor de empenho inicial: R$ 57.685,91 (cinquenta e
sete mil e seiscentos e oitenta e cinco reais e noventa e um centavos).

Documento assinado digitalmente. Para verificar as assinaturas, acesse www.tc.df.gov.br/autenticidade e informe o e-DOC 0E927403
e-DOC 0E927403

MINISTÉRIO PÚBLICO DE CONTAS DO DISTRITO FEDERAL


SEGUNDA PROCURADORIA

Emitido em 19/12/2013, sob o evento: 400091. Na modalidade: Global.


Despesa de Publicação: SES. Do Procedimento: do Termo de
Referência de fls. 02/41, Edital de Licitação de Pregão Eletrônico
nº 50/2012-DETRAN/DF, fls. 196/271, da Proposta de preços, de fls.
361/364, e das Leis nº 8.666/1993 e 40.520/02 e alterações
posteriores. Processo: 065.001.190/2013. Data de Assinatura:
16.01.2014. Pela SES/DF: ELIAS FERNANDO MIZIARA. Pela
Contratada: JOSÉ FERNANDO FERNANDES FILHO e JORGE LUIS
GIACON.
Ressalta-se que ocorreu alteração da empresa contratada
devido a processo de incorporação, conforme 1ª TA ao Contrato nº 16/2014-
SES/DF:
"DODF nº 156, de 1º/08/2014
Espécie: Primeiro Termo Aditivo ao Contrato nº 016/2014–SES/DF.
Partes: DISTRITO FEDERAL, por intermédio de sua SECRETARIA
DE ESTADO DE SAÚDE DO DISTRITO FEDERAL e a empresa OI
MOVEL S.A. CNPJ nº 05.423.963/0001-11. Objeto: Alteração da
razão social, da alteração do CNPJ e demais dados cadastrais da
empresa ora contratada, haja vista processo de incorporação da
empresa TNL PCS S/A, CNPJ/MF 04.164.616/0001-59, pela
empresa OI MOVEL S.A., CNPJ/MF nº 05.423.963/0001-11,
passando ao seguinte: CLAUSULA PRIMEIRA – DAS PARTES “...OI
MOVEL S.A., doravante denominada CONTRATADA, CNPJ/MF nº
05.423.963/0001-11, Inscrição Estadual nº 0744135600193, com sede
na ST SETOR COMERCIAL NORTE, QUADRA 03, BL. A, S/N
ANDAR TERREO-PARTE 2 ED.ESTACAO TEL. CENTRO NORTE,
BRASÍLIA-DF, CEP. 70.713-900, Telefone/Fax: (85) 3131-9140 /
8821-4229, e-mail: tereza.elizabeth@oi.net.br /
joaob.silva@oi.net.br...”. Prazo de Vigência: a contar da sua
assinatura. Despesa de Publicação: SES. Processo:
065.001.190/2013. Data de Assinatura: 30.07.2014. Pela SES/DF:
ELIAS FERNANDO MIZIARA. Pela Contratada: JOSÉ FERNANDO
FERNANDES FILHO e JORGE LUIS GIACON. Testemunhas:
LUDMILA COELHO e TEDY KARLO. Publicação do Ajuste Original:
28.01.2014.
Observa-se que a informação põe sob suspeita a execução do
contrato, já que apesar de haverem vários módulos, teria sido entregue
apenas um. Ademais, cita a questão do fornecimento de códigos-fontes e
uso de solução de forma irregular, visto que a Secretaria não detém os direitos
para sua utilização.
Visando diligenciar a respeito, verificou-se que para tratar da
licitação do Detran (análise de edital), foi autuado o Processo nº
27444/2012. Por meio da Decisão nº 1504/2013, foi autorizado o
prosseguimento do certame.
Mais recentemente, quanto à execução do contrato do DETRAN
com a empresa OI, houve Representação por parte do MPC/DF.

