Você está na página 1de 6

[Digite texto]

PROFª ZARELA CASAS NAVARRO

7-MOVIMENTOS DE TRANSLAÇÃO E AS ESTAÇÕES DO ANO

Observe as paisagens

Fig 1 Fig 2

Essas imagens retratam situações vividas na mesma época do ano, porém em países
localizados em hemisférios opostos. Assim, enquanto os brasileiros (fig 1) no mês de
dezembro, desfrutam do calor no hemisfério sul, os britânicos (fig2) se protegem do frio
e da neve no hemisfério norte.
Nessa época do ano, o hemisfério sul fica mais exposto à luz e ao calor do Sol, enquanto
o hemisfério norte é atingido com menor intensidade pelos raios solares. Por isso, no
hemisfério sul é verão e no hemisfério norte, inverno. No mês de junho ocorre
exatamente o contrario.
Portanto, quando você vai para casa mais cedo para aproveitar as longas noites frias de
inverno,ou quando aproveita a luminosidade dos dias quentes de verão, você esta
sentindo as conseqüências do movimento de translação da Terra, cuja duração e
características exercem influencia direta sobre nossa vida.
O movimento de translação é o que a Terra realiza ao redor do Sol com os outros
planetas. Nesse movimento, ela percorre um caminho que tem a forma de um elipse, à
qual chamamos de orbita.
A Terra, em sua orbita, não mantém a mesma velocidade, que é maior quanto mais o
planeta se aproxima do Sol (periélio) e menor quando mais se afasta dele (afélio). O Sol
não esta no centro da elipse: por isso, a Terra não esta sempre à mesma distancia do Sol.
O tempo que o nosso planeta demora em dar uma volta completa ao redor do Sol é
chamado ano. O ano civil, adotado por convenção, tem 365 dias. Como o tempo real do
movimento de translação ( ano sideral) é de 365 dias e 6 horas, a cada quatro anos
temos um ano de 366 dias, o ano bissexto. São anos bissextos aqueles que são divisíveis
por 4 e se o ano terminar em 00 (dois zeros) é preciso que o número seja divisível por
400.
No seu caminho ao redor do Sol, a Terra segue realizando também o seu
movimento de rotação. O eixo imaginário, em torno do qual a Terra faz sua rotação, tem

1
[Digite texto]

uma inclinação de 23°27` em relação ao plano da orbita terrestre. Por esse motivo, a
iluminação do Sol não e igual em todos os lugares da Terra, ao longo do ano.

ATIVIDADE 7

Todas as alternativas apresentam mecanismos responsáveis pelas mudanças das


estações ao longo do ano, EXCETO:
a) A inclinação do eixo de rotação da Terra determina que, a cada seis meses, um
hemisfério esteja mais exposto ao sol que o outro.
b) As estações são determinadas pela maior ou menor proximidade da Terra ao Sol,
distância que, ao variar ao longo do ano, altera a quantidade de energia solar incidida
sobre o planeta.
c) O Sol, ao atingir seu ponto de maior deslocamento ao Norte – a máxima declinação
boreal – determina, no Hemisfério Sul, dias mais curtos e noites mais longas.
d) Os equinócios ocorrem, respectivamente, quando os hemisférios Norte e Sul são
igualmente iluminados, marcando o início astronômico da primavera e do outono.
e) Os solstícios ocorrem, respectivamente, quando a iluminação é máxima em um
hemisfério e mínima no outro, marcando o início astronômico do verão e do inverno.

Questão 2 - Sobre as estações do ano, podemos afirmar corretamente que:


a) são originadas graças ao movimento de rotação da Terra.
b) são bem definidas em todas as localidades do planeta.
c) possuem uma relação direta com a presença de fusos horários.
d) existem graças ao movimento de translação do planeta, sendo bem definidas em
zonas temperadas.
e) acontecem de maneira idêntica nos dois hemisférios.

7-1 CONSEQUENCIAS DO MOVIMENTO DE TRANSLAÇÃO

O movimento de translação tem como cosequencia um fato fundamental para a vida na


Terra: as estações do ano, que condicionam as atividades agropecuárias e a existência de
variados tipos de vegetação e espécies animais em diferentes lugares do planeta. Elas
são determinadas pela posição da Terra em relação ao Sol. Em razão da inclinação do

2
[Digite texto]

eixo terrestre, as estações não são iguais nos dois hemisférios , alternando-se em relação
`a linha do equador.

