Você está na página 1de 1

Pergunta: "O que diz a Bíblia sobre o namoro/compromisso?

"
Resposta: Apesar das palavras “namoro” e “compromisso” não estarem na Bíblia, temos
nela alguns princípios que os cristãos devem seguir durante o período anterior ao
casamento. A primeira coisa que devemos compreender é que devemos nos distanciar da
visão corrente no mundo sobre o namoro, pois as diretrizes de Deus contradizem as do
mundo (II Pedro 2:20). A sociedade nos diz que devemos namorar o quanto quisermos,
indo de pessoa em pessoa, o mais que pudermos. Mas ao invés disto, devemos descobrir
com que tipo de pessoa estamos nos relacionando antes de termos um compromisso.
Devemos descobrir se esta pessoa já recebeu o novo nascimento no Espírito de Cristo
(João 3:3-8), se ela compartilha o mesmo desejo de também ser como Cristo (Filipenses
2:5). Por que isto é importante ao se procurar um cônjuge? Um cristão deve ser cauteloso
e não se casar com um incrédulo (II Coríntios 6:14-15), pois isto pode enfraquecer seu
relacionamento com Cristo, ou comprometer seus princípios e padrões.

Quando estamos em um relacionamento onde haja compromisso, é importante que nos


lembremos de amar ao Senhor acima de qualquer outra pessoa (Mateus 10:37). Dizer ou
crer que a outra pessoa é o seu “tudo” ou a coisa mais importante de sua vida constitui
idolatria, que é pecado (Gálatas 5:20, Colossenses 3:5). Além disso, não profane seu corpo
tendo relações sexuais antes do casamento (I Coríntios 6:9, 13, II Timóteo 2:22).
Imoralidade sexual é pecado, não apenas contra Deus, mas também contra seu próprio
corpo (I Coríntios 6:18). É importante amar e honrar aos outros assim como amar a si
mesmo (Romanos 12:9-10), e isto é verdadeiro no relacionamento de namoro ou de
casamento. Seguir estes princípios bíblicos é a melhor maneira de ter um alicerce seguro
para o casamento. É uma das decisões mais importantes a fazer na vida, pois quando duas
pessoas se casam, elas se unem firmemente uma à outra e se tornam uma só carne, o que
deve ser algo permanente, inseparável (Gênesis 2:24, Mateus 19:5).