Documento assinado digitalmente. Para verificar as assinaturas, acesse www.tc.df.gov.br/autenticidade e informe o e-DOC 0E927403
e-DOC 0E927403

MINISTÉRIO PÚBLICO DE CONTAS DO DISTRITO FEDERAL


SEGUNDA PROCURADORIA

A Representação nº 14/2020-G1P, objeto dos autos 9535/20,


indica o seguinte a respeito do não recebimento do código-fonte e repasse de
tecnologia:
"Seja como for, o que a denúncia afirma é que há grave falha na
execução do ajuste.
Conforme noticiado, o DETRAN-DF, não teria recebido o código-
fonte do SISGMT, conhecido como “talonário eletrônico”, mesmo
tendo adquirido a solução tecnológica, o órgão teve apenas acesso
ao sistema e não a sua posse. Assim, não tem controle sobre a
plataforma, informando que “caso não haja a entrega no prazo previsto
as penalidades serão aplicadas”1.
A questão foi abordada na denúncia objeto desta Representação
no seguinte trecho: "Os Códigos-Fontes descritos no item 26.2.2 não foram
entregues"; bem como no expediente da empresa Level33.
Em consulta aos autos do Processo 9535/20, interessante
destacar alguns trechos do exame de admissibilidade da Representação
realizado pela Divisão de Fiscalização de TI do Tribunal (DFTI), conforme
Informação nº 64/2020-DFTI (e-DOC DB83C22F):
"Consulta ao Processo nº 27444/2012 permitiu identificar, no
conteúdo do Ofício nº 2.649/GAB (peça 4), o detalhamento das
especificações técnicas do SIMGT, dentre as quais consta a
ressalva de que os softwares que compõem a solução são de
propriedade da contratada, não do Detran/DF, veja-se (peça 4, fl.
55):

Assim, as notícias veiculadas na imprensa em fevereiro de 2020


trazidas na representação parecem carecer de verdade quanto à
possibilidade de cessão dos códigos-fontes para a jurisdicionada
por parte da empresa TNL PCS S/A.
(...)
No entanto, como foi noticiada a existência de um TAC que
prorrogou irregularmente a execução contratual, sugere-se ao
Tribunal conhecer da representação e determinar a oitiva do
Detran/DF".
O Tribunal acatou a sugestão do Corpo Técnico, conforme
Decisão nº 227/2021:

1
https://www.metropoles.com/colunas-blogs/grande-angular/detran-df-nao-tem-controle-sobre-sistema-
peloqual-pagou-r-10-mi

Documento assinado digitalmente. Para verificar as assinaturas, acesse www.tc.df.gov.br/autenticidade e informe o e-DOC 0E927403
e-DOC 0E927403

MINISTÉRIO PÚBLICO DE CONTAS DO DISTRITO FEDERAL


SEGUNDA PROCURADORIA

"O Tribunal, por unanimidade, de acordo com o voto do Relator,


decidiu: I – conhecer da Representação nº 14/2020 - G1P (peça 1);
II – determinar ao Departamento de Trânsito do Distrito Federal -
DETRAN/DF que apresente, em até 30 (trinta) dias,
esclarecimentos sobre os fatos narrados na Representação nº
14/2020 - G1P e encaminhe cópia/link de todos processos que tratam
do Serviço Integrado Móvel para Gestão de Trânsito – SIMGT; (...)".
Em atenção a essa determinação, o Detran/DF, por meio da
Nota Jurídica nº 40/2021 - DETRAN/DG/PROJUR (e-DOC D087C640-e) e
documentos que a acompanham, apresentou os esclarecimentos solicitados.
Em análise, o Corpo Técnico, por meio da Informação nº
54/2021-DFTI (e-DOC 9F4B4E5C), pugnou pela improcedência da
Representação.
Informa a peça que a questão da Representação envolve,
basicamente, a verificação do cumprimento do subitem 26.2.2 do Edital do PE
nº 50/2012:
26.2.2. Todos os produtos (hardware, software, códigos-fontes,
dispositivos móveis e demais itens relacionados ao SIMGT) fornecidos
durante a execução contratual serão de propriedade do DETRAN/DF
e servirão de base para a continuidade dos serviços após o
encerramento do contrato.
Assim, apresenta os tramites processuais referentes ao
cumprimento do Contrato nº 21/2013, especialmente quanto aos itens 26 e 27,
que tratam da transição contratual e da transferência de conhecimento.
Inicialmente, afirma que houve resistência da empresa OI Móvel
S.A. em dar cumprimento aos referidos itens. Assim, o Detran comunicou à
empresa a respeito de possível aplicação de penalidade. Na defesa, a OI Móvel
ressaltou a impossibilidade da transição contratual, haja vista não ter sido
concluído o processo de contratação da nova empresa.
O Detran acatou a defesa e constituiu equipe técnica para
acompanhamento da transição, tendo sido elaborado Termo de Compromisso e
Ajustamento de Conduta nº 1/2019 com as seguintes cláusulas:

Documento assinado digitalmente. Para verificar as assinaturas, acesse www.tc.df.gov.br/autenticidade e informe o e-DOC 0E927403
e-DOC 0E927403

MINISTÉRIO PÚBLICO DE CONTAS DO DISTRITO FEDERAL


SEGUNDA PROCURADORIA

Adiante, aferiu-se o cumprimento do TAC e informação de que a


solução se encontrava em operação e em uso pelo Detran/DF, tendo inclusive
ocorrido a entrega dos códigos fonte da aplicação. Ao final, o Corpo Técnico
concluiu:
13. Assim, considerando as justificativas apresentadas pelo
Detran/DF, a documentação juntada aos autos, a constatação de
interrupção dos pagamentos à empresa Oi Móvel S.A. ao final do
Contrato nº 21/2015 e a continuidade da prestação dos serviços pela
contratada durante a vigência do termo de compromisso sem ônus
para o Detran/DF, verifica-se que os gestores do Jurisdicionado
agiram com a prudência e o empenho necessários para evitar prejuízo
ao erário e assegurar o cumprimento do referido contrato, afastando
os indícios de irregularidades apontados na Representação nº
14/2020 – G1P (peça 1).
Ressalta-se que o processo se encontra com a carga na 1ª
Procuradoria para emissão de Parecer.
Retornando à denúncia a respeito do contrato da SES/DF,
observa-se que apesar da coincidência da origem da contratação (Edital do
Pregão Eletrônico nº 50/2012-DETRAN/DF e Resultado da Licitação), após a
adesão, a gestão ocorreu sob a responsabilidade da Secretaria de Saúde.
Assim, ainda que sejam os mesmos termos e mesma empresa
contratada, a execução do contrato ocorreu no âmbito de órgãos distintos.
Destaca-se, todavia, que o referido contrato, objeto desta
Representação (016/2014-SES/DF), não consta da relação de contratos de 2014
no sítio da Secretaria de Saúde do DF (https://www.saude.df.gov.br/contratos-
2014/), impedindo a verificação de seus termos e condições.
Da mesma forma como ocorreu no Detran/DF, o Contrato da
SES/DF passou por diversos termos aditivos, a saber:
DODF nº 61, de 27/03/2015

Documento assinado digitalmente. Para verificar as assinaturas, acesse www.tc.df.gov.br/autenticidade e informe o e-DOC 0E927403
e-DOC 0E927403

MINISTÉRIO PÚBLICO DE CONTAS DO DISTRITO FEDERAL


SEGUNDA PROCURADORIA

EXTRATOS DE TERMOS ADITIVOS CONTRATUAIS Espécie:


Segundo Termo Aditivo ao Contrato nº 016/2014-SES/DF. Partes:
DISTRITO FEDERAL, por intermédio de sua SECRETARIA DE
ESTADO DE SAÚDE DO DISTRITO FEDERAL e a empresa OI
MÓVEL S.A. CNPJ nº 05.423.963/0001-11. Objeto: Prorrogar o prazo
de vigência do Contrato n° 016/2014-SES/DF, por mais 12 (doze)
meses a contar de 16/01/2015 a 15/01/2016, com base no Art. 57, II,
da Lei n° 8.666/1993 e alterações. Prazo de Vigência: a contar da sua
assinatura. Despesa de Publicação: SES. Processo:
065.001.190/2013. Data de Assinatura: 15.01.2015. Pela SES/DF:
JOÃO BATISTA DE SOUSA. Pela Contratada: FÁBIO HENRIQUE
GONÇALVES CURY e DANIELE FERREIRA Testemunhas: LUDMILA
COELHO PEREIRA e HELOÍSA LOPES ALVES. Publicação do Ajuste
Original: 28.01.2014. A Justificativa da Publicação Extemporânea
encontra-se nos autos do processo citado.