Hemisfério Entre os dias Hemisfério


sul norte
Inicio da 22 e 23 de Inicio de
Primavera setembro Outono

Inicio de 21 e 23 de Inicio de inverno


verao Dezembro

Inicio de 20 e 21 de março Inicio da primavera


Outono

Inicio de 21 e 23 de junho Inicio do verão


Inverno

As datas que marcam o inicio das estações do ano determinam também a maneira e a
intensidade com que os raios solares atingem a Terra em seu movimento de translação.
Esses dias recebem a denominação de equinócio e solstício.

Equinócioa Entre os dias 20 e 21 de março, os raios de sol incidem perpendicularmente


sobre a linha do equador, fazendo com que o dia e a noite tenham a mesma
duração(exatamente 12 horas) maior parte dos lugares da Terra. Daí o nome equinócio (
noites iguais aos dias). Nesse dia, no hemisfério norte ,é o equinócio de primavera e,no
hemisfério sul, o equinócio de outono. Entre os dias 22 e 23 de setembro, ocorre o
contrario: é o equinócio de primaveira, no hemisfério sul, e o equinócio de outono, no
hemisfério norte.
Solticio Entre os dias 21 e 23 de junho os raios solares chegam verticalmente ao tropico
de Câncer. Nesse momento, ocorre o solstício de verão no hemisfério norte. É o dia
mais longo e a noite mais curta do ano, que marcam o inicio do verão. No hemisfério
sul, acontece o solstício de inverno, com a noite mais longa do ano, marcando o inicio
da estação fria.
Entre os dias 21 e 23 de dezembro, os raios de sol caem verticalmente sobre o tropico de
Capricórnio. È o solstício de verão no hemisfério sul, com o dia mais longo do ano e o
inicio do verão. No hemisfério norte, é a noite mais longa do ano e o inicio do inverno.
Nas regiões intertropicais, principalmente nas proximidades do equador, a
duração dos dias e das noites quase não varia e as estações do ano são poço
.diferenciadas.

3
[Digite texto]

7-1 ATIVIDADES SOBRE TRANSLAÇÃO


1-O movimento de translação é
a) aquele que a Terra descreve em torno de si mesma e dura 23h56min.
b) um movimento oscilante em torno de um eixo imaginário, como o de um pião.
c) o equivalente ao que a Terra descreve em torno do Sol, ou seja, sua órbita.
d) aquele que a Terra descreve ao redor da galáxia, junto ao Sol e demais planetas.
e) o movimento descrito pela Lua em torno da Terra.

2-Uma das consequências do movimento de translação terrestre diz respeito à duração


do dia. Podemos afirmar que
a) o dia tem 12 horas de luz e 12 horas de escuridão ao longo de todas as latitudes, em
qualquer época do ano.
b) é no solstício (fenômeno que ocorre duas vezes por ano) que a noite e o dia têm igual
duração em todas as latitudes.
c) durante os equinócios, que ocorrem em 21 de março e 23 de setembro, temos dia e
noite com igual duração (12 horas).
d) uma localidade situada sob a linha do Trópico de Câncer terá seu dia mais longo no
inverno.
e) o advento do “horário de verão”, usado para economizar energia, é recomendado para
qualquer latitude.

3-Sobre os movimentos da Terra e suas características, assinale a alternativa incorreta.


a) MOVIMENTO: Rotação; CARACTERÍSTICA: Movimento que a Terra realiza em
torno de si mesma.
b) MOVIMENTO: Rotação; CARACTERÍSTICA: Movimento cuja velocidade nos
polos é nula.
c) MOVIMENTO: Rotação; CARACTERÍSTICA: Produz consequências sobre as
correntes marítimas.
d) MOVIMENTO: Translação; CARACTERÍSTICA: Movimento que a Terra executa
ao redor do Sol.
e) MOVIMENTO: Translação; CARACTERÍSTICA: Provoca a ocorrência da sucessão
dos dias e das noites.

4
[Digite texto]

7.2 ATIVIDADES DE ROTAÇÃO E TRANSLAÇÃO

1-A coluna da esquerda abaixo apresenta os movimentos de rotação e translação,


responsáveis por diversos fenômenos; a da direita, alguns desses fenômenos.
Associe adequadamente as colunas.
1. Rotação (___) Afélio e Periélio
2. Translação (___) Desvios dos ventos
(___) Movimento aparente do Sol
(___) Estações do ano

 A sequência correta de preenchimento dos parênteses, de cima para baixo, é:


a) 2 – 1 – 1 – 2.
b) 1 – 2 – 2 – 1.
c) 2 – 2 – 1 – 1
d) 1 – 1 – 2 – 2.
e) 1 – 2 – 1 – 2.