DODF nº 10, de 13/01/2017


Espécie: Terceiro Termo Aditivo ao Contrato nº 016/2014-SES/DF.
Partes: DISTRITO FEDERAL, por intermédio de sua SECRETARIA
DE ESTADO DE SAÚDE DO DISTRITO FEDERAL e OI MÓVEL S.A.
CNPJ: 05.423.963/0001-11. Objeto: Substituir o índice previsto para
fins de reajustamento de preços no item 5.2. da Cláusula Quinta do
Ajuste Original (fl. 389), passando de INPC - Índice Nacional de Preços
ao Consumidor, para IPCA - Índice Nacional de Preços ao Consumidor
Amplo, conforme dispõem os Artigos 4º e 5º, do Decreto nº
36.246/2015. Prazo de Vigência: a contar da sua assinatura. Despesa
de Publicação: SES. Processo: 065.001.190/2013. Data de
Assinatura: 15/01/2016. Pela SES/DF: FÁBIO GONDIM PEREIRA DA
COSTA. Pela contratada: JORGE LUIS GIACON e ROBERTO
RODRIGUES DO AMARAL. Testemunhas: PAULA BORGES
RIBEIRO e GEYSA ANTUNES MARQUES. Publicação do Ajuste
Original: 28/01/2014.

DODF nº 26, de 26/12/2017


Espécie: Quarto Termo Aditivo ao Contrato nº 016/2014-SES/DF.
Partes: DISTRITO FEDERAL, por intermédio de sua SECRETARIA
DE ESTADO DE SAÚDE DO DISTRITO FEDERAL e a empresa OI
MÓVEL S.A. CNPJ nº 05.423.963/0001-11. Objeto: Prorrogar o prazo
de vigência por mais 12 (doze) meses, a contar de 16 de janeiro de
2017 a 15 de janeiro de 2018, com base no Inciso II, Art. 57 da Lei n°
8.666/93; Reajustar, conforme ressalvado no Terceiro Termo aditivo,
o valor do contrato em 10,6735%, (dez inteiros e seis mil, setecentos
e trinta e cinco décimos de milésimos por cento), que representa a
variação do IPCA de janeiro/2015 a dezembro/2015, a contar de
16/01/2016, com fundamento no §8° Art. 65 da Lei n° 8.666/93;
Reajustar, a partir do Quarto Aditivo, o valor do contrato em 6,2881%,
(seis inteiros e dois mil, oitocentos e oitenta e um décimos de
milésimos por cento), que representa a variação do IPCA de

Documento assinado digitalmente. Para verificar as assinaturas, acesse www.tc.df.gov.br/autenticidade e informe o e-DOC 0E927403
e-DOC 0E927403

MINISTÉRIO PÚBLICO DE CONTAS DO DISTRITO FEDERAL


SEGUNDA PROCURADORIA

janeiro/2016 a dezembro/2016, a contar de 16/01/2017, com


fundamento no §8° Art. 65 da Lei n° 8.666/93; Com a aplicação do
reajuste, referente ao Terceiro Termo Aditivo, o valor total do contrato
passará R$ 1.597.455,84 (um milhão, quinhentos e noventa e sete mil,
quatrocentos e cinquenta e cinco mil e oitenta e quatro centavos) para
R$ 1.767.960,29 (um milhão, setecentos e sessenta e sete mil,
novecentos e sessenta reais e vinte e nove centavos); Com a
aplicação do reajuste, referente ao Quarto Termo Aditivo, o valor total
do contrato passará R$ 1.767.960,29 (um milhão, setecentos e
sessenta e sete mil, novecentos e sessenta reais e vinte e nove
centavos) para R$ 1.879.131,40 (um milhão, oitocentos e setenta e
nove mil, cento e trinta e um reais e quarenta centavos). Prazo de
Vigência: a contar da sua assinatura. Dotação Orçamentária: Unidade
Orçamentária: 23901. Programa de Trabalho: 10304620226020001.
Natureza da Despesa: 339039. Fonte de Recurso: 138008193. Nota
de Empenho: 2016NE00099. Valor de empenho inicial: R$ 358.417,59
(trezentos e cinquenta e oito mil, quatrocentos e dezessete reais e
cinquenta e nove centavos). Emitido em 13/01/2017, sob o evento:
400091. Na modalidade: Global. Despesa de Publicação: SES.
Processo: 065.001.190/2013. Data de Assinatura: 13/01/2017. Pela
SES/DF: HUMBERTO LUCENA PEREIRA DA FONSECA. Pela
contratado: BRUNO RUDOLFO ENGELHARDT e MICHELE
FERNANDES BORGES. Testemunhas: PATRÍCIA SILVA ARAUJO
RESENDE e JANAINA INDIANO GIRÃO RODRIGUES. Publicação do
Ajuste Original: 28/01/2014.