2“Sucessão dos dias e das noites, interfere na circulação atmosférica e nas correntes
marítimas, achatamento dos polos e levou a criação dos Fusos Horários.” Este
importante movimento é conhecido por:
a) Translação.
b) Gravitacional.
c) Rotação.
d) Solstício.
e) Equinócios.

3. “O que aconteceria se a Terra parasse de girar?


Resposta na lata: tudo sairia voando!
‘É impossível que o planeta pare de girar de modo abrupto, mas, se isso acontecesse,
tudo aquilo que se encontra na superfície terrestre seria arrancado violentamente: as
cidades, os oceanos e até o ar da atmosfera’, afirma Rubens Machado, do departamento
de astronomia da USP. (…)
TANJI, T. Revista Galileu, 09 jun. 2015. Acesso em: 10 ago. 2015 (adaptado).
A consequência da hipótese acima apresentada deve-se pela combinação entre:
a) a inércia e a alta velocidade de rotação terrestre.
b) a força da gravidade e o movimento de translação.
c) o eixo rotacional e o campo magnético da Terra.
d) a massa da Terra e o alinhamento da órbita lunar.
e) a translação e a rotação planetária.

4-. (UCS RS/2010) Com base no movimento de rotação da Terra, os seres humanos


determinaram as horas e os fusos horários. É correto afirmar, em relação aos fusos
horários, que:

5
[Digite texto]

a) o meridiano escolhido para dar início à contagem de um novo dia foi o de 360°, que é
considerado a linha internacional de data.

b) os fusos horários brasileiros estão situados a oeste de Greenwich, o que leva a hora
oficial do Brasil equivaler a quatro horas menos que o fuso horário de Greenwich.

c) a Terra gira de leste para oeste, por isso vemos o Sol primeiro a leste. Portanto, as
horas estão sempre atrasadas no leste em relação ao oeste.

d) pelo sistema de fusos horários, o globo terrestre foi dividido em 12 fusos, cada um
equivalendo a 15° no sentido perpendicular ao meridiano 0°.

e) um barco, ao cruzar a linha internacional de data no sentido oeste-leste, deve


acrescentar um dia à data atual.

8-HORÁRIO DE VERÃO
“Já passei por muitos horários de verão e até hoje não sei se adoro ou detesto a
mudança do meu fuso horário, embora a questão transcenda aos fusos e parafusos
terrestres. Pessoalmente, sou cumpridor de horários, aprecio saber a hora de as coisas
acontecerem, hábito adquirido no seminário, o sino tocava e a gente sabia que era hora
de estudar, brincar, rezar, dormir, acordar. O tempo rendia mais e melhor.
Havia uma piada sobre os frades de determinada ordem, que acordavam mais
cedo do que os demais: eles tinham mais tempo para não fazer nada. Era mais ou menos
por aí que eu me submetia aos horários, sempre me sobrava um tempo para ficar
sozinho comigo mesmo.
No Rio, a mudança de horário funciona. No final da tarde, ainda há bastante sol
e vontade de dar um mergulho. A água está menos fria, o céu mais doce, bom para [...]
beber água de coco. Numa cidadedo interior, o dia parece ficar mais comprido, mas aí
vem a piada dos frades que acordam mais cedo: sobra mais tempo para o nada. Já me
explicaram mil vezes a vantagem do horário de verão: economiza energia, evita
sobrecarga nas linhas. Mesmo assim, é com raiva que adianto os relógios e mais raiva
ainda quando, meses depois, sou obrigado a atrasá -los. Lembro outra piada: um gato
botou um ovo na fronteira do Peru com a China, o gatinho que nascer será peruano ou
chinês?
Nem uma coisa nem outra. Gato não bota ovo e o Peru não tem fronteiras com a
China. Se eu morresse aos dez minutos do último domingo, teria morrido num sábado?
Nasci num domingo e uma cigana já me garantiu que morreria em outro. Essa terra de
ninguém no tempo é mais angustiante que a terra de ninguém no espaço. Se brincadeira
tem hora, morrer também deve ter a sua hora. E de hora em hora Deus piora.”

CONY, Carlos Heitor. Horário de verão. Folha de S.Paulo, 20 out. 2003. p. A-2.

ATIVIDADE 8
1.Qual a opinião do autor em relação ao horário de verão? Explique.
2. Que medida tomada no horário de verão faz com que o autor afirme que o dia fica
mais longo?
3. Esse horário é implementado no estado em que você vive? Se sim, comente as
mudanças em sua rotina em razão disso. Se não, explique a razão da não adoção

Você também pode gostar