DODF nº 81, de 27/04/2018


Espécie: Quinto Termo Aditivo ao Contrato nº 016/2014-SES/DF.
Partes: DISTRITO FE- DERAL, por intermédio de sua SECRETARIA
DE ESTADO DE SAÚDE DO DISTRITO FEDERAL e a empresa OI
MOVEL S.A. CNPJ nº 05.423.963/0001-11. Objeto: Prorrogar o prazo
de vigência por mais 12 (doze) meses, a contar de 16 de janeiro de
2018 a 15 de janeiro de 2019, com base no Inciso II, Art. 57 da Lei n°
8.666/93. Prazo de Vigência: a contar da sua assinatura. Dotação
Orçamentária: Unidade Orçamentária: 23901. Programa de Trabalho:
10304620226020001. Natureza da Despesa: 339039. Fonte de
Recurso: 138008193. Nota de Empenho: 2018NE00043. Valor de
empenho inicial: R$ 1.500.000,00 (um milhão e quinhentos mil reais).
Emitido em 15/01/2018, sob o evento: 400091. Na modalidade: Global.
Despesa de Publicação: SES. Processo: 065.001.190/2013. Data de
Assinatura: 15/01/2018. Pela SES/DF: HUMBERTO LUCENA
PEREIRA DA FONSECA. Pela contratado: VIVIAN DE SOUZA
DUARTE FIORENTINI e IVANILDE ROSA BE- ZERRA. Testemunhas:
PATRICIA SILVA ARAUJO RESENDE e JANAÍNA INDIANO GIRÃO
RODRIGUES. Publicação do Ajuste Original: 28/01/2014.

Documento assinado digitalmente. Para verificar as assinaturas, acesse www.tc.df.gov.br/autenticidade e informe o e-DOC 0E927403
e-DOC 0E927403

MINISTÉRIO PÚBLICO DE CONTAS DO DISTRITO FEDERAL


SEGUNDA PROCURADORIA

Quanto ao montante executado, temos o seguinte em relação à


contratação (Empresa OI MÓVEL S.A. – CNPJ 05.423.963/0001-11. Contrato nº
16/2014-SES/DF2):
ANO EMPENHADO LIQUIDADO PAGO
2014 R$ 300.000,00 R$ 300.000,00 R$ 300.000,00
2015 R$ 981.144,42 R$ 981.144,42 R$ 981.144,42
2016 R$ 660.126,48 R$ 407.078,00 R$ 407.078,00
2017 R$ 682.417,59 R$ 682.417,59 R$ 682.417,59
2018 R$ 744.355,33 R$ 679.644,68 R$ 679.644,67
2019 R$ 64.527,79 R$ 64.527,79 R$ 64.527,79
TOTAL R$ 3.432.571,61 R$ 3.114.809,48 R$ 3.114.809,47

Ante todo o exposto e considerando que esta Corte de Contas é


competente para apreciar a questão em comento, uma vez que a ela compete
apurar indícios sobre irregularidade e ilegalidade de atos praticados pela
Administração Pública, consoante o disposto no art. 1º, § 3º e 76 da Lei
Complementar nº 1/1994, bem como zelar pela correta aplicação da Lei e dos
recursos públicos, o MPC/DF requer ao Plenário que:

I – conheça da presente Representação, por estarem


preenchidos os pressupostos de admissibilidade;
II – conceda prazo à Secretaria de Estado de Saúde para,
querendo, apresentar, nos termos do art. 230, § 7º, do RI/TCDF,
os esclarecimentos que entender pertinentes quanto aos fatos
narrados na presente Peça, inclusive, inexecução contratual;
III – determine à Secretaria de Estado de Saúde que conceda
acesso a este Tribunal dos processos de contratação e
execução do Contrato nº 016/2014-SES/DF, bem como de
outros processos ou documentos que entenderem ser correlatos
à referida contratação; e
III – encaminhe os autos, após, ao Corpo Técnico para
instrução.
Brasília, 16 de agosto de 2021.

CLÁUDIA FERNANDA DE OLIVEIRA PEREIRA


PROCURADORA

2 http://www.transparencia.df.gov.br/#/

Documento assinado digitalmente. Para verificar as assinaturas, acesse www.tc.df.gov.br/autenticidade e informe o e-DOC 0E927403

Você também pode gostar